Dados macroeconômicos mostram que a crise não é econômica, é política

Análise

reservas 2015

 

A situação cambial e a relação entre a dívida externa brasileira e o PIB do país em 2015 escancaram a superioridade dos governos Lula e Dilma sobre o governo FHC e desmontam a falácia de que o país esteja atravessando hoje uma crise pior do que há 13 anos.

Nesta quinta-feira (1/10), o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior divulgou que as exportações brasileiras superaram as importações em US$ 2,944 bilhões em setembro. E que, com isso, a balança comercial teve o melhor mês de setembro desde 2011, quando somou US$ 3,074 bilhões.

Mais: no saldo acumulado de janeiro a setembro, as exportações superam as importações em US$ 10,246 bilhões, o maior valor para o período desde 2012, quando foi de US$ 15,695 bilhões.

Os dados recentes, aliados ao montante de reservas cambiais que o país tem, geram uma situação de tranquilidade. O Brasil, hoje, dispõe de um “colchão cambial” de 370 bilhões de dólares, que, combinado com forte redução do peso da dívida externa ao longo dos governos Lula e Dilma, desestimulam ataques especulativos contra a nossa economia.

Para começar a entender a diferença de situação da economia sob Dilma Rousseff e sob Fernando Henrique Cardoso, há que começar pelo nível de reservas cambiais que o país tinha há 12 anos e o que tem hoje.

Abaixo, dados do Banco Central sob a situação das reservas cambiais deixadas por FHC e as que o país tem hoje.

saldo de 2002

reservas 2003

saldo de 2015

reservas 2015

A nova situação das reservas de divisas do país desestimula ataques especulativos. Mas o que é um ataque especulativo? Basicamente, é uma tentativa do mercado de elevar o valor da moeda americana ante o real através de forte aumento de compradores.

Sem reservas, o país não pode oferecer ao mercado a quantidade de dólares que está requerendo e, assim, a busca pela moeda aumenta geometricamente, de modo que a lei da oferta e da procura faz o preço do dólar disparar.

Sem reservas, o país não tem como dar garantia de que quem colocar dinheiro no país consiga tirar. Desse modo, o país passa a ter dificuldades para importar – fornecedores do exterior passam a só aceitar pagamentos antecipados – e não consegue financiar suas exportações.

É um círculo vicioso.

Além disso, outro fator contribui para a credibilidade e a solidez econômica do país: o peso da dívida externa sobre a economia.

No gráfico abaixo, o leitor pode conferir a evolução do PIB e a importância de nossa economia no cenário internacional. Em 1995, quando FHC assumiu a Presidência, o Brasil era a 8ª economia do mundo; em 2002, quando deixou o governo, era a 13ª. Hoje, é a 7ª.

pib 2002 2014

A dívida externa brasileira cresceu ao longo dos últimos doze anos e tanto porque a economia como um todo cresceu, mas essa dívida cresceu muito menos nesse período, enquanto o país construía seu “colchão cambial”.

Segundo dados do Banco Central, o país tinha uma dívida externa bruta de US$ 235 bilhões ao fim do governo FHC e, hoje, tem uma dívida de US$ 714 bilhões. Porém, por estranho que pareça, a dívida externa, hoje, pesa muito menos do que a de 12 anos e pouco atrás.

O problema é que o valor nominal da dívida e do dólar permite à grande mídia enganar o público ao divulgar que os US$ 235 bi de dívida em 2002 pesam tanto quanto os US$ 714 bi de hoje e que o dólar a 4 reais de hoje equivale ao de 3,99 reais de 2002.

O economista Alexandre Cabral, da NeoValue Investimentos, fez um cálculo de quanto seriam hoje os 3.99 reais que custavam um dólar em 2002 e concluiu que, se for considerado o IGP-M (índice de inflação calculado pela FGV) e o CPI (índice de preços norte-americano), o valor nominal do dólar hoje teria que ser equivalente a R$ 7,46 para ser igual ao de 12 anos e tanto atrás.

Usando os parâmetros desse economista, fica interessante fazer um cálculo sobre a solidez da economia brasileira hoje em relação à situação de 2002.

conclusão

Como se vê, a dívida externa legada por FHC batia em 118,03% do PIB enquanto que, hoje, e só após as recentes altas do dólar, ela subiu a meros 51,74% do PIB. Ou seja, é como se você ganhasse R$ 1.000,00 reais e devesse R$ 1.180,30 em 2002 e, hoje, ganhasse R$ 1.000,00 mas devesse R$ 510,74.

Some-se a tudo isso a notícia sobre o avanço das exportações e à volta do acumulo de reservas possibilitado pela balança comercial positiva e o que se obtém é que não há maiores motivos para a economia brasileira não voltar a avançar.

O problema, basicamente, é uma crise de confiança por conta da situação política. Se o país equilibrar receita e despesa e puser fim a delírios golpistas, nossa economia tende a retomar o ritmo em breve, com efeitos positivos inevitáveis sobre nível de emprego e valor dos salários.

Trocando em miúdos: se pararem de sabotar o Brasil, tudo se ajeita.

142 comments

  • O problema é que não vão, Eduardo. Essa canalhada de golpistas faz vista grossa às denúncias graves contra o Cunha (como a de hoje, de ter contas na Suíça) ao mesmo tempo que querem derrubar a Dilma e acabar com o PT para “combater a corrupção”. O que move essa gente, embora não admitam, é o ódio de classes por estarem presenciando as pessoas mais humildes terem acesso a bens e serviços outrora exclusivos da elite. São egoístas, mesquinhos, corruptos, golpistas e antinacionais. Em resumo, são a escória do Brasil.

  • Errado. A crise é principalmente econômica mesmo. Gostaria que você apontasse quem forçou o governo a adotar uma política fiscal expansionista, com juros baixos, crédito barato fornecido por bancos estatais, câmbio desvalorizado e aumento das tarifas de importação para “estimular” a indústria nacional, além do repasse do Tesouro às distribuidoras de energia, tendo como resultado a recessão de hoje.

    • O país estava apoiado nos investimentos para financiar tudo isso. A partir de 2013 surge a crise política, afugenta o investidor e acaba o meuo de financiar o crescimento e o equilíbrio fiscal

      • Concordo com a crise politica, mas o governo da presidenta não se isenta disto, pois desde 2013 falhou muito no combate a esta crise. Faltou enfrentamento. As famosas jornadas (conservadoras) de 2013 não foram entendidas desta forma. Lá tinha que ter começado a resistência, porque até mesmo muitos de nós enxergamos qual era a real motivação.
        O governo preferiu achar que eram só o povo organizado querendo só melhorar de vida.
        Realmente espero que o governo enxergue a real politik daqui pra frente.
        E a crise na rua existe. Hoje todos já conhecem alguém desempregado, ou esta desempregado. Lojas fechando, casas vendendo, prefeituras diminuindo horário de funcionamento, enfim aqui no baixo clero a crise ta pegando. Mas como já vivi muitas, sei que passa. Mas com dor.
        Outra coisa é esta história de compararmos com os conservadores. Eles já passaram, Graças a Deus!! Agora temos que olhar pro nosso quintal. Temos que melhorar sempre. Esqueçam o FHC e seus aliados. Estamos, e ainda bem, a treze anos no poder.

  • Resumindo, a crise é política porque na verdade a crise é da própria mídia mercadista que perde anunciantes a cada dia que passa. Ou seja, ela aposta no tudo ou nada para sobreviver mesmo que sequer haja um país para explorarem no futuro. À beira da morte, os barões da mídia preferem suicidar o país. Mas é óbvio que fracassarão! Aliás, já fracassaram mas ainda não sabem!

  • Eduardo,

    Já que você está falando sobre o site do BACEN vale a pena fazer a seguinte comparação:

    Acesse o link abaixo. Nele é possível pesquisar o endividamento total dos Estados:

    http://www4.bcb.gov.br/fis/dividas/lestados.asp

    Agora, selecione o Estado de Minas Gerais e pesquise pelo mês 01 ano 2003.

    Fazendo isso você encontrará a dívida fundada do Estado de Minas Gerais no inicio do governo Aécio Neves.

    Agora, repita a mesma pesquisa, porém selecionando o mês 12 ano 2014.

    Compare o valor total de 2003 com o valor total de 2014.

    Não, você não está louco…o valor é em bilhões de reais mesmo…essa é a dívida de MG!!!

    Entendeu o tamanho da mentira do menino do rio ?!?

    Ele passou 12 anos em Minas Gerais dizendo que o Estado tinha zerado as suas dívidas por causa do “choque de gestão” que ele tinha dado na administração do Estado. Não escrever os adjetivos aos quais eu classifico o quarto Senador Carioca, pois o seu blog merece respeito….

    Mentira: https://www.youtube.com/watch?v=rKDjLlxTDxo

    Verdade: https://www.youtube.com/watch?v=RpEx9IIpn9c

  • Interessante esta análise. Nada como a aritmética de armazém prá explicar como estamos na economia. Para o leigo, com ajuda do PIG, estamos no buraco da broca do pré-sal. Mas, olhando por esta ótica, estamos é retirando o petróleo do pré-sal, se é que me entendem. Hehehe.

  • A frase que o Paulo Henrique Amorim usa com uma felicidade pouco vista deveria ser uma espécie de hashtag de todos os que se esquivam a papagaiar o PIG. “Se desligar da Globo o Brasil melhora”. A crise é em sua grande parte um produto forjado nas oficinas do diabólico PIGlobo, cevado com verbas públicas (em grande parte da SECOM) e que trabalha exclusivamente para manter os irmão metralhas, digo marinhos, como eternos mandatários do Brasil, duplicando a cada lustro a sua própria fortuna sobejamente mal adquirida, já que não produz nada além de golpes e armações para desestabilizar os governos e lucrar com as águas turvas.

    • Só voce psdebista que acha que só o Pt não pode errar. Todos nós erramos, só que o Psdb erra mais. Veja no site do Tse qual o partido tem mais políticos cassados por corrupção. O Pt está em décimo lugar e o Psdb em terceiro e seus parceiros(dem e pp) em primeiro e segundo. A sua ignorância é de pessoa que se baseia na revista veja, jornal nacional, folha, estadão, etc. Voce não passa de um “cuinha”, ex-coxinha.

  • A Islândia tem pouca população, mas tem o maior índice de nível de educação do mundo.
    Durante a crise mundial de 2008, o povo percebeu a fraude dos banqueiros em conluio com o governo. Enfim, o povo e literalmente mandaram os banqueiros sionistas e os políticos fraudulentos. O povo inteiro participou e escreveu a nova Constituição através do Facebook!

    A Bolívia também está indo muito bem, depois que nacionalizou o setor de gás, petróleo, e minas de prata. Até surgiu uma classe abastada que está construindo bastante, e formando mini-empresáriado, pois até os pobres tem um dinheirinho para comprar guloseimas. A Hungria e a Rússia também se livraram dos oligárquicos corruptos, e o povo está se reerguendo, se esforçando, mas orgulhosos.

    Pena que a mídia fascista monopolizada do Brasil jamais vai divulgar essas informações, e pelo contrário, tentam esconder a verdade, e faz propaganda falsa para manter o povo na ignorância, enquanto passa leis que só favorecem as multinacionais, manipulando o congresso, tanto que aprovaram a lei facilitando a terceirização.

    O trabalhador não só do Brasil, mas de toda América Latina precisa se conscientizar logo, para não virar o próximo paraíso para as multinacionais, que eventualmente planejam a escravização total da humanidade.

  • :

    : * * * * 02:13 Ouvindo As Vozes do Bra♥S♥il e postando: Avante, Bra♥♥S♥♥il ! ! ! !

    ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥

    * * * * * * * * * * * * *
    * * * *

    Ley de Medios Já ! ! ! ! Lula 2018 neles ! ! ! !

    * * * *
    * * * * * * * * * * * * *

    ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥

    • O que mais causa indignação é fato de além de omitirem todos os bons feitos do governo, eles agem covardemente criando fatos não comprovados para alienar o povo. E assim vão criando o que chamamos de “midiotas”.

  • Matéria excelente, Edu, já compartilhei. É louvável sua dedicação em esclarecer os fatos e em nos informar sobre assuntos tão relevantes. Admiro sua disponibilidade. É de pessoas como vc que o Brasil tanto precisa. E temos bons exemplos graças a Deus e ao povo brasileiro que é bom. Os que se empenham em prejudicar o Brasil estão do outro lado. Abraços!

  • Têm uns direitistas que vêm se gabar que este governo é pior que o de FHC. Eles chegam a comparar o dólar da época e a dívida pública bruta de agora com a da época de FHC. Falam também da dívida externa. Daí, eu mostro que eles usam o dólar sem considerar a inflação, “chutei” (não sei se usam esta expressão em São Paulo) que o valor do dólar do fim do mandato de FHC estaria em R$ 8,00. Quanto às dívidas públicas, sempre falo da relação Dívida / PIB e da dívida pública líquida. Falo também das reservas cambiais. Às vezes falo mais coisas como a SELIC, como o câmbio flutuante, do tempo que ficamos sem crises, do impacto desta crise em relação a outra, etc. Aí os coxinhas piram.

  • Só acredita que a situação econômica de hoje pode sequer comparar-se ao horror do desgoverno FHC quem é um fanático de direita, um completo cretino ou ambas as coisas. E não é necessário sequer comparar-se números macroeconômicos, embora eles sejam excelentes provas dessa realidade, basta andar-se pelas ruas e observar-se a microeconomia, como o país real está hoje e como estava quando FHC e o PSDB desgovernaram o Brasil, época em que massas humanas morriam de fome, pessoas com curso superior engalfinhavam-se para uma vaga de gari e o país ajoelhava-se diante do FMI. A nova falácia do momento, a “alta” do dólar(porque a “crise”, que só existe na Globo, ao menos no tamanho propagado, já está ficando batida), nada mais é do que isso, um acontecimento econômico cujas proporções reais são infinitamente menores do que a mídia quer fazer parecer que são. De fato há uma elevação do valor da moeda dos EUA, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo. Contudo, se compararmos de forma correta o aumento do dólar, como fez você agora e como já fizera Luís Nassif em excelente texto, ou seja, usando a elementar atualização das duas moedas através da inflação acumulada no período nos dois países, veremos que nem de longe temos a “disparada” do dólar que a mídia quer fazer crer que ocorre, a qual aconteceu apenas no desgoverno FHC. Como já disse, não se trata de uma opinião movida por simpatias políticas, mas de uma comprovação matemática, que os coronéis eletrônicos e seus lacaios censuram à população, já que o único objetivo deles é destruir o PT e reimplantar o neoliberalismo no Brasil. O mesmo raciocínio vale para a “crise”, que só é grave na Globo. O Brasil atravessa problemas econômicos, em grande parte causados pelo goigantesco processo de sabotagem que este país vive desde as “manifestações” reacionárias de junho de 2013(a “sabotagem” habitual da mídia já conhecemos e vem desde 2003); mas também oriundos da crise internacional, que causou alguns danos na economia principalmente devido à queda no preço da commoditties, e aos erros do “ajuste” conservador de Dilma. Todavia, se não fosse a sabotagem, que é de longe a maior causa de nossos problemas pois restringiu o investimento privado num país que infelizmente depende muito dele para alavancar a Economia, estaríamos numa outra situação, com o crescimento em ascensão, tudo o que a mídia não que para poder derrubar Dilma ou ao menos garantir que Lula não vença em 2018. Por isso, mais do que nunca é necessário enfrentar-se a guerra de expectativas negativas que os barões midiáticos e seus lacaios, juntamente com os golpistas, implantam no país. Para fazê-lo, é necessária a mobilização da mídia alternativa, das ruas, mas principalmente da própria Presidenta, que tem que parar de ficar muda e partir para o ataque. Por que Dilma não apresenta esses números da Economia em rede nacional, falando que o maior problema do Brasil é a sabotagem dos conservadores(mídia à frente)intensificada desde 2013!!!!!!!!!!????????? Essa é a principal guerra que o PT e o Governo têm que travar, aliada a uma mudança de postura econômica, tanto no que concerne ao “ajuste”, que começa a atingir os ricos, mas ainda de forma branda; como também em relação ao papel do Estado na Economia., Chega de confiar em capitalista privado, amarrando o estado à chantagem do déficit(países desenvolvidos, quando iniciaram seus processos de desenvolvimento e independência, cagaram para o déficit), é necessário que o Estado participe diretamente da ação econômica, investindo ele mesmo em obras de infraestrutura e de desenvolvimento industrial-tecnológico. É claro que não podemos descuidar da saúde financeira do estado, mas não devemos virar escravos da ótica neoliberal sobre o déficit que, se aumentar em um primeiro momento, cairá quando vierem os resultados da ação do Estado na Economia que gera um ciclo virtuoso na esfera privada, estimulando os capitalistas a acompanharem esses investimentos no suporte que eles sempre precisarão, ou seja na cadeia de valores que surge ao lado de qualquer grande investimento. Essa é a receita econômica para enfrentar a crise, que deve vir acompanhada da receita política, ou seja, do apoio das ruas para enfrentar o golpe, deixando de lato “institucionalidades” vazias e fazendo política. Afinal, todos esses aspectos, econômicos e políticos, fazem parte de uma processo de sabotagem contra apoio no Brasil, que traduz de forma clara a luta de classes. É isso que Dilma precisa e entender para não perder-se em elucubrações tolas e compreender a dimensão desse momento histórico. Vamos à luta, antes que seja tarde, mas principalmente temos que levá-la a entender a necessidade da luta e como de fato agir dentro da sua dialética

  • Faltou uma análise da questão fiscal brasileira, esse sim é o verdadeiro gerador da crise!!! Tanto que o governo quer criar a CPMF!!! O Brasil nunca teve tão mal na questão fisca!!! Analisar crise só do ponto de vista de reservas, é muita desonestidade!!!

    • “esse sim é o verdadeiro gerador da crise!!! ”

      Este não é o verdadeiro gerador da crise, o verdadeiro gerador da crise são vcs mesmos, que forçaram o governo a fazer política anticíclica desde junho de 2013, para conter as sabotagens que vcs criaram com as manifestações fascistas. Tem também a crise mundial, que acaba interferindo nas finanças, mas acredito que elas não teriam interferido tanto se não fossem as sabotagens.

      Além do mais, as finanças do governo já poderiam ter sido corrigidas, e as contas equilibradas, se vcs não sabotassem.

  • É uma crise política criada no país pela oposição e seus braços para desestabilizar a economia, para que o povo comece a se endividar e culpe a Dilma por tudo, pois as pessoas pensam que governador, deputado, senador, prefeito e vereador só existem como enfeite e que não estão lá para desempenhar nenhum papel. É por isso que a direita nunca quis investir em educação, assim fica mais fácil manipular o povo. E é por isso que Lula e Dilma sempre se preocuparam em colocar o povo, que antes nem sonhava em fazer curso superior, todos na universidade e até para estudarem no exterior, para verem outras realidades. Essa direita está desesperada, pois sabe que no voto, com um povo educado, jamais vai ganhar eleição outra vez. Por isso trata de desestabilizar o país, para piorar a economia, para que a situação de estagnação que existia, do FHC para trás, volte a se estabelecer no Brasil.

  • Estava atrasado nessa informação. Ainda acreditava que era 3,5 tri. Não tinha lido em lugar algum que já estávamos nesse nível. O problema que continua é os 5,5 tri da dívida pública interna, deixando 1 tri para a banca financista. O governo usa menos que isso para gerir o País, e desses menos, apenas 10% para os mais de 5 mil municípios e todos os Estados do Brasil.

  • Bom, para mim que dependo de produtos importados (informática) para produzir mais (e atender ao maldito “Bloco K”) o dólar alto é péssimo! 🙁

    • Eu andei vendo esse Bloco K, complicou para as empresas (fechei a minha há dois anos).
      Meu setor é serviços, meu trabalho é intelectual e estou falida. Ontem tentei tirar meu filho do ensino médio integrado com o técnico em administração (450 reais mensais) e passar para escola pública, quem disse que consegui? Não tenho mais como pagar a escola e ele não tem escola pública para ir. Liguei para todas da região e dizem não ter vaga. Falei com a Regional da Sec. da Educação.

      Vejam o diálogo insólito:

      “Você tem que dar baixa na escola atual, fazer uma inscrição em escola pública e esperar vaga, o sistema procura toda 6a feira, vai procurando nas escolas mais próximas da moradia”. “Pode demorar quanto tempo?”. “Não tem previsão”. “Estamos em outubro, se não tem previsão ele pode terminar o ano sem ter escola para ir, já estando desligado da escola atual e perder o ano”?. “Eu não disse isso, disse que não tem previsão”.

      • Procura a Defensoria Pública que o Defensor pede uma liminar para o juiz para que façam a matrícula do seu filho, tenho quase que certeza absoluta que o juiz lhe concederá a liminar e irão matricular seu filho, já ví centenas de casos iguais ao seu e a liminar foi concedida. Deus te abençoe.

        • Eduardo Pereira, obrigada. Quando postei no blog a situação esperava que alguém soubesse de algo para me orientar. Vou procurar a defensoria na 2a feira. Deus te abençoe também.

  • Uma coisa é dizer que hoje a crise seria mais ou menos grave que quando no tempo de THC..

    ..outra é afirmar que não existe crise econômica..

    ..e outra é dizer que a crise econômica REAL esta, ou não, sendo amplificada pela crise política (e POLICIAL), e vice versa

    Coisas absolutamente distintas que se misturadas acabam por desacreditar ou tumultuar qq análise

    Pra mim, politicamente, por DILMA e PT, a situação é muito delicada

    Economicamente falando, com THC o país estava muito mais fragilizado ..mas

    ..por erros dele, HAVIA por onde tentar crescer independente dum cenário externo mais ou menos favorável como viria a ocorrer (baixar o JUROS REAL da economia, aumentar o crédito pra todos os agentes – incluso famílias, aposentados e empresas -, se adotar uma política pró ATIVA por parte do Estado tanto interna como externamente)

    Hoje, pela adoção dos programas de indução anticíclica ERRADOS (que se fixaram muito na assistência, no consumo e em importados) ..pelo congelamento de preços, tarifas, pelas desonerações destrambelhadas aliadas ainda a programas sociais pesados e “tornados obrigatórios”..

    ..pelo artificialismo mantido no cambio (em parte, tanto antes como agora, por FORÇA e interesse dos EUA),,

    ..pelo findar natural dum ciclo, pela ineficiência e desvio dos PACs, e pelo ESGOTAMENTO PRECOCE da capacidade de endividamento de alguns agentes (das famílias, Estado e empresas) ..enfim, hoje é inegável que colhemos o DESCARRILHAR de diversos índices (consumo e produção com queda generalizada de todas as atividades setoriais (exceto agronegócio)

    ..agora, como vc bem focou, alguns gargalos já começam a apresentar melhoras ..as CONTAS EXTERNAS por exemplo, e eu diria a pressão inflacionária represada (corretiva) entre elas

    ..mas convenhamos, falta muito ainda

    ..e mais, tudo teria sido abreviado se o BR não tivesse sido MINADO pela pauta BOMBA montada por este Congresso CRIMINOSO ..ou se a base (incluso as esquerdas irresponsáveis e ignorantes) tivesse apoiado as medidas de ajuste e contensão a mais tempo (fato que ainda sequer ocorreu)

  • Há uma escalada mundial da direita, ainda mais forte aqui na América Latina. Das tentativas de golpe, pelo menos duas tiveram sucesso: Paraguai e Honduras. Por isso esses dois países estão decaíram novamente ao atraso social em que estavam há duas décadas.

    Mas, nos países principais da América Latina, o Pentágono ainda não conseguiu emplacar o golpe, mesmo com a ajuda de black blocs, marinas e cunhas. Brasil, Argentina e Venezuela estão sob ataque. Não por acaso, os três são produtores de petróleo. No caso do Brasil, graças ao pré-sal nossa produção bate recordes um após o outro. Estamos produzindo 3,1 MILHÕES de barris de óleo equivalente DIÁRIOS. E esse número aumenta a cada mês. Não é à toa que Tio Sam fomenta o golpe por aqui.

    • Você mencionou “marinas”, é a Marina Silva? Eu não tenho dados, mas minhas entranhas intuitivas me dizem que ela está nesse bojo, sim (sem esquecer os Koch). Quem quiser que a compre, ou caia na sua rede, não é?

  • Estou até agora querendo saber o tamanho da crise econômica.
    A crise política só inflaciona a econômica, e mostra da” responsabilidade” da oposição.

      • Eu não acompanho o PIG, Locatelli. Por isso mesmo gostaria de saber o tamanho da crise.
        Os dados do Pig manipulados, com dupla interpretação…
        Globo ?Não assisto.

  • rapaz, um dia sim, outro também.

    Dirceu, Pallocci e agora Lulinha, o filho pródigo

    Todos experts em prestar serviços de consultoria ..isso quando não promovem palestras e relatórios FANTASMAS

    ..em comum, NADA de escopo, de equipe e auxiliares, de materialidade, de expertise, tudo em valores DESARRAZOADOS, milionários, atrelados a benesses e contratos com o Estado ..tudo tudo “contabilizado, com imposto recolhido, esquentado ..bobo eu

    claro claro ..imaginar advocacia administrativa, trafico de influência, coação, chantagem, concussão, propina ..nunca, maldade minha ..claro

    https://www.youtube.com/watch?v=0Blw9bVFgEA

    • em tempo – sim, evidente que o país precisaria regulamentar, deixar mais claro a figura dum LOBISTA que, dentro da ÉTICA, é um vendedor travestido ..um cara que conhece os tramites, os caminhos ..um despachante comissionado sim, como não ?!

      Mas ..HÁ também que ficar muito claro de qual seria o benefício trazido, no caso, para o ESTADO, pra sociedade brasileira

      ..evidente que aqui NÃO vale traficar pra encarecer, sonegar, pra COIBIR a concorrência salutar, pra se perder eficiência, se CONSPURCAR e trair a democracia de forma COVARDE com a formação dum CAIXA 2 ..pra se obter vantagem indevida pelo exercício do poder etc etc etc

      Agora, que é do balacobaco ver um cara dar “consultoria” em pleno gozo do MANDATO parlamentar ..ou com familiar assinando assunto de seu interesse ..sem ter noção nem conhecimento técnico ..ou mesmo dar consultoria da cadeia ..ahhh, isso é !!!

  • Há um problema na sua análise. Para você o PIB -3%, inflação quase 10% e desemprego 8,6% segundo o PNAD são consequência de crise política.
    E o déficit fiscal, que é causa reconhecida dos problemas acima, que foram gerados nos últimos anos quando não existia esse problema político?
    E se esse colchão de dólares impede ataques especulativos, o que causou o aumento de 50% do dólar só neste ano?
    E finalmente, por que enquanto o Brasil fazia a lição de casa (ou seja, não produzia déficits, principalmente no governo Lula, não havia crise política, e só agora, depois de 12 anos a crise se instalou?
    Não seria o perdularismo do governo a real causa da crise econômica?
    Se não, por que então o governo decidiu fazer superavits, deixando a política de gastos acima da arrecadação para trás?

    • Mais da metade da recessão econômica que estamos tendo é por causa da crise política e da operação lava jato sabia, caso contrário, a recessão seria de no máximo 1,3 %, o que não deixaria de ser grave, mas esta crise política ajuda a agravar a recessão.

  • Edu, bom dia!
    O problema do Brasil é a nossa elite e estes políticos de direita, que são usurpadores e só governam para 2/5 dos brasileiros. Pena que a Dilma também não ajuda a reconstruir sua base, talvez esses oportunistas não tivessem tanto espaço.

        • Não funcionaria. Não há como reduzir o déficit só combatendo a sonegação – que a partir de Lula passou a ser mais combatida. Há que cortar gastos e aumentar impostos

          • Estima-se que em 2014 tenham sido sonegados R$ 500bi, o que livraria o país de qualquer crise. Porém, como Edu falou, isto não funciona, porque não é fácil se buscar receita do que foi sonegado, tem que se apurar, descobrir os modos de sonegação, aumentar a fiscalização, melhorar cada vez mais os sistemas da receita e integrar com outros sistemas, ou seja, não é simples.

            Como Edu falou, depois de Lula isto melhorou. Isto é para o longo prazo. O Brasil não tem expertise nesta área ainda, pois os governos de antes do PT não se preocupavam tanto com esta questão. Pra sair da inércia negativa de outros governos ainda irá demorar.

  • Quem são os sabotadores? o governo deve saber, não? Para que serve a ABIN? que tal começar pelos quinta coluna? secar as verbas do PIG. Não estamos no momento de corte de despesa? Se a economia não está tão ruim (no que eu concordo com vc) por que os juros tão altos????? o que falta ao governo federal, coragem ? ou serão as forças terríveis alegadas pelo Jânio? Uma coisa tenho certeza, com bandido não se negocia……

      • Nomes e endereços dos bois, Edu: TV Globo, Lopes Quinta, Jardim Botanico, RJ. Folha de São Paulo, Barão de Limeira, SP Capital. Veja, Marginal Tiête, SP capital, o Estadão não sei onde fica.
        Mas pode chamar todos de pig, e o endereço é Wallstreet, aqui é sucursal. Edu, talvez nossa imprensa seja a que mais boicota seu próprio país em todo o mundo. Mente, desinforma, manipula e até cálculo matemático eles ignoram. É um espanto

    • A promiscuidade prossegue na Lava a Jato e o Paraná continua abrigando coisas da pior espécie. Não dá pra acreditar na lisura dessa Lava a Jato. Não é para diminuir a importância de investigar os crimes, mas se juiz tira selfie com Dória e se muitos da investigação participam de um negócio desse do link, desculpe, não dá.

  • Por aí vemos a incompetência dos tucanos. PSDB não sofre sabotagem, boicote, terrorismo diário da mídia, justiça engavetando, e ainda assim são piores governos. PT sofre sabotagem, boicote, justiça com a lupa para pegar qualquer coisa, terrorismo diário da mídia e ainda assim o Brasil não está como era há 20 anos. Parabéns para Lula, Dilma e todos do PT.

  • COMO POLÍTICOS DO PSDB NÃO SÃO PRESOS, OS PETISTAS CHEGARAM À CONCLUSÃO QUE PODEM SER CORRUPTOS. É A LÓGICA DOS BANDIDOS.
    Eugênio José Alati
    02/10/2015.
    ESTÃO CENSURANDO MEUS COMENTÁRIOS.

    • Senhor Alati,
      Antigamente nossos pais nos ensinavam a ser decentes, o meu pai me ensinou. O senhor teve pai?! Ou a sua alma eminentemente imoral não conseguiu internalizar nenhum ensinamento que parecesse com alguma coisa próxima de dignidade, correção, decoro?! Os tucanos são apenas supostamente corruptos porque os petistas o querem?! A imoralidade, a indecência, a falta de correção, de decoro, de honestidade e o cinismo abjeto, têm um representante a sua altura, Eugênio José Alati. Isso não é lógica de bandido; é prova de uma realidade gritantemente repulsiva. Existem provas materiais da corrupção dos tucanos em todas as esferas da máquina pública. Disso até as baratas da minha casa sabem. Embora o senhor deva ter aparência de humano, minhas baratas têm mais vergonha na cara do que o senhor!
      Maria Antônia

  • Eduardo eu so nao estou conseguindo entender porque Dilma esta fazendo esse ajuste , se e necessario e porque tantas criticas.
    A impressao que ela me passa e de muita seguranca no que ela esta fazendo.
    Gostaria de ouvir sua opiniao.

    Cordialmente

    • Glaura, o governo foi diminuindo impostos para aquecer a economia mas a continuidade da crise fez essa diminuição tornar a receita menor que a despesa. Agora ela tenta recolocar os impostos que tirou

  • OFF Topic:

    Quando a notícia é favorável ao Haddad a “Fóia” não libera os comentários !!!

    http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2015/09/1687985-mortes-no-transito-caem-185-em-sao-paulo-no-primeiro-semestre.shtml

    Quando a notícia é desfavorável ao Aécim a velha mídia de MG não libera os comentários !!!

    http://www.otempo.com.br/capa/pol%C3%ADtica/promotoria-investiga-viagens-de-a%C3%A9cio-ao-rio-de-janeiro-1.1128431

    Resumo:

    Qualquer noticia que favoreça os políticos progressistas tem que ser abafada e evitado, de qualquer forma, que haja repercussão positivas dos fatos.

    Já se a notícia é desfavorável aos “impolutos e nobres” políticos golpistas, digo, oposicionistas, a noticia é dada no rodapé dos jornais e também, não se permitem comentários, pois o povo não pode expressar o seu descontentamento com os arautos combatentes da corrupção.

  • Edu,vai uma impressão minha, tenho notado um crescente na rede de defensores da democracia?de criticos ao parcialismo da imprensa e dos coxinhas,e em percentual menor,mas crescendo de defensores do governo.Emfim acho que ja ha um desgaste com estes pseudos moralistas,defensores seletivos da corrupção.Acho que veremos um crescente nas pesquisas sobre a boa imagem do governo.Principalmente que parece dominar a cena politica,ainda mais agora com influencia direta do Lula no governo.

      • Esses 2% são produto de uma mente tumultuada pelo ódio, pela arrogância, pela covardia. Enfim, são produto do que manteve sua gente fora do poder por 16 anos (Dilma fica até 2018) e, creia-me, irá mantê-la fora por mais 16, no mínimo. Espere e verá

        • Desculpe, quem está há 16 anos fora do poder?
          Maluf, Collor, Sarney, Renan, o PP(ex arena), o Pmdb, Jader, e centenas de outros infiltrados no PSD, e em outros partidos da base de apoio.
          Será que tudo não passa de um plano diabólico orquestrado pelos grandes empresários que o senhor afirma que lhe dão razão, somado a líderes políticos independente da linha partidária, para saquear nosso país, transformando-o em coxo para alimentar esse sindicalismo escroto(patronal e laboral) que expropria o salário do trabalhador e das pequenas empresas que não são convidadas para a mesa festiva do BNDS?.
          Temo que neste jogo não há inocentes. As pedras foram colocadas no tabuleiro. Algo aconteceu, a Dilma entendeu antes do tempo que era ela a presidente, é um peão trapaceiro abriu o bico enquanto todos estavam focados em perseguir a dama.
          Confesso que foi angustiante ler o que li na coluná e comentários.
          Vamos exigir uma reforma política séria a começar por uma campanha de desfiliação partidária.
          Cansei de fazer parte da massa de manobra.
          Entendam que não há como defender o indefensavel

  • Sua alegação não faz sentido por que, se antes a situação estava tão boa assim, não serão simples boatos que iriam derrubar a economia, muito menos provocar queda tão acentuada do PIB. A crise foi causada pela expansão descontrolada do crédito – e ninguém forçou o governo a isso.

    • Não foram boatos. As cenas de guerra no país em 2013 e 2014 e o golpismo em 2015 sepultaram o investmento. Fiesp, Firjan, Abílio Diniz, Setubal, Trabuco, todos concordam que a política está ferrando a economia. Até a Folha de SP disse isso em editorial. Informe-se

    • Putz…. Boatos???? Em qual planeta essa pessoa esteve desde junho/2013 até agora? Foi desencadeada uma verdadeira operação de guerra contra o Brasil! Santo Edu!!!!! E nós também… rsrs

  • Bem, quando se olha para os índices econômicos de um país pode-se chegar à várias conclusões diferentes.
    Por exemplo, o índice dívida/PIB nem sempre exprime a condição principal vista pelos investidores para que tenham confiança em determinado país.
    Vejamos os índices dívida/PIB de vários países na tabela abaixo:

    http://pt.tradingeconomics.com/country-list/government-debt-to-gdp

    Podemos ver que o índice do Japão é de 230, ou seja sua dívida é 230% do PIB do país.
    Os EUA tem um índice próximo de 103, ou seja deve um pouco mais que o seu próprio PIB, em torno dos US$17.4 trilhões!
    Já o Brasil deve 58.91% do seu PIB.

    Lista do PIB dos países:
    http://pt.tradingeconomics.com/country-list/gdp

    Podemos dizer, então, na linguagem popular que Japão e EUA estão devendo até as cuecas.

    Por outro lado podemos ver, por exemplo, que Cuba deve apenas 20% do seu PIB, Paraguai 15%, Burundi 14%, Irã 10.6% e Afeganistão 6.6%…

    Será que um investidor deixaria de Investir nos EUA e Japão por estarem muito endividados para investirem em Cuba, Paraguai, Burundi, Irã e Afeganistão por terem uma dívida pública bem mais baixa?
    Parece que não. O que importa p/ o investidor é o ambiente de negócio, a segurança financeira/jurídica, a estabilidade e solidez do país como um todo.
    Mas o principal fator que inspira confiança ao investidor é o respeito aos contratos, é não mudar as regras do jogo durante a partida, é respeitar os princípios básicos das leis do mercado, o que muitos países deixam de fazer seja por questões ideológicas, financeiras ou culturais.

    Outra questão é o PIB.
    Quando olhamos para um país o que mais interessa é o PIB per capta (e não o PIB “bruto”). Ele é que exprime com mais realidade o nível de riqueza de um país.

    PIB bruto
    http://pt.tradingeconomics.com/country-list/gdp

    PIB per capta
    http://pt.tradingeconomics.com/country-list/gdp-per-capita

    O Brasil tem o sétimo PIB bruto mas apenas o 79º PIB per capta.
    A China tem o Segundo PIB bruto mas apenas o 90º PIB per capta.

    • Você tem que comparar como é aqui com como era aqui. Melhoramos ou não? É muito fácil apontar problemas históricos atribuindo-os ao PT sendo que este melhorou muito todos os indicadores

      • Bem, fiz apenas uma análise do que acontece sem partidarizar citando PT ou PSDB.
        Nós melhoramos, mas o problema é que depois uma boa parte dessa melhora de perdeu.
        E por quê?
        Tivemos uma melhora temporária devido à boas condições externas (por algum tempo) com o aumento das commodities. E depois o aquecimento foi mantido mais algum tempo devido ao aumento do crédito.
        Mas, mais uma vez não fizemos a “lição de casa” (assim como os outros governos anteriores) para ter um crescimento sustentável e duradouro. Não investimos pesado em educação, capacitação profissional e infraestrutura o que daria um aumento na produtividade e que geraria um aumento real da renda per capita.
        Também não fizemos muita coisa p/ melhorar o país em outros aspectos como uma melhora na segurança jurídica, redução da burocracia, carga tributária mais justa, etc, o que daria mais confiança ao empresário que quer investir no país de forma permanente a longo prazo.

    • O PIB per capita melhorou e muito no governo do PT em relação ao de FHC. Quanto ao PIB per capita em relação a outros países desenvolvidos, ainda há muito o que fazer. A desigualdade ainda é grande no Brasil, mas já foi pior.

    • Bem, você sabe que não dá para comparar economias e cenários de países tão diferentes. Isso é um sofisma e você sabe disso. Os EUA e Japão tem uma infraestrura TODA PRONTA, então mesmo que devam muito isso não afeta nem perto de países como o Brasil que precisam ainda criar muita coisa em infra estrutura e, além disso, como são países altamente industrializados, diferente do Brasil que ainda é muito dependente apenas de commodites a nossa indústria precisa de muito financiamento subsidiado para conseguir ir retirando a diferença, mas isso faz aumentar a dívida bruta, que depois de um certo patamar começa a complicar. Isso é difícil porque nossa dívida é atrelada basicamente a Selic, ou seja, pagamos muito juros nela, totalmente diferente das dívidas de EUA e Japão que você tentou usar como analogia forçada para nossa situação.

      Uma dívida muito grande lá é totalmente administrável, aqui torna inviável nossa economia, mesmo porque retiraria muito dinheiro do orçamento para fazer o superávit primário para pagamento dos JUROS da dívida interna que é quase que totalmente indexada a taxa SELIC e o Brasil ainda precisa demais de investimentos estatais pois nossa indústria perto desses países é muito atrasada e, ainda, como já disse, a infraestrutura nossa ainda precisa de muita coisa a ser feita e essa infraestrutura, aqui, é basicamente feita ou financiada pelo governo, pois nosso empresariado ainda é muito arredio em investir em infraestrutura que eles consideram obrigação apenas estatal, diferente dos EUA e Japão onde a presença privada em infraestrutura é muito grande.

      E nem vou esticar muito sobre a questão da sonegação endêmica no Brasil que não acontece nos EUA e Japão porque lá dá cadeia brava e isso tem muito a ver com õ estado não poder se endividar porque impede o investimento também pela queda da arrecadação.

      Bem, no frigir dos ovos, você quis mesmo fazer comparações absurdas entre as dívida de EUA e Japão com o Brasil para de alguma forma minimizar o desastre que foi o aumento escorchante da dívida do Brasil interna e externa durante os governos do PSDB. Mas ao invés de fazer essas comparações explique em que uma dívida muito grande seria boa para o cenário brasileiro?

  • “Como se vê, a dívida externa legada por FHC batia em 118,03% do PIB enquanto que, hoje, e só após as recentes altas do dólar, ela subiu a meros 51,74% do PIB. Ou seja, é como se você ganhasse R$ 1.000,00 reais e devesse R$ 1.180,30 em 2002 e, hoje, ganhasse R$ 1.000,00 mas devesse R$ 510,74”

    Edu, na verdade a dívida LÍQUIDA externa não está nem perto desses 51,74%. Esse percentual é da dívida externa BRUTA, a líquida, onde se abate também o que se tem a receber e somados as reservas que entram como créditos na conta (muita gente não sabe que as reservas contam como créditos no cálculo da dívida externa porque são um patrimônio que se tem a receber em dólares é uma espécie de saldo em conta), praticamente levam a dívida externa líquida a praticamente zero (foi o que muita gente não entendeu quando foi afirmado que o Brasil tinha “quitado” a dívida externa, pois se colocar na mesa, as reservas, mais o que se tem a receber e diminuir o que se tem a pagar, o valor ficou positivo para o Brasil na época que foi anunciado que “quitamos a dívida externa” e atualmente continua praticamente no zero ao fazer o cálculo débito/crédito).

    Vale ressaltar que, na época de FHC, também não era mais de 100% do PIB, pois também não foi posto na conta as reservas (poucas na época é verdade) e o que tínhamos a receber, contudo, fazendo essa conta na época dele, a dívida externa não chegava nem perto de “zerar” ou ficar positiva, era débito mesmo e considerada por muitos na época quase que impagável.

    Verifique com um economista a questão do saldo entre credito e débito que chegará num cenário bem melhor, ainda, atualmente.

    No mais, a constatação de que éramos a oitava economia do mundo quando o PSDB chegou ao poder e que caímos para décima terceira posição no mundo, quando eles entregaram o governo, desmonta qualquer tese que tente defender a “eficiência” do governo tucano. Não tem como dizer que houve eficiência se fez nossa economia cair cinco posições no ranking mundial, contra fatos não há argumentos. E nem é preciso falar no descalabro que eles fizeram com nossa divida INTERNA LÍQUIDA, pois eles praticamente a dobraram em apenas oito anos e vendendo nossas empresas que detinham boa parte dos nossos recursos tecnológicos e naturais (sob o pretexto de que era para abater na dívida, mas ela dobrou…). Abraços.

    • Sim, eu sei, mas estou me atendo à discussão como está posta na mídia. Vêm saíndo vários artigos dizendo que o fim da dívida externa, na prática, seria uma falácia. Não descontam as reservas e não descontam os investimentos de médio e longo prazos, e tampouco o fluxo de caixa comercial. Assim, estou fazendo a conta em relação à dívida externa bruta, que, mesmo por esse parâmetro que eles preferem, é amplamente favorável. Concordo que a conta líquida é muito melhor, mas aí eles vêm com aquele papo de que para as agências de classificação de risco não interessa o conceito de caixa, mas tendências, etc. Enfim, por qualquer critério que se use a economia vai bem, no macro, apesar da inflação – conjuntural, altamente influenciada pela valorização dólar e que tende a cair muito em breve – e do crescimento estagnado por ação justamente da crise política, ou seja, por causa desses idiotas que ficam querendo assumir o poder no grito e, com isso, assustam cada vez mais os investidores. Essa gente no poder é um perigo, isso fica claro neste momento inclusive para o capital. Os maiores pesos-pesados da economia já reclamam sem parar dessa orgia que Eduardo Cunha, Aécio Neves, FHC e setores da grande mídia estão fazendo com vistas a interesses puramente eleitorais. Mas é bom que os golpistas mostrem do que são capazes. Fazem os sensatos pensarem duas vezes. A massa, em si, não é importante. Em 2013, os protestos que derrubaram a popularidade de Dilma foram unanimidade por meia dúzia de meses, pouco mais, pouco menos. Em seguida, o apoio foi despencando e hoje poucos aprovam aquilo tudo. Mas foi ali que o país começou a afundar econômica e politicamente, conforme este blog previu tantas vezes

      • E sabe o que mais evidencia a manipulação da mídia? Exatamente o início dessa crise que foi com os protestos de Junho de 2013, porque se pegarmos o início dos protestos eles se deram quando A PM DO PSDB PAULISTA desceu a lenha nos manifestantes do movimento passe livre e pegou também em alguns jornalistas, daí, primeiro apareceu o Jabour na Globo dizendo que os manifestantes não valiam nem 20 centavos (a manifestação era praticamente de jovens da classe média mas alinhados a esquerda e grupos sociais), para depois, ao ver que o movimento ganhou corpo pedir desculpas (claro porque a Globo, alí viu uma grande oportunidade de começar a manipular as massas).

        Ou seja, transformaram um movimento que ganhou corpo depois das “borrachadas” e truculências da PM do PSDB e jogaram contra a Dilma e o PT, transformando o movimento numa onda fascista de direita. Incrível.

        • Antecipei tudo aqui, xará. Cada coisa que aconteceu, dali em diante, escrevi aqui que aconteceria. Até porque, para qualquer pessoa que entenda um pouquinho só de política, era previsível. Mas o Brasil passou a elevar garotos com acne no rosto e sertanejo universitário no cérebro a luminares da República. Por incrível que pareça, vi pessoas maduras e letradas exaltando quebra-quebras, paralisação da cidade e rompimento de contrato que afundou o orçamento da prefeitura, fazendo Haddad se tornar persona non grata em seis meses de governo, quando mal tomara pé da administração. Enfim, meu amigo, o Brasil é o que é por alguma razão, ou por algumas razões que se pode descobrir olhando, respectivamente, à direita, mas também à esquerda

          • Faltou a algumas importantes figuras da esquerda ter a coragem e – falo sem medo de ser criticado – a grandeza de Arnaldo Jabor.
            O global, percebendo o que aquele movimento realmente era, não teve vergonha de ser ridicularizado, desdizendo no dia seguinte o que tinha falado no dia anterior. Para ele, não foi vergonhoso mudar de opinião, ao ver que as coisas se amoldavam ao que ele queria
            Do lado da esquerda, muitos, que no início se entusiasmaram sinceramente com aquela coisa de “meninada na rua”, ficaram sem jeito de admitir que o negócio desandara – parecem ter achado que não seria “esquerdista” suficiente criticar o “povo na rua”, mesmo vendo que boa coisa aquilo não era. Sabiam que o negócio não ia bem, mas ficaram com medo de serem acusados de “Jabor da esquerda” ou algo que o valha.
            Que me lembre, a única exceção entre os que apoiaram no início foi MIguel do Rosário, que chegou a, também, fazer uma menção respeitosa ao Jabor, reconhecendo que não é vergonhoso mudar de lado se a consciência assim mandar. Ele, MIguel, portanto, voltou atrás e passou a criticar abertamente aquela rebelião fascista.
            Junho de 2013 foi a marcha da família da nossa era.
            E por falar nisso, onde está o MPL? O que aqueles garotos acham das estratégias golpistas da oposição, por exemplo? Algo muito importante para quem não estava preocupado com somente vinte centavos, não?

  • Vou falar o que se vê,

    Preço da comida em média subiu mais de 45% em menos de um ano, há itens que triplicaram de preço.
    A gasolina só este ano já subiu 11% segundo o governo e na prática, aqui no posto de gasolina 35%.
    O desemprego é de rir só as montadoras aqui na volta juntas já demitiram mais de 20 mil , e tem uns 10 mil em lawoff.
    Conheço um gerente de concessionária na zona oeste que me disse que as vendas de carro cairam realmente entorno de 65% e vai cair mais.
    Segundo ele os veículos até dezembro sofrerão aumento de preço entorno de 11%, os importados já subiram 23%.
    Pro leigo que não conhece , saiba que mais de 45% de um automóvel possui peças que vem do exterior e são as peças mais caras tais como módulos de ABS,Injeção,ar bag, de controle e outros que no preço final agregam 35%.
    Fato ainda mais transparente é que os eletro eletronicos de março pra cá já subiram mais de 20% e vão subir muito mais pois seus componentes são importados, O Brasil não possui fábrica de componentes eletrônicos e processadores.
    O preço da carne já subiu de janeiro até hoje mais de 60% e subirá mais , pois é mais lucro pros frigorificos com dólar á R$ 5, exportar, falo 5 porque é o preço real do dólar, quem duvidar vai a uma casa de cambio e tenta comprar.

    • Como eu há disse, há uma crise. Ninguém diz que não há crise. Estou dizendo justamente que ela está se agravando por conta da políticas. Tudo isso está acontecendo apesar de o Brasil ser um país solvente, ter um desemprego relativamente ainda baixo por conta de uma década de forte aumento do emprego formal e estar voltando a exportar. A inflação está se ajustando ao dólar. A demanda por carros é absolutamente natural que caia em um momento de tanta incerteza, mas se fizermos tudo certo e essa crise política amainar, em meia dúzia de meses equilibramos o orçamento, o investidor volta a se animar e a econnomia recomeça a funcionar. No momento, o país está em pânico. Não sabe que governo vai ter, quais regras do jogo serão mudadas, que visão irá preponderar, isso sem falar nos efeitos da Lava Jato no setor de construção pesada, um dos maiores, além da Petrobrás, maior empresa nacional, acossada por todos os lados. Essas investigações poderiam estar sendo feitas discretamente, focando nos autores e não nos negócios, sem abrir mão de prender quem quer que fosse. Essa seria uma forma republicana de conduzir as investigações. Nenhum culpado seria poupado e a economia continuaria funcionando, mas interesses políticos levaram a mídia e a oposição a transformar essa investigação em um espetáculo visando, por incrível que pareça, reverter a derrota eleitoral sem ter que esperar mais 4 anos.

    • “Preço da comida em média subiu mais de 45% em menos de um ano, há itens que triplicaram de preço.”

      Não enxergo isto. Houve coisas que até baixaram de preço. Pelo menos na comida, eu venho vendo os preços no supermercado. Ex.: Aqui em Salvador, onde compro:

      Tomate (que já foi o usado pelo PIG): Compra a R$ 2,50 a R$ 5,50. Ultimamente sai na faixa dos R$ 2,50;
      Feijão: Tá variando de R$ 3,50 a R$ 5,00. Ultimamente tem saído a R$ 3,50;
      Batata: Varia muito, vai de R$ 1,99 a R$ 5,00.

      Isto está ocorrendo há muito tempo, mesmo neste ano mais difícil.

      Teve muita coisa que realmente subiu de preço, e este ano vai ser o primeiro em que o PT não cumprirá a meta de inflação, depois de 12 anos, já FHC, descumpriu quase todos de seus mandatos.

      • Perfeito, Sávio.
        Muito terrorismo.
        Aquela pesquisa do Vox Populi evidenciou isso.
        As pessoas falam em percentagem sem saber muito do que estão falando.
        Havia gente, naquela pesquisa, apostando em desemprego de 40% da população economicamente ativa!
        Em inflação de 80%!
        Tenho um exemplo.
        Veja essa pesquisa: http://www.boavistaservicos.com.br/noticias/indicadores-economicos/movimento-do-comercio/movimento-do-comercio-cai-07-no-acumulado-em-12-meses-diz-boa-vista-scpc/
        Destaco:
        “O Movimento do Comércio em agosto registrou queda de 0,7% no acumulado em 12 meses frente ao mesmo período de 2014 (setembro de 2014 até agosto de 2015 contra os 12 meses antecedentes)”
        Munido dessa informação, perguntei a um colega de trabalho de quanto ele achava que fora a queda no comércio.
        Ele chutou 20%.
        Perguntei baseado no que e ele me respondeu que na intuição (tá todo mundo vendo, disse ele).
        Quando apontei os números da pesquisa, o cara, bastante insuspeito por sinal, afirmou: não fosse o terrorismo da imprensa, é perigoso que o não tivesse caído nada.
        Admitamos: tem crise, tem inflação acima do teto, desemprego que sobe. Os dados estão longe de serem bons. Mas não precisamos piorar as coisas torturando ainda mais os números.

      • O FHC , fez a parte difícil e suja do plano do Plano pra acabar com a inflação na América latina, a maioria dos leigos desconhecem que o plano real foi idealizado em partes pelo FMI, foi um plano bem feito aos moldes do que foi no Chile, mas infelizmente FHC não conseguiu terminá-lo, pois pra dar 100% certo devia haver a total desestatização, ou seja, o estado deveria diminuir para assim cobrar menos impostos e a renda aumentar, mas o Lula assumiu e abriu o cofre usou o estado pra simular crescimento e quando a grana acabou, deu no que deu, agora o caminho é: privatização em massa , ou seja, venda de ativos estatais, redução do tamanho do estado , enfim de volta á pré escola pra fazer a lição corretamente, e pra quem tem dúvida que FHC fez o certo, pergunte por que ninguem reestatizou nada?????
        Dilma terá que fazer o serviço, como dito, e também para quem acha que o estado deve dar faculdade de graça e saúde, pensem um minuto no país mais rico do planeta, país este que é mais rico que toda a União Europeia junta, este pais chamado USA não dá isso de graça, por que nós a 10 economia ( seremos com certeza em 2016) fazemos isso????

        • Marcelo,
          Maravilhosamente falacioso! Obrigada pelo artificialismo das soluções rápidas e pela insistência em manipular a razão humana para fins comerciais! Obrigada pela tentativa de reduzir o pensamento ao simplismo e sufocar a imaginação! As baratas da minha casa acham que você perdeu a noção do ridículo! E perguntam: em que País com a característica do Brasil, o neoliberalismo deu certo?!
          Maria Antônia

  • Prezado Eduardo:

    1.Enviei cópia do artigo para os Estados Unidos e Italia onde tenho parentes e conhecidos morando lá.

    2. Uma das raizes da crise está muito bem definida na Revista Caros Amigos ano XIX, n° 221/2015

    .Vejamos o que diz um trecho da reportagem de Fania Rodrigues na revista citada: ” o jornalista argentino Juan Manuel Fonrouge, presidente da Unión Latinoamericana de Agencias de Notícias ( ULAN ) ficou conhecido depois que denunciou o que ele classificou como Plano Condor Midiático. O plano, segundo Fonrouge, foi orquestrado por empresas como a Globo, do Brasil; o Clarin, da Argentina; El Mercúrio, do Chile; El Universo, do Equador; Globovision e El Nacional, da Venezuela, entre outros. O objetivo é construir uma linha editorial para atacar os governos e organizações de esquerda. Os grande meios de comunicações são a arma da direita para instaurar seus interesses. Apoiaram fraudes eleitorais, golpes de estado, cooptação de partidos populares e, agora, os golpes brandos têm esses meios como seus principais protagonistas”.

    Nota de Valdir: Voces se lembram que a rede globo chegou a noticiar que Aécio Neves era o novo presidente do Brasil e que muitos políticos chegaram a ir à BH para a “festa da vitória”, inclusive o governador de São Paulo.mas por falta de teto ele teve que voltar?

    Para aqueles que dizem que na Venezuela a imprensa não é livre, veja o que diz a autora: “Na Venezuela são 65 canais abertos, seis de alcance nacional, e apenas uma estatal a Venezolana de Television.

    Para o filósofo Buen Abad, mexicano, radicano na Argentina “ existe uma relação entre o capital internacional e as empresas de comunicação que revela que os interesses vão se fundindo “Existe uma aliança mundial, regida pelo grupo Prisa, da Espanha. Trata-se de um consórcio de empresas petroleiras, energéticas, de telecomunicações, algumas do setor de construção, bancos e canais de televisões. São empresas que atuam juntas, armam uma ofensiva contra setores políticos que estejam contra seus interesses. O grupo Prisa representa um dos mais importantes conglomerados de mídia do mundo.. Entre suas empresas constam meios como El Pais, seu carro chefe, a versão espanhola da revista Rolling Stone, dezenas de canais de rádios e TVs. Alem da Europa o grupo está presente em oito países: Argentina, Bolívia, Colômbia, Costa Rica, Chile, EUA, México e Panamá, e também franquias de marca e produção de conteúdo no Equador e Guatemala.”
    Nota de Valdir: Já perceberam que a nossa grande mídia só fala mal de governos do Brasil, Argentina,Bolívia, Equador, Venezuela e agora do Chile ? eis aí um resumo que nos indica o porque .São governos que incomodam as elites porque voltaram suas políticas para a maioria da população e não apenas para uma minoria acostumada a mamatas e privilégios. As mudanças são lentas mas estão acontecendo. Não devemos nem vamos desistir de combater a direita fascista .

    • São governos que incomodam o programa das elite. Correto.

      ”Sobre bases igualmente francas e claras, o principal problema político que o sistema capitalista terá de enfrentar nas próximas décadas pode ser formulado com todo o rigor: Como será possível, para a elite mundial, manter a governabilidade sobre 80% do excesso de seres humanos que excedem o orçamento, seres humanos cuja inutilidade foi programada pela lógica liberal?

      Ao fim da discussão, impôs-se uma solução proposta por Zbigniew Brzezinski, considerada a mais razoável, e condensada no termo tittytainment. (*) Tratava, simplesmente, de definir, por essa palavra-valise, um ‘coquetel de divertimento que embrutece e suficiente comida que baste para manter o bom humor da população frustrada do planeta’. Essa análise, cínica e depreciativa, tem, é claro, a vantagem de definir com a máxima clareza o rol de mudanças às quais a escola deve atender no século 21, na visão das elites mundiais.” (Jean-Claude Michéa)

      (*) O termo “tittytainment” foi cunhado em 1995 pelo ideólogo neoliberal Zbigniew Brzezinski, membro da Comissão Trilateral e ex-conselheiro para a Segurança Nacional do presidente Jimmy Carter dos EUA, na conclusão do primeiro “State of the World Forum” http://www.crossroad.to/text/articles/gorb10-95.html organizado por Mihail Gorbachev dia 27/9/1995, e realizado no Fairmont Hotel, San Francisco, EUA. O objetivo da reunião foi determinar o estado do mundo, sugerir objetivos desejáveis e as principais atividades para os alcançar. Os presentes ao encontro —Mikhail Gorbachev, George Bush, Margaret Thatcher, Václav Havel, Bill Gates, Ted Turner e outros—concluíram que surgiria inevitavelmente uma sociedade 20/80: o trabalho de 20% da população bastaria para sustentar a economia mundial, e os restantes 80% ficariam sem trabalho ou oportunidades, com o único destino possível de frustração sempre crescente. 

      Aí, precisamente, entrou em cena o conceito de Brzezinski. Brzezinski sugeriu que um misto de métodos físicos e psicológicos, que chamou de tittytertainement fosse usado para controlar a frustração popular e os muito previsíveis protestos. E explicou que o termo, fusão de titty [mamar, amamentação] e entertainment [entretenimento] faz alusão à sonolência e efeito calmante e de distração, que ser amamentado ao peito produz nos bebês [vide sobre isso FULLBROOK, Edward (ed.), Real World Economics, 2007, Anthem Press, p. 363] (NTs). (Tradução Vila Vudu)

      Fonte: Sobre ensinar ignorância (e as condições modernas do processo) Jean-Claude Michéa (1999),
      Blog Sayed Hassan http://sayed7asan.blogspot.fr/2015/09/seigneur-je-ne-veux-plus-aller-leur.html

      Nota: A epidemia de SIDA, doença causada pelo vírus HIV – criado como experimento do Pentágono para a guerra biológica –, eclodiu nos anos 1980s, na África, de onde se teria disseminado para o Haiti, de onde teria sido ‘importada’ para os EUA e para o resto do mundo. Hoje, embora permaneça incurável, a doença já pode ser controlada. Mas uma nova cepa do mesmo vírus sempre poderá ser facilmente criada, para tornar impotentes as drogas que se usam hoje. Tudo isso obriga a pensar em esforço organizado e concentrado, pela elite do poder para reduzir gradualmente a população mundial – alvo que a elite ocidental busca alcançar desde o final da 2ª Guerra Mundial – e também um dos objetivos chaves do Grupo Bilderberg, como já se ouviu anunciado por várias figuras como, Bill Gates e Henry Kissinger, muito provavelmente o pior criminoso de guerra ainda vivo no mundo.

  • Ainda sobre a comparação do da dívida interna, o que vocês, petista, não veem é que apesar da dívida interna dos EUA e Japão serem substanciosamente maior que a dívida brasileira os juros que nos pagamos desta dívida é MAIOR QUE OS EUA E O JAPÃO PAGAM JUNTOS. ESTE ANO PAGAREMOS DE JUROS MAIS, ATENÇÃO, DE 400 BILHOES DE REAIS, QUE TRANSFORMADO EM DÓLARES DÁ, OUTRA VEZ ATENÇÃO, MAIS DE 100 BILHÕES DE DÓLARES. E não se enxerga saída para os próximos anos.

  • :
    .:.
    : * * * * 19:13 * * * * Ouvindo A Voz do Bra♥S♥il e postando:
    .:.
    ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥

    * * * * * * * * * * * * *

    * * * *

    .:.
    Ley de Medios Já ! ! ! ! Lula 2018 neles ! ! ! !
    .:.

    * * * *

    * * * * * * * * * * * * *

    ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥

    • Isso se quem viesse a sucedê-la nos desse alguma esperança.Qual o que.Um irresponsável,flagrado dirigindo bêbado pelas noites cariocas,para onde viajou às custas do dinheiro público mineiro,124 vezes.Achou pouco.Metido com drogas,segundo um artigo do jornal Estado de São Paulo,Po Para,Governador,com as digitais de um correligionário seu,de nome José Serra,que,enquanto vida tiver,o dito cujo não será Presidente da República.Vice versa.Em cima dessa máxima,Osmarina Silva que,vez por outra,costuma deblaterar com Deus,anotou para a posteridade:”O PSDB tem cheiro de derrota,nasceram para perder”.Assino embaixo,em 2018 tiraremos tudo a limpo.

  • Assino embaixo da correta afirmação de Eduguin,a crise foi e é política. Ainda que eu desagrade a alguns,a verdade é que Lula assumiu o comando,até quando,não saberia responder.A Presidenta Dilma é correta,incorruptível e integra,porém ingênua para lidar com profissionais da política.Cercou-se de incautos,boçais,inexpressivos politicamente.A crise começou quando resolveu encastelar Alioisio Mercadante na poderosa Casa Civil.Fez pior,insuflou a candidatura do próprio Mercadante a sua sucessão.Bateu de frente com o Lula e o PT e abriu a porteira do golpe.A manutenção do Ministro da Justiça,José Eduardo Cardozo,na verdade uma espécie de Rainha da Inglaterra dos Trópicos,em tese,responsável pela Polícia Federal Tucana,deu cores vivas ao golpe.Torço até para que de certo,mas tenho seríssimas dúvidas.A inexpressividade de nomes como um tal de Pansera,Marcelo Castro e afins,dói-me na região situada entre o fígado e alma,apesar de Lula ter assumido o leme.Salva-se Jacques Wagner,o resto vejo como uma homenagem à mediocridade em estado puro.As cores do céu que enxergo além das lentes dos meus óculos,não são animadoras.

    • Aplaudo seu lúcido comentário.
      Vejo com tristeza e apreensão Dilma entregando os anéis para salvar os dedos e preservar as políticas implantadas desde Lula até aqui. Temos que apoiar este governo e resistir ao golpe.

  • Já temos candidato ao próximo Nobel de economia. Infelizmente, isso não apaga o fato de que o superavit na balança comercial vem se dando mais pela queda vertiginosa das importações do que pelo aumento nas exportações. Pesquise mais um pouco e você verá que, não obstante o superavit, o montante das exportações também vem caindo. É crise, sim. E é da braba.

  • Bom dia, Eduardo!

    Por gentileza, dê uma olhada na matéria do JB, de hoje, dia 03.10.2015, sobre a prescrição do crime do Banco Econômico neste mês. Uma mixaria de R$16bilhões e a tigrada quietinha, nem um pio sequer!

    Fica a sugestão de um post.

    Abraço
    CZ

  • Nos tenebrosos tempos de FHC, o Brasil chegou a ser o segundo país com mais desemprego NO MUNDO. Hoje, felizmente, estamos em 91o. lugar nesse quesito.

  • Crise forjada nas oficinas do diabo, dos “imortais” da Globo, dos “canetas” da cachoeira Veja, do inimigo número 1 da classe trabalhadora e de um Brasil reunido, sem escravos , o escravocrata e quatrocentão Estadão.
    Se os papagaios do PIG saírem da ressecada paulicéia e do inferno do metrô dos desgovernos tucanos e viajarem às novas fronteiras agrícolas, ao Mato Grosso, verão aeroportos apinhados de gente, como os de Cuiabá e de cidades do interior, como Sinop, uma cidade em toda a sua beleza e pujança, de apenas trinta anos de fundação e com um PIB de 1,6 bilhão relacionado aos seus 160 mil habitantes. Terras e mais terras a perder de vista prontinhas para o plantio de soja, milho, sorgo e outros cereais em locais que serão celeiro do mundo, cidades com ruas já congestionadas de carros novos como se vêem em uma jovem cidade planejada, restaurantes cheios de gente…E a energia elétrica limpa, antes inexistente, fruto das obras do PAC, a ser gerada por lá, o que jamais aconteceria nos governos entreguistas e propineiros tucanos que faliram o país e o entregaram falido à sua época .
    Enquanto isto, a serviço do império, a suspeitissimw sonegadora e golpista Globo, trabalha sem descanso, a soldo, para a destruição daquele cuja mensagem e prática os derrota invariavelmente, aquele que foi o motor destas transformações espetaculares às vistas do mundo, o Lula. A Globo está recheada de “imortais”, como se supõe o próprio inferno.
    Quem pacificará o Brasil não será o pérfido “Amigo da Onça “, da trinca conspiradora do PMDB, aquele que com reserva mental senta-se a direita da Dilma no anúncio do novo ministério, a quem se deve “temer” por trazer estampado em si o DNA da traição. Ontem, o embaixador de uma Líbia aos cacos, veio pedir ao Lula que colabore na pacificação de um país diante do caos que os EUA e seus bombardeios (também midiaticos com a mídia satélite mundo afora) impingiram a um povo em frangalhos, tudo por dinheiro, ou por petróleo ( como o nosso pré sal).

  • Como diz o Paulo Henrique Amorim: a crise é na famiglia Marinho, se as pessoas não dão audiência para a famiglia Marinho, o Brasil sai da crise.

    A presidenta Dilma tem que cortar a Bolsa PIG.

  • Disse e reafirmo,a crise é política que tem na figura central da Presidenta Dilma a origem de toda ela,pela sua pouca percepção de conduzir e entender a política nos conceitos clássicos da Realpolitik,de Otto von Bismarck.Impossível manter o poder no Brasil,sem aplicação rigorosa dos seus conceitos.Mais ainda na política brasileira por estar infestada de bandidos,que nela predomina,é assunto para profissionais,não amadores ou amadoras.Nunca se soube até hoje,duvido muito que um dia iremos saber,que a Privataria Tucana foi o maior assalto e pilhagem dos cofres públicos já praticado no Brasil.Ora,pelo fato de a mídia bandida estava,está,sempre estará na outra ponta do chicote.A mídia bandida há muito se transformou no maior partido de oposição do País.Vejam as capas Revistas desta semana,o massacre e a carnificina sem precedentes que fazem ao ex Presidente Lula.Eduardo Cunha sequer é mencionado.O PT,Lula e Dilma não quiseram admitir,por medo,principalmente da Venus L.(L ai como símbolo de latrinada).Que chace maior de deixá-la completamente nua,como a da CPI do Cachoeira e do Caneta,quando foi pega com as cuecas nas mãos,entrelaçada com o crime organizado,que inclusive ditava sua pauta.Deixou-se chantagear por um dos filhos de Roberto Marinho,já que não possuem nomes próprios,ali começava a tragédia petista no fundo do mar.Jamais um projeto de esquerda democrática se consolidará no Brasil,enquanto a mídia bandida e cartelizada esconder-se na censura e liberdade de expressão,usados para chantagear e amedrontar esses projetos.Jamais.Nao tenho ilusões,a máxima de Carlos Lacerda paira como navalhas sobre as belas ondas do Oceano Atlântico,Lula não deve ser candidato,se candidato não deve ser eleger,se eleito não deve tomar posse.É só aguardar para ver.

    • Dermeval Junior, permita-me um palpite: Se viver, Lula será candidato. Se candidato for surrará esta Casa Grande retrógrada, escravocrata e com cheiro de naftalina. Eleito não se atreverão a impedir-lhe a posse. Empossado governará para mais um ciclo virtuoso de resgate do povo desta nação. A tragédia de Getúlio não se repetirá como farsa.

      • Perdôo sua ofensa, e continuo seu admirador. Não entendi sua fúria. A informação eu peguei de séries históricas várias que encontrei na internet. No último quadro do seu artigo, em preto, está lá Taxa do dólar em 2003 = 7,45. Número este que não fazo menor sentido.

  • O jornalista Palmério Dória escreveu na extinta revista Caros Amigos uma brincadeira, comparação entre fatos/famosos do passado e do presente:
    Portrait du Brésil: Décadence avec désélegance (Retrato do Brasil: Decadência com deselegância).
    Resolvi escrever um novo retrato:
    Chico Buarque/Luan Santana.
    Getúlio Vargas/Lula da Silva e sua eterna relação cerimoniosa com a verdade.
    Fidel Castro/Kadafi, “amigo, líder e irmão”, de Lula da Silva e recentemente acusado de violentar jovens líbias.
    Mazzaropi e Grande Otelo/Aquele humorista gordinho da TV Globo e Tiririca.
    Plano Real e controle da inflação/Mensalão, Pibinho anão e Petrolão.
    É proibido proibir/Morra Jô Soares.
    Aumento das tarifas de ônibus interestadual em 2012: 2,7%/ Aumento das tarifas de ônibus interestadual em 2015: 7,7%.
    Ulisses Guimaraes/José Dirceu, o Chefão das “consultorias”.
    Dívida bruta do governo federal em 2010: R$ 2 trilhões/ Dívida bruta do governo federal em 2015: R$ 3,5 trilhões, com viés de alta.
    Hebe Camargo/Luciana Gimenez.
    Variação do PIB em 2010: 7,6%/Variação do PIB em 2014: 0,1%, com viés de baixa.
    Lula da Silva, metalúrgico/Lula da Silva, lobista da Odebrecht, empreiteira encalacrada no Petrolão.
    Agenda do governo FHC: Debelar a inflação/Agenda do desgoverno Lulopetista: Não cair.
    Rendimento real dos trabalhadores em julho de 2014: R$ 2.223,87/Rendimento real dos trabalhadores em julho de 2015: R$ 2.170,70, queda de 2,4%.
    Brasil do consumo/ Brasil do endividamento.
    “E depois de partir poder voltar. E depois dizer: este aqui é o meu lugar”/”Transformaram o país num puteiro. Pois assim se ganha mais dinheiro”.
    Lula da Silva na oposição era o dono da Ética/Lula da Silva chegou ao Poder e virou o rei das picaretagens que transformou o Brasil num exclusivo balcão de negociatas e o poderoso chefão das maracutaias.
    Valor de mercado das empresas brasileiras listadas na Bovespa em abril de 2011 – US$ 1,53 trilhão/Valor de mercado das empresas brasileiras listadas na Bovespa em setembro de 2015 – US$ 471,6 bilhões, perda superior a US$ 1 trilhão.
    Monteiro Lobato/Paulo Coelho.
    Lucro da PTbras no segundo semestre de 2014: R$ 4,96 bilhões/Lucro da PTbras no segundo semestre de 2015: R$ 531 milhões.
    Mulheres de vida fácil/Petroputas.
    Taxa de juros do crédito ao consumo em agosto de 2014 – 49,7%/Taxa de juros do crédito ao consumo em agosto de 2015 – 61,2%, um recorde para a série histórica iniciada em março de 2011.
    Nem que a vaca tussa/A vaca pegou pneumonia e foi para o brejo.
    Luiz Maklouf Carvalho/Paulo Henrique Amorim, bajulador do desgoverno Lulopetista e recentemente condenado por ofensas racistas contra Heraldo Pereira, jornalista da TV Globo.
    Jostein Gaarder/John Green.
    Reprovação a Sarney em julho de 1989 – 64%/Rejeição a Dilma em setembro de 2015 – 69%, pior avaliação desde o fim da ditadura militar.
    Seleção de Sócrates, Junior, Falcão e Zico/Seleção de Dunga com seis zagueiros.
    Dzi Croquettes/Bolsonaro e Feliciano, reacionários e aliados do desgoverno Lulopetista.
    Pizza Delivery/”Doação” de Propina Delivery.
    Fechamento de empregos no mercado formal em julho de 1998 – 21 mil e 500 vagas/Fechamento de empregos no mercado formal em julho de 2015 – 157 mil e 900 vagas, pior desempenho do emprego com carteira assinada em julho, da série histórica iniciada em 1992.
    Dinheiro na mão é vendaval/Dinheiro na cueca.
    Salário médio das pessoas demitidas em maio: R$ 1.000,00/Salário médio das pessoas contradas em maio: R$ 900,00.
    Cinema Novo/Comédias rasteiras produzidas pela Globo Filmes.
    Valor total do endividamento em relação ao PIB em 2012: 36,9%/Valor total do endividamento em relação ao PIB em 2014: 58,9%, com viés de alta.
    João Cabral de Melo Neto rimava onda com alonga/O PT rima Pizzolato com peculato.
    Petrobras/PTbras.
    Música caipira autêntica e verdadeira/Breganejo.
    Ou como diria Carlos Nascimento, jornalista do SBT:
    “Luiza já voltou do Canadá e o Brasil já foi muito mais inteligente”.

Deixe uma resposta