A saída para Dilma, Lula e PT é explicar a crise ao povo

Chegou a hora de denunciar por que a economia não melhora. Ah, mas muita gente não vai acreditar, dirão os medrosos. E daí? Muita gente não é todo mundo. Há, sim, gente que pensa, gente inteligente que vai entender o que a diretora-gerente do FMI explicou com tanta simplicidade no ano passado: a Lava Jato e as tentativas de golpe estão afundando a economia. O povo não sabe disso. Ninguém vai informá-lo?

Derrota do golpe ensinou aos brasileiros o valor da democracia

Apesar de todo o prejuízo que a ofensiva golpista causou à economia, há, sim, um lado positivo no processo oportunista que a oposição radical de direita desencadeou assim que se confirmou que o Brasil sofreu mais do que se imaginava os efeitos da crise internacional. Mas o que pode advir de bom da ameaça à democracia que o país construiu a tão duras penas? É isso que vale analisarmos neste post: como uma ameaça à democracia pode fortalecê-la. E como, e por que, isso aconteceu nos últimos 12 meses e tanto.

Cunha cometeu crime ao acolher impeachment de Dilma para se proteger

A decisão de Cunha de acolher pedido de impeachment contra Dilma no mesmo dia em que o PT anuncia que votará contra ele na Câmara coroa a sua conduta criminosa de usar o cargo que ocupa para se defender. Agora que o Partido resolveu enfrentar a chantagem de Cunha, não há retorno. E se não há retorno, que vá para cima dele com todas as armas possíveis. E o recurso à Justiça é uma dessas armas. Essa é a hora de o PT mostrar toda a coragem de que é acusado de não ter.

Eleitor e financiador de Aécio, na mídia banqueiro preso vira “amigo de Lula”

Matéria da Folha de São Paulo chama de “empresário do PT” e “amigo íntimo de Lula” o banqueiro André Esteves, preso na quarta-feira pela Polícia Federal. Causa engulhos essa tentativa criminosa de vincular Esteves ao PT e a Lula. Quer dizer que o banqueiro doa dinheiro para a campanha de Aécio, declara voto em Aécio, paga a lua-de-mel de Aécio, mas é “amigo íntimo” de Lula e “empresário do PT”?

Polícia suspeita que ataques a Taís Araújo e Majú visaram atingir o PT

A polícia carioca tem em seu poder postagens do grupo “QLC The Return”, responsável por orquestrar ataques racistas contra atrizes globais. Como mostra a imagem acima, o grupo combinou de tentar jogar no PT a culpa pelos ataques a Majú e a Taís Araújo. A estratégia era dizer que Majú e Taís contrataram “petistas” para atacá-las e, assim, vitimizarem-se e ganharem a simpatia do público. E como elas não pagaram esses “petistas”, eles promoveram a onda de ataques.

Quem elegeu Cunha que embale; não cobrem do PT sua cassação

O que a direita mais quer é que o PT invista com força contra Cunha para ele colocar o impeachment em pauta e transformar a governança do país em uma roleta. Não caia nessa, PT. Derrubar Cunha não é sua responsabilidade. Não o elegeu presidente da Câmara. Além disso, quem deve derrubá-lo em breve não é o Legislativo, mas o Judiciário, pois sua situação está ficando insustentável.

Mídia “embaralha” decisão do STF para esconder fracasso do golpe

Na última terça-feira (13), o golpismo terceiro-mundista-latino-americano – que, no Brasil, pôs o bloco na rua – sofreu um duro revés. Eduardo Cunha e o PSDB haviam montado um esquema golpista na Câmara para “contornar” a Constituição e tirar Dilma do cargo imediatamente. É muito simples entender como o STF desmontou essa estratégia e como a mídia tenta impedir que você entenda. Basta ler este post. É curtinho, curtinho.

Não é Lula que é caçado, é o símbolo maior da esquerda brasileira

O grosso do eleitorado brasileiro não separa esquerda governista e esquerda oposicionista. É tudo esquerda. E é a imagem dessa ideologia política o grande alvo da oposição e da mídia conservadoras, bem como dos setores partidarizados e ideologizados do MP e da Polícia Federal que trabalham diuturnamente para destruir a esquerda brasileira. Mais uma vez, faço um apelo à esquerda – inclusive à oposição de esquerda – para que se una enquanto há tempo.

Querida Dilma Bolada, assim fica feio

Dilma Bolada, você explodiu nas redes sociais faz uns três anos, se não me engano – mas também não faz diferença. Sua projeção, em boa parte, deve-se ao seu inegável talento. Isso ninguém tira de você. Porém, você me lembra aquelas pessoas que, ao longo da última década, melhoraram de vida como nunca, mas atribuem essa melhora só a si mesmas. Seja como for, uma notícia do portal Terra a respeito de seu rompimento público com Dilma deixou-me “bolado”. Quero discordar publicamente de sua atitude desnecessariamente deselegante com quem lhe deu “mão” tão grande quanto Dilma Rousseff.