Mensalão: a hora da verdade

Ativismo político

Ao fim deste ano, o inquérito do “mensalão do PT” irá a julgamento no Supremo Tribunal Federal. Entre os 40 acusados em 2006 pelo ex-procurador-geral da República Antonio Fernando de Souza por supostamente terem operado um esquema de compra de votos de parlamentares para votarem a favor das proposições do governo Lula ao Congresso está o ex-ministro-chefe da Casa Civil José Dirceu, o personagem mais central do caso.

O ex-presidente Lula, ao final de seu mandato, manifestou publicamente, por reiteradas vezes, convicção de que jamais existiu um esquema de compra de votos de parlamentares capitaneado por Dirceu ou por qualquer outro, e de que órgãos de imprensa e oposição inventaram esse esquema visando derrubar seu governo.

Compartilho a visão do ex-presidente Lula sobre o “mensalão do PT”. E vou mais longe: talvez mais do que pretender o impeachment do ex-presidente, a oposição e a mídia se valeram da prática então amplamente disseminada entre todos os partidos de receberem doações para campanhas eleitorais sem registrá-las oficialmente para criarem uma acusação que visou destruir Dirceu politicamente, pois era visto como o candidato natural de Lula à sua sucessão em 2010.

É consensual entre a classe política e os que vêm estudando o processo que tramita no STF a expectativa de que será considerada improcedente a teoria de que o governo Lula organizou um esquema de pagamento de mensalidades a parlamentares usando dinheiro público ou privado. E mais: acredita-se que Dirceu deve ser inocentado, sendo condenados apenas os que pagaram ou receberam doações de campanha que não foram contabilizadas pelos partidos da base aliada daquele governo.

Enquanto isso, vai passando batido na mídia o início do julgamento do igualmente suposto “mensalão tucano”, cujo personagem principal é o ex-governador de Minas Gerais e ex-presidente do PSDB, Eduardo Azeredo, que recebeu doações de campanha do mesmo ex-publicitário Marcos Valério que também doou dinheiro para as campanhas de petistas e aliados.

Ambos os casos não me parecem constituir qualquer esquema de compra de votos de parlamentares através de mensalidades pagas pelo governo federal ou pelo governo de Minas, enquanto encabeçado por Azeredo. O único mensalão – no sentido de compra de parlamentares pelo Executivo – que existiu comprovadamente, a meu ver, foi o do DEM, encabeçado pelo ex-governador de Brasília José Roberto Arruda.

O “mensalão tucano” será julgado discretamente e só os que se interessam por política e não se limitam à grande imprensa tomarão conhecimento. Todavia, assim como o ministro do STF Ricardo Lewandowski disse, em 2007, que aquela Corte aceitou o processo do “mensalão petista” com “faca no pescoço”, em alusão à pressão que a mídia fez para que tal decisão fosse tomada, no fim deste ano haverá nova pressão – talvez até maior – para que a tese tucano-pefelê-midiática seja contemplada.

Aliás, foi o episódio da “faca” que Lewandowski disse que a mídia pôs no “pescoço” do STF que deu  origem ao Movimento dos Sem Mídia, porque, assustado com a teoria de que a Suprema Corte brasileira processou cidadãos com base em “pressão” de meios de comunicação, escrevi um post exortando os leitores deste blog a irem para diante da Folha de São Paulo protestar contra tal barbaridade.

Podem ir se preparando, portanto, ó defensores da democracia e do Estado de Direito, pois a sociedade civil deve se organizar para se contrapor à nova tentativa que a mídia e a oposição irão desencadear no fim do ano para que o STF julgue o “mensalão petista” como querem, pois se o resultado for diferente – sobretudo se Dirceu for absolvido – cairá por terra a maior estratégia de ataque político da direita brasileira.

Desde já, portanto, caros leitores, vocês fiquem de sobreaviso para integrarem as manifestações que sociedade civil, sindicatos, movimentos sociais e partidos políticos terão que desencadear para garantir que o Supremo Tribunal Federal decida livremente, sem pressões, sobre um processo fantasioso, espúrio, que teve origem nos interesses políticos de dois ou três partidos e de meia dúzia de impérios de comunicação.

96 comments

  • Desde ja estaremos a postos, da mesma forma como ajudamos a construri MSM. Nós, nosso país, nossos pais e filhos merecem respeito por conta dessa patifaria montada pelos golpista de plantão.

    Toda intervenção na sociedade deve ser regulada por essa mesma sociedade.

    A luta!

    Ary

    • Ary, parabéns pela sua posição e vou além – precisamos sair as ruas e lutar pela anistia de José Dirceu para que ele possa novamente ingressar na vida pública e contribuir para a construção de um Brasil grande e para todos.
      ANISTIA, JÁ!!

    • O que me assusta é um Ministro declarar que o STF foi obrigado pela faca no pescoço! Quer dizer que amanhâ qualquer um de nós simples mortal poderemos ser condenados baseado em ilações desta Mídia suja? Cadê a seriedade da mais alta Corte de Justiça do país?

  • Acho grave esta acusação de que o Supremo julgue sob pressão. O julgamento tem que ser sob a luz dos fatos e da legislação e não sob a pressão de interesses políticos. Isso vale para gregos e goianos. Se assim não for, a democracia corre perigo.
    http://easonfn.wordpress.com

  • Prezado Eduardo, você me permite postar este excelente artigo no blog do Nassif ? .

    Cabe ressaltar, que é absolutamente pertinente o seu alerta para acompanharmos este desenlace jurídico sobre o fantasioso “mensalão” .
    Portanto, creio que desde já devamos disseminar este seu inteligente artigo em toda web .

    Saudações Nacionalista !

  • Sempre acreditei ser fantasiosa a história do mensalão do PT. José Dirceu sempre foi um cara sincero, lutador pela democracia e pelo socialismo. Para quê ele iria se envolver com o submundo das caixa dois que há séculos é parte integrante do modo de fazer política no Brasil. José Dirceu, mais do que qualquer outro membro do primeiro escalão do primeiro governo do Presidente Lula nunca iria abrir mão de exigir transparência nas atividades públicas, como é que ele iria se meteer com corruptos?
    Só acredita nesta estória de mensalão do PT os inimigos da Democracia e dos governos vitoriosos na luta por um país mais rico, livre e igualitário como foram os anos Lula e agora, Dilma.
    Tucanalhas, demoníacos e papistas corruptos, chorem! Ou voces mudam ou o eleitorado acabará com vocês!
    Basta de oposição irresponsável! Chega de quinta-colunas, vende-pátria, bandidos com carapuça de carneiros!
    O povo brasileiro está muito mais consciente, unido e organizado, não dá mais bola para trololó de cerra, fernandinho e toda a corja que destruiu o país e entregou terra arrasada ao Presidente Lula.

  • O que acontecia na época das eleição de 2002, é que o processo eleitoral era (e ainda é) um grande balcão de negócios, e os patrocinadores de campanha faziam suas apostas, de acordo com o potencial de vitória de cada candidato. Pois bem, no primeiro o turno os partido gastavam tudo que tinham e não tinham, no segundo turno esses partidos que estavam enrolados, negociavam o seu apoio, e lógico quem pagava mais recebia o apoio, logicamente esse dinheiro tinha que vir de algum caixa 2 e pago por vários esquemas , obviamente não declarados, o PTe todos os partidos faziam isso, era e é a regra do jogo. O que pouco se fala, é que o estopim dessa crise toda foi a disputa pelo controle de Furnas, que é a uma ótima fonte de arrecadação dessa grana necessária para honrar os tais compromi$$o$ de campanha. Até 2005 o homem chave de Furnas era Dimas Toledo (tucano histórico, veja bem, em 2005!!), dizem as más línguas que o Zé Dirceu queria mante-lo por que conseguia arrecadar 3 milhões por mês pro esquema, mas o acerto de campanha era que Furnas seria controlado pelo Bob Jefferson do PTB, e que Lula (depois de 2 anos de mandato) não queria Dimas em Furnas, por que era ligadissimo a Aécio, daí que na disputa Dirceu/Dimas X Bob Jefferson, aconteceu a história dos 3 mil reais de corrupção daquele vídeo, lá nos Correios. Daí o Bob Jefferson em retaliação fez todo aquele escarcéu,entregou o esquema que todo mundo já sabia, e a mídia e a dita oposição aproveitaram pra criar todo esse papo de mensalão. E no final das contas Furnas foi pra mão do PMDB, controlado basicamente por Eduardo Cunha e que deu sérios prejuízos a empresa. Pode ser mesmo que Zé Dirceu, seja inocentado por conta da insuficiência de provas e todos os vícios que tem no processo. Mas não me venham dizer que esse povo é inocente, ou foi vítima de tentativa de golpe por conta de sua “visão progressista”, por que estava trabalhando pelos menos favorecidos. Por mim é cana e muito dura pra todos! E financiamento de campanha com dinheiro público já ajudava muito a combater esse sistema político prostituído que está aí. Essa é a minha visão dos fatos, posso estar equivocado.

  • Sempre desconfiei da real intenção do Bob Jefferson quando denunciou o mensalão. Para mim essa figura nefasta não passa de um fanfarrão e péssimo ator. Queira Deus que essa criatura nunca mais volte a se eleger para algum cargo eletivo. Ele é cobra criada desde os tempos do programa mundo-cão “O Povo na TV” (não sei se esse era o nome do programa que o lançou na mídia). Quando houve uma CPI sobre o caso Celso Daniel, Bob Jefferson quis ficar sob os holofotes e veio até Santo André dar seu testemunho ao Gaeco no MP querendo insinuar que o José Dirceu estaria por trás da morte do Celso Daniel e o próprio PT. Vejam a que ponto chegou a sandice desse homem. Para mim quem está envolvido na morte do Celso Daniel são pessoas que não queriam o PT no poder pois ele era o responsável pela coordenação do programa do governo Lula já em 2001.

  • Caro Eduardo,

    Não podemos esquecer que, mesmo que um pagamento mensal não tenha sido provado, a campanha do presidente lula foi financiada com dinheiro de caixa 2. Duda Mendonça confessou que seus serviços foram pagos a partir de contas em paraísos fiscais. Como não sabemos a origem deste dinheiro, não é descabido lembrar que a constituição proíbe financiamento estrangeiro para campanhas eleitorais no Brasil.

    Um dos grandes perigos dos exageros da imprensa brasileira é nos levar a não mais conseguir distinguir realidade de ficção. As críticas à imprensa, muitas vezes justas, não deveriam nos levar à paranóia. Devemos rechaçar as acusações não provadas de pagamentos mensais, mas não podemos esquecer que houve caixa 2. O fato de que a campanha do presidente da república foi financiada com dinheiro que nós, cidadãos, não sabemos a procedência é uma coisa muito séria. Não podemos nos esquecer isso.

    Um abraço,

    Titus.

      • Concordo e considero que o tiro da oposição saiu pela culatra. Não se pode condenar Dirceu por compra de votos na medida em que o próprio congresso cassou o Bob por falta de provas. Acompanhei todos os “capítulos” das CPI e CPIM e o papel dos parlamentares de oposição, apoiado pela mídia, sempre foi de desconstruir o PT e seus representantes. Na CPI do “Fim do Mundo”, onde o senadores chegaram ao ápice do ridículo, levantando até a morte de Celso Daniel, com a participação do Sr Garibaldi Alves, ficou claro o medo de que o PT permanecesse no poder por mais tempo. Parece que o erro partiu do tal “deixar sangrar”.
        Não há dúvida que caixa 2 é ilegal e que o PT feriu seus princípios. Porém, nada mais propício para corrigir, melhorar, mudar que a consciência do próprio erro. O partido, assumindo a culpa, deu visibilidade à necessidade de uma reforma política, cuja dimensão não contempla as convicções dos demais partidos. Portanto, cabe aos paladinos da justiça e da ética, principalmente a oposição e a mídia, aceitarem e promoverem uma discussão ampla sobre o assunto. Quem ou quais partidos se disponibilizam verdadeiramente?
        Será que a leitura do STF, com o Sr. Gilmar Dantas, escapará de um julgamento enviesado?

    • Essa caso Duda Mendonça quase foi o tiro de misericôrdia para se tentar o impeachment do Lula. Mas o que quase niguém sabe, porque o pig abafou, foi que a conta no exterior não foi aberta pelo esquema do PT para pagar o Duda. O PT não tinha conta no exterior para financiar campanha. A atl conta já existia e me parece que foi criada pelo próprio Duda quando fêz a campanha do Maluf, só poderia ser, né?
      O esperto do marqueteiro sabia que iam chegar nas suas falcatruas fiscais e aproveitou-se do circo midiático do “mensalão” para tirar o corpo fora e deixar o foco todo no Delúbio e no José Dirceu.
      O que acabou acontecendo, pois ele está aí livre, leve e solto. O interesse do pig e da oposição nunca foi investigar crimes e sim pegar o PT e o governo Lula

  • Caro Eduardo,

    Certamente estaremos de prontidão, para que a verdade seja contada. Como já falei algumas vezes, foi mais um tiro no pé do PIG, acharam que acabando com Zé Dirceu acabariam com o governo Lula e seu provável sucessor. Lula tinha uma carta na manga, e de grande valor. Hoje temos Dilma. Mas para que seja feita justiça ao seu nome e sua história, José Dirceu precisa ser inocentado. Aguardo ansiosamente este momento. Assim como você, concordo que mensalão é o que aconteceu no DF.

  • Olha vou dar a minha opinião baseado em quem na época acompanhava as CPIs na Globonews até as duas da madrugada e depois ainda ia ver as meninas (barangas) do JÔ. kkkkkkkkk

    Que armaram a revelação desse esquema contumaz de DESVIO DE DINHEIRO PÚBLICO para partidos políticos (TODOS)que tinham acesso à máquina do governo com o fim de derrubar o governo Lula eu não tenho a menor dúvida.

    Que quando viram que o escândalo tomou proporções imensas que nem a oposição imaginava que iria tomar – com o termo “Mensalão” caindo na boca do povo, prestígio do governo Federal no ralo, etc principalmente quando o Marqueteiro da campanha presidencial – Seu Duda Mendonça confessou com TODAS as letras que foi pago com dinheiro de caixa dois e depósitos no exterior, a oposição acreditou que havia ferido o governo de morte – na época disseram até que Lula iria renunciar.

    Daí diante do desgaste institucional e moral de destituir um Presidente eleito diretamente e ainda um operário, a oposição resolveu recuar do impeachment crente que o governo “sangraria” até as eleições de 2006.

    Lula foi reeleito. O que para mim na época – totalmente dominado pelo PIG – me pareceu um verdadeiro milagre.

    Porém, golpes à parte, teve MUITA ROUBALHEIRA E CORRUPÇÂO revelados naquele escândalo.
    Não era um “mensalão”, mas era o velho “esquemão” de usar o governo para gerar renda para partidos e políticos.

    Dirceu era culpado, inocente?
    Apenas dançava conforme a música da realpolitik?

    Não sei.

    Mas que teve bandalheira demais teve.

    Seria bom que essa turma fosse condenada. Sem linchamentos e pressão espúria de lado nenhum.

    Mas aqui no Brasil, gente graúda nunca vai para a cadeia.

    Seja de direita ou de esquerda.

    A “justiça” brasileira é feita por classes. Julga de acordo com a conta bancária e a cor do acusado.

    • Os democratas (de verdade, não o partido) devem exigir que a Suprema Corte de Justiça do Brasil julgue com tranquilidade o processo. Sem pressões de qualquer lado, o que inclui a imprensa, acusada por um dos ministros do Supremo de ter colocado “faca no pescoço” da Corte para que aceitasse a denúncia do procurador-geral República

    • Para alguns observadores, a Lista de Furnas – em que o nome de Serra aparece como beneficiário de R$ 1.050 mil – marcou o fim da corrida dos demotucanos um busca do impechemeant de Lula, em 2006. Os tucanos usaram a mídia para desqualificar a Lista e esconder seus próprios rabos sujos. Deu certo por um tempo, mas agora a casa caiu.

  • Continuo a defender a tese de que o Poder Judiciário é carregado de vícios seculares, muito mais preocupantes aos atribuídos aos poderes Executivo e Judiciário. Daí a possibilidade de se admitir “a teoria de que a Suprema Corte brasileira processou cidadãos com base em “pressão” de meios de comunicação”. Nesse caso, tanto a Mídia como a Justiça decepciona-nos.

    A mim, pessoalmente, também me decepciona o PT. Basta resgatar nos recantos da memória, sem muito esforço: Como eram feitas as campanhas do PT combativo? A pergunta impõem-nos as evidências do presente. Com quais recursos e valores se fizeram campanhas, as de 2010, para senadores e deputados do PT? Basta olhar para a de partidos da direita para se dar resposta adeqüada. O que se viu aqui no Paraná, por exemplo, foram campanhas do PT de alta exposição e, dentre elas, a da senadora eleita pelo PT foi a mais “espetacular”. Dr. Rosinha a fazer campanha nos mesmos moldes do PSDB ou DEM? Parece inadmissível, Inimaginável, não?

    Em sã consciência, não posso relevar nem judiciário, nem mídia, nem psdb, nem pt. É preciso encontrarmos novos caminhos, urgência maior que encarar a “grande mídia”, essa caminhando a passos largos rumo ao despenhadeiro. Pedir que haja eqüidade nas informações e lutar justamente para isso, não exclui a busca de atalhos rumo a iniciativas e comportamentos mais justos e de partilha.

    • José, você está fazendo insinuações que não procedem, fica acusando o PT como se todos fossem iguais. Vai com calma cara!!!

      Por o PT e o psdb no mesmo barco é muito senso comum. Leia mais, mas não fique preso somente a leitura da veja, folha, gazeta, globo.

    • O modo como o velho PT combativo fazia campanha, eu me lembro bem, meu caro Ursi. Vendendo camiseta, bonés e botons, além das famosas “festas do PT”, que era muito bom para paquerar belas moçoilas, mas não para ganhar eleição.
      Assim gostariam, o pig e a direita, que o PT permanecesse para todo sempre. Imaculado, puro e principalmente longe do poder. O Lula, que não está aí para posar de santo inútel, mas sim resolver os problemas do povo, levou o PT para a vida real, a chamada Real Politik.
      Isso foi inadimissível tanto para a direita/pig quanto para a velha esquerda lero-lero, tipo Ferreira Gullar.
      O fato é que o PT chegou ao poder, se sujou, mas exatamente por ser ele, a sujeira veio à tona. E antes ela era jogada para debaixo do tapete.
      O Lula, e o Dirceu, pensaram: Entre ficar ad eternum bem na foto com “a bandeira da ética”, ou jogar o jogo jogado, e disputar o poder para valer, para melhorar a vida do povo, o que faremos? É óbvia a resposta.
      De que serve o discurso ético de um Pedro Simon para um povo faminto?

  • José Dirceu concedeu entrevista, no final de 2010, ao Roda Viva e mostrou-se absolutamente tranquilo e confiante na absolvição, deixando até desconcertados os entrevistadores.

    Se o STF não ceder às pressões do PIG será o gran finale para a desmoralização da oposição. Isto porque já não escaparão da condenação pelo ilícito praticado e que fora utilizado para acusação do PT.

    • é gerson, mas podemos imaginar tda a sorte de baixarias q essa msma imprensa vai maquinar contra os acusados. como vc msm lembrou, aquele roda viva foi exemplar para aferir o grau de agressão q a imprensa tem nessa questão. como mais uma preliminar gerson, eu lembrava a um colega aqui ontem a questão das palestras do lula. vamos ver o carnaval, o escarcéu q a imprensa vai fazer em relação a isso. serão situações bizarras, desde a entrevista intimidadora com o sujeito responsável pela contratação da palestra até as entrevistas na saída , sempre tentando minimizar, ao máximo qqer positividade em relação ao ato em si. isso sem dizer q veremos um ‘especialista’ em palestra ‘analisando ‘ a fala de lula e deixando (?!?!) bem claro que lula jamais poderia fazer tal coisa. quem viver verá. já estou até vendo o edu tendo q desmontar uma matéria de uma folha de são paulo sobre a primeira palestra. como diz meu pai, a luta é cansada!

      • Sobre essa questão das palestras do Lula já começou o bombardeio difamatório.
        Ás vezes me embrenho pelo labirinto do twitter, só para checar as barbaridades, tem cada coisa de arrepiar. Quem quiser comprovar fica o aviso que é pré requesito ter estômago forte, não vomitar vomitar em passeio de roda gigante.

      • E interessante que a entrevista foi logo após a eleição de Dilma. Fiquei com a sensação de que quiseram armar uma pegadinha pra “melar” a comemoração mas não deu certo.

      • pra mim o Dirceu ACABOU com o moleque vejista ANunes e deixou o simpatico cabeludo hiperativo da Época PMLeite cheio de nós na cabeça. Foi uma entrevista inesquecível. Desde que se tenha estômago forte para escutar as acusações piguistas, sempre esgoto…

        É bom nos prepararmos, porque o PIG continua virulento como nunca, antiPT e antigoverno federal…

  • Excelente Eduardo, esse tema é muito caro p/ midia e a oposição, nele se baseia a aurea de moralidade que sustenta as teses da direita contra o PT e que pode render p/ muitas eleições. Absovição do Dirceu e de outros representará um golpe cruel e eles farão de tudo para impedir a absolvição.

  • Campanhas tão caras pressupõem grana. A reforma plítica deverá por fim nisso, pelo menos por um tempo. Só temos esse caminho para barrar o caixa dois; aquilo que não pode, todo mundo faz e faz de conta que não sabe.
    Quanto ao mensalão, ridículo. Para que comprar apoio parlamentar quando o governo já o tinha! A midia fez sim uma festa, tocou e dançou quanto quis. Quase morri. Quase morremos todos que acompanhamos o PT desde a fundação.
    Essa história de Furnas pode até ser verdade, inclusive porque ajuda a entender a fúria do Bob Jeferson e do seu revanchismo.
    Agora, essa história de coisa mensal! sai pra lá, idiotice, coisa primária. Mas afinal porque pegou e ficou inclusive impregnada na linguagem essa expressão: mensalão ? Ai está o trabalho da direita, direitíssima que inclusive tinha saudade dos militares, com os sociais democratas, estes que esqueceram a democracia atrás da porta e usufruiram da situação. Como tudo está impregnado do seu contrário, o Azeredo (que não é o pior deles) paga o pato também.
    A desqualificação da política e dos políticos é o preço que se paga para barrar PT.
    Ai vem o Josë Dirceu, que para quem ainda não sabe é um tremendo político. Fiel a luta dos trabalhadores desde a juventude. Não mudou de rítimo, nem de tom. Sabe abrir caminho e enxergar o adversário por dentro.
    Por certo será inocentado.

  • caro eduardo e colegas do blog. teremos q fazer mta manifestação contra essa situação pq a mídia vai fazer de td p condenar os acusados. essa é um questão central p eles. quem tem dúvida basta lembrar daquele roda-viva recentemente transmitido com o zé dirceu. a escolha do próximo membro do supremo tb é importante.

  • Sempre acreditei no Ze Dirceu. É claro que tendo ele a força de um “primeiro ministro”, a mídia não tinha espaço livre como queria, no governo. Alguma coisa teria que arranjar para melar a trajetória do Dirceu. Nada foi provado sobre o Zé, Tudo que falaram dele foi firulas e baboseiras sem sustentação.
    Continuo crendo no Zé. Espero que haja em seu processo, justiça sem medo. Quanto ao Bob Jefferson, gostaria que ele fosse obrigado dissecar o caso dos 4 milhões. De quem recebeu? Em que empregou? Se a justiça funcionar dentro dos tramites legais, creio que outro armário vai cair sobre o outro olho do cara de pau.
    Eduardo, você faz a diferença. Parabéns por mais esse belo trabalho

  • Dois pesos duas medidas: Não lembro da nossa mídia ter feito o estardalhaço que fez quando do suposto ” mensalão petista”, a epóca da compra de votos feita pelo FHC para conseguir a votação da reeleição.

  • Gilson Menegaz, não leio nem veja, folha, gazeta e globo. Nas aulas de Sociologia, mostro aos alunos como certa mídia é nefasta. Meu amigo, eu vivi no meio de tudo isso, sempre tentei conter, a meu modo, os desvios do PT. Ousadia tola a minha. Não sei de onde você tirou meu rol de leituras. Me comportaria da mesma forma se atribuísse a você a incapacidade de efetuar uma leitura da realidade. Você tem sua história. Tenho a minha. Como não conheço a sua e nem você a minha história de vida, dou à sua insinuação peso relativo. Em nenhum momento disse que o PT e o PSDB defendem o mesmo do mesmo. Apenas me referi ao desenvolvimento das campanhas políticas e, nisso, tenho olhos para ver, para não dizer que vivi sem me deixar contaminar. Tenha abosluta certeza que nunca votaria no Serra, o que, por si só, demonstra saber distinguir os papéis dos partidos. Ou você queria que eu votasse aqui no Paraná no Osmar Dias? Basta lhe dizer que os petistas votaram nele de nariz tapado, meu caro.

    • José Melquides, sem falar que o FHC confirmou em entrevista ao Jô Soares (não lembro o ano) que houve pagamento a parlamentares para aprovação do projeto de reeleição do executivo. Entretanto, tira o dele da reta, acusando os governadores de terem pago o mensalão (ele não usa este termo, mais eu uso) por causa da própria reeleição.

  • As doações interpartidárias sempre fizeram parte da ética (ou falta desta) da política brasileira. Ao atacar o PT por esta prática, a própria direita cometeu suicídio, pois era desta forma que agia para manter o poder e financiar os ataques as esquerdas. Os grandes empresários, assustados com ao tamanho da coisa na mídia, seguraram seus investimentos por fora e secou o poço da direita. Cá entre nós, o mensalão purificou a política brasileira.

  • Tive um embate sôbre este tema com uma amiga minha Deputada Estadual da direita e ela acredita piamente que ouve o esquema de compra de votos para que os congressistas votassem a favor de matérias de interesse do governo Lula (ou seja) de interesse do Brasil. Não vejo a hora de se passar este golpe da mídia e da oposição a limpo para voltarmos a preservar o que a esquerda brasileira sempre teve de melhor, que é o compromisso com o futuro de nossa pátria.

  • Um dos personagens políticos que antipatizo é o ex-ministro José Dirceu. Acho-o arrogante, presunçoso e auto-suficiente.
    Não obstante, senti, e ainda sinto, muito gosto de sangue da oposição e de seus áulicos na mídia em tudo que se refere a ele. Um absurdo que se revela por ataques pessoais, desconfianças despropositadas e ódio, muito ódio ideológico pelo que ele representou na luta contra o regime militar e, posteriormente, na fundação e afirmação do PT.
    Dúvidas não há que a grande mídia e a oposição política não só colocará a faca no pescoço do STF, mas falcão, pistola, canhão, e tudo o que for preciso para condenar os indiciados; principalmente os do PT. Afinal, esse foi e continua sendo o carro-chefe das denúncias contra o governo anterior do PT.
    Será, a meu ver, o grande teste que fará a nossa Corte Superior em termos de independência política e jurídica.

  • Para qualquer um que perceba como age a espúria mídia brasileira, é bastante clara a noção de que nunca houve nenhum “mensalão”… Este é mera figura de retórica criada por Roberto Jefferson e propalada à exaustão pela mídia, para atender aos seus propósitos anti-Lula, anti-PT, antidemocráticos e golpistas… O chamado “mensalão” nunca passou da comum e corriqueira prática de “caixa dois”, que foi, é, e muito provavelmente, continuará sendo por muito tempo prática regular e cotidiana em qualquer casa legislativa brasileira… O chamado “mensalão” foi um instrumento, graças a Deus mal sucedido, criado pelo conservadorismo e pelos órgãos de comunicação ilegítimos que lhe servem como portavoz, para dar um golpe branco em Lula. Essa canalha reacionária só não contava com a habilidade política do presidente que queriam derrubar, que acabou lhes dando uma rasteira, concluindo dois mandatos, elegendo sua sucessora e saindo, como todos sabemos, por cima, de peito erguido e aclamado pelo povo… Mas apesar da gigantesca derrota, a mídia e seu discurso continuam os mesmos… Tolo é quem pensa que essa quadrilha vai passar a agir eticamente, agora… Daí a necessidade de continuarmos com os braços erguidos e de prontidão: vem bomba por aí e teremos de nos impor; ou o reacionarismo aplastará tudo a que se chegou nos últimos anos!

  • Prezado Eduardo, é minha primeira vez aqui, mas isto nao quer dizer que nao leio o seu blog, muito pelo contrario sou leitor assiduo. Acho vc um cara muito bacana, humano e etico.
    Se nao me falha a memoria o ex-dep. Roberto Jeferson foi cassado porque denunciou o Zé Dirceu como mentor e operador do mensalão e nao provou o que denunciou, sendo cassado por falta de decoro parlamentar, trocando em miudos um foi cassado por operar o mensalão e o outro foi cassado porque denunciou e nao provou a sua denuncia, estranho não?

    • Flávio,

      É importante lembrar que essa cassação se dá no âmbito do Congresso. É uma cassação meramente política. É como em um clube em que os conselheiros se juntam para cassar um dos membros. O que irá valer mesmo é o julgamento no STF.

      Com o julgamento no STF e sendo absolvido o José Dirceu então poderá processar o pessoal da revista Veja. Na entrevista no Roda Viva ele deixou claro, só está aguardando o julgamento no STF para processar os difamadores.

      Tem muita gente cortando prego com a possibilidade de absolvição do José Dirceu, sendo este mais um motivo para o PIG exercer pressão no STF.

  • Eduardo, eu gostaria de desfrutar do mesmo otimismo da sua acertada análise.

    Nós brasileiros com um senso de justiça formado fora do módulo sectário aplicado por nossa mídia mativa, observamos mais este factóide ganhar corpo, ser alimentado e adestrado para servir os interreses dos setores mais retrógrados da nossa sociedade.

    Setores que ainda resistem e que parecem ter pensando em todos os aspectos para tornar o “mensalão” uma grife, um produto, a kryptonita que iria livrar o Brasil “deles”, da administração do Presidente Lula.

    Mesmo que a justiça seja feita, nós sabemos que os danos causados pela massiva panfletagem anti-petista, não permitirão que um certo segmento da população consiga examinar a realidade da questão.

    O ódio já foi derramado, e a hipocrisia parece não se esgotar em nossos noticiários.

  • Não existe mensalão do PT… Existe mensalão e ponto. Criado em 98 por Seu Eduardo Azeredo (então governador de Minas).

    Veja a Folha em ação:
    Folha usa de má fé em reportagem, segundo a Petrobras.
    “A Petrobras desmente com veemência matéria publicada com chamada de capa no jornal Folha de S. Paulo desta segunda-feira (24/1), sob o título “Petrobras quer reduzir compras no país”.”
    http://todeolhomalandragem.blogspot.com/

  • A maior vergonha neste negócio de partidos políticos é a velha máxima que diz “que todos os políticos, independente de partidos, comem do mesmo cocho”.

    Agora, algo que também é muito conhecido mas que é pouco comentado diretamente pela imprensa em geral é que “quem vive preenchendo o cocho de ração e volumoso” e deste cocho extraindo todo o tipo de ganhos possíveis, são sempre os mesmos – bancos, construtoras, etc., todos de interesse econômico e de olho em vantagens.

    Para nós, cidadãos, resta saber agora se, também o judiciário, os do STF como última instância do pouco de justiça que ainda sobra , se estes também querem participar do cocho.

    Onde estão e como querem participar do banquete as agências do PiG, estes todos já sabem; resta agora saber o comportamento da opinião pública e, da minha parte, como serão as ações do Legislativo no desenrolar das ações.

    Somos todos eleitores; devemos estar atentos e manifestando nossos anseios pelo voto.

  • O acussado José Dirceu disse:

    “Enquanto a minha mentira não for desvendada, continuarei mentindo.”

    Em seguida o juiz disse: “Se o acusado mentir, seu advogado também mentirá.”

    Por fim o advogado disse: “Quem for capaz de desvendar a minha mentira dirá a verdade.”

    Qual deles está mentindo?

    • Pessoal

      Esta discussão não vale a pena. O que ele propôs é aquilo que se conhece como Paradoxo do Mentiroso, neste caso o Paradoxo de Epimémides(http://pt.wikipedia.org/wiki/Paradoxo_de_Epim%C3%A9nides).

      Na verdade, esta porcaria postada é justamente uma apresentação clássica do “Desfile Intelectual” que o Eduguim mostrou como os meios mais comuns de atuação de trolls no tópico “Julgamento dos Trolls”.

      De fato, toda esta porcaria é um tipo de fuga muito utilizada por políticos e mídias PIG e, como exemplos típicos, temos todas as séries de afirmações dadas por “pseudo-brasileiros” do naipe do Lamparina de Alexandria e Chirico Torquemada.

    • Quem está mentindo é você, que está escrevendo um monte de bobagens e mentiras, apenas para acusar por acusar.

      Se tivesse argumentos os escreveria, se não os escreve é porque não tem.

      Está apenas querendo fazer coro com o linchamentoda mídia, repetindo mentiras sem parar e sem se preocupar em ao menos tentar fingir que tem alguma argumentação.

      É muita iniquidade!

  • Prezado Eduardo: Se um ministro da mais alta corte de justiça do pais diz que foi pressionado para decidir a favor de A quando a razão está com B, o que dizer das decisões que são tomadas em pequenas cidades do interior deste imenso pais ? declaração deste tipo compromete a credibilidade(da pouca que ainda resta) da justiça, levando o povo à revolta e buscando outros meios de resolver suas pendengas jurídicas. Se houve pressão, quem pressionou e se pressionou por que ela foi feita ? Será o famoso poder secreto que comanda a nossa sociedade e que o Armindo Augusto de Abreu fala tão bem no seu livro O PODER SECRETO ? Ou será que o Ciro Gomes tem razão quando fala do poder paralelo ou serão as forças ocultas que Jânio Quadros tanto falava ? Quem ganha salário pago pelo povo deve uma resposta ao povo

  • O PIG juntamente com DEMOTUCANÓIDES,criaram o mensalão,derrubaram o Zé Dirceu,inventaram o CASEIRO,derrubaram o Paocci,tentaram Erenice pra derrubar a Dilma,ai levaram uma trôlha de Votos.Moral da História:Qualquer sequencia na linha sucessória de LULA e agora de DILMA,ÊLLES vão continuar tentando,tentando,mas o POVO já entendeu suas jogadas.Bye,bye Aécio.LULA 2014.

  • O STF é pago pelo povo, dessa forma deve explicação a toda nação brasileira e não a essa mídia desacreditada e golpista. Acho que os juízes não devem agir com “faca” no pescoço, mas de forma técnica. Juízes vitalícios e salários vitalícios dão nisso. O Brasil precisa urgentemente mudar a duração do tempo dos juízes do STF, vitaliciedade no cargo é tranquilidade demais, mandato determinando o tempo seria plausível.

  • Faço minhas cada letra de suas palavras! Além de concordar com suas afirmações, reitero que também tinha certeza de que a campanha desmoralizadora, empreendida pela mídia contra Dirceu, usando de um terrorismo sórdido, visava destruir aquele que na época era considerado o sucessor natural de Lula e, com isso, estrangular a passagem de um Governo popular neste país em um período restrito(se possível de um mandato, já que o estrangulamente de Dirceu deveria ser seguido pelo do próprio Lula, impedindo sua reeleição. Aliás, essa campanha contra Dirceu foi tão eficiente que, além de envolvê-lo em um crime em que não há evidências de sua participação, tornou o ex-Ministro uma espécie de “saco de pancadas nacional”, apontado sempre, até por publicações progressistas, como partícipe de numerosos casos que surgem, sem que nunca haja um evidência clara de seu envolvimento) ). Tive a certeza de que tentavam destruir o provável sucessor de Lula desde quando começaram os ataques midiáticos, feitos cinicamente com a desculpa do inexistente mensalão, o qual foi UM CASO DE CAIXA 2, AFINAL, NÃO HÁ PROVAS DE PAGAMENTOS REPETIDOS(QUE PUDESSEM INDICAR UMA “MESADA”), NEM HÁ NENHUMA COINCIDÊNCIA ENTRE AS DATAS DOS DEPÓSITOS E A REALIZAÇÃO DE ALGUMA VOTAÇÃO DE INTERESSE DO GOVERNO. ENTÃO, CARAS PÁLIDAS DE DIREITA QUE AINDA PAPAGUEIAM OS ABSURDOS MIDIÁTICOS, COMO INVESTIGAÇÕES E CONDENAÇÕES SE FAZEM COM PROVAS, AS PROVAS MATERIAIS SÃO CLARAS EM APONTAR NO CASO APENAS A ENTREGA DAS “SOBRAS” DE CAMPANHA, EVIDENTEMENTE DE RECURSOS DE CAIXA 2(NÃO DECLARADOS AO TRE, QUE POR ISSO MESMO SERIAM “LIVRES”), PRÁTICA QUE É ILEGAL SEM DÚVIDA, MAS QUE FAZ PARTE DA CULTURA POLÍTICA DE TODOS OS PARTIDOS DO PAÍS(ATÉ PORQUE MUITOS DOADORES DE CAMPANHA SÓ ACEITAM CONTRIBUIR SE SEUS RECURSOS NÃO FOREM REGISTRADOS, TEMENDO REPRESÁLIAS SE O PARTIDO ADVERSÁRIO VENCER), E QUE PRINCIPALMENTE É BEM DIFERENTE DO QUE FOI ALARDEADO, NUMA OPERAÇÃO DE LAVAGEM CEREBAL EM PROL DA CONSTRUÇÃO DE UMA MENTIRA, DE FORMA EXAUSTIVA PELA DITADURA MIDIÁTICA.Em nome da destruição dessa mentira construída(e que ainda vive com força na mente da maioria dos brasileiros, a ponto de aqueles que a contestam, e explicam o que de fato foi o caso, serem vistos como “loucos” por grande parte da população), como também da demolição de um dos maiores argumentos propandísticos da direita brasileira(que o usa como arma eleitoral para derrotar as forças populares, não de fato por causa do inexistente “mensalão”, mas para impedir que prossigam os avanços sociais em curso) e ainda para impedir a persistência histórica(que será conhecida pelas gerações futuras)de uma fantasia que nunca ocorreu; DEVEMOS SIM ORGANIZARMOS UMA PRESSÃO GIGANTESCA PARA QUE O STF JULGUE O CASO DE FORMA ISENTA, RESTRINGINDO-SE À LÓGICA E ÀS EVIDÊNCIAS MATERIAIS, E NÃO SEGUINDO O ROTEIRO ESQUISOFRÊNICO DA MÍDIA, OU DAS PRÓPRIAS INDIOSSINCRASIAS IDEOLÓGICAS DAQUELA CORTE QUE, COMO TODO O RESTO DO JUDICIÁRIO, É DE UM REACIONARISMO ATROZ. Lembremos que, ALÉM DA ACEITAÇÃO DA DENÚNCIA(OCORRIDA, SEGUNDO UM MINISTRO DO STF, DEVIDO À “FACA NO PESCOÇO” QUE A MÍDIA PÔS NA CORTE)A PRÓPRIA REALIZAÇÃO DA DENÚNCIA, FEITA PELO GLORIOSO PROCURADOR ANTÔNIO FERNANDO DE SOUA, FOI UM EPÍTETO AOS INTERESSES POLÍTICOS DA DIREITA, UMA VEZ QUE APONTOU AQUELES QUE RECEBERAM OS RECURSOS(OU MUITAS VEZES SEQUER OS RECEBERAM, FORAM APENAS VITIMADOS PELO ÓDIO DA MÍDIA, COMO DIRCEU), MAS NÃO APONTOU QUEM DEU OS RECURSOS, NUMA “GRACINHA” JURÍDICA QUE SÓ NÃO FOI À FRENTE GRAÇAS À AÇÃO DAS SENADORAS ANA JÚLIA CAREPA E IDELI SALVATTI, QUE CONSEGUIRAM NA ÚLTIMA HORA ACRESCENTAR UM ADENDO AO RELATÓRIO DA CPI DOS CORREIOS, ENVIADO AO STF PARA JUNTAR-SE À DENÚNCIA DE SOUZA, NO QUAL APONTARAM O BANQUEIRO DANIEL DANTAS(SEMPRE ELE! COM ISSO ENTENDE-SE A “GRACINHA” DO PROCURADOR)COMO FORNECEDOR DOS RECURSOS USADOS NO ESQUEMA, CUJA “TECNOLOGIA” FÔRA INAUGURADA ANTES, PELO PSDB, NO FAMOSO “MENSALÃO TUCANO DE EDUARDO AZEREDO(ESTE IGNORADO PELA MÍDIA SEMPRE QUE POSSÍVEL E QUE TAMBÉM É UM CASO DE CAIXA 2). Assim, pudemos constatar que, mais ainda do que qualquer pendenga jurídica(que pressupõe sempre uma relação de classes e de forças a influenciar na “interpretação” dos julgadores), o inexisnte “mensalão” receberá uma dose bastante suplementar de pressão entre as forças sociais envolvidas : de uma lado a mídia e a direita(são a mesma coisa)que forçarão para que, a despeito das evidências factuais apontarem o contrário, o STF encha-se de fantasia e decida não de acordo com os fatos, mas seguindo a construção fantasiosa que os “jornalistas” amestrados da mídia fizeram deles, sempre visando atender aos interesses de seus patrões; e de outro a Sociedade Civil organizada, que precisará pressionar muito diante do poder econômico dos conservadores, a qual apenas deseja que a Corte julgue conforme os fatos e as provas materiais existentes, deixando de lado as fantasias midiáticas. De cara, ofereço-me para participar dessa luta; que é mais do que uma batalha jurídica, é uma luta de classes e uma batalha sobre quem poderá escrever a História, cuja necessidade é premente. Assim, deixo registrada aqui minha adesão voluntária, para participar de qualquer evento que realize-se em Recife, aguardando apenas aviso prévio para tal(o qual poderá estar neste blog ou em meu e-mail, que você conhece). Não podemos perder essa batalha para a mentira!

  • O “Mensalão” é a prova de como o PIG consegue fabricar crises e falsificar a opinião publica. O PIG transformou um simples caso de caixa dois no maior escândalo de corrupção do país. Alguém pode se indignar por eu chamar caixa dois de um crime simples: mas quero dizer apenas que o caixa dois já era praticado há tempos por todos os partidos. Isso não torna o crime menor, mas é muito estranho que tudo isso tenha explodido justamente durante o governo do PT; aliás, não foi estranho, foi apenas o PIG tentando dar o golpe.
    O Mensalão nunca existiu, e a imprensa golpista tenta ridicularizar e intimidar quem pensa assim. Aliás, o PIG não aceita outra coisa que não seja a condenação do José Dirceu. Acho que deve ser vingança. O jogo do PIG para derrubar Lula em 2005 e 2006 não funcionou. O PIG vai querer a cabeça do José Dirceu como consolo.

    • E esse crime simples que escandalizou a classe média é praticado por ela também. O que é o dentista cobrar a consulta com recibo por um preço e sem recibo mais barata? Caixa 2 pura e simples

  • Que o STF faça um julgamento justo, como sempre haveria de ser, mas não engulo a pílula dourada do PIG, tampouco vou fazer apologia ao Zé Dirceu.Romancear a política é perigosíssimo…Dinheiro e poder ainda são (e sempre serão) bastante subversivos.

  • Eduardo, essa sua convocação no final do texto é mto importante! Realmente teremos de estar prontos para combater a mídia golpista e ajudar o STF a derrubar de vez a tese demotucana de mensalão do PT, onde concordo com vc q não existiu compra de parlamentares! Dirceu precisa ser inocentado a História precisa ser recondada como ela realmente foi… Lula, Dirceu e o PT merecem isso!

  • Edu, esse processo é bizarro, do começo ao fim. O duro é que essa campanha contra o ex-ministro JD, contou com o apoio de muitos integrantes do próprio PT. Não sabiam como livrar-se dele, já que a militância é dirceuzista mesmo, e, encontraram no mensalão midiático a chance de derrubar o maior estrategista do partido.
    Edu, veja os autos e vc vai ter a certeza absoluta, que não há nada ali que incrimine JD; não estou dizendo que ele é santo mas eu tb não sou e o que vale num processo são as provas. Esse cara teve a vida devassada, qq um de nós, estaria ferrado, no lugar dele. Mas não acharam NADA. Eu não quero saber se ele fez bem feito ou não, o que me interessa é que nos autos não existe nada que o vincule ao tal do mensalão.
    José Dirceu é nosso representante em qq governo E é muito bom que isso fique bem claro Com mandato ou sem mandato, ele é o nosso representante O que ele disser vai ser feito. Não fosse por ele, não teríamos chegado até aqui.
    Edu, peça o processo, por favor. Leia ele até o fim. Eu acredito em vc, se ao final da leitura vc encontrar um indício de associação do JD ao tal de Mensalão, eu entrego os pontos. Veja que não estou falando de caixa 2 pq não sou ingênua Não existe eleição sem caixa 2 e, hoje, os que posam de vestais, HH, Chico Alencar, etc…., foram eleitos com fundos desse caixa 2; pq não entregaram os mandatos à época? Hoje estão aí, Chico Alencar, dependendo da Globo e o resto no ostracismo.
    Se JD e o chefe da quadrilha, terei o maior prazer em ver o meu nome e CPF, vinculados à quadrilha Eu sou quadrilheira do JD! Até a anistia, JD, mais uma vez….. Se depender do PT, o JD vai passar a vida correndo atrás de anistia. Ajuda, Edu.

  • Me mostre as declaracoes de renda dos 40 acusados que eu te digo instantaneamente quem vai ser condenado.

    Os dois ou tres mais pobres.

    Nao da pra mim comentar a respeito do assunto em si, como todos ja sabem, o assunto do “mensalao” nao me interessa e nunca o segui.

    Mas que eh uma vergonha que chegou a esse monturo de mentiras judiciarias, isso eh sim.

  • José Dirceu só precisa de imparcialidade. Em havendo, ele será inocentado. Quanto ao tal caixa 2, só é crime passível de cadeia se for praticado pelo PT? Como citado acima, a compra da reeleição, fica na poeira? E o Eduardo Azeredo? Não estou trocando 6 por meia dúzia, como já foi dito aquí. Apenas quero mostrar que é sim armação contra o PT, e principalmente contra o LULA. Acabar com o caixa 2, não é o objetivo. Muitos ficam ricos com as sobras de campanha, alguma dúvida? Por que não se questiona a origem do patrimônio da maioria dos políticos? Hipocrisia come solta neste assunto. Quando estivermos na luta para a reforma política, ficará nítida a verdade sôbre o tema, para os mais inocentes. E mais, não somos os únicos nem os mais corruptos, em política, como creem os que têm complexo de vira lata. As eleições AMERICANAS, está entre as mais corruptas. E exporta corrupção já que interfere nas eleições da maioria dos paizes, com práticas de espionagem e pasmem, com dinheiro, ou seja caixa 2. Ertha

  • Caro Eduardo, o mensalão do DF de José Roberto Arruda não é o único. Lá mesmo em Brasilia a emenda constitucional que introduziu a reeleição foi patrocinada pelos tucanos à razão de R$ 200 mil por deputado. Como se sabe a emenda beneficiou os ocupantes dos cargos à época de sua aprovação.

  • Não dá para ser otimista. Acho que o Judiciário nem precisa de tanta faca assim no pescoço. Os senhores juízes são do mesmo time que o pig e os tucanos

  • Para entender como os governos e políticos do PSDB deram oportunidade e fizeram amizade com Marcos Valério, considerado o principal ator do Mensalão , inclusive incentivando a sua atuação , sugiro a leitura dos capítulos 1 e 2 do livro ¨O Operador¨de autoria do jornalista e reporter Lucas Figueiredo , que narra toda a trajetória do puclicitário mineiro junto ao ambiente tucano.

    • Realmente a grande preocupaçãodo partido míatico foi derrotar o povo brasileiro quando no incio do governo Lula já apontava para que todos e todas minimamente podessemos avansarmos rumo a cidadania, e como esta mesma burguesia tinham governado este pais por 500 anos e cada final de governo mas na decadencia deixavam o povo pobre a unica saida pra eles seria evitar um terceiro mandato se não de Lula mas minimamente a cotinuidade de Lula e como o companheiro Zé Dicer seria um nome incontestavgel o cassaram politicamente.

  • Eu não sei mais o que dizer sobre esse assunto, engraçado (ou não) é que vocês da “esquerda” me parecem pensar de uma forma muito errônea quanto ao Mensalão, que você caro autor sendo da “esquerda” ou não, apoiador do PT ou não, foi também assim como eu (Não apoio partidos) de forma leviana traído por aqueles que devem ajudar o país e não usurpá-lo. Se Zé Dirceu é tão competente e tão honesto como diz o autor e o Lula não é preciso tal blog para defendê-lo. A justiça será feita, espero do fundo do coração. E se eu estiver errado terei o imenso prazer de voltar aqui e escrever novamente com um pedido de desculpas, porém para isso é preciso que meu texto seja publicado, pois o último que escrevi em outro blog (Blog do Juca) com a mesma temática não o foi, o que é no mínimo curioso, o Autor (Juca) em questão tão disposto a defender o direito de José Dirceu suspeito de enganá-lo e não defendeu o meu direito de questionar e transmitir minha opinião. Tenho certeza que dessa vez será diferente.
    Culpar a grande mídia também me parece um tanto tedioso pelo fato de os defensores do PT baterem sempre na mesma tecla, isso me lembra o ex vice presidente do Corinthians Antonio Roque Citadini quando culpava a imprensa por seus erros, em suas palavras: A Imprensa Marrom. Me causa risos quando ouço tanto um quanto o outro, pois o “PT” reclama da mesma arma que usa, pois as mesmas pessoas que se deixam levar pela mídia são também aquelas que se deixam levar pelas negações de Lula quando não sabia o que estava acontecendo em seu próprio governo, que se deixam levar pelo fato de ser simples coincidência Lulinha, filho de Lula ter sua situação financeira melhorada significativamente depois do mandato de seu pai e tantas outras coisas.
    É cada um fazendo uso da ignorância da maioria da população de forma que lhe é possível.

    Grato pelo espaço.
    Bento.

    • Caro Bento,

      nenhum problema em publicar o seu comentário. Pelo contrário, neste blog se dá muito valor ao contraditório.

      Agora, quanto ao que você chama de “defesa” de Lula ou de Dirceu, não dá para deixar só a Justiça analisar o caso porque há uma propaganda condenatória e massiva da mídia tucana, sem o contraditório de que você desfruta aqui, e, portanto, alguém tem que fazer o contraponto, ainda que em situação de inferioridade, pois enquanto a direita fala no Jornal Nacional, a esquerda fala em blogs. Mesmo assim, a direita não consegue vencer eleição presidencial há oito anos, pela terceira vez.

      • Primeiro já quero deixar registrado o respeito que ganhou comigo por respeitar minha opinião Eduardo.
        Depois quero discordar do que você diz ser uma injustiça sobre o espaço dado pelas Mídias de grande porte, talvez você esteja se referindo apenas as “más noticias”, mas vejo pouca televisão, pela falta de qualidade na sua grade de programação mesmo assim ainda sobrevivem alguns programas de qualidade como o CQC, por exemplo. De humor sim é verdade, mas um humor com conteúdo onde foram tantas as vezes que eles ofereceram o seu espaço para nossa presidenta eleita e não o foi aproveitado mostrando soberba e até agressividade dela e de alguns seguranças da própria.
        Então será que essa propaganda condenatória e massiva se é que ela existe, é culpa exclusiva da mídia?

        Como eu disse antes não tenho partido, não sou nem de esquerda, nem de direita o meu voto vai para aquele que em minha opinião é merecedor não estando envolvido em “escândalos”, e que tenha a ficha limpa.
        Entendo essa coisa de oposição e situação, mas acredito que isso sirva para fiscalizar uns aos outros, mas o que vemos hoje são acusações de ambos os lados, somente acusações, ao invés de estarem discutindo melhorias para nosso país. Se toda a criatividade usada em campanhas eleitorais para agredir seu concorrente fosse utilizada em prol a nós, o povo, com certeza haveria mudanças, agora quero lhe perguntar, pois você é com certeza mais politizado que eu: Porque isso não acontece? Nem no mandato de Lula, nem no mandato do FHC, e duvido que seja diferente no mandato da Dilma.
        Sobre os oito anos anteriores é importante frisar a competência de Lula sim em seu governo, ele tem seus méritos assim como Maluf teve ao governar São Paulo, mas sua política de “rouba, mas faz” não me fez gostar dele, assim como não me faz gostar de Lula, pois eu perdôo a incompetência, mas não a falta de caráter, e se tratando de Brasil e de política sabemos que nem tudo que não é provado deixa de ser verdade.

        Mas tenho que confessar que tenho certo receio ao PT e seus aliados pelo fato de seus nomes sempre estarem ligados a corrupção, injustiças e etc.
        O caso mais recente é o aumento salarial, o PT foi maioria a favor do aumento. O que me faz pensar que reclamam tanto de serem injustiçados e causam tanta injustiça.

        Agradeço novamente a troca de idéias e conhecimento.
        Bento.

  • Aproveitando outro tema em evidência, o da comissão da verdade com principalmente o caso Wladimir Erzog, deixei comentário no Blog da Maria Frô e do Mino Carta. Justamente sobre um artigo de Mino Carta que Maria Frô o reproduziu em seu Blog.
    Tema e que gerou muita polêmica pois eram verdades guardadas no fundo do Baú de participação da Imprensa na história da ditadura do Brasil (talvez a mais importante caixa de pandora desta história à ser aberta à descoberta). O que não vem ao caso agora, por que o tem haver é Zé Dirceu e STF.
    É sobre o papel fundamental e definitivo para permanencia de nossa democracia até os dias de hoje, do STF e seus ministros, com tendências de votos contras ou à favor à princípio na época sob pressão para o mensalão do PT.
    Destacando pessoalmente um deles, Gilmar Mendes (para quem Lula e PT devem gratidão eterna e a maioria ainda não o reconhece e age assim, injustiçando-o.), por além de heroicamente como todos os outros seus pares não se deixou levar pela pressão da impressa que, levou à popular e assim tentou quebrar os trâmites legais do judiciário para condenar sem direito de defesa, à revelia, os réus do chamado mensalão do PT.
    Ferindo o princípio básico de todos os brasileiros, um dos pilares da democracia, o direito à defesa. Quando o STF definiu corajosamente os rumos do Brasil e principalmente, concretou para eternamente, o direito de defesa independentemente dos apelos e pressões da impressa e por consequência populares. E porque faço um destaque especial à Gilmar Mendes, porque durante todos estes anos foi o ministro que chamou para si a responsabilidade pelo cumprimento do prazo para o processo perante a imprensa e a população, aceitou o ônus da causa heroicamente, sem em momento algum recuar.
    E por mais uma vez os brasileiros conscientes esperam a mesma postura do STF, votar o mensalão do PT dentro do prazo legal necessário sem atender aos apelos e pressões de alguns da imprensa, dando direito de defesa aos réus e principalmente, julgá-los de acordo com os laudos.
    Particularmente acho que todos os mensalões foram armadilhas políticas mal plantadas, mas com o interesse de divulgação política do que a preocupação de resolver o problema de má versação de verbas de campanha, legais ou ilegais e menos ainda o de resolver o problema da corrupção no País.
    Tudo não passou de um golpe na tentativa tanto, no caso do mensalão mineiro, derrubar Eduardo Azeredo do poder, quanto, no caso do PT, derubar Lula já imediatamente do poder ou no mínimo destruí-lo politicamente em a sua próxima eleição, derrubá-lo.
    Não esta em jogo mais aqui se PT e aliados vão vencer a oposição e vice-versa, e, sim, se o STF vai mais uma vez ser o salvador de nossa democracia. Vai impor a independência dos nossos três poderes. Vai salvar o Brasil da pressão da imprensa e respeitar o princípio básico de sobrevivência de todo cidadão brasileiro, o seu direito de defesa.
    A história um dia dirá: Salve! STF Brasileiro, o Brasil lhes têm gratidão eterna por salvarem nossa democracia em seu momento mais delicado.
    Quem são esses homens que estão sendo julgados? Homens que ficaram milionários porque desviaram verbas do estado para enriquecimento próprio? Ou homens patriotas que dentro do regime, legal ou contravencional defenderam a bandeira filosófico politica que acreditavam que era o melhor para toda uma nação?
    José da Mota.

  • Para nos encorajarmos a enfrentar a pressão da imprensa, principalmente em se tratando de Gilmar Mendes, que vem sendo violentamente atacado por parte da imprensa tendenciosa de todos os lados, hora com razão, outras nem tanto. Mas neste caso do mensalão do PT, não, ele como todos os outros ministros do STF merecem respeito e reconhecimento por suas firmezas democráticas.
    Nada melhor do que uma frase de William Shakespeare para encorajar-nos, também nessas situações.

    Não é merecedor do favo de mel
    aquele que evita a colmeia porque as abelhas têm ferrões.
    William Shakespeare
    José da Mota.

Deixe uma resposta