O paradoxo Palocci-Sarney e o poder das catarses

Análise

Antes de abordar o tema central deste texto, devo esclarecer que, no encontro de blogueiros progressistas do Rio Grande do Sul, do qual participei entre sexta-feira e domingo últimos, pude entender melhor os que não aceitam o fato de que o patrimônio do ministro Antonio Palocci tenha crescido vinte vezes entre 2006 e 2010.

Pude entender melhor, acima de todos os outros, àqueles que, como jornalistas, honram o ofício que abraçaram e, assim, tratam as notícias sobre o patrimônio do principal ministro do governo Dilma Rousseff como trataram o crescimento igual ou até maior do patrimônio de funcionários públicos que, ocupando o mesmo cargo ou posições análogas à de Palocci, só que durante governos anteriores, enriqueceram tanto ou mais do que o atual chefe da Casa Civil.

Fico feliz em confirmar o que já sabia, que jornalistas dos quais sou amigo agem como devem agir os jornalistas, ou seja, tratando os iguais com igualdade.

O trabalho do jornalista não é o que fazem hoje os colunistas de Globos, Folhas, Vejas e Estadões, que nunca disseram um A sobre o crescimento vertiginoso da renda de um Persio Arida, de um Pedro Malan ou de outros membros de equipes econômicas anteriores após se desligarem do cargo. Quem criticou ontem, tem moral para criticar hoje. Quem não criticou, não tem.

Todavia, este blogueiro não é jornalista. O trabalho que faz neste blog é voluntário e cidadão. Não rende salário ou qualquer outro tipo de remuneração. Pelo contrário: pago para fazer este blog. Não só financiando a hospedagem da página, mas participando de eventos como o do último fim de semana, que sempre acarretam custos. Prefiro – e posso –, portanto, dar satisfações somente à minha consciência e não a dogmas profissionais. E enxergar as coisas como elas são.

E como são as coisas? Bem, é simples: um paradoxo escandaloso envolve Palocci. Lembram-se de quando a mídia passou meses e meses tentando derrubar o presidente do Senado, José Sarney, e a blogosfera em peso se pautou pelo princípio que agora nega a Palocci, de que sua queda seria inconveniente para o governo federal do PT? Quem se lembra do bordão “O PIG descobriu que Sarney é Sarney”?

Esse é o paradoxo, pois. No que Palocci difere de Sarney, um dos oligarcas mais antigos do país e contra o qual podem ser feitas milhares de ilações iguais ou piores do que as que ora são feitas contra o ministro de Dilma? Em nada, estejam certos. Por que a diferença de tratamento, então?, perguntará você.

E a resposta é “catarse”, derivada do efeito liberador de emoções coletivas produzido pela encenação de certas ações específicas que fazem apelo ao medo e à raiva, freqüentemente utilizado pelas terapias freudianas, mas que, na sociedade, é desencadeado pela doutrinação dos meios de comunicação, que, selecionando situações, conseguem produzir explosões de sentimentos entre aqueles que cultivam valores morais rígidos.

E o paradoxo Palocci-Sarney decorre, agora entre o grosso da militância de esquerda, das lutas internas do governismo que o início do governo Dilma acirrou desde os episódios com a ministra da Cultura, Ana de Hollanda, que contribuem para intensificar a disposição da esquerda para a catarse no caso Palocci, que reproduz, ipsis-litteris, a que existiu durante o “mensalão do PT”.

As pessoas começam a repetir mantras moralistas sem maior reflexão e fechando mentes, olhos e ouvidos para qualquer argumentação lógica e sobre estado de direito, que exige que acusações tenham o mínimo de embasamento além do mero senso comum de que este ou aquele “só pode ter feito algo de errado”.

  • O gato subiu no telhado

    • pedro dias

      O gato do Serra já está acima do telhado, meu chapa!

  • ramiza

    Diferença de tratamento? Ora, todo mundo sabe quem é Sarney. E Palocci veio se revelando nos últimos anos, com escândalos financeiros e morais. O caso do caseiro é elucidativo. E agora pergunto eu: por quê lula não critica mais Sarney? O que difere o Sarney de hoje do Sarney de quando ele subia no palanque para desancá-lo? Hoje faz questão de posar ao lado dele, apertando a mão, dando sorrisos, etc. Isso é muito, muito pior do que o tal paradoxo.

  • emanuel rego lima

    “Quem criticou ontem, tem moral para criticar hoje.”

    Oba!!!! Tô nessa…

    E faço uma pergunta que deriva da afirmação do Eduardo:

    E quem sempre criticou ontem ( e criticou muito, muito, muitissimo!!!!) tem moral para desqualificar as criticas feitas hoje diante das mesmas circuntâncias, das mesmas evidências, dos mesmos indícios?

    Que nome se deve dar a defesa intransigente do Ministro atual (com base na “presunção de inocência”), poucos anos depois de “julgamentos súmarios” de ex-ministros de outros governos?

    Aos que hoje bradam pela “presunção de inocencia” do Palocci, depois de terem “escalpelado em praça pubica” os ministros demos, tucanos e pefelês) sugiro que ao menos peçam desculpas, se não públicas, ao menos as suas próprias consciências….

    De minha parte, como já deixei claro lá em cima, sempre critiquei os que se aproveitaram de seus cargos e fuções para enriquecer.
    Sempre o fiz com muita tranquilidade como o faço agora, no episódio Palocci.
    Nunca tive receio de estar infringindo o principio da “presunção da inocencia”, tão ardorosamente defendido pelos acusados de ontem e de hoje.
    Sempre achei – e continuo achando – que tal presunção é uma defesa que o cidadão ( leia-se o homem do povo, o desprovido de poderes) tem contra eventuais abusos praticados pelo ESTADO ( leia-se, a entidade estatal agindo por meio de seus servidores, seus homens de poder).
    Palocci ( assim como os outros ex-ministros) não são acusados enquanto meros cidadãos. São acusados em razão de eventuais práticas ilicitas NO EXERCICIO DO PODER. Enquanto AGENTES DO ESTADO.
    O Affair Palocci X Francenildo mostra bem o que pretendo dizer:
    Acusaram o caseiro de ter dinheiro na conta sem origem declarada, diziam ser propina paga para que mentisse contra o Ministro.
    Ora… Em sendo verdadeira essa acusação seria um crime do caseiro( falso testemunho)!
    Pois bem! que provassem! O MP, o proprio Ministro, o partido, a imprensa, o Papa, seja quem for… Mas que provassem que o humilde caseiro tivesse praticado um crime.
    Aí sim, cabe com toda a força o principio da presunção de inocencia!

    Por outro lado – e no mesmo episódio – o Palocci ( todo poderoso MINISTRO DA FAZENDA) , acusado de ter violado o sigilo funcional do caseiro, usando para isso os prestimos de um SUBORDINADO seu, limitou-se a dizer: “provem que fiz isso”.
    Não provaram.
    O STF o absolveu por “faltas de provas”….

    Deus do Ceu! Como se pode aplicar – com a mesma força, a mesma extensão, o principio da presunção da inocencia em casos tão distintos, e até antagônicos?

    Já tive muita raiva quando via os defensores dos governos ( de qualquer governo, incluindo o atual…) usando dessa “proteção” para evitar que os poderosos do momento fossem investigados . E notem: Falo de INVESTIGADOS, nem sequer cogita-se de punição. Apenas investigação…

    Achava que era muito cinismo. Muita mistificação!

    Hoje não tenho mais raiva.
    Mas resta outro sentimento não menos doloroso: A pena, a lástima.
    Não por eles.
    Por todos nós….

    PS- Mas, não tenho dúvida: Vai passar!!!!

    • Haroldo Mourão Cunha

      “Deus do Ceu! Como se pode aplicar – com a mesma força, a mesma extensão, o principio da presunção da inocencia em casos tão distintos, e até antagônicos?”. Pedão pela minha intromissão, mas transigir nesse quesito é jogar a democracia no lixo. Todos são inocentes, eu não tenho que provar que fiz algo, quem acusa é obrigado a esse munus. Em tempo: em minha opinião (opinião), Palocci deveris nem ter entrado no governo, ou sequer ter sido cogitado a tal, mas ele esta lá, por algum motivo que, como diz Eduardo, parece ser regra da macro política e é por isso que ele não quer ir para lá (Nem eu!!). Ser pedra é muito mais fácil!

      • emanuel rego lima

        Haroldo,
        1- O principio da presunção da inocencia é vinculado ao Direito Penal ( CF, art. 5°, inciso LVII). Daí decorre que o onus de provar é de quem acusa. Ok…. Mas na esfera penal

        2- Em outras áreas, ou circunstâncias, o ônus da prova é invertido. No direito do Trabalho, por exemplo, algumas alegações do trabalhador devem ser desconstituidas pelo empregador com provas produzidas por este,l e não por quem alegou.
        O mesmo ocorre em certos casos da relação de consumo.
        Recentemente tivemos o caso ocorrido com o ex-vice-presidente Jose de Alencar. Uma senhora alegou ser sua filha. Apresentou algumas testemunhas, mas nada tão convincente. Foi determinado a realização do exame do DNA. O vice-presidente negou-se a fazer.
        O juiz, com base nessa negativa, presumiu que a razão estava com quem pedira o reconhecimento da paternidade.
        Houve PROVA contra ele? Não….
        Mas sua postura justificou a decisão do Juiz.

        3- Nos casos de homens publicos que exercem parcela de poder defendo algo parecido.
        A constância de casos de desvios e abuso dos poderes conferidos aos politicos ( e não só no atual governo, no só no Brasil, no só nos tempos atuais) permite imaginar regras diferenciadas para quem esteja na situação de exercicio do Poder.
        Isso valeria desde o guarda de transito da esquina, passando pelos fiscais, parlamentares, procuradores, juizes, altos executivos estatais, etc….
        São posições, atribuições, poderes, tão passiveis de corrupção ( Afinal, o que vemos por aí…????) que uma denuncia ( COM UM MINIMO DE FUNDAMENTO, RESSALTO) deveria obrigar o denunciado a uma explicação cabal, no minimo, sob pena de se presumirem verdadeiros os fatos contra ele levantados.

        4- Acho que isso não seria “antidemocratico”.
        Mas, tudo bem… cada um tem uma democracia na cabeça.
        Na minha a balança dos “deveres” deve estar equilibrada com a dos “direitos”,
        E vejo, lamentavelmente, que temos “direitos” demais. Cobramos “direitos” demais. Exigimos “direitos” demais.
        E deveres…..

        Bem… Deveres fica para “os outros”….

        • alvaro nascimento

          Caro Emanuel

          “Quem criticou ontem, tem moral para criticar hoje.”

          Oba!!!! Também tô nessa…

          Concordo plenamete contigo.

          O que me deixa triste é que por pensar assim somos tachados de “udenistas” fazendo jogo da oposição e da Grande Mídia.

          • emanuel rego lima

            hehehe… É isso mesmo, Alvaro.

            Mas tem nada não, já estou acostumado.

            Lá pelos anos 80, 90, quando apoiava o PT em suas denuncias contra as maracutaias dos governos do PMDB, do PSDB, do PFL me divertia com os que diziam: ” O PT é a UDN de macacão”.
            Pois é… Chegaram ao Poder, tiram os macacões.
            Vestiram belos ternos bem talhados.
            E gostaram do figurino.
            Ô, se gostaram….

            E a UDN? Bem… a UDN continua sendo todos aqueles que incomodam.

            Agora, de uns tempos pra cá os defensores das práticas do “neo-petismo” deram pra criticar os criticos, tachando-os de “falsos moralistas” ( acho engraçadissima essa expressão…) “hipocritas” e “preconceituosos”.
            Digo em tom de brincadeira que os petistas, de tão acostumados a fazer oposição, após chegar ao Poder, passaram a fazer oposição… .à oposição!
            Parece uma loucura.
            E é!!!!

            Mas, como disse lá em cima, Ligo não….
            Passei toda minha vida na oposição. Inclusive dando muitos votos para o PT….
            Continuo nela.
            O PT é Poder agora!
            Não fui eu que mudei. Isso eu garanto….

    • Se você não se lembrar o Palloci foi acusado de quebra de sigilo bancário e atualmente se pode acusar os acusadores de Palloci de terem quebrado o sigilo Fiscal do mesmo. Pelo visto as coisas se inverteram. Palloci cometeu um crime quando quebrou o sigilo bancário do Francinildo do e quem foi lá e pegou a Declaração de IR de Palloci não!!!!!! O mais engraçado é que o Francinildo está processando a Revista Veja por tornar público o seu estrato bancário!!!!!! Se formos olhar não são só os minitros que passaram e o que está na pasta que mostraram enriquecimento nos últimos tempos. Deveria se fazer uma devassa e iria se descobrir que a grande maioria do Deputados e Senadores duplicaram ou triplicaram sua fortunas nos últimos quatro anos. Por que só o Palloci tem que ser investigado quando banda é composta por tantos músicos?

      • emanuel rego lima

        Antonio carlos,

        Desculpe…. Acho que não me fiz entender.

        Não tenho nada contra o Palocci especificamente. Defendo que seja objeto de investigação qualquer autoridade publica acusada – com um minimo de consistencia – de desvio de conduta, ou sobre quem pese duvida semelhante a que ora paira sobre o Ministro.

        Se outrora não apuravam, estiveram errados!
        Se agora não apurarmos, estaremos errados!

        E note, investigar, apurar, pedir explicações não indicam necessáriamente uma culpa pre-formada.

        Agora, se um homem publico ( homem publico no Brasil de hoje, não nos esqueçamos!!!!) se recusa a informar como enriqueceu tão rapidamente, é razoavel, ao menos para uma pessoa que possa manter um minimo de isenção, o surgimento da dúvida sobre a origem da fortuna….

        Isso é trivial.
        Só não vê quem não pode ver, ou pior, quem não quer ver….

        PS- O amigo talvez não tenha percebido, mas a propria tentativa de defesa do Palocci o deixou em situação delicada.
        Apesar de dizer que não fez nada de ilegal ( dia a dia cresce em mim a a impressão que fez. Até pela falta de explicação….), asseverou que agiu como agiram outros ex-ministros de outros governos.
        Ora… Se é verdadeiro ( e acho que é, no que se refere às ações…), ou bem os ministros anteriores – tão criticados por todos- foram vitimas de profunda injustiça ( e acho que não foram!!!!); ou bem o ministro reconheceu que seus atos foram tão errados quanto os de seus antecessores ( e acho que foram….)!

        Então, por favor, Quem quiser defender o Palocci deixe um espaçozinho pra pedir desculpas aos ex-ministros do PSDB, DEM, etc…

      • aliancaliberal

        Antonio, pela sua lógica Collor é uma pessoa idonea sem crimes ja que foi absolvido de quaqluer acusação, então o PT que o acusou injustamente devendo no minimo pedir desculpas pelas suas injustiças praticadas contra este pobre homem.
        ……..
        veja TODOS nós estavamos errados então em acusa lo de coisas que ele não vez.
        Este e o raciocinio que “vcs” pregam.

    • aliancaliberal

      Perfeito.

  • Donizeti – SP

    Eduardo, acho que como o ” caso Palocci ” está esfriando na mídia e dificilmente a Presidenta Dilma cederá ao jogo de chantagem da midia para defenestrá-lo do governo, o foco já está mudando para a questão pessoal e íntima da saúde da Dilma.

    A matéria e capa da revista época da globo deste final de semana é bem representativa da próxima tentativa da mídia conservadora de desestabilizar o governo Dilma, agora estão partindo para cima da própria saúde da presidenta, essa turma não tem limites.

  • Luiz

    Não sei se é paradoxo, mas quem lê o livro “quem pagou a conta” lá pelas tantas consta que CIA se surpreendeu de como escritores e intelectuais que diziam que prefeririam passar fome e terem liberdade de pensar e se expressar e não serem subornados para escrever segundo certas diretrizes (contra o comunismo e a favor do EUA), corriam para os dólares americanos. No seminários que eram promovidos depois disso, dizem os agens, que era surpreendente o vazio cultural que se seguiam. Só pavonice.
    Desse detalhe, contada do meu geito, se percebe que jornalistas e intelectuais caíram na armadilha de escrever e pensar segundo um pensamento único e não conseguem mais sair disso. Virou cacoete. Asssim, se percebe porque eles não têm liberdade de pensar ou escrever. Viraram monoidéico.

  • ProfeGélson

    Eles são contra o Lula, eles são contra a Dilma, eles são contra o Brasil!!!!!
    O que está em jogo é 2014!!
    O gato ”já desceu” do telhado: perderam mais uma!!!

  • Wilsoleaks Alves

    Eduardo…
    O que você chama de catarse eu conheço por burrice.
    É natural aos militantes de esquerda esse escrúpulo exacerbado que não conduz a nada a não ser municiar a direita maquiavélica sequiosa por voltar ao poder.
    Bem apropriadamente você estabeleceu a relação entre o caso Sarney e o atual caso Palocci, o que tínhamos e temos a ganhar ou perder.
    Importante também notar, como se portou e porta nos dois episódios nosso maior líder, o eterno Presidente Lula, que deveria nortear estas confusas mentes progressistas.

    • Juliano Santos

      “É natural aos militantes de esquerda esse escrúpulo exacerbado que não conduz a nada a não ser municiar a direita maquiavélica sequiosa por voltar ao poder.”
      Isso é verdade, mas o que também é verdade é que o governo Dilma herdou do Lula uma aliança de centro esquerda muito heterogênea.
      Tem os mais pragmáticos, onde me incluo e tem os que, sem deixar de ter razão também, priorizam o combate à corrupção tanto quanto a distribuição de renda. É por causa dessa última que apoiaram Lula e apoiam a Dilma, mesmo que incomodados por deslizes dos Pallocis e Delúbios da vida. Só que em momentos de catarse como disse o Edu, acabam fazendo o jogo da velha UDN, hoje reencarnada no consórcio pig-demotucanos.
      Não é a toa que o velho Brizola chegou a chamar o PT de “UDN de macacão”. Por mais que deteste a UDN, de direita ou de esquerda, acredito que é preciso manter a coesão política que de maneira genial o Lula urdiu para fazer o Brasil buscar o seu modelo de social-democracia.
      A minha dúvida e meu temor é se existe outro que não Lula para fazê-la funcionar

  • Aqueles militantes que se pautam pela agenda do PIG e da oposição estão servindo de massa de manobra para a direita.

    1) Como o Eduardo lembrou bem, quando a mídia mais a oposição tentaram derrubar Sarney para colocar na presidência do Senado (e, portanto, do Congresso) um apaniguado de Serra, a esquerda tapou o nariz e defendeu Sarney.

    2) Quando o WikiLeaks denunciou, COM PROVAS, que o ministro Nelson JohnBin urdia contra as diretivas do governo do qual participava, tramando junto com o governo dos EUA a entrada do Brasil na famigerada Alca, qual foi a reação desses militantes? Suaves resmungos.

    E agora alguns desses militantes vociferam “fora Palocci”, junto com o PIG e a oposição. Será que não percebem que a agenda do Capital Financeiro é retomar o controle da América Latina, começando por sua espinha dorsal, o Brasil?

    Que tal se a esquerda se concentrar em exigir do Governo que sejam apurados os assassinatos de quatro líderes camponeses, provavelmente a mando de latifundiários e madeireiros? Será que é porque isso não dá Ibope no PIG?

  • Pedro Pinto de Arruda

    Eduardo,

    O blog Terra Goyazes (http://terragoyazes.zip.net) publicou um post que vem a calhar sobre esse assunto. O título é: Réquiem para Higienópolis City! Absolutamente pertinente com o que você aborda nesse post!

  • Ester Alves

    Olá Eduardo.
    No meu entendimento, este texto pode ser enquadrado na aquela frase: “É a economia, estúpido”. neste caso “É a política, estúpido” A natureza humana e o poder percorrem caminhos que são complexos para entender e digerir. O bom senso determina o que é melhor e o que é pior.

  • O linguista norte-americano Noam Chomsky nos aponta que a mídia leva as massas a tal estado de catarse porque ela(midia) conhece muito bem seu gado e, pensando em termos de Brasil, é claro que o PIG acumumou um grande conhecimento sobre nós leitores, telespectadores, etc.
    Do texto abaixo, destaco esse item, que tem a ver com este texto do Edu
    Este item diz exatamente da importância de se conhecer a vitima para lhe provocar catarses:

    “(….) CONHECER MELHOR OS INDIVÍDUOS DO QUE ELES MESMOS SE CONHECEM.

    No transcorrer dos últimos 50 anos, os avanços acelerados da ciência têm gerado crescente brecha entre os conhecimentos do público e aquelas possuídas e utilizadas pelas elites dominantes. Graças à biologia, à neurobiologia e à psicologia aplicada, o “sistema” tem desfrutado de um conhecimento avançado do ser humano, tanto de forma física como psicologicamente. O sistema tem conseguido conhecer melhor o indivíduo comum do que ele mesmo conhece a si mesmo. Isto significa que, na maioria dos casos, o sistema exerce um controle maior e um grande poder sobre os indivíduos do que os indivíduos a si mesmos.(….)”

    Noam Chomsky e a manipulação das massas através da mídia

    O filósofo, lingüista e ativista político, Noam Chomsky, grande expoente da intelectualidade de esquerda nos EUA, elaborou um lista de 10 estratégias de manipulação da mídia. Nela Chomsky apresenta dez princípios pelos quais aqueles que utilizam a mídia se pautam para manipular as massas. O artigo a seguir tem sido exposto em diversos sites e blogs, principalmente de cunho esquerdista, no entanto, sua máxima é universal a ponto de ser algo necessário a todos que possuam um senso crítico.

    1- A ESTRATÉGIA DA DISTRAÇÃO.

    O elemento primordial do controle social é a estratégia da distração que consiste em desviar a atenção do público dos problemas importantes e das mudanças decididas pelas elites políticas e econômicas, mediante a técnica do dilúvio ou inundações de contínuas distrações e de informações insignificantes. A estratégia da distração é igualmente indispensável para impedir ao público de interessar-se pelos conhecimentos essenciais, na área da ciência, da economia, da psicologia, da neurobiologia e da cibernética. “Manter a atenção do público distraída, longe dos verdadeiros problemas sociais, cativada por temas sem importância real. Manter o público ocupado, ocupado, ocupado, sem nenhum tempo para pensar; de volta à granja como os outros animais (citação do texto ‘Armas silenciosas para guerras tranqüilas’)”.

    2- CRIAR PROBLEMAS, DEPOIS OFERECER SOLUÇÕES.

    Este método também é chamado “problema-reação-solução”. Cria-se um problema, uma “situação” prevista para causar certa reação no público, a fim de que este seja o mandante das medidas que se deseja fazer aceitar. Por exemplo: deixar que se desenvolva ou se intensifique a violência urbana, ou organizar atentados sangrentos, a fim de que o público seja o mandante de leis de segurança e políticas em prejuízo da liberdade. Ou também: criar uma crise econômica para fazer aceitar como um mal necessário o retrocesso dos direitos sociais e o desmantelamento dos serviços públicos.

    3- A ESTRATÉGIA DA GRADAÇÃO.

    Para fazer com que se aceite uma medida inaceitável, basta aplicá-la gradativamente, a conta-gotas, por anos consecutivos. É dessa maneira que condições socioeconômicas radicalmente novas (neoliberalismo) foram impostas durante as décadas de 1980 e 1990: Estado mínimo, privatizações, precariedade, flexibilidade, desemprego em massa, salários que já não asseguram ingressos decentes, tantas mudanças que haveriam provocado uma revolução se tivessem sido aplicadas de uma só vez.

    4- A ESTRATÉGIA DO DEFERIDO.

    Outra maneira de se fazer aceitar uma decisão impopular é a de apresentá-la como sendo “dolorosa e necessária”, obtendo a aceitação pública, no momento, para uma aplicação futura. É mais fácil aceitar um sacrifício futuro do que um sacrifício imediato. Primeiro, porque o esforço não é empregado imediatamente. Em seguida, porque o público, a massa, tem sempre a tendência a esperar ingenuamente que “tudo irá melhorar amanhã” e que o sacrifício exigido poderá ser evitado. Isto dá mais tempo ao público para acostumar-se com a idéia de mudança e de aceitá-la com resignação quando chegue o momento.

    5- DIRIGIR-SE AO PÚBLICO COMO CRIANÇAS DE BAIXA IDADE.

    A maioria da publicidade dirigida ao grande público utiliza discurso, argumentos, personagens e entonação particularmente infantis, muitas vezes próximos à debilidade, como se o espectador fosse um menino de baixa idade ou um deficiente mental. Quanto mais se intente buscar enganar ao espectador, mais se tende a adotar um tom infantilizante. Por quê? “Se você se dirige a uma pessoa como se ela tivesse a idade de 12 anos ou menos, então, em razão da sugestão, ela tenderá, com certa probabilidade, a uma resposta ou reação também desprovida de um sentido crítico como a de uma pessoa de 12 anos ou menos de idade (ver “Armas silenciosas para guerras tranqüilas”)”.

    6- UTILIZAR O ASPECTO EMOCIONAL MUITO MAIS DO QUE A REFLEXÃO.

    Fazer uso do aspecto emocional é uma técnica clássica para causar um curto circuito na análise racional, e por fim ao sentido critico dos indivíduos. Além do mais, a utilização do registro emocional permite abrir a porta de acesso ao inconsciente para implantar ou enxertar idéias, desejos, medos e temores, compulsões, ou induzir comportamentos…

    7- MANTER O PÚBLICO NA IGNORÂNCIA E NA MEDIOCRIDADE.

    Fazer com que o público seja incapaz de compreender as tecnologias e os métodos utilizados para seu controle e sua escravidão. “A qualidade da educação dada às classes sociais inferiores deve ser a mais pobre e medíocre possível, de forma que a distância da ignorância que paira entre as classes inferiores às classes sociais superiores seja e permaneça impossível para o alcance das classes inferiores (ver ‘Armas silenciosas para guerras tranqüilas’)”.

    8- ESTIMULAR O PÚBLICO A SER COMPLACENTE NA MEDIOCRIDADE.

    Promover ao público a achar que é moda o fato de ser estúpido, vulgar e inculto…

    9- REFORÇAR A REVOLTA PELA AUTOCULPABILIDADE.

    Fazer o indivíduo acreditar que é somente ele o culpado pela sua própria desgraça, por causa da insuficiência de sua inteligência, de suas capacidades, ou de seus esforços. Assim, ao invés de rebelar-se contra o sistema econômico, o individuo se auto-desvalida e culpa-se, o que gera um estado depressivo do qual um dos seus efeitos é a inibição da sua ação. E, sem ação, não há revolução!

    10- CONHECER MELHOR OS INDIVÍDUOS DO QUE ELES MESMOS SE CONHECEM.

    No transcorrer dos últimos 50 anos, os avanços acelerados da ciência têm gerado crescente brecha entre os conhecimentos do público e aquelas possuídas e utilizadas pelas elites dominantes. Graças à biologia, à neurobiologia e à psicologia aplicada, o “sistema” tem desfrutado de um conhecimento avançado do ser humano, tanto de forma física como psicologicamente. O sistema tem conseguido conhecer melhor o indivíduo comum do que ele mesmo conhece a si mesmo. Isto significa que, na maioria dos casos, o sistema exerce um controle maior e um grande poder sobre os indivíduos do que os indivíduos a si mesmos.

    http://filosofiaculturaecritica.blogspot.com/2011/03/noam-chomsky-e-manipulacao-das-massas.html

    • aliancaliberal

      Isso foi exatamente o que o PT fez durante 8 anos de governo e agora, outra autocritica pelo jeito.

      • Quem tem o monopólio da comunicação e portanto com capacidade para fazer catarse coletiva não é o PT e sim estas 6 familias que, em pool, tem o monopólio da fala e que, como estamos carecas de saber, nega o contraditório, bem como o direito à defesa das suas vítimas

  • Junior

    Continuo com o Edu, achando que Palocci não cai, para o bem ou para o mal deste governo.
    Lembrando o caso Sarney, parecia também certo sua queda, mas não caiu.
    E no congresso este governo está mais forte ainda que o anterior, sendo então mais fácil para este governo salvar Palocci, do que foi para o governo anterior salvar Sarney.

    • Mayrpedrao

      “Para bem ou para o mal do geverno.”

      E para o Brasil resta o que?

      Aquela frase em que diz: “O Brasil vai bem, o brasileiro é que vai mal.”

      Meu romantismo em relação aos políticos acaba quando eu confirmo meu último voto e escuta aquela campainha tão peculiar, depois disso volto a racionalidade e espero transparência dos políticos independente das bandeiras que representam.
      Então, bem ou mal para o governo, Palocci tem que ficar é um pouco partidário demais ou não?

  • jairo batista dos santos

    Edu
    O PIG nunca divulgou os dados sobre o sigilo quebrado da filha de Jose Serra, mas fez seu cavalo de batalha o simples fato da quebra do sigilo, acusando a candidatura Dilma de ter cometido crime. Agora, no caso Palocci, o crime da quebra ilegal do sigilo do Palocci, seguer é mencionado e tentan criminalizar, o que não é crime (pode ser imoral), mas crime não o é. O objetivo da Imprensa Golpista, não é o Palocci, mas tentar invibializar o governo Dilma. Disso não tenho a menor dúvida.

    • eduardo

      Pouco e bom para o governo! Porque nao moveram processo? Fizeram nada? Que apanhem dia e noite sem parar esses acometidos da sindrome de estocolmo.

  • Ronaldo Cananéia

    Quem é mais culpado pela sangria do Palocci na mídia?

    A catarse da militância ou a inépcia do partido da presidente?

    Acorda PT! Acorda Dilma!

    Já que não conseguem, ou não querem, a Ley de Medios, pelo menos criem uma alternativa à mídia hegemônica, hipócrita e canalha como a oposição à qual servem.

    • eduardo

      TV BRASIL!

    • aliancaliberal

      O Ronaldo ta culpando a midia por Palocci ter ganhado 20 milhões em 4 anos, tem que fazer uma manobra intelectual muito forte pra dar fé nesnte argumento.

      Vou traduzir a sua intenção:

      “Pelo amor de Deus vamo calar a imprensa ela esta entregando nosso jogo sujo para a nação.”

  • Paulo P

    E a Dora Kramer virou humorista.

    Comparando Collor com Dilma.

    O QUE NÃO FAZ O DESESPERO….

  • Fernando

    Votei no Lula em 1994/98 em 2002/06.. que inveja dos que votaram em 1989!!! votei da Dilma em 2010 e vou votar nela ou em qualquer outro ptista que concorrer a presidencia…pois cada vez que vou votar, me lembro dos crimes cometidos pela direita em 500 anos de história…quantos brasileiros pelo interior desse país não sofreram nas mãos dessa elite conservadora e concentradora de renda…quantos não perderam a vida nestes ultimos 500 anos pelo descaso dessa direita que tanto quer votar ao poder, para cometer as mesmas canalhices do passado. Não vamos longe estiveram no poder nos ultimos 50 anos..o que fizeram para esse país e seu povo???? nada!!!!!!!!

    Os crimes da direita são muito graves, foram 500 anos de holoucasto brasileiro…essa gente deveria ser julgada pelo tribunal penal internacional….todo os seus descendentes….não a perdão para o que fizeram com esse país e seu povo!!!

    pq os ataques ao Palocci ou ao ministro da educação, será que um dos 2 será candidato a presidencia em 2014???

    Não importa o que a mídia diga, sempre estarei do lado da esquerda e de seu governo…aconteça o que acontecer…

    Por isso peço aos militantes de esquerda que não façam o trabalho do PIG, esqueçam Palocci…e concentrem suas energias em destruir o pig e a oposição….não quero mais 500 anos de escravidão e vocês querem????

    • eduardo

      O que cidadãos estão fazendo apontando erros, reclamando do governo que elegeram é justamente lutar para que esse governo jamais se transforme em DIREITA!

  • jose marcos

    Eduardo, mudando de asunto, gostaria que voce comentasse sobre a coisa mais cretina, abjeta e canalha que a midia, que sempre se supera, produziu que é a capa da revista época e a respectiva reportagem. Será que não cabe alguma manifestação do MST???? Espero que com isto os iludidos do governo caiam na real e se convenção de uma vez por todas que com o PIG não tem conversa. Com todo o respeito a Helena Chagas, a qual considero uma excelente profissional, mais para tratar com canalhas precisamos do Franklin Martins, não adianta a Dilma ir conversar com o papagaio da Ana Maria.

  • Milton Roberto freitas

    As noivas de Maio este deveria ser o título ao falar dos que querem a cabeça do Palocci.
    perguntaria a estes que pais é este onde eles sonham viver .
    Vivemos em pais entregue onde o estado que vangloria de ter a melhores estradas entregou todas e não tem mais nenhuma .
    assim se da em todos os setores ,mas os esquerdista do grito querem pressa ,querem o radicalismo ,querem cabeças rolando.
    Bem perguntaria a estes quem negocia com todos os setores ,afinal o governo e para todos pois que me lembro o PT foi eleito e não tomou o poder ,governo trabalha com leis deste pais e temos como implica o regime democrático os 3 poderes .
    Bastaria os donos da soja parar para sabermos para onde iria este pais ,cana ou telecomunicações.
    Palocci sabe disto e mercado também sabe .
    Agora o que levaria um homem com a experiência e conhecimento de Palocci largar o mercado onde ganharia milhões para ser ministro e ganhar mereca com direito de ser e ver toda sua familia investigada ,ser jogado aos lobos principalmente da esquerda .
    É direito e dever de um jornalista questionar e eu também gostaria que Palocci não atendesse ao mercado mesmo tendo seu trabalho declarado e com imposto pago .
    Mas vemos jornalistas com blogue progressistas postar hipóteses devaneios colhidos no PIG e tendo PIG como fonte .
    veja isto.
    http://www.conversaafiada.com.br/politica/2011/05/30/temer-se-curva-a-dilma-palocci-ja-pode-ir-para-a-rua/

    http://www.conversaafiada.com.br/politica/2011/05/30/temer-se-curva-a-dilma-palocci-ja-pode-ir-para-a-rua/

    http://www.conversaafiada.com.br/politica/2011/05/25/sujou-psdb-suspeita-de-relacao-da-wtorre-com-palocci/
    http://www.conversaafiada.com.br/politica/2011/05/30/nunca-dantes-foi-tratar-do-pmdb-o-partido-da-%E2%80%9Cm%E2%80%9D-e-nao-do-palocci/

    como ve ele muda ao bel prazer ,não posta resposta da receita sobre a Wtorre e ja pediu a cabeça de todos do Governo .
    Acho que PHA tem medo que a Dilma morra antes dele pedir a cabeça dela .
    Agora comparando PHA a Palocci .
    Palocci o errado largou milhões ,para trabalhar no ministério e ganhar a mereca com direito a rancores e investigação de todos e também de seus familiares .mesmo provando seus ganhos declarado imposto esta errado pois em mundo de grana de bilionários ele cometeu o crime de virar milionário e aceitar que para se ter um governo melhor ele acalmaria o mercado para Dilma a burocrática radical governar isto é o que falava o PIG quanto a Dilma .
    PHA o Heroi
    Fala do PIG e trabalha para Record que não tem nada a ver com a grana da Igreja Universal do Reino de Deus .
    Quando interessa usa i PIG como fonte .
    sofre 17 processos ,mas nunca processou os que jura ter provas ,como Palocci .
    Fala do PIG aparece onde é bom aparecer , mantem um blogue com muitos patrocinadores todos legais e declarados e estes naturalmente não tem nenhum interesse .
    lógico que com um governo com tantos defeitos aceitar patrocínio de um órgão governamental não tem nada ver .
    Não emite opinião ,afinal tudo foi mandado por Imail ou foi o Oráculo ou o Kid borburinho .
    Afinal falar dar opinião sobre o Kit gay ou juros bancários poderia custar o emprego .
    Como podem ver nada como uma lingua afiada onde niguem passaria em branco .
    Agora como faz PHA vamos a votação .
    Quem vai votar herói PHA .
    E quem vai votar no vilão Palocci .

    • José Antero Silvério

      Eu sou um “nerd” que vive coipiando pensamentos de passoas que como você encherga mais longe. Você tem toda razão. O André Lux, do blog Tudo Em Cima, há algum tempo atrás, já vinha criticando esse tipo de blogueiro: gasta seu dinheiro diário com o jornal do PIG, assiste aos prodramas do dito PIG e depois se basea em tudo o que o tal PIG diz para expor as suas falácias. É por isso que gosto, e muito, do Eduardo; um empresário que sabe os camnhos dos novos tempos.

  • Roberto Pereira

    Bem, não vi o debate – ou palestra, só peguei o finzinho, mas mesmo assim deu para perceber que vc ficou sozinho na sua posição e que nem o Rovai e nem o Leandro Fortes se negaram a enxergar o óbvio: Palocci é, foi e será um erro SEMPRE.

    Num governo que se quer minimamente DIFERENTE do que foi os de 500 anos antes Lula, Palocci NÃO TEM LUGAR.

    Não se trata de moralismo.

    Sarney estava no congresso – todos sabemos o que é o congresso desse nosso país, acabamos de ver por duas vezes na semana passada, portanto a perseguição a Sarney era sim – sem sombra de dúvida – tentativa de prejudicar Lula e mais do que isso, o apoio do PMDB ao PT nas eleições seguintes.

    Palocci é outra história. Palocci está no centro do governo federal.

    Contaminando a seriedade e a credibilidade do governo Dilma. A tornando refém de chantagistas declarados.

    O único paradoxo desse caso Palocci é entender por que a Veja esconde o escândalo e nenhum dos seus comentaristas trata do assunto:

    O esgoto-chefe – fala de Jeam Wyllys
    Lauro Jardim – trata de inundações não sei onde
    Augusto Nunes – requenta o assunto Honduras e Zelaya.

    Se a Veja protege o homi o negócio É MUITO PIOR DO QUE EU IMAGINAVA.

    • eduardo

      E nós é que somos os traíras do pt e do governo, vai vendo.

      • José Antero Silvério

        Eduardo,
        Esse pessoal está simplesmente se esquecendo do seguinte: Quem seria a pessoa certa para o cargo? Teria o PT ou o PMDB alguém com a capacidade de lidar com a oposição mais hábil do que Palocci? Estou falando da oposição com a inclusão da grande imprensa, é claro. Além disso, as pessoas se esquecem de que a Presidenta conhece muito bem o Palocci com quem divergiu por muito tempo no governo passado. A minha, quer dizer, a nossa presidenta, sabe muito bem com quem está lidando. É preferível ele, um já conhecido, que alguém que Ela não conhece. Palocci para a presidenta é alguém, na pior das hipótesis, previsível.

  • Fernando Grassi

    Eduardo, há uma diferença gigantesca entre os dois casos quanto às suas consequências.
    A queda de Sarney implicaria em dar a Presidência do Senado à oposição em momento decisivo da sucessão do Lula, enquanto que a saída de Palocci seria seguida de substituição por alguém afinado com o governo, de preferência que não fosse contrário à política econômica levada a efeito pela Fazenda, como faz o atual Min. Chefe da Casa Civil.

    • eduguim

      Então a questão não é “ética”… Você sugere que se deve agir de formas diferentes de acordo com o potencial de causar danos ao governo.

      • Fernando Grassi

        Não, este aspecto deve ser levado em conta mas não só.
        Palocci deveria, a ele pode, desfazer a suspeita de advocacia administrativa e de uso de informação privilegiada, sob pena de transferir para todo o governo esta pecha. Se fosse verdadeiramente companheiro pediria o chapéu para se defendr das acusações.

      • Fernando Grassi

        Não tente atribuir a mim idéias e opiniões que não são minhas. Apenas toquei no aspecto que abordaste, de que os casos são similares.
        O Palocci precisa afastar de forma cabal a suspeita de prática de advocacia administrativa e uso de informação privilegiada, sob pena de transferir para todo o governo esta pecha. Isso não tem nada a ver com se dobrar ao PIG, mas evitar que um problema individual seja coletivizado sem que este coletivo tivesse qualquer participação no evento.
        Se fosse verdadeiramente companheiro pediria o chapéu para ficar a vontade de manejar a sua defesa.

        • emanuel rego lima

          Fernando, desculpe a intromissão, mas não resisto à sua afirmação de que a situação do Palocci é um “problema individual” e que se não for esclarecida pode se tornar coletivo, de todo governo.

          O Amigo acredita mesmo nisso?

          O problema do PC Farias também era “individualizado”? Do Ricardo Sergio…? E do Paulo Preto?
          Do Dantas, o famigerado DD?

          O Problema do Delubio ( o nosso Delubio….) era “SÓ DELE”?

          Do Valerio ( Sim, o Marcos Valerio que profissionalmente serviu a todos que lhe procuraram… Do PSDB ao PT) era algo pessoal do carequinha de Minas?

          Vc acredita mesmo em desvios individualizados nestes casos?

          Quisera eu… amigo ter sua crença… Seria tão fácil. Tão simples….

          Lula disse muitas coisas certas no periodo de seu Governo. Disse muitas bobagens também, cá pra nós….

          Mas teve a coragem ( ou o cinismo, sei lá….) de dizer uma que todos sabemos e todos fingimos não saber:
          “Todos fazem”.
          É isso, amigo: Todos fazem!
          E o Palocci também fez.
          Simples assim!
          Complicado assim.
          Triste assim….

          • Fernando Grassi

            Caro Emanuel, o enriquecimento foi individual, de alguém que havia sido Ministro da Fazenda e tinha informações privilegiadas. Não posso presumir que este acúmulo individual de riqueza tenha a participação de mais alguém do governo, a não ser que evidências apareçam.

          • emanuel rego lima

            Fernando,

            Ah… Agora entendi…

            Quer dizer que vc acredita nessa história de consultorias, confidencialidades, expertises, essas coisas….?

            Sei… Nesta hipotese, pior para o Ministro, melhor para o Governo.

            É… pode ser….

            Mas fico no tradicional. No trivial….

            “recursos não contabilizados”; ( Delubio)
            “sobras de campanhas” (PC Farias)

            Falando nele – tadinho – me lembrei de um de seus depoimentos quando afirmou que entre o 1° e o 2° turno das eleições de 1989 os empresários “faziam fila” para ofertar dinheiro.

            Pois é… amigo, tudo muda pra tudo continuar como está!

            Afinal, a fala de Lula no belo jardim parisiense não sai de meus ouvidos ( estarei ficando louco????):
            ” todos fazem…” ; “Todos fazem…” ; “todos fazem…”

            Sei, sei… Imagino que muitos – talvez para não enlouquecer também – imaginem ter ouvido: “todos os outros fazem”.
            Ah… bom!!!
            Só os outros fazem….Que alivio….

          • Fernando Grassi

            Emanuel,
            Objetivamente e sem ironia acredito que a clientela não pagou pelos serviços do Palocci pela cor dos seus olhos nem pela sua genialidade nas finanças, mas sim pelo fato de ser detentor de informações privilegiadas, inclusive da concorrência.
            Não sou moralista, pois esta implica boa dose de hipocrisia, mas não abro mão da moralidade como princípio que está inscrito na cabeça do art. 38 da Constituição Federal.
            Neste sentido, a legislação infraconstitucional pode dar abrigo ao fato de alguém deter informações privilegiadas adquiridas em virtude do exercício de função pública e usá-las em negócios privados para auferir lucros, mas esta prática será inconstitucional pelo princípio da moralidade acima referido. Os princípios constitucionais são efetivos e não meras alegorias.
            Por fim, e acho que não entendeste bem, condeno sob o ponto de vista do princípio da moralidade e, também, do princípio de que somos uma república, o auferimento de lucro do Palocci em virtude do cargo que ocupou. Se você tem informação, e não mera suposição, de que não foi uma ação individual de quem detinha informações em virtude de ter sido Ministro da Fazenda, eu mudo meu pensamento de considerar como ato de uma pessoa só.

  • Caro Eduardo, somente quem quer atingir o PAlloci de alguma forma é que está dando corda para mais essa onda de calúnias.

    A população em geral, aqueles que não tem motivos nem para proteger, nem para atacar o Palloci, não está nem aí para esse caso. Aqueles que se informam dos fatos concordam plenamente que não existe o menor indício de corrupção, ilegalidade e imoralidade. Somente pouquíssimos incautos soltam uns impropérios e mesmo assim quando instados. Mesmo esses concordam que o carnaval que está sendo feito na imprensa não tem sentido.

    Vou colocar mais alguns pontos que não foram abordados aqui.

    A imprensa registrou um aumento de patrimônio do Palloci de vinte e tantas vezes, insistindo no aumento de 500 mil para vinte milhões em seu patrimônio.

    A mesma imprensa havia acusado (condenado é o termo correto, pois foi mais que acusação, eles se arrogaram de juízes e juri) o Palloci de corrupção na prefeitura de Ribeirão Preto e no ministério da Fazenda.

    Ora, me explique por favor como é que depois dessa “grossa corrupção” (nas palavras dos difamadores da imprensa) ele tinha um patrimônio pessoal de somente 500 mil…

    Quando qpresentei meu argumento a detratores do Palloci já me vieram com a mesma cantilena “Ora meu amigo, você vai querer que alguém declare o ganho com corrupção? Isso é um absurdo!!!”..

    É??!!!… Mas se for assim os 20 milhões que ele faturou na sua empresa, completamente ragularizada, que foram corretamente declarados e com todos os impostos pagos não podem ser fruto de corrupção.

    Ou ele resolveu declarar os rendimentos com corrupção de uma hora para outra???!!!

    E caramba, os rendimentos declarados do Palloci estão completamente dentro do normal para altos funcionários da Fazenda que deixam o cargo e partem para a iniciativa privada. Não tem nada de estranho. Só a indenização trabalhista do Agneli na Vale foi de 15 milhões. Veja bem INDENIZAÇÂO TRABALHISTA. Pessoas como eu e você, que não trafegam nessa esfera de negócios acham um absurdo que o Palloci fature 20 milhões entre honorários e comissões, mas é um valor compatível com os ganhos de qualquer pessoa que esteja na posição de conhecer o mercado como ele e ter os relacionamentos que ele tem.

    Ainda não ví nenhuma (enfatizo NENHUMA) argumentação que explique o que leva a essa onda de ataques ao Palloci, que por essas e outras não sensibiliza a população, que vê nisso politicagem da mais grosseira.

    Quem tiver argumentos que contradigam o meu por favor coloque, mas sem interjeições nem frases pronttas medíocres. Quem realmente tem argumentos os apresenta e não fica trollando por aí dizendo que os tem.

    • Mayrpedrao

      EH Ruy! Não tem como refutar nenhum dos seus argumentos.
      Salve todos os políticos que foram acusados injustamente, inocentes em seus atos perante a justiça.
      Que bom é a justiça que rege a vida dos brasileiros. Alguns na vida pública agem como na privada.
      O que seria de nós sem a internet, iriamos ter informações apenas dos meios de comunicação extremamente tendenciosos.
      Só uma dúvida, algumas das CPISs não foram instauradas, tanto neste governo (PT) como nos antecessores, através de denúncias de jornais e similares?

      Obrigado, quando você não denuncia trolagem acaba sendo muito esclarecedor.

    • Roberto Pereira

      “Aqueles que se informam dos fatos concordam plenamente que não existe o menor indício de corrupção, ilegalidade e imoralidade”

      Amigo, que coragem a sua botar a mão no fogo por Antonio Palocci desse jeito, nem a DIlma chegou perto disso.

      Sério que vc não acha nada demais alguém embolsar 10 milhões a dois meses de assumir o principal cargo no governo (fora a Presidente).

      É lógico que a mídia compara patrimônio declarado – queria que ela estimasse patrimônio de corrupção?

      Ele era deputado federal, nada estranho um Deputado Federal ganhar tanto dinheiro em “consultoria”?

      Os outros não tinham cargo público. Até onde eu sei saíram do governo, fizeram “bom uso” das informações privilegiados de que dispunham junto aos amigos do mercado, mas nunca mais voltaram ao poder público.

      Palocci admite que fez uso de informações privilegiadas, ganhou dez milhões em “consultorias” e dois meses depois volta no principal posto ministerial do governo e vc escreve com essa certeza todo que não existe O MENOR indício de corrupção, ilegalidade e IMORALIDADE” ?

      Fosse Pedro Malam no governo Serra, vc diria a mesma coisa?

      DU VI DE Ó DO!

      • Mayrpedrao

        Seu Roberto Pereira, ainda não entendi essa ralação de poupar o Palocci só porque outros usaram do mesmo método para enriquecer. Pra mim ele não deixa de ser um político só por ser de determinado partido e acredito que todo político deve explicações ao povo, ou não? Quando faz parte do governo que escolhi, votando, minha expectativa em relação aos esclarecimentos são maiores. Assim como espero mais da minha filha do que do filho do vizinho.

        Abraço

      • ALON

        É Roberto Pereira, é isso mesmo. ´

        Eu não entendo, o Brasil é conhecido por ser um país corrupto ai quando um deputado e ministro ganha R$10 milhões em poucos dias, dizem que ele ganhou tudo dentro da lei. Não podemos esquecer que ele é um sanitarista.
        Como o Edu e seus seguidores podem cobrar transparência e moralidade se apoiam o Palocci.
        Eles não tem mais moral para cobrar nada.
        Saber o que Palocci aprontou é questão de tempo.
        Abraço Roberto

        • eduguim

          Se continuar falando sobre mim com outros leitores, passo a faca nos seus comentários

        • Roberto Pereira

          Olha eu falo por mim, essa é a minha opinião sem interferência do PIG e sem deixar de reconhecer que o PIG divulga coisas contra o PT na mesma proporção que encobre coisas do PSDB.

          E tenho certeza que o Edu Guimarães defende o ponto de vista dele de forma consciente, limpa e honesta,

          O legal do blog é isso. Que todos possam dar sua opinião sem que sejam considerados papagaios do PIG, ou chapa-branca, porque aí o debate não avança e vira bate-boca.

          O dia que duvidar da seriedade e das boas intenções do dono do blog eu paro de comentar aqui da mesma forma que nunca sequer imaginei comentar no blog do esgoto, p. ex.

          Então lamento que vc pegue um comentário meu para virá-lo contra o Eduardo.
          Espero pelo menos que vc seja do PSOL.

          Por que seria triste ser elogiado por alguém da turma do AliançaLiberal. kkkkkkkk

  • O homem é fogo na caixa de marimbondos!
    Depois de estabelecer um latifundio hertziano com 9 emissoras no maranhão, uma transmissão de poder via genética para a roseana, aproveita brecha da lei eleitoral e ganha uma capitania hereditaria no Amapá. A seguir um cargo de mando no Senado.
    E no dia em que elegermos o 666 ou o proprio Belzebú para o Alvorada, em 30 minutos Sarney adere.

  • Marcelo de Matos

    Já que você citou Freud eu gostaria que alguém explicasse a ojeriza do PSOL pela riqueza. A mídia (e até blogs sujos e limpinhos) sempre consegue, por meios sub-reptícios, descobrir que tal ou qual político do governo, ou de sua base parlamentar, enriqueceu. Aí fica fácil montar uma campanha difamatória. Você citou Sarney, mas, aconteceu o mesmo com o Renan Calheiros, que teve de deixar a presidência do Senado, e com tantos outros que sofreram o mesmo tipo de chantagem. Os barões da mídia, tal como os barões do café e do leite, no período colonial e neo-republicano, não admitem que o pessoal do andar de baixo possa desfrutar das mesmas regalias que eles. Para entrar nesse clube fechado é preciso pedigree. A mentalidade política não mudou muito no país, nem acabou a política do café com leite, em que havia revezamento de paulistas e mineiros na Presidência. Os mesmos grupos econômicos estão por aí: agora Serra terá de tirar o time de campo porque é a vez de Minas. A mídia saberá como se comportar e ninguém falará em bafômetro ou tapa em loira no camarote do sambódromo. Tudo pela manutenção de nossa oligarquia política. Até aí tudo é lógico e compreensível. Mas, e o PSOL, por que se insurge contra o enriquecimento dos políticos? Por que é sempre esse partido que encabeça as campanhas moralistas no Congresso? As religiões, em geral, aceitam a riqueza, embora alguns textos bíblicos pareçam condená-la. O PSOL não a aceita. Dirão que não aceitam é o enriquecimento ilícito. Céus: o enriquecimento só é ilícito quando a ilicitude é judicialmente comprovada. Não dá para entender esse açodamento em prejulgar os políticos. Com tantos órgãos estatais voltados para a investigação e o julgamento de atos de improbidade, por que criarmos um tribunal de exceção?

    • Araquem

      Marcelo,
      Riqueza não surge do nada, como geração espontânea. Toda riqueza é apropriação por alguém do resultado do trabalho de outros. É impossível acumular capital sem alguém ser explorado.
      Isso não é nenhuma novidade, já foi demonstrado a mais de 150 anos. Chama-se mais-valia.
      Não tenho procuração para defender o PSOL, mas como eles acredito que todo enriquecimento é imoral.

      • Miguel Oliveira

        Como é que o PSOL paga suas campanhas políticas? Heloisa Helena, grande procer do PSOL, depois de mais de 10 anos como parlamentar, com os altos ganhos que todos conhecem, declarou que seu patrimônio era de R$ 85.000,00, isto mesmo, oitenta e cinco mil reais, quando disputou a presidência. Quem acredita nisto? E sua campanha ? Quem pagou por ela? Quem pagava suas viagens por todo o país? O PSOL? Com o dinheiro de quem? DO POVOOOOO!!!!!. O moralismo purista do PSOL, além de utópico, é tremendamente hipócrita.
        Agora, o assunto do blog: o governo tem que defender Palloci, sob pena de se tornar refém do PIG, porque este não se cansa de criar factóides, notícias e documentos falsos, até mesmo contra Dilma, e vai continuar nesta linha. Se o governo troca ministro a cada acusação dessa gente, não governa, e estabelece-se a anarquia no país, que voltaria a ser a colônia que foi no tempo de FHC, para infelicidade do povo BRASILEIRO..

    • Roberto Pereira

      A coisa vai indo de mal e pior, começaram igualando o governo do PT ao que de pior houve no governo do PSDB -“já que eles fizeram ele também pode”, hoje apelaram pro Sarney e agora vc apela até pro Renan Calheiros.

      Tá feia a coisa.

      Daqui a pouco alguém lembra das “injustas” acusações que acompanham Paulo Maluf desde que eu me conheço por gente.

  • Milton Roberto freitas

    A questão aqui não se trata de poder ou não poder .
    A questão é o jogo do PIG o jogo da direita .
    Ninguém quer membros do governo trabalhando para o mercado .
    achamos que ao escolher o mercado que o PT ou qualquer outro não aceite mais este político.
    Porem estamos falando de forma .
    Por anos criticamos o proceder do PIG ,mas agora aceitamos que blogues venha ter o mesmo proceder .
    O PT mantem varios canais de comunicação ,sem dar borrachada .
    Assim como um grupo que se propõe a mudar bastaria estar se reunindo formando uma comissão e cobrando direto da fonte .
    política é participava é feita com cobranças e nunca entrando no oba oba .
    Postar que é contra o Palocci exigir postura é obrigação ,mas postar especulações ,misturar Palocci com legitimidade da eleição de Dilma.
    Afinal com tantos encontros dos blogueiros ,instituto Barão de Itareré e trabalho em prol da ética e da liberdade .
    Onde esta o questionamento feito ao Presidente do PT,para o presidente de honra, e para o proprio Palocci ,isto por escrito e carimbado .eles podem até deixar o Palocci por um tempo ,mas garanto que não colocara outro igual em seu lugar .
    Democracia depende de partidos ,partidos depende de políticos e política se faz fazendo política e eu não falei em politicagem .
    Agora as noivas de maio querem dar força a quem ?
    Vai ficar vendo de longe e falar que não se mistura se tudo na vida vem ou é política.
    ou vai na fonte cobra ou fica no oba oba .
    Agora Oba Oba sem um objetivo concreto pode deixar que o PIG faz .

  • Maria Rita leal

    Agora a novidade é a briga interna entre governo e PMDB. Palocci teria sido ríspido com o vice presidente Temer, Dilma teria sido derrotada na votação do código florestal e por conta do atrito seu governo teria de ceder ao PMDB. Ah, segundo o Valor o governo Dilma teria acabado (não sei se estou exagerando a minha interpretação). Lula também foi citado pois teria sido chamado para falar com senadores e não, exclusivamente para defender o Palocci. O título da matéria – que é uma entrevista com um cidadão não muito conhecido, é O desvio do governo Dilma. Se Palocci não foi bem aceito desde o princípio por quem votou na Dilma, eu me incluo entre seus eleitores, Temer desceu goela abaixo sem água também. Confio desconfiando sempre e muito nesse senhor. Mas, a teoria na prática é outra, infelizmente, isso inclui a ética e a moral no seu sentido mais alto e ideal. Esta foi a composição política possível dentro desse jogo que nos foi apresentado. A oposição está em frangalhos em razão de um suicídio público e homeopático – se mata um pouco mais a cada dia. Então, como não vivemos numa ditadura, não podemos usar aquele velho refrão do “dividir para governar”. Mas, a essa oposiçãozinha, Mídia e partidos derrotados só restou uma nova modalidade desse refrão: “Dividir para impedir governar”. É como se dissesse ao amor traído, aqui representado pela república (e o povo brasileiro): Você não é minha, não será de ninguém”.

  • Genilson

    Por isso que desisti de tudo Eduardo. A direita, e seus jornalistas, pode ter suas contradições, mas a blogosfera é inadmissível. É triste ver essa galera, tão ciente do que tá havendo, se deixar levar pelo mesmo discurso da direita. Tô fora….

  • Milton Roberto freitas

    Brisola explica agora quem não entender pede que nos desenhamos .

    http://www.tijolaco.com/

  • Carlos Henrique

    A existência desse tipo de catarse é bastante perigosa. Dela também deriva o velho mantra da “decepção generalizada”, uma espécie de paralisia no entusiasmo, bastante burra, movida por uma visão ingênua de que só poderíamos apôiar um grupo político se dele fizessem parte soemente seres infalíveis(o que é o mesmo que optar pela omissão, uma vez que nunca existirá um grupo assim). E por que é bastante perigosa? Para começar essa explicação, devo ressalvar que não sou a favor da amoralidade. Ao contrário, ser de esquerda é principalmente uma opção moral e quando escolhemos um “lado” no espectro político o fazemos por ele satisfazer nossas aspirações morais. Contudo, essas certezas do mesmo modo que não devem ser o motivo para não procurarmos cada vez mais aprimorar nosso senso moral, e também o do grupo a que pertencemos, devem também nos levar a compreender que exatamente por precisarem de aprimoramento, qualquer ser ou agremiação humanos são falíveis, portanto sujeitos a erros, que devem ser corrigidos através da ação interna, no interior de cada um, e dentro das organizações. E nunca abandonados por aqueles que movem-se pelo ódio insano, pela dessperança tola ou pelo moralismo hipócrita. Isso não significa compactuar com o erro, mas procurá-lo, investigar se sua existência é real, e melhorá-lo naqueles agrupamentos em que acreditamos na correção essencial de suas propostas, projetos e ideias. Assim, para aquels que dentro das forças de esquerda enxergam que de fato há indícios de imoralidade nas ações de Pallocci(e falo sempre em “indícios”, já que todos são inocentes até que se prove o contrário)utilizar esse grau de equilíbrio e ponderação em sua análise vai ajudá-los a primeiramente COMPREENDER O VERDADEIRO MOTIVO DO “DENUNCISMO” SELETIVO DA MÍDIA(QUE IGNORA INDÍCIOS CRIMINOSOS BEM MAIORES QUE OS DE PALLOCCI; ENCONTRADOS EM EX-MEMBROS DA EQUIPE ECONÔMICA DE FHC; COMO TAMBÉM “ESQUECE-SE” DE DENUNCIAR OUTROS POSSÍVEIS ATOS ILEGAIS PRATICADOS NO AFÃ DE DENUNCIAR O MINISTRO, COMO A VIOLAÇÃO DO SIGILO FISCAL DA EMPRESA DE PALLOCCI. BASTA QUE RECORDEMOS A INDIGNAÇÃO MIDIÁTICA QUANDO DA INEXISTENTE VIOLAÇÃO DO SIGILO DO IMPOSTO DE RENDA DE TUCANOS, QUE JÁ ENCONTRAVA-SE PUBLICADO NA INTERNET, INDIGNAÇÃO QUE SERVIU TAMBÉM PARA ESCONDER OS INDÍCIOS CRIMINOSOS EXISTENTE NAS DECLARAÇÕES E QUE DESAPARECEU QUANDO PALLOCCI FOI A VÍTIMA DA VIOLAÇÃO). APÓS ENXERGAR QUE, A DESPEITO DE QUAISQUER OPINIÕES QUE SE TENHA SOBRE O MINISTRO, E SOBRE OS INDÍCIOS QUE PESAM CONTRA ELE, O ÚNICO OBJETIVO DO VELHO DENUNCISMO SELETIVO MIDIÁTICO É ATINGIR O GOVERNO DILMA, ESSAS PESSOAS PERCEBERÃO O QUANTO SUA CATARSE VEM SENDO UTILIZADA PELOS BARÕES DA COMUNICAÇÃO PARA, ENTRE AQUELES QUE APÓIAM AS FORÇAS POPULARES, PROVOCAR UMA CISÃO QUE PODERIA AJUDAR EM SEU INTUITO DE ATINGIR O GOVERNO ATRAVÉS DE PALLOCCI, PERCEPÇÃO QUE OS LEVARÁ, NÃO A DEIXAR DE DESCONFIAR DE PALLOCCI OU ATÉ MESMO DE DESEJAR SUA SAÍDA EM UM OUTRO MOMENTO, MAS A COMPREENDER A VERDADEIRA DIMENSÃO DO EPISÓDIO, OS INTERESSES QUE ESTÃO POR TRÁS DELE E QUE POSTURA TOMAR DIANTE DA HIPOCRISIA DO DENUNCISMO SELETIVO DA CLASSE DOMINANTE..

  • Fefeo
    • eduguim

      Por isso a carreira política dele vai tão bem

  • Vera Delerue

    O problema é que o alvo final é o LULA. A nojenta elite tem medo dele hoje e principalmente em 2014. Por isso é tao importante desmoralizar o Governo Dilma desde já. Para ver um País sem miseráveis vale engulir o Palocci. Os moralistas de plantão pagam menos para não ter recibo do médico, para ter desconto sem nota, para não dar nota ao cliente, etc, etc, etc.. Joguem a primeira pedra se puderem.

  • Valerio S

    Edu essa comparação Sarney X Palocci é tudo que a direita quer,eles são muito sabidos,não é à toa que eles estão no poder a 500 anos.Vejam o quê eles querem,e estão conseguindo. Quem escreveu isso a seguir foste tú:” Tudo muito parecido. Os petistas e simpatizantes “decepcionados” são o maior sintoma. A maioria, aliás, é composta por pessoas de boa fé, que, como as de má fé, já dizem as mesmas frases moralistas sobre Palocci que uma Eliane Cantanhêde, um Reinaldo Azevedo e companhia limitada.

    • Valerio S

      Correção: há 500 anos.

  • Não sou abrigado a fazer bonitinho, a opinar para agradar a boiada, até mesmo porque vivo por conta própria, sou independente.
    No caso Palocci apenas condeno a transformação da mídia em Tribunal de Condenação Sem Provas, só isso

  • Por que essa diferença?
    Ora, Sarney sabe muuuuuuuuuuiiiiiito! Estiveram juntos no esquema do colégio eleitoral, estão na gaveta do senhor do Maranhão e adjacências.
    Morrem de medo de Sarney imitar o Serra e sair municiando a imprensa amiga com fatos nunca dantes contados.

  • Marco

    Muito bom esse texto! Eu tbm estava lendo no site conversa fiada, sobre este assunto (a quem interessar: http://www.conversaafiada.com.br/politica/2011/06/01/oposicao-convoca-palocci-para-depor-a-vaca-foi-pro-brejo/ ) . Fico na dúvida se essa base aliada é realmente aliada. Será que criar vínculos com o PMDB foi a decisão mais correta?