Dilma teria usado a mídia para se livrar de ministros indesejáveis

Reportagem

Hesitei em divulgar esta história porque não tenho como comprovar a sua veracidade e porque tampouco posso violar o sigilo da fonte que ma confidenciou, pois resguardá-la foi condição para que a sua versão sobre a sucessiva queda de ministros em 2011 me fosse revelada.

Todavia, diante da recente entrevista da presidente da República à revista Veja, aquela história ganhou, a meu juízo, verossimilhança suficiente para que fosse apresentada ao público, ainda que não possa, de forma alguma, ser tomada ao pé da letra, pois, cabe dizer, este blogueiro julga que a sua fonte tem motivos para não gostar de Dilma.

De qualquer forma, como costuma acontecer com opiniões – e, frequentemente, com fatos inquestionáveis –, acreditará ou desacreditará quem quiser. Mas, se alguém quiser saber a minha opinião sobre o que relatarei a seguir, acho que há muita chance de tudo ser verdade.

Surge então, na mente do leitor, a pergunta crucial: que importância tem a tal fonte para fazer o blogueiro reproduzir a sua “acusação”? Resposta: não posso dizer. Se disser, isolarei um grupo entre o qual se poderá buscar a identidade de quem “acusa”. Mas posso garantir que a pessoa que disse o que será revelado conhece muito bem o assunto. Se falou a verdade, aí é outra história.

Tudo teria começado logo após a vitória de Dilma Rousseff sobre José Serra, ao fim de 2010. Naquele momento, a então presidente eleita estaria “mortificada” pelo baixo nível da campanha, mas, ao contrário do que possa parecer, não tinha raiva da mídia que trabalhou contra si durante todo o processo eleitoral em que se elegeu.

Dilma teria sido sempre contra a “picuinha” que, então, achava que Lula teria comprado com a mídia. Segundo ela teria dito, ele tinha vivido um inferno de oito anos – além dos 13 anos anteriores (desde 1989) de embates com a imprensa – simplesmente porque enfrentou Otavinho et caterva, quando poderia ter contemporizado com eles sem abrir mão das políticas públicas que desejava instituir no país.

Dilma teria dito, “textualmente”, que não haveria qualquer política pública adotada pelo governo Lula que fosse tão inaceitável para a elite que a mídia representa. A exceção seriam as cotas “raciais” nas universidades públicas e os planos de regulação da mídia, mas estas políticas – ou propostas de políticas – não seriam motivo para a guerra que se estabeleceu se Lula tivesse contornado o problema.

Bastaria que tivesse feito o que disse reiteradamente, durante a sua Presidência de oito anos, que jamais fez e que, aliás, é o que Dilma tem feito à farta, quase tanto quanto FHC durante o seu tempo na Presidência: “almoçar” com dono de jornal (ou de qualquer outro grande meio de comunicação).

Naquele momento, Dilma teria decidido promover uma distensão com a mídia por fazer um julgamento do qual não se pode discordar totalmente: instalar uma guerra política no país só por picuinha seria ilógico e até contraproducente do ponto de vista do interesse público.

Além da distensão política – e, aqui, entramos na questão central –, Dilma, agora nos primeiros meses de 2011, teria decidido se livrar de “problemas” que teria “herdado” do antecessor, dentre os quais sobressairiam ministros com potencial para gerar matéria-prima futura para ataques midiáticos e da oposição ao governo.

Apesar de ser absolutamente defensável a suposta visão desapaixonada de Dilma, pois uma guerra entre a mídia e o governo jamais será boa para o país por fazê-lo perder tempo com escandalizações do nada em vez de se dedicar ao desenvolvimento econômico e social, o método que teria sido engendrado pela presidente para se livrar da “herança” de Lula seria, no mínimo, desleal.

Eis o problema: Dilma, por terceiras pessoas, teria alimentado a mídia com informações passadas por debaixo do pano e ao fazer declarações públicas como a que fez sobre o ministério dos Transportes pouco antes do início da queda seqüencial de ministros. Seu objetivo seria o de levar os alvos à renúncia por uma pressão da mídia que acabou atingindo até as famílias deles.

Como evidência disso, foi-me perguntado se eu não teria notado como os ataques a ministros cessaram repentinamente, neste ano, e sobre como a própria Dilma foi poupada durante os ataques desfechados no ano passado, apesar de participar do governo federal desde 2003, o que faz dela co-autora do governo Lula e, portanto, responsável pelos ministros demitidos, que, inclusive, manteve no governo.

Além disso, a fonte me lembrou de que quando Dilma não quis a queda de um ministro, ela não ocorreu. Garantiu que a mídia abandonou a artilharia contra Fernando Pimentel não tão rápido que deixasse ver que não recebera carta branca de Dilma para atacar e não tão devagar que contrariasse a presidente.

Dilma teria feito tudo isso porque não teria querido dizer não a Lula ou desafiar a sua influência, até porque seria um suicídio político. Assim sendo, optou por esse suposto estratagema.

Você, leitor, não precisa acreditar. Aliás, acho que nem deve, pois quem me passou essa história não me ofereceu qualquer outro elemento de que o que disse seja verdade – e foi avisado de que isto seria dito, caso eu escrevesse este post. Assim mesmo, com a condição de não ter seu nome – ou indícios de seu nome – revelado, deixou-me à vontade para escrever.

Contudo, a reflexão é útil porque a entrevista que Dilma concedeu a uma publicação com o histórico da Veja mostra que, ao menos no que tange a uma suposta intenção dela de distender as relações de seu governo com a mídia, a minha fonte não mentiu. E, sendo honesto, não posso afirmar que essa intenção seja indefensável.

Além disso, julgo que Dilma não preside um governo “de esquerda”, como foi dito aqui no post  A ideologia do governo Dilma; preside um governo de conciliação ideológica entre centro-esquerda e centro-direita – e, para tanto, faz concessões a esta. Por conta disso – e de sua visão sobre distensão política –, sua entrevista à Veja era absolutamente previsível.

Deve-se ressaltar, ainda, o sangue-frio de Dilma e sua estratégia maquiavélica (e não vai, aí, qualquer conotação pejorativa, como sabe quem já leu Maquiavel).

Será que alguém notou que não houve ataques de Reinaldo Azevedo ou de Augusto Nunes à entrevista de Dilma? Sabe por que, leitor?  Enquanto eles se esgoelam chamando seu governo de tudo de ruim que se possa imaginar, ela estava lá confraternizando com os chefes deles e ainda conseguiu uma capa laudatória na revista a que servem.

Detalhe: Azevedo e Nunes ainda podem fazê-los (os ataques), mas perderam o timing. Isso ficou escancarado.

A administração de Fábio Barbosa, novo presidente-executivo da Abril S/A, holding que comanda as operações de mídia, gráfica e distribuição do Grupo Abril, vai mostrando a cara. E, nesse contexto, gente como esses dois blogueiros-colunistas da Veja não parece que terá vida longa na publicação.

Mais uma vez, isso não acontecerá tão rápido que venha a endossar tal percepção, mas não será tão devagar que mantenha na Veja dois de seus principais passivos hoje. Esses sujeitos fazem parte de um passado que Dilma está enterrando, paulatinamente. Para o bem ou para o mal.

187 comments

      • Eduardo, se isto que sua fonte disse for verdade, Dilma sela aquilo que os paulistas dizem dos mineiros “são falsos”. E uma outra frase atribuída aos mineiros “mineiro não é solidário nem no câncer”.

        Bem, mas eu não acredito nesta história aí, porque precisaria de mais evidências e compreensão para ver se isto posto seria de fato verdade.

        Mas há um post no blog do Nassif sobre a Operação Monte Carlo que chegou à Veja. Como mídia e político estão ligados umbilicalmente, seja como donos, seja como fontes, Veja sabe que a situação dela não está boa com as gravações da PF e no mínimo, Dilma sabe disto através do seu ministro da Justiça. É impossível ela não saber disto.

        Eu prefico crer no seguinte: Dilma sabe quem é a mídia, não foi atribuída a ela, durante a campanha, a frase de que Palocci havia salvado a Rede Globo? Dilma sabe o que está fazendo e sabe das relações políticas com a mídia.

        Os políticos, os quais ela têm apoio, não todos, claro, mas muito deles são donos de emissoras de TVs, rádios e sabem que podem fazer pressão em favor desta imprensa. Não é tão simples assim. Não acredito em distensão, acredito na forma de saber lidar com esta situação intricada entre políticos e mídia.

        Ora, as verbas publicitárias que são geradas pelo próprio poder público, são dadas para esta mesma mídia. Eles rifam acordos em nome do povo, eles não dão os devidos direitos sociais que o povo tem, mas tem a própria mídia ao seu favor para construírem nomes, derrubarem nomes, execrarem nomes.

        E eu ainda preciso de elementos para crer nisto aí que sua fonte falou, mas prefiro crer nas relações políticas entre mídia e políticos que são donos de emissoras e que ganham e têm seus interesses em jogo. A própria Veja é beneficiada largamente com verbas publicitárias governamentais, pois tem políticos ligados a ela, como tem afirmado os indícios na investigação da PF, sobre a operação Monte Carlo.

        Há uma entrevista de Ciro Gomes ao Roda Viva e a o Kennedy Alencar que nos ajuda compreender muito bem como se dão estas relações.

        • Ridículo querer enfiar essa coisa de estados no meio dessa conversa. Ridículo mesmo! Cometeu um escrito bairrista, xenófobo e muito mal situado. Para começar, a frase correta é: “O mineiro só é solidário no câncer” (e não como foi escrito aqui, que NEM no câncer) e, além de se referir ao trabalhador das minas de extração (de carvão, ouro, topázio, cobre o que se queira) e não ao mineiro do estado de Minas Gerais, pode ser lida assim: “essa gente sofre junto e não se solidariza, não se apoia, a não ser na pior das circunstâncias”, com relação aos próprios brasileiros. E seu texto é prova disso, se bem que no seu caso, talvez não seja solidária NEM mesmo no câncer.

          Fica aqui o meu repúdio.

          Quanto ao que escreveu o Edu, não acho impossível. No auge do escândalo de um oposicionista ferrenho e com essa revistinha podendo até ser implicada no rolo, a Dilma me aparecer por lá numa exclusiva? Tem caroço nesse angu, como se diz na Minas Gerais onde Dilma nasceu, apesar de ter-se feito no Rio Grande do Sul, para o esclarecimento da Luana.

        • Luana, você quer que eu cite dezenas de não Mineiros que jamais são solidários e que são mais falsos que nota de R$ 3,00? Acorda bairrista!

  • Eduardo, tudo bem? Acho que a versão contada pela sua fonte é muito bem engendrada, mas não passa de uma visão crítica e pessimista de alguém que, como você mesmo disse, tem razões para “não gostar de Dilma”. Por partes:

    1) Dilma sabia (e sabe) da dificuldade de lidar com a grande mídia brasileira. Mas sabia (e sabe) mais ainda que ela não é o Lula, verdadeiro símbolo brasileiro de luta, de garra, de vitória (de forma que, quanto mais a mídia bate, mais o povo gosta dele). Ela era a “desconhecida” que chegou para governar o país sob a imagem do seu “padrinho” e que tinha, obrigatoriamente, que lidar com a grande imprensa de forma distinta da do seu antecessor, sob pena de ser destroçada por ela;

    2) Comparar as denúncias genéricas contra Fernando Pimentel com as denúncias diretas e graves contra outros ministros que caíram é um erro colossal de análise. Outro engano é não notar o “timing” das denúncias: os primeiros a serem alvejados (Palocci, Nascimento etc.) pagaram mais o pato que os últimos, porque os momentos políticos eram diferentes (lembrando: as quedas não foram jurídicas, mas sim políticas);

    3) Os ataques do PIG só diminuíram por uma única razão: a Dilma lidou bem com as denúncias iniciais, demitindo as primeiras “vítimas” e passando a imagem de que quer reconstruir a forma de negociação com os partidos. Isso deu muita popularidade a ela, em especial na classe média fortemente influenciada pelo PIG. A “desconhecida” construiu a imagem (para mim verdadeira) de que ela é a renovação das práticas políticas viciadas. Dito de outra forma, O PIG ENTENDEU QUE INSISTIR EM BATER NOS MINISTROS É DAR ESPAÇO PARA DILMA AGIR E AUMENTAR AINDA MAIS SUA POPULARIDADE!

    Por fim, Eduardo, acho que é obrigação democrática de um presidente dialogar com os veículos de comunicação. Não é para a Dilma acreditar nas boas intenções de Veja, Folha etc., mas sim dialogar com os veículos de oposição. Acho que o Lula, a seu tempo, soube lidar bem com a mídia a seu modo. E creio que a Dilma, agora, está desenvolvendo (com êxito) o seu jeito peculiar de lidar com o PIG.

    Abs, Fábio Faiad.

    • Essa opinião já ocorreram em comentários passados. E se tudo isso for esquema de isolar ela? Deixar os aliados pensarem que não podem confiar nela?

    • Boa análise; apoio em parte. No caso do Lula, com um projeto em curso e sindicalista que sempre foi e com clássica visão voltada aos trabalhadores, não podia se dar ao luxo de ‘praticar esgrima’ com canalhas do tipo daqueles abrigados no PIG.

      A importância de Lula para todo o processo de distensão é tão ou mais importante do que aquele que hoje, talvez a Dilma, se veja como mais uma ferramenta o processo. Lula sabe e sempre soube que, dar ouvidos a pulhas, apenas alongaria atingir em data mais avançada aquilo que o povo, objeto real da democracia, a muito faz e fez por merecer.

  • Não acredito, ela até depois de desencadeado, por culpa deles e da mídia, deve ter visto que não estava perdendo muita coisa e aproveitou para ir fazendo a reforma. Os partidos querem impor os nomes mais escrotos, tipo o que o pdt, que não querem o Brizola e ela tá certa em não aceitar qualquer um, pois , quem será aprovada ou desaprovada será ela e ainda é cedo para julgar seu governo. Bom domingo para todos.

  • Mas essa associação Dilma/PIG está mais do que evidente, falo isso desde o caso Palocci, todo mundo sabia que ela não topava ele, que foi imposto pelas circunstâncias, e esse foi o jeito que ela achou pra defenestra-lo…e os outros também…

  • Na boa. Sempre achei isso… Já manifestava aqui nos post de cada crise ministerial. O Pimentel “Consultor” não saiu, o Bernardo “Jatinho” também não saiu, e não deveriam sair pelos “motivos” do PIG. Os que saíram eram fracos ou estavam enrolados/comprometidos com outras causas, e saíram pois estavam fora dos planos do Governo, ou atrapalhando, não oferecendo o resultado adequado. Vejam o caso do PRB (se for verdade, claro), os cinco nomes do Blairo Maggi foram vetados. Se você for a MT saberá o que é o tal do Pagot. Assim, estamos na oposição. O Palocci, ao meu ver, foi emblemático, os interesses pessoais (não revelou a fonte da grana – o Pimentel informou quem pagou as consultorias) acima dos do Governo. O resto foi falcutrua que a PF, CGR e MP investigavam, exceto a caso Lupi, que foi picuinha da imprensa. Primeiro jatinho, depois a grana sem trabalhar. A luta agora é o PDT (a origem política dela é o PDT) aceitar o nome que ela quer. Nada de novo no front. Mas não acredito que ela coma na mão do PIG. Se aproxima, mas não se contamina. Está comprando algumas brigas, com o Congresso fisiológico e com o Judiciário querendo reajustes salariais, com Ricardo Teixeira (esse passou) e a FIFA, com o “mercado”, inclusive com os blogueiros sujos, mas observem o que o Nassif traz.
    http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/operacao-monte-carlo-chegou-na-veja#more
    A mídia golpista pode achar que irá jantar com a Presidenta, mas está sendo jantada.

  • Caro Eduardo

    “Como evidência disso, foi-me perguntado se eu não teria notado como os ataques a ministros cessaram repentinamente, neste ano, … “.

    O trecho acima está no centro da argumentação da sua fonte, mas não se sustenta. Pelo seguinte: a mídia se aquietou em função de revelações como as do livro A Privataria Tucana, aquelas da Operação Monte Carlo, que certamente já conhecia antes da publicação recente, as bandidagens da inspeção veicular, envolvendo Kassab/SP e João Faustino/RN, suplente do senador Agripino, 3 homens de Serra, e certamente outras podridões da dureita que, de tão vastas, estão transpirando até pela imprensa de esgoto como a Veja. É como Você disse na sua coluna anterior: os ratos do PIG estão pulando do navio enquanto é tempo.

    A sua fonte é um “montador de histórias”, reunindo uma série de fatos numa sequencia, soldando com um uma ou outra opinião, um ou outro achismo. E certamente seu objetivo é o mesmo do PIG: separar Dilma da Lula, e dividir o campo progressista. É fazer pouco da nossa inteligência, dizer que a Dilma considera “picuinha” a resposta de Lula à escrotidão com que a mídia o tratou, e trata, que é similar, embora muito mais extensa no tempo, às sevícias e tortura sofridas pela Presidenta.

  • isto não é novidade. há muito tempo já deu para perceber isso. pimentel foi a gota d´água, assim como graça foster, casada com um membro da maçonaria. tanto que os movimentos sociais já perceberam isso e que tem que sair as ruas para manter seus direitos básicos, como leis trabalhistas e não privatização de serviços publicos, recursos para a saúde pública,etc, como os estudantes no chile de piñera, herdeiro de pinochet e, coincidentemente, sucessor de um governo dito de esquerda, mas que foi à direita, tanto que perdeu para um pinochetista.assim como outros governos esquerdistas (Espanha, Grécia,etc). na verdade a concessão não está sendo feito só a mídia, que sempre se vende ao governo, afinal e não é tão problemático assim. o verdadeiro problema é a rendição ao capital e continuidade ao governo FHC e tucano, é a morte do trabalhismo, seguindo a política americana, de valorização ao lucro de oligopólios. a china só é incomodo quando ameaça o poder americano, não quando vende mercadorias baratas, ou tira os direitos dos trabalhadores em nome das múltis americanas.

    • “pimentel foi a gota d´água, assim como graça foster, casada com um membro da maçonaria.”
      Frase sem pé nem cabeça. E ainda o comentarista enfia a maçonaria no meio.

      • maçonaria inglesa, entenda como quiser!!

        http://www.correiocidadania.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=6911:submanchete130312&catid=26:economia&Itemid=58

        “….Segundo notícia recente do jornal Valor, o BNDES irá financiar US$ 1,8 bilhão para a Brittish Petroleum (BP) explorar petróleo no pré-sal. Desta forma, tenho medo de que o interesse estadunidense em parcerias na área do pré-sal, citado por Delfim Neto, consista de petróleo no subsolo da nação brasileira, financiamento do BNDES, renúncia fiscal do governo brasileiro, tecnologia da Petrobras, plataformas de estaleiros do exterior, petróleo produzido, lucro das empresas petrolíferas estrangeiras e migalhas de royalty ao país, estados e municípios.
        A jornalista responsável pela matéria do Valor acrescentou corajosamente o seguinte trecho: “O BP Group espera que os termos definitivos do acordo relativo ao financiamento de 14 anos com o BNDES sejam firmados no segundo trimestre. Todo esse petróleo será extraído nas regras antigas do governo FHC, que cobram na média menos de 5% por petróleo extraído (naquelas regras, se o poço tira menos de 90 mil barris/dia não paga praticamente nada) e 90 mil barris dia é um mega-poço.”
        A lei 9.478 da era FHC, dentre os inúmeros prejuízos causados a nossa sociedade, além do já citado, permite a renúncia fiscal por parte do governo brasileiro para as petrolíferas desenvolverem tecnologia. É de se estranhar que o Brasil, com o alegado déficit na Previdência e as enormes carências no atendimento da Saúde e da Educação para a sociedade, por exemplo, venha a abrir mão destes recursos para ajudar empresas bilionárias, com enormes centros de pesquisa nos seus países de origem, a ter maiores lucros. O déficit da Previdência só existe na hora dos cortes orçamentários?…….”

  • Acredito nisso tudo, e vou além, Lula tá por trás disso.
    Há vários depoimentos de Lula, que indicavam que um presidente operário não poderia falhar, isso o fez ser tolerante com sua base de apoio, com Meirelles e outras coisitas mais.Mesmo o endurecimento com a mídia e adversários declarados só se deu na sua saída
    Abraço e bom domingo.

      • é isso, Vinicius, analisemos:

        1. Com exceção de Nelson Jobin que foi demitido, os demais pediram demissão, depois de se sangrarem, uns mais outros menos.
        2. Duvido que se Lula tivesse pedido pra segurar alguém, ela negasse.

  • Prezado Eduguim. O difícil mesmo é aceitar que a presidenta Dilma é muito competente, e principalmente providencial a um pais que sempre foi desacreditado pela misxigenação, mas pegou rumo agora justamente por ela! Dilma é a redenção do nosso pais, e foi indicada pelo revelado o como o maior de todos os brasileiros ” LULA.1

  • Caro Eduardo, desde o início eu já desconfiava desta estratégia do
    governo Dilma (tanto que cheguei a comentar de forma superficial
    neste blog no auge das quedas de ministros), e essa desconfiança
    não foi por acaso e sim justamente por Dilma ter se confraternizado
    com as mídias nos primeiros dias do seu governo.

    Sim, a estratégia foi maquiavélica, pois ela fez todo o mal de uma
    só vez e rápido, ao mesmo tempo em que manteve como amigos e
    aliados os que foram atingidos. E se você me permite vou mais além
    e digo que a incursão do repórter da Veja ao quarto de hotel do
    Zé Dirceu também fez parte desta estratégia, pois o Zé tramava para
    aumentar sua influência no Governo Dilma, não que fosse ruim, mas
    desagradava profundamente há alguns setores aliados e isso poderia
    dificultar muito os planos traçados para aprofundar a implantação do
    socialismo, que, aliás, requer um processo de convencimento, de
    forma lenta e gradual, de todos os estratos sociais.

      • Pois é…Existem mais mistérios entre poder e política do
        que se pode imaginar quem não consegue ler nas entrelinhas,
        ou você acha que o Zé ainda não manipula os cordéis do
        projeto político do PT, e que com sua impetuosidade ele
        poderia por a perder o processo de transição que está em
        curso, e como o próprio Eduardo mostrou, Dilma teve que
        se unir com o inimigo para poder retirar entulhos e liberar
        o caminho. Essas ações jamais poderia ter efetivada por
        ela mesma para não melindrar os correligionário, e nem
        tão pouco dar munição aos adversários.

  • Caro Edu.
    Acredito que se a Dilma pensou que o Lula COMPROU uma “picuinha” com a mídia e que poderia ter “contornado o problema”, ela errou profundamente em sua análise. Concordo que a grande questão do Lula com a mídia não foram as políticas públicas (foram também, mas não só). O maior problema do Lula com a mídia foi a sua origem: TRABALHADOR, NORDESTINO E SEM NÍVEL SUPERIOR. A elite não perrdoa isso.
    Abraços.

  • Adoro postagens onde diz que tem uma fonte que não pode revelar,não tenho como comprovar a veracidade dos fatos .
    verossimilhança suficiente para que fosse apresentada ao público, ainda que não possa, de forma alguma, ser tomada ao pé da letra, pois, cabe dizer, este blogueiro julga que a sua fonte tem motivos para não gostar de Dilma.
    para melhorar eu tenho uma fonte que diz que Dilma comprou uma bola de cristal,assim pode fazer joguinhos com o poder.
    Suposições,indagações,fontes ocultas fizeram o PIG,
    Quem não tem algo bom para escrever.
    LEIA apenas.

  • Caro Edu,
    os comentários de Olavo Resende e Fábio Faiad, nesta ordem,
    se completam e dizem tudo que eu penso.
    Mas que esta fonte tá tendo que passar uma raiva danada, ah,.., tá.
    Estou te acompanhando, mas escrevendo pouco.
    Abraços.

  • artigo bem politico. Com as auto-restriçoes do blogueiro, com as ressalvas e tudo.
    O eduardo sabe que isso pode ter uma base, um fundo de verdade do jogo real porque, politica é um jogo que é jogado…
    mas sabe tambem pelo que a Fonte lhe forneceu que muitas premissas que NAO geram todas essas conclusoes. Apreciei muito positivamente a exposiçao.

  • A Dilma não é maquiavélica. Em todas notícias da época a Presidenta pediu para os partidos apoiarem seus ministros contra as denuúncias. Nem o PT segurou o tranco, o Palocci dançou bonito. Como gaúcho sei ela não se relaciona com a mídia, nem bem, em mal. Usa quando precisa, mas dificilmente se deixa ser usada.
    Agora, claro que a Presidente faturou com as demissões, e logo que a mídia se deu conta, parou com as denúncias.

  • O fato de imbecis como o de Doiscorgo nada comentar,(vou até esquecer do outro) nada diz sobre o assunto; como empregados brown nose de patrões e de políticos do naipe de Chirico et caterva, bem o fazem em assim proceder e preservar seus subsídios. O problema que vejo e associar-se e andar em meio a corruptos e, infelizmente, rescender com tais.

    Se for verdade, que esteja ela preparada para a identificação; não há como deixar de cheirar ao podre ao andar junto a gambás!

  • Não me sai da cabeça uma frase do Lula, ainda presidente: “Vocês vão se surpreender com a Dilma”. A surpresa é, cada vez, mais positiva!

  • não quero acreditar nisso, não quero aliança ou paz com o PIG e a oposição politica e econômica… quero um Brasil livre desse tipo de gente!!!

    • “não quero acreditar nisso, não quero aliança ou paz com o PIG e a oposição politica e econômica… quero um Brasil livre desse tipo de gente!!!”

      Falou tudo, xará. Fazer ‘acordos’ com a imprensa-oposição é pedir pra levar facada nas costas depois. Isso desde Getúlio. Não aprendem com a História, mesmo!

  • …É, mas a “chuva de flechas” está fazendo sombra ao governo que não “combaterá” à mesma sombra.
    Esperar prá ver. Com otimismo apesar de tudo. Não cabe, no meu entender, esteja Lula sabendo e ficando conformado com esses problemas levantados via informante. Acho que seria “maquiavelismo” do Lula deixar sua pupila fazer besteiras e voltar para “concertar” tudo, nos braços do povo.
    Sentado no “toco” o veio índio espera pra ver.

  • Pois, acredito inclusive em acordo entre Dilma e a velha e carcomida imprensa brasileira.

    Não precisa ser muito inteligente para concluir que Dilma governa com a imprensa.

    Diferentemente de Lula que governava com o povo.

    Os propósitos, a finalidade podem até ser nobres, mas os meios são deprimentes e vão contra os anseios dos eleitores de Lula que votaram num poste conscientemente.

  • Operação Monte Carlo chegou na Veja. – Autor: Luis Nassif. –
    Não haverá mais como impedir a abertura das comportas: a Operação Monte Carlo da Polícia Federal, sobre as atividades do bicheiro Carlinhos Cachoeira, chegou até a revista Veja.

    As gravações efetuadas mostram sinais incontestes de associação criminosa da revista com o bicheiro. São mais de 200 telefonemas trocados entre ele e o diretor da sucursal de Brasilia Policarpo Jr.

    Cada publicação costuma ter alguns repórteres incumbidos do trabalho sujo. Policarpo é mais que isso.

    epois da associação com Cachoeira, tornou-se diretor da sucursal da revista e, mais recentemente, passou a integrar a cúpula da publicação, indicado pelo diretor Eurípedes Alcântara. Foi um dos participantes da entrevista feita com a presidente Dilma Rousseff.

    Nos telefonemas, Policarpo informa Cachoeira sobre as matérias publicadas, trocam informações, recebe elogios.

    Há indícios de que Cachoeira foi sócio da revista na maioria dos escândalos dos últimos anos.

    Link: http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/operacao-monte-carlo-chegou-na-veja#more

  • Eduardo, eu, como você, sou um observador atento da cena nacional. Obviamente que MUITO menos competente e sem as fontes que você tem. Mas quando começaram as quedas de ministros, ano passado, eu cheguei exatamente a esta mesma conclusão, que a presidenta usava a mídia para demitir quem ela não queria em seu governo.

    Mandei uma mensagem para um blog “sujo”, que nem publicou a minha mensagem (censurou!) tampouco resolveu ir atras da informação.

    Agora, você, competentemente, fura os caras. E olha que você nem jornalista eh!

    Parabéns!

  • Não sei se é paranóia, mas acho que você teria que esperar próximos acontecimentos antes de postar isto.

    Acho que sua fonte partiu de uma certa dissidência de dentro do próprio PT, descontente desde a campanha.

    Acho que você pode ter sido usado Edu.

    Abs

    E não precisa postar amigo, sei que você é do bem.

    Só estou mostrando meu ponto de vista,

    Meu maior medo é você sair queimado com os blogs progs, dependendo de acontecimentos futuros

  • Particularmente não acredito nesta hipótese. Parece-me mais uma estratégia da própria Imprensa cujo objetivo é transformar aliados em inimigos. Poupar a Dilma é como colocá-la diante de um pedestal e apresentá-la como a única figura correta do governo. Evidentemente que a manutenção desta situação geraria conflitos na base aliada e, de quebra, colocaria a presidenta em situação delicada com Lula. Em suma, penso que a grande Imprensa resolveu modificar as ações para minar o governo. Diante da forte personalidade de Dilma, não creio que ela precisasse usar destes subterfúgios para trocar ministros.

  • Edu, sei que não entendo patavinas de como se administra um blog, seja do ponto de vista comercial, técnico, de conteúdo, etc.
    Mas uma coisa eu tenho bem clara na minha cabeça, e isto após ter acompanhado nossa ‘gloriosa’ imprensa nacional durante as duas última décadas: publicar temas complexos como este, baseado em uma fonte que não pode, nao quer e não deve ser identificada me cheira a enrolação.
    Com todo o respeito que tenho por você, me sinto no direito de lhe acenar para que não entre nesta onda.
    Claro que, como o blog é seu, isto é apenas uma dica, que, assim como disse você, que podemos ou não acreditar nesta história, poderá você acatar ou não o que eu lhe falo.
    Não estou dizendo tudo isto com o intuito de defender ou criticar a presidenta, até porque não sei se conseguiria fazer melhor do que ela está fazendo. Apenas percebi que ficou meio ‘o dito pelo não dito’, e sendo assim, a turma do contra acaba se alimentando pra depois vir com tudo. Basta ver o que disse um cidadão aí pra cima: “Suposições,indagações,fontes ocultas fizeram o PIG,…”
    É isso….

  • Prezado Eduardo
    Permita-me algumas considerações. Considerações de uma simples cidadã,que analisa os fatos a partir do que observa e sente.
    Fontes são fontes.
    E fontes nunca são isentas. Têm interesses e objetivos,como todos nós. Mas o ruim de fontes que não se deixam identificar é que não comprovam o que dizem é que ninguém tem lá muita confiança nelas. Já saem mal na largada.
    Essa fonte parece-me ter interesse intenção de nos fazer crer que:
    1-há um clima negativo da parte da Dilma, em relação ao Lula. Tempo perdido: os dois jamais se desentenderão. Já deixaram isso mais do que claro. É uma relação bonita, rara e respeitabilíssima. Um patrimônio nacional,diria. Faz bem a alma.
    2- colocar uma suspeita sobre o bom caratismo e a verdadeira competência política de Dilma. No ver da fonte,ela seria uma pessoa maquiavélica que se especializaria em fritar ministros, que desejaria se dar bem com os poderosos. Que não hesitaria em “trair” os ideais que dizia ter bem como ao próprio Presidente Lula.
    Nesse quesito, Dilma já está escolada e vacinada. Desde que ela surgiu em cena,já se atribuiu a ela as piores façanhas, defeitos e problemas pessoais morais, mentais, físicos etc de toda ordem. Exatamente como ocorreu com o Lula.Saiu ilesa.Até o câncer ela tirou de letra. Foi de uma coragem e firmeza com a doença,que a botou pra correr ligeirinho.

    A fonte que me desculpe, mas o prestígio da nossa Presi está em alta e não é por acaso. Ela fez por merecer.
    Diante disso, a fonte,se não gosta da Dilma,como você informa , Eduardo, deve estar muito aborrecida e propensa a ver chifres em cabeça de camarão.
    Analisando esse ano e três meses do Governo Dilma, considero que tivemos foi uma sorte imensa em ter Dilma eleita como Presidenta. Se não vejamos:
    dentro das condições adversas de uma coalizão sinistra;
    de um povo mal informado,pouco politizado e ,ademais, envenenado por uma poderosa mídia a serviço da direita,nacional e mundial;
    no meio da voragem provocada pela profunda crise do capitalismo nos EUA e em toda a Europa,
    Dilma vai mostrando o seu valor. E, por isso, o prestígio dela,no país e no mundo,está em ascenso.
    A fonte talvez só não veja ou sinta assim, porque não gosta dela. Mas, nós, o povo, gostamos e por isso não vamos beber a água dessa fonte. Vamos continuar a beber na fonte da lucidez, da experiência política vivida ,da intuição e da sensibilidade. Do jeitinho que o nosso Lula ensinou.

  • Vou lhe dizer novamente oque já coloquei nesse BLOG.. Essa Senhora vai longe e é sábia..Ela aprendeu ns hostes brizolista que o calvário de enfrentar de frente o IMPERIO MIDIATICO é fogo..É melhor usá-lo ..Tomara que ela saiba se conduzir nesse tabuleiro

  • Acho tudo isso bem plausível. Só acho muito pouco provável que a Dilma tenha feito com que vazesse informações contra seus subordinados para o pig. Nem digo isso para defender o caráter dela, que parece não combinar com tal estratégia no mínimo duvidosa.
    Não há necessidade, vazamentos para o pig surgem aos borbotões de todos os lados. Inclusive o fogo amigo do PT. Ela não precisa mover uma palha para isso.
    Ela certamente não se esforçou muito para prestigiar aqueles com as quais não nutria simpatia, mesmo que não houvessem provas o suficiente. Me parece que esse foi o caso do Lupi do PDT.
    Os ataques pararam, creio eu, porque só aumentavam-na a popularidade e talvez porque quando ela não quis, não demitiu mesmo. Aí o pig acho que estava de bom tamanho, pois já teria mostrado sua força.
    No resto, o texto faz muito sentido sim

    • Na verdade , dos ministros que foram duramente atacados, só o Fernando Pimentel não caiu. Mas também, convenhamos, as acusações contra ele eram mais do que pífias, absurdas ou meras suspeitas,sem processo julgado, ou mesmo, provas publicadas na mídia.
      O salário que acusavam-no ter ele ganho mensalmente de uma empresa,quando não exercia nenhum cargo público,qualquer ex-BBB ganha para comparecer por meia hora numa festinha qualquer. e não há nenhuma ilegalidade em receber salários que outros consideram muito alto.E,no caso, o currículo dele mais do que justificava o tal pretenso super-salário.
      No mais, o que há são acusações relativas a uma fraude em licitação no tempo em que ele foi prefeito de Belo Horizonte – aliás um excelente prefeito. Esse tipo de acusação tem que ser comprovada por meio do devido processo.O processo está correndo e portanto não há como presumí-lo culpado.
      Pimentel saiu da Prefeitura com 90% de aprovação e era considerado um administrador competente e sério e um político idealista e decente.
      Se assim ficar comprovado, poderemos então entender que a pressão para derrubá-lo tinha como fito atingir diretamente à Presidenta,já que ele é dentro do PT um dos políticos mais próximos a ela, até por serem da mesma cidade e terem,quando ainda no final da adolescência, militado juntos numa mesma organização clandestina, à época da ditadura militar.

  • Não acredito nesta conspiração. Sua fonte não é fidedigna, mas tem imaginação fertil e fez esta declaração propositadamente, para que você postasse e criasse um clima de verdadeiro, pondo em risco a relação da presidenta com os ministros destituidos e criando conflito com os que permanecem no governo e que ainda não foram atingidos de alguma forma. Lembro-me bem do caso Palocci, que a presidenta declarou expontaneamente em entrevista, que não sabia como eles chegavam a estes fatos e faziam denúncias. Foi uma declaração que não me deixou em dúvidas de que ela realmente não sabia mesmo e estava admirada com esta postura da mídia. Ela no entanto é fechada mesmo e inocentemente demitiu os denunciados e por mera coincidência se beneficiou das demissões. Essas denúncias são feitas geralmente por políticos que se beneficiam das denuncias, com a queda do que pode estar no seu caminho. Ninguem me tira da cabeça que o Demostenes foi denunciado por Serra. Quem mais poderia se prejudicar com uma candidatura do contraventor? Será Serra prevendo 2014? Essa gente tem equipe de engenheiros da política suja, que não fazem outra coisa a não ser ficar arqitetando noite e dia, na possibilidade de derrubar primeiro o opositor. Quanto ao silêncio da mídia, esta só se cala se entrar algum em caixa.

    • Realmente se a denuncia repercutiu no PIG só pode ser coisa do Serra.Pois como ja disse,Serra sem o PIG,é menos que nada,é um zero à esquerda.Serra e PIG são tão estreitamente ligados,que para derrubar um é preciso derrubar o outro.

  • Luis Nassif
    Não haverá mais como impedir a abertura das comportas: a Operação Monte Carlo da Polícia Federal, sobre as atividades do bicheiro Carlinhos Cachoeira, chegou até a revista Veja.

    As gravações efetuadas mostram sinais incontestes de associação criminosa da revista com o bicheiro. São mais de 200 telefonemas trocados entre ele e o diretor da sucursal de Brasilia Policarpo Jr.

    Cada publicação costuma ter alguns repórteres incumbidos do trabalho sujo. Policarpo é mais que isso.

    epois da associação com Cachoeira, tornou-se diretor da sucursal da revista e, mais recentemente, passou a integrar a cúpula da publicação, indicado pelo diretor Eurípedes Alcântara. Foi um dos participantes da entrevista feita com a presidente Dilma Rousseff.
    Nos telefonemas, Policarpo informa Cachoeira sobre as matérias publicadas, trocam informações, recebe elogios.

    Há indícios de que Cachoeira foi sócio da revista na maioria dos escândalos dos últimos anos.

    • Não posso crer que Dilma tenha ido ao covil para confraternizar.Ainda mais agora,com a inVeja na mira da PF,por envolvimento com o Cachoeira, bicheiro corruptor e sócio de DEMOstenes 30% Torres…Daniel Dantas,Dadá,Gilmar Mendes….O que terão conversado nesse jantar? Espero que Dilma tenha ido lhes dar a extrema unção.BUT…mídia e políticos mantém uma simbiose… que os faz destruir ou construir reputações.Geralmente apóiam-se em defesa de nada que nos favoreça.A VEJA É MORTA e suspeita.

  • Governar de fato é estar acima dos partidas.Das duas uma:ou se governa para os partidos ou se governa para o pais.Caso se governe para os partidos os interesses do pais estão em segundo plano,caso se governe para o pais os interesses dos partidos podem e devem ser questionados e se possivel contrariados e nesse aspecto não existem opções ou meio termo.

  • Prezado eduardo: Acredito que a sua fonte não disse, mas temos por obrigação saber(pelo menos os mais velhos).
    ” É obrigação do general(comandante – neste caso a presidenta Dilma) manter-se sereno e inescrutável, imparcial e com autodomínio”. ” Se for sereno, não se enfada; se inescrutável, é insondável; se aprumado,nunca é incorreto; se autodominado, nunca é perturbado”.

  • Caro Eduardo
    Voce foi feliz na foto, que olhar matreiro, conheço outras pessoas donas desse olhar, sai de baixo.É de arrebentar.Não se fica na frente, uma vez decidido, é um tanque de guerra em ação.Planeja o futuro com a mesma certeza de quem vive o presente em plenitude.Ainda de brinde, tem a bagagem marxista.
    Saudações

  • Leonardo

    24/03/2012 • 08:45 .”Estou decepcionado. Sou funcionário público federal e o governo nem repõe as perdas inflacionárias do meu salário. Estou empobrecendo…”

    Agora digo eu: É mesmo?
    Então deixa Serra/Aécio/Alckmin (qualquer desses) chegar à Presidência da República que tu vás ver o que é bom pra tosse, pra sarna, pra hemorróides…

  • Este Projeto de Governo tem uma base muito boa não vai resumir no fim de Governo Lula (8 anos) e início da Presidenta Dilma com certeza (+6 anos) com continuação para a chegada de um novo ator.
    As ações são pensadas e existe uma aliança uma irmandade muito consistente muito forte, não se rompe este pacto é o sistema nervoso do sistema.
    Falar que para não contrariar um ou outro foi feito tal coisa dessa forma ou daquela forma não tem sentido.
    As posições entre eles são muito claras, a visão que este Projeto tem esta anos na frente desses noticiários que não tem para onde ir é ficar procurando chifre na cabeça de cavalo.
    Viva nosso Presidente Lula viva nossa Presidente Dilma com eles tenho a confiança num pais mais igual para todos.

  • Muito estranho, uma hora a Dilma é inflexível politicamente com seus colegas de congresso e de repente ela se torna uma política cheia de artimanhas junto a oposição midiática. Desculpe Edu, mas soa incoerente.

  • Ao meu ver a tese de sua fonte é exdrúxula.

    O PIG quis derrubar Dilma ( e ainda quer) só não teve a força para isto.

    Gosto demais de vc, Edu, sou fã mesmo, mas toda vez que Dilma “cede” algo ao PIG vc (e meio mundo) fica meio desestabilizado e perde sua objetividade, clareza e seu maravilhoso instinto.

    Para entender Dilma e seu relacionamento com a imprensa é preciso prestar atenção no que ela sempre falou e fez, ou seja, nunca declarou gerra ao PIG, é até estóica nisto. Certa ou não, ela acredita estar agindo como estadista.

    Dizer que Dilma tramou golpes contra seu próprio governo é um pouco demais …

    • É esta a impressão que o PIG quer passar.Mas a realidade pode ser bem outra e ela pode estar dando corda para o PIG depois se enforcar.Ela pode até não estar agradando muitos de seus eleitores(eu incluido),porem,ela não é nem um pouco ingenua,como muitos podem estar pensando,ela sabe o que está fazendo e certamente tem uma carta na manga.E só ela sabe a hora em que deve botar essa carta na mesa.Porque,pelo que eu sei,a vantagem é dela.

    • O que está na cara é que a Dilma vai deixar muitas saudades. É uma pessoa rara, franca e amorosa. Extremamente inteligente e preparada para a função que Lula e o povo lhe confiaram. Como tem um comportamento ditado pelas suas convicções e princípios,pelo conhecimento da teoria e da prática política,surpreende e,às vezes, desconcerta.
      Brasileiro bem nascido, via de regra, só reconhece o valor dos seus verdadeiros líderes políticos,aqueles raros políticos que se empenham em melhorar as condições de vida da maioria,quando eles estão de partida,adoecem ou morrem.
      Antes disso,muitos preferem amar perdidamente as celebriades, os milionários, de preferência estrangeiros. Esses são os “ídolos da tribo”,idolatria consentânea com os valores decididamente neoliberais e capitalistas que dominam a cena nacional. Isso também está na cara.

  • Sr. Eduardo, o judiciario tem um plano de carreira há tres anos tramitando no congresso, a presidente não aceitou colocar no orçamento, o presidente do STF pediu que se cumprisse a Constuituição e a presidente mandou o orçamento do judiciario ao congresso contra a vontade; a partir dali começaram a pipocar varias materias contra o judiciario, a maioria com fundamento; mas o que interessa é o seguinte, no começo do ano houve varias materias afirmando que os ataques que o judiciario sofreu ajudaram o governo a negar o seu plano de carreira, inclusive nessas materias havia agentes do governo afirmando isso. Quando interessa, a midia presta “bons serviços” a esse governo.

  • muito doido kkkkkkkkkk Houve intencionalidade da Dilma de distensão com a mídia e a zelite paulistana branca racista que o Lula, o retirante nordestino, operário, sindicalista e “apedeuta” nem cogitava pelo ranço preconceituoso e o instinto golpista e reacionário que anima essa elite desde sempre. Daí pra frente é um Lego e cada um monta a seu gosto.

  • Duvido que tenha fornecido matéria ao PIG. Sabe que ele é traira e está na mão de José Serra e Dantas.
    Agora, que deixou o Nascimento e o Palocci à deriva, deixou. E fez bem.

    Os demais vieram da empolgação da mídia, achando que ela definharia, mas a opinião pública foi um tiro pela culatra.
    Nessa conta de ministros derrubados, entretanto, esquecem dos que não caíram: Gleisi, Ideli, Mercadante, Pimentel, Haddad e Padilha. Em um momento ou outro, também foram atacados, mas ela não cedeu. Abriu mão dos que não queria ou não valia a pena brigar. É estratégia. A mulher é gênio.

  • Temos que levar em conta também o que disse Ciro Gomes no Programa da Rede TV (acho que tema Quente), ele afirma que o Governo está perdido na parte política, vale a pena assistir apesar de ter que aturar a Eliana Tucanhede.
    Grato pela atenção.

  • .Não confrontar é uma coisa,alimentar a mídia ,contra seu governo ,não importando quem fosse atingido,é forte.Tudo é possível,mas quero dar ainda um pouco mais de crédito para a presidenta.

    • Espero que ela diga isso oficialmente ao Fidel / Raul Castro da próxima vez que estiver na ilha. Mas também existem outras coisas que a Dilma disse com o qual concordo, por exemplo, controle da mídia é o controle remoto.

  • Aparentemente, os passos de Dilma desde que assumiu a presidência corroboram o que essa fonte relatou.

    O erro crasso da estratégia de boa vizinhança com a mídia é que essa mídia representa interesses contrários aos da maioria da população. A grande mídia é, muitas vezes, chamada de “mídia rentista” pois serve aos interesses de banqueiros e especuladores.

    É uma questão de luta de classes. Durante o governo Lula, a população mais pobre teve sua renda aumentada muito mais do que a minoria rica. Para que essa trajetória continue, não vamos nos iludir, será preciso fortalecer as organizações populares. Será preciso lutar pela regulação da mídia, pela punição aos torturadores e por um verdadeiro plano nacional de banda larga, que permita ao povo brasileiro maior acesso à informação.

    Sorrisos e omeletes não resolvem essa questão.

    • Não acredito que o governo irá por esse caminho mais esquerdista. É um governo de centro, quando muito de centro esquerda. Além disso, nem sei se é o caso. O ponto central é – e citando Maquival novamente – que a presidenta precisa ter cuidado com quem se alia. Aliar-se ao PIG? O governo Dilma hoje surfa na onda da economia. Se a economia brasileira tiver um revés, essa gente não terá piedade dela. Ela pode até conviver bem com o PIG, mas deveria também trabalhar na conscientização política da nova classe C, da nova classe média. O governo tem vários instrumentos para isso, basta usar a cabeça e fazer acontecer.

      As “penas amestradas” do PIG (usando expressão de Ciro Gomes) não são confiáveis. O PIG representa uma parte da elite do Brasil que não quer ver os mais humildes irem para a frente e para quem o Brasil não passa de certos bairros de SP. Por que o PIG não deu espaço amplo à “privataria tucana” relatada pelo reporter investigativo Amaury Ribeiro Jr no livro de mesmo nome? Por que o PIG tem lado e seu lado não é o do povo brasileiro. Infelizmente, a nova classe C não é politizada o suficiente, para estar imune ao veneno do PIG. Pode votar contra si mesma, conforme a campanha que o PIG fizer nas próximas eleições!

      Imagino que não seja fácil governar, mas todo governo precisa ter seus objetivos centrais. Infelizmente e com pesar, não acredito no governo Dilma “peitando” o PIG e democratizando as comunicações no Brasil. Infelizmente, não vejo esse objetivo com um de seus objetivos centrais. Tomara que a Copa do Mundo esteja entre esses objetivos, para o bem do governo.

      • Luiza,

        Concordo quando você diz que Dilma precisa politizar a classe C, sob o risco de esta ser cooptada pela oposição até 2014, caso a economia sofra algum revés. A presidenta tem os meios e deveria usá-los para politizar essa classe C amorfa. Acho que seria este o maior perigo que o governo enfrentaria. Com o povo ao seu lado, daí sim, poderia até tentar peitar o PIG, apesar de que acredito que ela não fará isso.
        Um abraço!!

  • Lula e agora Dilma pensam em um Brasil inteligente, ao contrário dos Holmes da Globo. Se ainda não existe massa suficiente, algum dia haverá.

    Um gigantesco país, com extensas reservas valiosas, com a diversidade existente, com tudo para trazer qualidade de vida para todos e ainda assim subjugado por séculos é uma contradição.

    Só recentemente cantar o hino nacional está deixando de ser coisa de milico e estudante primário. A brasilidade ainda não faz cócegas em ninguém. Os partidos políticos na sua quase totalidade são construídos a partir de grupos de interesses. O custo de manter nossa máquina é escandalosamente deformado pela necessidade de sustentar a improdutividade secular, desde tempos das cortes nobres dos impérios.

    A honestidade continua sendo vista como coisa de covardes e idiotas. O interesse coletivo é coisa de socialista utópico ultrapassado.

    Levo uma vida acreditando também na transformação deste quadro. Acredito que Lula conseguiu dar o primeiro passo mas não me iludo que a batalha mal começou. Nossos maiores inimigos dormem ao nosso lado, vivem nossas casas, comem nas nossas mesas. São bobos que preferem ganhar migalhas neste riquíssimo país.

    Sofremos a lavagem cerebral desde o nosso nascimento e nem nos damos conta disto. Qualquer desenho animado do “pica-pau” que nos arranca suspiro saudosista, hoje, com mente mais aberta, poderia ser execrados, como uma coisa monstruosa, cheia de violências, do jogo de mocinho e bandido, da esperteza vencendo o trabalho. E ainda assim nos flagramos assistindo sorrindo vendo nossos netos se divertindo com tanta cueldade e violência. Nossos estômagos e os neurônios do nosso cérebro foram preparados para isto e nem notamos. Incorporamos no nosso DNA.

    Edu, torço para que exista realmente uma grande inteligência por trás da conduta da nossa atual política. Também penso que teremos que ir comendo pelas beiradas. Não podemos errar, a chance é única. Trata-se de algo inédito na história da humanidade, a menos que se queira o caminho da revolução, com todos os riscos que este caminho também tem.

    Gostaria de viver o dia em que brasileiros que vem trabalhando contra o nosso país venham a sentar nas cadeiras dos réus como foram os franceses colaboracionistas pós guerra mundial – só para citar um exemplo – sem ter que esperar uma geração para outro tipo de Comissão da Verdade.

    Um grande abraço, Edu, sua contribuição para o ainda esperado e verdadeiro “grito do Ipiranga” é enorme.

  • O PT e a presidente tem um projeto de poder,lógico,evidente que esta distensão com a velha mídia,a politica de juros,tinha toda a aparência de um conluio.Agora a presidente começa a “cortara as asas” dos caciques,principalmente do PMDB,não se rendendo mais a chantagem.Mas aí é que esta a “coisa”.O que este congresso tem para chantagear?.esta administração,o que tem feito é isto mesmo administrar.Não tem regulamentação da mídia,comissão da verdade pra inglês ver,distanciou-se de sindicatos,MST,base.Associou-se a bancada ruralista.O orçamento aprovado,o bolsa família é um programa que ninguém seria maluco de tentar alguma coisa,então não há no momento com que se chantagear a presidente,por outro lado as eleições estão se aproximando e as pressões são em cima dos parlamentares. Beleza,mas aí surge outras questões,teremos então uma super presidente,um super executivo,já que temos a cultura do caciques na politica,para onde irá este rebanho sem pastor(o caminho visível é cair nas graças da presidente),outra o que fará a presidente e o PT com mais esta “turbinada” de poder.Não somos uma democracia,uma república forte o bastante para se ter uma situação destas.PT de Delubio,Genoino,Cardoso,Palocci,Marta,Suplyci (que desmanchavam em elogios ao Demóstenes 30%).Este PT de hoje ,esta Dilma de hoje não gozam em absoluto de nenhuma confiança minha,quiça eu quime a lingua.

  • Há uma questão ética muito grave nessa possível estratégia de Dilma: a deslealdade.

    Dar entrevista à Veja, que publicou uma capa de Lula com uma marca de pé na b…, é deslealdade com o ex-presidente. Como se diz nas tradições orientais, “onde meu tutor não é bem vindo, eu também não vou”.

    Tão grave quanto isso foi não defender ministros como, por exemplo, o ex-ministro dos esportes, Orlando Silva. Acusado por um policial corrupto, ele não teve de Dilma nenhuma palavra de apoio. Orlando Silva caiu, e as supostas “acusações” se desvaneceram no ar.

    Um batalhão no qual os soldados não confiam plenamente em seu capitão não enfrentará bem os inimigos. Cada um dos soldados ficará imaginando: “se eu precisar de ajuda, se ficar cercado, será que o capitão me deixará para morrer? Na dúvida, prefiro ficar protegido em minha trincheira”.

    Sugiro a Dilma ler o livro “O Senhor dos Anéis”, baseado na lenda nórdica do Anel dos Nibelungos. O anel é poderoso e tentador, mas ele está inexoravelmente conectado a Sauron, o Senhor do Mal. A grande mídia é o anel. Usar seu poder, achando que ela pode ser aliada, é um grave erro.

  • Prezado Edu,

    Essa história é totalmente “sem-pé-nem-cabeça” !!!

    A velha mídia combinando alguma coisa com um presidente trabalhista para ajudá-lo?

    Eu hein!?

    Sou mais o twitter do José de Abreu, confirmando que os Civitta farão de tudo para derrubar a Dilma.

    O seu informante quis foi “passar o mel” na sua boca…

    • Assino embaixo, João. E acho estranho que o Eduardo Guimarães, sempre tão sensato, tenha entrado em uma história sem pé nem cabeça como esta. Está dando “pilha” para aqueles que sempre quiseram fomentar uma discórdia (inexistente) entre Lula e Dilma. Se este seu informante tem motivos para não gostar de Dilma, mais um motivo para não dar crédito a ele. Não vejo motivo algum para um artigo deste teor e não estou entendendo as motivações do Eduardo para algo neste gênero.

      • Essa matéria ´não é digna de sêr publicada nêsse bloq. Um absurdo! Em cima de uma fonte, que o próprio Edu admite têr motivos para não gostar da Dilma, SEM PROVAS, SEM NOMES, enfim uma ESPECULAÇÃO IRRESPONSÁVEL EM CLIMA DE CARTA ANÔNIMA, CHAMA-SE DILMA DE DESLEAL A LULA, DE ESTAR COM CONLUIO COM O COM O PIG. Dilma é uma mulher de caráter e essa matéria quer desmerecê-la. ESSA INFÂMIA PARECE TÊR NASCIDO NO MINISTÉRIO DO TRABALHO. PEÇO MAIS RESPEITO COM A NOSSA PRESIDENTE e se êsse blog vai especular agora, com versões e distorções, disse me disse, sem nada de concreto ACHO UM A TREMENDA COVARDIA e é total meu desencato,

    • tá tudo bem ..então DILMA não teria se valido de técnica mais do que manjada e conhecida

      mas ..mas ..o que aconteceu mesmo ?

      será que os ministros (inclusive Palocci) eram todos competentes e probos ? ..então pq ela não os protegeu, reconduziu ?

      Vocês não acham que faltou, no mínimo, uma atitude REPUBLICANA da nossa presidente ?

  • Eu ja acho que a Dilma esta fazendo uma excelente estrategia!

    Els esta comentndo a Midia pelas beiradas. A oposição nem mais existe: os tucanos querem se salvar em SP e os Demos já estão indo pro inferno, vide o Demostenes!

    Meu apoio irrestrito a Dilma!

      • Deixa de ser bobo, vc acha que quem pediu votos (trabalhou de verdade) está satisfeito, pois eu não estou. Agora dependendo dos candidatos posso até votar de novo, mas nunca mais vou pedir voto.

  • Acompanhando as últimas notícias, não nas mídias oficiais, mas em blogs parecidos com o seu. O que podemos absorver nesse tipo de leitura é que existe uma guerra por poder. O PMDB, principalmente o PMDB do RJ, comandado pelo Jorge Picciani vem se esforçando para dar uma rasteira no parceiro, o PT. Semana passada, fui alertado por uma amiga da militância petista, que os números divulgados pelo ministro, sobre o SUS, foi um alerta e não uma prestação de contas. E agora, com essa reportagem exibida no Fantástico, foi o furo na jugular do projeto de poder pmdebista. O PT não só deu uma demonstração de quem manda, o PT conseguiu expor a corrupção ativa dos principais financiadores de campanha do PMDB fluminense.

    http://www.marizieh.blogspot.com.br/2012/03/licitacao-combinadae-fantastico.html

  • Chamem-me de radical, extremista, etc, etc., mas não me parece que contemporizar com “Otavinho e caterva” seja uma alternativa válida, para qualquer governo que se pretenda popular, de centro-esquerda, ou mesmo que se pretenda sério… Não obstante, considerando o rumo que o governo Dilma vem tomando, essa “história” não parece de todo implausível… Seja verdade ou não o que você coloca aqui, Eduardo, parece claro que o governo Dilma não pretende nenhuma contenda com o baronato da mídia; Dilma ser capa da odiosa revista-lixo dos Civita prova isso. Parece que Dilma optou pela via mais fácil de governar; apenas tangenciou um dos principais, senão o principal, obtáculo à evolução política e institucional de nosso país, em vez de abordá-lo frontal e diretamente e, obviamente, pagar o custo dessa decisão. Eu, pessoalmente, não fico satisfeito com essa estratégia; agora, quem efetivamente dirá se ela está certa ou errada não sou eu, mas o tempo e o porvir. Espero sinceramente que a presidenta Dilma tenha feito a melhor escolha para o Brasil.

  • Dilma tem sua armas, é ela quem conduz o processo, com certeza planejou seus passos e sabe onde quer chegar.Confio nela. Vai concluir o governo com sucesso para os brasileiros que mais precisam.

  • Alo Edu: O nosso grande Pres. Lula tambem deu entrevista para a Revista Veja em 20 de agosto de 2003. E a revista esgoto nunca deixou de criticá-lo em todo o resto do seu governo.

    Em tempo: Outro dia no tweeter do José de Abreu li o seguinte comentário: Um politico graúdo do PT conversando com o Roberto Civita e tentantdo argumentar ouviu dele o seguinte: Não tem arrego, vou derrubar a Pres. Dilma.

  • Dilma virou um enigma a ser decifrado. É muito achismo sobre as atitudes delas. Até agora ela manteve a principal política de seu mentor, Lula: crescimento com distribuição de renda. Isso é o que importa. Ela tem é que dar entrevista, assim ela vende o peixe dela, mesmo que seja pra óia, foia, grobo, estadinho e côngeneres.

  • Pelamordedeus.

    Isto é a mais macabra estória que eu já vi.
    A mídia bandida quer isto mesmo. Este informante deve ser pau mandando do PIG.

    Não acredito em nada disto. Se Dilma não traiu os companheiros nem debaixo de tortura, porquê trairia LULA que a elegeu para presidenta? IMPOSSÍVEL. Ela tem ideais, ela tem metas e pra isto se submeteu a tortura, a clandestinidade e arriscou a vida. Não é possível que tenha jogado tudo no lixo.

    O tempo dirá. A VEJA já entrevistou todos os presidentes, porque não Dilma? Até Lula já deu uma entrevista a Veja.

    Não gosto do jeito de Dilma. Ela não está nem aí pra ninguém. Me sinto órfã de governo, pois me acostumei com o Pai Lula que sempre reagia contra os bandidos da elite exploradora, mas não acredito em deslealdade de Dilma em relação a Lula. Isto é impensável. Ele sabe de tudo que ela faz e ele só não botou esta corja pra fora porque não podia AINDA. Mas, ela recebeu um grande legado e tem força pra expulsar os safados e incompetentes do governo.

    Não duvido que ela tenha USADO a mídia pra isto. Se não pode com eles, engane eles.

    Mas ela está cumprindo o cronograma de Lula que é acabar com a miséria e melhorar a educação.
    Isto tem um preço e ela está pagando. O que importa é o fim da história. Ela faz o que tem que fazer e engole os sapos que tem que engolir. Ela não pode declarar guerra com a MÁFIA midiática, ela não tem cacife pra isto.

    Mas não me engano. Tem uma grande dose de vaidade dela nisto tudo. Este é o perigo, querer superar o criador. Isto não se impõe, se conquista….

  • Eduguim,

    Tudo absolutamente lógico, plausível…só não enxergo onde a Dilma foi poupada pela mídia durante as várias quedas de ministros. Àquela jornalista na “massa cheirosa” até hoje diz que a Dilma conhecia todos ministros que foram derrubados e os manteve no governo quando poderia tê-los trocado antes. Em relação ao silêncio dos pitbulls da veja…quem pode prever os movimentos que farão essas figuras? Que compromissos eles tem com os fatos?

  • A presidenta esta indo para a reunião dos Brics agora.
    Em materia de politica externa, eu perdi as ilusões quanto a ela. Nessa materia ela reage de forma tardia e so quando é forçada (ex. QE, QE2, ). Mesmo sabendo que podem mto bem ser pinçadas do contexto, falar em ‘nao fecharemos o país”, é musica para os farisaicos protecionistas de alem mar.. Os mesmos dos subsidios agricolas e do imposto do etanol.
    Tardia nas reaçoes, caudataria dos acontecimentos, nula em ousadia, miope no horizonte externo e portanto nao confiante na capacidade do pais de realizar o grande jogo com as cartas que nós temos.
    Se Lula presidente fosse a essa reunião seria ele o lider impulsionador de propostas concretas.
    Ela é do clube, é certo. Mas francamente, se eu fosse o o premier indianoou russo , a trataria com a necessaria cautela, para nao dizer desconfiança.

  • Pra mim, nada melhor do que uma boa entrevista ou anunciante que levante o moral de seus meios de comunicação para que haja contemporizações ou distensões. Da mesma forma que agia Assis Chateaubriand quando queria duvidar da eficácia dos produtos de certas companhias quando estas não queriam anunciar nos seus veículos Associados. É a “agua que bateu na cintura”, depois de anos de oposição injuriosa ao governo Lula.

  • Edu essa suposta “tática” de Dilma já havia sido aventada aqui há algum tempo. E acho que todos os que se debruçaram sobre os acontecimentos aventaram, em algum momento da análise, esta hipótese.
    À época, concordamos que seu uso seria uma enorme trairagem com seus ministros. Tanto que preferimos acreditar que Dilma estivesse sendo pautada pela mídia de Herr Civita a considerar tal possibilidade (que, julgo, de uma baixeza repugnante).
    Portanto, Edu, a estória que sua fonte relatou, o timing, os acontecimentos, etc., se não acompanhada de fatos novos, não acrescenta muita coisa.
    Que tudo seja fruto de delírio, não é impossível, mas, convenhamos, que há forte verossimilhança, não se discute.
    Temo que ele possa estar certo e que nós tenhamos desviado o olhar propositalmente.
    Forte abraço.

  • Já que é para imaginar… Creio que possa haver um “acordo” também com relação a SP. Petista que imagina São Paulo (cidade e estado) fora do tucanato, pode esquecer. Aliás, há muito mais “acordos” do que se pode imaginar. Alguns até podemos, outros ultrapassam tanto o bom senso que ficam latentes.Caem na categoria de “leves desconfianças”. Nada disso me surpreende, claro. Há tempos deixei de ser um “crente”. hehe Fato é que política deixou há anos de ter “o povo”(e suas necessidades) como objetivo. Tudo é calculado. Há margens de trabalho, eu diria. Pode-se traduzir também como números de pessoas. A equação é colocada de modo a manter-se o poder que é o que importa realmente. O resto fora das margens friamente calculadas? Quem liga? Para uns , importa o quanto certa parcela terá para gastar. Para outros Importa é que a “classe média” , dizem, está lado a lado com Dilma. Há quem aposte numa grande jogada cujo objetivo é o “socialismo” , já que na verdade Dilma é mesmo “de esquerda”. No momento certo, sabe-se lá quando , isso tudo ficará claro. É algo assim, permeado por mistérios, coisas inalcançaveis, mas que não devem abalar a fé dos “de esquerda”. O efeito é o contrário. Importante mesmo é que fique sempre estabelecida a tal diferença entre as forças políticas. De um lado o PT e de outro o PSDB. Totalmente antagônicos. Óleo e água. Claro que isso só funciona muito limitadamente. O alcance é pequeno porque o resto da população, imensa massa espalhada por aí, não tem tempo para pensar se o PT é diferente do PSDB. E quando não se lê tal “verdade” é bem mais difícil estabelecer quem é quem ,não é?

  • Acho que esta fonte não merece este status!

    Governos como o de Lula e Dilma, não deveriam ser tratados desta forma, são excessões num Brasil de elites reacionárias e fascistas de governos de conservadores sem escrúpulos!

    Governos como esses Lula e Dilma, devem ser entendidos como são, conquistas do povo – devem ser avaliados tomando todos os aspectos, de todas as dimensões, e todo significado para a população mais vulnerável – quais foram as conquistas, qual a importancia?

    Governos Lula e Dilma devem ser examinados por classes, por segmentos, por faixas etárias, enfim, como a riqueza de um país deve ter outra medida/índice hoje, esse tipo de governo também, deve ser medido pela qualidade do sorriso, pela esperança e felicidade produzida.

    Nem sei o que dizer sobre este texto, porque estamos acostumados ver o PIG fazer este tipo de ‘denúncia’ ainda mais com uma fonte do campo da oposição (pareceu).

    Quem acredita que vivemos condições de derrotar a mídia na canetada, que o PIG está por um triz… se ilude!
    Sei de uma guerra que se desenrola entre companheiros, eu tenho lado, seguramente não é do lado dos que afirmam que Dilma é de direita!

    ou dos que disputam o partido com Lula e Dilma!

    o que posso dizer é que sinto muito ao ler este texto…

  • “Hesitei em divulgar esta história porque não tenho como comprovar a sua veracidade”
    Então nem deveria publicar o post. Uma história suspeita compromete a credibilidade do blogueiro.

    “Este blogueiro julga que a sua fonte tem motivos para não gostar de Dilma”
    Jogo de cena. Ao tentar antipatizar a fonte com os leitores o blogueiro procura dar suporte à existência da fonte, não obstante sua credibilidade escassa.

    “Que importância tem a tal fonte para fazer o blogueiro reproduzir a sua “acusação?”
    O blogueiro está insistindo. Tem receio que o leitor desacredite da existência da fonte. Nesta altura do texto chega-se à uma conclusão marota; o blogueiro, ao ler a entrevista da presidente , teve um insight; ” e se ela usou a mídia ?”. Como não pode sair por aí com este tipo de ilação, inventou a fonte.

    “Não tinha raiva da mídia que trabalhou contra si durante todo o processo eleitoral em que se elegeu.”
    O blogueiro transfere para Dilma uma convicção que é sua. Sabe-se que Folha e Estadão tem, entre seus profissionais, simpatizantes do governo. Gilberto Dimenstein é um exemplo.

    ” Dilma, agora nos primeiros meses de 2011, teria decidido se livrar de “problemas” que teria “herdado” do antecessor,”
    Ato falho que equivale a uma confissão; ” Realmente, Lula deixou uma caterva que precisa ser defenestrada, do contrário o governo Dilma se complica”

    “Dilma, por terceiras pessoas, teria alimentado a mídia com informações passadas por debaixo do pano e ao fazer declarações públicas como a que fez sobre o ministério dos Transportes pouco antes do início da queda seqüencial de ministros. ”
    A “fonte” esquece da onipresença de Gilberto Carvalho, olhos e ouvidos de Lula no ambiente presidencial,

    “Foi-me perguntado se eu não teria notado como os ataques a ministros cessaram repentinamente, neste ano,”
    Não ocorreu ao blogueiro que a malta saiu e não há mais casos cabeludos que possam incorrer em demissão?

    “Estratégia maquiavélica”
    Uau. Uma socialista que lê O Príncipe, a biblia da direita. Seria mais crível se fosse o Moderno Príncipe de Gramsci.

    ” Nesse contexto, gente como esses dois blogueiros-colunistas da Veja não parece que terá vida longa na publicação.”
    Segundo o blogueiro, os dois perderam o timing e acabarão demitidos. Reinaldo Azevedo tem um número enorme de leitores. É formador de opinião e tem uma verve demolidora. Demitir o cara é afogar a galinha dos ovos de ouro da revista.

  • Já tinha ouvido essa história.
    Isso explicaria, p.ex., a opção do governo não ter lutado até agora pela Ley de Medios
    e decepcionado a todos…
    Porém, qual a prova? Não há prova alguma.
    A Operação Belo Monte não seria uma evidência contrária a essa versão?
    Precisamos discutir a relação entre História e Ciência sempre, coisa q a direita abomina.

  • Eduardo, post com errata (Monte Carlo). Abs

    Já tinha ouvido essa história.
    Isso explicaria, p.ex., a opção do governo não ter lutado até agora pela Ley de Medios
    e decepcionado a todos…
    Porém, qual a prova? Não há prova alguma.
    A Operação Monte Carlo da PF não seria uma evidência contrária a essa versão?
    Precisamos discutir a relação entre História e Ciência sempre, coisa q a direita abomina.

  • Olá Eduardo, penso que essa versão caresse de um dado importante: os documentos divulgados pelo livro do Amaury (e claro, a possibilidade de culminar em uma CPI).

    Penso que a interrupção dos ataques aos ministros advém desse novo cenário, à medida em que a bilndagem da mídia aos políticos que a apoiam começa a ser furada por investigações como a do “Privataria Tucana” ou agora com a operação Monte Carlo, seu poder começa a diminuir ou ao menos passa a ser confrontado e o jogo se torna mais perigoso para ela.

    Mesmo os que dispensam grande credibilidade à grande imprensa começam a perceber que foram levados a acreditar em estórias não muito comprovadas contra alguns e, por outro lado, que foram induzidos a confiar em políticos que se revelaram bastante comprometidos com o “mal feito”. A mídia percebe o risco de perder o poder sobre um grande público leigo em política que a segue de boa fé e ficar apenas com os que têm posição política definida e a continuaria seguindo por esta dizer o que querem ouvir.

    Enfim, na minha opinião, o cessar fogo atual é fruto do maior equilíbrio de armas entre as duas frentes, apenas isso.

  • O título é extremamente correto: Dilma está USANDO a mídia para encurralar o caciquismo e implantar um governo mais técnico, encerrando as negociatas. Com o Congresso questionado em suas mordomias (14º, 15º, foro privilegiado), ficam parecendo o bando de desprezíveis seres que a mídia os pinta se ficam barganhando apoio parlamentar por cargos. Pode ser que uma nova forma de fazer política esteja se avizinhando. Ela resolveu pegar o touro a unha. Pode ser uma enorme oportunidade para a oposição começar a barganhar com os setores descontentes da base aliada, mas a opinião pública (e aqui não tem nada de “grande imprensa” junto; é a verdadeira opinião pública) ainda está com ela.

    Isso é bom, é ruim é o quê? Digo já de uma vez: não sei. A popularidade dela está aumentando, batendo recordes atrás de recordes, ela dá todos os sinais que vai mexer no câmbio, desmontando a maior armadilha financeira em que o Brasil está, sua estratégia política tem o aval de Lula (já uma lenda viva)… Tudo isso dá a impressão de que viveremos tempos interessantes daqui pra frente. Quero ver onde isso vai dar. Vejamos como o Brasil se sai diante da crise no mundo daqui pra frente.

    Outra coisa: o Governo Lula só conseguiu se consagrar depois que ela assumiu a Casa Civil.

    Mais uma pra fechar: governos tecnocratas são ruins? só são ruins sem uma pitadinha qualquer de humanismo. Aí desembocam em coisas grotescas como Estado Novo, Nazi-fascismo, etc.

  • Pode ser, Edu, pode ser, é difícil dizer se a “fonte” está sendo verdadeira ou não em suas revelações.
    .
    Mas posso dizer que, na minha opinião, se isso for verdade, com certeza a presidenta Dilma conversou com o ex-presidente Lula sobre essa estratégia e Lula tinha ciência disso. Dilma jamais faria algo “pelas costas” de Lula, por razões evidentes, além da amizade entre ambos.
    .
    De qualquer forma, sobre a entrevista à revista veja, gostei da opinião do blog Amigos do Presidente Lula:
    .
    http://osamigosdopresidentelula.blogspot.com.br/2012/03/entrevista-de-dilma-revista-veja-e-bola.html
    .

  • Eduardo, tudo pode ser, em princípio. Mas minhas teses têm semelhanças e diferenças com o que você apresentou:

    1) Dilma realmente tem um governo de coalizão. FHC também tinha. Nenhum partido atualmente conseguiria governar sem uma aliança no Brasil. Isso é fato. Pessoalmente, acredito que uma coalização de centro ou de centro esquerda é mais vigiada do que uma de direita. É melhor para o Brasil o PT e seus aliados estarem lá em cima do que os demotucanos, que nunca serão açoitados pelo PIG.

    2) Dilma tem procurado conviver melhor com o PIG. Pessoalmente, acho que ela deve ser respeitosa e democrática, mas nunca fazer agradinhos excessivos a veículos como a Folha de SP, que teria emprestou carros para torturadores, segundo afirma-se. Não gostei de vê-la se abalar de Brasília para o aniversário da Folha, no ano passado. Tampouco gostei da entrevista a Veja, uma publicação desrespeitosa com o presidente Lula. Uma coisa é uma convivência respeitosa e republicana, e outra, abraços e beijinhos em gente que não tem respeito por ela, que a desrespeitou demais e ao presidente Lula durante a campanha, como é o caso da Folha e de Veja. O presidente Obama deu um gelo na Fox. Não existe “bem do Brasil” que justifique excesso de atenção a essa gente, é uma questão de coerência política. Simples assim.

    3) Não acredito em conluio da presidenta com o PIG por baixo dos panos, apesar dos salamaleques. Acredito que a estratégia do PIG era realmente estremecer / corroer o relacionamento do governo com a base aliada. Daí os ataques sistemáticos aos ministros. Entretanto, também acredito que a presidenta se aproveitou dos ataques para se livrar de certa turminha.

    4) Finalizando, acredito que a verdade está no meio desse caminho que você apontou. O PIG fez de tudo para estremecer o relacionamento do PT com a base aliada e a presidenta levou a melhor, pois se livrou de alguns que não desejava. Certamente, a presidenta é mais esperta (nada do poste!) que achavam que era ela. Mas acredito que deveria ter mais coragem para algumas melhorias no Brasil. E tomar extremo cuidado com a Copa do Mundo, por que ali ela pode perder a próxima eleição, se algo der errado. Essa gente não vai ter piedade.

  • Essa história tem muito pouco verossimilhança. E as denúncias anteriores no governo Lula, no jogo pesado da mídia contra o governo faziam parte também dessa combinação inverossímel?
    Os ministros que não caíram foram porque as denúncias não tinham consistência alguma.
    A Dilma não seria desleal a ponto de usar essas t´ticas espúrias, se ela quisesse demitir, pelo estilo dela que conhecemos, demitia e pronto, da maneira como tá encarando a briga om os partidos.
    Atacar ministros desse governo e o próprio governo a mídia sempre faz e vai continuar fazendo, a Dilma não precisa mexer uma palha para isso, as denúncias são feitas pelo jogo contra o governo que a mídia joga. Se tem uma coisa para a qul ela não precisa se esforçar é para que aconteçam denúncias relacionadas a gov ernos de esquerda na nossa mídia.

    Francamente, penso que é pisar na bola publicar post com essa ficção mal feita, ainda mais sendo de fonte que não gosta do governo.

  • No pt de hoje Demotucano é chamado de companheiro.
    Não confio um dedo mais no pt.
    Primeiro quero ver o velho PT que ia na ferida, cobrava, pressionava em todos os lados.
    O pt de hoje esta mais para pps.
    Tomara que eu esteje errado.

  • Como assim , Dilma teria usado a mídia? Que poderosa chefona seria a nossa pressidenta para ter tal poder? A que poderosos grupos ela seria ligada? Ou seja que poderes ela representa que não os míseros poderes do PT, que se os tivesse robustos não entraria nessas limitantes coalizões com vorazes partidos e viria,isso sim, de chapa puro sangue, como fez a Cristina na Argentina.
    Sabemos que quem manda na mídia são as grandes corporações financeiras ou industriais,acopladas as máfias de diversos tipos, em especial a do tráfico de drogas,dos jogos ilícitos e do contrabando.
    Então, agora, que a fonte explique que poderes cabalísticos teria Dilma para entrar em acordo com os patrocinadores e financiadores da mídia obrigando-os a colocar a referida mídia às ordens de seus caprichos e desejos maquiavélicos.
    De acordo com esse raciocínio da fonte,depois de inventar o diabo sobre a Dilma, de atuar como linha de frente na campanha mais sórdida de desmoralização de um político já feita no Brasil, durante a campanha eleitoral, exatamente para destruir a Dilma,imediatamente após a sua posse, a mídia teria mudado radicalmente e passado a estar às ordens de Dilma,prestando-se a ajudá-la a derrubar ministros. Ora muito bem,por que a mídia teria dado essa guinada, numa girada completa? Por que? Em troca de que ? Em troca de propaganda não seria. Sempre houve e haverá verbas para propaganda e existem normas para sua distribuição. Por achar que o fato de ser eleita presidenta daria superpoderes à Dilma? Todos sabemos que os reais poderes de um presidente da república no Brasil são pequenos e bem restritos,como diz a letra da antiga marchinha de Carnaval “Que rei sou eu ? ”
    Ou a fonte nos explica direitinho como foi esse toma lá, dá cá ou a sua tese não chega à antitese e muito menos a síntese. Usar um mínimo de lógica, seja formal ou dialética, sempre é de bom tom, quando se arma uma determinada hipótese acusando alguém de um determinado comportamento. Parece que a fonte não se preocupou com esse detalhe. E o diabo mora nos detalhes.
    O Diabo não é nada mais que uma figura mitológica, que foi criada por homens primitivos para explicar a existência da maldade e da perversão que há no intimo de todos nós.

  • Se isso aconteceu foi no plano ideologico, e transporta a presidenta ao universo das pessoas que utilizam o Estado para proveito exclusivo da classe economica dominante. Consequentemente ela tem função apenas de preposta desse grupo. Caberia a Dilma gerenciar a distribuição dos residuos que a classe dominante, apos apropriar sua parte, deixará aos 180 milhoes de brasileiros
    Assim a Dilma do mesmo modo que Serra seria uma colaboradora com conhecimento profundo e dominio sobre a ideologia de esquerda portanto perfeita para servir a classe dominante. Ou dito de outra maneira : mudou de ideologia.
    É logico que construções politicas entre partidos e lideranças politicas de grupos sociais de diversas regiões do país não ocorrem com tamanha previsibilidade como se estivessem manobrando bonecos no teatro de marionetes, contudo, a postura da Presidenta é de manter desinformado a população, e concorrentemente toma atitudes extravagantes como opção americana para politica externa, entrevista a globo, a veja, comparecimento a folha, etc , todos são comportamentos que confundem as pessoas, com intuito claro de manter a população ingnorante em questões fundamentais por exemplo sobre politica economica e social, lei dos medios , enfim cidadão brasileiro não sabe a verdadeira face da politica Dilma.
    Politicamente os ministerios sumiram. A imprensa dita a regra. Os blogueiros sujos reagem. Governo Federal não responde.
    E a comissão da verdade? O mercosul? A lei da media ? Etc, Etc ?
    Por isso, boa parte das “teorias” explicam perfeitamente aos fatos politicos que assistimos!
    Mas podem estar certos, isso vai mudar com proximidade das eleições. Só lamentamos que avanços no Estado Social Democratico de Direito ja acabou, so vai haver esmolinhas. E lembrar que votar em Serra, Aecio, ou a um Temer ou seus semelhantes é pior que enfrentar tsunami diario, dá desespero.

  • Dilma é temperamental, mas não é inepta em estratégia. Deve ter aprendido na guerrilha muito sobre estratégia política e militar. Fora isso, sua resistência no cárcere às torturas mostra que tem paciência, firmeza de propósitos e disciplina. O temperamento explosivo atrapalha, às vezes. Vide o caso da coordenação política no CN. Mas, a estratégia de “dar corda” para a imprensa supostamente “fiscal contra a corrupção” e puxar a corda de modo talvez fatal com as revelações que pipocam na Operação Monte Carlo tem tudo a ver com a personalidade dela. E ela ainda tem cartas muito poderosas a jogar contra a oposição de direita, como uma possível CPI da Privataria e o ressurgimento da Lista de Furnas. O JS não resistirá a 3 dias de privataria no horário eleitoral, e o Aécio Winehouse está na Lista de Furnas.

  • Dilma está fazendo um bom governo porém considero que está equivocada em muitos aspectos, equívocos que dimensiono como traições a ideais que nortearam a construção do PT. Mas não consigo imaginá-la traindo companheiros, quando muito podemos admitir que alguma traição veio antes do ministro defenestrado e só então a imprensa entrou na jogada.

    Possivelmente seu informante pertence a grupos que não estão encontrando espaço para se servirem do governo, ao invés de serví-lo.

  • Lula levou 3 eleições para se convencer de que sem alianças jamais se elegeria. Ainda bem , porque senão o Brasil estaria hoje no fundo do poço, talvez pior do que a Grécia. Ter toda a grande mídia contra sí,apesar de todo o apoio popular é outra coisa intrigante. Se o governo de S. Paulo, com muito menos poder do que o governo do Brasil muito bem avaliado pôde cooptar essa mídia,por que o governo federal não consegue? Se a mídia não fosse totalmente desfavorável, com os bons resultados do seu governo, o PT não teria concorrente. Sempre achei estranho que o PT não conseguisse ter um único órgão da grande mídia a seu favor. Tomara que Dilma consiga ter pelo menos um deles imparcial, o que seria suficiente para desmascarar esse monstruoso processo de escamoteamento e minimização da gigantesca melhoria do país promovida desde a ascenção de Lula à presidência.

  • Eu venho falando que Dilma queima seus próprios ministros desde o ano passado, quando Orlando Silva caiu.

    Eu disse:

    “Teoria que se espalha, e que a cada dia parece menos conspiratória e mais verdadeira, é a de que, pasmem, a própria Dilma ou pessoas próximas seria responsável por vazar para a imprensa pequenos pecados e deslizes de seus ministros, ou melhor, de ministros de Lula.

    Notem que ministros de posição muito mais frágil, como Ana de Hollanda, repudiada abertamente por quase toda a militância petista ou não, não caem e sequer balançam, não importa o teor e a veracidade das denúncias que já foram feitas.

    E Ana de Hollanda é indicação de Dilma. Sua administração (sic) é o posto da dos ministros de Lula (Juca e Gil) e, ainda assim, ela se mantém soberana e “imexível”.

    Mas Orlando Silva, assim como os outros 4 ministros derrubados pela mídia eram indicação do Lula, eram ministros “dele” e não da Dilma. Jobim é caso a parte.

    Por muito tempo apenas uma teoria conspiratória, começa a tomar corpo e se provar mais verdadeira do que muitos gostariam.

    Aliás, porque será que, uma vez derrubado o ministro, as denúncias e investigações sobre a suposta corrupção logo somem e nunca mais ouvimos falar do assunto? Será que é porque, seguindo adiante, respingaria no governo diretamente e o objetivo é apenas derrubar ministros?”

    http://www.amalgama.blog.br/10/2011/a-queda-de-orlando-silva/

    E sustento.

  • Penso que o cara que te contou isso, ou o chefe dele, entende mais de Maquiavel do que você. Isso é exatamente o papel de um espião: plantar informação e cria a dissenção. Não concordo com a forma como ela vem procedendo em muita coisa, mas ela é mulher de falar na cara, não de agir na surdina.

    A entrevista à Veja parece apoio para um possível saneamento desta mídia proposta pelo novo dirigente. E ela está dando um crédito a ele. Ou pode ser até que eles estejam armando pra ela, com ajuda do teu confidente.

    Aposto que quem plantou isso está ligado a uma certa ala do PT. Aquela mesma que andou plantando contrainformação na casa que organizava a campanha de 2010.

    Como você andou dando moral a essa gente, estão agora te usando para dar o troco. Quem leu os últimos capítulos de Privataria sabe o nome das figurinhas do PT-SP de que falo. Inclusive a de um ex-ministro, consultor nas “horas vagas”.

  • bom..

    Vc mesmo diz que não tem como afiançar tal versão, o que a faz, em última instancia, mais uma tentativa de se dourar a pilula (dissimulação política) ..ou mais provável, a de se lançar um BONECO político pra ver se a massa afina e acata (típico da MÍDIA CHAPA BRANCA – que ganha pra nos fazer crer – hoje comandada por alguém que vc sabe muito bem quem).

    Se ela fez isso, a FRITURA, agiu tal qual THC, Collor e Sarney ..nem mais nem menos

    se assim, TRAIU a confiança de seu tutor ..do eleitor, deste que como eu, milhões gostariam de ver-nos mergulhado num país mais ético e consequente

    Desculpe, independente de qq coisa, faltou TRANSPARÊNCIA, educação, civilidade, SATISFAÇÃO democrática

    ..e por tudo isso e mais um pouco eu reitero a impressão básica que ficou para a maioria dos acontecimentos:

    -a de que TODOS os ministros citados, ainda mais os que NEM conseguiram MAQUIAR seus “mal feitos”, tinham culpa no cartório SIM ..só que muitos não foram apenados (lembrando-nos que a impunidade ainda impera entre nós)

    -e a de que DILMA, antes de proba e gestora, é macaca fraca e adepta da velha regra, tenta sobreviver, mesmo que para tanto tenha que ceder suas mais valorosas jóias (que diga-se, no caso dela sempre foram BIJU) para se preservar os dedos e o pUder

    EM RESUMO, aqui tb Dilma, assim como LULA, amarelaram e NÃO mudaram, PIARAM mansinho ..ou se tentaram e o fizeram, fizeram de um jeito tão tímido que a mim fica até difícil de acreditar na força da democracia e de seus projetos..

    Difícil ..mais ainda quando vemos que INÚMEROS projetos saíram tortos (cotas racistas, trem bala) ..que outros sequer ficaram prontos e multiplicaram IRRESPONSAVELMENTE seus gastos (transposição, ferrovia N-S, COPA, olimíadas e Belo Monte)

    ..e outros ainda, centenas de outros, foram cancelados antes mesmo de ocorrer (reformas política, fiscal, tributaria, fundiária, agrária, presídios federais ..informatização, lei da mídia, micro nas escolas e internet barata, até gratuita ..diminuição do juros básico, crescimento agressivo, desenvolvimento industrial, da infra-estrutura e saneamento, saúde, JUSTIÇA etc etc etc etc)

    http://www.youtube.com/watch?v=lyY6xYET1Xs

  • Caro Eduardo Guimarães,

    Pode se preparar pra chumbo grosso, porque muitos brasileiros aqui simplesmente NÃO ENTENDEM NADA de estratégia política, NÃO ENTENDEM NADA sobre a complexidade do próprio País em que vivem! São fanáticos partidários (tanto à direita quanto à esquerda) perigosos e prontos a jogar FORA tudo aquilo que foi DURAMENTE conquistados com suor e sangue!

    Querem porque “QUEREM” que as coisas sejam do jeito que eles (todos) QUEREM!

    Carecem de conhecimento político e social. “Acham” muita coisa e IGNORAM quase tudo!

    É estarrecedor! Os mesmos aqui que suaram, brigaram pela Democracia, amanhã votarão numa “verde” Marina Silva ou num Aécio Neves (ou até num DEMóstenes) porque agora ficaram “indignados” com a Dilma. E não conseguem enxergar nada! Sequer vêem que todo o PiG emudeceu diante da entrevista (com capa e tudo) à Veja! Uma demostração de CORAGEM e cara limpa da Presidenta, olhando nos olhos da própria Veja! Mais uma vez cara-à-cara com os seus algozes, como em 1970!
    Sequer também enxergam que a Presidenta DESTRUIU a oposição, está levando toda a mídia NO PAPO e agora coloca essa “base aliada” de CHANTAGISTAS em xeque!

    Fanáticos nunca conseguem ver nada!

    Concluindo, a imbecilidade tupiniquim é a responsável pela nossa AINDA frágil democracia (com “d” minúsculo mesmo!)

    E, se como a vida quer sempre coragem mesmo, esse comentário deveria se transformar num post mais abrangente nesta semana que começa. Muito humildemente.

    Obrigado.

    P.S.: Talvez de longe, a gente consiga ver as coisas de forma um pouco mais claras, se é que me entende.

  • Caro Eduardo, quando leio esse trecho:

    “Dilma teria sido sempre contra a “picuinha” que, então, achava que Lula teria comprado com a mídia. Segundo ela teria dito, ele tinha vivido um inferno de oito anos – além dos 13 anos anteriores (desde 1989) de embates com a imprensa – simplesmente porque enfrentou Otavinho et caterva, quando poderia ter contemporizado com eles sem abrir mão das políticas públicas que desejava instituir no país.”

    Lembro-me de várias ocasiões em que eu lí no blog que em sua opinião Lula contemporizava demais com a mídia e não fazia o enfrentamento necessário.

    O contraste entre as duas opiniões (a sua e a que seria de Dilma segundo sua fonte) parece apontar que a posição de Lula é bastante equilibrada, caso contrário satisfaria uma das duas opiniões antagônicas, a de enfrentar e a de não enfrentar a mídia.

    Não acredito que essa seja a posição da Dilma. Primeiro porque imagino que ela tenha conhecimento das causas do alinhamento incondicional entre a demotucanalha e a mídia corporativa, algumas abordadas no livro “A Privataria Tucana” de Amaury Ribeiro Jr e depois porque também penso que ela tenha visto a inúmeras oportunidades de distenção que Lula concedeu à essa mesma mídia.

    O que eu penso que seja possível é que Dilma tenha visto maiores possibilidades de distenção no seu governo do que no governo Lula, devido à eliminação de pelo menos um dos fatores que geram tanto ódio das bestas midiáticas contra Lula, o preconceito de classe.

  • Caro Edu
    Só espero que “essa teoria da conspiração” enviada pelo seu amigo seja mais uma vez desmascarada e mostre a verdadeira face dos golpistas que infestam esse país.
    Você é um cara inteligente, portanto, reflita bem sobre o que escreveu hoje.
    Um abraço

    • Reflitamos todos, não seria melhor? O modo imperativo é desagradável de se ler.

      Edu, sua forma transparente de tratar as questões éticas (decisões e consequências) de lançar uma pauta de fonte anônima só reforça seu crédito imenso com a “base” de leitores.

  • Logo de início, você ou a fonte diz que Lula confrontou a mídia. Nós todos sabemos que isso não é verdade. Você mesmo, aqui neste espaço, lamentou a postura conciliadora de Lula com a mídia. Todo o ódio contra Lula vem contra a sua origem humilde, e não de qualquer política adotada. Dilma está agindo com a mídia exatamente como Lula fazia. Agora mesmo, acabo de ver na Globo, novo ataque contra ministro, agora o ministro das cidades, portanto os ataques continuam.
    É claro que sua fonte apenas revelou essa “informação” para tentar separar Dilma de Lula, o que é o objetivo claro da mídia.

  • A relação Dilma & Mídia é “Entre Tapas e beijos”. Acho que Dilma sabe com quem está lidando, mas prefere não bater de frente com o PIG no primeiro tempo do jogo. Primeiro quer consolidar as conquistas sociais, aumentando ainda mais o apoio popular e só então reagirá. Eu acho. Há um fundo de verdade neste “uso” da mídia pela presidenta para afastar ministros indesejáveis. Não se sabe exatamente a participação direta de quais personagens nos bastidores, mas supõe-se. É claro que não houve um controle total, pois muitos dos escândalos foram usados por parte do PIG para atingir o governo como um todo, inclusive a presidenta. É um jogo perigoso e que está empatado.

  • Engana-se quem acha que só com partidos de esquerda, governa-se o Brasil, não há a menor possibilidade disso, nesse país, há forças, ultraconservadoras (DEM), conservadoras (PSDB. PPS, PSD), de centro-direita (PV, PR, PMDB etc.), de centro-esquerda (PSB, PMDB(parte deste), PT(parte deste) etc.) de esquerda (PT, PDT, PC do B etc.) e ultraesquerda (PSOL, PSTU etc), com um arco político deste porte representando a sociedade brasileira, fica impossível um partido somente, no caso o PT, à nível nacional, governar o Brasil, então torna-se necessário a composição de alianças, Lula, entendeu bem o processo, conseguiu sobreviver e governar, somente com uma aliança enorme de partidos, Dilma faz o mesmo!
    Partidos fisiológicos existem em qualquer lugar do mundo, o PMDB e o PSD, representam isso de forma bem clara por aqui, se isso é bom, claro que não é, porém foi a forma, talvez a única, que Lula encontrou para governar e tocar os projetos sociais, econômicos e estruturais do Brasil, pode até parecer retrógrado, porém é o meio mais democrático e possível de se conduzir um país com tamanha diversidade de opiniões como o Brasil, o que falta é transparência e controle, na distribuição de cargos e repasse de verbas para emendas. Tudo se resume à isso, transparência e controle de verbas.
    O Brasil é um país de pluralidade étnica e cultural, porquê não haveria de ser também na política?
    Não somos moldados para ter somente dois partidos, como nos EUA, muito menos parlamentarista como na Inglaterra, temos é que aperfeiçoar nosso sistema próprio de governo, tornando-o mais transparente, menos corrupto, esse é o ponto!! Isso é democrático!
    O que Dilma faz com a imprensa, vai nesse sentido, porquê haveria ela de comprar uma imensa e desnecessária briga com a mídia conservadora, se ela representa uma parte, embora pequena, da população brasileira? Porquê não utilizar essa mesma mídia, corrupta, tendenciosa e perigosa, como um depurador? Ela sabe que surfou na popularidade Lula nos primeiros meses de seu governo, porém, agora, ela tem identidade própria e se sustenta na própria popularidade, que vai sendo aprovada desde das classes C, D até às elites B e A, ou seja, a classe média aprova seu método de governo e a mídia conservadora não tem como ir contra esse movimento! A mídia sabe que Dilma, vai moldando sua identidade eleitoral, como gestora competente e que não compactua com o mau feito, deixar cair ministros indicados por ela, peitar o congresso fisiológico, somente irá reforçar essa imagem, e a mídia sabe disso, tanto que estão em pânico, tentando gerar instabilidade com denuncias como as do Fantástico, tentando também encobrir, desse modo, seus aliados Carlinhos Cachoeira, Demóstenes Torres (DEM) e Marconi Perillo (PSDB), isso está evidente, quando ela, a Rede Globo, atirou no próprio pé na semana passada com a denuncia contra a Toesa, alida de Demos e Tucano, como J. Serra e Kassab, isso é desespero de quem vê que a tática do denuncismo de 2011, não funcionou, e ao contrário, fortaleceu Dilma!
    O que seria pior, Dilma, atacar e tentar calar a impresa com uma lei de médios, e ter sua imagem associada (seria inevitável!) ao autoritarismo e censura, ou, utilizar essa mesma mídia conservadora (Prefiro um milhão de vozes críticas ao silêncio das ditaduras!) para depurar seu governo, colhendo os bons frutos da ética e da moralização política, que vai virando a marca de seu governo (Dilma, diz que seu legado será profissionalização da gestão pública!), o quebra-cabeça vai se encaixando!!!
    Daí vem a afirmação de Lula que: Dilma é um animal político!

    • André,

      Concordo em gênero, número e grau com seu comentário. Ainda no início do governo Dilma quando Edu ficou bastante decepcionado com o almoço dá folha já tinha dito que ela não era burra e sabia que governar o Brasil era isso mesmo. E hoje mais do que nunca acredito no que lula disse: Dilma é um animal político e seu governo será muito melhor que o meu” ele sabia bem o que estava dizendo. Também acho que isso é um pouco para tentar afastar LULA de DILMA pois essa será a única forma de ter uma oposição vitoriosa em 2014 e LULA e DILMA estão enxergando isso.

  • Qualquer um pode dizer que considera Dilma desleal e traidora. Até você, Eduardo. Você pode chegar a esta conclusão com base em impressões e em avaliações mais ou menos objetivas. Como negar este direito? Eu apenas não gostaria de ver você usando o “direito” de espalhar “notícias” que não são notícias, por falta de fonte legítima, por estarem incompletas, por serem visivelmente parciais e especulativas. Se entendo que a imprensa não tem este direito, por que devera concedê-lo a você? É espantoso que, tão crítico e fiscalizador da mídia tradicional, você esteja agindo, aqui, exatamente como ela. Até os manuais que o Globo e a Folha criaram e costumam ignorar enquadrariam este seu texto e vetariam a publicação, para que fosse mais bem apurado. Se você se considera um crítico da mídia – e reconheço que executa este trabalho da melhor maneira possível – não faça exatamente como ela faz para merecer suas restrições. Esta “notícia” de que a Dilma traiu Lula é tão sem sentido quanto aquela da Folha de que Lula tentou seduzir sexualmente um jovem na cadeia. E naquele caso havia uma suposta testemunha ocular. No seu caso, nem isto ficou claro.

  • Eu caho que a Dilma por incrivel que pareça é mais pragmatica em algumas questões que Lula. Ela não dá murro em ponta de faca. E confrontar a midia brasileira, que o diga o Brizola, sempre foi dar murro em ponta de faca, até o advento LULA.
    Mas Lula é Lula. E Dilma sabe que não pode contar com a sorte apenas. Então procura não entrar em conflito com o PiG não obstante este vive tentando puxar seu tapete

  • Eduardo, bom dia.

    Não vejo com bom olhos essa aproximação da Presidente Dilma com a grande mídia. Uma coisa são relações cordiais, outra coisa é essa aproximação toda, com direito à capa da Veja e tudo mais.

    Atitudes da presidenta em relação à imprensa após a posse: Festa na Folha, visita à Globo e à Ana Maria Braga, entrevista exclusiva à Veja. Para não ser injusto, também houve uma exclusiva para o Nassif, representando toda blogosfera.

    Também houve acenos à direita, especificamente aos setores religiosos, elogios da Kátia Abreu (!!!!!), medalhinha do Kassab, afagos com o FHC, até com o PSD do Kassab houve propostas de aliança.

    Uma coisa eu te digo: quando o bicho pegou no segundo turno das eleições, quem segurou o barco, fez campanha entre conhecidos pedindo votos, fez de tudo para que o Serra não ganhasse, foram os setores mais à esquerda da sociedade, não esses setores que hoje Dilma afaga. Quem me garante que a grande mídia não tramará contra Dilma na hora “H” ?? E aí, quem vai segurar o barco de um retrocesso se a direita voltar em 2014 como está acontecendo com o Chile ?? Lula ganhou duas eleições sem ficar de frescura com imprensa.

  • Meus caros,

    Mantenham a calma.

    1) Há algo de verdade no post sim. Álgúem imagina que a ida de Fábio Barbosa para a Abril seriam para não mudar nada?

    Todavia é bobagem ver a coisa como uma ‘teoria conspiratória’ e infelizmente o título do post leva água para esse moinho quebrado.

    É ingenuidade achar que Dilma pode ‘usar’ a grande mídia e mais ingenuidade ainda achar o PIG pode usar a Dilma.

    E é bobagem rematada achar que Dilma ‘está traindo Lula’, Lula sabe perfeitamente de conversas entre a grande mídia e o Governo Dilma.

    Apenas há interesses comuns entre a grande mídia e Dilma. Como há interesses que permanecerão divergentes.

    Dilma não é o Nunca Dantes, não tem – como ninguém terá nas próximas décadas – a força popular de Lula. Até por isso precisa manter mais ‘diálogos’ com setores da ‘elite branca’ do que o metalúrgico.

    2) Quanto à entrevista em si.

    Respostas brilhantes da nossa Presidenta, que não escorregou em nenhuma das cascas de banana de Veja.

    Aos nossos amigos que não entendem que Dilma é Presidente de todos os brasileiros e que não pode discriminar Veja, apesar da escrotidão (desculpem o termo) da revista recomendo que releiam com atenção a passagem da entrevista que ‘copiei e colei’ abaixo:

    “A senhora se dá o direito de ter uma opinião como mulher sobre determinado assunto, o aborto, por exemplo, e outra como presidente?

    De maneira alguma. Ser presidente não me dá o direito de expressar opinião pessoal, particular ou subjetiva sobre qualquer tema. Aos 64 anos, tenho de ter a sabedoria de guardar essas opiniões para mim mesma.”

    • “guardar pra mim mesma”

      como ?

      e eu como fico, eu eleitor, voto na candidata na base da surpresinha ?

      oras faz favor ..acho que os marqueteiros a inatruíram muito pouco de como se sair destas perguntas-vespeiro ..espero que Haddad seja melhor treinado, ou corremos de vê-lo só falar em ENEM, aborto e homossexualismo como candidato a prefeito de SP

      Dilma, dilminha querida, numa democracia a coisa exige transparência, compromisso ..diz pra mim, o que você e o seu partido (qual mesmo ?) pensam ?

      será que querem primeiro a revolução e poder pra depois nos dizer o querem fazer ?

      ou será que tu ta querendo que eu te dê um cheque em branco ..ou uma procuração pra manter tudo o que esta posto ?

      http://www.youtube.com/watch?v=qJqD6SrrOA4

      • O seu problema é que você quer saber sobre o PT através da cabeça dos adversários, vide o termo “revolução e poder” que você levanta. Seriam, por acaso, a revolução comunista e o poder de comer criancinhas, que tanto o Jornal Nacional nos alerta diariamente ?

  • “o diabo mora nos detalhes”,boa essa Ramiro!Calma gente,de repente vamos fazer igual aos corinthianos e palmerenses,tem-pé-e-tem-cabeça sim,só que em politica as coisas não são bem assim,uma questão de forma,no conteúdo,a luta pelo poder,pela hegemonia,sem dúvida é permanente,até hoje não entendo o porque da “esquerda” travar uma luta feroz,pasmem,dentro da cadeia,pela hegemonia do “poder” entre os grupos,que poder,se estávamos todos presos uma “merda” só! Temos que separar os poderes,governo tem que governar,tem que buscar consenso,coalizão, tem a batata nas mãos,no mínimo, seria estupidez partir do governo algum tipo de “conspiração” ou coisa parecida!O caso do José Dirceu é um bom exemplo,foi lider de um grupo que o único crime foi tentar a hegemonia de um grupo dentro do governo,nem perguntaram ao Lula o que ele estava achando,não foi a Veja ou a Folha os culpados por não ter dado certo,a coisa “implodiu”,se desse certo poderia até ajudar,deu errado,foi um pé-no-saco,perdemos um ótimo quadro,o Zé Dirceu! Pelo que sei a Veja não anda bem das “pernas”,ela precisa mais do governo que o governo dela,”o diabo mora nos detahes”, perguntaria:os grupos econômicos ajudariam financeiramente a Veja?Capitalista não investe em causa perdida! Estão “turbinando” a Veja,mandam 100 revistas para a banca da minha cidade,vendem duas,as 98 restantes,arrancam e recolhem as capas,vai para o lixo,contabilizam 100! Enganam os patrocinadores,os capitalistas “corneiam” o povo e a si próprio! A única fonte que garante o faturamento da Veja são os 30% adquirido pelos governos tucanos,uma troca de favor é a lógica! O Blog Cidadania,o PH e outros blogueiros também,cada um do seu jeito, tornou-se um referncial nacional,isso é ótimo, é parte do “jogo democrático”!

  • Independente do que está exposto nesse artigo,o PT e tudo o que venha dele não inspira confiança alguma. Esse partido é uma vergonha e seus militantes de internet também. As concessões que essa gente faz para se manter no poder são dignas de enojar quem tenha estômago mais sensível.

    Tem sido assim há tempos e eles imaginam que todos são ingênuos a ponto de não perceber o que fazem. De certo modo concordo porque a maioria dos brasileiros não sabe e na verdade nem quer saber quem é o PT e do que é capaz.

    Partido estelionatário é o que melhor traduz.
    Dilma? Se não é petista agrada a eles a despeito de alguns menos propensos a aceitarem qualquer coisa.

    Eu me arrependo profundamente de ter me aliado a essa farsa e ajudado a eleger esse governo. Essa culpa carrego e é dolorida , mas felizmente tive tempo de me redimir por tamanho erro na minha vida.

    E como observo quando alguém acorda e fala a verdade sobre eles , debocham , acusam, porque esse é o expediente que lhes convém.

    Esse país está entregue a gente ruim e não tem chances de mudar. Os da direita já se conhece e os que se dizem de esquerda são uma farsa tornando-se piores ainda. Renovar ? Quando ? Como?

    Eu sempre aceitei quando Lula se declarou como não esquerdista. Afinal não há mesmo mais espaço para a ortodoxia ideológica ainda mais num país despolitizado como o Brasil. Mas o que se viu acontecer com o PT e hoje muito bem traduzido pelos seus militantes de internet. Um estelionato. Muito além da tentativa de adaptarem a ideologia de esquerda ao país com vocação capitalista ,foram fundo se lambuzam na sujeira patológica da nação.Eles não só conseguiram se deixar adaptar como foram além e fazem ainda pior do que sempre fizeram os que antes acusavam.

    Esse país está entregue.

    Uns tempos atrás li um artigo aqui mesmo onde se dizia que precisávamos de um Chaves.
    A chance disso acontecer, principalmente depois do PT ter feito o que fez e ainda fará é nula.

    Resta a eles listar números que só convencem a si mesmos de que tais números tenham significado além de alimentar suas discussões absurdas. Como todos os governos que passaram eles até nisso são semelhantes.

    O PT destruiu qualquer chance desse país mudar aspectos que envergonham esse nação ao longo da sua história.

      • Não sei quanto a este, mas eu não sou tucano e sinto vergonha do PT.Esse tipo de argumento(?) é bem previsível.Com a repetição torna-se inócuo, sem efeito.

      • Até porque anda cada vez mais difícil sustentar a tal diferença entre um petista e um tucano. Querando ou não é o que se ouve nas ruas. Claro que como legítimo miltante de internet deve não saber das notícias das ruas.

    • Com membro da Executiva Municipal do PT de BH esclareço que ideologia no PT ão é para ser discutida em tertulias e saraus. A luta de classes existe e a disputa entre oprimidos e opressores é constante. Toda e qualquer tonada de decisão de prefeitos, governadores e da propria Presidenta leva em conta esta premissa e a opção final é sempre tomada em favor dos oprimidos, seja lá quem for. Quando se toma uma decisão a favor dos empresários pode ter certeza que o que se mira na reta final é o barateamento de um produto, crescimento do nível de emprego no setor , aumento salarial,etc,etc. Não se admite tomar uma decisão que tenha por fim apenas privilegiar, ainda mais, os privilegios da classe rica. Isto é fato concreto nesta Brasil em construção há pouco menos de 10 anos. Olhe para traz e veja quem realmente ganhou espaço, poder, dinheiro, emprego,escola, saúde,etc nestes anos. Pode ter certeza que temos muito, muito mais para fazer. Veja por favor o caso da China com seu socialismo concreto e real. É isto que queremos para o Brasil. Dar voz e vez aos aprimidos e não discutir a cor do gato. Vamos em frente. Esta é a nossa luta.

    • Celso, ninguém no mundo é a-político. Se você não concorda com um partido e um governo, é um pleno direito seu, garantido pela democracia. Não concordar com a orientação política de um partido e um governo significa alinhar-se com outra orientação diferente, provavelmente de oposição. Isso significa que você é um cidadão político. Isso significa que, quando você expressa uma opinião política na internet, você também se torna o “militante de internet” que você está tentando desqualificar.

  • Prezado Edu,

    Fique atento. Não se deixe manipular!!!

    A rede globo, através do Fantastico, ressucitou o sentimento de indignação nacional com os tais crimes de corrupção (que não foram, porque não se concretizaram).

    O roteiro é facil de ser decifrado:

    1- Cria-se o clima de indignação nacional;
    2- Durante uma semana martela-se na cabeça da opinião pública que TODAS as obras e licitações na esfera publica são manchadas pela corrupção;
    3- Joga-se um ministro recém-empossado na lama (mesmo não sendo ele, o secretário municipal a época da assinatura dos contratos);

    O que virá adiante?

    4- Senadores e Deputados vão tentar abrir uma nova CPI do Fim do Mundo das Licitações;
    5- Vão exigir as explicações e a exoneração, do ministro das cidades, sobre um “crime” que ele não fez!!!
    6- Tumultua-se ainda mais a execução das obras da COPA2014;
    7- Desgasta-se, ainda mais, a governabilidade federal em ano de eleições municipais;
    8- Esconde-se o absurdo escândalo do Demostenes-Cachoeira-Gilmar;

    Sinceramente, Edu…

    Esse roteiro já é conhecido de todos nós!!!

    Não seja Polyana em acreditar que a velha midia vai dar alguma tregua para a Presidenta…

    Eles querem a cabeça dela e é já !!!

    • Mas essa midia é desesperada e trabalha erraticamente, sem rumo, igual biruta de aeroporto.
      Reinaldo Cabeção? Augusto Nunes? Biquinho cereja da ABL? Essa turma apodreceu.
      Então é uma procissão onde os enterros se sucedem, e são filmados pela Globo,que agora
      achou por bem “homenagear” Chico Anysio, que foi posto na geladeira por ser inviável, pela
      própria Globo….E “guenta”! cara de Hommer Simpson do Willian Boné. E a pobre Patrícia,
      que sequer é poeta, precisa fazer caras e bocas. É na mão dessa laia que está o povão.

  • Não é por nada não EDU, mas essa matéria é bem do tipo “sem querer fazer fofoca, mas já fazendo”, que não tem nada de proveitoso… Quem é que já não imaginou isso, caro?! Até pela forma com que a mídia tenta desvincular DILMA de LULA, de quem teria recebido uma herança maldita. Se a DILMA fez isso realmente, nunca saberemos, mas se fez, parabéns a ela. Está provando que é mais Política do que imaginamos. E a VEJA que se cuide, porque assim como os usou para conquistar seus interesses, a DILMA pode muito bem puxar o seu tapete logo adiante.

    “O BRASIL PARA TODOS não passa na glObo – O que passa na glOBo é um braZil para TOLOS”

  • Não é por nada não EDU, mas essa matéria é bem do tipo “sem querer fazer fofoca, mas já fazendo”, que a meu ver não tem nada de proveitoso… Quem é que já não imaginou isso, caro?! Até pela forma com que a mídia tenta desvincular DILMA de LULA, de quem teria recebido uma herança maldita. Se a DILMA fez isso realmente, nunca saberemos, mas se fez, parabéns a ela. Está provando que é mais Política do que imaginamos (e porque não imaginar que o próprio LULA a induziu a fazÊ-lo?!). O PiG que se cuide, porque assim como os usou para conquistar seus interesses, a DILMA pode muito bem puxar o seu tapete logo adiante.

    “O BRASIL PARA TODOS não passa na glObo – O que passa na glOBo é um braZil para TOLOS”

  • O ex Luiz Inácio e a Pres. Dilma tiveram e têm razões para agir como agiram e agem. Eu mesmo fui um dos que torceram o nariz para o comportamento da Presidente com a imprensa, mas quem está no leme é ela, não eu. Penso que ela usou a mídia sim, mas não da forma descrita. A imprensa queria atingir os ministros da “cota” do ex-presidente. Eles acabavam caindo, mas quem nomeava o substituto? Ela. A caneta da nomeação estava com ela, não com o otavinho, ou os marinhos, os mesquitinhas ou civitinhas. Aos poucos, ela recompôs seu ministério, quase uma reforma ministerial. Os ataques, se não cessaram de todo, diminuiram de intensidade. Por quê? Porque o objetivo da imprensa – tentar atingir o ex-presidente – foi conseguido? O tempo dirá. O lançamento do livro A Privataria Tucana em 9 de dezembro do ano passado teve algo a ver? Afinal, quem estava, e ainda está no pelourinho é o queridinho do PIG, José Serra. Teriam eles pensado:”Epa, vamos devagar com o andor que o santo é de barro”. É possível.

  • Concordo com o posicionamento acima exposto de que a Dilma é a Presidenta de todos e assim deve se portar, dialogando com todas as correntes. Acredito nela e neste posicionamento inteligente.

    O que não concordo é com o posicionamento da base aliada mais especificamente com o PT que teria a obrigação de bater de frente com as forças mais a direita para não dar muito espaço e encurralar os adversários e não o faz por medo. Isso é fato o PT tem medo.

  • “Dilma teria feito tudo isso porque não teria querido dizer não a Lula ou desafiar a sua influência, até porque seria um suicídio político. Assim sendo, optou por esse suposto estratagema.”
    O tempo todo durante as quedas dos ministros eu pensava exatamente isso, o que vem a fortalecer minha desconfiança de que Dilma, de uma forma ou de outra, engendrou a queda desses ministros que, diga-se de passagem, pareciam mesmo impecílios para o que ela pretende no governo.
    Cada dia que passa ela mostra a todos que, definitivamente, “poste” ele não é mesmo!

  • Não acredito nesta hipótese, porém se for verdade é profundamente triste, neste caso fico com o velho ditado: diga-me com quem andas e eu ti tirei quem és!

    Se for verdade como fica???

    Os Pinheirinhos??
    Os homosexuais vitimas de todo tipo de agressão??
    As mortes por aborto clandestinos????
    O fim da ditatura midiatica, tão ou mais terrível quanto a ditatura política???
    O roubo bilionário da riqueza nacional com as privatizações???

    Etc,etc,etc

      • Caro companheiro Carlos, por favor pode me xingar de tudo quanto é nome, mais por favor , tucano não, até porque se voce observar bem a maioria das coisas que eu questiono, são oriundas de governos tucanos (pinheirinho,privatização,etc). Pelo andar da carruagem quem vai ser chamado de tucano se continuar neste ritmo vai ser o PT, pois estão cada vez mais parecidos.E pelo que eu entendo quem não admite criticas é a turma da direita. Saudações fraternas

  • Não acredito que a presidenta seja tão “rasteira” e falsa, pois isso seria covardia e, ela não me parece uma pessoa covarde, pelo o que li no livro do Ricardo Amaral (acho que esse o nome do jornalista). Agora, que ela governa e continuará governando diferente e ao mesmo tempo na mesma linha do Lula isso é óbvio. Acho que já disse aqui várias vezes e, desde que a presidenta foi eleita, ela é mulher, pensa como mulher e agirá como mulher ao governa o Brasil, portanto, Lula e Dilma são iguais e ao mesmo tempo diferentes.

  • Lula nunca enfrentou a midia como deveria e Dilma também não o está fazendo. Deixar de almoçar com a imprensa não é mérito, tanto quanto almoçar não seja demérito. Oito anos de governo Lula e A Lei de Meios não saiu e todo o brilhante trabalho de Franklin Martins foi pro beleléu.

    Sinceramente não sei os motivos de Lula, menos ainda os de Dilma, mas o fato é que nenhum dos dois tem em suas mãos o poder absoluto de gerir esta nação.

    Vi essa semana uma entrevista com o Ciro Gomes que afirma com todas as letras, para quem quiser ouvir, que nos “cafezinho” do Congresso Nacional,. TODO MUNDO SABE QUEM ROUBA…o difícil é comprovar.

    Em um país, ONDE TODO MUNDO SABE QUEM ROUBA, caberia ao Mandatário chutar o pau da barraca se quisesse passar esse país a Limpo. Lula me decepcionou porque não fez isso e a Dilma nunca me prometeu que faria isso, por isso não poderia ter me decepcionado.

    Se ela está fazendo esse jogo, espero que ela tenha êxito pois tem muita gente, inclusive do PT que se locupleta com esquemas “seculares” que “TODO MUNDO CONHECE”…Talvez Dilma tenha a itntenção de provar alguma coisa….Vamos deixar ela trabalhar, foi para isso que a elegemos.

    • Conversas de botequim. Estou cansado de escutar coisas semelhantes.
      Quem rouba não é citado entre os que roubam. Essa é a regra pétrea da máfia.
      “Não fale mal do seu irmão!” Então é muita basófia. Ciro Gomes é um
      político bastente confuso que vive esbravejando e cometendo suas bravatas.
      Quem o leva a séiro? Qual o poder que ele tem? Aqui no boteco da esquina
      tem um bando de malucos dizendo que o mundo vai acabar em 24/12/2012…
      No dia seguinte, em plena amnésia alcoólica, ninguém se lembra mais da história.

  • Caro Edu,

    Como você deve ter lido no blog do Nassif, Veja caiu na teia do Cachoeira. Essa entrevista de Dilma, astutamente, concedeu a entrevista para dizer que não há perseguição política à revista do Civita no momento em que a Polícia Federal está prestes a bater à porta de Policarpo Jr em BSB. A entrevista desarma a possível falácia que a revista poderia construir tentando relacionar ações policiais/judiciais à um “atentando à liberdade de expressão” que, no primeiro “grito” de Veja prontamente seria seguido pelos demais veículos da velha mídia.

    Quando a PF (e, tomara, também a CPI do Cachoeira) chegarem aos esquemas envolvendo o triângulo Cachoeira-Demostenes-Veja, os Civita vão ter muito mais para se preocupar do que somente a queda de faturamento da editora e seus novos negócios em educação que não decolam nem com turbinas de Jumbo!

    Grande abraço.

  • Eduardo, por gentileza, divulgue o 1º Encontro Estadual de Blogueiros Progressistas de Goiás. Data: 14/04/2012. Local: Auditório da Câmara Municipal de Goiânia. Horário: 8:00h às 18:00h. Entrada franca. Segue o site:
    http://blogproggoias.ning.com/
    Antecipadamente agradeço.
    Abraço
    Maria José

  • Nem sei se você vai me dar espaço. Mas é preciso dizer uma coisa de Dilma. Ela tem mágoas guardadas.
    E na presidência conquistaa por lea, chegou o momento de queimar essas mágoas. A imponência que ela
    demonstrou naquela foto perante militares pusilânimes que escondiam seus rostos com a mão, é
    emblemática. Essa é a Diilma. Ela sempre foi essa mulher superior, altaneira, e ciente do poder que
    teria, quando lhe dessem esse poder. Ela não está pra brincadeira. Veio pra detonar. E está fazendo tudo
    com inigualável maestria. Vai comer cada um dos algozes, com farinha.Nem me refiro aos milicos. e sim
    à essa mídia presunçosa, que é fraca de caráter, e não tem força pra suplantar a força de Dilma.
    E há outros tantos que serão devorados. Haverá na história, longínqua, um momento em que terá que
    ser dita uma coisa: Lula foi valente e desbravador, mas não conseguiria nunca suplantar a estratégia
    do poste que ele tão intuitivamente ofereceu à nação. Essa mulher é que soube fazer o seu tempo.
    Quem sabe faz a hora, não espera acontecer (Vandré).

  • No dia 04/08/2011 – 22:17 eu postei este comentário no blog do Nassif

    “É cansativo explicar as razões estratégicas por trás dos movimentos aparentes. Analogamente, jogar xadrez não é somente saber como mover as peças; Dirigir não se resume a saber os comandos do automóvel.
    Como saber as concessões feitas por Dilma, Lula e o PT para que ela fosse eleita? Como neutralizar as desconfianças do capital em relação a um provável governo Dilma? Seguramente Lula, Dilma e PT aceitaram as “indicações” destes ministros como tática de neutralização de ataques mais pesados durante a campanha. Uma vez ganha a eleição, cumpriu-se o acordado, a saber, a nomeação destes ministros alienígenas. A boa vontade aparente do governo Dilma com a mídia significa, agora que as peças foram movidas, o uso do criticismo sistemático do PIG em benefício de uma estratégia mais ampla. Deixaram a mídia exercer seu “poder” de acusar, sua contumaz arrogância em escandalizar. O governo Dilma – certamente aconselhado por Lula – ofereceu aos detratores de plantão as ovelhas que mais lhe convinham, a saber, justamente aqueles ministros e repartições que foram objeto daqueles acordos eleitorais. Este expurgo sempre esteve nos planos do PT, ou pelo menos do PT que pensa, e a mídia vaidosa serviu bem a este propósito. A mão não tão invisível do gênio político de Lula domina este tabuleiro. O resto é só “notícia”.
    Vem muito mais por aí. Quem tiver olhos que veja, quem tiver ouvidos que ouça!”

    Mais ou menos nesta linha.

    Abs.

  • Caro Edu,

    Creio que a presidenta acerta em elevar o interesse público às picuinhas midiáticas e exatamente por isso, não creio que ela se prestaria à criá-las, levando-as para seu quintal.

    Ela sabe que não conta com o aceite dos grandes grupos midiáticos e isso (a conspiração) seria uma hecatombe política em qualquer momento, caso a mídia, notadamente a VEJA, que jamais lhe poupara, viesse a fazer uso desse comezinho estratégico, ou um simples pires.

    Se Dilma, de fato, fizesse o que a fonte denuncia, ficaria refém para o resto da vida de setores que não lhe nutrem simpatia. Ademais, provas…???? A correlação engendrada, somente por conta de uma entrevista à VEJA, é frágil. Fica muito mais verossímil a distensão, à uma conspiração.

    O que poderia fazer algum sentido, seria o fato de sua indisposição, ou ausência, na defesa dos ministros e o ato final (a queda), o que lhe renderia índices de aceitação junto à sociedade, bastante saborosos; o que se deu. Mas conspiração, um wikileaks do planalto a serviço da VEJA…??? Não se coaduna com sua história de vida e seria, para sempre, um divisor entre ela e o ex-presidente Lula. Mesmo sendo maquiavélica, no pensar do pensador político italiano, não creio que a princesa daria ao adversário as chaves do seu castelo, sabendo que não poderia deitar a cabeça e dormir sem preocupação. Dilma não colocaria um cavalo de tróia dentro dos seus domínios.

    Desculpe-me, Edu, mas é o que penso.

  • Para o mal! Se ela fez isso, ela não tem caráter! Aliás, segue um estilo muito comum na espécie humana : agir por trás, de maneira covarde e conspiratória! Enquanto nos esgoelávamos para defendê-la, Dilma confraternizava com essa corja que, enquanto não for combatida e destruída, impedirá qualquer evolução concreta deste país. Ela achava que Lula “tinha pecuinhas” com a mídia : era exatamente o contrário disto nossa crítica ao ex-presidente. Com exceção dos últimos anos de seu Governo, Lula sempre recebeu de mim, e deste espaço, a crítica de que seria por demais brando com os barões da comunicação. Se Dilma via a “brandura” de Lula como agressividade excessiva : COMO NÃO SERÁ A SUA “CONVIVÊNCIA HARMONIOSA” COM OS BARÕES DA COMUNICAÇÃO!!!!!!!!!!!!!!!!! Pelo jeito não evoluiremos nada!

  • Essa história me parece bem verossímil. Com isso, Dilma perde muitas oportunidades de avançar o país; é conciliar com os interesses dos inimigos vis. Ela está legislando (via Congresso) a larga sobre várias matérias e deixando que os governadores apliquem ou não a lei. Popularmente, jogando para a arquibancada. Enquanto isso, reformas que Lula não pode ou não se interessou em fazer não andam: reforma administrativa, política, fiscal, lei da mídia e assim por diante. Continuará governando com os bons ventos ( nem tanto) da economia brasileira que pode a qualquer momento sofrer forte impacto negativo. Está fazendo uma política de conciliação com setores retrógrados que estão conseguindo manter tudo como dantes. Ainda vai acabar compondo com Serra que vencerá a eleição em São Paulo. Ela não se reelegerá!

Deixe uma resposta