Não foi Marina quem conduziu a Bandeira Olímpica, foi o Brasil

Opinião do blog

Algumas polêmicas são tão inúteis quanto é possível que sejam. Por exemplo, um certo incômodo que causou a escolha de Marina Silva para conduzir a Bandeira Olímpica durante a abertura das Olimpíadas da Grã Bretanha. Esse incômodo não tem o menor sentido.

A escolha de uma personalidade política, porém, não foi a mais adequada. Até porque os outros escolhidos pelo Comitê Olímpico Internacional (COI) não eram políticos e, ao convidarem política de um país para receber a honraria, entraram em terreno incerto.

Os outros escolhidos foram Ban Ki-moon, secretário-geral da ONU, o ex-boxeador Muhammad Ali, o fundista etíope Haile Gebreselassie, o maestro argentino Daniel Barenboim e quatro ativistas de direitos humanos, alguns ganhadores do prêmio Nobel.

Todavia, o que parece é que o COI cometeu apenas uma gafe ao querer homenagear o Brasil, próxima sede dos Jogos Olímpicos.

Há milhares de Marinas Silvas espalhadas pelo mundo. Ou seja: pessoas que lutaram contra a pobreza, a ignorância e a adversidade e se tornaram expoentes na defesa de boas causas. O que se depreende é que cabia um lugar ao Brasil, daí a escolha dela.

Marina não foi escolhida entre tantos brasileiros por sua ação política, mas por seu simbolismo em um mundo que tem na defesa do meio ambiente uma das suas causas mais urgentes. A mim pareceu isso.

Sejamos claros: há pessoas que claramente pareceram ter sentido desagrado por Lula não ter sido escolhido. Sobre isso, francamente acho que não faria sentido. Haveria certo desagrado de outros ex-chefes de Estado que estariam à altura de ser homenageados.

A escolha poderia não ter recaído sobre uma personalidade política? Poderia, mas será que vale a pena pagar mico semelhante ao que pagou repórter da Globo ao perguntar a um dirigente do Instituto de Estudos Políticos de Paris por que escolheu Lula e não FHC para homenagear?

Ora, foi ridículo o que fez a mídia àquela época. O Science Po escolheu Lula assim como o COI escolheu Marina. Não cabe perguntar por que nas duas situações. Quem escolhe, nesses casos, é quem concede a homenagem. Ponto.

Ora, bolas, que se dê a Marina a honraria. Apesar de sua atuação política dúbia e questionável durante a campanha eleitoral de 2010, não se pode negar a ela o mérito de sua belíssima trajetória de vida.

Alguns parecem sugerir que teria havido má intenção na escolha de Marina. Não se pode descartar nada, obviamente. Grupos de pressão brasileiros como a mídia podem ter feito gestões para materializar essa escolha. Todavia, se isso ocorreu foi uma idiotice.

Aliás, se a pressão por Marina ocorreu mesmo, só não foi um furo n’água como ataque político porque algumas pessoas passaram recibo…

Particularmente, senti orgulho ao ver o Brasil ter sido um dos raros países que tiveram cidadãos escolhidos para a homenagem. É óbvio que a escolha tem relação com o fato de que sediaremos os próximos Jogos Olímpicos e todos sabem a quem isso se deve.

Muito melhor do que perder tempo com essa bobagem teria sido refletir sobre quem mais está perdendo com as Olimpíadas de 2012. Afinal, as atenções do mundo se voltaram para Londres na sexta-feira e não foi a Globo que transmitiu o evento.

141 comments

  • Edu,
    me desculpa, mas acho que foi sim uma escolha cretina, cínica. Ninguém dá palanque para político “por sua bela trajetória”, de maneira despolitizada, ou despolarizada, ou despartidarizada… Isso não existe.

  • Sim, foi o trabalho de Marina Silva como ativista e eco lutadora responsável, engajada e reconhecida internacionalmente como pessoa capaz de salvar o mundo (eleita a algum tempo por mídia internacional) que teve sua trajetória e pensamento honrados neste dia. As atitudes e projetos desta merecem estar no lugar de destaque neste evento mundial.

    Ela como personificação do que há de bom em um mundo que precisa pensar em sustentabilidade dentro de um país que aprovou o código florestal que aí está mostrou que ser diferente e ousado mesmo em uma conjuntura como a de hoje ainda inspira o mundo a buscar o melhor.

    Olimpíadas é isso: uma forma de honrar os melhores feitos que personificam o mais nobre que a humanidade detêm e nada mais justo do que escolher Marina Silva, mesmo que a contra gosto de muitos.

    Parabéns ao COI. Não havia escolha melhor.

    • Prezado Wilson,
      Gostaria somente de uma confirmação sua:
      V. escreveu “engajada e reconhecida internacionalmente como pessoa capaz de salvar o mundo” (? ? ?).
      Da prá confirmar?

      • The Guardian, em Janeiro de 2008. Não é de hoje que os ingleses tem Marina como referência. Foi colocada como uma das 50 pessoas capazes de salvar o MUNDO. Em ano posterior o Brasil foi colocado como país capaz de salvar o mundo

      • Essa senhora junto com José serra abriu as portas do obscurantismo nas eleições de 2010, trazendo temas dos mundos máis fétidos da mente humana.
        Nunca um presidenciável foi tão caluniado, julgado por aqueles que repetem diariamente em seus cultos que não devemos julgar, no entanto a Dilma foi julgada e caluniada publicamente pelas religiões, foi chamada de lésbica, assassina, matadora de criancinhas, iria fechar as igrejas, iria legalizar o aborto, etc…

        Na boa….. A Marina tem muitos méritos e reconhecimento internacional relacionado ao meio ambiente, mas ao contribuir para o ressurgirmento do obscurantismo nas eleições de 2010 ELA TROUXE UM MAL MUITO GRANDE AO NOSSO PAÍS…….
        Na minha opinião não merece representar o Brasil. Colocaria os atletas olímpicos que estão esquecidos e doentes….

  • Pra se saber se a marina merece este destaque todo seria necessário se pesquisar no Acre (o Estado dela) por que ela é tão rejeitado pelo eleitora nativo. Na minha opinião, coloque a Amazônia sobre controle de marina Silva e aquilo deixa de ser Brasil!!!!

  • Além de ficar surpresa com a presença desta senhora no evento, fiquei mais impressionada ainda com a expressão estranha que vi em seu rosto. Não me parecia uma feição alegre ou amena, de quem recebia (justa) homenagem por sua trajetória. Sei lá, vi uma face constrita e pesada, em vez disso. Mas pode ter sido só impressão minha. De qualquer modo, também não me importei muito com esse destaque dado a ela. Que faça bom proveito de suas honrarias e glórias. Que lhe sirvam para aplacar todo o ressentimento que parece carregar.

  • Não vi qualquer problema na homenagem à Marina Silva. Ela é representante de uma causa com a qual todos concordam, pelo menos em parte ou, pelo menos, da qual não discordam frontalmente. É um exemplo de mulher pobre, evangélica, negra e lutadora, de país de terceiro mundo, que chegou ao reconhecimento internacional com luta e esforço. Ainda que não aprecie muito sua trajetória política ou suas convicções, devo reconhecer que é uma pessoa que pode servir de inspiração a muita gente, que pode se identificar com ela. É uma homenagem justa a todas as mulheres batalhadoras de países e regiões pobres deste planeta.

    • concordo plenamente.E não cabe realmente aqui fazer qualquer julgamento de merito sobre a trajetoria politica dela,bastante equivocada por sinal.Não admiro Marina pelo que ela é,mas admiro Marina pelo que ela representa sobretudo defendendo a causa que foi tambem a causa de Chico Mendes.Que certamente se distanciaria dela nas eleições de 2010 por ter se prestado ao triste papel de testa de ferro da candidatura daquele elemento de São Paulo cuja figura sinistra assusta criancinhas de colo.

  • Conformemo-nos, meus amigos, poderiam ter escolhido o FHC !!!!! Não estou entendendo a indignação dos Petistas. Marina construiu toda sua trajetória no PT, é ex-ministra de Lula e não recusaria um convite de Dilma para algum ministério importante, nem do PT para ser candidata a algum cargo no executivo. Esta homenagem a Marina engrandece o Partido dos Trabalhadores, pois a história de marina no PV é insignificante. Ótimo fim de semana a todos.

    • Esclarecendo, não sou petista e aliás, tenho simpatia pelo PSDB de Aécio Neves.

      Não gostei do papel de Marina Silva nas últimas eleições. Sorry. Minha admiração pela trajetória dela se foi.

  • Marina Silva, que mancomunou com o PSDB para “derrubar a Dilma” (expressão dela), beneficiou-se das acusações de “abortista” feita à candidata Dilma e sobretudo beneficiou-se desse esquema sórdido contra Erenice. Marina Silva, a verde que teve o apoio de gente digna como Leonardo Boff e Gilberto Gil, entre outros, não é nenhuma santa. É uma oportunista vulgar.

    LUCIA ADELIA DISSE:

    Emersom, posso lhe assegurar que Leonardo Boff esteve com a Dilma desde o primeiro turno, não repita o PIG disseminando falsas informações

    AGORA PEÇO A LÚCIA ADELIA:

    http://blog.opovo.com.br/blogdoeliomar/teologo-leonardo-boff-apoia-marina/

    Aguardo que LÚCIA ADELIA me peça desculpas por me acusar de disseminar falsas informações. Sem racor.

    “Aliado de Lula em suas cinco campanhas presidenciais, o teólogo Leonardo Boff será a estrela da festa de lançamento da candidatura de Marina Silva (PV) ao Planalto, amanhã, em Brasília. Ele subirá ao palanque com uma mensagem incômoda ao PT: defenderá que a senadora, e não a petista Dilma Rousseff, é a sucessora natural do presidente.

    “A Marina é o Lula melhorado. Tem a mesma origem popular, mas soube pôr o foco na questão ambiental junto com a social”, disse à Folha de Petrópolis (RJ), onde vive, por telefone. Símbolo da Teologia da Libertação, uma das raízes do PT, Boff defenderá o voto na senadora como opção de continuidade ao petismo.

    “Não me sinto distanciado do Lula, porque acho que a sucessora natural dele seria a Marina. Acho triste que ela tenha deixado o PT. Se fosse candidata do partido, venceria no primeiro turno”, disse.

    “Dilma é ligada a projetos importantes, mas não existe nela a dimensão de um conhecimento que seja ligado a questões tão diversas como as que temos hoje. Apoio Marina por imperativo ético.”

    (Folha Online)
    Responder
    emerson xavier da silva
    27/07/2012 • 16:27

    Veja o vídeo em que Boff declara apoio a Marina, que sempre se gabou do apoio do sinistro Fernando Gabeira.

    http://anarosa200.blogspot.com.br/2010/09/leonardo-boff-apoia-marina-silva.html

    Se não bastar, veja mais isso:

    http://blog.opovo.com.br/blogdoeliomar/teologo-leonardo-boff-apoia-marina/

    http://www.rodrigovianna.com.br/outras-palavras/leonardo-boff-e-a-batalha-da-midia.html

    http://www1.folha.uol.com.br/poder/747710-ex-petista-teologo-leonardo-boff-sera-estrela-de-festa-do-pv.shtml

    Lembro que fui acusado de disseminar falsas informações. Publicamente. O pedido de desculpas dever ser público também. SEM RANCOR, insisto.

  • A questão não é tão simples assim.A Marina Silva já deixou de ser a muito tempo aquela figura simbólica ligada ao grande Chico Mendes.Participou de uma campanha política feroz ,e teve uma postura determinante ,mostrando qual é o seu lado.Não dá para ficar no folclore da floresta,quando ela não teve nenhum pudor de arriscar a volta do atraso para o país.A questão não é querer o Lula ou qualquer disputa assim boba.Como você mesmo disse, existem milhares de mulheres trabalhadoras da terra ,defensoras da ecologia ,não precisava da Marina Natura.A presença dela foi sim um erro.Espia quem está elogiando a Marina aqui no blog.rsrs

  • Caros; o Eduardo está certo.
    Não foi “Marina” que conduziu o símbolo maior. Foi o Brasil.
    É claro que a Marina tendo seu nome ligado à defesa do nosso verde,
    provavelmente isso tenha influenciado o COI. Poderiam ter encontrado alguem
    melhor? Não pensemos politicamente. E se fosse o Pelé? Ou Lula?
    Sempre haveria alguém a questionar.

  • Que beleza a Marina em Londres.Tomara que fique por lá.
    Um desastre como Ministra do meio-ambiente.
    Depois, negou-se dar apoiao à Dilma , ficou no muro.
    Alias, muro peessedebista.Vai acabar como o Gabeira,
    na linha FHC.Ecologista elogiada pelos capitalistas, pra mim
    é só capitalista.

  • Caro Edu,

    Pode ser q vc me chame de paranóico ou – pior – teórico conspiracionista, mas vejo aí um dedo dos serviços secretos de sua majestade e seu co-irmão lá do outro lado do Atlântico, essa galera barra pesada de Langley. E sabe por quê? Porque o COI e o comitê olímpico desses babacas ingleses proibiram ao público qualquer MANIFESTAÇÃO POLÍTICA nos estádios!!! Proibiram também – pasmem, em um país q se diz “democrático e livre”, apesar da contradição dessa parasitagem monárquica – até camisetas com a efígie de nosso querido herói revolucionário Che Guevara. Figuras em estamparia com as imagens de Fidel Castro, Chavez, Julian Assange, Yasser Arafat, nem pensar.

    Então sou obrigado a concordar com a Lucila 16:16. Essa politização seletiva não foi sem querer e muito menos “homenagem” (merecida em outro contexto ou sem as proibições q elenquei do COI-comitê britânico) ao Brasil.

    Marina Silva, laranja de Zé Serrote??!! Give me a fucking break!

  • Eduardo, concordo plenamente com voce. Meu sentimento é que nao houve uma explicacao plausível para essa escolha. Marina, hoje, é uma figura apagada no contexto da política brasileira.

  • Peço desculpas. A Marina foi elogiada até pelo Merval, nosso SARAMAGO.
    Escritor que de tão lido, não se acha um só livro dele no mercado, tamanha a procura.
    Daí contento-me em ler seus artigos luminosos no Globo, dignos de serem assinados
    por um David Nasser, ou Alexandre Garcia, outro luminar de nossa inteligenzia.
    Mas, espere, Sr Eduardo Guimarães. Espere até a próxima eleição, da ABL, nossa
    entidade democratíssima, que põe no chinelo a Academia Francesa. Quem seu petista empedernido
    vc acha que vai vestir o fardão? O Veríssimo? Vai achando, seu ionimigo da mídia e da inteligencia nacional. Vou cantar pra vc. O próximo a ser ungido se chama Zeca Camargo, com seu livro de cunho
    existencialista mostrando aos mortais como perdeu peso sem deixar de apresentar o Fantástico, esse
    programa da emissora tão combatida por vc e demais comunistas, que , ao mostrar as entranhas do governo Collor, deve ganhar o próximo Pulitzer. E abalar as estruturas do mundo cristão, com nossa queridíssima irmã em Cristo, Roseane, esse novo Lutero de saias. Tão cristâmente incompreendida
    por gente da sua laia e do Nassif. Que como tem o coração de pedra, trocaram o evangelho cristão
    pelo programa do PT. Essa Santa mulher, além de mostrar ao Brasil como se deu o avanço bolchevique
    no governo de seu ex-marido(a macumba foi O Que Fazer, que propiciou a tomada de poder pelos
    arautos da estrela vermelha), ainda deu mostras de uma humildade tocante, ao exigir do ex um aumentinho de sua pensão, ridícula, para os padrões brasileiros. Por favor, se ainda restar um pouco de amor nesse coração tomado pelo ódio, ajude-nos na campanha pelo au,emto de sua pensão.
    Quando se trata de cotas, vcs logo se ouriçam. Agora quero ver como responderão aos apelos dessa serva de Deus.

  • Desculpe me amigo Edu, mas dessa vez discordo de ti; a Marina é o simbolo da empresa NATURA (que por sua vez, faz dobradinha com a GLOBO); eu como brasileira, não me senti nada representada por ela.

  • Estamos ampliando os quinze minutos de fama da Ex Ministra. É o que ela é: Ex do Meio Ambiente…
    Com certeza, mantendo a permanente insegurança, por isto se calou sobre o convite..
    Bom mesmo é a ausência da Globo e as medalhas dos atletas. (do Bolsa Atleta.)

  • Não me iludo ,como disse o antigo Coringa ,não existe mais inocentes ou nada é por acaso ,enquanto atletas com patrocinios oficiais caem em combate os projetos de bolsa atletas mostram que funcionam sim ,a poçlitica estatal de patrocinio do esporte,como a atleta do Piauí e Tiago Pereira.
    Acredito que o proximo golpe democratico contra nossa nação está sendo tramado como golpe ecologico e Marina aceitou muito bem encarar esse papel como vimos na rio +20. Nada tem ela de representatividade com relação aos demais brasileiros.

  • “Ora, bolas, que se dê a Marina a honraria. Apesar de sua atuação política dúbia e questionável durante a campanha eleitoral de 2010, não se pode negar a ela o mérito de sua belíssima trajetória de vida.”

    Parabés pela lucidez.

    O que me espanta às vezes, é um certo sectarismo/fanatismo no sentido de que, se não está com o PT automaticamente é de direita.

    Tipo, ou está comigo ou está contra mim.

    Marina tem sim um história digna de menção honrosa nesse país e, acredito, ainda contribuirá muito com o Brasil.

    Eu votei nela no primeiro turno e não me arrependo. Acredito que as pessoas têm o direito de discordar de certas posturas dominantes na polítiva e procurar contruir outros caminhos.

    Marina simplesmente busca seu espaço na seara política, nada mais.

    Em tempos estranhos, quando se ameaça uma reabilitação de facínoras como o Collor, crucificar a Marina é uma injustiça.

    • O Jornal Nacional da redebobo de enganação acaba de aunciar que o julgamento do “mensalão do PT começa em 5 dias. A mesma cantilena de sempre: maior escândalo de corrupção da história do Pais, sofisticada organização criminosa, chefiada por José Dirceu, especializada em desviar recursos públicos pra comprar apoio político no Congresso…Mas prova mesmo não anunciou NENHUMA (como sempre).

  • Não chamaria de “gafes” mas de alfinetadas. Como foi trocar a bandeira da Coreia do Norte pela Coreia do Sul, está longe de ser gafe, é provocação.

    • Chamar o Ustra seria uma provocação.

      A Marina tem a (justa) imagem de defensora da floresta e dos povos que nela vivem e isso, lá fora, dá muito IBOPE.

      Lembro-me quando o Chico Mendes morreu que ninguém aqui dentro o conhecia e lá fora ele já era respeitadíssimo (pelo menos foi o que minha professora da sexta série disse…).

      Como para os gringos o Brasil = Amazônia, é compreensível a escolha da Marina.

      Já a bandeira da Coréia foi sacanagem pura.

      • Recomendo a leitura de dois livros sobre Chico Mendes:Fronteiras de Sangue de Javier Moro e Amazonia em Chamas-a tragedia dos povos da floresta de Peter Schumatoff.Acho que o problema da Amazonia tem que ser resolvido porquem de direito,ou seja,os brasileiros.Agora se os brasileiros não são competentes para cuidar da Amazonia aí já é uma outra historia.

  • Penso que a Marina representa o Brasil. Os equívocos políticos cometidos não invalida a sua prática. A história cobrará a sua postura. Seria diferente a sua representação sem questionamento se sua atitude fosse impar sem dubialidade. Aqui paga o que fez e ilustra o que irá fazer.

  • eu acho que foi escolha CLARAMENTE politica e de interesse óbvio: Marina é a eleita pela “comunidade internacional” para representar o Brasil. Sabemos o quanto a “comunidade internacional” pode ajudar ao Brasil, caso “necessário”.

    Marina? Bem, ela tem bela história e hoje é afeita aos interesses das ongs internacionalistas da Amazonia, tem jatinhos à disposição para campanhas eleitorais, amiga da industria de produtos cosmeticos… é é OPOSIÇÃO a LULA/Dilma.
    Quem melhor poderia “nos” representar?

    Gafe nada, Edu. Propaganda politica a nivel mundial, e DESCARADA!
    Esses caras não dão ponto sem nó…

    :/

  • No mínimo, o comitê olímpico deveria ter comunicado o governo brasileiro. Foi um desrespeito. Pergunto: o comitê olímpico se atreveria a incluir um candidato presidencial derrotado dos EUA? E sem nem mesmo informar isso a Obama? Aposto que não.

    O tempo de políticos como Marina, oportunistas, inconsequentes, acabou. Marina, assim como Heloísa Helena, Cristóvam Buarque, e outros, estão destinados ao esquecimento.

    • Roberto,concordo plenamente com você.Não dá para entender como uma atitude ingênua nesses tempos.Marina não é mais aquela figura do passado.Começo a entender o meu desconforto,afinal Marina é uma figura política antagônica a nossa Presidenta.Foi mesmo um desrespeito.Posso até estar exagerando,mas com certeza foi uma indelicadeza ,uma falta de diplomacia.Enfim ,quando lembro do papel que ela assumiu nas eleições ,e no espaço que foi conquistar carregando a bandeira do Brasil não posso deixar de rejeitar esse oportunismo.Abraço.

      • É isso aí, Andrea. O cob foi desrespeitoso com o Brasil. E Marina também, pois já que o cob não comunicou a escolha à delegação governamental brasileira, Marina poderia te-lo feito. Aí, sim, ela estaria sendo correta.

        Dilma foi elegante. Marina foi deselegante.

        • Deixa de ser tonto! O COI não tem que comunicar ninguém. Por acaso o COI é orgão brasileiro? Quem homenageia não tem que dar satisfações a ninguém. Deixe de ser ridículo!

          • Deixe de ser mal educado!!! Aliás, foi o que faltou, tanto do COI como da Marina. diplomacia e educação. Dilma sempre elegante!!!

  • Quando eu mencionei isso num post passado, NINGUÉM me respondeu. Quando falei sobre as ideias da Marina, sobre quem e o que ela representa, ninguém me respondeu. Mas se eu falar mal do Lula, assim sim, me baixam o sarrafo. Esse blog ainda não consegui esse patamar de discussão, muitas vezes se porta como parachoque do PT. Concordo com um comentário de cima: põe a Marina no controle da Amazônia, ela deixa de ser brasileira rapidinho. Em diplomacia, não existem mocinhos, o jogo é duro, se vc não se impõe, passam por cima de vc. Há uma lógica muito clara em Marina ser a queridinha de governos e elites europeias, só não ver que não quer. Em tempo: uma pena a Globo não ter os direitos, por pior que ela seja, está a anos-luz da porcaria das transmissões da Record. Sorte minha e de todos que têm TV a cabo.

  • Qual é mesmo o esporte reconhecidamente praticado por Marina? De quantas competições esportivas ela já participou?

    Tá na cara que foi provocação.

  • Ahahahahaha!!! Foi muito bom ver a cara de tacho da Dilma no estádio. Hoje ela saiu para fazer compras e ninguém a reconheceu! Viva o Brasil-Potência!

  • Vai ver foi pressão de cineastas americanos (o diretor de Avatar), ou pode ter sido influência da dupla que foi destituída – Havelange e seu genro, sei lá. Parece que meu comentário caiu de paraquedas? Caiu não. Falo isso porque achei desproposital um roteiro da série CSI Miami em que o mocinho não consegue botar o traficante de nome latino na cadeia e diz que ainda vai ao Brasil prendê-lo. Outra série ‘Fearly legal’ mostra uma conspiração contra uma suave cantora brasileira, militante que luta contra a construção de Belo Monte perseguida por policiais brasileiros corruptos. A ironia é que os personagens tem sotaque espanhol (será que eles ainda pensam que a capital do Brasil é Buenos Aires?). Não é de hoje que o Brasil aparece em filmes americanos e ingleses com imagem negativa. Agora, coincidência ou não, a suave mocinha simpática aos americanos não corresponde a imagem suave de Marina? Será que este é o recado? Eles esperam de nós suavidade a qualquer preço?

    • Maria, vc mostra ser pessoa ATENTA às “coincidencias”. Também tenho notado esta conotação negativa de brasileiros em series de tv. Tem uma serie policial até simpática que passa no canal Globosat em que, já por dois episodios, os bandidos eram brasileiros (prostitutos, traficantes, assassinos). Parece que é belga a série…

      Enfim, é um “consolo” saber o que nos espera. Estamos sendo eleitos os “novos bandidos intl” na maquina de fazer as mentes. E sabemos como a “Comunidade Internacional” trata aos párias, aos “bandidos” aos olhos deles… quem viver, verá.

      Infelizmente.

      :/

    • Já percebi isso também, e não é só nas séries, nos documentários (poucos) que há sobre o Brasil, sempre tem alguma coisa depreciativa. E já faz pelo menos dez anos.

      • A verdade é que existe uma visão cristalizada nos paises de primeiro mundo que enxergam o brasileiro de uma maneira bastante negativa.Em que pese todos os esforços do governo Lula para melhorar a imagem do Brasil no exterior e tambem os esforços do governo Dilma no mesmo sentido,a questão é que o brasileiro ainda é visto como malandro,marginal,sempre buscando dar um jeitinho em tudo.Se temos os politicos que temos,a sociedade não pode ser melhor que eles.

        • Desculpe, meu amigo, mas se os EUA tem um político como Bush, que já foi declarado criminosos de guerra pelo Canadá (se não me engano), definitivamente, não precisa se preocupar com os políticos de outros países, a não ser aqueles que ele mesmo alicia e depois, persegue.

  • Agora, convenhamos, o Lula escolheu uns ministros mequetrefes em seu governo. Basta olhar a lista para se perceber que muitos deles nada tinham a ver com as propostas de mudanças veiculadas na campanha. Daí o êxodo de muitos petistas de origem para outros partidos logo no incio do governo. A Marina nunca inspirou confiança do partido, era apenas uma aposta do Lula. Uma arrivista, assim como Marta que só fica bem no partido se tiver um cargo de mando.

  • Estou acompanhando a transmissão dos Jogos pela Record, e estou muito satisfeita com o trabalho da Record, pois ela transmite o máximo de competição possível e a gente fica por dentro do que acontece na competição assistindo tudo. Quando era a Globo, só ficávamos sabendo pelos telejornais e as competições transmitidas era apenas as que não atrapalhavam a grade da emissora. Parabéns para a Record!

  • Acabo de ler uma não notícia no Estadão, de que Marina chorou ao saber da reação da presidenta por ela fazer parte da comitiva, li a reportagem inteira e não havia absolutamente nada referente a Dilma ter ficado irritada ou qualquer coisa que o valha, apenas citou uma frase irônica do Aldo Rebelo.
    Meu deu uma raiva!

  • Eduardo, pessoalmente, não gostei de ver a Marina Silva nessa.

    Ela teve um papel lamentável nas últimas eleições.

    Infelizmente, sua bela biografia foi maculada naquela campanha.

    Acredito também que haveria muitos brasileiros melhores do que ela para representar o País.

    Foi bola fora do COI.

  • Dilma foi elegante, o que Marina não parece ter sido nas eleições. Parecer ter entrado nelas apenas para ajudar Serra a levá-las para o segundo turno. Papelão.

      • Como presidente? Tá difícil hein? Se o povo do Acre, que conhece tão bem a “bela trajetória” de Marina, por ser ela uma acreana, não a querem presidente? A propósito, veja o resultado do 1º turno presidencial no Acre, só os 4 primeiros mais votados:

        JOSÉ SERRA: 180.252 52,12%

        DILMA: 82.733 23,92%

        MARINA SILVA 81.102 23,45%

        PLÍNIO 1.032

  • No meu entender foi provocação do Comitê Olímpico. Deixar de informar o governo brasileiro do convite da Marina foi quebra de etiqueta.

    E a Marina topou fazer o papel. Depois da sua associação de subordinação ao Serra não esperei mais nada de bom desta senhora.

    Como comentei com as pessoas conhecidas que manifestaram intenção de votar na Marina para presidente pelo que ela representava para a defesa da natureza: E se ela ganhar?

  • Prezado Eduardo: e leitores . Desculpem-me se este texto é longo.1° – Sim, o Brasil foi representado pela ex-senadora e ex-candidata à presidência da república dona Marina Silva, parabéns.No entanto, quero falar sbre o famigerado movimento ambientalista.Devemos sim, cuidar da nossa casa; o planeta terra.No entanto, chamo a sua atenção e a dos demais leitores para essa nova forma de colonialismo que aos poucos vai sendo introduzido na sociedade e nós estamos embarcando numa canoa que tem como destino a transferência da nossa soberania para nações ricas que a cada período de tempo inventa uma forma de enganar os puros de coração ou que desconhecem as suas reais intenções. Nos anos de 1960 essa turma que deixava se enganar era chamada de “inocentes úteis”, pois, defendiam ideias que nem sequer sabiam o seu real significado.Em 1948 vários cidadãos britânicos intitulados engenheiros sociais, dentre eles os senhores Julian Huxley e Max Nicholson fundaram a UICN –Ubião Internacional para conservação da natureza.A UICN tem sua sede na cidade de Gland(Suiça) e diz que a sua principal missão é “ a conservação da biodiversidade do planeta”.A sua ata de constituição foi redigida pelo Ministério das relações exteriores britânico.Atualmente reúne mais de 100 entidades governamentais e mais de 650 ONGs em mais de 70 paises.Em 1961, Julian Huxley e Max Nicholson, juntamente com vários notáveis da oligarguia britânica fundaram o Estado Maior do movimento ambientalista mundial O Fundo Mundial para a Vida Selvagem(World Wildlife Fund) , atualmente conhecido como Fundo Mundial para a natureza – WWF.Quem faz parte deste estado maior – príncipe Philip, consorte da rainha Elizabeth II, Lorde Solly Zuckermann, principal assessor cientifico do governo britânico, o marechal Alan Brooke, ex-chefe do estado maior do reino Unido;sir Frank Chappel – ex- comandante geral do exército britânico, dente outros.Atualmente, as ONGs são tropa de cheque do movimento ambientalista indigenista.Em 1989, o presidente Mitterrand e seu chanceler Michel Rocard, disse na conferência que se realizava em Haia “ O Brasil deve renunciar a uma parte de sua soberania para facilitar a solução dos problemas ambientais”.Em setembro de 1995 o Pentágono publica um documento chamado United States Security Strategy for the America- estratégia de segurança dos Estados Unidos para a América – na qual diz que tipo de contribuição as forças armadas dos países do ocidente poderiam dar ao desenvolvimento sustentado. E em junho de 1997 o general americano Thimothy Wirth disse numa conferencia de segurança ambiental, realizada em Miami “ a proteção dos recursos naturais ´e hoje um assunto legitimamente militar” e outro general americano – Patrick Hughes – disse em em 9 de abril de 1998 numa conferência no Instituto de Tecnologia de Massachussets “ uma das hipóteses de um conflito do Pentágono para as próximas duas décadas é uma intervenção na Amazônia brasileira para evitar danos ambientais que possam eventualmente provocar impactos sobre os interesses americanos.Vamos observar a linguagem que está sendo introduzida na imprensa de modo a amaciar a revolta de por certo surgirá. Não se fala mais em tribos de índios. Fala-se em nações indígenas. Fala-se também em plurinacionalidade.Isto tudo tem como objetivo solapar a nossa unidade.Eu pergunto . A SERVIÇO DE QUEM ?Veja quantas ONGs estão na Amazônia.Quantos mil índios têm o Brasil? Quantos por cento do território brasileiro pertencem aos mesmos ? aproximadamente 14% do território brasileiro pertencem aos índios. E a sua população é de aproximadamente 915.000 pessoas.Qual a parcela que corresponde a cada uma .É só fazermos a conta e teremos a resposta.Acredito que não foi à toa que o COI – hoje na terra de sua magestade – quis chamar a atenção para o movimento ambientalista. Para não cansar os leitores, sugiro que procurem ler os seguintes livros – Mafia Verde vol. I e II e Um Demão de Verde – Ed. Capax Dei.Procurem ler o que significa a reserva Ianomami está na tríplice fronteira Brasil – Guiana e Venezuela, lá em Roraima, mas tem gente dizendo que o perigo para o Brasil está na tríplice fronteira Brasil-Argentina e Paraguaio. Estão desviando a nossa atenção.
    Vejamos o que disse o cel. Aviador da Força Aérea Brasileiro e ex-governador de Roraima,segundo a Folha de São Paulo, em 24 /04/2005
    “O presidente Lula disse na minha frente e da bancada de Roraima que toda vez que ia ao exterior recebia pressões e reclamações favoráveis à homologação da reserva( Raposa Serra do Sol). Disse que tinha pressa em atender a essas demandas.

  • Prezado Eduardo: e demais leitores – peço desculpas pelos erros de português.Estou com uma neta pequena do meu lado que não me dá sossego, e, adeus concentração.

  • Eduardo,

    Fiquei surpresa com a indicação da Marina, não pelas picunhas internas, mas por compara-la com os outros representantes. Acho que o Brasil é que passou a imagem de ser um pais que não tem ninguém com um curriculo de peso.

  • Eduardo
    Penso que quem merece um post é a menina que saiu do Piaui para trazer a primeira medalha de ouro brasileira nestas olimpíadas. Considero este fato extremamente simbólico.

  • Waldir,

    Mandei minha opinião, ao blog, antes de ler seu texto. Parece que, como diria minha avó: o buraco é mais embaixoComo já foi dito por vários participantes deste espaço, não há inocência nesta escolha, nem deles(COI) nem dela.

  • Bem, já comecei a pensar em alguns nomes para levar as bandeiras da Grã-Bretanha , da Austrália e da Itália, em 2016, aqui no Brasil.Pela ordem: Roger Waters, Julian Assenge e Domenico Losurdo.

  • Oi, Eduardo! Você tem toda a razão. Parece coisa de criança: a marina fala que ficou contente de ver a Dilma na arquibancada…. me pareceu coisa de criança: “eu tenho, você não tem” Quem gostou mesmo foi o pig que agora fica espalhando intriga. A caravana passa e os cães ladram. Um abraço grande amigo,parabens pelo blog que está cada vez melhor e ajudando-nos a enxergar cada vez mais! Abraços na Vitória … muita força e saúde!

  • Marina Silva não estava lá representando o Brasil politicamente.
    Hoje, em política nacional, ela não é nada.
    Ela é reconhecida e respeitada pelas Ongs que defendem o meio ambiente, particularmente a WWF, suiça.
    Todos os que carregaram a bandeira foram orientados a não revelar o fato.
    E o COI não tinha porque pedir autorização ou comunicar o governo brasileiro pois não se trata de um evento político.

    • Ong’s que defendem o meio ambiente…nos países tropicais, onde ainda existe biodiversidade para elas se apropriarem na “mão grande”,como a medicina dos índios Ashaninkas do Acre, não é, ô babaca neocolonizada?

  • Ah Edu como gosto de ler seus textos e como vc foi coerente neste. Parabéns continue assim, pois terás saúde e vd longa. Como tem comentários persecutório por aqui. Tanto dos trolls como dos esquerdas radicais.

  • Edu, pela locução durante a apresentação das pessoas que estavam carregando a bandeira olímpica, entendi que ela foi convidada por conta de ter ganho o “2007 Champions of the Earth”, um prêmio da ONU. Penso também que pelo fato dela ser brasileira, essa foi uma forma de fazer uma deferência ao Brasil.
    Muito barulho por pouca coisa.
    Abraços!

  • Eduardo, uma pessoa simples, humilde, uma jovem mulher, fez com que o hino nacional fosse executado e ganhou medalha de ouro para o Brasil, fazendo história e emocionando a todos os verdadeiros brasileiros. A mulher brasileira foi hoje motivo de orgulho para o nosso país, superando a todas as outras gringas com as quais se defrontou, sem nenhum complexo de viralatas.. De onde ela veio mesmo? Lá, do mais pobre estado brasileiro, aquele estado ao qual o Zotollo, o executivo da Phillips com origem nobre, da arrogante nobreza paulistana, digno legionário do movimento “Cansei”, referiu-se como descartável: “se o Piaui for varrido do mapa, ninguém ficará chateado”. Uma declaração para a história de um pretenso sábio, a raciocinar com a mesma lógica linear de um certo eterno candidato, que despreza as regiões onde tem sua origem muitas das pessoas mais simples deste país. A dívida desta nação para com o ex-presidente Lula é impagável, por ter sido ele aquele que levantou a cerviz deste povo tão humilhado e depreciado pelos seus próprios compatriotas.

    • Merecida a medalha e motivo de orgulho. Detalhe: ela é das Forças Amadas. Da Marinha Brasileira. Disciplina é tudo para conseguir sucesso numa competição como essa.

  • Marina Silva é reconhecida mundialmente pela militância em favor da preservação ambiental. Isso, concordemos ou não ( e eu, pessoalmente, não concordo) é um fato que a credenciaria, em tese, a receber do COI a homenagem.
    Mas é claro como água que, em terras britânicas, não se pode conceber que a escolha tenha se devido apenas a esse aspecto. o COI não vive no éden, e tem uma atuação claramente política em todo o mundo. Da mesma forma, creio, que o Comitê Olímpico do Reino Unido.
    Não se pode esquecer, ainda, que Marina disputou e perdeu a ultima eleição presidencial e esse fato não poderia ser desconhecido das autoridades inglesas.
    Foi, para dizer o mínimo, deselegante não a escolha mas fazê-lo sem comunicar a Dilma a intenção, colocando-a claramente numa saia justa completamente inadmissível para uma chefe de Estado. Ficou claro para mim que os ingleses advertiram Dilma sobre que tipo de política ambiental eles querem para o Brasil, e usaram Marina para fazer isso.
    E tanto foi isso que a tropa de choque marinista ficou completamente alvoroçada na internet, como se a líder tivesse tirado uma revanche sobre Dilma, pela eleição dos ingleses.
    Jogo político, sem dúvida, mas de quinta categoria.
    Mas Dilma é que nem elefante, não é de esquecer um agravo. Vai ter troco, não contra Marina claro, mas contra sua Majestado o Reino Unido.

  • Não concordo Eduardo. A Escolha de Marina foi de caso pensado. Esse Comitê Olimpico é uma extensão do poder Americano e Inglês. E nada seria feito sem a concordância do governo inglês em Londres. A EScolha de Marina é uma provocação pura e simples. E uma prova de como essas ONGs ambientalistas, patrocinadas por petroleiras americanas e inglesas são apenas “cabeças de ponte” como os mercenários colombianos, libios , e tunisinos, gente da pior espécie, criminosos, assassinos, assalariados pela OTAN. Marina é só mais uma “atriz” paga e apoiada pelos EUA. Uma “oposicionista” que parece estar “mais à esquerda” do que Dilma para enganar os trouxas. Marina é Serra. Marina apoiou Serra por baixo dos panos. Marina é mais Arnaldo Jabour de saias.

  • Eduardo,polêmico não sei, mas deselegante politicamente foi.Nenhuma surpresa vinda de um reinado que não consulta mas impera.Aliás a Inglaterra que tantas terras e povos subjulgou, tantas colônias, colonos e escravos , tantas riquezas subtraidas dos povos do mundo inteiro , está de olho na Amazônia e a marina se presta bem ao jogo colonialista.

      • Não idiota .. não é um orgão brasileiro, mas como disse a Angela, foi “politicamente deselegante”. Não custaria nada o COI COMUNICAR ao governo brasileiro a escolha da Marina para ser “porta-bandeira”. Além dela destoar completamente dos outros personagens escolhidos, a “luta” dela pelo meio-ambiente foi para o brejo com suas posições reacionárias e obtusas ao se aliar ao que pior há na política brasileira … O PSDBostas e os DEMoníacos, que de defesa do meio ambiente não tem absolutamente nada.. nadinha.

        • Falou e disse. E acrescento: Marina e massa de manobra dos paises ricos que cobicam a Amazonia na medida em que ela repete que o governo brasileiro nao cuida da floresta. Entao usam o discurso dela para lutar pela internacionalizacao da Amazonia. Quem apioa isso nada mais e que entreguista abjeto.

  • Caro Edu
    O comentario nao tem nada a ver com o texto, seria pedir muito
    um comentario seu ao problema de saude do Chaves, voce viu
    a disposicao do presidente nesta semana, como fica as
    declaracoes do Merval, fica porisso mesmo. Desculpe pelas
    palavras sem pontuacao, nao conseguir lidar ainda com este
    computador. Grato

  • Eu consigo compreeender o seu ponto de vista, Edu, mas discordo…
    Marina Silva foi escolhida porque faz o mesmo discurso do Greenpece…

  • Dica do Stanley Burburinho no twitter:

    Lembro que o vice da Marina Silva é dono da Natura Cosméticos e que está com processo no STF por enganar os Índios da tribo Ashaninkas ao repassar os conhecimentos seculares destes Índios sobre o uso da planta Murumuru, que a Natura usa em seus produtos, ganhou milhões e não repassou um centavo para os índios. Foi ele, o vice da Marina, dono da Natura que emprestou seu jatinho de US$ 55 milhões para Marina viajar Brasil afora, em 2010, para fazer campanha.

    • Que bom que encontrei seu comentário, Roberto. Estou há dias buscando essa notícia sobre o roubo que a Natura fez aos indígenas, patrocinado pela Marina. A Marina não é ingênua, não, gente. Ela é uma direitista, e “não prega prego sem estopa”. É uma traíra.

  • Entendo a sua colocação caro Edu, ela é diplomacia pura mas…

    Marina causou o adiamento da vitoria de Dilma no primeiro turno pelos motivos errados, e para direitos humanos ? Marina está fora de sintonia faz tempo.

    Para mim essa questão do COI mostra carga politica pura e simples, mas é o que você diz, a grande colaboradora do Serra ( Rede Globo) nem percebeu o furo e não poderia dar, pois está boicotando os jogos olimpicos .
    Coitada da direita brasileira, os astros conspiram contra ela e agora que Dilma mostrou seu desapontamento com a regressão do PRB em SP, a coisa tá mais que Russa, oh manno.

    Serra achou que deu o bote, só que de cobra peçonhenta, Dilma se tornou especialista.

    P.S. E eu achando que Celso iria honrar o sobrenome!!!! De Russo até agora só o Renato Manfredini Júnior.

    Seraaá só imaginação
    Seraaá que vamos conseguir vencer
    Oh,oh,oh,oh,

    Não Zezinho, só na sua imaginação que vais conseguir vencer e nem chamando os Russos passará para o 2° turno.

  • A Marina Silva? Ahhh, aquela ex-ministra do Meio Ambiente do Governo Lula e que lutava pelas causas do Meio Ambiente.

    Se o que essa Marina Silva defende hoje em dia, tivesse sido vencedor das eleições de 2010, não teríamos uma campeã olímpica do judô: Sarah Menezes, pois esta atleta e muitos outros milhares de atletas não teriam condições de mostrar suas capacidades se o Brasil fosse um Estado Mínimo como querem os tucanodemonistas da coligação udenista (PSDB-PFL-PPS).

  • Parece que ninguem percebeu isso,a entrada da marina na ultima hora no evento para conduzir a bandeira olimpica ,nada mais é do que um processo de desmoralização da presidenta Dilma com vista nas próximas eleições e tambem,quem não se lembra do pronunciamento de abertura das olimpiedas passadas quando tiraram este direito do presidente LULA ; E a direita em ação,a Imprensa nacional com certeza arquitetou isso com a monarquia inglesa,e a blabarina dizendo que ficou sabendo de ultima hora e de substimar nossa inteligencia ,o fato eque ela rancorosa e ciumenta não perde por esperar o retorno vai ser nas urnas,e na verdade ela quis mesmo constranger a presidenta Dilma.

  • A extrema direita espoliadora e escravista procura desesperadamente um vetor político dotado de carisma para engabelar a grande maioria dos pobres que votam. É a forma “limpa”, alternativa ao golpe, para o qual via de regra apelam os entreguistas, ao visarem o poder e falarem de democracia, a democracia que lhes convém. Tais entreguistas, traidores da pátria, se aliam a interesses de fora que querem o nosso subsolo e entregam o que não lhes pertence em associações minoritárias com gringos descompromissados com o país, em troca de propinas (exemplo a PRIVATARIA TUCANA, o maior dos maiores escândalos, livro que o dr.Gurgel se nega ler). Lembro que em certa oportunidade o ACM Neto chegou a clamar, quase que desesperado, por um títere das elites, (quem sabe um político negro “a la Obama”), dotado de carisma suficiente para bater o Lula, a grande dor de cabeça dos vendilhões da pátria.
    Creio que Marina Silva tem carisma e não é pouco. Há que trazer esta mulher de volta das mãos sequiosas dos verdadeiros ladrões da nossa pátria, das quadrilhas que salivam pela Petrobrás, BB e CEF e as incontáveis riquezas da nossa Amazônia. É preciso que se encontre uma fórmula tal que não permita que ONGs hipócritas e prêmios interesseiros concedidos a ela, Marina, venham a desviar em definitivo este quadro, a meu ver muito promissor. É nefasta a influência sobre a Marina Silva de políticos com sérios vícios como José Serra, Agripino Maia, Alvaro Dias, FHC (a vaidade dele atrapalha demais), além do PIG, um enclave estrangeiro nas comunicações, e de tantos outros, especialmente as ONGs infiltradas pelos serviços secretos do império, todos a se comportarem como inimigos da nossa nação soberana. Creio que não seria bom para o país subestimar o carisma e potencial desta mulher.

  • Tô super por fora, não assisti à abertura, e só tô sabendo disso agora. Achei essa escolha deslocada e fora de propósito, pra não dizer estranha, sinceramente suspeita, mas enfim… não vejo o por que de não se chamar alguém ligado ao esporte inclusive, mas bola pra frente, só não vejo ingenuidade nisso não…

    • Marcellus,
      Como você, também não assisti a abertura.
      Penso o mesmo sobre o assunto, deveria ser um ex-atleta, muitos ainda vivos como Pelé ou qualquer outro..
      Essa escolha da Marina foi pontual e politicamente incorreta, além da falta de diplomacia do COI.

  • Marina não me representa. Perdeu esse direito ao ser rejeitada nas urnas, não ganhou nenhum Nobel, não tem militância ambiental atualmente (se julga muito boa para isso) . Se gostam dela, que fiquem com ela. Aqui não contribuiu com nada e pelo visto, atrapalha.

  • Não me senti representado vendo a brasileira Marina carregando a bandeira olímpica. Confesso que fiquei surpreso com aquela estranha no ninho. Mas é coerente com a ecologia pensada pelo anfitrião. Marina transformou-se na porta-bandeira da ecologia retórica, tão apoiada pelos impérios.

  • Grande honra prá ela, prá muitos nada a acrescentar!!1 Mesmo assim é uma cidadã brasileira , uma brasileira a mais, nem pior que nós nem melhor!!! Se foi representar ….bravos !!!com certeza foi digna desse convite e parabéns a ela … E com certeza DILMA nossa presidenta não tá nem ai!!!

  • Como vivem espoliando o Brasil, poderiam levá-la. Seria ótimo uma Marina nos USA, uma na Alemanha, outra na Inglaterra, mais uma para a Itália e ela fazendo nesses países o que ela fez aqui. 🙂 🙂 🙂

  • Vou plagiar o CQC…que saudades do PV,quando queriam só a liberação das drogas…Hoje,são a pp droga.Marina está para o PV, como o rei da Espanha está para a WWF.Protegem no discurso mas a prática é outra!!!

  • Eduardo,

    Não existem milhares de Marinas espalhadas pelo mundo.

    Garanto que o mundo seria melhor se existisse.

    Não que ela seja uma santa.

    Pois santo só existe no céu.

    Mas alguém que tenha poder, como ela teve, e que de fato lutou pelo meio ambiente.

    Porque ser ministra do Meio Ambiente no Brasil é para poucos.

    Não apenas do Meio Ambiente, ser Ministro no Brasil é para poucos.

    O Brasil hoje é importante.

    20 anos atrás é pouco provável que qualquer politico brasileiro fosse destaque lá fora por coisas boas.

    Ou por coisas trágicas, como um Chico Mendes.

    Marina foi listada quando Ministra no Governo Lula como uma das 10 pessoas que poderiam ajudar a salvar o planeta.

    Ou seja, esto explicando porque ela foi lembrada. Também está explicada tal reverencia porque ele foi notada, de certa forma mais lá fora do que aqui.

    A polemica foi causada pela própria reação do nosso Governo.

    Se tivessem o mínimo de frieza (algo absolutamente indespesável para quem tem certos cargos), teriam feito cara de paisagem. Não teria polêmica. Mas não … ainda tivemos aturar um ministro importante corneteando …

  • Com tanta gente longe da plítica e, principalmente, mais coerente e significativa e representativa do Brasil num momento como este, é de doer o coração ter que aturar Marina carregando a Bandeira Nacional. Vamos ver como esta dona de beterraba nas bochechas vai usar este momento.

  • Não acho que devemos fazer a idiotice de espernear pelo não convite a Lula(ele é muito maior do que isso), mas tenho certeza de que a escolha de Marina foi política. Afinal, o COI não vive em outro planeta, sabe das “dubiedades”(nome politicamente correto para cinismos, mudança de lado)da gloriosa Bla-blárina Silva, como bem disse PHA), além de sua aliança com um dos setores mais reacionários deste país, os evangélicos. Também não concordo que possamos compara a não convocação de Lula, com a não premiação da Science Po a FHC, simplesmente porque ao não premiar o tucano a Universidade Parisiense foi fiel aos ideais humanistas que diz representar, aos quais Lula está ligado e o tucano não(afinal, mesmo para quem admira o neo-liberalismo, não dá para afirmar que ele é Humanista, no máximo, sendo muito cego, dá para dizer que é eficiente do ponto de vista econômico. Claro que com muita cegueira e hipocrisia, a situação da Europa e dos EUA é um atestado dessa “eficiência”). Já o COI, que diz defender nas Olimpíadas os mesmos valores humanistas, foi coerente com o quê ao premiar Marina : com a aliança dela com o “verdismo-capitalista” da Natura????????!!!!!!!! Ou com a ligação de Marina com o “verdismo-multinacional do Greenpeace??????!!!!!!!!!!!! Talvez admire o “verdismo-global” de Marina ao aliar-se a Globo para tentar impedir a construção das hidrelétricas do Rio Madeira????????!!!!!!!!!! Não sou favorável a dar essa importância ao COI, mas que Marina não merece nada, além de ter sua hipocrisia desmascarada, lá isso é verdade.

  • O problema é que ela é uma ativista política de atuação mais do que suspeita, que esteve sempre do lado do que há de pior na política brasileira e notabilizou-se pelo prestígio que desfruta perante as ONGS internacionais que de preocupação com o meio ambiente não têm é nada. Na última campanha teve como aliado e vice, um notório transgressor do meio ambiente, processado por biopirataria e diversos outros crimes ambientais. Usou na campanha, inclusive, um jato de U$$ 50,0mi. Deve ser de algum abnegado defensor da na natureza, ou seria da NATURA?

  • Caro Edu, fico preocupado com uma série de comentários no face sobre os gastos de Dilma nas Olimpíadas, segundo as informações gastos demais de 900 mil reais com a comitiva e que poderiam ficar na embaixada sem tantos custos. Eu acho que devemos buscar sempre a coerência das informações, mas não tenho nada pra contrapor esses comentários, infelizmente…

Deixe uma resposta