Descanse em paz, Roberto Civita

Crônica

 

Morreu Roberto Civita. Morreu de câncer, ainda que a mídia demo-tucana não diga. E não diz porque não pode, ou porque dizer envolve uma lição de vida que a deprecia. A lição? Ora, não comemore o sofrimento de seus inimigos porque a fragilidade humana nos une a todos.

Minha hora chegará, como chegou para Civita. Porém, estou tranquilo.

Enquanto ele esteve doente eu jamais fiz o que ele fez com Lula através de seus blogueiros e colunistas amestrados, que ironizaram a doença do ex-presidente e deram curso a uma onda de frases hediondas que comemoravam seu câncer, hoje tido como curado.

Reinaldo Azevedo, um dos autômatos de Civita, foi particularmente cruel ao mandar o ex-presidente se tratar no SUS por ter elogiado o sistema durante seu governo. Quantos outros políticos elogiaram as próprias obras na saúde pública e jamais foram alvo dessa ironia?

O ex-tucano Mario Covas, por exemplo, elogiou a própria obra na saúde pública quando era governador de São Paulo e nem por isso a Veja e assemelhados o mandaram se tratar no SUS paulista. E muito menos o PT, que se solidarizou com ele.

Todos aqueles que não perdoaram Lula nem quando estava tão fragilizado, ainda que eu não acredite nisso deveriam refletir sobre a morte recente daquele que pagava o tal Azevedo para fazer coisas como aquelas – digo “pagava” porque, agora, não paga mais nada, ao menos nesta vida.

Não se comemora a doença ou a morte de semelhantes. Falar mal de Civita por sua obra à frente de seu império editorial, neste momento, não é a minha praia. Este é um momento de dor para os seus familiares.

Contudo, falar sobre como ele tratou o sofrimento de seus inimigos políticos faz todo sentido – e, como se sabe, o que faziam e continuam fazendo seus hoje ex-empregados era e é produto de sua visão de mundo, enquanto estava nele.

Mas a morte do ex-barão da imprensa tem um sentido mais amplo. Civita foi um homem tido como muito poderoso, do alto de seus bilhões de dólares e de seu império descomunal. Contudo, não queiram ver como todo esse poder se tornou nada, ao fim.

Não é bonito ver um ser humano agonizar, mas é necessário. Só assim nos damos conta do que somos, ou do que não somos. E o que nenhum de nós jamais será é “poderoso”, pois Poderoso só é Deus, para quem acredita Nele como eu.

E, para quem não acredita em Deus ou deuses, ninguém é poderoso.

Somos todos seres frágeis como uma flor ou um fio de cabelo. Falíveis, débeis, assustados com a nossa própria debilidade humana e com a nossa ínfima pequenez diante do desconhecido, ainda que alguns de nós queiram passar uma ideia diferente.

Lamento, porém, a morte de Civita. Tinha muitas críticas a lhe fazer e, agora, não tenho mais simplesmente porque ele deixou de existir. Posso criticar a obra, mas não o autor. Ele está fora do alcance de mortais como eu ou você que me lê.

Descanse em paz, portanto, Roberto Civita.

  • Civita, você está onde merece, no INFERNO!!!

  • Fala sério

    Como vc escreve merda em cima de merda….é impressionante sua arrogancia, petulancia e mal caratismo.

    Vc faz parte da escória deste país,

    • José Manoel

      Você só pode estar brincando ou delirando………………………

      • Rodney

        Não, ele está falando do Civita.

    • Lei Santos

      Arrogância e petulância são as capas desrespeitosas, canalhas e anti-Lula que esse homem mandou fazer desde que o PT assumiu o poder. Fala sério!

      • Carlos Medeiros

        Eu penso que este homem nao merece nenhum respeito do povo brasileiro, nem mesmo depois de morto, espero que encontre o seu lugar apos passar deste mundo… o inferno que o espere….pois la e que que vc merece estar.

    • Civita é vítima do ódio que semeou.
      Mas agora está morto.
      Manera [email protected]!

    • Dias

      Então fala que eu te escuto, mas dessa vez sério, tá?

    • Marcus Vinicius

      … quer dizer então que o texto do Eduardo te deixou contrariado, pensou que ele se juntaria a você aí do seu esgoto pra descer a ripa no Civita?

      pela sua reação boçal, só posso de dizer uma coisa: PERDEU PLAYBOY !! rs…

    • Ulisses

      Você falou sério ou falou mesmo foi bobagem? Estupidez tem limites. E parece que você não conseguir interpretar nada que o Eduardo Guimarães escreveu. Senão teria vergonha do que escreveu

      • Esse cidadão que se apresenta com a ridicula alcunha de Fala Serio é tão infame que se ele afirma que Eduardo faz parte da escoria,ele,esse tal de Fala Serio,faz parte do que?Certamente esse tal de Fala Serio deve fazer parte da esgotosfera,que é o que de mais repulsivo existe no Brasil e do qual Veja é o simbolo maior.E pensando bem,o camarada Eduardo não pode fazer parte da escoria escrota desse pais,porque ele não pertence à classe dominante,essa sim a verdadeira escoria do Brasil.

    • Fala Sério. Você projeta demais…

    • Rosiméri

      E desejar a morte de outro ser humano pode? Usar a mídia pra desqualificar reputações pode? Desejar um país de miseráveis? Incitar ódio pode? O texto do Edu retrata a ordem das coisas de forma simples, educada o que o Civita. simples sem ofensas mostrando a fragilidade do ser humano.

    • Wilsonleaks (Bispo do Rei)

      Ei cara!
      Dá pra dizer de quem você está falando?
      Se for do Eduardo Guimarães você tem que ser colocado numa camisa de força antes que cometa alguma atrocidade com alguém.
      O Eduardo foi um cavalheiro, o retrato da decência mesmo o Civitta não merecendo tamanha deferência.

    • Carlos-fort-ce

      teu lugar não é aqui não, abestado!!!

    • Sávio Valença

      Esse cara é patético. Não ouve um ataque sequer ao seu ídolo morto – coisa que vcs são mestres em fazer aos desafetos – e vc vêm aqui chamar Edu de escória e mal intencionado. Este seu ódio foi destilado em cima de quê? Pervertido!!!

  • foo

    O Civita também foi vítima do ódio que semeou.

    Não estou dizendo que sua doença foi causada pelo ódio; longe disso.

    Estou dizendo que o ódio é uma forma de sofrimento; e, aparentemente, o Civita sofreu desse mal ininterruptamente nos últimos 10 anos.

    Que isso também nos sirva de lição, e não cultivemos o ódio para com nossos semelhantes, mesmo que a gente discorde de suas idéias.

    • Carlos J. Ribeiro

      Shakespeare, que aqui no Sul de Minas é conhecido como “Chico Pires” dizia que :”Alimentar ódio a uma pessoa é como tomar veneno e esperar que essa pessoa morra”.

    • Djijo

      “Não estou dizendo que sua doença foi causada pelo ódio; longe disso”
      Procure noções básicas de psicologia, pelo menos. Tudo que se pensa reflete diretamente no corpo.

  • Americo Camargo

    Que artigo fantástico! Uma das melhores coisas que já li na minha vida! É prá todo mundo compartilhar no facebook, prá que muita gente possa ler, refletir e aprender! Muita inspiração, Eduardo! Obrigado!

    • eduguim

      Amém

  • Olegário

    Não lamento a morte dele. Já vai tarde.
    O diabo deve estar desesperado lá no inferno, pois, tem mais um GOLPISTA com que se preocupar.
    Devemos ter solidariedade com seres humanos, mas, com seres humanos.
    Este aí, como alguns outros não pertencem a espécie humana e nem a espécie dos animais, mas, das bestas feras.
    Pena que como ele existam tantos.
    Tenho certeza que não fará falta alguma.

    • Faço das suas as minhas palavras,se me permite.

    • Scan

      De minha parte considero, mesmo com a perda de Chaves, que o mundo melhorou bastante em pouco menos de dois meses: Thatcher, Mesquita e o canalhão aí.
      Um outono que realmente deu bons frutos.

      • Davi Lemos

        Não esqueça do Videla. O diabo deve estar enlouquecendo.

  • Fernando

    Brilhante texto Edu!!!………..resta saber se o PIG aprendeu com essa dura lição????………..creio que não!!!

    • eduguim

      Concordo

      • Também concordo.
        Os sentimentos estão além (ou aquem) dos interesses econômicos e políticos.

    • José Lucena

      Eles nunca irão entender.

  • Cecília Cruz Silva

    Sua humanidade é seu diferencial Eduardo .

  • Lei Santos

    Estar no inferno não é o suficiente, espero que esteja lustrando os cascos de algum diabo noite e dia, e com a língua.

  • flavio lula da silva

    será que civita vai planejar golpes no inferno???
    Diabo, se cuida…………………………….

    • Janah

      kkkkkkkkkkkkkkkkkk
      Me dou este direito por ser uma ET e nunca entendi os humanos, principalmente os bicudos. Imagino que o Eduardo seja religioso, mas eu choro por quem merece.

  • Lara

    Edu,uma reflexão muito boa esse post acima,realmente somos uma vela acessa,essa viagem ninquem pode fazer por nos.Muito engrandecedor só para os mais espiritualizado respeitar os mortos ,mesmo pq eles não pode mais se defender tb não concordo qdo estamos fragilizados e nos malham como diz o ditado muito facil pisar em cachoro morto, covardia.Parabens Edu.Agora a sua obra essa ficou e fez o que fez.

    • eduguim

      E que enfrente o Julgamento final

      • Djijo

        Não vai dar nenhuma chance pro homem?

        • Djijo

          Como voltar numa nova vida e tentar acertar?

  • Luciano Prado

    O momento, entretanto, serve para algumas reflexões.
    Pelo menos para mim vem uma pergunta:
    Cívita serviu ao seu país como se espera de um cidadão comum? Serviu à democracia? Serviu ao jornalismo?
    Definitivamente não!
    Civita serviu unicamente aos seus interesses e aos do que comungavam com ele. Só.
    Foi um ser pequeno, insignificante. Para as pessoas mais esclarecidas e preocupadas com o país e seu povo Civita foi um atraso de vida.

    • Francisco Ernesto Guerra

      Luciano, temos que ter mente que civita era israelense, estadunidense, italiano, argentino e (ufa) brasileiro. Então ele tinha muitos senhores para servir. Provavelmente servia e se servia deles, exceto o último, que é quem unicamente deveria servir.

  • Anderson Brasil

    Há horas em que temo que, de tanto odiar os inimigos (mesmo por justa causa), acabemos nos tornando tão ruins quanto eles. É importante que mantenhamos a sensibilidade. Lembremos de Robespierre, o incorruptível, que endureceu tanto ao longo da revolução francesa até se transformar num monstro.

  • Ferreira

    O ”coiso” tá tendo trabalho lá embaixo… Vai ter que mandar construir um ”puxadinho” lá nas proofundezas porque a demanda está grande: Margaret Thachter, General Videla, Mesquitão e agora o Civita, e tudo isso em pouco mais de um mês… Haja trabalho lá pra baixo….

    PS: Edu, o que você
    falou cai como uma luva, afinal esse homem se julgava tão poderoso que tinha falado ”Vou derrubar a Dilma”, achando que era imune a qualquer coisa, achando que era um Deus e não se deu conta que ele era simplesmente um ser humano mortal e frágil como qualquer outro. Como lição, o ciclo da vida derrubou ele antes….

    Excelente texto, Edu. Para os reaças que acharam que iríamos comemorar a morte do ”reaça mor” esse seu texto é uma verdadeira lição. como diriam os antigos, é um tapa com luvas de pelica….parabéns.

    • eduguim

      valeu

  • Zé Maria

    Você deve ter comprado uma caixa de foguetes para comemorar!

  • Não foi aceito no inferno,vai ficar baixando em terreiro de macumba pedindo vela preta,foi tarde,o Rio Pinheiros está começando a ser despoluido,ainda está faltando os cães amestrados.

  • Roberto Pereira

    Adoro seus textos desse tipo, Edu.
    Apesar das desavenças em relação ao PT e ao mensalão e ao governo Dilma, nunca perdi o respeito por vc.
    Parabéns, por tão bem colocadas palavras. Subscrevo todas.

    É isso mesmo, somos muito frágeis para nos sentirmos tão superiores aponto de desprezar ou odiar (por mero jogo político, ou posição social, cor da pele, condição sexual) a outro ser humano.

    Infelizmente a maioria das pessoas só se dá conta disso quando ela mesma ou algum ser amado se encontra em situação de doença grave. Aí toda a empáfia mostra ser o que é: um grande saco de vento vazio.

    • eduguim

      Discordar civilizadamente é bom

  • ocator

    Grande Eduardo!! (ainda fica maior entre coisinhas más como o zé maria e o fala sério que não resistem a inteligencia e sensibilidade de alguém).

  • sonia

    Não desejei a morte dele porque ela é inerente ao ser humano. Mas não lamento a sua morte nem um segundo. Foi se mais um da extrema direita..O Brasil fica mais leve sem estas pessoas que causaram tanta dor e sofrimento aos outros, com sua intolerancia e desrespeito. Quanto a Ed Abril, espero que chafurde no lodo fétido do rio a sua frente…

  • Luciano Prado

    Carta sobre Civita:”minha cabeça foi vendida por 50 milhões”

    Enviado por luisnassif, seg, 27/05/2013 – 13:58

    Por Webster Franklin

    Do Digitais PUC-Campinas

    Carta não perdoa Civita por entrega de sua cabeça à ditadura

    Danilo Zanini

    Em entrevista aos alunos da PUC-Campinas, o jornalista Mino Carta fundador das revistas Veja, Isto É, Carta Capital e Quatro Rodas conta que os donos da editora Abril Victor Civita e seu filho Roberto Civita o “venderam” em troca de um empréstimo de 50 milhões de dólares. No momento em que revive suas emoções, o Michelangelo das revistas perde o controle e afirma que duas vezes tentou bater no Roberto Civita “Minha cabeça foi vendida por 50 milhões de dólares.Eu tentei duas vezes dar um murro na cara do Roberto Civita, e ele fugiu! Escreve isso, ele fugiu”, conta Carta

    O episódio culminou na saída do jornalista da editora Abril, Mino Carta que foi ele que se demitiu, não foi demitido como contam os Civita. Carta relembra que foi Richard Civita, irmão de Roberto, que, durante uma partida de tênis contaria para Carta sobre as dificuldades financeiras da editora Abril, o empréstimo de 50 milhões de dólares proposto pela Caixa Econômica Federal a mando dos líderes da Ditadura que só seria possível se os Civita aceitassem a troca:o dinheiro pela saída de Carta da Abril. Dá primeira vez que toca nesse assunto não estoura em sentimentos e até brinca “Vocês viram como valho muito?”

    A entrevista não foi apenas marcada por essa declaração, houve momentos de forte crítica as elites brasileiras e a sociedade. “Nós tivemos a pior elite do mundo. Os brasileiros são os herdeiros da casa grande né. Eu acho que a tragédia brasileira são três séculos e meio de escravidão e uma elite cafajeste, vulgar, prepotente, arrogante, incapaz, incompetente, muito incompetente, muito ignorante. Nossa elite é uma tragédia”, conclui o jornalista.

    O italiano, radicado no país desde os doze anos analisa que o Brasil ainda não é uma nação por não ter uma identidade. Ele afirma que o povo brasileiro é infantil e estupidamente festeiro, colocando a culpa nas elites coloniais e da república velha. “Mas o problema do Brasil é que sofreu algo monstruoso que foram os três séculos e meio de escravidão. É que essa elite é tão calhorda que ela permitiu o inchaço das cidades. Então, há uma péssima distribuição da população brasileira dentro do território brasileiro, tão ruim quanto à distribuição de renda. A nossa distribuição de renda nos coloca ao nível da Nigéria e de Serra Leoa”, contextualiza Carta.

    O diretor de redação da Carta Capital ainda condena os escolhidos pela presidente Dilma Roussef para compor a Comissão da Verdade. Na opinião de Mino Carta, os integrantes deveriam ser pessoas que estiveram envolvidas, sentiram os problemas. “E por que chama pilantras notórios? Nelson Jobim na comissão da verdade? Paulo Sérgio Pinheiro na comissão da verdade? José Carlos Dias na comissão da verdade? Isso é uma piada! Ou a Dona Dilma está confusa ou enganada, está sendo enganada ou está tudo errado”, defende o jornalista.

    Mino Carta ainda critica as faculdades de jornalismo, afirma que os cursos de comunicação são corporativos e que foram criados pela ditadura. Apesar de analisar que não é mais possível acabar com os cursos, ele aconselha que o estudante faça uma graduação de História ou Ciências Sociais e apenas posteriormente fazer uma pós – graduação em Jornalismo. “Para a prática profissional o jornalista deve ter uma busca canina pela verdade factual, um espírito crítico, e o dever de fiscalizar o poder”

    Apesar dos problemas com os Civita, o ítalo – brasileiro revela carinho com os veículos que criou. Ele afirma gostar da Veja que criou e da Revista Quatro Rodas. “A Quatro Rodas foi um sucesso de mercado realmente. Era um momento muito oportuno, porque estava nascendo a indústria automobilística brasileira”, diz Carta que observa que as revistas criadas foram uma aventuras complicadas por levar muito tempo para se afirmar, como no caso de Veja e da Carta Capital. Mas brinca que sempre teve que inventar seus empregos: “São revistas que eu inventei para poder garantir um salário”.

    Abaixo parte da entrevista, em Mino Carta conta da sua relação com Roberto Civita

    http://soundcloud.com/danilofzanini/mino-carta-para-o-digitais-puc

  • ari alves

    A prova provada de que o rola-bosta do Reinaldo Azevedo não passa de um animalzinho de sacrifício do golpista Civita é o encômio que faz ao seu dono em seu blogue: “Nas ditaduras, sabemos, os que se prezam são, muitas vezes, submetidos a uma espécie de servidão involuntária.” Com isto, o MEGALOPINICO da Abril está apenas endossando as palavras do facínora coronel Ustra, ditas recentemente na Comissão da Verdade.

    • ocator

      O Azevedo foi chamado de rola-bosta para não ofendê-lo. Na realidade ele é a bosta… “os rola” são outros…

  • ELSON

    Mais um do PIG que se foi!

  • andre i souza

    Foi-se outro golpista, nada mais tenho a falar sobre o defunto.

    Agora, quando comecei a ler esse seu texto, Edu, já pude imaginar a beleza que esatav por vir. Ainda, você diz o seguinte:
    “Não é bonito ver um ser humano agonizar, mas é necessário. Só assim nos damos conta do que somos, ou do que não somos. E o que nenhum de nós jamais será é “poderoso”, pois Poderoso só é Deus, para quem acredita Nele como eu.”

    Cara, quando minha vozinha compartilhava a sabedoria havia amealhado, sobre a arrogância, vaidade e/ou soberba dizia algo muitíssimo parecido com isso que destaquei.

    Como ela visitava e ajudava pobres e doentes, hospitalizados ou não, ela sempre nos alertava para as horas difíceis da vida e para o que realmente somos nos minutos finais.

    A verdade é: Não, não somos nada! E com tempo vão-se até os que de nós guardavam alguma coisa, boa ou negativa.

  • Francisco

    Na boa e velha tradição do Nordeste brasileiro, hoje é dia de beber o defunto…

  • Emília

    Não adianta tentar fazer essa turma de rola bosta entender alguma coisa, Eduardo. É perda de tempo.

    “Nunca discuta com pessoas burras, eles vão te arrastar ao nível delas e ganhar de você por ter mais experiência em ser ignorante.”
    (Mark Twain)

    Quanto ao Civita, já cumpriu seu papel, quer seja de coisa ruim ou não. Que descanse onde estiver, se seus atos deixarem.

  • jose marcos

    Bonito texto Eduardo, infelizmente ainda não cheguei perto de sua grandeza. Confesso que ainda não consigo enxergar pessoas como este que se foi como meu semelhante, tenho muitas falhas e fraquezas, mais humildemente não sou um semelhante do Civita. Sei que estou errado em pensar assim pois tenho muito que crescer em espiritualidade. Parabéns Edu pela sua nobreza de espirito.

    • eduguim

      Quem é mortal tem medo, companheiro

  • Douglas Otaviani Tôrres

    Aqui como em outros espaços,tenho deixaqdo meu protesto para a atitude do Nassif.Colocou um post sobre a morte do Civita,mas vetou os comentários.Ja que ele abriu um espaço para debates,e que tem um filtro pra comentários desrespeitosos.que o fizesse em espaço privativo seu.Se não deseja ouvir opiniões contrárias,que não a sua ,que não provocasse,é uma atitude grosseira e censora.Não é porque alguem morre que seus erros,e que não são poucos,são atentados a humanidade,repetindo não é porque morre uma pessoa que lhe são perdoados os atos criminosos que praticou.São gestos individuais e coletivod das pessoas e famílias que foram atingidas,prejudicadas por seus atos.Nssif hoje voçe cometeu um erro com estas pessoas.O Eduardo que todos sabem sempre foi um feroz crítico deste grupelho que manda na midia nacional,na doença e na morte sempre tratou o ser humano com respeito,não se rebaixando ao nível destes,mas a sua história,sua biografia,não,esta deve ser sim exposta,julgada,execrada para que não se repita.Espero que voçe Nasif reflita e que no mínimo deleta o post,em respeito as pessoas de bem que sofreram direta ou indiretamente por ou em parte pelos atos deste senhor,e guarde para si,que é seu direito opinião sua a respeito deste.Tenho admiração e respeito pela sua pessoa,pela sua história,mas hoje voçe errou,e pior seu erro é tambem um desrespeito as vitimas da ditadura e suas familias,assim como a todos que lutam contra a tirania deste impérios de comunicações ,que destroem reputações e familias sem o menor pudor,como se baratas fossem para serem pisadas.

  • Carlos J. Ribeiro

    Concordo com o post, mas não posso deixar de lembrar a frase dita por ele:
    “Não tem arrego. Vou derrubar a Dilma”. Isso mostra o desprezo que ele tinha pelo Brasil, embora alguns digam o contrário e que ela era um democrata.

    • Para vc ver como Civita era democra,tão democrata,que mantinha sabujos nazifascistas como Augusto Nunes e Reinaldo Azevedo na sua folha de pagamentos.

  • Luana

    Eu não comungo, não. Eu lamento a morte de um africano, de alguém da janela 10/40 que morreu de fome. Estes, minhas condolências à família e fico triste pelos que morrerão amanhã. Quanto a este Senhor e todos aqueles que colaboram para isto, se houvesse inferno, gostaria que eles fossem para lá. Não é porque morreu que este infeliz que não fez nada, para mudar suas atitudes que vai merecer o meu respeito.

    Quanto a qualquer ser humano não ser ninguém, concordo plenamente contigo, mas não tenho pena nenhuma de quem pode fazer algo para alguém e não faz, mas ao contrário, aumenta as dores e os sofrimentos das pessoas. Para mim, estas pessoas na dor ou na alegria, têm meu respeito enquanto ser humano, mas pelo que eles fizeram, agiram e continuarão a agir, depois de morto, por meio de seus asseclas, não lamento e não partilho de dor.

  • Djijo

    “Descanse em paz”. Vocês religiosos tem uma visão infantil da espiritualidade. Sem falar dos comentários que quando aprenderam no catecismo, dizia que se deve “perdoar 70 vezes 7” e etc, ou seja, cada um se olha para ver o que aprendeu com o erro do outro e só. O que o outro vai fazer com as respostas que deu, é problema dele. O lógico é dizer “esteja em paz”, caso agiu de acordo com a consciência, caso contrário, não vai descansar e nem estar em paz. Vale pra todos.
    “Seu” Civita Agiu da melhor maneira que achou que devia fazer. Se a base das escolhas foram o egoísmo, com certeza ele fez escolhas equivocadas. Foi a experiência dele, cada um tem a sua e seus valores são as bases das escolhas. Quanto ao “inferno”, sinto muito pois esse não existe, como a fé religiosa apregoa, mas só na consciência de quem sabe que agiu errado quando sabia que devia fazer certo. Quem vai na escola e não aprende a lição, terá que repeti-la, tantas vezes até que aprenda, pois elas serão bases necessárias para novos aprendizados. Já imaginaram se um aluno errasse e teria que ser expulso da escola? Como diz àquela passagem, se nem o homem dá uma pedra para seu filho que tem fome…

    • eduguim

      Eu não sou religioso, pois não tenho religião. Só tenho fé em Deus. Mas não aceito intermediários. Religioso é quem tem religião.

      • Antenor

        Grande resposta, Edu.

      • Djijo

        Tô avisado.

  • José Ricardo Romero

    Ufa! pela semana passada e Ufa! por esta semana. Já foram tarde. Sou humano, logo me cabe detestar. Sei que não adianta nada, mas eu estou tão feliz…

  • Claro que somos frageis,somos tão frageis que aprendi com minha falecida mãe algo que não esqueço nunca e ela era mulher que não tinha curso superior mas independente disso tinha uma sabedoria que muitos doutores jamais possuirão,que é a sabedoria adquirida com a vida:ninguem é melhor do que ninguem e isso é obvio,mas muita gente ignora isso.Civita era um deles,se achava acima do bem e do mal,mais poderoso,infinitamente mais poderoso do que Deus.Sua morte provou que não era nada disso.Ele não era melhor do que um microbio,assim como nós tambem não somos.Apenas gostaria de lembrar que os que choram hoje a morte do ex barão da imprensa,são os mesmos que exultaram de alegria quando da noticia do cancer do ex presidente Lula.Ironias a parte,Lula continua vivo e ativo na politica enquanto o ex todo poderoso barão da imprensa jaz a sete palmos debaixo da terra.Coisas da vida.

  • Aproveitando o que disse a Lara: cada um de nós é a chama de uma vela acesa no vento. Qualquer ventinho mais forte pode nos extinguir. E mesmo que não o faça, a cera irá se consumir e a chama se extinguirá, ao final.

    Historinha chinesa sobre o que é o Paraíso e o que é o Inferno.

    Um sábio chamou seus discípulos e disse:
    – Meus jovens, entrei em meditação. E, nesse estado, vi o Inferno.
    – Puxa! – exclamou um dos aprendizes – e como é o Inferno, mestre?
    – O inferno é um círculo de pessoas sentadas, todas famintas. Elas têm no colo tigelas de arroz quentinho, cheiroso. Mas os rachis (palitinhos) que elas têm nas mãos é muito, muito longo. Então, por mais que tentem, elas não conseguem pegar o arroz com as pontas dos rachis. E ficam ali, sentadas em círculos, tentando usar os rachis, inutilmente.
    Os discípulos fizeram um “oh” de espanto. E o mestre continuou:
    – Depois, ainda em meditação, fui transportado para o Paraíso.
    – O Paraíso! – exclamou uma jovem – E como é o Paraíso, mestre?
    – Bem parecido com o Inferno. Vi o mesmo círculo de pessoas com tigelas de arroz no colo. A diferença é que cada um usava seus rachis para pegar arroz da tigela no colo da pessoa à frente e levar à boca dela. Cada um era alimentado pela pessoa que estava à sua frente. Estavam saboreando, assim, um arroz quentinho e delicioso.

  • Enteu

    De acordo com duas fontes oficiais que não quiseram se identificar, Civita e Mesquita cogitam criar outra revista caluniosa para auxiliar Lucifer em uma nova tentativa de tomar de Deus o poder celestial.

  • Luciano JG Souza

    Mais uma vez parabéns pelo texto sem se rebaixar a uma patética perda de escrúpulos! Falecimentos de quem quer que seja, por mais que haja uma discordância ideológica franca, jamais devem ser festejados! Primeiro por se tratar de um desrespeito à parentes, amigos e a todos que o queriam bem! Segundo porque um dia a nossa hora vai chegar! terceiro por ter a convicção de que as pessoas passam, mas as obras ficam! E obras baseadas em perseguições sistemáticas em que a ética, transparência e valer-se da alcunha de “poderoso” para obter vantagens devem ser combatidas sempre.
    Se eu pensar no Roberto Civita da revista Veja dos úiltmos 20 anos, suas ligações com o Carlinhos Cachoeira e seus contratos com o PSDB paulista, teria mil motivos para colocar no “cemitério dos mortos-vivos” do Henfil no antigo “Pasquim”! Mas se pensar na qualidade de publicações como “Quatro Rodas” e de outros segmentos, não tenho a mínima moral de decretar o inferno a este cidadão!

  • Heidi Maria

    Edu,

    Os canalhas vivem muito,
    mas algum dia morrem

  • Chocada

    Caro Eduardo,

    estou absolutamente chocada com a falta de sensibilidade de seu texto. No entanto, isso não me espanta. É uma atitude típica da esquerda reacionária eleger seus santos e demônios e, como fez a Santa Inquisição da Idade Média, sair à caça das bruxas. Não sou de direita, mas também não comungo dos ideias da esquerdinha. No fim das contas, os dois lados da moeda insistem em permanecer nos mesmos erros, obscurecidos pelo véu do fanatismo que tanto criticamos em disputas religiosas. Quem sai perdendo sempre é o povo, e contra isso não há Marx que diga o contrário. Será que se o finado Civita, que Deus o tenha porque não sou ninguém para julgar os atos de um semelhante, tivesse lhe oferecido uma boa quantia e um emprego confortável , você ainda endemonizaria sua figura? No fim das contas, todos servem é ao dinheiro e ao interesse individual e contra isso não há ideologia que se sustente, seja ela A ou B..

    • Antenor

      “É uma atitude típica da esquerda reacionária eleger seus santos e demônios e, como fez a Santa Inquisição da Idade Média, sair à caça das bruxas”.
      Chocada, você disse que Reinaldo Azevedo, o “caçador de bruxas”, é de esquerda? Quiáquiáquiáquiá!!!!

      • Um comentario patetico,Dona Chocada.Alias dona Chocada a senhora se chocou tambem quando da doença de Lula e dos comentarios maldosos que fizeram a respeito da referida doença inclusive havendo torcida para que ele morresse?Ou a senhora é mais uma hipocrita e cinica?Minha resposta é que a senhora,Dona Chocada é mais uma hipocrita e cinica.A senhora se chocou com as atrocidades cometidas contra os ex moradores de Pinheirinho,em janeiro do ano passado?.Claro que a senhora,Dona Chocada,seria capaz de vender a propria mãe,desde que desse lucros,não é mesmo,Dona Chocada?Para a senhora,dona Chocada,danem se os pobres.Para a senhora,Dona Chocada,o bolsa-familia é coisa de vagabundos e dar dignidade para um povo que nunca soube o que é dignidade,é coisa de esquerdinhas?Se a senhora pensa assim,Dona Chocada,va pentear macacos e nos poupe de sua falta de sensibilidade e esclarecimento.

        • Você é que é patético, cara! E muito mal informado. Quem primeiro afirmou que o Bolsa Família era “coisa de vagabundos” foi o seu também patético chefete, o Lula da Silva.

    • Carlos Noel Mazia

      Dona Chocada, não sendo de direita e falou esse monte de asneira! Imagine se fosse de direita então!…..

  • Paulo Ribeiro

    Apenas repito o que já disse a respeito de Rui Mesquita

    PIGUENTO BOM É PIGUENTO MORTO!!!!

    Um a menos no caminho.

  • amarildo de jesus valle

    A um ditado popular que diz, a morte,não se deseja nem pra um cachorro, mas no caso desse pião, nem cachorro ele é, e eu como sou bonzinho, quero que ele, vá para o quinto dos INFERNO, olha Edu , inimigo, a gente trata do jeito que é tratado, ele nunca foi leal com ninguém, então não merece respeito, DESEJO QUE O DIABO OS COLOQUE NUM LUGAR MAIS RUIM, QUE TIVER NO INFERNO.

  • Ana

    Edu, a cada texto seu que leio me torno mais sua fã, percebendo o quanto você é humano e solidário apesar de discordar das opiniões das pessoas.
    Desejo que Deus dê muita paz à família dele, num momento tão triste em que se perde uma ente querido.
    Abraços.

    • Ana

      corrigindo, um ente querido

    • eduguim

      abraços

  • Carlos Henrique

    Não lamento em nada a morte desse pilantra, não serei hipócrita para expressar algo que não sinto, mas torço para que a ideia contida em seu texto bata na cara dos canalhas de nossa mídia; patrões e lacaios, que vibraram sordidamente ao ver o câncer atingir Lula, agora que um de seus amos acaba de morrer da mesma doença, fato que foi escondido pela ditadura midiática do mesmo modo que escondem dos brasileiros os fatos concretos sobre o extraordinário momento que o Brasil vive, tocando assim nem que seja por instantes suas mentes cínicas e seus corações vazios e arrogantes. Dentre esses, torço para que o “Estranho” da veja, de quem já surgiram boatos sobre também ter câncer, reflita por milésimos de segundo sobre isso e Veja a vitória que Luiz Inácio Lula da Silva, ainda que sem querer, acaba de ter sobre todos eles. Vítima preferencial de seu ódio e preconceito, atingindo esse ódio níveis absurdos como o de contar vitória sobre uma doença terrível que atingiu Lula, vê agora o Maior Presidente da história Deste País não somente todas as tentativas de destruí-lo politicamente fracassarem e seu prestígio político crescer ainda mais, mas também um dos canalhas que comandaram o cabedal de mentiras, manipulações e sadismo com relação à doença que o atingiu ser vitimado pelo mesmo problema. Aliás, não somente um, mas dois dos vermes responsáveis pelo sadismo contra Lula; Roberto Civita e há alguns dias atrás, Ruy Mesquita; foram vitimados pelo mesmo câncer que comemoraram quando atingiu Lula, acreditando que o liquidaria(comemoração repetida caninamente por seus capachos), sendo que Lula venceu a doença, enquanto esses dois safados a contraíram posteriormente e foram por ela liquidados. Por sinal, Civita e Mesquita não têm apenas esse horror, juntamente com as mentiras e canalhices diárias de seus veículos, entre os muitos crimes que praticaram em suas sórdidas existências; mas principalmente carregam em seus ‘currículos” o apoio, a cumplicidade e o servilismo a uma ditadura militar feroz que vitimou este país durante mais de duas décadas, sendo ambos também cúmplices dos assassinatos, sequestros e torturas do regime horrendo, e tendo os dois vermes enriquecido com os benefícios concedidos por esse regime canalha, cuja não apuração dos crimes que ainda persiste sempre contou com o apoio dos lixos editados por esses safados. Sem contar que, ainda próximo da morte, Civita mostrou mais uma vez sua natureza sórdida(definida por Mino Carta em conversa com o pai de Civita, Victor, quando afirmou-lhe “seu filho é um canalha!”)ao associar a canalha Veja, a revista mais desprezível deste país, a um “grupo empresarial” criminoso e racista, de origem sul-africana, que entre outros horrores conta na sua “ficha” com o apoio ao regime racista do aparthied que assolou o país africano durante décadas. Assim, melhora a Humanidade com a morte desse canalha e as forças populares devem comemorá-la, pois todas as causas progressitas perdem um opositor atroz.

  • José Eduardo Dyonisio

    Eu li em algum lugar na internet

    onde dizia que o Lula encontrou o Civita no hospital,

    os dois com câncer, e o Civita começou a chorar e

    pediu desculpa para o Lula por ter envolvido o filho

    do nosso presidente em reportagens mentirosas

    da revista do esgoto!

    Seria interessante levantar esse assunto.

  • Antenor

    As obras dos homens são as obras dos homens e não há como mudar isto. É claro que este Civita foi importante para muitas pessoas, já que ele tem lado, que não é o lado da Verdade e da Justiça social. Portanto, é desumana sua obra, por não conter nenhum rudimento de solidariedade.
    Mas não nos cabe julgá-lo, se realmente acreditamos nas palavras do Mestre Jesus: “Não julgai para não seres julgado”.
    Quanto à sua obra, esta será julgada pela História e pela Natureza (nada a ver com ecologia), que sempre cobra com juros a desarmonia e o desequilíbrio provocado pelas más ações.
    E isto já vem acontecendo e em breve esta será mais uma página virada, como estamos testemunhando a inutilidade das capas da revista óia, que não provocam mais os efeitos desejados.
    Assim, para os beneficiários da sua obra, o tempo tanto urge como também ruge!!!!!!!!!!!!!!!!!!!1

  • Paulo Galvão

    A grandeza desse artigo está na lição que ele passa para os intolerantes, aquele que confundem o oprimido com o opressor e acham que a liberdade está em risco (a liberdade está, esteve e sempre estará em risco) e o atual governo sempre se mostrou um defensor da liberdade e dos direitos dos brasileiros.

  • Prof. Aglailson

    Parabéns, Eduardo, o ódio por si só se destrói. Você, não é um cão de guarda, é um ser humano que tem humanidade na alma e no corpo, parabéns mais uma vez pelo seu texto. Abraços a todos e um beijo na Vitória.

    • eduguim

      Grato, professor

      • Mauro

        Bom artigo, Eduardo. Sereno.

  • Lamento, profundamente, a morte desse grande brasileiro.

    • Pode lamentar imbecil.Mas o teu idolo morreu.Outros ainda o seguirão proximamente.Quanto a ele ser brasileiro,ele não tinha patria.Era um apatrida.

      • Ao me chamar de imbecil pelo fato de lamentar a morte de um grande brasileiro, você prova que não passa de uma cavalgadura. E, pelo fato de desejar a morte de outras pessoas, você prova que é uma cavalgadura ensandecida pelo ódio.

        • Juliano Santos

          Caro Lucas Daniel, na sua frase “lamento a morte do grande brasileiro”, somente o “lamento a morte” está correto. Pode lamentar a vontade, eu, de minha parte, não lamento nem “deslamento”
          Agora não pode dizer que era brasileiro, pois não era. Nasceu em Milão, passou a infância nos EUA, mais tarde depois de adulto, voltou aos EUA, e só veio definitivamente ao Brasil para “trabalhar” nas empresas do pai, e aguardar a morte do velho, para assumir o império midiático.
          Grande brasileiro, menos ainda, pois tocava a editora Abri, como se ainda estivesse nos EUA. Copiava tudo que dava certo lá. Fez a Playboy brasileira e importou o jornalismo neocon, com a Veja, que pratica o jornalismo de sacanagem.
          Entre os barões do pig, possivelmente era o de menor estatura moral, inversamente proporcional a sua fortuna.

          • Seja como for, ele se tornou “uma grande brasileiro” ao desvendar, em capas e reportagens memoráveis da sua revista, as assombrosas patifarias do Lula da Silva e seus asseclas. Só por isso já mereceria ser até canonizado..

          • Juliano Santos

            Fique tranquilo, sua canonização está sendo providenciada pelo papa argentino, aquele que apoiou a ditadura, delatou padres “comunistas” e batizou bebês sequestrados pelos milicos depois deles matarem os pais.

    • Mauro

      Lucas Daniel, o cara não era brasileiro, para começar. Brasileiro por adoção? Pode até ser. Grande? Não dá para acreditar.

  • nancy lima

    ja foi tarde,tomara que venha buscar a regina duarte em breve.

  • T.G.Meirelles

    Caro Edu.
    Acabo de ler no Cinema e Outras Artes o ponderadíssimo post do Maurício Caleiro, intitulado “O Papel da Militância” ( http://bit.ly/170GeK7 ) e quem me veio à mente foi exatamente você. Como aprendi contigo a poupar o governo federal de críticas (não porque não as mereça, mas porque seria somá-las às inúmeras inventadas pela oposição) penso que chegou a hora de se começar a repensar a posição. Como disse, lembrei de ti. O que acha?
    Forte abraço!

  • Tania Maria Machado

    Parabéns pela reportagem humana. Acredito que DAR A OUTRA FACE significa ACEITAR CADA UM COM O É.. A cada obra uma colheita. Até desejos voltam para nós. Temos que fazer o bem para termos o crédito da cura, da felicidade. NÃO PRECISAMOS GOSTAR DE NINGUEM, MAS DESEJAR OU FAZER O MAL PARA OUTRO SEMELHANTE é colheita na certa. Sr Civita poderia ter salvo muitas vidas, ter evitado muitos sofrimentos e porque não fez, teria plantado a paz NO SEU CORAÇÃO.

  • adenilde petrina

    Parabéns, amigo…. um dos textos mais lindos que já lí. Muito tocante e uma proposta para a gente refletir. Bacana, amigo. Poucas pessoas são tão humanas como você. Grande abraço!

    • eduguim

      Valeu, Adenilde

  • ACOliveira

    Roberto Civita, tal e qual O Flautista de Hamelin, era apenas o homem que por dinheiro, poder ou até quem sabe, pelas próprias convicções tocava o seu instrumento. Morreu apenas o flautista, mas a “flauta” ainda está viva.

    Os ratos preconceituosos, racistas, reacionários e preguiçosos estão prontos a seguir qualquer um que toque a música que querem ouvir, independentemente se ela for capciosa, mentirosa e facista.

    Roberto Civita apenas dava comida já digerida pela sua trupe aos cérebros intestinos do nossos arrogantes e presunçosos irmãos. Que Deus o tenho e o Diabo que o carregue.

  • oziel f. albuquerque

    Edu assino embaixo as suas palavras. Descanse em paz, Roberto Cevita.

  • Luciano Mendonça

    O sentimento de ódio não deve ser nutrido. Dele não vem coisas boas. Triste não fiquei, nem um pouco. Pior, fiquei indiferente. Achava-se muito, capaz de tudo… Duro mesmo é ser Presidente(a) nesse momento e ainda ter de mandar redigir uma nota de pesar.

  • Wilsonleaks (Bispo do Rei)

    Também não tenho religião, mas devo confessar que minhas fervorosas preces tem dado resultado desde que Sergio Mota e os Magalhães (filho e pai) passaram dessa pra pior.
    O Brasil está cada vez melhor e isto é o que realmente importa.

  • Augusto

    Será que àqueles que tem a vida estraçalhada, pelas ações Veja e semelhantes
    pensam a mesma coisa? pois eu te digo, Eduardo, a vida dele começou agora
    e a pena, também. Vc que é muito estudioso deveria ver um pouco de Física Quântica.
    Tenho certeza que pelo menos vai sofrer muito bem menos com as desventuras que a
    vida nos oferece.

    • Nádia

      É verdade Augusto, os religiosos diz que quem é bom vai para o céu e o mau para o inferno. É mais ou menos isso, só que eles veem com olhos místico. Um dia todos terão certeza do que acontece, a física quântica é o início para compreender. Tudo no universo funciona em frequência, tudo mesmo, desde o átomo que forma toda matéria e seres que vemos na Terra até o infinito do universo. Não adianta se mostrar “bom” é a nossa energia que determina a frequência que nos encontramos. Com certeza, o Sr.Civita partiu sem pagar o mal que fez para toda a nação, ele se encontra na baixa frequência, precisa de muita oração.

      • Roseli Carvalho

        Bom, então já vou dizendo: Dr. Roberto Civita, não conte com as minhas orações!!!

        • Carlos Camilo

          E nem com a minha

        • Luiz Felipe

          E nem com a minha também.

  • Dias Melhores

    Soube que no Inferno Satanás, está preparando uma greve, pois não quer receber o Robert Civita por lá.

    • VICENTE

      Coitado do Chifrudo. O dono da Abril e do Estadão, na mesma semana, ninguém merece. Nem ele. Já pensou se resolvem fundar órgãos de “imprensa livre” por lá? Que inferno…

  • roberto

    Deixemos o ódio e a vingança pro lado da direitona, qua a familia dele tenha consolo.

  • mauricio de almeida barbosa

    Como TODO ser humano, Roberto Civita tinha seus defeitos sim, mas esses não ofuscaram a sua inteligência, cultura e capacidade administrativa. Atributos que despertaram a ira de muitos ineptos!

  • Frank

    Morreu o marajá que “inventou” o Collor.
    Morreu o cidadão que não pensou nos cidadãos.
    Morreu o Editor que assassinou tantas notícias.
    Morreu o homem que mentiu para destruir homens sãos.

    Morreu de câncer, no Sírio Libanês, quem um dia mandou um canceroso se tratar no SUS.

    Morreu quem teve todo o poder mas que por vaidade perdeu todas as chances de ajudar o país.

    Logo a vaidade, o pecado predileto daquele que sempre inventou, assassinou e destruiu deste o início da humanidade.

    Civita, que recebas em dobro o que plantaste aqui na Terra aos homens de bem.

    • Delmar

      Frank , parabéns pela direta , fiquei regozijado por leu isso.

  • Levemente Insano

    Mino Carta fala sobre a morte de Ruy Mesquita sem jogar pedras no túmulo do dono do Estadão (http://bit.ly/13VK7wO).

    Em outro post, ainda de poucos dias atrás, este Blog da Cidadania teceu sóbrios comentários sobre o revide do prefeito do Rio de Janeiro a uma agressão completamente despropositada.

    Agora, fala sobre a inadequação de zombar das lágrimas da família do dono da VEJA.

    É o mínimo que homens racionais podem fazer. Ganha a luta política. Mesmo a guerra conta com o Direito Humanitário para minorar seus flagelos. A conflagração de ideias deve, sim, ter algo semelhante.

  • Edemar Motta

    Que Roberto Civita descanse na paz que cultivou enquanto estava por aqui.

  • Adilson de Souza Lima

    Não tenho por esse homem nenhuma admiração pelo que ele “tinha” e pelo que fez! Espero que tenha tido tempo de se arrepender ou ao menos de refletir pelo que fez enquanto dono da revista veja.

  • C.Paoliello

    De uma coisa eu sei: o mundo ficou um pouco melhor sem ele.

  • Douglas Quina

    Esses últimos dias parecem como as janelas para transferência de jogadores. E aproveitando o assunto, pergunto: Alguém aí sabe em que pé está a Sra. Lucia Hippolito? Éééé… aquela de escreveu que o Lula estava pagando pelas biritas que tomou em sua vida, quando o câncer de garganta foi detectado. Soube que ela teve um mal súbito em Paris e por puco não ficou por lá. Mas também soube que está se tratando em Brasília num hospital público.
    QUEM SOUBER QUE SE MANIFESTE, POIS A MÍDIA SIMPLESMENTE A ESCONDEU!!!!

    Douglas Quina
    Mogi Guaçu – SP

  • Ele se foi….nós iremos….o que importa não é para onde iremos; no inferno ou no paraiso, mas sim o que fizemos aqui nesta vida maravilhosa!!!!prá lembrar: se todos os bonzinhos vão para o céu e os ruins , safados etc…para o inferno imaginem o céu?.srsrsrsr sem graça nenhuma até Sao Pedro fica depremido srsrsrrsrsrsrsrr

  • Henrique

    Lendo o ‘coito de bandidos’ do Sr Civita é possível observar uma imprensa(?) tão minúscula.

    É possível observar o ódio que o Sr Civita tinha do governo do PT.

    Foi possível observar a ‘baixeza’ estampada em querer derrubar o atual governo.

    Acredito que, por isso, ele aceitava a ‘determinação’ do Cachoeira.

    Que o Civita descanse em paz, porque quando as ações são boas durante a vida a morte é um descanso!

  • Dilson

    Morreu sem ver o legado de Lula destruído.

    Morreu sem ver o governo Dilma arruinado.

    Morreu sem ver o Zé Dirceu algemado na TV.

    Se o objetivo da vida dele era ver isto,morreu frustrado.

    Isto é triste. Não desejo um fim assim pra ninguém.

    • Antonio Fernandes

      Dilson o do ruim mesquita era ver o serra na presidencia

  • Orides

    Em minha crença, quando morre um poderoso deste mundo que usou muito mal o seu poder, seu espírito terá que se defrontar com sua obra terrena.
    De sua consciência não poderá fugir, e isso vai lhe causar um sofrimento correspondente ao que infligiu a outros.
    Quanto a descansar, acho que não conseguirá tão cedo.

  • Cláudio H. Medeiros de Andrade

    O Eduardo é muito elegante.

    Penso que é menos um golpista sobre o solo do Brasil; um parasita que não era e nem se sentia brasileiro, apenas estava aqui porque aqui é que ele conseguia ter seu império bilionário.

    No entanto fica o sentimento de perda. Perda de que esse tipo viveu no bem-bom até o fim dos seus dias e escapou sem ter pago à sociedade os malefícios que causou. E o pior é que tal resultado serve de incentivo a outros da mesma laia.

  • Meu Deus! Quanto raiva e ódio vocês estão destilando! Isso é coisa de humanos? Não, não creio. Recuso-me a crer. E não são as críticas, fundadas ou não, que estão a merecer o meu mais veemente repúdio, mas o desrespeito e a crueldade diante de um morto. Ísso me faz temer muito pelo futuro do nosso país, caso aqueles por quem vocês babam ovos consigam implantar, aqui, a ditadura comunofascista com que sonham dia e noite. É de se supor, pelo festival de grosserias e malignidades que ousam proferir diante do túmulo de um homem, que não irão se contentar em “apenas” desejar o sofrimento e a morte dos seus adversários políticos. Quem é capaz de profanar túmulos, é capaz de tudo! Ainda assim, só desejo que a vida lhes seja amena! Mas que, também, a Justiça barre, em tempo, os seus passos e, principalmente, os passos daqueles que os enganam e tutelam.

    Sejam quais forem os erros cometidos pelo Civita, como homem de mídia, ele já foi absolvido “per omnia saecula saeculorum'”, pelos inestimáveis serviços que prestou ao País que Presta, ao desvendar, em capas e reportagens memoráveis da sua revista, as assombrosas patifarias do Lula da Silva e de seus alopradíssimos apaniguados! Suponho, no entanto que seja exatamente por isso que vocês o odeiam tanto.

    • Fabio

      Mais este blog aqui é de esquerda e anti revista Veja, tem certeza que você está no blog correto?

    • Daniel

      Hariovaldo, és tu?

    • Norberto

      Poliana moça, é você!?

    • Lagrange

      Lucas…Daniel. Dois apóstolos e vem aqui nos encher o saco? Não tem mais o que fazer? Suas opiniões são muito valiosas, mas pra quem? Procure saber um pouco mais sobre o crápula que acabou de falecer e não afoitamente tecer loas a um ser humano que beirava a completa falta de escrúpulo.

      • Sinto muito, mas você está muito mal informado. Daniel não era apóstolo. Então, se mal sabe o que diz, “não encha o saco”! Quanto ao mais, não creio que haja nenhum mal em “tecer loas a esse ser humano” que, segundo você, “beirava a completa falta de escrúpulo”. Pois, no meu entendimento, ele prestou imensos serviços ao País Que Presta, ao denunciar os podres de uma certa organização, bastante sofisticada, que vem devastando os seus cofres e instituições. Na verdade, eu só mereceria reparo se estivesse tecendo loas, afoitamente, aos crápulas que a lideram.

        • Lagrange

          Certo!! O PAÌS QUE PRESTA é aquele que voce acha que presta. Voce deve ser daqueles que pagam pedágio com a mão direita…
          Continuo cada vez mais convencido de que o recém-falecido era totalmente aético e inescrupuloso. E isso não é meramente uma opinião, mas a constatação do que o ele fez durante toda vida. Leia um pouco mais sobre a história e menos revistas de consultório. Se conseguir.

          • Isso mesmo! O país que “eu acho” que presta, porque o outro, ou seja, o que você cultua, tenho a mais absoluta certeza de que não presta mesmo! E mais: se sou “daqueles que pagam pedágio com a mão direita”, você deve ser daqueles que, se a vigilancia der mole, passam pelo pedágio sem pagar. Por outro lado, também estou convencido de que aqueles que lideram a “‘sofisticada organização” a que você rende loas são “totalmente aéticos e inescrupulosos”. “E isso não é meramente uma opinião, mas a constatação do que eles fizeram durante toda vida”, e continuam fazendo. “Leia um pouco mais sobre a história e menos revistas de consultório”. “Se conseguir”, porque se lê do jeito que escreve, não lê.

    • Luciano Bastiani

      Vai com este teu latim fora de hora pros quintos, picareta!
      Vc não teve todo este sentimento pra mandar o Lula pro SUS, né?

      • Nada disso, “Zé Mané” Eu não conseguiria me fazer entender lá, pois, nos “quintos’, ao que se sabe, o idioma falado é o “chulês”, ou melhor, o “‘lulês”!. Assim, sendo, você é que se daria muito bem lá.

        Quanto ao seu chefete, bem que eu gostaria que ele se tratasse no SUS, onde, como ele mesmo disse, a assistencia médica “é perfeita”. Mas ele, para se solidarizar com os pobres e oprimidos deste país, preferiu, humildemente, tratar-se no Sírio-Libanês. Coitadinho. Não é, mesmo, uma piedosa e santa criatura?

        Por fim, cara, vou lhe fazer um pedido: largue a minha “picareta”! Vá pegar na “picareta” de outro, sô!

    • Francisco Bezerra

      Hariosvaldo, seu sacana! Como é que eu não saquei antes?

      • Você, ao que tudo indica, só pensa “naquilo”! Sim, pois em que cada três palavras que fala, tem dois “sacos” no meio! Vá procurar o seu ‘touro”, “Bezerra”!

        • Francisco Bezerra

          Kkkkkkkk. Valeu, cara! Nessa linha: tenho um apelido dos tempos de residência universitária, que me acompanha até hoje, porque o atributo que causou tal alcunha não pode ser descartado. E quando menos espero alguém que conviveu comigo aparece para espalhar. Pois bem, esse apelido comprova que não preciso de nehum touro. Abraço por trás!

          • Pelo contrário, a informação que você me deu é a peça que estava faltando no quebra-cabeças. Já ouviu falar num mecanismo de defesa chamado formação reativa? Pois é. Então, es mejor dejar que el toro viene. Mas, como você se mostrou bastante cordial, concedo-lhe o benefício da dúvida.

  • Correção: substituir, logo no início, ”Quanto raiva e….” por “Quanta raiva e…”.

  • Daniel

    Ele já foi tarde, Eduardo… Estou morrendo de vontade de ir até o túmulo dele com um cinzel e escrever “já foi tarde” na lápide. Não tenho nenhuma piedade para com canalhas, mesmo depois da morte merecida do mesmo.

  • José Amaro Balbani

    Escrúpulo não era o forte do falecido. Espero que o belzebu coloque o hospede na linha.

  • Carlos Roberto Bezerra Rolim

    Chegou a hora da verdadeira justiça, tudo será contabilizado na Justiça Suprema a Tudo e a Todos, nessa Organização Verdadeiramente Suprema, a Promotoria também é Suprema assim como seus Ministros, dessa não há como o ser humano mazelozo escapar, nem ter privilégios, descanse em paz Civita

  • Jorge Fernandes

    Muito estranha a morte, com poucos dias de diferença, de dois jornalistas importantes, influentes e opositores do (des)governo Lula-Dilma. Deve-se abrir uma investigação séria sobre essas mortes.

    • eduguim

      Elabore mais sua tese. Você acredita que o governo Dilma assassinou esses opositores? Aliás, são opositores e não jornalistas, você reconhece isso?

    • Fabio

      Nossa! quanta idiotice numa só pessoa.

  • Fabio

    Não vai fazer falta alguma, é uma pagina negra da imprensa brasileira e nada além disso.

  • William Edson

    Me desculpe, meu caro Edu, mas desta vez não concordo com o seu texto.
    Um torturador ou um apoiador de torturas não deve deixar de ser responsabilizado apenas porque morre. Não tenho o menor receio de dizer que esse asqueroso senhor, cuja ação individual colaborou para a miséria e sofrimento de milhões, deve sofrer as consequências do que fez no inferno interior que lhe está reservado. Vai queimar nas brasas da sua própria consciência doentia, ao perceber os crimes que cometeu em vida. Quem semeia mentira desmedida, desonra alheia, intrigas abomináveis, malefícios sociais incalculáveis, não pode descansar em paz. Fosse de outra forma, qual seria o pagamento para aqueles que lutam a vida inteira por se manter dignos, coerentes, altruístas? Compartilhar da mesma paz com os apoiadores e financiadores de torturadores.
    Sou espiritualista, mas não sou idiota. Acredito em Deus, por isso acredito na justiça divina. E nela, está prevista a responsabilização de cada um por aquilo que faz em vida.
    Que todos os monstros de egoísmo que passaram pela terra -os dois últimos donos de mídia inclusos- se encontrem frente a frente com os resultados das perversidades que ajudaram a construir.
    Existe uma razão para que as pessoas percorram o caminho do bem, que lutem e perseverem nele. E esta razão é incompatível com as atrocidades dos donos do poder.
    Aproveito para comentar: o miserável milionário morreu de um câncer de língua. A mesma língua venenosa que usou contra os adversários em vida. Se olharmos bem, sempre há algum tipo de justiça nos eventos.

    • Perdão,.mas se o câncer fosse na garganta, valeria o mesmo raciocínio?

      • William Edson

        Para o desumano em tela, que não conseguiu se livrar da doença, sim. Há aqueles que, mesmo com câncer na garganta, e com uma torcida mal disfarçada para que morresse, consegue superar a doença e retornar triunfalmente à ribalta. Há justiça divina presente nos eventos. Mesmo que alguns quase morram de raiva com isso.

        • Ah, agora entendo a lógica que rege o seu raciocínio: é a que permite julgar segundo dois pesos e duas medidas. Pois bem, então é bom que você aprenda uma outra, já consagrada na vida comum: “Pau que bate em Chico, bate também em Francisco”.

  • Yacov

    Vá para o raio que te parta, nos quintos dos infernos. BOB Civita !!! Vc e todos que fô da sua família !!! E que DEUS tenha piedade do DEMÔNIO, senão esse grande ROLABOSTA faz uma VEJA lá embaixo e convence a demoniada a dar um GOLPE no diabo e entregar o inferno para os EUA. Vai ser lambesaco assim lá longe. Esse já foi tarde demais !!!

    ANOS tuKKKânus LEWINSKYânus NUNCA MAIS !! NO PASSARÁN!! VIVA GENOÍNO!! V IVA ZÈ DIRCEU!! VIVA A LIBERDADE, A DEMOCRACIA E A LEGALIDADE!! VIVA LULA!! VIVA DILMA!! VIVA O PT!! VIVA O BRASIL!! ABAIXO A DITADURA DO STF E MÍDIA LACAIOS & SEUS ASSECLAS!! LIBERTEM BRADLEY MANNING JÁ!! FORA YOANI !!CPI DA PRIVATARIA TUCANA, JÁ!! LEI DE MÍDIAS, JÁ!! “O BRASIL PARA TODOS não passa na gLOBo – O que passa na gloBO é um braZil-Zil-Zil para TOLOS”

  • Luiza

    Que sua alma descanse e ele encontre a luz.

    • William Edson

      Só se for a luz das labaredas dos quintos do inferno. É do merecimento desse canalha apátrida.
      Se não houver merecimento diferente para quem busca uma vida honrada e virtuosa, qual seria o estímulo para perseverar no bem? Todos os canalhas merecem queimar, por bastante tempo, nas labaredas das suas próprias consciências em débito. E o débito espiritual desse canalha recém morto deve ser imenso.

  • mauricio de almeida barbosa

    A caravana do Civita passou e os cães continuam ladrando…

  • Leonel Santos

    Não esqueçam também o que fizeram com o Hugo Chaves e até com o genial Oscar Niemayer. Esse mentecapto do reinaldo azevedo chegou a dizer que o presidente da Venezuela havia morrido por se tratar em Cuba e não nos EUA. É 100% idiota mesmo!

  • Ligia Malta

    Menos elegante que você, Eduardo,
    desejo que sua alma apenas descanse (e deixe a nossa) em paz..

  • flavio jose

    A democracia brasileira livrou-se deste inimigo publico. Será que o festival de maldades feitas por esta pessoa vai ser esquecida so pq ele morreu?.

  • Ah, agora entendo a lógica que rege o seu raciocínio: é a que permite julgar segundo dois pesos e duas medidas. Pois bem, então é bom que você aprenda uma outra, já consagrada na vida comum: “Pau que bate em Chico, bate também em Francisco”.

  • Fabrício Alves
  • Francisco Bezerra

    O Brasil é mesmo o país do eufemismo, da vaselina, do deixa pra lá, da anistia aos torturadores, do esqueça o que eu disse ou escrevi, do adeus elogioso a Tatcher, enquanto os ingleses comemoravam sua morte.
    Eu quero mais é comemorar quando morre uma praga dessas. Pena que não acredito em pós vida para iludir-me de que ele arda no inferno para sempre.
    Sei que vou morrer também de bala ou de câncer, niguém sabe. Mas que eu fico feliz quando morre um pilantra dessa espécie, ah fico! Só não fico mais feliz porque sei que dessa qualidade é igual a mosca, morre um e vem dez.

  • Delano

    Quando Chavez estava tratando do câncer em Cuba e o seu governo não revelava nada sobre seu estado de saúde, a mídia golpista metia o pau inclusive a Veja. Mas não é que essa mídia golpista que jogava pedra no governo chavista por nao revelar nada do tratamento de Hugo Chavez , foi lá e fez o mesmo e não divulgou nada do tratamento do câncer do Roberto Murdoch Civita!
    É queimaram a língua mais uma vez.

  • jose farias bezerra

    civita, uma questao de fisica, teras uma reaçao igual ou maior onde estiveres…daquilo que praticastes entre nos que sabemos claramente com todas as letras, imagem e sons. se tens poderes descançe em paz.

  • jose farias bezerra

    se tens poderes, descanse em paz com a consciencia leve