Shopping JK barra protesto em uma porta e recebe clientes na outra

denúncia

Às 12 horas e 51 minutos do último sábado (18/1) atravessei com o meu automóvel cancela de entrada do estacionamento do shopping JK Iguatemi, no bairro paulistano do Itaim Bibi. Prevendo os acontecimentos que sobreviriam, tive ideia que se mostraria boa: estacionei dentro do empreendimento por razões que ficarão claras mais adiante.

Estacionei no piso “2SS”, na vaga “I10”, próxima ao espaço envidraçado que encerra escadas rolantes que levam o visitante ao ponto do corredor do piso térreo do shopping em que ficam as lojas “Prada” e “Chanel”.

Fui até lá para participar de protesto organizado por estudantes e movimentos negros sob a liderança da ONG UneAfro.

O protesto foi contra “triagem” feita por aquele shopping uma semana antes, quando seus “seguranças” passaram a escolher quem podia ou não entrar com base em critérios que muitos entenderam como discriminatórios, pois tais critérios se basearam na indumentária e em traços físicos dos visitantes.

O grupo de manifestantes combinara de se concentrar no Parque do Povo, do outro lado da avenida presidente Juscelino Kubitschek, bem em frente ao shopping. Desse modo, atravessei os assépticos corredores do estabelecimento e logo ganhei a rua, onde a grande imprensa esperava com seus equipamentos o protesto prometido.

Cerca de 200 pessoas brancas e negras, entre estudantes, jornalistas, militantes de partidos políticos e ativistas se preparavam para marchar pela avenida Chedid Jafet, onde fica a saída do parque e, mais adiante, a entrada principal do shopping JK.

Marchamos em meio a faixas denunciando os atos de racismo da semana anterior e entoando bordão que desde 2012 vem sendo usado em manifestações do movimento negro:

—–

— Por menos que conte a história

— Não te esqueço meu povo

— Se Palmares não vive mais

— Faremos Palmares de novo

—–

Entre o momento em que deixei o shopping para ir ao parque e o momento em que para lá retornei com os manifestantes, passaram-se, no máximo, uns 15 minutos. Foi tempo suficiente para o empreendimento fechar as portas da avenida Chedid Jafet (entrada principal), fazendo com que os manifestantes dessem com a cara na porta.

Após entoar algumas palavras de ordem ao lado dos manifestantes, diante das portas fechadas do shopping tentei ingressar pela entrada do estacionamento que fica ao lado da entrada principal de pedestres, na avenida supramencionada. Disse aos “seguranças” que meu veículo estava lá dentro, que eu saíra para comprar cigarros e que agora precisaria entrar para retirá-lo.

Ao meu lado, funcionários de lojas do shopping que tinham saído para almoçar ou que chegavam para seu turno de trabalho também foram barrados. Alguns, preocupados, perguntavam se telefonando para seus chefes nas lojas para que fossem até a porta buscá-los poderiam entrar. Não poderiam. “Ninguém entra, ninguém sai”, disse o “segurança”.

Vendo a ampla cobertura da imprensa alternativa e da grande imprensa na entrada da avenida Chedid Jafet, optei por buscar uma abordagem diferente da mera reprodução do que estava acontecendo ali. Por isso estacionei dentro do shopping. Previ que fecharia as portas ao protesto e quis saber se a proibição de ingressar no estabelecimento valeria para todos.

Contornei o Shopping e caminhei ao seu lado pela Juscelino Kubitschek até a outra entrada de veículos e pedestres, que fica no lado oposto da entrada principal do complexo. Havia uma viatura da empresa de segurança no acesso direto da rua, em que corpulentos agentes da empresa de segurança Verzani & Sandrini faziam triagem igual à da semana anterior.

Para não ser alvo de desconfiança, ao ir falar com os “seguranças” tive que guardar o celular com o qual registrei imagens e vídeos. Apresentei o cartão de estacionamento e, à diferença do que ocorreu na entrada principal, onde ocorria o protesto, pude entrar tranquilamente.

Ao me aproximar da entrada de trás do shopping para ir ao estacionamento, clientes habituais, muitos com crianças, caminhavam sem problemas pelo local.

Paguei o estacionamento (vide reprodução do ticket no alto do texto) e, enquanto percorria os corredores, vi os clientes habituais caminhando despreocupados, portando suas sacolas de compras. A grande maioria ignorou solenemente o protesto.

Desci ao estacionamento pela mesma escada rolante que me dera acesso ao shopping cerca de três horas antes. Saí com meu veículo pela cancela, mas não deixei o local. Manobrei para passar novamente pela cancela de entrada pela qual poucos veículos ingressavam naquele estacionamento, assim como faziam pedestres na entrada oposta à principal, na parte de cima.

O “fechamento” do shopping foi de araque, portanto. Os conhecedores dos “macetes” e que têm reconhecimento da direção do empreendimento continuaram fazendo compras, passeando, almoçando tranquilamente, entre ironias e olhares de desprezo que dedicaram aos que protestavam.

*

Abaixo, vídeo que gravei no estacionamento do shopping enquanto a manifestação ocorria na porta principal. Logo abaixo, flagrante do momento em que o protesto chegou ao empreendimento e deu com a cara na porta.

 

133 comments

  • Edu,mais uma vez só podemos agradecer a sua iniciativa de se deslocar e narrar a sua visão dos acontecimentos.
    Temo que o advento do rolezinho acabe se tornando um outro braço do caos planejado para a Copa do Mundo.

    • Já estão aproveitando para fazer protesto contra copa, hoje mesmo vi em um jornal na Record, dois rapazes com placa, tinha cara de coxinha ou psol, pstu.

    • Que esquerda, rapaz?

      Esquerda é PSTU, PSOL, PCO.

      Isso aí é movimento social e está aberto pra qualquer pessoa que tenha consciência política.

      Quem lutou pelo fim da escravidão, pela igualdade da mulher ou o direito dos homoafetivos também era de esquerda?

      Joaquim José da Silva Xavier era de esquerda e Silvério dos Reis de direita?

      Se bem que Joaquim Silvério dos Reis até que poderia ser de direita, afinal, parece-se tanto com vocês reacionários.

      • Virson ..isso que vc fala já completou 100-120-140 anos ..que é, vc faltou na aula de história ?

        Que tal cobrarmos mais educação, saúde, habitação VERDADEIRAMENTE popular, água e esgoto, transporte, segurança ?

        Que tal desfraldarmos as bandeiras empoeiradas, que por mãos duma esquerda PREGUIÇOSA e pragmática, populista, ficaram fechadas

        ..que tal voltarmos a cobrar pela paternidade e sexo responsáveis, pelo USO de contraceptivos e preventivos à DST, pelo respeito ao próximo e pela isonomia, pelo 5o artigo ?

        Que tal sinalizarmos pra estas gerações que. muitos ainda não sabem quem é o pai, mas conhecem muito bem a mãe que tem ..que tal dizermos pra eles que viver CUSTA, que o direito deles termina aonde começa o do outro ..que nenhuma Nação é construído sobre o signo da discórdia, do desrespeito, do ódio e da imposição, da força e da violência..

        Que tal invejarmos e perseguirmos as conquistas que outros povos se permitiram e conseguiram.

        Estes movimentos que hoje estão sendo ADOTADOS artificialmente, de arrastão, briga de torcidas, baile funk, pancadão e rolezinho, NÃO tem nada de político, de construtivo, de reivindicatório ..são simplesmente arruaças destrambelhadas feitas por jovens que de há muito perderam seus limites e não sabem o que fazer ..aliás, MUITOS por culpa dos próprios pais, estes que adoram dar pro GOVERNO educar enquanto preferem só FURNICAR e assistir TV pra ver o Neymar jogar

        E isso pra não dizer dos INVASORES de hoje que, tb querendo ter, não rubram em desmerecer a conquista dois outros e passam a tb ROUBAR ..ou com muitos que invadem glebas urbanas querendo-se o auxílio aluguel permanente (que deveria ser reservado temporariamente SOMENTE a quem foi vítima de tragédia) sem se importarem que todo o entorno se degenere e que os mais antigos sofram, ou ainda doutros que invadem terra mas não sabem nem plantar.

        SINCERAMENTE, hoje o que vemos não são movimentos sociais, mas sim um verdadeiro CANIBALISMO político cujo principal resultado será o nivelamento pelo mínimo, com um tal de ficar mal pra todos

        Pobres do meu BRASIL, viver custa, por filho no mundo e ter carro, também !!!

        nota – se estes movimentos persistirem, somado a paralisante COPA, aos cortes e atrasos nos investimentos, quero ver depois reclamarem dos resultados medíocres que o país colherá.

        OLHA, na falta do que fazer parece que vem do RJ um movimento muito bacana pra vc se ocupar.Trata-se dum movimento de boicote dedicado aos ABUSOS da industria, chama-se su-real ..penso que este sim seria um movimento em que todos sairiam ganhando:

        http://oglobo.globo.com/economia/pequenas-embalagens-com-precos-exorbitantes-11343599

          • Uma pergunta que não quer calar: Com tanto conhecimento das necessidades do Brasil, o que VOCÊ fez para melhorá-lo? Não diga que você paga impostos, eu também, há 70 venho pagando, mas, diferente de você, apanhei várias vezes da polícia (aqueles cassetetes de borracha doem pra valer), fazia passeatas contra a violência das mulheres, dos negros (sim, porque a polícia é racista), dos assassinatos de trabalhadores pela ditadura, da transferência do USP, da Maria Antônia para galpões na cidade Universitária, onde, quando chovia, alagava as salas, nas assembléias no Teatro Rute Escobar, etc., etc, e NUNCA pertenci a partido algum, mas sempre tive consciência política. E estudei até a 2a.séria colegial, porque não tive chance alguma de poder frequentar uma faculdade, pois elas eram tão elitizadas, que pessoas como eu só poderiam entrar pelas portas dos fundos. E VOCÊ, O QUE FEZ PARA AJUDAR O BRASIL?

          • fiz e faço muitas pessoas como vc pensarem, refletirem ..e, quem sabe, acharem um sentido pras suas próprias vidas

          • Isso é verdade Romanélli.

            Você sempre me faz refletir.

            Refletir se lhe digo VTNC ou se te chamo de FDP, na dúvida te mando pra PQP mesmo.

        • Romanélli…

          Você quer jogar no colo do PT o descaso social de mais de 500 anos.

          O PT só está no poder há 11 anos, mas mesmo nesse pouco tempo já promoveu mudanças significativas na sociedade brasileira.

          As mudanças foram muitas, foram intensas e só não vou listá-las aqui porque não possuo tempo para tanto, contudo, a maior prova do êxito das administrações progressistas de Lula e Dilma é a AP 470 que encarcerou homens inocentes na vã tentativa de diminuir o partido governista.

          Chegou 2014, e vocês, medíocres reacionários não têm candidatos nem propostas, e pior, nem podem mais bradar pelo mensalão que já foi explorado à exaustão.

          Como bem disse Roberto Locatelli: nós vamos para as eleições de cabeça erguida e vocês vão de Metrô e helicóptero.

          Abraço tamanduático.

          • não não ..eu só quero jogar no colo do PT o que é dele de fato ..suas promessas não cumpridas, seus desvios de conduta e inobservância a princípios (como frente a adoção de políticas racistas) ..assim como já fiz com o DEMO e o PSDB

            Quero jogar a falência da educação (apagão) que nos deixou até SEM médicos por exemplo ..nos transportes coletivos, na falta de infra (veja os portos e aeroportos que brinco que estão)

            ..no congestionamento e soluções MAL planejadas das cidades, nos puxadinhos de improviso, ou na falta de se priorizar os transportes públicos com resultados equilibrados de médio prazo, estes que foram trocados pelo imediatismo do endividamento populista das famílias (que agora viraram vilões e, em SP, tem por que tem que voltarem a usar o ônibus)

            Quero jogar no colo do PT as favelas que não param de aparecer, e a inflação dos imóveis catapultada por uma política IRRESPONSÁVEL do Minha Casa, ou os desrespeitos de uma minoria mal educada para com uma maioria pacífica (pancadão, funk, rolezinhos e rolezões) que não param de aborrecer.

            quero jogar as COTAS racistas que venceram por sobre as sociais, ou este preconceito SEXISTA que muitos se valem pra tentar esconder os resultados medíocres do governo Dilma

            Quero jogar no colo deles a reforma agrária e fundiária que não veio, o desfavelamento que caiu no esquecimento, as regras pruma mídia mais ética por exemplo (inclusive das partidas de vocês) ..isso sem falar numa verdadeira reforma política e tributária que hoje sabemos que o partidão não quer.

            Quero jogar no colo do PT a EXPLOSÃO das nossas contas externas novamente (veja o cambio, a desindustrialização que esta ocorrendo), a péssima gestão da Petrobrás que hoje nos faz importar novamente e artificializar, deformar todo o mercado interno ou..

            ou as obras que acompanhariam a COPA e que caíram no esquecimento, a tentativa de nos aumentar os impostos, a grana desviada pra FIFA..

            a falta de inovação, criatividade e empenho pra nos dar tarifas de telefonia, energia (sem subsídio), juros de crediário, alimentos, eletrodomésticos, carros, imóveis etc etc etc mais baratos, compatíveis com a nossa renda ..ou mesmo pra nos vermos livres da indexação que vocês não sabem tratar

            enfim, quero dar a vocês, o que é de vocês ..e se vc acha que o que fizeram foi o bastante pelas promessas e quase 12 anos no poder, então orgulhem-se ..só isso

            nota – GRAÇAS a deus, embora muito mais rodado e desanimado, por eu não votar NUNCA em tucano, NÃO quer dizer que eu abandonei meus princípios, muito menos meu senso crítico que inclusive sabe muito bem reconhecer que o BOLSA FAMÍLIA foi importante pro governo LULA e pro país, assim como o hoje emergencial MAIS MÉDICOS, mas que estes são muito pouco diante do que o país precisa, e pior, perigosos se não conseguimos antever como sairmos deles.

            em tempo ..e não pense que eu estou fazendo política partidária ..pois,repito, continuo achando que não temos alternativas ..essa é a grande desgraça que me mutila a alma, a de achar que o país não suporta mais 4 anos com a DILMA e seu ministério de medíocres, abaixo da crítica

          • Atenha-se ao fato, Romanélli.

            Em 11 anos o Brasil melhorou e continua melhorando e isso é o que realmente importa.

            Ninguém está dizendo que está perfeito, mas que está melhor que estava. Que está melhor a cada ano subsequente.

            Nosso País em quinhentos anos evoluiu, mas inegavelmente evoluiu muito mais nos últimos 11 anos.

            Toda critica construtiva ao Governo progressista é bem vinda, todavia a critica tem que somar agregar valor, construir e apontar soluções, porque senão, para nada serve a não ser massagear o ego de algum internauta reaça ou servir de panfleto para a oposição atacar o Governo que está fazendo o que ela mesma, a oposição, jamais fez.

  • Qual é a razão da celeuma? Os shoppings são locais privados de acesso ´público. São locais em que as pessoas vão a lazer ou a compras. Se algum comerciante não deseja que o seu estabelecimento seja utilizado para protestos dos coxinhas esquerdista, é só fechar as portas e permitir a entrada de quem vai a lazer ou compras. .Os esquerdistas caviar (Na foto, são escassos os negros e o pessoal não tem a cara dos rolezinhos) queriam é aproveitar a refrigeração do ambiente e não pegar sol e poeira na rua. Aláis, já que os esquerdistas caviar julgam que é um direito protestar dentro de um ambiente privado, por que não conseguem uma decisão judicial para fazer o protesto no ar refrigerado?

    • Esquerda caviar? Mas não é a “direita Louis Vuitton” quem está apoiando os rolezinhos E os protestos contra a Copa com cartazes escritos em inglês? Toma vergonha nessa cara, coxinha estragada!

    • Locais privados de acesso público que impedem a entrada de alguém sem que haja um critério justificável, como estar armado, em surto psicótico ou pelado, está praticando discriminação. Qualquer que seja ela. baseada em “aparência”, cor da pele, sexualidade, e etc.
      Assim está na constituição. Antes de falar alguma coisa, leia-a, pois é o texto que norteia a convivência social em seu país, cidadão

      • O critério justificável é que o dono do espaço privado, se assim desejar, tem o direito de não perminitir manifestações no interior do próprio estabelecimento. O critério objetivo é; veio fazer manifetações, incomodar clintes, trazer insegurança, não entra. Os coxinhas esquerdistas aí da foto foram barrados pela cor da pele ou sexualidade ? Não foram barrados por tentarem manifestar-se num local privado. Vou dar a você um exemplo bem didático a respeito dos direitos constitucionais, já que você, tal qual um analfabeto funcional, apenas lê aconstituição sem entendê-la . Caso o autor do texto censure comentários (como fazem PHA, Nassif e tantos outros) por achá-los contrários á própria ideologia, inconveniente, agressivo, desrespeitoso , que não se enquadre nos próprios padrões morais ou cujo texto não se enquadre no perfil de comentaristas desejados pelo autor do blog , estará ferindo o direito constitucional á liberdade de expressão,? Estará ele agindo como os shoppings? O blog é privado como a seção de cartas de um jornal ou de uma revista, mas são de acesso virtual ao público. Estará ele impedindo o direto á liberdade de manifestaçã? Além de ler, você de estudar a constituição, é mais eficaz e inteligente.

        • Realmente é um espanto. Eu deveria ter bloqueado seu comentário por ter chamado o Juliano de “analfabeto funcional”. Por que? Já expliquei aqui: este blog tem lado. Vir aqui discordar, só se for com respeito. Às vezes deixo passar alguma coisa, mas bem pouco e, no mais das vezes, porque me atrapalho e não percebo, por ter lido superficialmente, devido à pressa, porque faço tudo sozinho, aqui.

          Então… Comparar um blog com um estabelecimento comercial é uma piada. Não existe na lei uma obrigatoriedade de eu difundir em minha página todo tipo de opinião, muito menos por critério racial. Agora, seu eu disser aqui que negro não comenta neste blog, pode ter certeza de que terei que dar espaço a muitos negros para dizerem que eu sou um racista, até um filho da puta, porque quem diz algo assim de um semelhante é um grade filho da puta…

          Então, prosseguindo: eu também posso ser obrigado a dar espaço a negros se algum ofendido provar que eu não disse que não aceito comentários de negros, mas descobriu que todos os negros que comentam aqui são bloqueados, daí, provando isso, ele pode, sim, me obrigar a publicar ele me xingando de filho da puta, porque serei um filho da puta, entende?

          Sobre os shoppings: eles podem fechar as portas? Acho até que podem – teria que ver se fechar para todos só por não querer atender alguns também não é discriminação… Mas não podem ficar abertos e dizer você entra e você não entra; aí é discriminação. Não quer receber adolescente ou criança desacompanhados? Não pode receber nenhunzinho mesmo, mas no shopping JK chegou a acontecer diferente, recebeu o branquinho e não recebeu o pretinho.

          Aí não pode, né? Isso é coisa de filho de uma puta.

          • Duvido muito, mas muito mesmo que o shoppimg barrou a entrada de “pretinho”. Aliás uma pergunta; mentir descaradamente tambem não é coisa de filho da puta ?

          • Você duvida e por duvidar acusa os outros de “mentir descaradamente”? Você acha que a triagem que foi feita na semana retrasada no mesmo shopping usou que critérios? Clarividência, premonição do futuro pra saber se aquela pessoa ia ou não cometer arruaça? Você deve saber que houve triagem, certo? Ou não sabia? Se não souber, informe-se. Houve triagem, sim. E com base em critérios subjetivos. É contra a lei. Se se informasse melhor, saberia que até nos jornalões juristas e advogados estão dizendo que a triagem feita nos primeiros momentos foi ilegal. Por isso agora os shoppings fecham as portas e não fazem mais triagem – ou dizem que não fazem, o que este post desmente.

          • Edu, deixa esse cara me chamar de analfabeto funcional, não estou nem aí. O sujeito é um analfabeto social, ou de algum outro tipo, pois fez essa comparação absurda que voce frisou. Um blog, com um estabelicimento aberto ao público. É fato, se um shopping, restaurante, boate, e etc barrar alguém e não tiver uma justiificativa aceitável, estará incorrendo em discrimnação.
            Até mesmo na casa dele, se ele disser que uma negra só entra se for pela porta de serviço, estará sujeito a processo por racismo. Não interessa que ele tenha pago não sei quantos milhões no ap.
            Entenda de uma vez por todos, o direito a propriedade não dá direito a que se transgrida a clausula pétrea da constituição, todos são iguais perante ela. Se praticares discrimnação, sob quaisquer circunstância, é crime.

  • Bom, e qual é a “denuncia” q vc quer fazer?

    Quer fazer passeata, protesto?

    Faça na rua!

    O shopping é um lugar para compras, passeio com a familia, comer algo em relativa segurança…

    Acho muita graça nessa tentativa das “esquerdas” de politizar e se aproveitar de qualquer coisa!

    Perfeito o comportamento do shopping!

    Mais uma vez: quer fazer passeata de protesto?

    Use a rua para isso!

    • Isto foi um movimento chapa branca para forçar uma atitude do shopping.

      Estes grupelhos de agitadores da esquerda só queriam isto.

      Vi até faixas em ingles.

      Depois disto não precisa mais nada.

      Recibo de estacionamento mostra…mas de doação pro Genoino não..

      é uma pantomima

        • CARTA CAPITAL DE HOJE: Reportagem que conta a história, acontecida há 57 anos, de ROSA PARKS, que negra, recusou ceder lugar , no ônibus, a um passageiro branco, de acordo com as leis da época, pois negro só poderia sentar no fundo dos ônibus. Ela foi presa e os negros começaram a boicotar, por meses, os transportes coletivos até que as empresas cederam e os direitos civis avançaram nos EUA. Quantos sábados o iguatemijk aguentaria fechado?

      • Procure no seu “direito público” onde está escrito q um shopping é obrigado a deixar entrar 200 “abolicionistas” q querem fazer uma passeata de protesto contra o próprio shopping!!!

        Quando encontrar, liga pro ministério público e denuncia o shopping…

        Pq eu não vou ficar esperando deitado!

        • A lei diz que os estabelecimentos PRIVADOS abertos ao público não podem selecionar o acesso do público com critérios de raça, condição social, religião, etc. Aliás isso é consequência natural dos princípios que encontram-se expressos na Constituição.

          Assim sendo o Shopping não pode escolher ao seu bel-prazer quem pode e quem não pode entrar no estabelecimento. Na verdade eles deveriam perder o alvará de funcionamento da prefeitura por fazer essa discriminação (ou seja cometer esse CRIME).

          Você falou merda para defender a discriminação dos shoppings.

          Eu odeio shoppings e não vou de jeito nenhum se puder evitar. Acho qté que todos deveriam ser fechados. MAs o fato é que eles estão lá e não tem direito de ferir a lei com ações racistas por isso quando eles fazem essas coisas eu protesto como protestaria contra o racismo em qualquer lugar, seja ou não um lugar que eu goste de frequentar.

          Pare de falar merda e bote a mão na conciência (se você tiver uma) para entender (se tiver neurônios para tanto) que a questão refere-se aos princípíos que orientam a sociedade democrática. Princípios que ninguém tem o direito de revogar, seja em uma propriedade particular, seja em praça pública.

    • perdão, na RUA não ..o correto, pra se respeitar o direito do próximo, é se fazer como na antiga Grécia de 2,5 a 3 mil anos atrás, nas Ágoras, digo, nas praças e parques abertos

    • Quem politizou foram os shoppings e a classe média assustada, pois os garotos funkeiros só queriam se divertir.
      Ao descer o cassete na “negrada” e impedi-los de entrar numa repressão “preventiva contra supostos crimes”, transformaram um gesto adolescente e pueril em afirmação política das classes desfavorecidas.
      Culpa de voces mesmos. Transformaram garotos funkeiros de 15 anos em atores políticos

      • 6 mil pessoas que “só queriam se divertir”, correndo e gritando num shopping é apenas “um gesto adolescente e pueril”?

        sua capacidade de demoagogia é realmente um espanto!

  • Boa tarde Eduardo.
    Brasil, século XXI, sociedade brasileira reproduzindo a casa grande e a senzala. Vendo toda esta parafernalia, a serviço de uma sociedade corrompida, lembro de meus tempos de estudante. Vacas magras, poder aquisitivo zero, também nao me deixavam entrar em muitos locais. Passaram os anos e com a pretensa “dignidade” que a profissao oferece, hoje sou convidado a frequentar muitos dos lugares que me fecharam as portas na cara. Como se minha educaçao, nao tivesse sido em uma casa humilde e de familia operaria.
    O problema é o preconceito. Parte da classe dominante, tem medo do que nao conhece. Tem medo do que nao viveu. E dai se a pessoa é fankeira, roqueira, gosta de samba, bolero, tango, mpb… E dai se a pessoa tem carro do ano, camaro amarelo, uno vermelho, brasilia amarela, audi, bmw ou fusca… Somos todos cidadaos, temos direitos e deveres, sendo dois dos direitos mais sagrados; a liberdade de ir e vir e a livre expressao.
    Se o “rolezinho” é ordeiro, porque impedir esta juventude de ver, ser vista, conhecer, aprender…
    Fica a minha esperança de que a sociedade brasileira mude. Caso contrario, sera o colapso social.

    • Shopping não é lugar de protesto ..não adianta forçar pq não vai colar ..aliás, seus proprietários poderiam até ser responsabilizados se algum frequentador viesse, por negligência, a sofre qq tipo de constrangimento

      Ali é um condomínio de lojas que tem como função precípua o comércio entremeado de lazer ..verdade é que estes protestos NÃO tem razão nem causa (só abutres à cata de tragédia e manchete ..politicagem, é este o nome)

      desculpe, mas aqui tb tá faltando um pouco de conhecimento do que vem a ser direito de posse e propriedade ..tb ?! Com séculos de desrespeito por parte da elite, e agora por parte dos INSURGENTES insuflados por ignorantes psicopatas (que querem a propriedade TOMADA à força dos outros, e a qq preço) o que queríamos, da nisso !!

      só o estudo e a informação salvam ..e a julgar pelos últimos dados, Tamo-fu

      • Nunca leio as merdas que esse troll escreve, mas desta vez por acaso lí esta mensagem pelo fato de começar com uma tremenda ASNEIRA ao dizer que “shopping não é lugar de protestos”.

        TODO LUGAR onde ocorrer discriminação com base em raça, condição social, religião ou qualquer um dos critérios especificados na CONSTITUIÇÃO, não paenas pode como DEVE ser alvo de protestos.

        Claro que os racistas vão dizer que isso é uma bobagem, que não leva a nada, que tem coisa muito mais importante a ser feita, que os que protestam não tem direito de protestar, etc, etc.

        Toda essa patacoada que os RACISTAS sempre usaram para defender o RACISMO.

        A discriminação além de ser crime, é uma atitude que a sociedade não deve tolerar, sob pena de ver a liberdade e a justiça serem destruídas pela ação do poder econômico.

        SHOPPING É LUGAR DE PROTESTO SIM, todo lugar onde se pratique a discriminação é.

      • Caraca Rui, foi na veia!
        Esse imbecil do “Rocambolli” trata shopping como propriedade privada, ele convenientemente esquece que quando o “condomínio” abre suas portas pra vender alguma coisa (precisa ter licença do poder público para isso) ele sai da esfera do direito privado e cai na Lei do Consumidor, que não pode ser discriminado, coagido, etc. etc. etc. , o “espaço” shopping passa a ser um espaço público, com as regras e a lei que rege isso.

  • Perdoe Eduardo, mas estou aqui outra vez.
    Gostaria de lembrar, que o preconceito promove entre tantas mazelas: a fome, a miséria, a barbárie, a guerra, o abandono, a mentira, a soberba. E o que é pior, lança por terra as esperanças e as crenças da juventude.
    Uma sociedade preconceituosa, é uma sociedade injusta.

    • Concordo, mas, mas é que neste episódio eu só vejo preconceito do marginalizado – e às vezes nem isso, mas um revoltado mal assumido ou um portador da síndrome de Jerusalém por exemplo – contra o integrado (no caso o consumidor de classe média), né não ?

      • Revoltado mal assumido… Nao concordo. Penso que existem pessoas mal informadas, que sofrem verdadeiros ataques de panico, ao deparar com situaçoes diversas. Quem nao foi jovem? Quem nao protestou por alguma coisa? Quem nao concordou ou discordou de açoes, atitudes, posiçoes? O fundamental é o respeito, tanto pelas posiçoes equivalentes ou antagonicas. Com relaçao a ser portador da sindrome de Jerusalem, o prezado estaria afirmando, que pessoas que discordam de sua posiçao, sao psicoticas? Me recuso a acreditar, que esteja enveredando por tao tortuoso caminho. O marginalizado, nao esta em surto psicotico, ele somente se expressa, quer ser ouvido. O integrado, (que passo a chamar de ovelha), esta seguindo a um pastor preconceituoso.

    • Acorda, reaça! A sua turma apoia rolezinhos, desde que também proteste contra a Copa do Mundo. Ainda fazem cartazes em inglês. Baderna? É no que vocês e seus black blocs tiraram Ph.D….

      • Estás é desesperado. A meninada dos rolezinhos não estava presente nesta manifestação (onde só se veem militantes partidários, fato confirmado pelo dono deste blog). Segundo fotos e depoimentos públicos dessa meninada, querem é se divertir e vão se afastar do lado político, onde nunca quiseram entrar. Quem disse que o bicho ia pegar(sic) foi um ministro do governo, mas parece que até a massa silenciosa não anda concordando com a situação.

        • Zifiu é um termo usado nas religiões afro, umbanda, candomblé, etc., mas na sua nojenta boca fica sendo um termo racista, preconceituoso e fascista. Isso mesmo, mostre a sua cara.

        • Protesto contra um estabelecimento comercial aberto ao público que CONTRA A LEI selecionou os clientes com critérios de condição social e cor da pele.

          Não me espanta que o troll mentiroso alcunhado de Romanelli tente ESCONDER que o Shopping em questão cometeu um CRIME e que esse CRIME foi o que motivou a escolha do local do protesto.

          O trollzão SAFADO, velho conhecido do blog, CONTINUA MENTINDO sem parar. Desta vez ele escreve como se o Shopping onde foi marcado o protesto não tivesse feito nada e a escolha do local tivesse sido arbitrária.

          Apenas MAIS UMA MENTIRA de um notório MENTIROSO.

    • O Edu tem a aparência de um classe média típico, pai de família, leitor da Veja e conservador. Coxinha, inclusive!
      Já estive pessoalmente com ele. Quem o vê não diz que é um dos militantes libertários mais atuantes hoje em dia. Se os seguranças olhassem a “folha corrida” do Edu, não entraria de jeito nenhum
      PS: Desculpe Edu, mas sua aparência é de coxinha mesmo. Mas quem vê cara, não vê coração, não é mesmo?

      • É justamente a segregação dos clientes por critério de condição social que é proibido na lei.

        Ao contrário do que muitos MENTIROSOS estão colocando aqui no blog, o shopping NÃO PODE fazer esse tipo de seleção.

        *** É LEI ***

        E ao fazer isso a direção o shopping em questão igualou-se a uma pessoa que entre e roube um produto, pois AMBOS COMETERAM CRIMES.

        Só que os direitistas que infestam o blogt estão defendendo desesperadamente os criminosos ricos da direção do Shopping, sendo que são os mesmos que defendem constantemente rigor e muitas vezes até truculência contra os criminosos mais pobres.

        Eles tem uma moral que muda de acordo com a conta bancária dos envolvidos.

  • Por enquanto eles não estão pedindo a cabeça de ninguém, mas quando isso ocorrer o discurso vai mudar! Faze bagunça no quintal (trabalho) dos outros é mole! Na copa, no congresso, ou na sede de alguns partidos, não pode, pois é contra o Brasil?

    • Olha só, se alguns organizarem protestos na Copa contra o alto preço dos ingressos, acharei legitimo. Essa sim é uma grande causa, a da elitização de um esporte popular, excluindo o responsável por fazer do futebol uma mina de ouro, o povo.
      Mas sabemos que não é essa a intenção dos black blocs, Anonymous Brazil e dos coxinhas do Faceburro. Estes querem manipular os bem-intencionados para sabotar o Brasil.
      Vamos usar a mesma arma da direita, a “repressão preventiva’, nos facistas. Mas com menos porrada e mais inteligência

    • Reacionários como você estão DESESPERADOS em busca de alguma coisa que vire o jogo eleitoral porque sabem que se depender de seus candidatos estão ferrados.

      Andam na rua rezando para encontrar confusão. Daqui a pouco vão colar papeizinhos com a frase “não vai ter Copa” nas costas das pessoas que atravessarem os faróis de trânsito mais movimentados e vão sair dizendo que é passeata.

      Pela quantidade de reaças ameaçando que este ano vai ter manifestações monstruosas contra a Copa (e torcendo para que ionfluam nas eleições, o que é outro autoengano deles), eu começo a ter certeza que não vai ter nada disso. As pessoas já perceberam (e nem tem como não perceber, tão flagrante que é) que a direita está desesperada para APARELHAR e MANIPULAR sonhadas manifestações iguais às do ano passado, usando as pessoas como MASSA DE MANOBRA para obter resultados eleitorais. E ninguém, exceto os mesmos gatos pingados de sempre, está disposto a ser manipulado por essas raposas velhas.

  • Muito bom Eduardo.

    Mantenha a pauto direcionada ao objetivo final Padilha.

    Não podemos dispersar.

    Como ja foi mencionado: Genoino não aufere votos para nosso companheiro Padilha

    Vamos manter o foco

    Faça o post sobre a Cracolandia o antes possível

    Obrigado

    Comite Central de Comunicação Eleitoral

    2014

    E veja se não seja tão transparente assim…vc esta mostrando muito seu vínculo com o partido.

    Fica fazendo de conta que vc não é nosso, assim suas matérias ficam mais verossímeis e menos chapa branca

    • Se essa é sua visão, meu caro, então você atira no que viu e mostra o que não vê: partidarismo pra você é bom, desde que seja do PSDB. Você está tão acostumado a pensar que São Paulo “é do PSDB” que qualquer demanda é “ajuda ao PT”, mesmo que este esteja fora do assunto como é o caso.

      Interessante ainda você associar movimento negro e, digamos, povo, ao PT. Vou parar por aqui, mas Freud teria delicioso material de sobra com você.

      • Leia a baixo o comentário do Eduardo Guimarães confirmando q nesse “movimento social espontâneo” estava cheio de petistas!!

        É evidente a forçação de barra ao se tentar politizar essa questão pro PT tirar proveito…

    • O boçal que escreve sob a alcunha de Augusto FAria é um troll imbecil que deveria ir à merda que é o seu lugar.

      É um mentiroso ridículo que não quer debate nenhum e está CALUNIANDO o dono do blog.

      Trata-se de um tucano nojento, troll profissional que escreve de um call-center pago com o dinheiro ROUBADO PELOS TUCANOS e sem o menor escrúpulo em mentir e agir de má-fé.

      Ele segue ipsis literis o modus operandi da canalha bicuda, formado por mentiras, insídia e má-fé.

  • Na foto publicada contei 3 negros.

    Certamente foi um atos sobre descriminação dos negros….pq nem no protesto eles não puderam ir.

    Que vc acha que o publico é??

    Tão panaca quanto vc??

  • Respondendo principalmente ao ROBERTO LOCATELLI, (GENOINO, EU CHOCADO!!) quero dizer que é uma falácia que Genoino tenha lutado pela democracia no Brasil.O PT -LULA- concorreu as eleições não só em 2002,mas também em 2004 e 2008 quando foi goleado por FHC. Para os mal informados a GUERRA FRIA teve o seu grande final somente em 1989 quando o CAPITALISMO ENTERROU O SOCIALISMO. Não sei por que estão pedindo para me corta deste blog que, aliás, sempre acompanho. Combatamos, como disse Paulo, o bom combate.

    • A direitalha perdeu em 2002, 2006 e 2010. Em 2014 vai perder de novo.
      Quem está definitivamente derrotado é o neoliberalismo predador. Aqui, na Argentina, no Uruguai, na Venezuela, na Bolívia, no Equador. Chega?
      Vai dormir, bobalhão!

    • Ah, claro, ele só lutou contra uma ditadura. Lutador pela democracia de verdade é você – e com esse papo de Guerra Fria que os direitosos falam que acabou mas adoram lembrar dela, só falta você dizer que a “Redentora” salvou o país de virar uma ditadura comunista, pelas mãos do “comissário-latifundiário” João Goulart.

    • O Genoíno pegou em armas, arriscou a vida e foi torturado pelos pais e avós dos que hoje tentam fazer a mesma coisa. Mas NO PASARÁN!
      A multa já foi brejo. Procurem outra, direitalha.

  • Edu
    Não entendo muito de jornalismo; na minha modesta avaliação vc prestou um serviço a essa rapaziada que vai “cobrir eventos” mas ja vai com a pauta pronta elaborada pelos patrões. Espero que eles vejam e moram de inveja . Parabéns pela aula!!!

  • Vai respingar no governo federal,pode ter certeza,é questão de tempo.Hoje,no RJ,aquele Batman,dentre outros,alguns de preto com suas bandeiras e as principais faixas diziam:

    Fora Dilma,Não vai ter Copa e Fora Cabral.

    Tô fora desse movimento…

  • Edu vendo as filmagens estes jovens não parecem de periferia. Acho que estão antecipando os protestos da copa do mundo. Estão fazendo um aquecimento.

        • Se esse mesmo protesto fosse na Dinamarca teria menos brancos…. Pelas fotos, é possível que tivesse
          mais brancos lá fora, no protesto da UNEAFRO, que dentro do shopping, entre os burgueses
          exploradores.

          Um ato que não passou de uns estudantes burgueses revoltadinhos da FFLCH querendo pagar de
          oprimido.

          • A proposta é o seguinte: Ao olhar quem entra no shopping, não repare na cor da pele. Ao olhar um manifestante de um protesto contra o racismo, não repare a cor da pele. Estamos combinados?

        • Essa historinha de que somente negros podem participar de um ato público contra o racismo e a discriminação é uma jogada insidiosa dos racistas para isolar o movimento negro. A luta contra o racismo e a discriminação é uma luta de toda a sociedade, não apenas dos negros.

          • Mas aí é que tá: num protesto que, por baixo, conta com uns 75 % dos manifestantes formados por brancos,
            mas, ironia das ironias, ao não poderem entrar no shopping, o acusam de racismo (??!!).

            Recomendaria a esses jovens, para participarem ainda mais do espetáculo do consumo, fazerem
            rolezinhos na frente dos estádios-arenas, em dias dos jogos da Copa…. Aposto que ia ter
            muito esquerdista, que hoje vai ao delírio com os rolezinhos, que iria descer o pau….

          • Você está confundindo o ato de sábado, feito por ONGs e partidos com os rolezinhos em si. Mas você não entende nada do que está acontecendo. Nem tenho perdido meu tempo em argumentar.

          • Caro Eduardo, em um comentário neste post eu disse que aqui muito está se revelando sobre a FALTA DE CARÁTER dos trolls que infestam o Blog.

            Esse tal de Fabrizio Alves é um exemplo acabado disso que eu disse.

            Ele ignora quaisquer argumentos colocados e sem refutar nenhum, apenas REPETE AS MESMAS MENTIRAS para ver se engana algum incauto.

            O trouxa usa o modus operandi da trollagem tucanalha: mentiras, insídia e má-fé.

            Você acha que ele não entende que o protesto não é um rolezinho e nem foi para defender rolezinnho algum, mas para combater a discriminação RACISTA feita pelo shopping citado (o mais caro, esnobe e nojento de São Paulo, que é uma cidade pródiga em lugares esnobes e nojentos)?

            Claro que ele sabe. Mas por MÁ-FÉ fica repetindo as mesmas MENTIRAS para INSIDIOSAMENTE tentar enganar as pessoas. Aí está o modus operandi das aves de mau agouro.

            Ficar contando o número de negros na manifestação é outra prova do uso de mentiras, insídia e má-fé. Ele tenta apresentar uma prova da solidariedade dos movimentos sociais e de que o problema do racismo não atinge apenas os discriminados mas toda a sociedade, em uma mentira tentando desmerecer o movimento.

            Uma comparação sua foi certeira nesse assunto, é a mesma atitude dos escravocratas que queriam afastar os abolicionistas brancos MENTINDO que eles não teriam nada com isso.

            Ora TODO MUNDO tem TUDO a ver com o racismo. É uma atitude que degrada o ser humano, não apenas os que sofrem a discriminação mas também os que a praticam (que já são filhos da puta mesmo e portanto não ligam e chafurdar ainda mais na mesquinharia) e todos que pertencem a uma sociedade e não aceitam a inquidade.

            Não entendo porque você publica textos de um troll SAFADO que está agindo de má-fé,mas a decisão é sua. Só estou mostrando o modo de ação dessa trolagem [tu]CANALHA que infesta seu blog.

          • Ruy, eu tento dar a maior chance possível ao debate. Quando o excesso é muito, bloqueio. Você não sabe quanta coisa bloqueio todo dia. Nem queira saber. Tento evitar de sair censurando qualquer coisa, mas não é fácil.

  • Escarcéu injustificado. O shopping fechou uma porta para os tais rolezinhos e as outras deram acesso a quem queria lazer e compras. Onde está o ilicito ?

      • Hugo Gasparian, por favor, pare de mentir.

        Na filmagem do Eduardo não havia nenhum participante branco se fazendo passar por negro.

        O que havia é pessoas de movimentos sociais e partidos políticos que apóiam a causa do movimento negro.

        Essa historinha de que somente negros podem participar de um ato público contra o racismo e a discriminação é uma jogada insidiosa dos racistas para isolar o movimento negro. A luta contra o racismo e a discriminação é uma luta de toda a sociedade, não apenas dos negros.

        Simples, nõ é por ser branco que uma pessoa deve apoiar os racistas ou que deva se omitir em relação à questão da discriminação racial. Isso por pelo menos 3 motivos:

        1 – SOLIDARIEDADE. Pode ser que você não tenha solidariedade. Aliás pelo seu lamentável e mentiroso texto bem vê-se que não tem mesmo. Normal, os racistas são todos mesquinhos.

        2 – VALORES E LEIS. O racismo é degradante para toda a sociedade e não somente para os discriminados. Não aceito viver em uma sociedade racista e ficar quieto é uma questão de valores. No caso do Brasil a nossa Constituição define claramente os valores aceitos pela nossa sociedade e a discriminação não é tolerada, nem a racial, nem a econômica ou religiosa. Simplesmente os racistas são criminosos que ofendem a lei. Não é por serem presunçosos que o seu crime possa ser tolerado pela sociedade.

        3 – AUTODEFESA. O preconceito é o tipo de coisa que muitos pensam que atinge apenas os outros, mas diz respeito a todos. Quando um negro é discriminado e essa discrimnação é aceita, abre-se as portas para outros tipos de discriminação que irão atingir aqueles que hoje se sentem “aceitos”. Negros, pobres, homosexuais, nordestinos, etc… a lista não para, o preconceito vai avançando e fatalmente atinge a todos que não tem o poder econômico para se proteger, pois a origem do preconceito é a manipulação das massas pelo poder econômico. Até você, que se acha branquinho, se for para a Europa também poderá ser alvo de preconceito e aí vai clamar por solidariedade, a mesma que hoje está negando ao movimento negro.

        Que você aceite a discriminação lamenta-se mas nada se pode fazer, é uma questão de conciência pessoal. Mas pare de mentir e acusar os outros de coisas que você inventa para atacar aqueles que querem uma sociedade livre e democrática.

  • Edu, acaba de passar uma imagem na Globo News de manifestantes no Rio de Janeiro. Entre as imagens focalizaram um “coringa” com o cartaz “não vai ter copa”, ou seja, tem gente muito interessada em criar o caos no que começou como um simples rolê.

  • O Remédio, tenho quase certeza, seria os trabalhadores não venderem sua força de trabalho para essa gente metida a besta! deixem que eles façam a limpeza, que arrumem, que vendam, etc.,

  • Esses esquerdistas aí da foto são os mesmos do “não vai ter Copa”.

    Esquerdistas do “não vai ter copa”, black blocs e rolezinhos é uma coisa só: marcar encontro no “feici” para fazer baderna.

    Como alguém pode falar em “crescimento econômico”, “vendas de natal”, “economia indo bem no governo Dilma” e aí fazer vídeos de shoppings vazios? Em shopping, lugares privados, tem trabalhador humilde, vendedores que recebem somente via comissão e que pagam o aluguel.

  • Não deixa de ser irônico que, olhando as fotos do protesto-rolezinho organizado pela UNEAFRO, a maioria dos participantes seja formada por brancos:

    http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2014/01/1399713-apos-protesto-shopping-jk-iguatemi-encerra-atividades-neste-sabado.shtml

    Não deixa de ser irônico também o fato de que as mesmas pessoas de esquerda – geralmente ligadas ao PT ou aliados – que reclamaram que as Jornadas de Junho foram capturadas pela direita, depois de iniciadas pelo MPL com reivindicações de esquerda; hoje, não tenham nenhum pudor em se apropriar politicamente dos rolezinhos, que se originaram como uma forma de “zuação”, de diversão consumista….
    Ou seja, o espírito dos rolezinhos é profundamente capitalista, consumista; mas querem impingir um
    caráter revolucionário que simplesmente não há.

    O mundo dá voltas….

  • Há que se protestar, sim, contra o racismo. Porém, ao transformar um movimento espontâneo (rolezinho) num ato político, é inevitável que os black-blocs tucanonymous queiram torcer a intenção do ato e direcioná-lo contra a Copa e contra Dilma. Nesse ato, levaram uma faixa EM INGLÊS criticando a Copa.

  • Não estão enxergando o que está acontecendo, o rolezinho e um grande ensaio para o Rolezão, que vai acontecer na copa, depois não reclamem que não avisei! Vamos botar pilha mesmo, para muitos rolezinhos até a copa, o monstrinho agradece!

  • Sabe o que é mais engraçado?

    Que essa manifestação de voces… é caracterizada como “crime contra lei e a ordem” pelo novo documento assinado pelo governo federal para esse ano.

    “Além de elencar características das “forças oponentes” do Estado brasileiro, o manual enumera as “principais ameaças” à manutenção da lei e da ordem no país. Entre elas, figuram estratégias comuns de protesto popular, como “bloqueio de vias públicas de circulação”, “invasão de propriedades e instalações rurais ou urbanas, públicas ou PRIVADAS” e “paralisação de atividades produtivas”.

    Acho que essa manifestação se caracterizaria como “invasão a propriedade privada”… cuidado que agora a dilma pode chamar o exercito para conter o “disturbio urbano”!

    http://www.ivanvalente.com.br/blog/2014/01/mais-medici-governo-dilma-chama-movimentos-sociais-de-forcas-oponentes-em-documento-do-ministerio-da-defesa/

  • Nessa ocasião o shopping agiu dentro de seus direitos. Ninguém é obrigado a dar trela para protesto.
    Os clientes podem ignorá-los também. E daí?
    Nao houve discriminação ou triagem racial.
    E esses baderneiros não podem ser comparados aos abolicionistas. Ainda que os ditos heróis abolicionistas, assim como todos os “heróis” nacionais sejam claramente endeusados em exagero, pelo menos os abolicionistas tinham em seus “quadros” cabeças pensantes. Não é o caso ta tchurma do “tchipu acim a gentchi ta protesstandu”
    O shopping está aberto. Entrem sem gritar, Fazer correria ou baderna e tudo fica certo.

  • Prezado Eduardo.

    Não é aqui que eu deveria informar-lhe. Ontem assisti, acidentalmente, parte da entrevista da D. Luíza Trajano no programa Manhattan Connection. Assista o BAILE que ela deu nos participantes.

    Abraços.

    Carnevali

  • Caro Eduardo, Eu ficaria chocado com a quantidade de comentários defendendo o racismo (que é crime) e tentando criminalizar os movimentos sociais quando eles protestam contra esse crime, se já não soubesse que trata-se da mesma meia-duzia de trolls (alguns profissionais) que escrevem sob diferentes alcunhas para parecer um número maior de pessoas.

    O que eu observo é o maior emprenho dessa trollagem SAFADA neste post em relação à outras postagens e me pergunto o motivo desse fenômeno.

    Por tudo que eu lí concluo que o motivo é a defesa do mais caro e esnobe shopping center de São Paulo.

    Se aqueles que defendem a igualdade e a democracia protestam contra a discriminação como forma de enfrentar a questão dos “rolezinhos” para defender seus princípios democráticos, os reacionários preconceituosos também vêem o citado shopping como um objeto de defesa de seus princípios antidemocráticos elitistas.

    Eles agem como se o shopping fosse uma catedral sagrada e de certa forma é mesmo. Uma catedral de consumismo e exclusão social, onde os seguidores do Deus-Mercado (na verdade uns velhacos que querem se projetar pelo abuso do poder econômico ou mais comumente pela adulação aos que de fato detém esse poder) querem sentir-se segregados da plebe rude que desprezam.

    Isso diz muito sobre o caráter, na verdade FALTA DE CARÁTER, dos trolls que infestam o blog.

  • Textos acadêmicos nos lembram a toda hora: a periferia é um outro país, a ausência do Estado é preenchida por formas paralelas de poder. Ou nem todos os espaços estão disponíveis para todos na cidade, são espaços segregados. Chegamos ao absurdo de termos praças públicas com muros gradeados e portões que ficam fechados à noite. Mesmo assim, marcas do ramo da alimentação não ficam intimidadas em abrir suas franquias onde a nova classe C, consumidora com visibilidade, mora. Só que ela não pode ter visibilidade onde tem lojas Louis Vuitton, Prada ou Chanel. Afinal, o que é um shopping, senão a vitrine pós-moderna do capitalismo tardio. Dentro das gradações que vão da classe média, representada talvez a partir de 7 a 10 salários mínimos, à classe alta que tudo pode, incluindo a seleção da paisagem humana do espaço, são espaços padronizados com mais ou menos luxo. Sua arquitetura com suas portas sensíveis ao calor humano é muito mais intimidadora que a presença dos seguranças e das câmeras. Seu mecanismo é computadorizado, pode ser fechada num simples clic de um mouse. A escada rolante não é um simples conforto, mas a estratégia para que o visitante e provável comprador possa ver tudo. Todo o cenário dá uma sensação de uma cultura internacional, com toda a superficialidade de uma simples sensação. Lembra um aeroporto com seu free-shopping. Como tudo que ali se vende tem vida efêmera, deve ser substituído logo, logo por um novo, mesmo que esse tenha a cara do antigo. Um shopping parece mais um museu do capitalismo.

  • Nao tem sentido um shopping permitir que entrem para protestar contra eles. Shopping nao é lugar de protesto, é para fazer compras e passear, no mais se cada um resolver ir protestar no shopping vai virar uma grande bagunça…. Ninguém precisa parar por isto!

    • Estou farto de receber esse argumento furado. Como fazer para vocês entenderem que o critério tem que ser válido para todos e que não pode haver discriminação? Os shoppings estão fazendo triagens. Este post relata claramente que alguns puderam entrar e outros não. Os shoppings podem fechar as portas a todos, mas o shopping JK, por exemplo, vem fazendo discriminação. A lei 7716/89 prevê pena de 3 anos de prisão para o dono de estabelecimento comercial que discriminar clientes. Você sabe o que é discriminar? É atender a alguns e não a outros. Vá procurar a lei 7716/89 e pare de usar argumentos furados

      • Se o senhor julga que houve a discriminação tipificada na lei 7716/89, por que não denunciou o fato ás autoridades para que punissem os responsáveis pela discriminação?

        • Foi denunciado. No próprio sábado, enquanto a manifestação rolava diante do shopping, dez pessoas foram à delegacia mais próxima e fizeram um boletim de ocorrência. Com advogado e tudo

    • Julia, esse ato que o post relata não é rolezinho, é de movimentos negros. Nos rolezinhos, se esses caras aparecerem vai destoar muito. São tipos completamente diferentes.

  • Já li muito esse site, na época em que ele era uma simples blog. Costumava ler também o Azenha.
    Ocorre que ambos se tornaram mais petistas que os próprios militantes do partido.

    Já tive uma certa simpatia pelo PT. Hoje não voto mais em ninguém. A disputa é para ver quem é menos bandido. E já basta a PÉSSIMA administração do PT em Sao Bernardo do Campo.

    Olha, antes dessa história de rolezinho, nunca tinha ouvido falar sobre fulano ou sicrano ser impedido de entrar no shopping A ou B por conta de cor de pele, marca de roupa, boné ou mesmo óculos.

    Aí, uma turma de adolescentes desocupados resolvem marcar uma algazarra qualquer num shopping. São impedidos. Afinal, shopping não é local de fazer bagunça ou cantar funk que faz apologia ao crime ou pornografia.

    Imediatamente, “movimentos sociais”, invariavelmente ONGs que tanto reclamam, mas adoram mamar nas tetas públicas, dizem se tratar de luta de classes. Sociologos que adoram escrever sobre pobres (mas que vivem muito bem, obrigado) adotam a tese.

    São marcados protestos com apoio de partidos – alguns explicitos, outros velados – para manifestação (leia-se bagunça) em shoppings. Corretamente são impedidos de tumultuar o local.

    Pronto! Para a pelegaiada em geral, trata-se da luta de classes que impede o pobre de entrar no shopping.

    Para finalizar: Os “excluídos” dos rolezinhos andam com oculos de 700, tenis de 1000, celular de 2000 e a única coisa que sabem pronunciar são funks que exaltam essas porcarias e posições sexuais.

    Toda essa porcariada que adoram, eles compram no shopping, que não os impediram de entrar. Coibiram, sim, o tumulto.

    • É discriminação, apartheid social, sim!
      O pessoal do Pindura, alunos da POLi-USP e outras comemorações de pessoas de classe média alta ocorrem em shoppings de SP com tolerância da segurança e até aplausos dos frequentadores.
      Em tais comemorações, sobem nas mesas das praças de alimentação, fazem discursos e algazarras entoando cânticos aos berros.
      Agora, quando é o pessoal da “perifa”, dizem que é “caos”!

  • Eduardo, parabéns pelo trabalho investigativo-jornalístico. É esse tipo de coisa que o PIG não oferece (e por isso, perde audiência).

    Quanto à discriminação, é ilegal. Ponto. Não adianta chiarem, é ilegal e fim de papo.

    Sobre shoppings: não tenho nada contra. Apenas acho que eles precisam descobrir como incorporar os rolezinhos à sua rotina. Proibir é burrice.

      • Luiza, vou corrigir o que eu disse. Na verdade, eu me refiro a integrar os brasileiros que ingressam no consumo ao cotidiano dos shoppings. Rolezinhos parecem ter uma conotação de curiosidade, também. Mas quando passa a novidade, as pessoas podem se integrar ao consumo.

  • Qual vai ser a próxima investida de Barbosa contra Genoíno ? Pegá-lo pelo bolso não colou . A solidariedade dos brasileiros é maior do que toda a manobra para condenar e humilhar inocentes. Miruna deputada federal em 2014.

  • Qualquer manifestação pacífica a direita raivosa quer politizar . Todos que se sentirem discriminados devem sim lutar por seus direitos independente da cor da pele.

  • Excelente trabalho jornalístico!
    Por essas e outras fica explicado o por quê dos Jota Enes da vida minguarem a cada dia, enquanto a blogosfera independente floresce.
    Para desespero da direita, a juventude da periferia vai ocupar os shoppings assim como ocuparam os aeroportos e restaurantes, nos finais de semana.
    Não adianta espernear!
    O tempo da senzala acabou!

  • Que maravilha ver uma manifestação de verdade! Onde a causa é nobre, onde bandeiras e camisas de movimentos sociais e partidos podem participar livremente! Onde se canta um refrão belo, que remete à luta heroica dos negros, não apenas em palmares, mas durante toda a História do Brasil. A luta daqueles que fizeram este país, material e culturalmente, e ainda são relegados à opressão e exclusão por uma ordem social injusta, hipócrita e desumana, que tem na mídia conservadora controlada por uma oligarquia, e nos vermes que a ele servem, um dos seus principais sustentáculos. Que os rolezinhos continuem e se intensifiquem(só um crítica : SEM FAIXA EM INGLÊS!!!! SE QUEREM USAR UM IDIOMA ESTRANGEIRO, QUE USEM O IORUBÁ); contudo que não se deixem instrumentalizar. Que não sejam capturados pela mídia oligárquica e racista, que pretende controlar esses movimentos para transformá-los num “trailer” das “manifestações” conservadoras que a direita tenta reeditar em junho para impedir a reeleição do Governo que vem promovendo as mudanças em busca de uma Sociedade mais justa, mudanças essas que tem os negros entre os seus principais beneficiados, tanto no acesso à renda e moradia, como na garantia de poder ingressar numa Universidade. Torçamos e ajudemos os rolezinhos a se tornarem um movimento ainda mais organizado, que passe não somente a lutar pela reivindicação; justa, mas ainda tola e superficial; do direito de passear em templos idiotas do consumo branco, mas que também haja em prol da consolidação de uma sociedade mais justa, inicialmente combatendo o golpe conservador que pretende destruir a Copa do mundo e impedir a reeleição de Dilma. Um exército de rolezinhos a defender a Copa e impedir os ataques da direita fascista deixarão os conservadores e sua mídia apavorados, principalmente quando esse exército marchar para a frente de todas as sedes das emissoras da Globo nos estados e acusar a emissora pelo que ela sempre foi : racista!

  • Muito bom! Eduardo Guimarães falará sobre tudo isso no dia 15/02 lá mesmo, na zona leste de São Paulo, local onde grande parte dos participantes dos rolezinhos vivem. Ao lado de Altamiro Borges, outro grande nome dessa maravilhosa mídia alternativa, que tem se mostrado um verdadeiro oásis nestes duros tempo de ditadura midiática. A palestra/debate vai acontecer no Espaço Cultural Dércio Marques, que fica lá no Parque São Lucas, na Avenida São Lucas, 479. O tema, mais amplo, é sobre a regulamentação da mídia mas, claro, penso que os rolezinhos também poderão ser abordados. O convite é democrático: galera da zona leste presente, mentes progressistas desse nosso Brasil e… os direitistas também estão convidados a debater (com educação, por favor!), pois lá não fazemos qualquer discriminação. Espaço aberto a todos. Em breve divulgaremos flyers. http://www.espacoderciomarques.com.br

Deixe uma resposta