Somos os 99% que vivem com 54% da riqueza mundial

Reportagem

 

Houve repercussão aquém da desejável de uma das notícias mais estarrecedoras dos últimos tempos. Uma ONG britânica teve uma percepção brilhante, fez uma pesquisa para confirmá-la e, assim, produziu um relatório singelamente objetivo, o qual mostrou que 1% dos terráqueos concentram 46% da riqueza do planeta.

A ONG em tela é a Oxfam International. Segundo a Wikipedia, trata-se de “Uma confederação de 13 organizações e mais de 3000 parceiros que atua em mais de 100 países na busca de soluções para o problema da pobreza e da injustiça através de campanhas, programas de desenvolvimento e ações emergenciais”.

O estudo chega a causar pânico quando se leva em conta que a população mundial chegou a 7,2 bilhões de pessoas em meados do ano passado e que 1% desse montante corresponde a 72 milhões de pessoas. Ora, se riqueza mundial atingiu em 2013 US$ 241 trilhões, descobre-se que 72 milhões de pessoas acumulam 46% dessa riqueza, ou US$ 110 trilhões.

Os 7 bilhões e 128 milhões de terráqueos restantes, portanto, têm que se virar com os US$ 131 trilhões igualmente restantes.

Se a riqueza total da humanidade fosse dividida de forma equânime pelos 7,2 bilhões de seres humanos, cada um teria um patrimônio de US$ 33.472, ou quase R$ 80 mil. A humanidade, nesse caso, viveria uma era de paz e prosperidade. Não haveria guerras, fome, violência e criminalidade, conquanto todos se conformassem em ter o suficiente para viver dignamente.

A concentração de quase metade da riqueza do mundo nas mãos de uma parcela tão infimamente pequena da humanidade tem como subproduto conflitos entre nações que lutam contra os efeitos deletérios da miséria e que buscam minimizar tais efeitos tomando recursos de outras nações.

Internamente, os países veem se reproduzir o mesmo processo de luta por recursos financeiros que conflagra nações. Da pobreza nasce a revolta e desta a opção por conseguir com a violência aquilo que não pode ser conseguido com o trabalho, pois as condições de disputar bons cargos no mercado são absurdamente desiguais.

Tudo o que você leu até aqui serve para chegar ao ponto central deste texto.

Como a divisão dos 54% da riqueza mundial por 99% da humanidade tampouco é equânime, a desigualdade vai se reproduzindo nos outros estratos. Aqueles que têm o suficiente para viver e até para alguns luxos não querem saber do 1% que causa tamanha conflagração por recursos entre os 99%; preferem achar que fazem parte daquele contingente microscópico.

É comum, pois, ver a tal “classe média”, que consegue sobreviver com dignidade, ficar contra a distribuição de renda porque acha que esta, preferencialmente, dar-se-ia através da perda de recursos desse setor médio, que não vive na miséria mas sofre os efeitos da riqueza abjeta do 1% mais rico.

Contudo, as classes médias – sobretudo as classes médias-altas – não percebem que ao combaterem a ideia de distribuição de renda não estão ajudando a si, mas ao 1% que gera a conflagração social que atinge os que têm mais do que a maioria, mas que têm pouco diante dos que têm quase tudo só para si.

A grande luta política e ideológica que a humanidade deve travar nos dias contemporâneos, portanto, é a de convencer os setores que conseguem sobreviver com dignidade a que também se unam aos que não conseguem para combater esse 1% que detém uma quantidade de recursos que se fossem melhor distribuídos fariam do mundo um lugar muito melhor.

Como convencer os setores de renda média das sociedades de que os seus inimigos não são os mais pobres, mas, sim, o contingente microscópico que concentra aqueles US$ 110 trilhões? Parece impossível. O 1% em questão controla as comunicações, as igrejas e até o ensino escolar, de forma que vai doutrinando os 99% desde a infância.

A situação que mantém o mundo e as nações conflagradas, portanto, deriva exclusivamente do controle da comunicação de massas, que, se fosse bem usada, despertaria os que acreditam que integram o 1% mais rico da humanidade, mas que pertencem aos 99% mais pobres sem jamais se darem conta disso.

72 comments

  • “A situação que mantém o mundo e as nações conflagradas, portanto, deriva exclusivamente do controle da comunicação de massas, que, se fosse bem usada, despertaria os que acreditam que integram o 1% mais rico da humanidade, mas que pertencem aos 99% mais pobres sem jamais se darem conta disso.”
    É isso aí Edu!

    • Flavio, já existe um site de ajuda para Delubio. Contribuirei também para ele. Temos que continuar essa corrente de ajuda, mesmo que a contribuição seja pequena. Somos muitos. Eles não nos vencerão. EDU, pode colocar o site no Blog?

      • Olhe ai Laurita: Elles tem muito dinheiro,mas são poucos;nós temos pouco dinheiro ,mas somos muuuiiitos. Vamos pagar uma ,por uma a multa q elles empurraram sem provas nos petistas. Venceremos,prá desgraça do PIGELITE. Olá [email protected],
        Agora chegou a vez do companheiro Delúbio Soares, contar com a colaboração da militância do PT.
        Ele que foi condenado a seis anos e oito meses de reclusão e a pagar uma multa de R$ 466.888,90 imposta pelo Supremo Tribunal Federal.
        Delúbio possui biografia impecável: professor, sindicalista, fundador do PT e da CUT e lutador das causas sociais, jamais acumulou patrimônio pessoal.
        Desejamos que da mesma forma que nos solidarizamos com o Genoíno, no pagamento de sua multa, também vamos aumentar esta rede de solidariedade e quitar seu débito com a justiça.
        Por isso a familia de Delubio abriu nesta terça-feira (21) um site para receber doações de todos que queiram colaborar.
        Na página, Delúbio postou mensagem em que crítica o julgamento da AP470, conhecida como mensalão, atribuindo o resultado a reações contra as vitórias do PT ao eleger Lula e Dilma à Presidência.

        Site Delubio: http://www.solidariedadeadelubio.com/

        Contamos com sua colaboração!

        Acompanhe o site do MobilizaçãoBR. Curta, siga, compartilhe!
        Twitter: @MobilizacaoBR
        Facebook: http://www.facebook.com/mobilizacaobr

        Um abraço,
        Equipe MobilizaçãoBR

        • Delúbio nunca caiu em contradição, sempre relatando a sua verdade. Outro injustiçado! Espero que consigamos com um pouco de cada um de nós ajudarmos Delúbio, assim como fizemos com Genoíno.

          • VAMOS PAGAR A CONTA DE TODOS PETISTAS!!!! É MUITO POUCO. O Brasil tem 200 milhões de habitantes. Vou te dar um exemplo,se metade da população de São Luis do Maranhão(500 mil hab) der R$ 1,00 cada,se paga a divida de Delúbio. Portanto coopere com qualquer valor.

        • É isso aí, vamos ajudar Delúbio, Dirceu e João Paulo também. Ajudei na campanha do Genoíno com pouco mas quando muitos ajudam fica fácil atingir a meta.

          • É isso ai Helena. Vamos detonar as hienas. As hienas só se unem na hora de caçar,mas brigam quando vão repartir a carniça. Achamos engraçado que as hienas comam carniça e riem. “Come carcaça,mastiga sem pena teu dia está prestes, hiena”.

  • Eduardo, você acertou na mosca ao sintetizar, de forma brilhante, 2 grandes problemas da humanidade:

    1- O TCM (típico classe média) que não consegue enxergar, de tão obtuso que é, que ele só tem a ganhar com uma melhor distribuição da renda e,

    2- Os meios de comunicação que atuam , principalmente, fazendo a cabeça do referido TCM.

    Parabéns.

  • Eduardo, é por isso que sou da mesma opinião do Presidente do Uruguay, Mujica, quando ele diz que a esquerda deveria investir nas nossas próprias universidades formando pessoas com uma visão diferente do mundo tal como ele se apresenta hoje. Hoje a direita forma pessoas para viver no mundo capitalista, num mundo cheio de desigualdades e injustiças. É a direita formando a direita. Há que se combater essas máfias midiáticas e jurídicas ( isso num nível internacional) começando pelas instituições de ensino. No Brasil, principalmente, é preciso que se mude o ensino dentro das Forças Armadas. Sei lá, acho que a verdadeira democracia ainda não chegou lá.

  • O mesmo desprezo que os muito ricos dedicam à classe média, esta dedica aos remediados e estes aos favelados.

    Numa sociedade de consumo só conta quem consome por isso é que o valor do ser humano é medido por suas posses, não pelo que se é de fato.

    Para nossa tosca sociedade, Jesus valeu menos que os sepulcros caiados; Caiados valem mais que Silvas.

    Embora nosso Orbe tenha evoluído bastante intelectualmente, moralmente ainda está imersos em profundo atraso moral.

    O consolo para tanta desolação é que nada no Mundo é estático e como estamos sempre mudando, progredindo, evoluindo, no futuro essas distorções sociais tenderão a desaparecer.

  • Oi Edu,
    Só um ponto polêmico e que dá margem para reaças virem aqui encher a paciência: “Não haveria guerras, fome, violência e criminalidade, conquanto todos se conformassem em ter o suficiente para viver dignamente”. Isso é falso. podemos afirmar que haveria sim grande diminuição desses flagelos, o que seria ótimo, porém, não podemos afirmar que nã haveria mais violência ou crime. Ou seja, é necessário para o combate contra a violência e o crime que haja uma real distribuição da riqueza, mas não é suficiente. Forte abraço.

  • Prezado Eduardo,
    parabéns pelo texto e obrigado por abordar este assunto tão importante. Contribuir para que todos tomem consciência destes fatos é contribuir para a Paz em nosso planeta.
    Me permito anexar o link abaixo, que traz um filme estarrecedor de 4 minutos muito didático sobre o tema.
    Foi produzido a partir de dados da ONU e divulgado pela Frente Ampla – Liber Seregni , uma Fundação Uruguaia (vale a pena conhecer esta turma no site deles).
    Infelizmente o filme é em espanhol, mas é facilmente compreensível, pois os gráficos falam por si.

    http://www.bibliotecapleyades.net/sociopolitica/sociopol_globalization108.htm

    Espero que seja útil para aprofundarmos o tema e, com o esforço e a participação de muitos, superarmos esta lastimável situação. Como percebi nos outros comentários, eu também mantenho a esperança (reforçada pelo exemplo brasileiro destes últimos 10 anos)!!!

  • E pensar que ainda encontramos terráqueos que defendem histericamente a evolução pelo capitalismo. Isso pode ser definido por uma palavra, apenas: EGOÍSMO.
    Uma ideia muito difícil e complicada de se concretizar mas que poderia amenizar essa situação seria a criação de novos nichos de povos. Comunidades que se ajudariam. É imensamente complicada a realização, mas seria perfeitamente cabível a fim de diminuir a desigualdade no mundo. Mas tem um revés; penso que ao plantar-se a própria comida, os capitalistas, invejosos, tentariam destruir a plantação e continuar o marketing para compras no WallMart ou no Carrefour. (aliás, para constar, eu não entro no WalMart, Pão de Açucar ou Carrefour; procuro comprar em pequenos locais de bairro).

  • Sou comunista justamente por saber de tudo que você descreveu!…

    Deus não fez nada faltando e nem sobrando. Assim eu creio assim eu acredito.

  • Eduardo,
    Estes da classe de “merdia” alta ficariam bem mais “nervosinhos (já que o aético está um pouquinho)” se soubessem que somente 85 pessoas mais ricas do mundo (nem precisa de ser o 1%) concentram mais da metade da riqueza do planeta.

  • EDU, estamos caminhando para uma PLUTOCRACIA a nível mundial, eu não vou ver, já passei dos sessenta, a tempo não tenho mais ilusões de uma sociedade igualitária , quem sabe as novas gerações deixem de ver bbb, novelas e face, porque vão acabar sendo serviçais desta elite, estou elaborando um texto que mostra que os EUA deixaram de ser um pais para se transformar em um grande NEGOCIO , com um exercito a serviço das grandes corporações de petróleo, farmácia, tecnologia, armamentos etc, choro pelos meus pais e avos que lutaram por mundo igualitário, falta ler um pouco mais de MARX e LENIN.

  • ♫ O Brasil subiu 23 posições em um ranking de melhores países para fazer negócios, elaborado pela agência de informações financeiras Bloomberg.
    O país passou do 61º lugar, na edição do ano passado, para o 38º, no ranking atual. Com isso, o Brasil superou países emergentes como Rússia e Índia.

  • Os 7 bilhões e 128 milhões de terráqueos restantes, portanto, têm que se virar com os US$ 131 bilhões* igualmente restantes.

    *trilhões

  • Mas é o que sempre digo, a classe média pensa que faz parte da high society. Não raciocinam que ajudando esse 1%, estarão correndo o risco de cair na escala de classe, esses 1% querem porque querem adotar o modelo neoliberal que prejudica também a classe média, é incrível não perceber isso.

  • Temo que a distribuição de riqueza é apenas parte do problema e nem mesmo o principal. As pessoas estão sendo levadas a um estado de distanciamento mútuo pelas circunstâncias sociais, culturais e econômicas que, não fosse prematuro, a princípio seria bom. O distanciamento leva ao respeito à individualidade, à diversidade e a uma convivência civilizada. Cada um cuidaria da própria vida desde a sua emancipação até o final dela. Não podemos nos esquecer do genial princípio de Sartre onde L`enfer sont les autres. A proximidade obrigatória é a origem de todos os conflitos individuais e, por consequência e extrapolação, dos conflitos coletivos. A economia deveria ser aquela que regraria a instauração de um mínimo de conforto e segurança de todos para garantir o distanciamento entre cada um. O mundo assim não seria obrigatoriamente bom, mas suportável e até anódino.
    O distanciamento compulsório a que as pessoas ainda infantilizadas estão sujeitas graças ao consumismo, à ideologia da produtividade, ao fetiche da mercadoria, à perda de valores humanos substituídos por objetos de curta duração, descartáveis, que assumem um papel de distinção de sucesso e aceitação social, quando estas pessoas não estão suficientemente evoluídas para este distanciamento, está levando a uma instabilidade crescente da humanidade em todo o mundo (ainda a vida gregária, familiar, com cargas absurdas de responsabilidades insanas é a regra e necessária para a coesão e comportamento não-destrutivo do ser humano). O isolamento deste ser o leva ao limiar da selvageria por absoluta falta de empatia, de compaixão e de tolerância e de nada adiantaria distribuir melhor o dinheiro porque não é este objeto o antídoto para o enlouquecimento coletivo.

  • Minha posição diante dos tiranos da riqueza e dos que buscam status:

    Se todos fossem como o Pepe e o Papa o mundo seria um paraíso de harmonia e fraternidade.

    Não sei se existe receita para conscientizar a humanidade sobre isso.

    A vaidade e o amor ao dinheiro são as ilusórias anestesias para a ausência de amor no coração.

    E aqui uma reflexão sobre os 99% ( li no Diário do Centro do Mundo ):

    Etienne de La Boétie é o pai dos “99%” – a vasta maioria da sociedade para a qual cabe uma pequena parcela de um bolo quase todo devorado pelo restante “1%”, para usar expressões vinculadas a um movimento que marcou intensamente 2011, o “Ocupe Wall Street”.

    La Boétie escreveu aos 18 anos, em 1548, um pequeno grande livro chamado “Servidão Voluntária”. Nele,La Boétie sustentava que são as pessoas que dão poder aos tiranos. Por isso elas são mais dignas de desprezo do que os ditadores de ódio.

    Foi o primeiro livro francamente libertário. Foi usado pelos protestantes franceses como uma inspiração para reagir à violência dos católicos, expressa tenebrosamente no Massacre de São Bartolomeu, na segunda metade do século XVI. Milhares de protestantes que tinham acorrido a um casamento da família real francesa foram mortos por forças católicas.

    Mais tarde, o tratado circulou entre revolucionários em vários momentos da história. Em 1789, por exemplo. Os teóricos do anarquismo foram também fortemente influenciados por la Boétie. O autor avisa, logo no início de “Servidão Voluntária”, que seu objetivo é entender como “tantas pessoas, tantas vilas, tantas cidades, tantas nações sofrem sob um tirano que não tem outro poder senão o que a sociedade lhe concede”.

    La Boétie formou-se com louvor advogado pela Universidade de Toulouse, e depois foi um juiz especialmente admirado pela integridade. Arbitrou, por seu caráter libertário e equânime, muitas disputas entre católicos e protestantes.

    Morreu aos 33 anos. Deixou todos os seus papéis a um amigo que o imortalizaria num ensaio sublime sobre a amizade: Montaigne. Tinham-se aproximado na juventude, depois que Montaigne leu com encanto uma cópia manuscrita de “Servidão Voluntária”. É com base na amizade entre ele e la Boétie que Montaigne escreveu seu célebre tratado sobre a amizade. “Dois amigos formam uma unidade tão absoluta que é como se fossem dois tecidos em que é impossível ver a costura que os junta”, disse Montaigne.

    Montaigne tinha 31 anos quando seu amigo morreu. Ficou arrasado a ponto de se recolher e largar tudo que fazia. A dor da morte de la Boétie acabaria sendo vital para que ele começasse a escrever seus Ensaios.

    O livro de La Boétie foi lido durante muito tempo em edições clandestinas por pequenos grupos de gente culta e rebelde. Um editor francês, muito tempo depois da morte de Montaigne, teve a idéia de publicar o tratado de La Boétie como um apêndice dos Ensaios, logo depois do que tratava da amizade e do próprio La Boétie.
    Foi então que “Servidão Voluntária” ganhou reconhecimento em grande escala.

    Quando os “99%” se insurgem contra a desigualdade em várias partes do mundo, eles podem até não saber – mas estão prestando um tributo a um gênio que ainda na universidade compôs linhas perenes contra a tirania e os tiranos.

    http://www.diariodocentrodomundo.com.br/o-pai-dos-99-2/

  • O papa só fala disso. Os homens de negócios reunidos em Davos nestes dias só falam nisso. O DCM, modéstia à parte, só fala nisso. Todo mundo só fala nisso: a calamitosa desigualdade social do mundo moderno.

    Um relatório de uma ONG inglesa trouxe dados chocantes há poucos dias: 85 bilionários têm um patrimônio equivalente ao de metade da população mundial, 3,5 bilhões de pessoas.

    E então me ocorre uma frase de Rousseau que diz tudo sobre este disparate.
    “Querem dar consistência ao Estado? Aproximem os extremos. Não tolerem nem a opulência nem a mendicância”, escreveu ele em seu Contrato Social.

    É uma pena, é uma enorme pena, que tão pouca gente tenha seguido um conselho tão sábio.

    Rousseau fracassou. Ninguém o ouviu, exceto, talvez, os escandinavos. Não, não foi Rousseau quem fracassou. Foi o mundo.

    O mundo fracassou.

    http://blogdeumsem-mdia.blogspot.com.br/

  • Essa é a descrição perfeita da classe média retardada! E como sei que essa descrição é precisa, pois faço parte dessa classe média retardada, mas, sou da minoria dela que pensa, e dia sim e outro também tenho que quebrar o pau com algum demente de minha classe para tentar convencer o energúmeno de que o reacionarismo atávico dele só o prejudica, que não faz parte de “elite” nenhuma, no máximo é um “escravo de casa” se sentindo “melhor” do que os “escravos do eito”, que fazem o trabalho mais pesado, mas na verdade sendo exatamente tão escravo quanto eles. É QUASE IMPOSSÍVEL CONVENCER O BANDO DE DEMENTES QUE CONHEÇO, AQUELE TÍPICO “CLASSEMEDISTA” QUE ODEIA O PT, SEM SABER BEM PORQUÊ; QUE CONDENA GREVES, EMBORA RECLAME DO SALÁRIO MISERÁVEL QUE RECEBE MESMO TENDO “QUALIFICAÇÃO SUPERIOR”; QUE ABOMINA O MST TALVEZ POR MEDO DE QUE HAJA REFORMA AGRÁRIA NOS SEUS VASOS DE PLANTA! É muita burrice para uma única existência, mas infelizmente são muitas, muitas existências inúteis a chafurdar na cegueira e no preconceito, nascido das “ideologias” conservadoras impostas pelos dominadores para justificar a dominação, as quais sem dúvida são cristalizadas e aperfeiçoadas pelo controle dos meios de comunicação e formação pela classe dominante. Assim, democratizar as comunicações é tarefa histórica vital para que quebremos a máquina de lavagem cerebral midiática e os preconceitos culturais que ela alimenta e amplia, os quais só existem porque quem domina desde os tempos da colônia sempre pôde impor sua visão de mundo aos oprimidos, primeiro através da própria relação de dominação pura e simples, como uma das facetas da opressão, e depois de forma mais “sofisticada”, fazendo essa relação de opressão vigiar o oprimido em todos os momentos, através do controle dos meios de comunicação(lembremos que o primeiro jornal brasileiro pertencia a um oligarca, Hipólito Manoel da Costa, e era impresso em Londres, que seria a Washington de hoje em dia. OU SEJA, NADA MUDOU, JÁ QUE NOSSA MÍDIA CONTINUA NAS MÃOS DE OLIGARCAS E, SE NÃO “IMPRIME” FISICAMENTE SEU CONTEÚDO EM WASHINGTON, CONTINUA A FAZÊ-LO MENTALMENTE AO SEGUIR À RISCA AS DETERMINAÇÕES IDEOLÓGICAS QUE CORRESPONDEM À VISÃO DOS IANQUES PARA O MUNDO, CONSTRUÍDA CONFORME SEUS INTERESSES, QUE É A MESMA VISÃO DE NOSSA CLASSE DOMINANTE E DOS SEUS LACAIOS, TANTO OS “DE FATO”, QUE A ELA DIRETAMENTE SERVEM, COMO OS “JORNALISTAS” AMESTRADOS DOS CORONÉIS MIDIÁTICOS, COMO OS “VIRTUAIS”, ESSES AINDA MAIS IDIOTAS QUE OS PRIMEIROS(NA VERDADE, O GRAU DE IMBECILIDADE DE AMBOS É TÃO GIGANTESCO, QUE FICA DIFÍCIL DECIDIR QUAL O PIOR), JÁ QUE NÃO SERVEM DIRETAMENTE AOS “PATRÕES”(NÃO QUE SERVÍ-LOS DIRETAMENTE TRAGA ALGUMA VANTAGEM, POIS OS “JORNALISTAS” AMESTRADOS DO PIG SÓ SERVEM, MAS JAMAIS SENTAM À MESA COM SEUS DONOS)E AINDA ASSIM INSISTEM BURRAMENTE EM DEFENDER OS INTERESSES DE QUEM OS OPRIME, SEM SEQUER ENXERGAREM QUE SÃO TÃO ESCRAVOS DOS DOMINADORES QUANTO QUALQUER UM DOS QUE COMO ELES PERTENCEM AOS 99% QUE FICAM COM O RESTO DA RENDA DA HUMANIDADE. Torço para que a democratização da mídia um dia desperte esses zumbis, mas não sei do que mais tenho receio, da descomunal burrice dessa gente ou da covardia do PT, que é bem capaz de atravessar todo um possível segundo mandato de Dilma apanhando da globo e ainda assim declarando “cinicamente” que o único “controle” que deseja para a mídia é o do controle remoto. QUE CONTROLE REMOTO, PILANTRAS, SE AO USARMOS O CONTROLE ENCONTRAREMOS SEMPRE, NA TV ABERTA, NO CABO, NAS REVISTAS, NOS JORNAIS, NA RÁDIO; UMA ÚNICA OPINIÃO A IMPOR-SE ATRAVÉS DA CENSURA SOBRE TODAS AS DIVERGÊNCIAS. Com a palavra Lula, único capaz de levar o PT à frente no cumprimento de sua obrigação histórica!

      • Locatelli, Acontece o mesmo em um hospital público onde trabalho. Um profissional,não médico, com mestrado e mais de 10 anos no serviço público recebe um salário de R$ 1.800,00. E mesmo assim alguns se acham superiores e são contra todas as ações do governo federal que promova a inclusão social. O pior é que todos se beneficiaram de alguma forma . Ex.Compra de apartamento ,carro, etc.

  • Sinceramente, no meu singelo ponto de vista, só quem pode dar um basta nessa situação, é a classe trabalhadora. repito, somente a classe trabalhadora pode fazer os poderosos se ajoelhar, implorar a sua força de trabalho.

    • Concordo. Emanoel. Mas mesmo para que isso aconteça, é fundamental quebrarmos a lavagem/enxaguagem cerebral que a velha mídia faz. E faz inclusive com a classe trabalhadora.

      Para que essa hipnose midiática se quebre, há duas maneiras: 1) nosso trabalho incessante de formiguinha, mostrando o outro lado; 2) a inevitável piora das condições de vida da população sob capitalismo, fazendo com que milhões e milhões acordem de seu transe.

      Os líderes de centro-esquerda da América Latina têm conseguido melhorar a distribuição de renda da população, ainda sob os marcos do capitalismo. Mas isso, a meu ver, é uma situação provisória, uma calmaria antes da tempestade. Logo, logo a população de Nuestra America terá que optar entre continuar nesse caminho – e, nesse caso, construir o socialismo, ou manter-se no capitalismo e, como resultado, decair para condições sub-humanas.

      • Locatelli, tentei e tento fazer esse trabalho de formiguinha,mas os direitistas não querem nem ouvir . Como sempre a péssima comunicação do governo interfere pesadamente em nossa tentativa de tirar esses analfabetos políticos da escuridão.

  • Essa é a descrição perfeita da classe média retardada! E como sei que essa descrição é precisa, pois faço parte dessa classe média retardada, mas, sou da minoria dela que pensa, e dia sim e outro também tenho que quebrar o pau com algum demente de minha classe para tentar convencer o energúmeno de que o reacionarismo atávico dele só o prejudica, que não faz parte de “elite” nenhuma, no máximo é um “escravo de casa” se sentindo “melhor” do que os “escravos do eito”, que fazem o trabalho mais pesado, mas na verdade sendo exatamente tão escravo quanto eles. É QUASE IMPOSSÍVEL CONVENCER O BANDO DE DEMENTES QUE CONHEÇO, AQUELE TÍPICO “CLASSEMEDISTA” QUE ODEIA O PT, SEM SABER BEM PORQUÊ; QUE CONDENA GREVES, EMBORA RECLAME DO SALÁRIO MISERÁVEL QUE RECEBE MESMO TENDO “QUALIFICAÇÃO SUPERIOR”; QUE ABOMINA O MST TALVEZ POR MEDO DE QUE HAJA REFORMA AGRÁRIA NOS SEUS VASOS DE PLANTA! É muita burrice para uma única existência, mas infelizmente são muitas, muitas existências inúteis a chafurdar na cegueira e no preconceito, nascido das “ideologias” conservadoras impostas pelos dominadores para justificar a dominação, as quais sem dúvida são cristalizadas e aperfeiçoadas pelo controle dos meios de comunicação e formação pela classe dominante. Assim, democratizar as comunicações é tarefa histórica vital para que quebremos a máquina de lavagem cerebral midiática e os preconceitos culturais que ela alimenta e amplia, os quais só existem porque quem domina desde os tempos da colônia sempre pôde impor sua visão de mundo aos oprimidos, primeiro através da própria relação de dominação pura e simples, como uma das facetas da opressão, e depois de forma mais “sofisticada”, fazendo essa relação de opressão vigiar o oprimido em todos os momentos, através do controle dos meios de comunicação(lembremos que o primeiro jornal brasileiro pertencia a um oligarca, Hipólito Manoel da Costa, e era impresso em Londres, que seria a Washington de hoje em dia. OU SEJA, NADA MUDOU, JÁ QUE NOSSA MÍDIA CONTINUA NAS MÃOS DE OLIGARCAS E, SE NÃO “IMPRIME” FISICAMENTE SEU CONTEÚDO EM WASHINGTON, CONTINUA A FAZÊ-LO MENTALMENTE AO SEGUIR À RISCA AS DETERMINAÇÕES IDEOLÓGICAS QUE CORRESPONDEM À VISÃO DOS IANQUES PARA O MUNDO, CONSTRUÍDA CONFORME SEUS INTERESSES, QUE É A MESMA VISÃO DE NOSSA CLASSE DOMINANTE E DOS SEUS LACAIOS, TANTO OS “DE FATO”, QUE A ELA DIRETAMENTE SERVEM, COMO OS “JORNALISTAS” AMESTRADOS DOS CORONÉIS MIDIÁTICOS, COMO OS “VIRTUAIS”, ESSES AINDA MAIS IDIOTAS QUE OS PRIMEIROS(NA VERDADE, O GRAU DE IMBECILIDADE DE AMBOS É TÃO GIGANTESCO, QUE FICA DIFÍCIL DECIDIR QUAL O PIOR), JÁ QUE NÃO SERVEM DIRETAMENTE AOS “PATRÕES”(NÃO QUE SERVÍ-LOS DIRETAMENTE TRAGA ALGUMA VANTAGEM, POIS OS “JORNALISTAS” AMESTRADOS DO PIG SÓ SERVEM, MAS JAMAIS SENTAM À MESA COM SEUS DONOS)E AINDA ASSIM INSISTEM BURRAMENTE EM DEFENDER OS INTERESSES DE QUEM OS OPRIME, SEM SEQUER ENXERGAREM QUE SÃO TÃO ESCRAVOS DOS DOMINADORES QUANTO QUALQUER UM DOS QUE COMO ELES PERTENCEM AOS 99% QUE FICAM COM O RESTO DA RENDA DA HUMANIDADE. Torço para que a democratização da mídia um dia desperte esses zumbis, mas não sei do que mais tenho receio, da descomunal burrice dessa gente ou da covardia do PT, que é bem capaz de atravessar todo um possível segundo mandato de Dilma apanhando da globo e ainda assim declarando “cinicamente” que o único “controle” que deseja para a mídia é o do controle remoto. QUE CONTROLE REMOTO, PILANTRAS, SE AO USARMOS O CONTROLE ENCONTRAREMOS SEMPRE, NA TV ABERTA, NO CABO, NAS REVISTAS, NOS JORNAIS, NA RÁDIO; UMA ÚNICA OPINIÃO A IMPOR-SE ATRAVÉS DA CENSURA SOBRE TODAS AS DIVERGÊNCIAS. Com a palavra Lula, único capaz de levar o PT à frente no cumprimento de sua obrigação histórica!

  • Fora de pauta : A Globo já começou a sabotar também as Olimpíadas de 2016. Preocupada em atacar o Governo do Rio, administrado por um aliado de Lula e Dilma(e os ataques piorarão se o PT ganhar no estado), a Globo entrevistou um gringo, supostamente do COI, que de maneira “suave”, na verdade cínica, já começou o terrorismo, afirmando imbecilidades como a de que as obras não podem mais perder um dia para sua conclusão(mesmo faltando quase três anos para os jogos) ou de que a responsabilidade(essa a Globo não perderia)cabe ao governo brasileiro. É muito terrorismo contra o Brasil e seu povo, muita vontade de impedir que cresçamos, muita mesquinheza, muito medo de uma Sociedade mais justa que os destronaria de sue reinado despótico. Devemos também iniciar a defesa na mídia alternativa contra essa nova sabotagem em curso!

  • Fora de pauta : A Globo já começou a sabotar também as Olimpíadas de 2016. Preocupada em atacar o Governo do Rio, administrado por um aliado de Lula e Dilma(e os ataques piorarão se o PT ganhar no estado), a Globo entrevistou um gringo, supostamente do COI, que de maneira “suave”, na verdade cínica, já começou o terrorismo, afirmando imbecilidades como a de que as obras não podem mais perder um dia para sua conclusão(mesmo faltando quase três anos para os jogos) ou de que a responsabilidade(essa a Globo não perderia)cabe ao governo brasileiro. É muito terrorismo contra o Brasil e seu povo, muita vontade de impedir que cresçamos, muita mesquinheza, muito medo de uma Sociedade mais justa que os destronaria de sue reinado despótico. Devemos também iniciar a defesa na mídia alternativa contra essa nova sabotagem em curso!
    Responder

  • Prezado Eduardo:
    Vamos por parte companheiro:
    1° – “ Há uma luta de classes, tudo bem, mas é a minha classe, a classe rica, que está fazendo a guerra e estamos ganhando” – Warren Buffet – citado por David Harvey, no livro O Enigma do Capital e as crises do capitalismo, Ed.BOITEMPO. – para os ingênuos ou desinformados aí está a declaração clara de que há muito tempo travamos essa luta, mas há ainda um grande caminho a ser percorrido para que pobres e remediados tenham direito a viver em condições melhores do que vivem hoje .
    2° – Você citou dados da ONG OXFAM; são terríveis e vergonhosos para engolirmos calados sem demonstrarmos revolta e repulsa. Mas o nosso PIG e alguns candidatos à presidência da nossa república não estão nem aí; querem é mais arrocho, pois, pregam inclusive a mudança na política de salário mínimo e mudança na previdência social. Conhecendo bem essa turma e considerando que fomos vítimas da política econômica e social e um deles, imagine o que nos espera se um desses chegar a assumir o comando do país.
    3° – Observe o que segue: “ O sucesso da política de repressão salarial depois de 1980 permitiu que os ricos ficassem mais ricos. Dizem que isso é bom porque os ricos vão investir em novas atividades( ah, ah, ah….)A maioria deles prefere investir em ações…Novos mercados surgiram, liderados pelo que se tornou conhecido com “ sistemas de bancos às escuras “, permitindo o investimento em trocas de créditos, derivativos de moedas e assim por diante.O mercado futuro abarcou tudo desde o comércio de direitos de poluição até apostas sobre o tempo. De quase nada em 1990, esses mercados cresceram e passaram a circular aproximadamente 250 ( duzentos e cinqüenta ) trilhões de dólares (isso mesmo:trilhões) de dólares em 2005 ( a produção total mundial foi então de apenas 45 (quarenta e cinco) trilhões de dólares) e talvez algo como 600 (seiscentos) trilhões de dólares em 2008.Os investidores puderam investir em derivativos de ativos e, finalmente, até mesmo em derivativos de contratos de seguro de derivativos de ativos” . Do livro citado acima. Eu digo, pura especulação – eis aí Eduardo e leitores onde está o cerne da mais recente desgraça da economia mundial.Segundo a imprensa, o plano de governo de um dos candidatos à presidência do Brasil será desenvolvido por um dos candidatos que trabalha com essa “nobre” atividade.
    4° – “ Há cem anos os países mais ricos do mundo eram 9 vezes mais ricos que os mais pobres. Hoje, essa relação é de cem vezes”.Do livro SUPER CLASSE- A ELITE que influencia a vida de milhões de pessoas ao Redor do Mundo, David Rothkopf, Ed. Agir. Pergunto: será por que aqueles países pobres eram e são formados por pessoas preguiçosas ou por que os países ricos estimulam as revoluções nos países pobres para poder ganhar de todos os lados? 1° – vende armas para as partes em guerras, gerando empregos nos países ricos. 2° – apoio o lado que sei que vai vencer para assinar acordos para explorar os recursos naturais desses países( foi assim na Líbia, no Iraque e recentemente no Sudão. O governo Sudão do Sul ( divisão do Sudão) assumiu o governo num dia e no outro assinou um mega contrato, praticamente entregando as melhores terras além de urânio a empresas francesas. Isto faz-me lembrar o governo Castelo Branco no Brasil em 1964. Assumiu o governo num dia e dois dias estava almoçando com o senhor Walter Vernon, da CIA.
    Observe o que diz JEAN Ziegler, no livro Destruição em Massa- Geopolítica da Fome, Cortez Editora “O Níger é uma neocolônia francesa. O pais é o segundo mais pobre do planeta, conforme o Indicador do desenvolvimento humano do PNUD. Imensas riquezas estão adormecidas em seu subsolo. Depois do Canadá, o Níger é o maior produtor de urânio do mundo.Mas, atenção: a AREVA, sociedade controlada pelo estado francês exerce o monopólio da exploração das minas de Arlit.Os tributos pagos pela AREVA ao governo de Niamey são ridiculamente baixo. Mas em que em 2007, o governo em exercício Mamadou Tanja, decidiu abrir um concessão para a exploração de urânio à sociedade Somina, para exploração das minas de AZELIK, o estado negerino participaria com 33% e o restante , 67% seria da sociedade chinesa SINO-URANIUM. A decisão foi levada à prática. Operando no Níger há mais de 40 anosa AREVA se dispôs a explorar as minas de Imourarene, ao sul de ARLIT.No começo de 2010, Tanja recebeu no palácio presidencial uma delegação do ministério chinês de Minas.Rumores tomaram conta de Niamey: tambem os chineses pareciam interessar-se pelas minas de Imourarene… A resposta foi imediata. Na manhã do dia 18 de fevereiro, um golpe de estado militar levou ao poder um obscuro coronel chamado Salou Djibo. Este rompeu toda a negociação com os chineses e proclamou “a gratidão e lealdade” do Níger à AREVA.” No ano passado o nosso PIG fez de tudo para melar o leilão do poço LIBRA, da Petrobras. Êta mundo!
    Segundo Jean Ziegler, os três cavaleiros do apocalipse da fome organizada são a OMC, o FMI e o BANCO MUNDIAL.
    “ O desequilíbrio entre rico e pobres é a mais antiga e fatal doença de todas as repúblicas” Plutarco.
    5° – Com a deterioração do mercado de trabalho no mundo e o aviltamento dos salários está surgindo uma nova classe que acredito vai fazer tremer e muito as relações entre as classes sociais. Refiro-me a essa classe que alguns estudiosos chamam de PRECARIADO( conseqüência do neoliberalismo- que não deu certo no resto do mundo, mas que alguns candidatos ainda sonham em colocar o Brasil dentro de dele) que nada mais é do que o resultado daqueles que perderam empregos e estabilidade, tudo isso derivado do assalto que a classe rica fez e continua fazendo sob os pobres em todo o mundo.
    “Em 2005 a fortuna familiar dos fundadores da Walmart era equivalente ao valor da renda somada dos 40% mais pobres da população dos Estados Unidos” – Tony Judt, em O Mal Ronda a Terra, Ed. Objetiva.
    “Nenhuma sociedade pode florescer e ser feliz enquanto a maior parte de seus integrantes for pobre e miserável.” Adam Smith – E no nosso pais tem “muita gente boa” que é contra os programas sociais do governo, principalmente o bolsa família.

  • Eduardo, você sintetizou muito bem a coisa. E esses 1% tem cara. São as do Clube de Bilderberg, de Davos, etc. Em resumo, os Iluminatis e todos aqueles que pregam a tal da Nova Ordem Mundial. É por isso que estão tramando a morte de quase 2/3 da população mundial.

  • “..Não haveria guerras, fome, violência e criminalidade..”

    francamente ..tô até sem palavras pra criticar ..como se todo o alma deriva-se unicamente do BOLSO

    Parece que não aprendem mesmo.

      • Wendel ..vc acha mesmo que uma melhor partilha acabaria com todo o mal do planeta ? ..acabaria com a ignorância, a manipulação, a ganância, a inveja, a vontade de dominar e de se ter poder, com o medo e a desconfiança, enfim, com toda forma hedonista que só nos induz a cedermos a toda e qq TENTAÇÃO ?

        ..desculpe, o homem ainda continua buscando o caminha e a forma mais rápida de se dar o prazer ..verdade é que a meritocracia, o esforço e o empenho, todos estão fora de moda.

        a miséria UNE, nos torna humildes e frágeis, a bonança separa, nos torna arrogantes e ambiciosos, eis nossa grande contradição.

        Desculpe meu caro, mas aqui mesmo no BRASIL, agora, agorinha, após vermos os índices de concentração de renda e de miséria caírem, os níveis de emprego e melhor distribuição subirem, principalmente no Nordeste, o que acabamos de testemunhar ?

        Que mesmo assim ainda continuamos a ser o povo no MUNDO que MAIS mata (impunemente) e que mais consome drogas, cada vez mais e mais ..e tudo MUITO piorado nos últimos tempos justamente pelo agravamento da situação do NE brasileiro, hoje um campeão da violência de dar MEDO, justo a nossa região que foi “mais resgatada”.

        ..convenhamos, NÓS, nós somos a prova empírica de que a poesia e a fantasia que nos é vendida por algumas ideologias inocentes (isso pra não dizer DESONESTAS) que elas são um desarrazoado de ACHISMOS que não encontram fundamento, muito menos trazem respostas críveis e confiáveis, para o mal que ainda habita a alma humana.

        há que continuarmos a procurar pelas respostas

  • A desigualdade AUMENTOU no mundo na última década, embora tenha se reduzido na América Latina.

    Os líderes de centro-esquerda do Continente estão conseguindo melhorar a distribuição de renda ainda nos marcos do capitalismo. Mas isso é provisório e não há como perdurar, a não ser que a América Latina opte por descartar o capitalismo. O sistema financeiro internacional não tolerará por muito mais tempo essa situação.

    Vou refrisar os dados do livro “Fora de Série” de Malcolm Gladwell — Editora Sestante — que mostram (através de pesquisa e estatística) que os mais ricos não são mais espertos, ou mais aguerridos. São pessoas QUE TIVERAM OPORTUNIDADES desde a infância. O autor diz que os EUA não deveriam se orgulhar de terem sido o berço de homens como Bill Gates e Esteve Jobs, mas sim se perguntar porque não existem milhões de pessoas como eles.

  • Esqueceste da falar algo importante, Edu, acerca dessa pesquisa da Oxfran. Eles destacaram que a AL é a região que mais tem dimnuído a desigualdade, enquanto na Europa aumenta. Eles destacam o Brasil como o líder nesse processo.
    Outra matéria interessante é que saiu no New York Times. O articulista questiona os enfoques excessivos no PIB, citando que o Brasil vem distribuindo e aumentando renda das famílias sem parar. Apesar do PIB ter dado uma desacelerada consideravel.

  • Olá Eduardo!

    Belo texto, como sempre!

    Sou seu leitor desde 2007/2008, e acompanho toda evolução da blogosfera daquele época até os dias atuais…

    Estou com uma dúvida que está pairando sobre mim a algum tempo, talvez pelos leitores da blogosfera em geral…

    Estou com uma pulga atrás da orelha.. o Brasil247 é realmente do Daniel Dantas? Lá não publicam nada sobre o mesmo.. Ele é um dos principais atores dos bastidores políticos da historia recente do pais..

    Gostaria de saber uma posição sua..sendo a velha guarda da blogosfera progressista.. e que está por dentro ou próximo desse assunto mais do que nos, leitores….!!

    Não sei, vejo o Brasil247 muito eficiente e dinamico em tempos atuais.. considero de esquerda… porém essa historia do pha foi um tapa na cara dos leitores… saber que um Daniel Dantas está por trás é cruel… lembro do habeas corpus do gilmar mendes.. complicado..

    Um grande abraço e saudações!

  • Lewandowski decide liberar “Gavetão”!

    Agora sim a chapa vai esquentar! Pena que a decisão do STF venha tão tarde, depois das condenações. Ao manter o Inquérito 2474 em segredo de justiça, Joaquim Barbosa criou um obstáculo não apenas a defesa dos réus do mensalão, mas sobretudo um obstáculo para o debate público sobre o tema.

    O STF vai abrir o mais bem guardado segredo de Joaquim Barbosa

    qui, 23/01/2014 – 12:26

    Por Luis Nassif, em seu blog.

    Entre hoje e amanhã, o presidente interino do STF (Supremo Tribunal Federal) Ricardo Lewandowski tornará publico o Inquérito 2474, o chamado “gavetão”, o mais bem guardado segredo do Ministro Joaquim Barbosa.

    O “gavetão” é a peça originária do Inquérito 2245, que resultou no “mensalão”. Na ocasião, o relator Joaquim Barbosa cindiu o inquérito 2245 e as partes não aproveitadas se transformaram no inquérito 2474, aberto em março de 2007, que ele manteve sob segredo de Justiça.

    – See more at: http://www.ocafezinho.com/2014/01/23/lewandowski-decide-liberar-gavetao/#sthash.rvWElgxq.dpuf

  • Bill Gates declarou que, na opinião dele, até 2025 não haverá mais países pobres.

    O que acho que ocorrerá é que o abismo entre pessoas ricas e pobres estará presente em todos os países, seja EUA, Nigéria ou China.

  • Vejo esta manchete:

    Em Davos, Tombini admite: ‘Crescer 2% não é suficiente. Precisamos fazer mais’

    É aí que penso que nada vai mudar, pois o presidente do Banco Central de um governo progressista só pensa em crescer, crescer, crescer…enfim…é isso aí, a vida segue.

  • Em síntese, a classe mé(r)dia nunca superou a ilusão de que, “as coisas, afinal, até que não estão tão más assim…” Um legítimo integrante desse estrato social prefere morrer nessa ilusão, a dar o braço a torcer e enxergar a crua realidade de que, na verdade, também não passa de um reles e comum proletário.

  • Não tem como convencer se a renda média familiar da classe média superar a renda familiar per capita brasileira.
    A redistribuição de renda poderia atingir esses setores. Eles sentem isso e esperneiam contra os programas sociais.
    Destarte, a classe média alta, a tal que é A e B+ estão no topo, fazem parte da elite também, embora apenas como hospedeiros da alta burguesia.
    Em vez de tentar seduzir a classe média, deveríamos mostrar pra ela para onde deverá se dirigir: para o lixo da história.

  • Na prática isso significa que a pessoa que ganhou menos do que 80 mil reais (cerca de 6600 reais por mês) no ano passado está perdendo dinheiro com a desigualdade absurda, e teria uma vida melhor se defendesse a igualdade na distribuição de renda. Da mesma foram, muitos que ganham mais do que 80 mil mas, tem pessoas que ganham menos que isso na própria família, também estão perdendo dinheiro, e deveriam defender a melhor distribuição de renda. Pois na soma das rendas de cada membro da família, o total ganho seria maior do que é atualmente.

  • Não vejo nada errado em uma pessoa progredir financeiramente por seus méritos e esforços. Só acho que os impostos deveriam ser maiores para quem possui mais riquezas e menores (ou zero imposto) para a classe mais baixa. Acontece que ninguém tem peito pra enfrentar esses “poderosos” banqueiros que tripudiam sobre qualquer racionalidade humana, obtendo lucros absurdos sem produzir nada… E esses impostos cobrados a mais devem ser distribuidos uniformemente, sem desperdícios, sem corrupções, etc… Aí sim te´riamos uma sociedade mais justa… A Suíça é um exemplo de governo capitalista bem sucedido…

  • COMO AINDA EXISTEM PESSOAS A FAVOR DESSES MODELOS FRACASSADOS? E COMO TEM TROUXA PRA DOAR DINHEIRO PRA TIRAR UMA LADRÃO CONDENADO DA CADEIA?
    SE BEM QUE, PRA QUEM CONSIDERA DEUS UM SINDICALISTA, SEMI-ANALFABETO, QUALQUER COISA PODENFAZER SENTIDO!

Deixe uma resposta