Ação de doadores do PT contra Gilmar Mendes irá ao Plenário do STF

Reportagem

 

Em 26 de março passado, o escritório de advocacia Alonso, Freire e Chryssocheris protocolou no Supremo Tribunal Federal petição contendo pedido de interpelação do ministro Gilmar Mendes por ter afirmado, publicamente, que os cidadãos que fizeram doações em dinheiro aos petistas José Genoino, José Dirceu, Delúbio Soares e João Paulo Cunha para fazerem frente às multas que lhes foram impostas pela Ação Penal 470, vulgo julgamento do mensalão, seriam suspeitos de “lavagem de dinheiro”.

Por orientação do escritório de advocacia, este Blog, onde foi feita a campanha para que doadores dos petistas ingressassem na Justiça contra acusação dessa monta, deixou de publicar a petição inicial interposta no STF a fim de só dar informações após a conclusão do primeiro passo do que é, simplesmente, uma luta por Justiça, pois a acusação que os interpelantes sofreram do interpelado lhes causou graves constrangimentos morais e, em alguns casos, até danos materiais, pois sobre eles foi levantada uma grave suspeita diante de parentes, amigos, empregadores, sócios, clientes etc.

Diante de tal gravidade da situação, os signatários da interpelação do ministro Gilmar Mendes somaram-se em 205 pessoas físicas com nome, RG, CPF, profissão, endereço, telefone e procuração assinada para os advogados ingressarem com a ação no STF.

Abaixo, a petição inicial firmada por 205 cidadãos. A fim de preservar os dados dessas pessoas, as 13 páginas em que o nome de cada um deles figura será publicada em formato minimizado. O post prossegue após a petição.

– Número Único: 99580497320141000000

– Identificação da Petição: PI 14008/2014

– Processo AC 3598.

 – PET 5.159.

 – Relator: Ministro Luiz Fux.

Essas mais de duas centenas de pessoas não foram as primeiras a ingressar com a ação. Logo após as declarações de Gilmar Mendes que motivam toda a questão, o Partido dos Trabalhadores ingressou com pedido de interpelação no STF, mas o ministro-relator sorteado, o ministro Luiz Fux, recusou o recebimento da medida por entender que o PT não seria a vítima das supostas declarações difamatórias do interpelado; as vítimas seriam os doadores.

Semanas depois, uma pessoa de Minas Gerais que doou aos condenados do julgamento do mensalão também interpelou Mendes e, mais uma vez, o ministro Fux negou prosseguimento da ação, agora por entender que, mesmo sendo uma das vítimas, aquela pessoa não teria o que perguntar ao seu acusador, pois suas acusações foram inequívocas e, assim, segundo a interpretação da lei feita por aquele relator, haveria que ingressar diretamente com processo contra Mendes com base no artigo 144 do Código Penal, que trata de crimes contra a honra.

Sorteado pela primeira vez para analisar a interpelação do PT, o ministro Fux ficou com o assunto sob seu escrutínio monocrático, ou seja, tornou-se o “dono” da ação assim como o ministro Joaquim Barbosa tornou-se o “dono” da execução penal exclusivamente dos petistas condenados pelo julgamento do mensalão. Foi Fux, portanto, quem também analisou a interpelação das 205 pessoas que este Blog organizou para interpelarem Mendes.

Parece desnecessário dizer que a sentença de Fux sobre também esse pedido de interpelação foi a mesma dos pedidos anteriores. Confira, abaixo, a decisão de Fux.

—–

SENTENÇA DO MINISTRO RELATOR LUIZ FUX

 

PEDIDO DE EXPLICAÇÕES EM JUÍZO (ART. 144 DO CÓDIGO PENAL). AUSÊNCIA DOS PRESSUPOSTOS AUTORIZADORES PARA A INTERPELAÇÃO JUDICIAL.  INEXISTÊNCIA DE DÚVIDAS A SEREM SANADAS POR MEIO DESTE PROCESSO CAUTELAR. PETIÇÃO A QUE SE NEGA SEGUIMENTO.

Decisão: Cuida-se de pedido de explicações em juízo promovido por Airton Miguel de Grande e outros em face de Sua Excelência o Ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Ferreira Mendes.

O pedido tem por objeto o esclarecimento de declarações realizadas à imprensa no dia 04 de fevereiro de 2014, oportunidade em que o Requerido, segundo os Autores, teria sugerido a prática de suposto crime de lavagem de dinheiro pelo Partido dos Trabalhadores por meio das milionárias doações feitas em favor de diversos réus condenados na AP 470.

Aduzem que o presente pedido de explicações visam esclarecer o exato alcance das declarações do Requerido e a quem se destinou.

Acrescentam, outrossim,  que os esclarecimentos poderiam servir de preparação para o ajuizamento de ação penal privada por crimes contra a honra praticados pelo Requerido.

É o relatório. Passo a decidir.

A presente interpelação judicial, conforme narrado, foi proposta por pessoas naturais que realizaram doações em favor de diversos réus condenados na AP 470.

O requerimento solicitando explicações se afigura como medida processual de cariz eminentemente preparatório, constituindo-se, bem por isso, em providência de caráter cautelar destinada ao oferecimento ulterior de ação penal principal relativa a crimes contra a honra (i.e., calúnia, injúria e difamação). Nela, o Requerido é instado a esclarecer o sentido e, especialmente, as intenções, das opiniões por ele manifestadas.

Com efeito, a formulação de interpelação judicial é, justamente, postular a concessão de provimento cautelar de natureza penal, no intuito de esclarecer situações em que exista dubiedade ou equivocidade. Dito de outro modo, o oferecimento de interpelação judicial reclama que, das referências ou opiniões manifestadas pelo Requerido, seja possível inferir o ultraje à honra, objetiva ou subjetiva, dos Requerentes, de sorte a configurar a calúnia, a injúria ou a difamação. Precisamente por isso, os únicos legitimados são as pessoas naturais atingidas concretamente pelas manifestações proferidas.

Impõe-se, destarte, verificar, inicialmente, se a pretensão veiculada pelos Interpelantes preenche (ou não) os pressupostos legitimadores da utilização do pedido de explicações em juízo. E, ao examinar o pedido, amparado na mais abalizada doutrina e a jurisprudência dos Tribunais, assento ser manifestamente incabível tal pleito. É que a interpelação judicial somente pode ser manejada nas hipóteses em que o Interpelante tenha dúvidas acerca do suposto conteúdo ofensivo das palavras prolatadas pelo Interpelado. Em outras palavras, restam ausentes os pressupostos autorizadores da interpelação judicial sempre que inexistirem dúvidas acerca do conteúdo moralmente ofensivo das afirmações questionadas, bem assim nos casos em que não se vislumbra, por parte do Interpelante, incerteza a propósito dos destinatários de tais declarações, aí não terá pertinência nem cabimento. E é exatamente o que in casu ocorre.

Decerto, os próprios Interpelantes, na petição inicial, não possuem quaisquer dúvidas de que o Interpelado lhe maculou a honra, sobretudo quando afirmou categoricamente que “em 04 de fevereiro de 2014, o interpelado (cidadão Gilmar Ferreira Mendes), após uma sessão no STF, deu uma declaração, com evidente cunho político/opositor, sugerindo a potencial ocorrência de crimes de lavagem de dinheiro sem o mínimo de indício probatório para tanto”. Na sequência, e no mesmo sentido, salientaram que “o interpelado expressou publicamente seus pensamentos, sugerindo potencial ocorrência de crimes de ‘lavagem de dinheiro’ e corrupção (crime antecedente), em desacordo com o basilar princípio da presunção de inocência, carecendo de qualquer análise fática e documental em relação à rede de solidariedade para o pagamento das multas. Por fim, destacaram, ainda, que “a declaração do interpelado, amplamente veiculadas por diversos meios de comunicação, sugere a potencial ocorrência de lavagem de dinheiro na rede de solidariedade que arrecadou dinheiro para o pagamento das multas dos condenados José Genoíno, José Dirceu, Delúbio Soares e João Paulo Cunha. (…) Portanto, a declaração, com evidente cunho político, caso não seja esclarecida, tem potencial atributo para configurar o (s) crime (s) de calúnia e/ou difamação”.

Destarte, falece a admissibilidade da presente interpelação, máxime porque os Interpelantes não demonstram dúvidas, tal como se extrai de sua peça vestibular, de que efetivamente ocorreram as ofensas à sua honra e imagem. Daí por que entendo ser inadmissível a presente interpelação judicial com pedido de explicações, na linha da remansosa jurisprudência do Supremo Tribunal Federal, verbis.

EMENTA: INTERPELAÇÃO JUDICIAL. PROCEDIMENTO DE NATUREZA CAUTELAR. MEDIDA PREPARATÓRIA DE AÇÃO PENAL REFERENTE A DELITOS CONTRA A HONRA (CP, ART. 144). PEDIDO DE EXPLICAÇÕES AJUIZADO CONTRA A SENHORA PRESIDENTE DA REPÚBLICA E CONTRA O SENHOR PRESIDENTE DA COMISSÃO DE ÉTICA PÚBLICA DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA. COMPETÊNCIA ORIGINÁRIA DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL LIMITADA, UNICAMENTE, À SENHORA PRESIDENTE DA REPÚBLICA, POR DISPOR DE PRERROGATIVA DE FORO, “RATIONE MUNERIS”, PERANTE ESTA SUPREMA CORTE, NAS INFRAÇÕES PENAIS COMUNS. EXCLUSÃO DO SENHOR PRESIDENTE DA COMISSÃO DE ÉTICA PÚBLICA DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA. IMPUTAÇÕES ALEGADAMENTE OFENSIVAS AO PATRIMÔNIO MORAL DO INTERPELANTE. RECONHECIMENTO, POR ELE PRÓPRIO, DE QUE AS AFIRMAÇÕES QUESTIONADAS OFENDERAM-LHE A DIGNIDADE E O DECORO. AUSÊNCIA, EM TAL CONTEXTO, DE DUBIEDADE, EQUIVOCIDADE OU AMBIGUIDADE. CONSEQUENTE INEXISTÊNCIA DE DÚVIDA QUANTO AO CONTEÚDO DE TAIS AFIRMAÇÕES. INVIABILIDADE JURÍDICA DO AJUIZAMENTO DA INTERPELAÇÃO JUDICIAL, POR FALTA DE INTERESSE PROCESSUAL. PEDIDO DE EXPLICAÇÕES A QUE SE NEGA SEGUIMENTO.

(…)

 

– O pedido de explicações, admissível em qualquer das modalidades de crimes contra a honra, constitui típica providência de ordem cautelar, sempre facultativa (RT 602/368 – RT 627/365 – RT 752/611 – RTJ 142/816), destinada a aparelhar ação penal principal tendente a sentença condenatória. O interessado, ao formulá-lo, invoca, em juízo, tutela cautelar penal, visando a que se esclareçam situações revestidas de equivocidade, ambiguidade ou dubiedade, a fim de que se viabilize o exercício eventual de ação penal condenatória.

(…)

Onde não houver dúvida em torno do conteúdo alegadamente ofensivo das afirmações questionadas ou, então, onde inexistir qualquer incerteza a propósito dos destinatários de tais declarações, aí não terá pertinência nem cabimento a interpelação judicial, pois ausentes, em tais hipóteses (como sucede na espécie), os pressupostos necessários à sua adequada utilização. Doutrina. Precedentes.

(…)

Sendo assim, e em face das razões expostas, tenho por inadmissível a presente “interpelação judicial com pedido de explicações”, motivo pelo qual nego-lhe seguimento nesta Suprema Corte.    Arquivem-se os presentes autos.     Publique-se. Brasília, 21 de fevereiro de 2014. Ministro CELSO DE MELLO  Relator (Pet 5146 / DF – DISTRITO FEDERAL PETIÇÃO Relator(a):  Min. CELSO DE MELLO Julgamento: 21/02/2014 Publicação PROCESSO ELETRÔNICO DJe-041 DIVULG 26/02/2014 PUBLIC 27/02/2014) (Grifamos):

Ex positis, nego seguimento à presente petição de interpelação judicial, ante a ausência dos pressupostos autorizadores para a sua propositura, nos termos do art. 21, § 1º, do Regimento Interno do Supremo Tribunal Federal.

Publique-se. Int..

Brasília, 22 de abril de 2014.

Ministro Luiz Fux

Relator

Documento assinado digitalmente

—–

Fux negou três tentativas de interpelação de Gilmar Mendes, o acusador dos doadores antes tão verborrágico, mas que, agora, parou de falar. Inclusive nos autos. Foi à mídia, acusou e, quando interpelado, fecha-se em copas. Meses se passaram, a investigação que Mendes pediu ao Ministério Público contra os doadores não teve seu resultado divulgado, o assunto desapareceu da mídia, mas o dano ficou aos acusados.

Todos os que ingressaram com interpelação contra Gilmar Mendes poderiam simplesmente entrar com a ação pelos crimes previstos no artigo 144 do Código Penal, mas é claro que aí haveria um processo bem mais demorado, sujeito à Pauta do STF que quem estabelece é outro ministro cujas opiniões sobre o julgamento do mensalão são extremamente semelhantes às do ministro Gilmar Mendes.

Antes de prosseguir com o processo, portanto, há que recorrer ao Supremo contra a flagrante disposição do ministro Luiz Fux de não permitir que o acusador dos doadores dos condenados do mensalão explique suas antes tão fartas palavras, agora tão escassas. Assim, o escritório de advocacia supracitado acaba de interpor “agravo regimental” contra a decisão do relator do caso.

O agravo levará ao Plenário do Supremo a decisão sobre a aceitação ou não da interpelação de Mendes. Segundo explicações do escritório de advocacia, a decisão poderá ser submetida a uma das duas turmas, compostas por cinco ministros cada, ou até mesmo a todos os ministros conjuntamente, com exceção do interpelado, Gilmar Mendes. O advogado prevê que em uns 60 dias o caso poderá ir a votação no STF.

Se a decisão do colegiado for a mesma de Fux, só restará ingressar com a ação penal contra o ministro, para que prove sua acusação ou se retrate publicamente. Essa decisão, porém, não faz sentido ser tomada agora. Quando chegar a hora, se o Plenário do STF também recusar a aceitação da interpelação, os autores da interpelação terão que decidir se prosseguem com o processo. A opinião deste que escreve é a de que o processo deve ir até o fim.

188 comments

  • Vão morrer tudinho e não verão o resultado inclusive até o escritório para não dizer o advogado, vão ter que esperar outra comissão da verdade no fim do próximo século. A justiça tarda mas não falha hahhahahahahaha

  • O ministro que chamou José Dirceu de delinquente, o ministro que deu dois HCs recordes para livrar a cara do dono da Oportunitty, o ministro que chamou o presidente Lula às falas, o ministro que chamou milhares de pessoas que doaram algum recurso monetário ao Zé Dirceu e outros petistas de criminosos. Este é o mesmo ministro que foi indicado pelo finado FHC. Este ministro que é dono de um instituto que oferece cursos e usa do espaço público do STF para reuniões públicas do seu instituto não tem condições morais de xingar ninguém, pois ele é o que o Joaquim Barbosa disse alguns anos atrás num debate intenso e passional. Esse ministro não merece o nosso respeito, pois ele não respeita as pessoas. Ele é um daqueles que fala fino com o dono da Oportunitty e fala grosso com pessoas do povo.

  • Parece coisa de crianinha ou de idotas (o que é mais provável) essa ação de interpelação a Gilmar Mendes.O partido dos trabalhadores é especialista em caixa dois (é um eufemismo feito por Lula para nominnar o roubo de dinheiro público para utilização em campanhas e enriquecimento de petistas). se o PT organizasse uma campanha para ajudar pessoas carentes eu duvido que os petistas contribuissem com essa dinheirama. É claro que pode ter havido um lavador de dinheiro entre os doadores. Pode ser até que o doleiro youssef ou André vargas estejam por trás de algumas doações. É claro que houve imbecis bem intencionadosque fizeram doações, mas que pode ter havido dinheiro de caixa dois, isso nem os petistas mais insandecidos não podem negar. Essa ação só serviu para o blogueiro fazer média perante seus acéfalos leitores e ganhar um pouquinho se exposição, que aliás já lhe rendeu alguns frutinhos, a propaganda da prefeiutura de Guarl]ulhos já está ajudanddo a encher um pouquinho os bolsos do blogueiro. enquanto que quem perdeu foram os otários que doaram para que a ação fosse á frente. Já que Fux já havia rejeitado uma ação semelhante, não seria mais honesto ter esperado o resultado daquela ação (que, aliás, foi gratuita} para ver que caminho seguir? Mas a má fé e desonetidade do blogueiro levou duzentos e quatro imbecis a embarcarem nessa canoa furada.

    • Agora baixou o nível geral aqui no blog. O comentarista chamou os leitores de otários e o blogueiro de idiota. Sou obrigado a ler esse tipo de coisa?

        • Sempre que o Esgoto é afrontado por alguém que o peita, Eduardo, ele solta os cães dele para intimidar. Esse troll é só mais um desses cães do esgoto. Que deve ser ignorado como cão que é, e abatido na bala se ele decidir partir para a violência física.

          • “Luis Eduardo Andrade”… supondo que este seja mesmo o seu nome, afinal aprendi que todo troll é covarde. Devo lhe avisar que nem todos são ovelhas que você possa ofender à vontade, cão. Alguns podem e VÃO reagir fazendo você amanhecer comendo grama pela raíz, portanto meça o que você vomita.

          • Ele pode, Urtigas.

            Até porque não mentiu, nem foi grosseiro, apenas encaminhou o sujeito para o seio de sua progenitora.
            Aliás, diga-se de passagem, esta foi uma bela atitude do Acquaviva.

            Contudo, para que você não se sinta mais enciumado, vá você também à puta que o pariu.

            Mas antes, receba meu abraço de tamanduá.

    • Quando li isso, imaginei a figura dessa pessoa quando escreveu esse monte de baboseira decoreba – e criei uma imagem surreal. Com certeza deve ser uma pessoa raivosa, babando de ódio, solitária, talvez impotente, que um elogio chamando-o de animal estaria eu subjugando e diminuindo os verdadeiros.

    • É impressionante o seu destempero. Sem me conhecer me ofende à larga classificando-me de idiota, acéfalo, imbecil. Qual é a sua? Olhe pra dentro de si e talvez encontre um problema que o afete e não tenha percebido.

    • Em uma sociedade livre qualquer um tem o direito resguardado a qualquer momento de fazer uma solicitação judicial mediante uma peticao. Isso nao torna ninguem idiota ou acefalo.
      Todas as pessoas que assinaram devem ser maiores e tem seus direitos resguardados. Voce gostaria de que amanha ou outro dia voce entrasse com qualquer acao e fosse qualificado como idiota?
      O acesso ao judiciario é um direito basico e deve ser livremente acessivel por qualquer pessoa. Questoes da propria acao devem ser discutidas nela. Chamar alguem que interpoe uma acao por se sentir ofendido de acefalo é no minimo ignorancia.

    • wagner araújo,
      esse ataque de raiva e grosseria é por se enquadrar, já que leu, como “acéfalo leitor” ou por detestar o trabalho sujo de vir aqui LATIR como CÃO DE GUARDA da casa grande?
      tenho pena de quem não gasta as energias trabalhando no que acredita
      desperdiça-as odiando o trabalho de quem COMO NÓS gosta e acredita no que está fazendo….

  • Concordo contigo Eduardo.
    Também penso que o processo deve seguir até o fim.

    Mas cá pra nós… Que coisa, hein?

    Então, segundo Fux, a ação de interpelação não procede porque na verdade não temos dúvidas sobre o que estamos perguntando? É isso?

  • Pode ter certeza absoluta de que o Plenário irá salvar o “roqueiro” Luiz Fux e concordará com sua decisão. Talvez Lewandovsky seja a única voz discordante. Como sempre a tal “interpretação” de nossa “Justiça”, a qual, é sempre de extrema-direita, salvou um dos agentes do conservadorismo. Qualquer semelhança com a “interpretação” de Rosa Weber a favor da instalação de uma CPI para investigar exclusivamente a Petrobrás não é mera coincidência(aliás só se lembraram dessa balela de “fato determinado” quando uma CPI ampla ajudaria o Governo. Em 2005, durante a farsa do “mensalão”, ninguém pensou nesse “conceito” para anular a CPI dos Bingos, que investigou uma saraivada de assuntos, qualquer coisa que surgisse e desse brecha para se derrubar Lula). Assim, se vocês de fato pretendem continuar nessa luta política(tudo é política, “direito” nada mais é do que a imposição de uma classe sobre as outras, dentro da dialética da luta de classes, que permite aos oprimidos enxertarem algumas leis que aliviem a opressão, dependendo de sua força política), preparem-se para entrar com a Ação penal que, se a legislação permitir(o escritório poderá dizer a vocês se permite ou não), deve pedir entre outras punições o impeachment de Mendes, uma das tantas pragas herdadas de FHC. Além disso, seria maravilhoso, embora difícil, que a Sociedade civil apoiasse essa luta de vocês, mobilizando-se em prol dos 205 cidadãos honrados que não admitiram ser caluniados pelos joguetes políticos de Mendes, ou melhor , da classe dominante a quem Mendes serve. De qualquer forma, só por terem calado um pouco um falastrão como Mendes, a Ação de vocês já merece todos os elogios, sem contar a enorme coragem de cada um dos autores.

      • Foram escolhidos pelo governo de plantão (PT + PMDB), porém a maioria dos deles são capitaneados e vassalos da mídia.

        O problema não é quem escolhe e sim…o que o escolhido faz depois da sua escolha.

        Ele pode agir de acordo com a sua consciência ou de acordo com o seu bolso…alguns preferem a segunda opção.

        Haja vista os apartamentos em Miami por U$ 10,00, né ?!?

        Lembra de um tal Judas, então, também foi escolhido e…bom, o resto da história acho que você já sabe.

      • … desenhando pra você “coisinha” (vou fazer de conta que tu não sabes…):

        – Então seria horrível pra você se agissem como petistas, é claro… Mas foi igualmente leviano terem se comportado como antipetistas…

        – O que as pessoas decentes da sociedade (não é o seu caso) queriam ali era uma coisa chamada “neutralidade”…

        OBS.: depois de ter desenhado, você dá conta de colorir ? eu acho que não…

  • EU PERDI A OPORTUNIDADE DE COLABORAR . mais se houve despesas e sei que vai haver eu gostaria de contribuiir pode ser pouco mais o pouco de cada um faz muita diferença.

  • Fui doador mas não participei da campanha, portanto, sem querer ser leviano ou me arvorar do direito de opinar, que não tenho, penso que o processo deveria ser levado adiante.
    Com sincera admiração e agradecimento pela iniciativa, abraço a você Eduardo e a todos que se dispuseram à hercúlea empreitada.

  • Parabéns, aos “300” espartanos.
    Que venha o Xerxes, mas os espartanos lutarão bravamente.
    Mesmo que ao final o espírito corporativista vença a batalha, terão perdido a guerra moral.
    Serão desmascarados, os togados supremos.
    Parabéns, novamente Edu e outros.

  • Prosseguir é a opção.
    Desistir agora seria somente aceitar a manobra do Juiz Fux, como se o ocorrido não tivesse valor algum.

  • Edu, trabalhei 5 anos na Defensoria Pública e vendo a realidade da Justiça brasileira cotidianamente , não consegui ir além do quarto semestre de Direito por absoluta falta de crença na “senhora de venda nos olhos’ , mas entendo que depende de cada proponente a decisão de continuar ou não..se eu assim o fosse continuaria, pelo menos exporia o GM a mais um desgaste..
    Abraços

  • Concordo com o prosseguimento. Aproveito para deixar um questionamento: Será que o nobre Ministro está acima da lei, que nem uma mera interpelação consegue ter êxito (e já foram várias)?

  • Prosseguir com a Ação, sem dúvida alguma, embora saibamos que se for apreciado no plenário do STF, certamente pelo Corporativismo daquela casa, será negado o direito de cidadãos defenderem suas honras perante um ministro que caluniou, difamou, etc, e também sabemos que a Grande Mídia apóia estes ministros que ora estão tirando o direito de cada um manifestar seu direito seja de que forma for dentro das leis constitucionais vigentes neste país até o presente momento, sim digo isto porque se porventura a oposição deste atual governo ganhar as próximas eleições é quase certo que muitas leis serão revogadas para a partir daí tornarem todos aqueles que votam no Partido dos Trabalhadores e também no Partido comunista do Brasil sejam “legalmente” perseguidos e encarcerados, tornando estas siglas proscritas no país e outras que porventura venham se mostrar contrárias aquele governo de extrema direita que poderão ser eleitos no próximo Outubro de 2014.

  • Vamos esperar então o que acontece em seguida (acho que nada), mas, quero que voltemos a discutir no que implica seguirmos, pois eu continuo indignada de ter sido acusada de lavagem de dinheiro. Sei que já fui investigada, como todos os 205, mas não estou nem aí, porque estou limpa. Trabalho, sou professora e ganho pouco, declaro imposto de renda, se quiserem fuçar tudo que fucem, não vão achar nada. Mas é desaforo!

  • Fux , o seresteiro … Esse STF …

    É salutar prosseguir mesmo remando contra o corporativismo para ver se esses ministros não pensem que podem dizer e fazer o que quiserem .

  • É brigar até as carnes cair dos ossos, Edu. Já é nítida uma vitória política. O Ministro tão falastrão, está tão calado, por que será? Tem é que na sequência ser processado por calúnia, injúria e difamação. Parabéns aos 200 de Sparta.

  • Não pude contribuir financeiramente com essa ação. Contribui para o Genuino e me orgulho disso.
    Todo meu apoia a essa ação, Eduardo.

  • Caro Eduardo, concordo com o prosseguimento! Vamos aguardar estes 60 dias, se não der em nada, pelo menos, tentamos e depois veremos o que pode ser feito, ou não! O que importa, na verdade, é que 205 pessoas reagiram a difamação deste ministro e se sentiram caluniadas por ele! Querendo ou não, que ele saiba que não pode e nem deve ser leviano principalmente pelo cargo que ocupa e que outros tenham isto em mente também! Abraço!

  • Tecnicamente, talvez eu pulasse o agravo, indo direto para a ação penal por crime de calúnia. Mas a questão não é meramente técnica. Como já foi dito aqui, dificilmente o espírito de corpo não prevalecerá, dificilmente os pares de Gilmar o condenarão. Porém o que aspiramos aqui? Uma mera vitória judicial? Claro que não. Nossa luta é política, é moral, e por dignidade. E, como tal, já está sendo vitoriosa. Nessa esteira, o agravo me parece uma etapa bem interessante, eis que imporá mais desgaste ao caluniador e irritação a seus pares que terão que “rebolar” para protegê-lo. Concordo com o encaminhamento proposto pelo Blog da Cidadania.

  • Deixei de colaborar, mas se estiver dentro de minhas possibilidades, posso vir a fazê-lo na continuidade. Sou pela continuidade da ação.

  • Como um dos participantes da ação penso que a atitude dos advogados foi correta e manterá o GM sob pressão, mesmo que o corporativismo tenda a protegê-lo.
    Só pelo fato de ele ter se calado depois de abrir sua boca incontinente já representa foi um ganho e nos mostra que vale a pena lutar.

  • Parar agora? Jamais. Se ninguém quiser ir gostaria de um contato com o escritório para prosseguir sozinho. Só descanso se vencer. Não vencendo foi porque o PSTF – Partido do STF deu mais um golpe na democracia.

  • .

    Eu avisei que a matéria do fantástico, do último domingo, tinha um propósito…

    O clima para o envio do Dirceu para o RDD está criado.

    Antes tinha sido a Veja e agora foi a folha que “conseguiu” um vídeo c-r-i-m-i-n-o-s-o e ilegal de dentro da cela do Dirceu:

    http://www1.folha.uol.com.br/poder/2014/04/1447385-em-video-dentro-da-cadeia-dirceu-reclama-de-regime-fechado.shtml

    Se um telefonema inventado pela folha foi o suficiente para segurá-lo no regime fechado.

    Esse video + esses “depoimentos” dos deputados da oposição será o argumento que falta para o Mulato Globeleza mandar o Dirceu para o RDD:

    http://www1.folha.uol.com.br/poder/2014/04/1447363-dirceu-tem-cela-privilegiada-na-papuda-diz-oposicao.shtml

    Infelizmente, eu cheguei a uma terrível conclusão: a trama mensalão só será exitosa se o Dirceu, Genoíno e Delúbio morrerem. Caso contrário, a oposição sabe que com eles vivos essa história e toda a farsa do mensalão, mais cedo ou mais tarde….será desmascarada.

    Os 3 foram sequestrados pelo Mulato Globeleza e estão condenados a morte…lenta e maldosa.

    • Minha esperança é os três são tão sobreviventes quanto guerreiros, e novembro inexorávelmente chegará. Talvez o jb não consiga matá-los.

  • Sei muito bem das dificuldade. Faz dez anos que luto na justiça para estar ao lado da minha família. E até agora tenho obtido vitórias. Não será agora que vou abrir mão dos meus direitos de cidadão. Sou pai de família e fui acusado de estar lavando dinheiro. Quero que o Senhor Ministro do STF prove isso. Simples!!!
    Sigo o relator…

  • “o assunto desapareceu da mídia, mas o dano ficou aos acusados.”

    qual o dano causado?

    essa ação não vai dar em nada, não pq Gilmar Mendes vá ser “protegido” por seus pares…

    essa ação não vai dar em nada pq ela é tola, sem fundamento, vazia!

    Gilmar Mendes não acusou ninguém, mas disse (e com razão) q esse ESQUEMA de “vaquinha” tem q ser investigado, pq pode ser manipulado para esquentar dinheiro!

    Isso não quer dizer q pessoas honestas (e tolas) não possam ter contribuído… mas o ESQUEMA é suspeito!!

    Só vê crime, quem quer aparecer na notícia…

  • Caro Edu,
    Todos devem saber que uma luta jurídica/politica é demorada/desgastante e custosa e requer paciência e espírito de luta, ainda mais contra quem estamos lutando.
    Temos que ir até o fim, custe o que custar.
    dignidade acima de tudo, força pessoal !!!
    abraços á todos..

    José Ricardo Grillo

  • Não venceremos na justiça contra Gilmar, isso é fato. Porém essa ação contribuirá para manchar mais ainda o seu já infame currículo, e, um dia, quando a verdadeira historia do Brasil for contada e alguem lembrar de suas maldades, essa ação será também lembrada.
    Abraço a todos.

    • Tomemos cuidado com a palavra “justiça”. Trata-se apenas de um poder, que atende pelo nome de Poder Judiciário, que defende os ricos/fortes e persegue os pobres/negros/nordestinos e agora petistas.
      É óbvio que essa ação, da qual sou signatário, não vai dar em absolutamente nada, mas, como diz o próprio Eduardo, pelo menos, é uma maneira de constranger, ainda que bem pouquinho.
      Pelo contrário, nós signatários devemos nos preparar para as represálias que virão.
      É para isso que serve o poder judiciário (e não justiça)
      Tanto é que o povão acredita mais em deus (“justiça divina”) do que efetivamente em qualquer instituição, inclusive nas burguesas, inclusive na imprensa

  • Eduardo
    Para mim não importa o resultado, o importante é que o caminho eu caminhei. O que Gilmar diga ou deixe de dizer não é o essencial o importante é o carimbo nesse documento no STF. Se o Fux não fizer nada terá que viver com isso. A vida do Gilmar está cada dia mais frágil no STF essa AP 470 é só mais uma pedra em sua sepultura . Ele foi longe demais.
    Se não for pedir demais, gostaria de uma cópia dessa petição com o meu nome nele .
    Sei que é trabalhoso haja visto que tem dados pessoais de outras pessoas e o trabalho de ocultação não é mole, mas se não for pedir demais gostaria desse documento para mostrar aos meus colegas que no passado falavam mal do Gilmar por ele ter liberado banqueiro ladrão e agora estão do lado desse ministro na questão do Dirceu e demais condenados.
    Não importa o resultado para mim, nunca importou, o que me é caro é que não me calei diante de uma injustiça principalmente uma injustiça contra quem tanto lutou por um pais mais justo, mais solidário. por um pais melhor para todos.
    Poder falar aos que acreditaram na mentira do mensalão como os golpes são dados e como a elite podre usa inocentes para seus atos, não tem preço.
    De qualquer forma os recibos de doação já estou usando faz tempo. Esfregar na cara de nojo dos distraidos dos inocentes uteis da elite podre como minha contribuição ajudou aos presos politicos já não tem preço.
    O Dirceu, Genuino, Delúbio me fizeram um bem inestimável, já queria me livrar de alguns ¨amigos¨ e não achava desculpa. Sabe aqueles ¨amigos ¨ malas? Então, até nisso a AP 470 me foi util. Bastou dizer e mostrar os recibos de doação que eles fogem de mim como o diabo foge da cruz.

    • Tb estou por aqui, Ana. Para mim, o resultado não faz qq diferença e nunca fez. Ele nos atacou politicamente e nós nos defendemos da mesma forma. De qq forma, acredito que os demais ministros seguirão Fux. Fizemos o que tinha que ser feito; respondemos ao ataque. Não creio que a Corte vá expor um de seus membros em plenário. Não fizeram isso com JB, até hoje. Existe uma preocupação em preservar a imagem do STF que já está mais que desgastada. JB e GM não estão nem aí para nada. Mas tem os outros ministros e, pior… A República.

  • Parabéns Eduardo. Parabéns de verdade pela iniciativa. Este Gilmar já burlou muitíssimas vezes do brasil e do brasileiro. Uma pessoa que deveria ser neutra, pois é parte do seu trabalho.
    Cobram muito mais de um juiz de futebol do que de um juiz do STF…..

  • Entendo que devemos esgotar os recursos na E.Corte Suprema das injusticas, faco parte do grupo de 205 e confesso nao estar surpresa com a decisao do Ilustre Ministro.um abraco, obrigada pelas informacoes.Martha Silva.

  • Bom dia Eduardo.
    Fiquei pensando… Se o Saul, simples mortal, tivesse falado o que o Exmo. Senhor Ministro falou, já estaria sofrendo os rigores da Lei.
    Triste este espirito de corpo.
    Recordo as palavras de Getúlio Vargas: ” Aos meus amigos, tudo. Aos meus inimigos, os rigores da Lei.
    Ao contrario do que afirma o Sr. Luis Eduardo Andrade,(alguns posts acima), a açao nao é uma açao tola, é um direito de todo o cidadao. O problema, é que neste Brasil, existem direitos e “direitos”, pessoas e “pessoas”. Independentemente de Governos de esquerda ou direita, este “direito” de estar acima do bem e do mal, tem que acabar.

    • Aos meus amigos, tudo. Aos meus inimigos, os rigores da Lei.

      Basta ver a diferença de tratamento dos acusados do mensalão na AP 470 com o mensalão tucano em MG.

      Da reação do MP a qualquer coisa que aconteça no governo do PT, com as reações do mesmo as denúncias no governo do PSDB, como no caso do trensalão que só está andando por conta de investigações no exterior, aqui ficou esquecido na gaveta, e não há reação de indignação por parte dos “cansados”.

      É interessante como nunca se cansam de nada que acontece no Estado de São Paulo, pode faltar água, o PCC mandar em tudo, o trem superfaturado, que ninguém nunca fica cansado.

  • A minha opinião também é que siga até o final. De uma forma ou de outra, isso fará com o Gilmar Mendes meça as suas palavras ao fazer acusações infundadas.

  • Muito bom isto. Sabendo-se que é a mesma coisa da história do beija-flor querendo apagar o incêndio da floresta. Mas façam sua parte que nós os elogiamos. Parabéns pela iniciativa.

  • Um Pais que tem um Gilmar Mendes num STF,ainda tem que caminhar muito prá ser um Pais. Mas um dia a gente chega lá,eu,com certeza não vou ver,e olha q tenho 62 anos,mas continuemos fazendo a nossa parte votando no PT total,ou nós aliados de esquerda.

  • Esse é um assunto no qual não vale a pena se apressar. O mosquito que insiste em picar pode incomodar bastante. Vamos ver o que diz o Plenário… Afinal, esse Fux não tem tanta moral assim.

  • Eu acho que devemos continuar, mesmo sabendo que há um forte esquema de proteção mútua da corporação togada, não-togada e afins. É assim que obtemos as EVIDÊNCIAS _ com a explicitação de seus “modus operandi” em seus textos _ e vamos compondo nossa jurisprudência sobre o escabroso caso STF, que no fim, mina as instituições todas, como vemos na PF também. Já acumulamos um bom arsenal de argumentos, acompanhando “pari passu” o mecanismo através do qual forjaram as condenações: continuemos, pois. Façamos disso uma questão de HONRA, se eles não têm, nós temos, e fazemos questão de defendê-la. Não viremos a página. Um abraço, Eduardo Guimarães, e obrigada por todo seu trabalho eminentemente cívico.

  • Sou a favor da continuidade da ação. O ministro em questão deve ter cuidado com o que fala a respeito de qualquer cidadão, principalmente dos que apoiam o PT e mostraremos a força desse apoio, que vai além dos votos depositados nas urnas.

  • Eduardo, fugindo um pouco do tema, venho alerta-lo sobre a recente pesquisa CNT/MDA.
    Ocorre que o Instituto MDA é mineiro e a CNT é ligada a Clésio Andrade que já foi inclusive vice de Aécio aqui em Minas.
    Pode não ser nada mas … pode ser também que o Instituto esteja sob o controle de Aécio e Clésio, uma vez que a pesquisa ficou muito estranha. Pode ser que a Dilma perca votos mas não existe nenhum fato extraordinário que faria estes votos irem para a Aécio ou Campos. Para mim houve uma forçada de barra.
    Aqui em Minas o Aécio reina tranquilo sobre as autoridades, inclusive encarceraram um jornalista que falava mal dele. Armaram para o cara e ele ainda está preso numa penitenciário (vide Azenha).
    O caso do helicóptero do pó é emblemático. Os fatos são que o aparelho era do filho de senador Perrela ligado a Aécio. Segundo se sabe agora, a maioria dos delegados da PF são tucanos e … não é que um delegado tentou livrar a cara dos Perrelas 24 horas depois do flagrante do pó. Tenho visto só o Nogueira do Diário do Centro do Mundo mantendo a história viva.
    Eu pediria a voce para analisar estes fatos e passar adiante, pois sei que voce tem amizade com outros jornalistas.

  • Caro Eduardo, obrigado pelo e-mail, me informando do andamento do processo. Vamos em frente. Vamos dar continuidade à ação, mesmo que o corporativismo do STF desqualifique nossa iniciativa, blindando este magistrado, que tanto males vem causando à imagem do judiciário brasileiro. Fraternal abraço a você e a todos que estão irmanados nesta luta.
    Atenciosamente,
    Carlos Noel Mazia

  • Leio esporadicamente seu blog sendo que algumas vezes concordo e outras discordo. Quando um comentarista insulta outro com palavrões fico penalizada com o baixo nível.
    Acho que o senhor não deveria deixar passar comentários que contenham insultos pessoais.
    O que me causa estranheza é que só leio insultos por parte de quem apoia o blogueiro e jamais de alguém que diverge, o que me leva a pensar que comentários de divergentes que contenham ofensas são deletados.
    Estranha justiça essa a sua.

    • M. I. Trajano…

      Nota-se que você, apenas esporadicamente lê esse blog.

      Se lesse mais vezes perceberia que os reacionários passam o tempo inteiro nos “ultrajano”.

      Sugestão: passe menos tempo nos blogs esgotos da Veja, Globo ou similares.

      E… Passe bem.

    • É possível, Maria Isabel, que um ou outro comentário com “divergência”, tenha mesmo que ser deletado ( não sei se isso é feito ), a bem da sanidade do debate. Uma coisa é a crítica seguida de qualificação adjetiva do criticado. As relativas ao sr JB geralmente têm fundamentos em personagens históricos. Tentam definir, por comparação analógica, o papel histórico que ele está representando; não se confunde com xingamentos aleatórios. E algumas tentam entender e refletir sobre suas idiossincrasias.

      Outra, bem diferente, é a ausência de argumentação em comentários com frases curtas de afirmações incisivas, citando fatos reais ou imaginários, reproduzindo “ipsis litteris” versões de fontes que assumidamente não respeitamos, seguidos de xingamentos, palavrões, expressões preconceituosas. São uma sequência de meros insultos aleatórios, que nada expõem do pensamento original do comentarista, como é o objetivo do debate. Você entende ? Para se sustentar num debate, você tem que ser o autor da ideia, deter os fundamentos que as sustentam, só assim desenvolve sua argumentação. Se ficarmos repetindo dogmas, mantras, não se chega a nada, o debate é inútil.

  • Caro Eduardo,
    concordo integralmente com o prosseguimento da ação. Qualquer ação, mesmo que seja apenas para irritar o tal ministro já terá valido a pena. Essa choldra vive numa zona de conforto tão segura que pensa que jamais ela será derrubada. Podemos não derrubá-la, agora, então vamos trincá-la!
    Abraço
    Maria Antônia

  • imagino a sensação dos acusados pelo ministro de habeas corpus facilitados pra banqueiros bandidos estrupadores, amigão do demóstenes torres etc pelo que passávamos durante a ditadura com os textos escritos pro semanário opinião que antes de chegar aos leitores eram cortados pela tesoura ditatorial.
    sensação de impotencia frente à FORÇA BRUTA prePOTENTE. minha esperança é que a medida que as máscaras desses MORALISTAS DE FANCARIA estão caindo, suas caras DE PAU vão aparecendo.

  • Tem que seguir sim Edu, se é para ver esse “ministro”se rebolando, já tá caladinho faz um tempo, pago novamente os custos do processo e botamos o amigo do Daniel Dantas saber que nós não somos bobocas que vão aguentar mentiras.

  • Parece-me que o ministro Fux se apega à letra da lei antes de a seu espírito, e esse é mais um motivo pelo qual devemos prosseguir sem descanso com nossos protestos e exigência de respeito.

    • Quando se dá um passo é necessário dar outros para andar. Com um passo só o miniistro Gilmar Mendes
      não sentirá a cobrança que está sendo feita de seu comportamento indevido. É muito cara de pau, ainda assim é possível que reconheça que tem se portando de forma anti ética em sua posição.

      • Boa tarde Rogero.
        Concordo com você.
        Como dizia o saudoso Chico Science ” Um passo à frente. E você já não esta mais no mesmo lugar”.
        Justiça para todos. Estado de bem estar social, para todos.

      • Boa tarde Rogero.
        Concordo com você. Como dizia o saudoso Chico Science…”Um passo a frente. E você já não esta mais no mesmo lugar”.
        Um Brasil justo para todos.
        Um estado de bem estar social, para todos.

  • Prezados, BOM DIA!!!

    Já era de se esperar tal atitude do famoso “mata no peito”, principalmente porque o que se pretende é simplesmente proteger o ministro interpelado.
    Lado outro COMPARTILHO DA OPINIÃO DE QUE DEVEMOS CONTINUAR com tal processo.
    Isso porque, longe de que tal feito venha simplesmente refletir negativamente no curriculum do referido ministro (o que a ele nada representa), A MIM, MUITO PARTICULARMENTE, SERVIRÁ COMO O PRIMEIRO PASSO À RECUPERAÇÃO DA MINHA HONRA TÃO VILIPENDIADA PELO INTERPELADO, como se fosse eu um daqueles que são lançados na valar comum dos imorais, dos fraudários e, especificamente no caso em tela, dos que praticam corrupção e lavagem de dinheiro.
    Esta pecha que ele pretendeu me impingir, se é que ele terá coragem de admitir que assim o fez ou que não fez, é que está em análise.
    Sou pessimista em acreditar que em alguma das turmas poderá haver um único ministro que tenha coragem de aceitar a denúncia e enfrentar o ora interpelado, mas, a esperança é a última que morre.
    Como já disse, É MINHA HONRA QUE ESTÁ EM JOGO E A LICITUDE DA MINHA SUADA CONTRIBUIÇÃO CONTRA AS INJUSTIÇAS praticadas pelo STF, o que se torna cada dia mais incontroverso.
    Um Bom Dia a todos!

  • Antes meus parabéns a todos!

    Caso o plenário também não dê provimento, sugiro a criação de uma conta bancária para doações com o objetivo de cobrir custos com advogados e que o processo prossiga até o fim, não importando quanto tempo leve.

  • Sou de opinião que devemos continuar. Eles nos importunaram tanto que até por suposto nos fizeram criminosos, temos que prosseguir. Tenho muito orgulho de ter posto a cabeça pra fora do buraco que nos meteram. Obrigada Eduardo.

  • Eduardo, acho que devemos prosseguir. Não tenho nenhuma esperança de que o ministro gilmar venha a ser condenado. Este STF já demonstrou ser politico e que tem lado. Ali, não existe justiça. O Presidente do Supremo escondeu parte do processo do mensalão – a parte que demonstraria que o Dantas estava envolvido, o STF usou dois pesos e duas medidas em relação ao local do julgamento dos petistas e dos peessedebistas, teve que criar uma teoria do domínio do fato para encarcerar os petistas etc. … Mesmo assim, acho que temos que prosseguir. Como já disseram, um dia esta história será recontada.

  • Mas que biba, quero dizer, que homem inteligente esse Fucsi ! Quem entrou com ação não tinha dúvida de que o coroné, digo, o Gilmarzão, ofendeu a honra deles. Então a culpa é de quem interpelou, pois tinham certeza de que houve uma ofensa. Se tivessem alguma dúvida, aí o coroné teria que explicar tudinho para o ministro de peruca, digo, para o Fucsi: “Sim, estou ofendendo a honra deles sim”.

    Que orgulho, que homens brilhantes esses do STF.

  • Eita como são os golpes juridicos. Ele membro de um dos poderes da republica, fala o que lhe dá na veneta, lança calunias contra politicos do PT, só do PT; e a mídia partidaria da oposição repercute reforçando: Gilmar Mendes disse que pode ter havido lavagem de dinheiro e nós ficamos no pre-juízo dele?
    E cada país com seus golpesl. Honduras, Paraguai quantas firulas juridicas foram lwvantadas quando se trata de apear a esquerda eleita pelo voto. Aqui também
    Temos todos que “entender” que golpes são “legais” quando se trata de afastar o povo da democracia.

  • Edu,
    eu já acho uma grande vitória nossa interpelação. Pra mim sempre valerá a pena exigir o respeito que nos é devido, e como ele nos insultou ele deve se retratar. Por outro lado eu tenho que reconhecer que se a expectativa da maioria é o final do processo, talvez ocorra uma frustração já que sabemos que a justiça hoje anda meio lenta e esquisita, vide o processo da AP470. Os pedidos que foram negados ao José Dirceu para trabalhar, a seletividade das matérias julgadas, a falta de respeito com a saúde do Genoíno, a justiça hoje é política e é cruel. Então não acho válido contar com algum retorno e sim termos em mente que estamos lutando e pagando por algo que nos faz sentir melhor, que nos resgata a dignidade e o respeito e que melhora o país. Se for assim, com os gastos no nível em que estão agora, eu acho válido continuar o processo, para mim é uma batalha esclarecedora. Edu, estou sempre contigo,
    Bjs.

  • Nós que colaboramos o fizemos por que nos sentimos tão injustiçados quanto os que foram condenados. Doamos de maneira transparente e honesta. Fomos atingidos em nossa honra por alguém cuja reputação deixa muito a desejar. Vamos até o limite do esgotamento do nosso direito de não ser caluniado por quem quer que seja.

  • É necessário prosseguir, Edu. O STF precisa saber que não reina absoluto neste país e que, sempre que seus ministros se excederem, a cidadania estará disposta a lhes impor limites legais e morais. Não importa o resultado da ação, mas a ação em si. É ela que indica aos senhores ministros que, ao ultrapassar suas competências, serão acionados pelos cidadãos ofendidos. A ação é a democracia em ato, e por isso deve ir adiante. Um abraço.

  • A decisão de Fux já era esperada pois juiz sempre tem uma tese ou argumento para dirigir sua sentença no sentido ideológico que deseja mas, por via indireta, o próprio Fux reconhece que Mendes cometeu o crime (portanto não precisa de interpelação).

    Acho que o processo deve prosseguir com o agravo e posterior ação criminal contra Gilmar Mendes (recomendação de Fux), de qualquer forma, a interpelação pelo seu simbolismo não deixa de ser uma retumbante vitória contra a arrogância do juiz caluniador e soma mais um ‘prego’ na suspeição que pesa sobre o STF e suas polêmicas decisões.

  • A interpelação não é pré requisito para a ação de danis morais, é?

    Como já falei, para mimis comentarios do “ministro”, ainda que inapropriados, foram meras suposições. Ele nao acusou concretamente ninguém. Levantar a possibilidade de que onesquema seja ou possa ser usado para esquentar dinheiro não é absurdo… O proprio exemplo citado- do seriado “breaking bad” serve…

    O jornalista ph amorim é especialista em tomar processo- canseira. Aquela só pra encher o saco. A parte acusadora até sabe que vai perder, mas usa o judiciário para encher o saco do cara. Tanto que ele -quase sempre- ganha. Mas deve can$$$ar ter que se defender.

    De qualquer forma, se a pessoa ( no caso as pessoas) se sentiram ofendidas, a justiça está aí pra isso. Mas vao perder, com ou sem corporativismo, pelo andar da carruagem

    • Não se trata de perder ou ganhar. Se trata de justiça!!! Cada qual, pode falar o que pensa. Assim sendo, cada qual tem que assumir a responsabilidade, daquilo que fala. O fato de ser um Ministro do STF, obriga a pessoa a ser muito mais cuidadosa com o que fala. É uma autoridade máxima do Poder Judiciário.

      • Concordo com você. A conduta do GM nao me pareceu apropriada, mas nao acho ” criminosa”.

        De inicio eu achava que a coisa seria desde já mais “séria” mas pelo visto o caminho será a ação penal. Não irão vencer suponho, mas como saber? Pague-se pra ver.

        • Brinco, você está soltando mil rojões, pois o Babosão (de acordo com o seu desejo tucano-pefelê) determinou de forma autoritária e prepotente a volta do José Genuino à Papuda. E você chama isto de justiça.

    • Caro Nigro,
      Para de ser criqui criatura! Você não se cansa de tanto azedume? Só porque você diz, repete e repete que tudo no Brasil é um lixo, pensa que nós e outros achamos que vivemos no paraíso? Todos nós sabemos que o senhor Ministro não responderá, certamente nem com retração verbal pelas asnices que falou, mas e daí? Você pagou alguma coisa pela interpelação? O dinheiro é seu? Você defende que o tal ministro fale o que bem entende, visto que tem esse direito, embora ele tenha pelo cargo que ocupa, dever de se portar com o mínimo de decoro e respeito aos cidadãos que por obrigação deveria defendê-los, porquanto somos a minoria que está longe de ter o poder que ele ocupa e que dele se vale para nos difamar! Por que não muda sua postura de ódio ao Brasil e faz alguma coisa por si mesmo! Passe a exigir que a elite deste país, inclusive você, que gostaria de pertencer a ela, comece a se tornar grande na forma como olha para si e comece a ter atitudes que produzam resultados que levem o Brasil e seu povo a agir com civilidade e principalmente com orgulho de pertencer a esta nação grande e valorosa que é nosso país? A civilidade e espírito empreendedor que tanto admiras nos americanos e europeus surgem de leis que funcionam socialmente quase de modo igual para todos. Comece a fazer comentários exigindo equidade na aplicação das leis pelo STF! Quem sabe assim, você consiga perder o posto de campeão brasileiro na posse de todas as angústias de mazombo metido a besta! Dado por mim, claro. Viajar para a Europa e Estados Unidos e se embasbacar com tudo que existe de bonitinho, limpinho e cheirosinho nos centros de suas capitais não lhe confere o conhecimento real de como vive de verdade cada povo e a realidade de suas existências! Acredite Nigro, mesmo com essa sua sabujice americanófila, ainda assim, não sei por que infernos tenho simpatia por você!
      Abraço
      Maria Antônia.

      • Oi Maria Antônia.

        Eu sei porque você simpatiza com o Brinco, ex-Nigro, porque o brinco é meu tutelado. Eu o adotei.

        Mas Brinco me passa muita vergonha, e por isso quase não brinco com ele.

        No fundo o Brinco é bom, e melhora muito quando toma banho e fica um brinco de bonitinho.

        Certa vez coloquei brincos no Brinco, mas não ficou bom porque como Brinco tem as orelhas caídas os brincos ficavam arrastando no chão e ele sempre tropeçava nos penduricalhos.

        Abração, Maria Antônia.

        PS. Achei muito engraçado você chamar o Brinco de criqui, Maria Antônia. Ele é mesmo bem cri-cri.

        • Abraço meu caro Wilson,
          Como você diz, obrigada pela palhinha! Bom feriado!
          Quanto ao nosso colega Nigro. Leio os comentário dele e a mim me causam profunda irritação, quando ele diz que o Brasil é um lixo e preconceituosamente fala do modo de viver das pessoas mais simples. Contudo penso que no fundo é pura frustração misturado com uma grande dose de ignorância, — não a ignorância de ignorar — mas aquela de que “sou assim, gosto de ser assim e assim vou continuar”. Aqui em Salvador, chama-se esse tipo de comportamento de “complexo de Gabriela”– “eu nasci assim, eu cresci assim, eu sou mesmo assim, vou ser sempre assim…” Talvez ele pense que ao adquirir um pouco mais de humanidade e bom senso corra o risco de se tornar de esquerda, o que é uma tolice! E sinceramente as coisas que digo para ele e por pura provocação, para ver se ele sai dessa letargia e vai em busca de bons intelectuais de direita, como o crítico de arte e intelectual, José Guilherme Merquior, por exemplo, e para de repetir essa lenga-lenga de que o nosso país é um lixo! Só não vale ler as obras do “princípe privata”, a não ser que vá pegá-las no lixo!
          Abraço de sua amiga,
          Maria Antônia.

          • Amigo Wilson,
            Nós dois erramos a palavra cricri. Eu escrevi criqui e você cri-cri. Mas nosso Nigro é cricri!

          • Ô minha querida amiga. Só falei do cricri pra te provocar um pouco. Queria mesmo é chamar sua atenção.

            Você como é bastante formal e erudita quando quer usar palavras mais populares, tipo povão, pode cometer algum errinho, já eu não, erro mesmo porque me falta conhecimento. Sei que escrevo muuuuita bobagem, mas não me importo muito, afinal quero mesmo é estar entre os bons.

            Escrevo, Maria Antônia, assim como jogo xadrez. Jogo muito porque jogo todos os dias, mas não conheço mais que meia dúzia de aberturas e defesas. Mesmo assim dou minhas cacetadas no xadrez.

            Um belo dia do trabalho pra você, Maria Antônia. E um enorme abraço.

      • Hahaha legal pessoal agradeço as palavras.

        Quanto ao azedume. Prefiro amargura mesmo. Não me incomoda.

        Quanto ao “lixo”- pior é fingir que ele não é um lixo. É comp morar na favela. Somos uma das favelas do mundo.

        Acredito na combinação liberdade+justiça. Acredito numa constituição como a dos EUA.
        Se o governo trabalha mal gasta mal, e para cobrir o rombo tira o que é MEU, eu não sou livre. Se um cara pode entrar na minha casa e eu nao posso dar-lhe um tiro, eu nao sou livre. Se eu tenho que bancar as cuatas de todos os supostoa problemas sociais, eu nao sou livre. Estado menor, enxuto. Onrestona gente toma conta. Olhe para voces- se organizaram e fizeram doações. Entraram com uma ação. Tem blogues. Quem gosta lê. Quem quer anuncia nele.

        Governo tome conta das forcas armadas, do judiciario, e dos desamparados.

        Nao preciso de governo pra me dizer se posso dar um tapinha no meu filho. Para decidir o que passa na TV. Para controlar os precos do que quero vender.

        Se cada um tiver liberdade para tocar sua vida e seus negocios, ocorre a prosperidade. Por mais egoista que seja. É a mao invisivel.

        Sim, alguns terao mais, pois mereceram mais. É a vida. Nem todo mundo joga bola como o Messi.

  • O STF não julga tucanos de penas! Vai condenar Tukano de TOGA?

    Mas vamos até o fim!

    Eu não sei o que será do nós Brasil. Já tem deputado federal pelo Psol (RJ) defendendo a liberação da maconha e anistia aos traficantes .

    Sei que meu comentário está parecendo o Samba do Crioulo Doido. Mas é isso mesmo, pois, o helicóptero dos Perrelas que transportava 450kg de cocaína sumiu do mapa e ninguém (do judiciário ) fala nada!

  • Eduardo, sou do tipo quero ver o final, mesmo que o filme seja ruim. Nunca deixo um livro pela metade, se começo a ler vou até o fim, mesmo que o livro seja entediante. Então, já sabes o que eu penso do processo.
    Seguiremos em frente mesmo sabendo que a luta é árdua. Enfim, já estamos acostumados e preparados para o que der e vier. Boa luta a todos nós!!!

  • Eduardo: A dúvida de José Honório se justifica. O IBOPE de 17/4 deu: Dilma 37, Aécio, 14 e Campos 6. A pesquisa CNT/MDA publicada no dia 28, mas correspondente a 20/25/4, portanto, há poucos dias após o IBOPE deu: Dilma, 36, Aécio 21 e Campos, 11. A votação da Dilma a diferença é mínima: de 37 para 36. Já do Aécio foi de 14 para 21 , + 7 pontos e do Campos foi de 6 para 11, + 5 pontos. Em poucos dias a percentagem de Dilma se manteve. Já a oposição ganhou 12 Pontos! Será que o “caso” Petrobrás deu tanto votos à oposição assim? Pode até ser. Mas não é duvidoso Eduardo? JASSON DE OLIVEIRA ANDRADE, Mogi Guaçu

  • Temos que ir em frente sim Edu, não podemos nos calar frente aos desmandos do stf que se sente intocável por causa de sua relação promiscua com uma mídia que pauta todas as ações. Nem na época da ditadura os direitos civis foram tão desrespeitados em consequência da opção politica dos cidadãos julgados, como estamos testemunhando agora principalmente pelos ministros , gilmar mendes, joaquim barbosa, marco aurélio , rosa weber , luis fucks, são verdadeiros facínoras, inquisitores !

  • Eduardo, obrigado por nos manter a par da situação atua da interpelação. prosseguir, sempre. o que mais importa é ir em busca da justiça. abraços.

  • Vamos em frente, Façamos a nossa parte, ainda que destes ministros do stf não se pode esperar Justiça. A História tem o poder de resgatar a verdade e, quando isso acontecer, a população saberá quem foram os Tiradentes e que foram os Joaquins Silvério dos Reis.
    Apesar de todos o poder de joaquim barbosa, luiz fux, gilmar mendes, etc., eles não são eternos. Vão envelhecer e morrer. Mas não poderão se livrar das maldades e das injustiças que estão praticando.
    Todos se lembram do Hitler que matou milhões e provocou muita dor e tristeza. Assim como todos se lembram do herói Mandela, do homem bom, justo e líder mundial.

  • Eduardo,

    se você for ao site do TSE terá uma boa experiência. Veja o registro da pesquisa Sensus a ser divulgada nos próximos dias. O campo foi feito antes do registro, ou seja, viram o resultado e depois registraram para poder divulgar. Quem paga a pesquisa? O PSDB, mas no registro consta que é a própria Sensus. Foi feita logo após o programa do PSDB. E, veja só, antes de avaliarem o governo Dilma inserem uma pergunta sobre a situação econômica do país. Tudo arquitetado pela campanha do Aécio.

    abração.

    just

  • Em hipótese nenhuma eu admito que deixemos Gilmar Mendes surfar sobre nossas honras sem a necessária explicação das declarações difamantes contra nós, cidadãos que trabalham e não admitem injustiças, principalmente quando praticadas por agentes da lei que deveriam servir de exemplo. Esses juízes estão prostituindo a CONSTITUIÇÃO do nosso país.

  • Caro Eduardo!
    Penso que nosso caminho é seguir em frente. Quem sabe, algum dia aparece uma brecha na barreira corporativista que protege as elites.
    Saudações

  • De minha parte o processo vai até o fim, nem que este fim esteja a milhas daqui. Achei correta a decisão de interpor agravo regimental, eu não entendo muito dessas coisas mas não consigo compreender como a decisão pode ficar somente na mão de uma pessoa, que eu já sabia e sempre saberei que se depender dele NUNCA será dado prosseguimento. É claro, eles se encontram pelos corredores, batem papo, devem se abraçar, depois rirem debochadamente das pessoas que acham que ali se toma decisões pautadas em alguma letra fundamentada, que eles são sérios, homens de respeito, não usam de logorreia pra falar qualquer coisa a toa, na mídia, pela mídia, para a mídia. Nos corredores eles cochicham nos ouvidos segredos indizíveis, guardados só com eles e que a sociedade jamais pode saber… O Gilmar mendes tá tranquilo se depender do seu amigo lá, que vai toda vez construir elaboradas desculpas, transvestidas de fundamentos legais, para interromper o processo…e pq, e pq? pq eles são amigos e se abraçam pelos corredores, e cochicham segredos da corte, indizíveis

  • Gostaria que esta ação fosse até o fim. Fui ofendida por este senhor que, como ministro do STF, deveria ser o primeiro a dar o exemplo e respeitar os cidadãos de nosso país. Suas palavras irresponsáveis causaram dano. Fui motivo de chacota entre colegas de ginástica, abandonando por muitos dias meus exercícios (extremamente necessários em minha idade), até que me esquecessem e me deixassem em paz. Quero Justiça!

  • Eduardo, só tenho uma reparo a fazer. A ação não é de doadores do PT e sim de doadores do Genoino. As pessoas não doaram para o PT e sim para o Genoino.

    Quem fala que são doadores do PT é a imprensa para imprimir um caráter partidário àquilo que foi um gesto de solidariedade e um repúdio à farsa jurídica mal-alcunhada de julgamento.

  • Da próxima vez que Lula afirmar o óbvio(que o mensalão não existiu) o ministro-carrasco manda enforcar Dirceu prá provar que o mensalão existiu. Os presos precisam ser seviciados para que acreditemos que o mensalão existiu e que este julgamento foi correto sem ter sido esse o caso, pois o mensalão não existiu, isso é fato. Esse julgamento farsesco tem que ser denunciado ao Brasil ao mundo, justiça injusta, sem provas e com base apenas na politicagem e no partidarismo não se respeita. JUstiça boa é justiça justa, o que não foi o caso desse julgamento de exceção. O mensalão não existiu, segue coletânea de links sobre a inexistência do mensalão

    http://www.lexometro.blogspot.com.br/2014/04/coletanea-mensalao.html

  • Quero que a ação prossiga e, caso seja preciso, continuarei a contribuir financeiramente. Podem contar comigo. Edu, parei com minhas contribuições ao blog devido à ajuda aos petistas mas voltarei a contribuir com seu blog mensalmente, pois acho esse blog de grande valia para a nossa luta a favor de um governo que só tem feito coisas boas para o povo brasileiro.

  • Começamos. Agora vamos até o fim. Essa é a minha opinião.
    Mesmo que percamos no final, mostraremos que o fato de um cidadão ter o poder de um ministro do STF, podendo contar com as manobras e artimanhas de colegas para protege-lo, não lhe dá o direito de fazer o que bem entende, sem que tenha que responder por isso.
    E esse ministro tem a cara de pau de acusar o Lula de “fragilizar uma instituição como o STF”.
    Essa nossa ação, deixará, ainda mais claro, já que alguns ainda não perceberam, quem é que vem fragilizando de destruindo a reputação do STF.

  • Quero aqui dar o pitaco de quem trabalha no ramo: de fato, a interpelação judicial visa exatamente a que o interpelado preste esclarecimentos sobre suas declarações, para que fique estabelecido se houve ou não houve a ofensa. Como as declarações do Ministro não deixam dúvidas – ele insinuou abertamente que os doadores poderiam estar utilizando as doações para lavar dinheiro, a interpelação, a meu ver, foi perda de tempo. E a decisão do Fux – não morro de amores por ele – neste caso, tenho que admitir, está certa. Em minha modesta opinão, o escritório deveria ir logo pro enfrentamento, isto é, ajuizar a ação por danos morais. É isso.

  • Como na época do Cangaço em que você matava pessoas simples a serviço dos poderosos e matava fazendeiros arruinados ao mesmo serviço dos poderosos, ainda hoje, Lampião, você tem uma visão turva da realidade, parece que enxerga o que as elites atuais querem.

    Lampião não jogue a sua imagem de herói popular no lixo. Fique do lado do povo, pelo menos neste momento.

    Foram os governos de Lula e Dilma (e do partido que eles representam, o PT) que melhoraram a vida dos trabalhadores depois do grande Getúlio Vargas.

  • Seguir em frente. E, no dia da sessão, assistirmos pela TV Justiça a fim de não deixarmos que o PIG publique o que bem entender, sem contestações.

  • Gosto muito deste blog, mas tenho dificuldades em ler as matérias, devido ao tipo de letra, muito miúda. Será que poderiam ampliá-la?

  • Ora, posto que o Fux definiu não haver “DUBIEDADE, EQUIVOCIDADE OU AMBIGUIDADE” e portanto “INEXISTÊNCIA DE DÚVIDA QUANTO AO CONTEÚDO” das afirmaçoẽs de GM, o crime de calúnia e difamação está claro e patente, a não ser que a figura consiga provar que não só eu, mas todos os que entraram na vaquinha, estavam “lavando dinheiro”, por óbvio ganho ilícitamente.
    Se no STF é difícil provar que focinho de porco não é tomada, tentar provar que é não fica mais fácil…
    Negando a interpelação, o Fux também negou a oportunidade para o GM se desdizer, então, já que não resta dúvida quanto ao crime cometido, processo nele, que caluniou e difamou, segundo o entendimento do próprio STF.

  • Vamos até o fim, com certeza! Mesmo que demore anos. Concordo com o Savio Maciel. Poderíamos usar a própria sentença do Fux e ir direto à ação por danos morais, em vez de dar chance para o Gilmar Mendes dar uma explicação qualquer e ficar por isso mesmo.

  • Só pra constar que o cara continua dando declarações absurdas, que comprometem completamente a isenção de um ministro do STF. Vejam essa última agora (e na matéria completa tem outras). Dá até impressão que é para o governo tomar uma medida contra ele, e acusarem o governo de opressão:

    http://blogs.estadao.com.br/fausto-macedo/ministro-do-supremo-diz-que-pais-vive-apagao-de-gestao-e-que-escandalos-da-petrobras-causam-constrangimento/

    “Quero dizer que nós estamos vivendo um momento de apagão de gestão. Precisamos pensar claramente: que tipo de legado estamos deixando para os nossos filhos? Quanto piorou a gestão pública no Brasil? É um quadro de anomia muito preocupante e má qualidade dos serviços prestados. As demandas que são formuladas não são atendidas minimamente. Isso é muito sério.”

  • Eduardo,
    Se você observar no site do STF, o nome do Gilmar Mendes não aparece nessa ação cautelar 3598, parece também que não houve nenhuma publicação no DJe do STF. Isso é muito estranho. Confira, por favor. Grato.

  • Por mim, seguimos em frente. Acho difícil dar em alguma coisa, e é por isso mesmo que devemos seguir. Vamos ter uma boa história para contar no futuro, quando o país resolver encarar seus fantasmas.

Deixe uma resposta