JN amordaça oposição a Alckmin ao noticiar crise hídrica em SP

Análise

oposição capa

 

Quando o Jornal Nacional noticia alguma suposta deficiência do governo federal, certas figurinhas carimbadas da oposição a esse governo têm espaço garantido para criticá-lo. Álvaro Dias (PSDB-PR) ou Agripino Maia (DEM-RN) já se tornaram figuras familiares para boa parte dos brasileiros devido à grande exposição que têm naquele telejornal cotidianamente.

O assunto pode ser o escândalo na Petrobrás, a suposta crise de energia elétrica no país, o baixo crescimento da economia, a inflação, seja lá o que for que o JN – e congêneres – noticiar sobre problemas de responsabilidade do governo federal, lá estará algum oposicionista – de preferência, os dois supracitados – para acusar Dilma, hoje, assim como fazia com Lula, ontem.

Nesta terça-feira 27, porém, a matéria do Jornal Nacional sobre a crise hídrica em SP mais do que justificaria que a oposição ao governo do Estado fosse chamada a opinar sobre o assunto, assim como a oposição a Dilma é chamada a comentar problemas que dizem respeito ao governo dela, como os citados no parágrafo anterior. Porém, como de costume, não rolou.

O vídeo abaixo mostra a gravidade do que foi anunciado pelo governo paulista em relação ao racionamento de água que deve começar a viger em São Paulo em mais algumas semanas. Poucos suspeitaram de que o problema fosse tão grave. Os paulistanos terão água na torneira apenas 2 dias por semana.

Já se tornou ocioso repetir que responsabilidade o governo Geraldo Alckmin tem sobre o problema. Além da imensa responsabilidade do PSDB por governar SP desde 1995 (VINTE ANOS ATRÁS) com o mesmo Alckmin e com José Serra, o atual governador agravou sua responsabilidade ao esperar passar o período eleitoral e as festas de fim de ano para tomar medidas mais drásticas para poupar água.

Alguns dirão que Dilma também não tomou as medidas econômicas que está tomando agora e que são impopulares. Pode-se discutir essa questão. Durante o processo eleitoral, porém, tanto o programa de governo de Dilma quanto seus principais expoentes disseram várias vezes que seria necessário desmontar a política anticíclica que ao longo dos últimos 5 anos impediu que o país sentisse o auge da crise econômica internacional.

Em 2 de outubro de 2014, por exemplo, a três semanas da eleição presidencial em segundo turno, em entrevista ao portal G1, da Globo, o então ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse, com todas as letras, que seria preciso “(…) desmontar a política anticíclica, de expansão de gastos públicos para combater a desaceleração da economia (…)”.

Quem não prestou atenção na campanha de Dilma, paciência. Quem se informou direito sabia que as medidas de austeridade tomadas recentemente viriam, ainda que não tenham sido detalhadas na época, mas que eram imagináveis.

Seja como for, verdadeira ou não, a suposta contradição entre o que Dilma disse na campanha e o que fez após se reeleger foi apontada no Jornal Nacional, entre outros, por membros da oposição. Por que o mesmo Jornal Nacional não chama a oposição a Alckmin para comentar medidas como as que o governo dele acaba de noticiar, em relação à crise hídrica?

Então ficamos assim: o governo Alckmin adiou medidas urgentes por conta das eleições e, com isso, aumentou a dramaticidade do racionamento de água recém-anunciado pelo governo paulista. Os cinco dias sem água por semana poderiam ser três, talvez dois se, em meados do ano passado, o governo paulista tivesse feito o que era preciso.

Aliás, à oposição ao governo paulista caberia, também, dizer na Globo que a crise hídrica em SP é uma crise anunciada há mais de uma década, como mostram matérias da imprensa, à época.

O mais grave em tudo isso é que o amordaçamento da oposição a governos tucanos é regra na Globo. Só fala a oposição a governos petistas, sobretudo ao governo Dilma.

Nesse aspecto, em meados do ano passado o deputado estadual pelo PT de São Paulo Antonio Mentor deu entrevista a este Blog em que relatou a dificuldade da oposição ao governo Alckmin de se fazer ouvir pela mídia, sobretudo pela Globo, por falta de interesse desses veículos no que acontece em SP e, mais do que isso, no que tem a dizer essa oposição.

mentor

 

Dessa forma, como foi possível ver no vídeo acima, o Jornal Nacional – e congêneres – deixa em branco o espaço para que o seu telespectador questione os governantes, já que, sem a crítica que o telejornal permite à oposição ao governo Dilma fazer, o governo tucano de SP acaba blindado.

Contudo, uma coisa é certa: se os paulistas não aprendemos pelo amor quem é que controla a distribuição de água em São Paulo – e, por isso, mais da metade de nós pensa que a responsabilidade é do governo federal –, aprenderemos pela dor durante o longo e penoso racionamento de água que temos pela frente. Cedo ou tarde, os paulistas vão se revoltar.

140 comments

  • E essa rede ou midia toda vai continuar assim, porque o PT ja teve 12 anos para regula-la e não o fez, por isso ou por aquilo, mas nada fez.
    Conversando com gente na rua, grande parte joga no colo federal esse bebe de rosemary.
    Revoltante.

    • É verdade. Deveria ter sido prioritária ao PT as reforma de base desde o primeiro minuto de seu governo, em 2003. Pecou por nem tentar a reforma tributaria, politico-eleitoral, lei da mídia, etc. Mas a bem da verdade quando Dilma tentou diminuir os gastos públicos via redução paulatina da taxa de juros, o PiG unido partiu em defesa dos agiotas promovendo terrorismo midiático da inflação do TOMATE, produto sazonal que pende das condições climáticas. Mexer nos ganhos extorsivo dos 1% a quem o PiG por fazer parte do seleto grupo não podia. Não é permitido pelo PiG.. Passaram então os golpistas a defenderem o de sempre, que o governo para reduzir gastos públicos no enfrentamento da retração mundial da economia – até a China está sofrendo – que cassasse direitos trabalhistas, extinguisse os programas sociais, etc. Atingindo os de sempre, os fracos, os pobres, os três ps. Eles que pagasse a conta.

      • Eduardo,
        Seria tolice ou pelos menos uma enorme ingenuidade bulir com coisas de gente grande e poderosa (tipo baixar os juros dos rentistas) e achar que haveria pouca reação, ou que desistiriam depois de pouco esperneio.
        Acreditar que se pode mudar a vida real com um punhado de decretos, ou apenas acreditando no peso inercial do governo ou ainda torcer para que aliados façam suas maracutaias discretamente, me parece muito pouco para o sonho que foi pregado…
        No meu mundinho do dia a dia (sou um pequeno comerciante e também prestador de serviços) só sinto o enorme desânimo que toma conta de todos meus colegas de caminho.
        A esquerda, com o PT a frente, está pagando por excesso de vontade e falta de profissionalismo?
        Deixa faltar esperança é a pior coisa que pode haver.

  • Edu, durante a campanha, nas ruas, a gente ouvia que a falta de água era “conversa do PT”. Desafio-os agora, babacas, a virem aqui negar a VERDADE que nós lhes oferecíamos para que pudéssemos todos fazer algo enquanto era tempo! Sinceramente, apesar de também sofrer com o problema, não quero mais me preocupar com este povo. E quer saber? Só acredito que vão aprender alguma coisa depois de muuuuito sofrimento, e olhe lá…

    • Dirão que Dilma mentiu e está a adotar a politica de aébrio, que criticava. Os tucanos estamos carecas de sabe sempre foram mestres na arte de mentir. Dão aula a quem se dispuser a ser aluno. E sai sempre impune. Garantido pelo PiG é fácil.

      Eu nunca me enganei que Dilma teria que cortar gastos para enfrentar a crise mundial que atingiu até a China. Uma coisa para mim era certa, a vaca não tossiria nos programas sociais, no bolsa família, e na valoração do salario minimo, que acompanharia o índice inflacionário. O resto ela iria cortar. As regras do seguro desemprego por exemplo não seriam garantia de que iriam permanecer com antes. Bem, ela não mentiu. Pelo menos para quem sabe ler.

      Quanto a Levy, é um falastrão. Fala o que quer. Entretanto quem dá as diretrizes – MANDA – é Dilma. Lula com Meireles aumentado a taxa de juros criticada veementemente pelo vcie José Alencar retirou 40 milhões da extrema pobreza. FHC lançou milhões na extrema pobreza quando quebrou o Brasil tres vezes e promoveu a PRIVATARIA. Então há uma monumental diferença entre as medidas adotadas pelo PT e PSDB, mesmo que pelas circunstancias – crise mundial – sejam medidas neoliberais. Lembremos que agora o Syriza partido de extrema esquerda da Grécia que ganhou as eleições divulgou alinça para governar com um partido de direita grego.

  • É fácil resolver o problema, Sr. Eduardo. Dê espaço no seu blog á oposição ao governo paulista. Garanto que a enorme audiência, a população brasileira ficará bem informada a respeito do que ocorre em São Paulo! Eu só não entendo suas críticas. O Sr. diz que a Globo não é imparcial e reclama, se espanta com a parcialidade da emissora? Acho bom o Sr. procurar um bom psiquiatra, seu caso deve ser de dupla personalidade!

    • Meu blog não é uma concessão pública. E a agressão que me faz expõe sua falta de argumentos. Mas de que outra forma poderia fugir da questão que proponho? Parece criança. Não tem o que dizer, parte pra briga. Pobre diabo

      • Edu, já reparou que os “trolls” que frequentam aqui no blog são divididos em duas categorias: os que carecem de inteligência e os que carecem de honestidade?

        No caso do “impoluto” acima, ele é de uma desonestidade escancarada !!

      • Um rola bosta. Até o diabo merece respeito ao ser comparado com o rola bosta coxinha, que exige aqui no Blog que se dê espaço a Alckmin e oposição para mentir. Não basta o espaço dado aos tucanos para mentirem pelo poderoso PiG que atinge milhões de brasileiros coxinhas como ele.
        Há décadas os tucanos mentem com o beneplácito do PiG e criminosos permanecem impunes de seus inúmeros mal feitos e o rola bosta vem criticar o Blog por exigir a VERDADE.
        Pulitzer alertou para os rolas bostas filhotes do PiG: “Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma”. Se vivo fosse Pultizer se surpreenderia com sua certeira premonição a respeito do PiG e dos rolas bostas coxinhas manipulados pelo PiG.

      • Edu, esses alienados de direita, que vestem a camisa tucana, só entram aqui no seu blog para baixar o nível altíssimo que há aqui. Por que eles não ficam na obscuridade do mundo deles? Aqui eles não acrescentam nada, ao contrário, só baixam o nível.

      • Adoro quando esses caras aparecem por aqui. Mostram-se por inteiro. Nem precisam de comentários, são auto-explicativos. É bem o perfil do eleitor que vota no PSDB em SP há 20 anos. E votará de novo, se sobreviver à falta de água. Alegre, saltitante e xingando os “petralhas”.

      • Não sei quem o benedito que deixou este rapaz não mão, ontem…
        Também não estou muito interessado em saber.
        Mas uma coisa eu sei: Este tipo de agressão, gratuita, grosseira e infantil só parte de quem é mal amado(a)
        Beneditos e beneditas… Acudi os agressores destemperados!

    • Márcio, será que vc frequenta este blog por primeira vez? Se não, será que vc nunca leu declarações de Eduardo afirmando ser simpatizante e eleitor do PT, ainda que não filiado? Pois bem, este blog não esconde a sua preferência política e seus objetivos com respeito aos meios de comunicação. Mesmo assim, este blog costuma ser bem mais objetivo que o JN, que supostamente por ser uma concessão pública, deveria sempre informar a sociedade e isso é feito de forma incorreta, como Eduardo muito bem exemplificou no post.

    • Comentário confuso Seu Mário.

      O Sr. reivindica: “Dê espaço no seu blog á oposição ao governo paulista

      Mas é exatamente isso que o texto reclama que o JN não faz.
      Quem mais tem espaço aqui é a oposição ao governo paulista.
      Inclusive o próprio texto é de oposição ao governo paulista.
      Por outro lado, se o Sr. quis dizer que o blogueiro exige do JN o que ele blogueiro não faz, ou seja, dar voz às idéias discordantes, também equivoca-se. Basta ver os inúmeros longuíssimos espaços diários que o Romanelli tem no blog.

    • Este bosta,é aquele coxinha burro cego,nunca irá se curvar,é os viúvos do FHC,o que afundou o PAÍS,por três vezes,este não tem solução,vai ser o eterno coxinha burro,do PSDB,o partido + ficha suja do BRASIL.

    • Só pode ser paulista. A água do volume morto já subiu à cabeça desse pobre diabo. Pelamor …

      “O BRASIL PARA TODOS não passa na REDE GLOBO DE SONEGAÇÂO & GOLPES – O que passa na REDE GLOBO DE SONEGAÇÃO & GOLPES é um braZil-Zil-Zil para TOLOS”

  • Peço licença caro Eduardo Guimarães para tratar de outra questão ao divulgar que uma iniciativa de ativistas demonstra a preocupação com a ameaça do Eduardo Cunha como presidente da câmara. Vamos reforçar a campanha enviando e-mails para os deputados federais não apoiarem nem tampouco votarem no deputado reacionário do PMDB.

    Ativistas fazem campanha contra Eduardo Cunha na presidência da Câmara
    No histórico de processos levantados contra o deputado, há denúncias de falsificação de documentos, sonegação fiscal, improbidade administrativa e abuso de poder econômico
    Por Maíra Streit
    O período que antecede o dia 1º de fevereiro tem sido tenso para quem acompanha a rotina do Congresso Nacional. Isso porque a data marcará a eleição do novo presidente da Câmara. Entre os quatro candidatos, desponta um velho conhecido no meio político: o deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ).
    Em alerta com a possibilidade de ter o peemedebista no comando da Casa, um grupo de ativistas lançou uma campanha com a intenção de traçar o histórico de polêmicas envolvendo o parlamentar e, assim, conscientizar a população sobre os riscos de tê-lo como vencedor no pleito do próximo domingo.
    “Como podem ver, o deputado Eduardo Cunha é dono de uma trajetória repleta de alianças escusas, pular de partido em partido, doações milionárias em campanhas eleitorais, proximidade com suspeitos de milícia, processos no Supremo Tribunal Federal, Tribunal Regional Federal e Ministério Público”, afirma o texto que anuncia a campanha nas redes sociais. “Sua eleição para a presidência da Câmara dos Deputados seria uma verdadeira tragédia para o parlamento e para o cidadão brasileiro, que estaria diante de uma leva enorme de retrocessos e supressão de direitos”.
    A publicação lembra ainda as alianças de Eduardo Cunha com o ex-presidente e atual senador Fernando Collor (PTB-AL) e o também deputado Anthony Garotinho (PR-RJ), além de ter se tornado uma referência para a bancada evangélica e a bancada ruralista no Congresso Nacional. São citados também os processos que têm o parlamentar como réu, com acusações de falsificação de documentos, sonegação fiscal, improbidade administrativa, captação ilícita de sufrágio e abuso de poder econômico, entre outras.
    Os projetos apresentados por Cunha na Câmara costumam ter um viés ultraconservador, como o que prevê a criação do Dia do Orgulho Heterossexual e a previsão de pena de 6 a 10 anos de prisão para médicos que realizarem um procedimento de aborto. Em algumas de suas declarações recentes, o deputado do PMDB afirmou ser contra a regulação econômica dos meios de comunicação, com a clássica frase: “Regulamentação de mídia jamais. Eu colocaria na gaveta”.
    Por outro lado, o financiamento privado de campanhas é defendido com mais entusiasmo. Não à toa, o parlamentar é apontado como autor de uma das campanhas mais caras das últimas eleições, com a quantia declarada de R$ 6,8 milhões – embora rumores afirmem que o valor possa chegar a R$ 9 milhões. Algumas das maiores empresas do país foram responsáveis pelo apoio dado a Cunha, tais como Vale, AmBev, Bradesco, Santander, Safra e Shopping Iguatemi.
    No início do mês, mais uma polêmica trouxe aos holofotes a figura do deputado, quando seu nome foi citado em depoimento dado pelo policial Jayme Alves de Oliveira Filho, o Careca, um dos funcionários do doleiro Alberto Youssef. Durante as investigações da operação Lava Jato, da Polícia Federal, que investiga um suposto esquema de corrupção na Petrobras, Careca afirmou que Cunha seria um dos políticos que receberam dinheiro proveniente de desvio de recursos da estatal.

  • O que esperar do JN Eduardo? Sabemos que é o grande poder que sustenta a oposição. Sem o apoio da mídia ou com uma mídia minimamente equilibrada que revelasse as ações e resultados positivos do governo federal, a oposição seria arrasada eleitoralmente. No episódio de São Paulo, o mais grave não é o fato de esconder a crise durante as eleições. Nenhum candidato irá expor coisas negativas do seu governo num período eleitoral. O mais grave que tal crise revela a falência do mito de grandes gestores do tucanos. Como ser grande gestor sem uma perspectiva estratégica de médio e longo prazos? O problema estava anunciado há anos.. e nada foi feito! Isto sim é o grande fracasso do grupo que a própria mídia coloca como exemplo de gestores públicos!

  • O perigo, Edu, é essa revolta voltar-se apenas e tão somente contra o governo federal, pois está parecendo que a mídia está conseguindo colocar na cabeça do paulistano que está pior a “crise” energética do que a CRISE HÍDRICA, levando as pessoas a ter mais ódio do que já possui contra o PT e isso formar-se um caldo para motivar um pedido de impeachment a presidenta Dilma. não é de hoje que toda a grande mídia e ultimamente uma parte da blogosfera, por conta dos ajuste econômicos feitos pelo Ministro Levy, criticando cada vez mais o governo Dilma e especialmente o inicio do segundo mandato, eu particularmente não gostei muito destas medidas econômicas, mas em comparação ao que o Aécio faria como presidente, temos é que soltar foguetes de alegria, afinal sabemos de cor o que o P$DB faria nos primeiros dias de governo, só pra exemplicar: gasolina do aécio, aumentaria em no mínimo 50% enquanto gasolina Dilma foi quanto mesmo? 3%, não é mesmo, sendo que após um aumento de 50%, Aécio aumentaria a gasolina mensalmente para equiparar os preços internos aos preços internacionais. então voltando a questão da mídia e a crise hídrica do Alckmin é normal a Globo defender os tucanos, afinal estão os dois de rabo preso, um encobrindo o podre do outro, ou se melhor quiser, um defendendo a propina que cada um dos dois sempre receberam das corrupções tucanas da privataria, banestado, lavajato, etc..

  • Caro Edu, parece-me que os apoiadores de Dilma também não deram sentido ao que Mantega falou sobre as políticas anticíclicas, estão descendo o cacete na Dilma e no Levy. Assim estão se comportando, de um modo geral, a blogosfera progressista, a última edição de Carta Capital é devastadora e chega a cogitar que a Presidenta tenha capitulado…Nino Carta, no editorial arrebenta com tudo. Bem, o Nino também havia endossado que passaríamos vergonha na Copa, que os turistas iriam sofrer nos aeroportos e deu com os burros n’água…Sobre a eletricidade, a mesma Carta Capital fala endossa a história de crise de energia, o Kotscho também segue pelo mesmo caminho e conclama que apaguemos as luzes desde já. Sei lá, parece que estamos no governo Jango no segundo semestre de 1963, logo será março de 1964.

    • O Mino tá “chateado” porque a Dilma não foi no evento anual de empresários que ele patrocina. É lamentável, mas não justifica a revolta que ele patrocina contra Dilma e o PT. Outro que parece criança birrenta e, em outro blog, o conversa afiada, fui defender o governo que, apesar de tudo, prefiro o PT a qualquer outro do Brasil e quase apanhei. A esquerda e seus simpatizantes tem que aprender a trabalhar economia, investimentos, senão complica. Os caras empinam a carroça e descem a lenha? Fogo “amigo”? É exatamente disso que NÃO precisamos. Já basta o resto metendo o pau.

      • Já vejo o Marco Antonio Villa lançando um livro com o título “PT: Duas Décadas Perdidas” tendo ao seu dispor uma avalanche de argumentos, vai ser tragicômico o língua de aluguel tucano citar a favor das suas falácias intelectuais Mino e a Carta Capital, os blogueiros progressistas como Nassif, PHA etc., e com certeza um número razoável de petistas e simpatizantes deste como o economista Belluzzo. Poi é, fico me perguntando que jogo esses caras estão jogando? Confesso que me falta perna pra acompanhar. Pelo conversa deles, de repente a Dilma tornou-se neoliberal e afastou-se de uma solução verdadeira (como se houvesse uma) para a – sempre ela – economia nacional.

  • Eduardo. Segundo colegas meus da área ambiental, o governo de SP tem evitado decretar o racionamento, embora o faça na prática, para não gerar um fato jurídico que justifique o impedimento do governador.

    Racionamento de energia e de água são coisas completamente diferentes. Segundo a Política Nacional de Recursos Hídricos, Lei Federal 9.433/97, Artigo 1º:

    “III – em situações de escassez, o uso prioritário dos recursos hídricos é o consumo humano e a dessedentação de animais”

    Significa que, em caso “racionamento” ou rodízio”, o governo deverá priorizar o abastecimento das pessoas físicas. Os grandes consumidores, como a indústria e a agricultura, por meio de outorgas, podem ter o abastecimento proibido em favor das pessoas e depois aos animais.

    Ou seja, se o governo decretar o racionamento em SP e, por hipótese, for um governo cumpridor da lei, a economia para. Por isso, o governador enrola tanto e nunca diz claramente: “estamos racionando água”.

  • Tenho dúvidas se os paulistas e os paulistanos vão se revoltar contra a péssima “jestão de xoque” do Picolé de Chuchu.

    Mas se houver tal revolta, espero que as famiglias do PIG também entrem na roda.

    Paulistanos e paulistas, o Picolé de Chuchu disse que não haveria racionamento e nem rodízio de água. E agora, o que vocês, que elegeram o sinistro Picolé de Chuchu, vão fazer?

  • o maior estelionato eleitoral que São Paulo(e por tabela o Brasil)viu! culpa desse PIG IRRESPONSAVEL e insano que queria derrubar a Dilma de qualquer jeito e olhe o resultado. cedo ou tarde os Paulistas irão se revoltar.espero que pelo PIG depois o governo de São Paulo!

  • Rio de Janeiro, 27 de janeiro de 2015

    ONU: Direção

    PROJETO: A FLOR DA PAZ

    Prezados senhores (as) infelizmente muitas crianças, estão sofrendo com a guerra na Síria. Pensando numa maneira de tentar ajudar e amenizar o sofrimento dessas crianças, vou sugerir um projeto, para tentar levantar fundos: A FLOR DA PAZ, onde as pessoas do mundo inteiro comprariam uma flor especial e uma parte da renda iria para ONU ajudar comprar mantimentos, pois muitas crianças infelizmente não tem quase nada, pelo que sei, muitas estão passando fome. Tenho certeza, que as pessoas de bom coração, vão participar desse lindo dia internacional de ajuda humanitária, se cada um fizer um pouquinho, e ser menos egoísta e injusto, esse mundo será muito melhor, para todo mundo, pois fazer o bem, faz bem.

    Atenciosamente:
    Cláudio José, um amigo do povo e da paz.

  • Brasil mandou energia elétrica para a Argentina na 2a feira

    Alguém ouviu esta notícia no Jornal Nacional?

    O Brasil enviou 200 megawatts (MW) para a Argentina na tarde da segunda-feira, por solicitação do operador do sistema elétrico argentino, a Cammesa, informou o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) nesta terça-feira.

    Segundo o ONS, o intercâmbio de energia do Brasil para a Argentina, de cerca de 17 MW médios, ocorreu das 15h05 às 17h14 em função da redução não programada da disponibilidade de geração naquele país.

    O intercâmbio ocorreu em um dia em que o total de carga de energia no sistema elétrico interligado brasileiro ficou abaixo do esperado, a 69.772 MW médios.

    Na semana passada, a Argentina enviou energia para o Brasil por dois dias seguidos, para reforçar o fornecimento do sistema elétrico brasileiro.

    O ONS e a Compania Administradora del Mercado Mayorista Eletrico (Cammesa) da Argentina assinaram em 1 de janeiro de 2006 um acordo que permite, em situações especiais, troca de energia entre os países, a ser compensada em função de acerto direto entre os dois operadores.

    Além da Argentina, o Brasil dispõe de interligações de seu sistema elétrico com Uruguai e Paraguai. O intercâmbio ocorre nas situações em que há folga de recursos energéticos e de geração em um país e necessidade em outro, ou para atender a

  • Caro Eduardo Guimarães, boa noite.

    Eu duvido muito que os paulistas aprendam pela dor o que é um (des)governo do PSDB. Essa falta d’água será a maior prova daquilo que Orwell já demonstrava no seu romance “1984”: o poder da manipulação da informação. Os paulistas vão sofrer com a falta d’água e, mesmo assim, vão continuar a odiar o PT (portanto, em alguma medida aprovando o PSDB, que é a sua oposição). O poder “zumbificador” da mídia é tão grande que, mesmo com o caos e o sofrimento causado pela falta do bem mais precioso à existência humana, a ordem “odiar o PT” ainda estará ressoando fundo nas sus mentes e ela jogará uma nuvem (como tem jogado) em todo o resto do seu discernimento.

    É um tanto penoso dizer essas coisas, porque eu mesmo sou paulista e gostaria de acreditar que o meu Estado e a minha cidade (também sou paulistano) não fossem assim. Gosto de pensar a minha cidade como uma que recebeu muitos imigrantes e que consegue, de alguma maneira, ser um tanto democrática. Gosto de andar pelo centro velho de São Paulo e ver aquela mistura de pessoas, de tribos, de classes sociais. Mas a realidade não é essa.

    Enquanto tivermos uma imprensa que age como partido político no Brasil, sem contraponto, sem diversidade de opiniões, sem discussões, sem aprofundar debates, sem informação de qualidade, todo o resto fica muito, muito difícil.

    Saudações e boa sorte a todos nós.

  • A data está incorreta no trecho seguinte. Em 2 de janeiro de 2014, por exemplo, a três semanas da eleição presidencial em segundo turno, em entrevista ao portal G1, da Globo, o então ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse, com todas as letras, que seria preciso “(…) desmontar a política anticíclica, de expansão de gastos públicos para combater a desaceleração da economia (…)”.

  • Caro Eduardo,

    Acho que não vai gostar do meu comentário, mas vou fazê-lo assim mesmo. Desde a época de Getúlio que a mídia sempre trabalhou para prejudicar os interesses do Brasil e manter os privilégios dos mais abastados. Só os governos do PT, acharam que com eles seriam diferentes. A Dilma chegou a dizer que o único controle da mídia seria o controle remoto. Hoje, estou me colocando, não como ex-petista, mas como petista raivoso. Se era necessário fazer um ajuste fiscal para o país voltar a crescer, porque uma presidenta petista faz um ajuste justamente em cima daqueles que sempre foram excluídos da sociedade. Por exemplo, na constituição prevê o imposto sobre grandes fortunas, só falta regulamentar. só com esse imposto se arrecadaria mais do que com o saco de maldades com os menos favorecidos; No Brasil o imposto sobre herança é de 4%, enquanto há países que chega a 40%. A tabela de imposto de renda é ridícula, todos sabemos que quem mais paga são os trabalhadores de classe média, enquanto os integrantes da classe A, paga muito menos que os trabalhadores das classes menos abastadas. Sobre a regulação da mídia, sou capaz de apostar que o governo não vai fazer nada, vai continuar mais quatro anos apanhando e ainda financiando esses grupos para tentar demonizar o governo e o PT. Se eu tivesse votado no Aético Never ou na Blá-blarina, teria a certeza de que estas e outras medidas até piores seriam tomadas, mas no caso de ter votado na Dilma, minha decepção é muito grande.
    Assinado:
    Um petista-raivoso.

  • É hora de Haddad coordenar a luta contra a falta de água
    qua, 28/01/2015 – 06:00
    Atualizado em 28/01/2015 – 07:11
    Luis Nassif

    É hora do prefeito de São Paulo Fernando Haddad assumir a articulação das ações dos 35 municípios que compõe a região metropolitana para enfrentar a falta d’água.

    Há um enorme desafio pela frente, de mobilização da opinião pública, de articulação de um plano de contingência contemplando todos os setores, uma verdadeira economia de guerra.

    O comando deveria ser do governador Geraldo Alckmin. Mas ele se enredou em um escapismo doentio. Criou uma miragem – a de que ad chuvas viriam para salvá-lo, que o racionamento jamais seria necessário – e não consegue se livrar. Segundo o vice-governador Márcio França comentou nas comemorações do aniversário da cidade, Alckmin estaria até somatizando os problemas atuais.

    Há mais de um ano deveria ter sido iniciada a mobilização e nada foi feito.

    E não se trata de um trabalho meramente técnico. Mais do que nunca há a necessidade do mandatário se apresentar. Ele tem o mandato popular para falar com todas as forças do estado ou município.

    ***

    Alckmin decididamente abdicou dessa responsabilidade. Hoje haverá reunião do prefeito de São Paulo Fernando Haddad com os 35 prefeitos da macrorregião.

    Haddad é cheio de dedos para não avançar além de suas atribuições. Mas não poderá fugir da responsabilidade de ocupar o vácuo deixado por Alckmin. Há um ano tenta-se em vão chamar o governo do Estado para reuniões com os 35 municípios. Durante todo o ano passado houve um boicote intencional a qualquer tentativa de se mover para enfrentar a crise.

    ***

    O primeiro ponto no plano de contingência é recriar os fóruns de participação e convocar todos os setores relevantes: rede hospitalar, associações empresariais, ONGs, movimentos populares.

    Os municípios precisam exigir o restabelecimento dos Comitês de Bacia, esvaziados na gestão Alckmin e que são os locais, por excelência, para as discussões gerais sobre a água.

    Esses conselhos deliberarão sobre o plano de contingência que deverá, inicialmente, mapear as áreas mais críticas: hospitais, maternidades, áreas da periferia sujeitas a doenças.

    Além disso, deverão convocar a Sabesp para explicitar as medidas que tomará e analisá-las detidamente já que a empresa não se mostrou à altura de suas responsabilidades para com a população.

    Em 2004, a Sabesp não cumpriu nenhum dos compromissos, por ocasião da renovação da outorga da Cantareira, e nada aconteceu. Não houve uma punição sequer. Nem as prefeituras, nem a ANA, nem o Ministério Público se moveram para obrigá-la a cumprir cm sua obrigação.

    ***

    Haverá a necessidade de definir metas factíveis de consumo de água, negociadas com a população e ensinar a população a economizar. Não basta falar em economizar: precisa orientar sobre o como.

    Além da divulgação permanente das metas, os municípios precisam valer sua influência, como cedentes da concessão municipal, e envolver a Sabesp em um programa que puna quem gastar mais do que no mês anterior e premie quem economizar.

    ***

    Tem que se conseguir um regime especial para contratações e investimentos que permita acelerar os novos investimentos. E também o direito de coibir radicalmente qualquer atividade que usa a mangueira de água. Lavadoras de carro que não usem o método a seco precisam ser liminarmente fechadas.

    ***

    No caso das indústrias, há que se ter um levantamento e um planejamento de suas necessidades. E reivindicar junto ao governo federal estímulos para as empresas que ajudem a indústria a investir em água de reuso.

    Ensina a economizar

    Não adianta pedir para a população fazer economia. Tem que ensiná-la a economizar. Junto com a população, as autoridades têm que se definir metas claras, a serem perseguidas por toda a população. Para atingir as metas, tem que se proibir imediatamente qualquer tipo de utilização de mangueira de água. Postos de lavagem de carro que não lavem a seco têm que ser fechados.
    O prêmio e o castigo tarifário

    Tem que haver aumento tarifário inversamente proporcional ao nível dos reservatórios. Paralelamente, punição para quem consumir mais do que no mês anterior e premiação para quem economizar.
    Mudança do foco da Sabesp

    Depois que foi privatizada e abriu capital, a Sabesp passou a ter foco exclusivamente para os investidores, deixando de lado os consumidores. Jamais conduziu campanhas de racionalização da água para não prejudicar seus resultados financeirios. Têm que ser enquadrada.
    Agências reguladoras

    Em 2004, a Sabesp não cumpriu nenhum dos compromissos, por ocasião da renovação da outorga da Cantareira, e nada aconteceu. Não houve uma punição sequer. Nem as prefeituras, nem a ANA, nem o Ministério Público se moveram para obrigá-la a cumprir cm sua obrigação.
    A produção industrial

    Há uma série de setores industriais que irão sofrer cortes. Tem que haver um planejamento para minimizar as perdas.
    Papel dos municípios

    O governo paulista esvaziou deliberadamente os Comitês de Bacia, principal palco de articulação dos municípios e movimentos sociais. O espaço precisa ser retomado e haver uma ação coordenada com os prefeitos, para definir os planos de contingência. Esses planos devem ser articulados em três níveis – especialmente nos níveis estado e municípios, tudo às claras com consenso da sociedade.

    OBS: a doença do Alckmin é hidrofobia. Ele não quer nem ouvir falar em água.

  • ” Em 2 de janeiro de 2014, por exemplo, a três semanas da eleição presidencial em segundo turno”

    A data está incorreta.

    O Rei do Apagão e o Rei da Seca são os heróis do PIG.

    Até quando teremos que suportar tanto cinismo e hipocrisia?

  • Prezado Eduardo:

    Vamos por parte para explicar melhor.

    1. “Seja como for, verdadeira ou não, a suposta contradição entre o que Dilma disse na campanha e o que fez após se reeleger foi apontada no Jornal Nacional, entre outros, por membros da oposição. Por que o mesmo Jornal Nacional não chama a oposição a Alckmin para comentar medidas como as que o governo dele acaba de noticiar, em relação à crise hídrica?”

    Na visão do PIG quando a oposição critica o governo do PT, a oposição “está apresentando soluções para os problemas do pais”. Eu mesmo não vejo apresentação de soluções e sim, puro e simplesmente críticas visando desgastar o governo Dilma perante a população e assim ir minando o apoio das classes populares ao PT. No entanto, a rede Globo não permite que a oposição apresente suas propostas porque isso sim, segundo a Globo, é uma crítica sem sentido ao governador Alckmin.

    2. “Contudo, uma coisa é certa: se os paulistas não aprendemos pelo amor quem é que controla a distribuição de água em São Paulo – e, por isso, mais da metade de nós pensa que a responsabilidade é do governo federal –, aprenderemos pela dor durante o longo e penoso racionamento de água que temos pela frente. Cedo ou tarde, os paulistas vão se revoltar.”

    Há uma frase do filósofo Confúcio que diz:

    “ por três caminhos se chega à virtude: Pela imitação que é a mais simples, pela reflexão que é a mais nobre e pela experiência que é a mais amarga”.

    Quando chegar a estação de chuvas e os reservatórios estiverem cheios e esse momento de tristeza e de desespero tiver passado, espero que os paulistas e principalmente os eleitores de Alckmin e do PSDB contemplem serenamente os seus dias de aflição e reflitam com honestidade quem os conduziu a essa situação de desespero.

  • desculpe, é tudo farinha ..eu já dizia

    chego até a ter dó..

    dó ..pq realmente deve dar um trabalhado danado ficar tentando esconder os fatos, desafiar a lógica ..ficar defendendo qq um dos lados ..que ginástica ?!

    ..mas é sempre assim ..NÃO há maturidade, neutralidade ..defende-se, mesmo sem razão, só com a paixão, pq é amigo, colega, vizinho, parente, conhecido do conhecido, patrocinador, evangélico, CORINTHIANO, enfim

    Talvez por isso que eu proteste por tantas bandas, falta COERÊNCIA, pra dizer dum mínimo ..desafia-se a inteligência, ofende-se a realidade.

    Aliás, vai ver por isso que no Rio Grande do Sul houve um festival de distribuição de medalhas recentes, pra ao menos afagar tanto defensor (ou parente) aloprado, né ?

    em tempo..

    Pelos números da temperatura ..de umidade ..de precipitação havidos entre 2013-15 (até aqui) ..continuo afirmando que tanto os reservatórios pra água de beber e produzir, como para energia, foram afetados por uma seca descomunal, acompanhada de calor, aumento de consumo e evaporação..

    ..continuo dizendo que AMBAS as correntes (Federal e EstaduaiS – SP, MG e RJ) não quiseram antecipar o CAOS, mas confiar nas probabilidades climatológicas ,e em S.Pedro (coisa que penso que a imensa maioria daqui tb optaria por isso)

    ..digo que SP, ao contrário do RJ e MG que esperaram seus reservatórios ZERAREM, digo que SP discute o tema – e incentivou a economia – desde quando seus mananciais ainda estavam no volume “vivo” ..e SEM rodeios, ou entre linhas como as falas do tal Ministro lembradas pelo missivista.

    ..aliás, a situação da água pra energia só não é mais CAÓTICA, pq a ela se buscou exagerar no uso de alternativas “transitórias e emergenciais”, MEIA BOCA, MESMO QUE caras, ineficientes, poluidoras (e não duvidem, o BRASIL paga e pagará MUITO dessa conta)

    ..politica que esta mitigando a INCOMPETÊNCIA pelos atrasos nas obras das usinas e nos rombos e desvios de orçamento, com BAIXO crescimento, com esfriamento das atividades, com contenção do crédito e aperto monetário, com TARIFAÇO inclusive

    qual seja, se um lado é a imagem, o outro é o reflexo

    Já pra água de beber e produzir não dá, ou se tem, ou não.

    Agora só faltava essa, numa republica democrática, exigir que a população PINCE frases dum ministro INCOMPETENTE e complicado, dado num momento perdido no tempo e espaço, pra tentar explicar o presente ..faz favor

    ..aliás, quem nos meteu nesta CRISE econômica DANTESCA por insistir em represar o cambio, os combustíveis, as tarifas, ou estimular o crédito e TORRA DE poupança, o consumo fugaz, o comprometimento de renda das famílias com juros aviltantes, pra comprarem bens da China, viajarem como loucos, ou se motorizarem ANTES mesmo de terem garagem ? ..quem com seus artifícios desarranjou inúmeros setores ? ..por acaso foi THC que tb vivia dizendo que a culpa não era dele mas sim do estrangeiro ?

    nota 1 – e pra quem SEQUER conhece este Estado (e fala de ouvir falar ou se informa por fontes VICIADAS e tendenciosas, gente que não sente ou esta atenta aos problemas deste MEGA Estado/cidade), reitero que pra mim, mais importante que remendar, seria termos tratado desde gargalo com seriedade

    ..e Governadores de SP como Fleury, Serra, Covas e ALCKIMIN (alckimin, alckimin, alckimin, alckimin ..leu agora Pierri ?) são sim os principais responsáveis por não terem despoluído o TIETE, Pinheiros e Billings a tempo, ações que se tomadas, estariam nos ajudando uma barbaridade agora, ações que FAZEM parte da solução deste enrosco. (e claro, com eles a sociedade que não soube cobrar, os invasores de mananciais, os empresários e a elite sem visão que se aproveitaram, os líderes de “projetos sociais BANDIDOS” e partidos “operários” que tb NUNCA se posicionaram sobre o tema, e que hoje ficam dando uma de visionários querendo empurrar a culpa pro outro lado)

    Agora, convenhamos, o que eu não posso, e nem sei fazer, é forçar uma barra só pra tirar uma CASQUINHA desta tragédia toda né.

    ..e olha, como venho dizendo, não me surpreenderá se a REGIÃO SUDESTE tiver que recorrer ao Paraná e/ou MS (senão até a MT e TO) pra conseguir repor estes reservatórios todos afetados pelas operações tocadas pela SABESP/CEDAE/COPASA/ANA/ONS etc etc etc..

    ..afinal, o descaso com o tema é tão grande, e de ordem NACIONAL, que mesmo agora, em meados de 2014 o PR vertia água pelo Rio Iguaçu em VOLUME RECORDE sem que ninguém pensasse em nada enquanto estados vizinhos secavam (qual seja, dá até pra se remediar com obras de transposição já em 2015/16, se souberem agir ..o que eu duvido) ..água que foi direto pros mares, sem por aqui ter sido aproveitada em nada, nadica de nada.

    http://g1.globo.com/pr/oeste-sudoeste/noticia/2014/08/vazao-das-cataratas-do-iguacu-esta-quase-um-terco-abaixo-do-normal.html

    • já que o missivista fala em FRASE perdida de Mantega dada em 2014 ..eu, com facilidade, coletei esta MANCHETE falando dos problemas em SP, uma que cogitava o rodízio (em abr/14)

      http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2014/04/sabesp-cogita-fazer-rodizio-de-agua-em-sao-paulo-ainda-em-2014.html

      em tempo ..a manchete da matéria que trazia “a criptografia de GUIDO” ostentava “Mantega diz que política econômica segue, mesmo SEM ELE em 2o mandato”

      tudo de uma obviedade que até Robin ou Watson poderiam ter pescado, não ?

      e aí Eduguim, pq você não nos avisou antes, hein ?

        • Durante a campanha eleitoral, quando Dilma falou dos ajustes econômicos puxado para o lado da austeridade, eu pensei exatamente em medidas tais quais ela está tomando agora. Só que eu já sabia que estas medidas não seriam as mesmas que o arrocho e a bláblá tomariam. Com arrocho e a bláblá teríamos corte nos programas sociais, juros estratosféricos, privatarias, fim dos bancos estatais, fim do PAC, arrocho salarial e desemprego, voltar a pedir empréstimo ao FMI e outros bancos mundiais, etc. E o pior de tudo isto, eles ainda dariam um jeito de por toda a culpa no PT pelas mazelas que eles mesmos iriam gerar, com a ajuda do PIG, claro.

          • Perfeito Sávio, isso mesmo que ocorreria e diria mais, o Aécio já sabedor que de um modo ou outro haveria revolta nas ruas, certamente ele colocaria o exército nas ruas para impedir estas revoltas e ainda com ajuda do PIG, especialmente a Globo, a noticia do “choque de jestão aético” seria dado como se fosse um presente mas ao mesmo tempo o mesmo noticiário não mostraria as revoltas do povo, não de imediato, deixaria passar uns dias e ai apresentaria a mesma revolta como tentativa de golpe de estado perpetrado pelos “terroristas petralhas”. No caso dito acima, certamente viveríamos uma ditadura Aecista, caso o mesmo ganhassem as eleições de Outubro de 2014 último.

    • Seca existe, problema semelhante foi detectado em 2004.

      Um pequeno dado que ninguém comenta:

      População de SP em 2004: 10.679.760
      População de SP em 2014: 11.895.893

      População de Campinas em 2004: 1.031.887
      População de Campinas em 2014: 1.098.630

      Melhorias/incrementos nos sistemas de abastecimento de 2004 a 2014: NENHUMA.

      Mais de 1 milhão de consumidores a mais (considerando apenas as duas principais cidades atendidas) e nenhum aumento de oferta de água.

      Não precisa ser gênio para deduzir que, mesmo sem seca, cedo ou tarde o problema surgiria. Dependia apenas dos órgãos responsáveis a prevenção dessa situação, mas nada foi feito.

      Sobre a mídia: a nevasca nos EUA é mais importante que a falta de água em SP. Mas eu entendo o lado deles, é pra informar os futuros exilados da água a irem para Miami ao invés de NY!

      O jeito é pedir aos acionistas da SABESP que operam na NYSE que ensaquem a neve de NY e mandem pra cá… Aliás, ações da SABESP estão em queda vertiginosa, mas não vejo ninguém comentando.

    • Depois de ler um liberotário acusar os outros de brigar com a lógica, ler o resto da ladainha até perde a graça.

      É, a lógica do Rocamboli, como a de todos os libertários, não apenas é diferente da que rege o universo, mas é relativa. É lógico se concorda com os dogmas, e ilógico se não.

      Patético.

      E a defesa do Alckmin continua. Uma tentativa patética de justificá-lo e depois distribuir sua culpa pra quem nada tem a ver com a história.

      É um racionamento da responsabilidade, fazendo com quem mais deva, pague menos.

      Típico…

    • “Vovó” Bananelli está mais preocupado em quando o lobo mau vai papá-lo. De resto, como um típico tucano, sempre acusa os outros pelos erros e desmandos dos tucanos.

  • Prezado Eduardo, sei da difícil tarefa diária de nos manter informados mas humildemente peço que revejas os sites que indicas. Alguns não mais existem, outros se bandearam para o leste, um principalmente cujo nome começa com K e termina com O.
    Grande abraço!

  • A versão TUCANA do não vai ter Copa é “não vai ter água”. A diferença é que a versão tucana é digna de toda credibilidade. Pelo menos uma vezinha, né?.

    Notícias de São Paulo dão conta de que o governador Geraldo Alckmin estaria com hidrofobia: ele não quer ouvir falar em água de maneira nenhuma. É compreensível.

    Empurraram a bruxa na fogueira e ela gritava “água, meu netinho”, ao que os garotos respondiam, “azeite senhora velha”. Eu não estou desejando que isto aconteça com o Alckmin de maneira nenhuma.

    Agora, uma história que não é gozação: um paulista, descendente de alemão, esteve viajando comigo pelo Nordeste e ficou indignado com a quantidade de cisternas construídas pelo governo Lula/Dilma para mitigar a sede da população, principalmente a da zona rural, em épocas de estiagem. As cisternas acumulam as águas das chuvas que caem nos telhados das casas, a partir da terceira chuva para que os telhados sejam inicialmente lavados.

    Pregado em cada casa com cisterna havia um cartão de instrução que ensinava os moradores como proceder para ter acesso a uma água limpa, potável, saudável. Me lembro de um dos conselhos, talvez o mais importante: adicionar um certo volume de água sanitária (hipoclorito de sódio) na cisterna para eliminar as bactérias e outros micro organismos nocivos à saúde humana.

    O hipoclorito de sódio (água sanitária) é utilizado como desinfetante, sendo também utilizado para purificar a água para uso e consumo humano. É usado frequentemente em caixas d’água e a cisterna é de fato uma grande caixa d’água.

    O paulista alemão era de um reacionarismo primário e a ceerta altura exclamou: “isso é um absurdo! Essas caixas d’água não servem para nada. É o dinheiro dos nossos impostos jogados no lixo”

    Ontem eu fiquei pensando se o bairro onde o paulista alemão mora em São Paulo está faltando água. E fiquei pensando se o paulista alemão ainda odeia tanto as caixas d’água.

    • Marinalva

      Outro dia vi uma reportagem no Globo Rural ..falava da região da Canastra ..fazia chamadas pra matéria que viria, uma que iria mostrar como o POVO da Canastra, que dizimou a população do Lobo Guará local, estava fazendo pra ajudar a repovoar a região..

      a matéria chegou ..mostrava um casal de rurículas pra lá de analfabetos que receberam verba dos EUA e de OBAMA pra, veja vc, construírem simples galinheiros ..ajuda dos EUA

      A matéria valorizava o feito “redentor” ..dizia que agora eles aprenderam que era bom ter um galinheiro cercado, com telhado de amianto, pra evitar a entrada do LOBO malvado ..ensinava como fazer o cercado

      Fiquei aguardando a tal ajuda que o povo estaria dando pro LOBO ..ela não veio ..sequer dizia que o povo, agora com galinhas pra comercializar, que eles estariam, hipoteticamente, dando um pouco pra fauna nativa ..nada ..a ajuda se resumia a evitar o confronto, nada mais ..e o lobo que se virasse com as lobeiras – planta nativa – que sobraram (depois do desmatamento, claro)

      Noutro dia li uma matéria que dizia que 300 cisternas no TO pegaram fogo num depósito.

      http://g1.globo.com/to/tocantins/noticia/2014/05/cerca-de-300-cisternas-do-tocantins-sem-sede-pegam-fogo-em-taguatinga.html

      há décadas vejo o povo pedir ajuda pros governos pra construírem foças, cisternas de cimento.

      Noutro dia falava com um sitiante que perdeu todo o tomate pq não teve como transportar e a oferta estava jugando os preços pra baixo ..indaguei-lhe do pq não fazia molho com os vizinhos, ou os secava (estava dentro de suas possibilidades), ele preferiu se esquivar e culpar o governo

      Olha, vou dizer, quando se chega a um pontoo em que o povo precisa esperar pelo Estado pra tudo – com o pra economizar e não poluir a água – ou até de ajuda externa, do OBAMA, pra construir uma PORCARIA dum galinheiro, ou mesmo pra guardar água de chuva, pra fazer uma compota de frutas, plantar uma árvore, fazer um molho ..sei lá, mas acho que a coisa é braba, viu ?

      eu ainda continuo achando que tudo faz parte da cultura do assistencialismo que nunca atacamos (muitos foram lutar no Paraguai pq tinham a promessa de casa quando voltassem) ..da nossa preguiça tropicana ..da cultura da elite que afaga pra ESCRAVIZAR, domesticar

      enfim ..penso que mesmo com a chegada do “progressismo” no poder, confesso, pensei que tudo isso poderia ter tido um fim ..ter um fim com educação, informação, com CRITICA e chamada à responsabilidade pelas paternidades ainda irresponsáveis

      ..e doutro lado ainda vejo BILHÕES e BILHÕES sendo desperdiçados

      em tempo – Gilberto Carvalho disse que os assentamentos feitos desde LULA 1o viraram FAVELAS ..DILMA falou recentemente que não estava gostando da qualidade dos conjuntos habitacionais que vinham até sem muro, nem acabamento (tratou-os como favelinhas) ..LULA, criticando o Minha Casa que estava entregando de apto 50 m2 por R$ 90 mil, disse que ele daria pra cooperativas fazerem por R$ 60 mil, e EU te digo que em escala sai por R$ 30 mil ..agora, NÃO vi ninguém ser chamado na chincha

      o BF já abraça 1 em cada 4 brasileiros ..em SP, SEM RENDA nem EMPREGO DE QUALIDADE, a população exige (se não depreda e queima tudo) de tarifa zero, restaurante e farmácia popular, bolsa aluguel, drogado, enxoval, travesti e grafiteiro

      ..a saúde não funciona, embora tenhamos aqui as TRÊS instancias ..na educação, pelo município ou Estado, é a mesma fuzarca, ninguém sabe quem manda ..teoricamente, com remédio, material e uniforme de graça, todos se sentem insuficientes, desassistido com as qualidade sofríveis ..a classe me´dia além de imposto ainda paga plano de saúde, segurança noturno, escola e cursinho pro filhos

      sei não, sei não minha cara, talvez o “reacionarismo” deste filho de alemão encontre outra explicação que não o conservadorismo

      ..será mesmo que estamos atacando as CAUSAS minha cara? ou enxugando gelo ..remediando um CÂNCER que ainda não tivemos coragem, ou capacidade de lancetar ?

      • “Vovó” Bananelli está mais preocupado em quando o lobo mau vai papá-lo. De resto, como um típico tucano, sempre acusa os outros pelos erros e desmandos dos tucanos.

        A “Vovó” Bananelli não consegue enxergar que o verdadeiro câncer para São Paulo é o PSDB. Ainda bem que impedimos o PSDB de expandir o câncer que provoca em São Paulo para o resto do Brasil.

        E o lobo mau, Vovó Bananelli? Tu “gostia”!!!!!

  • O governo federal vai unir forças com o governo de São Paulo para combater a crise colocando inclusive obras hídricas como fazendo parte do PAC. O que é necessário e justo. O problema poderá assim ser amainado (não mais do que isto) daqui a dois ou três anos. Alckmin vai ser incensado pelo PIG e pela oposição como o herói que “venceu” a maior seca do mundo nos últimos milhares de anos fazendo a santa água jorrar aos borbotões nas torneiras paulistas apesar dos esforços maléficos da Dilma e do governo federal em programar a seca para castigar estes paulistas safados que não votaram nela e para criar fato político, etc. etc. De quebra ainda poderia ter havido um apagão que, do condicional aos repetidos editorias e capas de jornais e revista, acabou acontecendo deixando no escuro por anos seguidos milhões de paulistas que carregam nas costas o Brasil com os seus impostos e, por essa razão, a economia de São Paulo só anda para traz etc. etc. Alckmin candidata-se assim a presidente contra esse sapo barbudo ligado ao crime organizado do Lava Jato, que tem um filho que mora na fazendo e habita uma mansão que é a sede da faculdade Luiz de Queirós em Piracicaba, sem contar que ele é dono sozinho da Friboi (onde arrumaram tanto dinheiro assim?). E o PT continua surdo, cego e mudo. Questão de governabilidade, de republicanismo, vocês me entendem?

  • Os tucanos querem destruir São Paulo e a Petrobras. E eles raciocinam assim: vamos lascar o PT e vai todo mundo conosco.

    PSDB: uma maquina eficiente de destruição.

  • O povo de São Paulo vai ter que mudar para o nordeste para saber o que o governo federal, Lula e Dilma, fizeram por lá com a transposição do S.Francisco, ironia do destino! Também um povo que lê todo o tempo só manchete dos jornalões da elite: FSP, Globo, Estadão…

    A globo vetou o candidato a governador Padilha durante as eleições, nos seus telejornais, exatamente para não deixá-lo falar sobre a crise de água que ele desde aquela época já denunciava nos seus programas eleitorais… O paulistano tem que saber que a gente aqui do Vale do Jequitinhonha acompanha mais de perto a situação de SP do que os próprios interessados e atingidos pelo problema, aí é demais não saber que a falta d’água é culpa do governador que reside no Palácio Tiradentes, o sr. Alckmin.

    A Globo só bobo que dá audiência para esse lixo que consegue fazer com que uma bolinha de papel vire um objeto cortante, é falta de credibilidade total. Globo e a mentira tudo a ver!

  • Rio de Janeiro, 27 de janeiro de 2015

    PROJETO: A ENERGIA DA VIDA

    Caros amigos (as) com essa crise de energia, gostaria de sugerir um projeto: A ENERGIA DA VIDA, onde as academias do mundo inteiro seriam adaptadas, para gerar energia, para o seu funcionamento, e o seu excedente poderia ser também doado, para abastecer por exemplo alguns geradores e baterias de energia, que são usados nas missões da ONU. Com isso os seus associados teriam uma motivação maior para fazer exercícios, pois estarão fazendo o bem para o mundo, pois fazer o bem, faz bem.

    Atenciosamente:
    Cláudio José, um amigo do povo e da paz.

    • 30% da água de SP foge pelo ladrão. Quem é o ladrão e quem mais consome a água que falta na sua casa

      Posted: 27 Jan 2015 01:26 PM PST BLOG DO MELLO

      Para tentar tirar o corpo fora, o governador Alckmin e a Sabesp estão querendo criar uma rede de intrigas entre vizinhos para que um denuncie o outro por lavar o carro, a calçada ou dar descarga demais.

      Isso tudo é uma impostura. E explico por quê:

      31% de toda a água de São Paulo é desperdiçada, vai para o lixo, graças aos vazamentos que a Sabesp não corrigiu.

      Sobram 69%. A agricultura fica com 70% deles. A indústria com 22% e o consumidor, que está sendo apontado como vilão esbanjador, com míseros 8% – ou seja, em torno de 5,6% do total da água distribuída.

      Portanto, meu amigo paulista, não caia na empulhação que querem lhe enfiar goela abaixo. Se todos os paulistas não consumirem uma gota de água sequer a economia para o sistema será de míseros 5,6%.

      O maior vilão, aquele que não economiza, não produz, não gera riqueza é o vazamento que a Sabesp não cuida nem cuidou.

      Repito: se todos os paulistas não usarem uma gota de água a economia será de 5,6%.

      O desperdício pelos vazamentos não consertados pela Sabesp é de 31%.

      Nao brigue com seu vizinho. Una-se a ele e cobre dos culpados, a Sabesp e o governo de São Paulo.

  • Cacete, Edu. Só dois dias de água por semana? Creio que nunca houve um racionamento de água como esse em toda a história do país. É pior que o racionamento do FHC. Se os paulistas não acordarem agora, não acordam nunca.
    E o pior que vai puxar o PIB para baixo. E claro ninguém vai botar na conta do Alkmin, vai ficar na da Dilma mesmo

      • Caro Edu, Com as reservas de água que o Brasil possui, se não me engano é a quarta maior do mundo, e passarmos por esse desastre em SP, é a mesma coisa do deserto do Saara, de repente, ficar sem areia. Ainda, os responsáveis verdadeiros pelo desastre – os tucanos – nunca ouviram falar das sete vagas gordas e sete vacas magras, no tempo dos faraós. Desconhecem a história do primeiro economista da história: José do Egito. O fato é que não da pra dizer que o Brasil não tem água doce – e também cachaça – com abundancia pro seu povo. Mas com a síndrome de estocolmo etre paulistas e Alckmim, quem levará a culpa será Dilma e São Pedro.

        • 30% da água de SP foge pelo ladrão. Quem é o ladrão e quem mais consome a água que falta na sua casa

          Posted: 27 Jan 2015 01:26 PM PST

          Para tentar tirar o corpo fora, o governador Alckmin e a Sabesp estão querendo criar uma rede de intrigas entre vizinhos para que um denuncie o outro por lavar o carro, a calçada ou dar descarga demais.

          Isso tudo é uma impostura. E explico por quê:

          31% de toda a água de São Paulo é desperdiçada, vai para o lixo, graças aos vazamentos que a Sabesp não corrigiu.

          Sobram 69%. A agricultura fica com 70% deles. A indústria com 22% e o consumidor, que está sendo apontado como vilão esbanjador, com míseros 8% – ou seja, em torno de 5,6% do total da água distribuída.

          Portanto, meu amigo paulista, não caia na empulhação que querem lhe enfiar goela abaixo. Se todos os paulistas não consumirem uma gota de água sequer a economia para o sistema será de míseros 5,6%.

          O maior vilão, aquele que não economiza, não produz, não gera riqueza é o vazamento que a Sabesp não cuida nem cuidou.

          Repito: se todos os paulistas não usarem uma gota de água a economia será de 5,6%.

          O desperdício pelos vazamentos não consertados pela Sabesp é de 31%.

          Nao brigue com seu vizinho. Una-se a ele e cobre dos culpados, a Sabesp e o governo de São Paulo.

  • “Tanto o programa de governo de Dilma quanto seus principais expoentes disseram várias vezes que seria necessário desmontar a política anticíclica que ao longo dos últimos 5 anos impediu que o país sentisse o auge da crise econômica internacional.”

    Eduardo, sou um daqueles trolls que carecem de inteligência (está vendo El Cid como tenho auto-crítica ?) e não entendi. O que é política anticíclica ?

    Se não ouvi Dilma falar nos debates e nos programas eleitorais sobre a tal política eu devia estar em estado catatônico temporário.

    • Política anticíclica é financiamento estatal ao crescimento, como juros subsidiados do BNDES etc, que fizeram o país passar pela crise sem senti-la, com emprego crescendo e salário aumentando

      • A bão. Mas daí eu fiquei curioso , fui no google e acabei caindo no blog do Celso Ming e olha só o que ele falou sobre a política anticiclica;

        “No período de 2012 a 2013, por exemplo, o governo Dilma entendeu que a atividade econômica deveria ser ativada com forte derrubada dos juros, desvalorização cambial (alta do dólar), redução de impostos e expansão das despesas públicas. Foi um fracasso, porque a disparada do consumo não teve como contrapartida a expansão do investimento e da produção, o crescimento do PIB foi medíocre, a inflação disparou, a economia ficou desarrumada.”

        Não há como contestar isso. E a coisa vai piorar com o novo congresso que está chegando, A presidente não vai poder governar na base da canetada como fez no primeiro mandato.

        Não posso torcer contra o governo do meu país. Vivo nele e não pretendo migrar. Mas bem que Dona Dilma podia parar com essa besteira de bolivarianismo e governar com os pés no chão.

        • O Celso Ming só finge que esqueceu que o mundo passa por uma grave crise econômica. Sem essas medidas, nossa economia teria diminuído, e não crescido.

          Bom mesmo está na Alemanha, que não fez nada disso, né? Com 7% de desemprego… uma beleza! Ou Portugal, Espanha, Grécia… Todos fazendo exatamente o contrário do que fez a Dilma… e veja no que deu…

          A Dilma está certíssima: primeiro, cuida-se dos empregos. O lucro dos bilionários é absolutamente secundário e só deve ser fomentado se for absolutamente necessário pra aumentar os empregos.

          A economia deve funcionar pro povo e não o contrário, caraca. Quando é que vcs vão se tocar que não existe outra saída a não ser essa?

  • A Dilma deveria intervir no Estado de SP antes que isso aqui se torne um novo Iraque.
    Ah, mas a Dilma está mais preocupada com sua dieta e com o ajuste fiscal do tucano Levy.
    Quanto ao Alckmin, esse lixo e seu partido de vermes não estão nem aí.
    Meteram a mão no dinheiro dos paulistas e vão roubar mais ainda.

  • Edu, esses caras vão culpar a Dilma. Certeza. E a globo é deles, não adianta mostrar incoerência. Eles são do outro lado mesmo. É guerra, e o nosso lado tem que entender isto. A maioria dos corações e mentes de São Paulo está com eles, infelizmente.

    • Só que essas mentes e corações tucanos terão que beber água, lavar roupa, cozinhar, tomar banho. Essas mentes e corações tucanos são os responsáveis diretos pela desgraça que se abaterá sobre São Paulo. Esses masoquistas tucanos terão que acordar para a realidade.

  • Fiquei impressionada com os comentários à matéria do Ricardo Kotscho – parecem comentários a post do Reinaldo Azevedo embora sejam feitos na maioria por quem votou na Dilma.

    Por outro lado, em outros blogs há defesas incondicionais dos feitos dos governos do PT que não podemos deixar ninguém esquecer:

    15 mil médicos para cuidar de populações carentes de atendimento, redução de metade da pobreza extrema e saída do mapa da fome da ONU, manutenção do valor do salário mínimo, formalização de “n” profissionais através do Microempreender Individual e do Simples Nacional, o que agora vai ser ainda mais incrementado com o escalonamento (adorei a iniciativa) de impostos – pois são as pequenas e médias empresas as responsáveis por 60% dos postos de trabalho do país, oportunidades de estudo ampliadas, construção de universidades, interligação das linhas de transmissão de energia, pré-sal e sistema de partilha, etc, etc.

    Enfim, iniciativas “nunca antes” vistas, que cabe a nós acentuar e não deixar cair no esquecimento, já que não temos ainda pluralidade e democracia na mídia.

  • Eu ainda vou ver o tucano Geraldo Alckmin contratar a Petrobras (especialista em perfurações profundas) para achar água em solo paulista…kkkkkkkkkkkkk

    Vai ser hilário !!!

    Aliás, a Petrobras, “incompetente de corruPTa” da Dilma, consegue ir a 5km de profundidade, retirar petróleo e vendê-lo a população e um preço razoável, para todos, sem deixar faltar uma gota sequer de gasolina.

    Mesmo estando a dezena de anos, à frente dos governos em SP e MG, os TUCANOS não conseguiram redirecionar a água dos rios, ou captar a água das chuvas, para fornecer a população!!!

    Você já fez as contas ?!? Qual o valor de uma garrafinha de 500ml de água mineiral ?!?
    A imprensa mete o pau na Petrobras, mas o litro da gasolina está a R$ 3,00, enquanto o litro da água mineral está a R$ 4,00 !!!

    Deve ser por isso que eles dizem que o Brasil está sse transformando em um Venezuela.

    Tanto lá, como cá… a gasolina é mais barata que a água.

  • Já que os paulistas re-re-re-reelegeram o PSDB para o governo do estado, e já que o Governo Federal tem fugido do debate sobre a regulação da mídia, resta aos paulistas sofrerem MUITO, terem que ficar sem tomar banho, terem que fugir de São Paulo, para começarem a ter alguma consciência política.

  • O paulista usa um discurso de defesa do Geraldo Alckmin, por isso pesquisas não o apontam como principal responsável pela crise da água. Não adianta: mesmo se o paulista passar sede, a culpa sempre será da Dilma ou do Haddad, ou dos dois juntos. O povo sabe sim, perfeitamente, quem controla a Sabesp e o que faz o governador (ou não faz), mas não pode dar o braço a torcer.

    Se o Padilha tivesse vencido as eleições, ou mesmo o Skaf, a culpa recairia sobre ele, em apenas 28 dias de governo. À mesma pergunta sobre quem seria o responsável pela crise, a resposta seria: “o governador Padilha do PT”.

    Portanto, não é ingenuidade do paulista, Eduardo. É uma defesa consciente do querido governador para quem eles votaram, do partido que eles tanto confiam.

  • Essa do Japonês do chuchu falar que irão deixar o paulistano cinco dias sem água e dois com, é o famoso e manjado bode na sala, já que na prática na hora certa, com a ajuda da mídia amiga, anunciarão que conseguiram a façanha de deixar o povo APENAS COM TRÊS DIAS SEM ÁGUA, ou seja, dia sim, dia não, como pretendem e precisam, mostrando assim que conseguiram afastar da sala do povo paulistano o anunciado e terrível bode dos cinco dias. Mais velho que isso, só andar para frente e tem quem entre de cabeça nesse tipo de engana trouxa, pode?

  • Olá Eduardo,
    Leio sempre o seu blog, apesar de pouco comentar por aqui.
    Não seria esta “crise hídrica” um primeiro passo para a privatização da Sabesp? Num cenário onde o governo não teria recursos para garantir à população o acesso à água, a solução pode aparecer como “solução tucana” para a crise. Uma vez que, por exemplo, retirar, tratar e distribuir a água da Billings seria algo muito caro e difícil, a iniciativa privada poderia surgir como a salvadora da pátria. Ao ver o documentário sobre a Globalização, a partir das ideias do geógrafo brasileiro Milton Santos, vi que o Banco Mundial tem uma proposta de privatizar a água no mundo. Segundo o presidente da entidade na época do filme, os governos não teriam recursos para garantir a água para todos, então alguém teria que pagar por isso. Este poderia ser um começo desse caminho no Brasil, porque como sabemos toda crise é uma oportunidade de negócio, principalmente para quem tem poucos escrúpulos.
    Um abraço,

    • Quer dizer que Fernando Pimentel, no cargo há 3 semanas, é responsável pela crise de água, mas Aécio e Anastasia, que ficaram uma década no governo e saíram faz 3 semanas, não têm responsabilidade… Entendi. E no Rio não tem racionamento nem falta de água previsível. E o governo é do PMDB

      • Vc dissimula pra fugir das responsabilidades do PT, os governadores de MG e RJ sao do PT (ou aliado)

        Os 2 estados estao em cenario catastrofico, pior que SP !!!

        • Só pode ser brincadeira. Assumiram faz 3 semanas. Mas pior é culpar Pimentel por um problema que demorou anos para ser criado. E Alckmin, 16 anos no poder, e não culpa. Quem mandou eu tentar argumentar com um fanático? Não repetirei o erro. Além disso, lembrei de você. Já me insultou várias vezes usando esse nome. Falta argumentos.

      • Acho que você respondeu esse comentário acima, para mostrar o quanto esse troll de alcunha “Araujo” é um safado e canalha… ele sabe disso do que você disse, Eduardo… provocação escrota e barata dele…

        Depois desse comentário, deve ter buscado como prêmio, a “caneca cheia de Toddy” da SABESP.

    • Então esse tal de Araujo, um tucano e masoquista, acha que todos os problemas que Minas Gerais tem foram causados em apenas 29 dias de gestão do PT? Sendo que os tucanos governaram Minas por mais de 10 anos!

      Eeeeee, Araujo, você deve ser muito tapado mesmo…além de ser masoquista e tucano.

  • Aguardava ansiosamente sua análise sobre o discurso de nossa presidenta, depois de quase 1 mês desaparecida, qual não foi minha surpresa de está falando sobre a crise da água em SP..Será SP mais importante que que o primeiro pronunciamento de nossa governanta?

  • A Globo tem várias razões pra blindar o picolé. Uma delas é evitar enfraquecer o PSDB, a única alternativa ao PT.

    Mas a outra razão é o fato de que a oposição ao PSDB certamente diria que o problema foi priorizar o lucro dos acionistas da SABESP. E isso seria um tiro na ideia que a Globo e suas irmãs vendem como solução pra todos os problemas do mundo, há décadas: a privatização.

    Afinal, se mesmo sem privatizar, a SABESP colocou os interesses de um punhado de acionistas acima dos interesses (e da saúde) de milhões, imagina se privatizasse de uma vez?

    A situação coloca a questão bem clara: a quem a SABESP serve? Ao povo de SP, ou a um punhado de privilegiados que nem no Brasil vivem?

    Aí vc vê o Rocamboli defender a distribuição dos dividendos como uma medida de “respeito” ao “mercado”. Claro, o coitado não passa de um liberotário, e os dogmas da religião dele exigem que ele sacrifique sua humanidade no altar do capital e defenda o indefensável contra toda a lógica e razão e sempre, mas SEMPRE, culpe o “Estado Malvadão”, enquanto a Globo não chegou ao fundo do poço que é o libertarianismo.

    Mas os objetivos são exatamente os mesmos: atacar o Estado pra reduzi-lo e implantar oficialmente a ditadura do capital (pq, extra-oficialmente, já é o que temos. O que eles querem é apenas institucionalizar a coisa e convencer as pessoas que elas são menos importantes do que o capital).

    Eles não vão abrir mão de defender esse ponto. O resto é negociável.

    • Mas que textinho mais bobo. Sabe porque se tem que respeitar o acionista? Porque é o dinheiro mais barato que existe. Quando uma empresa opta por abrir o capital, arrecadando recursos via investidores/acionistas em vez de através de bancos, economiza-se muito dinheiro com o não pagamento de juros e com a não o pagamento do principal. E melhor, enquanto ao banco paga-se os juros e o principal, tendo ou não lucro, aos acionistas paga-se dividendos apenas se houver lucro. É um excelente negócio respeitar o direito de acionistas/investidores. Por que você acha que Mantega foi defenestrado para dar lugar a Levy? Respeitar o acionista não é fazer defesa de “dogmas da religião do mercado exigem que ele sacrifique sua humanidade no altar do capital “, é ser inteligente e ter a garantia de novos e futuros créditos baratos. Nem o PT cai nessa sua bobagem, pois paga rigorosamente em dia aos credores internacionais!

      • Maria Goes, inventa outra história, essa de falar que os acionistas da Sabesp trouxeram dinheiro para a Sabesp não cola.

        Todos sabemos que há mais dinheiro saindo da Sabesp para os acionistas do que o dinheiro colocado pelos acionistas na Sabesp.

        Maria Goes, por acaso você, como o Picolé de Chuchu, é um dos acionistas (de Nova Iork) da Sabesp?

      • Mimimi demais.

        A abertura do capital da SABESP foi feita exatamente com ese argumento: capitalizar a empresa.

        E veja no que deu! A empresa priorizou o acionista e deixou aqueles a quem ela deveria servir em ÚLTIMO lugar.

        Esse “respeito” ao acionista vai MATAR CRIANÇAS.

        Vai falar em “respeito aos acionistas” pros pais delas, vai.

        Empresas públicas NÃO tem o objetivo do lucro. Não faz NENHUM sentido falar em “respeitar o acionista”, pois este é estranho à própria natureza da empresa.

        A coisa é bem simples: dar lucro não é o objetivo, logo distribuí-lo não pode ser prioridade.

        Simples assim.

      • Gozado que vc ache que a sede do povo seja o preço do “dinheiro mais barato que existe”, né não?

        E quanto ao comentário sobre o sacrifício da humanidade, estava falando dos liberotários e em relação a empresas públicas.

        Se vc quer misturar empresas privadas e os rentistas internacionais que o consenso de Washington nos empurrou goela abaixo e dos quais não podemos nos livrar tão fácil, aí a gente vai cair numa discussão completamente diferente.

        Agradeceria imensamente se vc limitasse o seu discurso àquilo que eu efetivamente escrevi, em vez de dar uma de Rocamboli e mudar de assunto a cada parágrafo…

      • Todo o problema começa a partir do momento em que governantes que não se preocupam com as camadas mais baixas de seu povo passam a usar as empresas que foram criadas com o dinheiro deste povo e para este mesmo povo com intuitos nada republicanos.

        E nem precisa procurar por corrupção pra se saber que alguém aí tá levando uma bolada disfarçada de dividendos.

        Ontem o Nassif, na TV Brasil (é, TV Brasil, ela existe e muitos aqui não a vêem e depois reclamam da falta de contraponto á midia bandida…) desmontou a cretinice do mercado financeiro em cima das ações da Petrobras.
        Segundo ele,a queda de ontem, que ‘empurrou pra baixo’ o fechamento do Ibovespa, é uma estratégia pra que, na hora de distribuir dividendos, o bolo fique maior. Querem alterar o valor da empresa, para que o percentual destinado á renovação da mesma baixe, e com isso a ‘sobremesa’ dos dividendos aumente.

        http://tvbrasil.ebc.com.br/reporterbrasil/bloco/petrobras-puxa-queda-e-bovespa-fecha-em-baixa-de-185

        Remunerar o capital é parte do jogo, mas com essa vigarice escancarada, a última coisa que vai resolver o problema é xingar o comentário do Pierri de ‘textinho mais bobo’…

  • É engraçado que a imprensa dita livre entra nos blogs independentes para ver se há um banner de alguma estatal mas não observa as denúncias contidas neles, há um ano que Fernando Brito denuncia que a forma como o governo de SP e a Sabesp estavam tratando a questão, levaria ao colapso que está aí. No site do Nassif desde meados do ano passado leio artigos de Sergio Reis que diziam o mesmo.
    Por isso eu afirmo que a maior culpada é a mídia que não fez o seu papel que era informar os leitores, ouvintes e telespectadores e pressionar o poder público para que a situação não chegasse onde chegou, é por isso que São Paulo tem menos de um Km de metrô construído por ano e é feliz, quem sabe não encontrem uma forma de ficar feliz com a falta d’água também.

  • Eu penso que jogaram 05 dias de racionamento pra depois baixaram pra 04.

    É aquela velha história do bode na sala.

    E outra coisa: penso que não vamos aprender nem pela dor.

    Porque tirando o Haddad, o RESTO do PT, que devia abrir espaço na mídia

    a qualquer preço, ficou um partido de gente preocupada com a governabilidade,

    com seus interesses pessoais.

    Sinceramente companheiro, o PT tá descendo a ladeira.

  • Só quero ver o típico paulista, aquele bestalhão que se julga descendentes direto do Partido Republicano dos EUA, se revoltando contra o PSDB!!!!!!!!!!!!!!!!!! Afinal, seria uma das coisas mais surreais a ser vista, dado o histórico reacionarismo de vocês, além do que seria excelente para o Brasil, devido ao contingente populacional que representam, ver vocês deixando o antipetismo imbecil que os caracteriza, caindo na real e enxergando quem é o PSDB, o modelo econômico que ele defende, e a mídia que o protege, já que, por mais que sejam burros, se acordarem sobre os verdadeiros culpados pelo caos que vocês vivem, a corja do PSDB, acordarão para todo o resto. Infelizmente continuo sem acreditar e acho que vocês vão continuar chafurdando na lama(metafórica e literalmente, já que atualmente consomem o “volume morto” do Cantareira, eufemismo para água misturada com lama)e elegendo Geraldo Alckmin et caterva, com direito a endeusamento à Globo. Só lamento pela minoria entre vocês que pensa e acabará sofrendo pela burrice cavalar dos que elegem o PSDB há vinte anos. Quanto à Globo, nada de novo, lembrando sempre que este blog deve focar nela quando pretendemos desmoralizar as mentiras midiáticas. Afinal, ela é de fato o grande “pilar” da ditadura midiática. Podemos dizer que as comunicações no Brasil são um monopólio, afinal dentro do oligopólio de treze famílias que controlam as comunicações no país, os Marinho, dono da Globo, detêm 50% da audiência só com a TV Aberta, número que chega a 75% se juntarmos os outros meios; site, jornal e rádios; e infelizmente o Jornal nacional, embora em franca decadência como o restante da audiência global, ainda é o meio de informação da maior parte dos brasileiros; já que a INTERNET é usada por cerca de metade da população e, mesmo dentre os usuários da web, a maioria acessa a rede apenas para bobagens, usando as merdas do JN como fonte de desinformação. Por isso, escancarar as manipulações globais é a forma mais clara de mostrar à população a manipulação da ditadura midiática e a censura à divergência que ela impõe. Nessa questão da água,a Globo tenta também criar um sofisma. Divulga dados referentes à diminuição de água em outros reservatórios do país, diminuição perfeitamente aceitável e na maioria dos casos em redes que têm capacidade suficiente para atender a demanda existente, tentando compará-la ao problema terrível de São Paulo, juntando tudo numa subliminar ideia de “falta de água” no país, uma praga climática inexistente, já que a única praga real são as mentiras da Globo e o neoliberalismo do PSDB. Recentemente a Globo mostrou reservatórios do Nordeste, que teriam atingido 17% do volume de água. Além desse percentual ser mais do que o triplo de água que existe em São Paulo, os Marinho “esqueceram-se” de dizer que na maioria dos estados do Nordeste a rede de captação e distribuição de água foi ampliada, tanto aquela que atende as capitais, como as relacionadas ao interior. Ou seja, estamos falando do triplo de água armazenada em reservatórios que fazem parte de redes aumentadas conforme o crescimento das malhas urbanas que abastecem, reservatórios que hoje têm novos represas para ajudá-los a abastecerem as cidades de cuja rede de água fazem parte. Exatamente o contrário de São Paulo, onde a uma rede rede que está com menos de 5% de sua capacidade, somamos a gravidade de não haver investimento em expansão da rede de armazenamento e distribuição há várias décadas, estando o Sistema de água atual abastecendo uma cidade muito maior do que aquela para a qual ele foi preparado para suprir. E tudo isso devendo-se à canalhice do modelo neoliberal do PSDB, o mesmo que Aécio Neves e Marina Silva pretendiam implantar no Brasil, que preferiu acumular os lucros da SABESP para remunerar os acionistas da empresa na Bolsa de Nova Iorque, ao invés de investí-los no aumento da rede de de armazenamento e distribuição. Ou seja, ao invés de aumentar os reservatórios e a rede de distribuição de água, o PSDB(Geraldo Alckmin e José Serra)usou o dinheiro da SABESP para pagar dividendos aos acionistas da empresa na Bolsa de Nova Iorque, a maioria deles estadunidenses que nem sequer sabem apontar São Paulo no mapa. Vocês merecem votar no PSDB e assistir à Globo.

    • Parabéns pelo belo texto que tão bem descreveu o povinho e (des)governo de São Paulo assim como a grande lobotomizadora Globo, se um dia São paulo vier a se separar do resto do Brasil teremos por aqui um regime monárquico e veremos a elite paulistana toda imunda curvando-se defronte ao rei Alckmin.

    • Luciano,
      Aplausos para o seu comentário, magnífico. Esses paulistas são mulas quadradas do PSDB e têm que sofrer mesmo, tem que sentir na pele. Eles acham que os políticos do PSDB são os “heróis da pátria”. Bando de babacas….infelizmente aqui na Baixada Santista tem crescido o número de eleitores do PSDB, influenciados pela maioria existente no estado e pela Globo, claro.

  • FORA DE PAUTA, URGENTE, URGENTÍSSIMO!

    http://www.conversaafiada.com.br/brasil/2015/01/28/lava-jato-moro-e-a-globo-ja-quebraram-o-brasil/

    Publicado em 28/01/2015
    Lava Jato: Moro e a Globo
    já quebraram o Brasil

    O sistema financeiro corre tantos riscos quanto as empresas de infra-estrutura

    A reação da Bolsa ao balanço da Petrobras – que demonstrou ser impossível avaliar os prejuízos causados pela Lava Jato – foi o Terceiro Turno.

    O PiG celebrou como se o Aécio Never, ao olhar para a telinha, na companhia do Luciano Huck, e o Ataulfo Merval, ao se defrontar com a noticia da vitória da Dilma, na GloboNews, na verdade tivessem vencido a eleição.

    Nessa quarta-feira (28/1), a Casa Grande consumou um Golpe Paraguaio: perdeu a eleição, mas ganhou ganhando com a Globo e a Justiça do Dr Moro !

    De fato, amigo navegante, a comemoração é justa.

    A Casa Grande ganhou.

    Conseguiu impedir que a Dilma governe.

    O Brasil quebrou.

    Desde o inicio da Lava Jato são mais de 80 mil demitidos diretos.

    Por enquanto.

    Multiplicados por três, entre empregos diretos e indiretos, já se perderam 320 mil empregos (80 mil + 240 mil, à base de três indiretos por um direto).

    O estaleiro Engevix, do Polo Naval de Rio Grande (RS) demitiu mais de três mil.

    Lideres sindicais gaúchos temem que outras duas mil demissões venham a ocorrer, breve.

    O estaleiro Enseado do Paraguaçu, sociedade da Odebrecht, OAS e UTC, em Maragogipe, no Reconcavo baiano, demitiu 2.500 de novembro até hoje.

    Nas cidades de Rio Grande (RS), Itaboraí (RJ) e Maragogipe (BA) lojas comerciais fecham e aumentou a criminalidade, com o desemprego.

    Maragogipe, na verdade, parece uma cidade-fantasma.

    A OAS já colocou ativos à venda e de demitiu executivos com 25 anos, 30 anos de casa, para voltar ao tamanho que tinha nos anos 70.

    As demissões na refinaria Abreu e Lima (PE) passariam de 10 mil, num quadro que já exige um programa especial de emergência das prefeituras da região metropolitana de Recife.

    O Comperj (Complexo Petroquímico do Estado do Rio de Janeiro), em Itaboraí, está, na prática, parado.

    E dentro de seis meses pode encerrar as atividades sem ter entrado em funcionamento.

    O Comperj tinha 6 mil trabalhadores em sua planta industrial.

    Hoje, não chega a ter 1 mil.

    As empresas investigadas pela Lava Jato têm mais de R$ 5 bilhões a receber da Petrobras – já vencidos e não pagos.

    As empresas credoras são obrigadas a atrasar os pagamentos a seus fornecedores.

    Numa sucessão de atrasos e inadimplência em toda a cadeia de produção.

    Os bancos particulares e oficiais que sempre financiaram os fornecedores de serviços à Petrobras não querem mais emprestar às construtoras citadas na Lava Jato.

    A divida dessas empresas com bancos como Banco do Brasil, Itaú, Bradesco, Santander e HSBC passa dos R$ 100 bilhões.

    A Odebrecht deve mais de R$ 70 bilhões.

    A OAS deve R$ 8 bilhões.

    As outras empreiteiras da Lava Jato, juntas, devem outros R$ 30 bilhões.

    O que coloca em risco, também, a higidez do sistema financeiro brasileiro.

    Navalha

    O que mais o Dr Moro quer ?

    Receber o Prêmio do Globo, pelas mãos de um dos filhos do Roberto Marinho !

    É ou não é um Golpe Paraguaio ?

    Paulo Henrique Amorim

  • PARA UM MUNDO MELHOR QUE PODEMOS FAZER
    Lamentavelmente a quase totalidade das pessoas leem apenas as manchetes, não têm tempo, ou interesse, em aprofundar a leitura para, muitas vezes e, com espanto, perceber que o corpo da manchete (seu texto), contradiz totalmente o que a manchete busca fazer acreditar.
    Não percebem quando o interesse é provocar sensação de mal estar contra alguns, mesmo que estes estejam fazendo algo bom, mas, contraria os interesses desta corporação e/ou de seus anunciantes.
    Não observam quando tentam proteger outros, mesmo quando suas atitudes provocaram ou provocarão algo de dimensões catastróficas. Para isso buscam outros fatores para justificar os problemas encontrados, tentando desviar o foco do fator que provocou tal problema.
    Se um partido é, ideologicamente, alinhado aos interesses da empresa,
    protege-se. A má administração dos recursos públicos, corrupção, incompetência, ou qualquer outro problema que se lhe apresente, alega-se que foi provocado pela crise na Conchinchina, ou outro lugar qualquer, pelo clima que gerou prejuízos, seja seca ou enchente, mesmo que este fator não seja o principal, e, sob qualquer hipótese, teria “contribuído” com mais de dez por cento com o tamanho do problema.
    No caso do TRENSALÂO de SP, onde sucessivos governos do ESTADO DE SÃO PAULO, administrados pelo PSDB, partido da grande mídia brasileira, tem feito fraude na contratação de empresas para o metrô da capital, cobrando propina alta a estas empresas, o que temos a dizer?.
    Se o interesse de uma empresa de comunicação qualquer, é proteger os bandidos corruptos deste partido, basta ignorar a notícia e não divulgá-la, e, quando não tiver jeito, e tiver que registrar o fato, fazê-lo invertendo a lógica da coisa e noticiar com menor destaque (menos tempo de exposição do fato).
    Por exemplo, ao invés de informar o que aconteceu de forma direta, ESCÂNDALO DE CORRUPÇÃO DO PSDB NO METRÔ DE SÃO PAULO, podemos dizer, propinas no cartel do metrô de SP, talvez nem precise dizer que isto aconteceu em sucessivos governos do PSDB, e, talvez, nem seja preciso citar o partido querido.
    Quando se quer tirar um grupo político, ou partido, que não nos interessa que esteja à frente nem de um condomínio, e busca-se destruí-lo, mostra-se o quanto imparciais são: MENSALÃO DO PT (é do PT, claro) MENSALÃO DE MINAS (do PSDB, claro, mas a gente pode fazer entender que seja do povo de Minas ou do Estado, dá no mesmo, já desviamos o foco).
    Procurar saber quais os interesses que movem uma corporação de mídia qualquer, é algo obrigatório, se queremos ser cidadãos bem informados, e não queremos ser manipulados, e induzidos, por estes interesses, pois eles, na esmagadora maioria das vezes, irão nos fazer trilhar um caminho contrário ao que queremos para o nosso país, para a nossa religião, para o nosso planeta, ou para a humanidade.
    Diversificar as fontes onde buscamos as informações, observando os diversos matizes em que elas são apresentadas e buscando nossa própria opinião acerca do assunto, é uma exigência para todos nós.
    Somente quando analisamos a notícia com a criticidade que ela merece, e que precisamos exigir de nós mesmos, somente quando busquemos entender o que realmente está acontecendo à nossa volta, para além daquilo que nos é dito, é que estaremos protegidos daqueles interesses que não são exatamente os nossos, mas que pretendem que tenhamos atitudes para proteger os interesses deles próprios e nos posicionemos contra aquilo pelo qual deveríamos lutar.
    Precisamos, antes de tudo, decidir se seremos aquela pessoa que irá repetir, divulgar, aleatoriamente, as manchetes que vemos por aí, ou iremos respeitar nossa inteligência, nossa cidadania e Nosso Pai, nos aprofundando nas “notícias e reportagens” buscando superar este clima de BA-VI, de FLA-FLU, GRE-NAL, e nos posicionar ao lado dos oprimidos e das pessoas que necessitam de nós, ou iremos defender o opressor, como dizia, aliás, MALCOLM X: “Se você não for cuidadoso a imprensa fará você odiar os oprimidos e amar os opressores”.
    Na vida, queiramos ou não, é preciso nos posicionar. Antes de escolher uma notícia, ou texto, em que acreditar, antes de escolher UMA PESSOA em quem confiar, precisamos escolher um lado.
    Se, do contrário, não o fizermos, podemos deixar de ser apenas uma pessoa equivocada, para nos transformarmos em pessoas de má fé, acostumadas a cometer equívocos e dar de ombros, como se nada que afete aos outros nos dissesse respeito.
    Joseph Pulitzer, um dos maiores jornalistas já conhecidos, e que dá nome ao maior prêmio de jornalismo que se conhece hoje, Prêmio Pulitzer, dizia: “Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta, formará um público tão vil como ela mesma.”
    Fábio Murilo Gil Brito.
    Itarantim-BA, 25/01/2015

  • Edu…eu só quero entender uma coisa…porque a ANA nunca multou a Sabesp? Desde 2002 ,a Agência ,sabia de tudo…qual foi a desculpa da ANA?Afinal pra que serve as Agências reguladoras?

  • Caro Edú, para todos os assuntos manipulados pela mirdia tucana, o esquema é quase sempre o mesmo, com grande colaboração da Dilma e PT. Voce que tem acesso a algumas figuras importantes no Governo, poderia repassar ou mesmo debater o comentário que guardei sobre a divulgação do resultado da Petrobrás:

    “estimativas feitas na imprensa”

    “Aqui está o Problema. As presidencias da República e da Petrobras correm atrás e passam recibo a cada denúncia do PIG. Permitem que o PIG paralise o Brasil a exemplo do que foi feito no mensalão/mentirão. Permitem pior, que muitos trabalhadores percam seus empregos, que a economia deprima, que empresas com grande conhecimento corram o risco de acabar etc. Enquanto o governo for pautado por essa imprensa pré falimentar, partidária e manipuladora, estamos perdidos. O povo brasileiro e seus ativos desvalorizarão. Os avanços sociais dos últimos anos virarão pó.

    Penso que o governo deve governar, os partidários do governo (base aliada) devem defender o governo, a oposição deve denunciar, e o povo merece ser bem informado, não manipulado. Afinal quem demitiu os ladrões da Petrobras?

    O que não pode é o governo entregar o seu poder pelo povo ourtorgado, para um obscuro juiz e para o plimplim.

    Presidenta, a saida é política. Tem que falar com o Povo e denunciar a tentativa de golpe, tem que pegar as rédeas. (Ao mesmo tempo tem que ter um mínimo de inteligência e secar a fonte do PIG.)”

    Finalizando Edú, lembra quando o Pig lançou a isca e a Dilma mordeu, resolvendo comentar que so havia aprovado a compra de Pasadena, porque Nestor Ceveró não havia apresentado determinado Anexo, ao Conselho ou Diretoria que ela fazia parte? Era tudo o que eles queriam e ela, que parece que não aprende nunca, “caiu como uma patinha” A Graça Foster costuma reagir da mesma forma. É muita falta de malícia e desconhecimento de como funciona a Política.

    Abraços Edú

  • Todo o problema começa a partir do momento em que governantes que não se preocupam com as camadas mais baixas de seu povo passam a usar as empresas que foram criadas com o dinheiro deste povo e para este mesmo povo com intuitos nada republicanos.

    E nem precisa procurar por corrupção pra se saber que alguém aí tá levando uma bolada disfarçada de dividendos.

    Ontem o Nassif, na TV Brasil (é, TV Brasil, ela existe e muitos aqui não a vêem e depois reclamam da falta de contraponto á midia bandida…) desmontou a cretinice do mercado financeiro em cima das ações da Petrobras.
    Segundo ele,a queda de ontem, que ‘empurrou pra baixo’ o fechamento do Ibovespa, é uma estratégia pra que, na hora de distribuir dividendos, o bolo fique maior. Querem alterar o valor da empresa, para que o percentual destinado á renovação da mesma baixe, e com isso a ‘sobremesa’ dos dividendos aumente.

    http://tvbrasil.ebc.com.br/reporterbrasil/bloco/petrobras-puxa-queda-e-bovespa-fecha-em-baixa-de-185

    Remunerar o capital é parte do jogo, mas com essa vigarice escancarada, a última coisa que vai resolver o problema é xingar o comentário do Pierri de ‘textinho mais bobo’…

  • Enquanto o governo não melhorar a comunicação a história será sempre a mesma, todos os mal feitos do PSDB serão da responsabilidade do PT. Faltou energia em minha rua ,por conta de um problema em um dos transformadores . Pela manhã o vigia me abordou e perguntou : A senhora viu o apagão de ontem ? perguntei se foi em toda a cidade e ele me respondeu que não , que na esquina havia luz . Para a população o que fica é a informação da globo.

Deixe uma resposta