Maioria rejeita impeachment de Dilma Rousseff

Análise

dilma

 

A recente pesquisa Datafolha, divulgada no início do mês, atiçou delírios golpistas da mídia e da oposição ao mostrar queda pronunciada da aprovação a Dilma Rousseff. Apesar dos números negativos para a presidente, porém, essa pesquisa vem levando os derrotados (assumidos e enrustidos) na eleição presidencial do ano passado a cometerem vários erros de avaliação.

Para entender a questão, há que lembrar que o assunto impeachment de Dilma Rousseff começou a ser discutido na mídia enquanto as urnas ainda estavam sendo apuradas no dia 26 de outubro do ano passado; na Globo News, por exemplo, o colunista de O Globo Merval Pereira já cogitava depor uma presidente que as projeções já davam como reeleita. A jornalista Renata Lo Prete teve que lembrá-lo de que a vitória dela era indiscutível.

 

Pode-se dizer que praticamente não houve semana, desde a reeleição da presidente da República, em que não se tenha falado ou escrito na grande mídia sobre seu impeachment. Com a divulgação da pesquisa Datafolha sobre sua queda estrondosa de popularidade em janeiro (de 42% de bom e ótimo em dezembro para 23% no início deste mês), o golpismo passou a considerar que isso significaria sinal verde da população para o impeachment.

O historiador tucano Marco Antonio Villa chegou a dizer, na rádio Jovem Pan, que a pesquisa mostraria que a população quer a derrubada da presidente.

 

Parece ou não um camelô vendendo alguma bugiganga? Contudo, essa história de que a população apoia o impeachment saiu da cabeça dele. Não há elementos para tal afirmação.

Senão, vejamos: com tanta discussão sobre impeachment iniciada imediatamente após a presidente se reeleger, em nenhum momento foi feita uma pesquisa de opinião sobre o que os brasileiros pensam de ser retirado o mandato que deram pela segunda vez a ela.

Mídia e oposição também se enganam quanto à rejeição a Dilma detectada pela pesquisa Datafolha no início deste mês. Se em dezembro ela tinha 42% de bom e ótimo, no início de fevereiro teve 23%. Ok, porém esses 19 pontos percentuais que ela perdeu em sua popularidade por certo saíram de um setor da sociedade que votou nela.

Ainda que mal pergunte: alguém consultou os brasileiros que votaram ou não em Dilma sobre se aceitam que seu mandato popular seja retirado? Com toda essa discussão sobre o impeachment, por que, até aqui, nenhum instituto de pesquisa sondou a opinião pública sobre o impeachment?

Silêncio…

Mas será que nenhuma pesquisa sondou mesmo a opinião popular sobre o impedimento da presidente? Apesar de os institutos de pesquisa não registrarem a pergunta, o que impediria os pesquisadores de campo de fazê-la sem registrar no formulário oficial?

Sabe-se que só pesquisas registradas podem ser divulgadas, mas se os institutos de pesquisa detectassem informalmente apoio explícito da sociedade ao impeachment de Dilma, uma outra pesquisa seria feita em seguida incluindo esse tema no formulário oficial. E como fica difícil acreditar que ninguém tenha pesquisado essa questão que vem sendo tão discutida, o que se pode inferir é que mesmo quem passou a considerar o governo Dilma ruim ou péssimo (44%, segundo o Datafolha) nem por isso aceita que seu mandato seja retirado.

Os tucanos sabem disso, a mídia sabe disso, Merval Pereira ou Reinaldo Azevedo sabem disso, o PT sabe disso e a própria presidente da República sabe que os que votaram nela e agora mudaram de opinião, nem por isso aceitam que seja derrubada.

E não é só. A maioria de 54% dos eleitores brasileiros votou contra o PSDB. Apesar do ânimo da oposição midiática com a reprovação que parte desse eleitorado passou a fazer à presidente, quem garante que essa parte da sociedade que mudou de opinião quer trocar Dilma por Aécio ou por qualquer outro tucano, ou mesmo por Marina Silva?

Em primeiro lugar, apesar de não haver dados científicos, é lícito supor que esses 44% que (segundo o Datafolha) passaram a rejeitar Dilma sejam compostos, em boa parte, por setores de esquerda que rejeitam muito mais o PSDB e que votaram em Dilma justamente para evitar a volta dos tucanos ao poder.

Um bom indicativo disso reside em declaração recente da última candidata pelo PSOL a presidente, Luciana Genro. A filha do ex-governador petista Tarso Genro é uma das críticas mais ferozes do PT, mas, assim mesmo, há poucos dias repudiou com veemência a tese de derrubar a presidente constitucional do país via impeachment.

Ou seja, a rejeição ao impeachment pode ser maior do que a votação que Dilma teve em 26 de outubro, já que até quem não votou nela rejeita sua deposição.

Com a profunda indisposição de boa parte da sociedade com o governo Dilma e com o PT, não se pode descartar a possibilidade de, a qualquer momento, haver apoio popular ao impeachment, mas, até aqui, a omissão dos institutos de pesquisa em consultarem a sociedade sobre impeachment sugere que consultas informais foram feitas e não deram o resultado esperado.

Quanto à aparente certeza da direita de que o seu novo “golden boy”, Aécio Neves, ou qualquer outro tucano se beneficia eleitoralmente da rejeição de Dilma, é discutível. Com uma nova eleição em caso de impedimento da presidente da República, o risco que a direita corre é que os 54% que rejeitaram o PSDB corram para outra candidatura, talvez até mais à esquerda.

Como estamos no campo das inferências, dizer que a maioria rejeita o impeachment de Dilma é tão válido quanto dizer que apoia. Aliás, é mais válido, já que não há explicação para essa pergunta ainda não ter sido feita aos eleitores apesar de a mídia e a oposição não falarem de outra coisa desde 26 de outubro do ano passado.

126 comments

  • Edu, o “menino de ouro” da direita reacionária e incopetente é igualzinho ao ouro america, é folheado e feito de tungstênio, é tão falso como a honestidade das reportagens da globosta e da idoneidade do HSCB.
    Esta pesquisa deve ter sido feita e estes golpistas sabem que não vão conseguir o seu intento. seu raciocínio é muito lógico!
    Saúde e Paz, Edu!

    Em tempo, o menino de ouro dve estar se mijando todo com a lista do Janot!

  • Olá Eduardo.
    O problema do brasileiro é ser omisso. Ele não concorda e nem discorda com nada, simplesmente se omite e fica no muro. Pode parecer pessimismo, mas devo dizer que se Dilma for apeada do poder pelos derrotados não teremos , na sociedade, número suficiente para se levantar e dizer o contrário, unicamente porque os que não votaram nela ou votaram na oposição ou deixaram de ir as urnas exclusivamente por achar que os Governos do PT são exatamente iguais aos do PSDB. São pessoas que não avaliam suas vidas, as mudanças positivas que tiveram e rejeitam o PT porque acreditam em tudo que a mídia publica sobre o partido.
    Quanto a outra parte que votou nela sabe das melhorias em suas vidas mas também não sairiam de casa para impedir um golpe. em suma , na minha humilda opinião o brasileiro irá assistir a tomada do poder a força pelos derrotados e só.
    O problema de Dilma é que mesmo sendo eleita pela maioria popular ela não tem apoio de absolutamente ninguém nem mesmo de seu próprio partido.
    A mídia dita independente não faz um papel diferente da mídia familiar, salvo o seu blog e sua luta quase que solitária contra os meios de comunicação mais ninguém defende a Presidente e suas realizações. Citando um exemplo recente , semana passada Dilma defendeu a Petrobras bem como todas as empresas cujos executivos são investigados pela Lava jato dizendo que devemos punir as pessoas e não as empresas porque quem cometeu crime foram os executivos e não as empresas, ontem abro as notícias e vejo certa pessoas que se denomina jornalista perguntando quando o Governo defenderá a Petrobras, ora essa pessoas estava onde na semana passada quando a Presidente fez sua declaração pública?
    Outro exemplo bem prático é a crítica a comunicação do Governo, já li até ditos jornalistas criticando porque desmontaram a comunicação usada para eleição, qualquer pessoa , com um mínimo de boa vontade sabe que publicidade custa caro, isso quer dizer que comunicação de eleição é uma e a do dia comum é outra porque o Governo não pode gastar rios de dinheiro desmentindo tudo que a mídia publica por dia.
    Não existe como se defender quando você é bombardeado de todos os lados e nem mesmo os seus se posicionam ao seu lado, basta olhar o que publicam sobre Lula desde que ele assumiu o Governo e mostrou que esse país pode dar certo, ele faz desmentidos, mas ele não tem alcance igual ao que a mídia publica e as pessoas seguem acreditando em tudo o que leem ou ouvem.
    O que quero dizer é que falar que o Governo não se comunica, dizer que ele não defende a Petrobras são só exemplos de que a mídia dita independente é tão jagunço da oposição quanto a mídia familiar , só dizem que usam uma roupa diferente. Encerrando esse enorme comentário gostaria de parabenizar sua luta constante e solitária contra os Golpistas e a favor não do Governo , mas da sociedade.

  • Voce acha mesmo que Dilma ganharia se a eleição fosse hoje, bem eu acho que não. Se não fosse o estelionato eleitoral que ela promoveu dizendo que Aécio e Marina iriam acabar com beneficios trabalhistas e tal, algo que ela mesmo disse que não acabaria nem se a vaca tossisse ( bem, é evidente que a vaca tossiu e engraçado, voce não falou nada a respeito ) ela certamente teria perdido feio. Alem disso lembre que ela nunca foi maioria, ela ganhou com 38% dos votos, não se esqueça da parcela da população que rejeitaram ambos tanto Aécio como Dilma

    P.S: Estava querendo saber de sua opinião sobre Beto Richa e sua oposição no Paraná, voce acha também que os que pedem impeachment são golpistas ou estão apenas fazendo uma manifestação democrática ?

      • Eduardo, o sujeito aí em cima teve o mesmo comportamento dos judeus que levaram a mulher adúltera pra Jesus.. quem leu e entendeu essa passagem bíblica sabe do que estou falando…

      • Reeleição, você quis dizer. Estão há quatro anos no poder, tanto no Brasil como no Paraná. Não assumiram governo tendo de resolver bomba de ninguém, apenas deles mesmos.

        E independente do tempo de eleição, se existirem motivos na constituição para o impeachment, este deve ocorrer.

        Ou há um período certo? Como seis meses, doze dias e 3 horas?

        • Sem um fato concreto, é golpe. Querem impedir Dilma por que? Não há fundamentação jurídica. Para o parecer tabajara do Ives Gandra há DEZENAS de pareceres contrários de jurístas muito mais renomados. Impeachment só é cabível se houver um fato determinado, prova cabal de culpa. Vocês não devem desistir de eleições para chegar ao poder. Se banalizarem o instituto do impeachment, acabarão sendo alvos do que plantaram

          • Art. 85. São crimes de responsabilidade os atos do Presidente da República que atentem contra a Constituição Federal e, especialmente, contra:

            I – a existência da União;

            II – o livre exercício do Poder Legislativo, do Poder Judiciário, do Ministério Público e dos Poderes constitucionais das unidades da Federação;

            III – o exercício dos direitos políticos, individuais e sociais;

            IV – a segurança interna do País;

            V – a probidade na administração;

            VI – a lei orçamentária;

            VII – o cumprimento das leis e das decisões judiciais.

            Parágrafo único. Esses crimes serão definidos em lei especial, que estabelecerá as normas de processo e julgamento.

            Art. 86. Admitida a acusação contra o Presidente da República, por dois terços da Câmara dos Deputados, será ele submetido a julgamento perante o Supremo Tribunal Federal, nas infrações penais comuns, ou perante o Senado Federal, nos crimes de responsabilidade.

            § 1º – O Presidente ficará suspenso de suas funções:

            I – nas infrações penais comuns, se recebida a denúncia ou queixa-crime pelo Supremo Tribunal Federal;

            II – nos crimes de responsabilidade, após a instauração do processo pelo Senado Federal.

            § 2º – Se, decorrido o prazo de cento e oitenta dias, o julgamento não estiver concluído, cessará o afastamento do Presidente, sem prejuízo do regular prosseguimento do processo.

            § 3º – Enquanto não sobrevier sentença condenatória, nas infrações comuns, o Presidente da República não estará sujeito a prisão.

            § 4º – O Presidente da República, na vigência de seu mandato, não pode ser responsabilizado por atos estranhos ao exercício de suas funções.

            2. Sobre quem substitui o Presidente:

            Art. 79. Substituirá o Presidente, no caso de impedimento, e suceder-lhe-á, no de vaga, o Vice-Presidente.

            Parágrafo único. O Vice-Presidente da República, além de outras atribuições que lhe forem conferidas por lei complementar, auxiliará o Presidente, sempre que por ele convocado para missões especiais.

            Art. 80. Em caso de impedimento do Presidente e do Vice-Presidente, ou vacância dos respectivos cargos, serão sucessivamente chamados ao exercício da Presidência o Presidente da Câmara dos Deputados, o do Senado Federal e o do Supremo Tribunal Federal.

            Art. 81. Vagando os cargos de Presidente e Vice-Presidente da República, far-se-á eleição noventa dias depois de aberta a última vaga.

            § 1º – Ocorrendo a vacância nos últimos dois anos do período presidencial, a eleição para ambos os cargos será feita trinta dias depois da última vaga, pelo Congresso Nacional, na forma da lei.

            § 2º – Em qualquer dos casos, os eleitos deverão completar o período de seus antecessores.

          • Aliás, se vc tivesse lido o parágrafo único do art. 85 que VOCÊ MESMO citou, poupar-se-ia de fazer esse papel ridículo. Sobe um pouco a página e leia, ANTES de escrever qualquer bobagem.

    • Bom mesmo é Alckmin, sob cujos mandatos (já são 4) quanto mais chove, mais as represas secam. E você engolindo aquela história fajuta de “seca”, que já dura vários anos.

    • Eu apostaria todas as minhas fichas na Dilma caso as eleições fossem hoje, já passados alguns meses da morte do Eduardo Campos, o Aécio já teria voltado ao seu verdadeiro tamanho, isto é, capengando na casa dos 20%, este é o tamanho do Aécio, esses 51 milhões são fakes. Se não fosse a morte do Campos a eleição teria se resolvido no primeiro turno ou tranquilamente no segundo.
      O que mudou a eleição não foi uma “virtuosidade” do Aécio, foi apenas o ACASO.
      Quem não se elegeria hoje, uma pausa para risadas, é o Beto Richa….

  • Edu,

    Essa minoria “estrangeira” é e sempre será contra o Brasil.
    Tenho pena deles estão perdendo de usufruir de uma cidadania tão bela como a nossa.

  • Ontem Vi um video do PMDB em que a mensagem é claramente a da manutenção da ordem constitucional e democrática, a favor da punição de corruptos, mas contra a paralisação do país e suas obras. Pelo menos o PMDB mantem sua tradição de defender o regime democrático estável.

  • O Villa, além de ridículo, parece um alucinado em seu afã de destruir o PT! E se diz historiador! Sérgio Buarque e Caio Prado devem estar se revirando no túmulo de tanta vergonha!!

  • A economia derrubará Dilma, em poucos meses estas empresas envolvidas na L. Jato estarão quebradas, muitas já estão, se o bom Deus permitir teremos mais de 2 milhões de desempregados , e teremos ainda a PETROBRAS na lona, ainda com graça do todo poderoso teremos Dilma continuará subindo impostos (como já fez hoje com a folha de pagamento), e a montadoras do ABC demitirão cada vez mais( semana passada foram mais de 400).
    Então Dilma cairá de “MADURO” assim como Maduro da venezuela.
    O PMDB com suas inserções na TV já está preparando seu caminho para governar.
    E se tudo ocorrer como esperado, para fechar com chave de ouro devemos julgar e EXECUTAR Dilma por crimes contra a Pátria, bem como extinguir o PT e tambem enforcar e prender seus membros e simpatizantes.

    • Num sei não, mas acho que descobrimos alguém que vive de luz, é sustentado por algum magnata estrangeiro ou que acha que toda a sabotagem que a extrema-direita está fazendo com a economia brasileira não vai respingar nele. Enfim, se a direita não cultivasse o analfabetismo político, como conseguiria manter seguidorees?

    • Credo, de que buraco saiu esse José Farias. Querem acabar com o PT é? Quem vai sumir do mapa é o partido PSDB. Escreva o que estou dizendo. Por que será que nenhum senador do PSDB assinou o requerimento da CPI do HSBC? Aí tem, só pode. Os senadores tucanos ao fazerem isso confirma as suspeitas que todos nós temos, a de que tem tucano gordo na tal lista do HSBC.

    • Enfia uma camisa de força neste psicopata furioso, qua atende pelo nome de josé farias, cujas fantasias mórbidas incluem execuções, prisões, enforcamentos, espancamentos e sei lá mais o que, de todo mundo. O cara pirou de vez. É um sintoma extremo mas típico dessa histeria coletiva que se espalha pelo país, feito uma peste, e que parece a versão farsesca e desenfreada da histeria anti-comunista que grassava durante os anos da Guerra Fria., como é também sua digna sucessora. É um doença mental coletiva, cujos sintomas, como este, aparecem por aí sem pejo e com muita espuma saindo pela boca das vítimas.

    • Como é que um cara que torce tanto contra o país pode se dizer brasileiro?

      O cara quer ver o povo desempregado, quer ver a economia quebrando, quer ver empresas indo à falência.

      Não é a toa que vc vota no PSDB. Afinal, FHC saciou a sua fome de desemprego e falência e miséria, e agora vc quer mais, né?

      É incrível que vcs não tenham vergonha de desejarem o sofrimento dos outros dessa forma. Evidentemente, esse sofrimento é menos importante do que a “vitória”, do que o “prazer” de ver um Aébrio na Presidência. E como vc não vai sentir esse prazer da forma certa, vai da forma errada mesmo, né?

      Mais do que inteligência, falta-lhe caráter.

      Não é a toa que vc vota no PSDB, repito…

    • JOSÉ FARIA:
      Se cuida jenio, o fazedor da guilhotina perdeu o seu gogo na sua maquineta…
      Com essa lingua vai antes de perder a cachola vai perder o itauuu…

    • Parece que teu nome é adequado para ti. Se isso acontecesse, se aquilo desmoronasse, se convenceres alguém de algo, tu farias…Mas não farás, nazistóide barato.

  • É verdade, considero o segundo mandato de Dilma muito ruim, sobretudo por causa das medidas e do deboche do Joaquim Levy. Mas golpe, nem pensar…

    Dilma achou que receberia elogios da grande mídia, que poderia deixar de apanhar ao colocar um “homem do mercado” na Fazenda, mas não adiantou. Pelo contrário, perdeu apoio popular ao aumentar combustíveis, energia, ressuscitar alguns impostos… Levy deve ser do Instituto Milenium, só pode ser isso.

    Dilma tem errado, isso é verdade, mas impedi-la é banditismo, golpe, terrorismo da direita imunda.

      • Eu sei, Edna, é difícil… Mas ela quase bota tudo a perder com o Levy na Fazenda. Tudo para tentar acalmar a mídia golpista. Só que isso não funciona mais…

        Igual ao Mercadante fazendo o obituário do dono do Estadão, dizendo que o Brasil perdia uma figura maravilhosa, que usou o jornal para defender a democracia…

        Não cola, não funciona isso de tentar agradar…

    • O segundo mandato de Dilma ainda não completou dois meses e já é definido com “muito ruim”? Temos ainda mais de 95% de mandato pela frente e muita coisa vai acontecer. Calma!

      • Estou preocupado com a Dilma cidadã, a senhora de 60 e poucos anos. Esses erros que eu mencionei, acredito, aconteceram por causa desses bombardeios. Quem aguenta essa pressão sem cometer algum erro? O melhor era ter mantido o Mantega e tocado o barco sem os aumentos, sem as medidas de austeridade do Joaquim Levy, até um determinado tempo. Será que ninguém disse isso a ela?

        O lance do “estelionato eleitoral” pegou fundo, os aumentos anunciados também. Agora vão sair às ruas, junto com a direita, um povo que não costumava sair.

  • Caro xará,
    Sua análise é irretocável! Penso nisso todo dia e penso igual. Tomemos como exemplo alguns blogueiros “sujos”: Você, Luis Nassif, Altamiro Borges, Fernando Brito e Miguel do Rosário. Não tenho dúvida de que todos votaram na Dilma. Pelo que se lê em seus blogs, hoje, todos, uns mais outros menos, fazem severas críticas ao Governo. Criticas honestas, construtivas (espero que alguém do Governo as ouça), mas críticas. Se fossem responder a uma pesquisa maniqueísta como as de sempre, que não oferecem condições de explicação, algum de vocês responderia que o Governo Dilma é ótimo/bom? Duvido. Isso significa que voces são favoráveis ao “impitiman”? Risível, né!
    Já que estamos dando asas à imaginaçao, continuemos: Se o presidente fosse o Aécio, eleito com metade+1 voto, e seu nível de aprovaçao hoje estivesse no mesmo patamar de FHC quando saiu do Governo, vocês estariam bradando pelo afastamento dele? Sim, mas em 2018, pelo voto, e acredito (será que sou o velhinho de Taubaté) que muitos opositores da Dilma, assim pensam. Grande abraço.

  • Primeiro que eu acho essa história de impeachment uma estapafúrdia, que foi sendo engendrada forçadamente por uma direita que vem sendo derrotada a 12 anos e que não vê possibilidade de retorno ao poder a curto prazo. E de tanto falar, falar e falar, e a jornal petronal todo dia meter o pau no pt as pessoas acabam aceitando a idéia, uma idéia meio estranha mas que já tá todo mundo falando talvez seja mesmo correto, pensa o sujeito. Mas não é. Por isso acho que esta história se parece com uma bolha, tá inflado e vai estourar… é só o jornal petronal parar de se dedicar diariamente em malhar o pt que a popularidade de Dilma volta a subir, pq não acho que as pessoas de bem, quando não estão sob influência do noticiário pernicioso, duvidem de sua honestidade.

  • Absolutamente correto Edu; eles eventualmente não fizeram esta pergunta e tão cedo não farão porqued sabem a resposta.
    Por enquanto a população mais esclarecida do eleitorado dela e mesmo geral não quer o impedimento.
    E não quer porque sabe que o PMDB, haja vista a farra no Congresso, faria uma bagunça nesse país.

  • Impitiman é meuzovo!
    Dilma Rousseff é ruim na política, ao meu ver, mas mesmo assim é de longe a melhor opção entre as que nos foram oferecidas. Dilma foi eleita pela maioria do povo e isso é o mais sagrado, apesar de a direita estar se lixando para democracia. o PT paga caro por não explicar nada à sociedade sobre o que está acontecendo. Vejo os funcionários da empresa que trabalho, a cada dia com um boato novo sobre DIlma. Já ouvi gente que votou nela chamando-a de ladra. A guerra fo whatsappe facebook é intensa, com a direita cheia de soldados contratados e a esquerda só com simpatizantes. As peças do jogo estão todas no tabuleiro…Dilma sabe, Lula sabe, o pt sabe, a esquerda sabe mas ainda se mexem muito discretamente para a situação que se apresenta. O republicanismo covarde do PT ainda é a maior arma contra o partido e o projeto proposto. Agem como se as instituições fossem isentas, mesmo sabendo que a cada dia são mais cooptadas pela globo/ direita. Dilma não dá nenhum sinal aos seus eleitores, não cativa e pior, os deixa ignorantes, sendo presas fáceis para a mídia.

    • Corretíssimo xara, falta ao governo comunicação e deixar de acreditar que a mídia irá mudarnde opinião com levis e katias sendo escolhidos. Esse pessoal já tem um lado, a turma do 1 %. Nunca irão aceitar um governo popular. Então dona Dilma deveria governar para os que a reelegeram, esquecer o tal mercado e investir mesmo é no povo que a apoiou.

  • Sem contar que também existe gente que votou no arrocho never e também não que o impeachment.

    A direita sabe que a popularidade pode ser recuperada a qualquer momento, pois tentam o impeachment para ter uma chance de desmoralizar o PT e tentar a volta em 2018. Nojento isto!

    “impitiman é meu zovo”

  • Prezado Eduardo,

    Apenas uma correção ao seu texto: o registro de pesquisa para divulgação só é obrigatório em anos eleitorais e quando há perguntas de intenção de voto. Fora dos anos eleitorais, não há registro nem divulgação do questionários antes da coleta de dados.

  • Temos o viciado em drogas e o viciado em cachaça. Mas, com certeza, o pior vício da humanidade é a ozura por dinheiro. A verdade, é que no Brasil, uma turma aí está acostumada a roubar por vários anos. E desde o governo Lula até o Dilma, estão sofrendo a pior abstinência de suas vidas. A abstinência por não conseguir roubar como antes, com certeza, e a pior de todas. E com isso, estão provocando o verdadeiro terror no Brasil. A idéia é voltar ao poder e retomar o “vício” com toda a força. E contam com isso com o lobo mal que é a PIG e o apoio de um judiciário engavetador e um ministério público inerte. As consequências ninguém sabe. O dia em que o povo acordar e cair a máscara do Lobo Mal e descobrir que o Pig é o seu maior inimigo, não sei o que vai acontecer. Como a Dilma não fala firme e gagueja, eles banalizam a presidenta a todo instante, passando a imagem de uma pessoa insegura e assustada. Para voltar a roubar como antes, vão querer comprar todo mundo, como faziam antes. Essa turma é capaz de jogar o Brasil no vulcão. Passar a idéia para o povo de que a corrupção foi criada no governo Lula é a intenção dessa turma viciada. É hora de unir todos, esquerda, o povo, intelectuais, artistas e todo qualquer segmento contrário a isso e derrubar essa turma viciada. Que eles vão se tratar das suas abstinências.

    • Valeu Pereira, eu também falo para algumas pessoas que se alimentam dos noticiários das TVs, que eles não estão nem aí para o povo eles só querem se dar bem e ferrar com os mais pobres que precisam dos programas sociais do governo.
      Que procurem outras fontes de informações que não sejam aquela que todo dia afirma que o Brasil está quebrado.

    • Partindo do José Serra, é só isso que podemos esperar: privatização da Petrobrás. Se ele tivesse ganho as eleições em 2010 na certa hoje a Petrobrás estaria nas mãos da Chevron e os gringos é que estariam usufruindo da grana provinda do pré-sal. Graças a Deus ele perdeu as eleições mas ele continua cada vez mais assanhado propagando essa sua insistente teoria de que seria melhor para o Brasil privatizar a Petrobrás. Vamos cortar as asinhas desse Serra já!

    • E, pouco a pouco, as asinhas vão sendo colocadas de fora e as motivações ficam mais claras.

      Quero ver alguém contestar agora que há 1) uma campanha pela privatização da Petrobras e 2) que tanto do PSDB como a imprensa marrom participam ativamente dela.

      O Globo assumiu que sempre foi contra a Petrobras, desde o tempo de Getúlio. Diz que o Petróleo nunca “nos pertenceu”, mas aos patrões gringos deles.

      Aí vem o Serra e fala em privatizar “parte” da Petrobras.

      E depois que, na campanha, alguém acusa os tucanos de serem privatistas, sempre tem um otário que vem reclamar e dizer que isso “é terrorismo”.

      Taí, trolls, a prova definitiva e incontestável: o que a turma que vcs apoiam querem é entregar a petrobras, ocmo fizeram com CSN, Vale, Telesp, Embratel, etc.

      Será que agora vcs vão assumir logo o que querem, depois dos que pensam por vcs o terem feito, ou vão insistir que estão apenas “indignados” com a “corrupção” e mais nada?

  • Bom dia Edu.

    Nem uma coisa nem outra. Não é possível afirmar que a maioria aprova ou rejeita o impeachment de Dilma.

    Dizer que uma alternativa é tão ou mais válida que outra, então o título de seu post é tendencioso, a não ser que venha “Maioria dos leitores desse blog rejeita o impeachment “.

    Vamos ver se farão pesquisas específicas sobre esse tópico.

    Abraço.

      • Então, pela ótica do blogueiro todos os institutos de pesquisa manipulam dados e escondem resultados.

        Ou seja; os institutos de pesquisa são orquestrados pela direita.

        • E por edta otica que os sem midia fez representação pedindo investigação dos institutos de pesquisa,ou voçe não sabia ?
          Aqui se procura coerencia nos posts e comentários
          .

        • E não é uma constatação óbvia?

          A única coisa que explica os 17 pontos percentuais de suposta vantagem de Aébrio às vésperas do segundo turno é essa “matemágica” dos institutos, motivada politicamente.

          A manipulação é óbvia e sempre ocorreu. E a propriedade dos institutos – tbm obviamente – está, como sempre esteve, nas mãos da direita.

          Ou vc vai querer contestar o óbvio e evidente?

          A motivação dos institutos é tão descarada e clara quanto a razão do seu comentário.

  • Tenho falado disso faz alguns dias…se Dilma cair quem assume não é Aecio…assume Michel Temer…do PMDB, não do PSDB…o inimigo mora ao lado…já vem dando sinais claros que esta pronto…”são as escolhas e não as estrelas que nos guiam”…O Lula ta tentando acomodar…pode ser meio tarde…eles dão corda agora para te-lo amarrado tbm na seqüência…A cena ta que se ficar o bicho come e se correr o bicho pega…se Dilma, Lula e o PT forem pra esquerda o PMDB se soma a direita…se eles guinarem pra uma agenda a direita, o PMDB se escora na esquerda e no populacho descontente…o brete ta posto…como escapar, meus caros?

  • Edu, perfeito o raciocínio, votei em Dilma, tenho restrições ao seu desempenho, ela me parece acovardada, não creio ter cometido nenhum crime, mesmo involuntário, está longe pois, eu pedir o impichiman dela, nem pediria de algum outro presidente eleito pelo voto do povo.
    Votei em Janio-Jango, Vivi 1964!
    Eu respeito a democracia!

  • Edu, deixe-me completar o comentário anterior, eu iria às ruas defender com unhas e dentes o mandato de Dilma, mandato, que se repetir o primeiro, tem um olhar para o povo, para as suas demandas, tanto quanto os de Lula, e muito mais que qualquer outro!

  • Desculpe Edu, mas nem vou perder tempo para ler seu comentário. Sabia que uns dias antes da derrubada de Jango, o Ibope informou que seu governo era aceito por mais de 50% dos brasileiros? Resolveu alguma coisa? Fica mos 21 anos numa ditadura que varreu, ou seja, destruiu a Nossa Juventude. Eu estava lá e sei o que aconteceu. Hoj e, como ontem, aqueles que comandam o Brasil quinhentos anos estão ganhando. Edu voce é um iludido
    como eu fui ha 50 anos atrás. Voce acha que algum dos que lhe escreve fará alguma coisa pelo Brasil. Como dizia Plinio Marcos, eles tem família.

  • Que a direita discuta o impeachment é um fato previsível. Agora, o que eu acho estranho é a esquerda aceitar discutir essa hipótese. Então não tem luta no meio do caminho? Não é hora de união de esforços e de ação contra o retrocesso?

  • Vão ter que se aquietar e esperar quatro anos para uma nova eleição. Nesse meio tempo haverão muitas capas denuncistas de Veja e muitos cabelos arrancados de ódio, por mais estes 4 anos em que eles se mantêm longe do poder…

  • Eu não quero o impedimento, ate porque quem assumir vai ser massacrado pela situação que vai ter que enfrentar. Deixa ela sangrando e tentando consertar a m….que fez.

  • Edu , uma coisa é ficar incomodado com o silêncio da presidenta ,outra é concordar com esse golpe . Eu também iria às ruas pelos mesmos motivos de Joel .

  • A maior prova de que essa conversa de impeachment é golpe é o fato de que impeachment NÃO É recall.

    É um processo definido em lei, com requisitos e penas bem estabelecidos.

    Se houvesse MOTIVO pra impeachment, ou seja, se os requisitos estivessem satisfeitos, não se falaria em “apoio popular” para o processo.

    Só se fala desse suposto apoio pra convencer a classe política de que “o povo” daria a eles carta branca pra cometer uma ilegalidade explícita e USURPAR o poder, mesmo ausentes todos os requisitos que autorizam o processo, sem que houvesse uma reação que os prejudicasse.

    Não tem outra leitura possível.

    É golpe e ponto.

      • Pra isso e pra mais algumas coisas.

        Por exemplo, acabar com o Mercosul, que é uma ameaça para os EUA – e quem controla o Brasil controla a América do Sul. Nos tirar dos BRICs (os chefes do Serra estão uma vara com essa coisa dos BRICs acharem que podem ser independentes). E por aí vai.

        Tem muita coisa em jogo, incluindo o pré-sal e a petrobras. E isso sem falar que a crise mundial pode (e provavelmente deve) piorar bastante esse ano, com graves consequências pro setor de energia, por isso a pressa em entregar a estatal pros amigos garantirem o petróleo que eles acham que é deles, por estar no ANTIGO quintal deles.

        Um secretário de Estado dos EUA afirmou que depois de acabarem com a Russia, seria a vez dos “upstart” da América do Sul. Pelo jeito, meteram os pés pelas mãos como sempre, e a Russia provou ser mais difícil de lidar do que a arrogância deles esperava….

        Vejamos se se enganaram em relação ao Brasil tbm…

  • O que ninguém aguenta é uma atriz decrépita na intenção de salvar seu emprego na Globo pré-falimentar , procurar manter o seu emprego, procurar falar mal do maior Presidente da República que esse pais já teve. Para começo de conversa não sou filiado ao PT e tenho reservas quanto à algumas atitudes petistas. Acrescento que acho o Sistema Globo o maior câncer da Nação Brasileira.Em tempo: me referi à Rosamaria Murtinho, que como outro, rezam pela cartilha do Irmãos Marinho.

  • Prezado Eduardo,

    Mas a lei é clara. Se Dilma sofrer um impeachment até 2 anos de mandato, Temer vai assumir.

    Apenas de Temes (Vice) também sofrer impeachment, haverá nova eleição. E isto NUNCA vai acontecer, pois tanto o Senado, como a câmara são presididas pelo PMDB.

    Após dois anos de mandato, se Dilma sofrer um impeachment, o presidente da Câmara assume até o final do mandado.

    SDS,

  • Outros artistas globais sem caráter também acompanham as atitudes das conhecidas viúvas que foram agraciadas com referências sobre seus comportamentos ridículos em face de resoluções do STF. Vocês sabem do que eu estou fando…

  • Sr.. Eduardo o que querem é cria o “clima” para ver se cola; no yahoo havia uma chamada dizendo que o “clamor popular” pelo impedimento estava aumentado e nesta materia explicavam como o impedimento funcionava, como chegaram a essa conclusão é um misterio para mim.

  • Ela vai balançar, mas não vai cair. Mas quem sabe? Collor caiu por menos, mas não tinha suporte algum. Isso ela tem bastante.

    Salvo encontre-se um fiat elba por aí. Deve ter, mas difícil pegar.

    PT e PSDB são péssimas alternativas de mais do mesmo. Burrice, mediocridade, desonestidade. Pior ainda onPT pelo esquerdismo doentio.

      • Tbm estou curioso pra saber qual a alternativa preferida do trolzinho.

        Será que vai vir com a volta dos militares?

        Boçalnaro?

        Olavo de Carvalho pra presidente e Constantino pra vice? Lobão e Roger?

        Ou será que é mais um daqueles enganados peor Mises e cia com seus dogmas furados, e a “solução” dele é privatizar o Estado pros idolatrados capitalistas?

        Anarco-capitalismo? Free market? Teoria da dependência?

        Realmente, estou curioso pra saber que apito o troll toca, se é que defende alguma coisa e não está aqui apenas pra encher o saco por puro ódio…

  • :

    Ouvindo A Voz do BraSil e postando:

    **** ♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥ **** ♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥
    ♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥ **** ♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥ ****

    ************* Abaixo o PIG brasileiro — Partido da Imprensa Golpista no Brasil, na feliz definição do deputado Fernando Ferro; pig que é a míRdia que se acredita dona de mandato divino para governar.

    Lei de Mídias Já!!!! **** … “Com o tempo, uma imprensa [mídia] cínica, mercenária, demagógica e corruta formará um público tão vil como ela mesma” *** * Joseph Pulitzer. **** … … “Se você não for cuidadoso(a), os jornais [mídias] farão você odiar as pessoas que estão sendo oprimidas, e amar as pessoas que estão oprimindo” *** * Malcolm X. … … … Ley de Medios Já ! ! ! . . . … … … …

    “O propósito da mídia não é de informar o que acontece, mas sim de moldar a opinião pública de acordo com a vontade do poder corporativo dominante.”. Noam Chomsky.

  • O Joaquim Levy é pago pela direita para destruir a Dilma.

    O Joaquim Levy é uma bomba atômica. Seu poder de destruição contra o governo é um bilhão de vezes mais maior do que mil Lobão, mil Joaquim Barbosa, mil Aécio, mil Veja, mil Joaquim Barbosa, mil Sérgio Moro.

    O Joaquim Levy está matando a Dilma literalmente.

    O Joaquim Levy é do Instituto Milenium, está a serviço do GOLPE.

    O Joaquim Levy está fazendo um trabalho para a direita e a Dilma ainda não notou.

    O Joaquim Levy quer o caos.

    O Joaquim Levy é o demônio.

  • RIBAMAR FONSECA, 27/02/15 [no 247]
    Não podemos nem devemos permitir que interesses externos, defendidos por maus brasileiros preocupados apenas com os seus próprios interesses políticos e econômicos, destruam os avanços já conquistados

  • Impeachment é apenas uma fixação de anos da irresignada mídia com a vontade popular. Agora que o cargo de presidente está ” vago” , há pouco mais de dois meses, disso não tenho dúvida.

  • Fora de Pauta

    Sobre a Petrobras não há noticiário, apenas veneno, por Urariano Mota

    http://jornalggn.com.br/blog/urariano-mota/sobre-a-petrobras-nao-ha-noticiario-apenas-veneno-por-urariano-mota

    URARIANO MOTA

    SAB, 28/02/2015 – 07:43

    Talvez seja muita pretensão minha, ou até mesmo delírio, mas me parece que ainda não foram anotadas as repercussões futuras de dois momentos históricos, ligados como ação e reação, nesta ultima semana. Podemos mesmo observar um antes, um durante e depois. No primeiro ato histórico, tivemos o editorial de O Globo no dia 24 de fevereiro deste ano da graça e limite. Foi um texto que anunciava a que vinha já a partir do seu olho, que em jornalismo funciona como um pequeno trecho em destaque. Pois o olho do editorial de O Globo anunciava:

    “Manipulação política em torno da Petrobras

    PT ressuscita discurso da década de 50, quando o petróleo era ‘nosso’, mas continuava debaixo da terra. Agora, sem mudança de modelo, ele ficará no fundo do mar”

    Vocês já veem que o sentido da palavra “histórico” nem sempre é positivo. Pois o histórico nem sempre é digno de pertencer à história. Assim, é histórica a ascensão do nazismo na Alemanha. Mas isso não é digno de pertencer aos acontecimentos que nos engrandecem. Então continuemos, porque no editorial de O Globo pouco importa o arrazoado feijão com arroz de todos os dias que nele se inscreve em quase 90%. O importante é o que vem ao fim, nestes parágrafos:

    “Lembre-se que a descoberta do pré-sal foi usada para se instituir o modelo de partilha, o monopólio da estatal sobre a operação na área, conceder-lhe compulsoriamente 30% dos consórcios e estruturar-se um megalomaníaco programa de substituição de importações de equipamentos, também usado pela indústria de propinas do petrolão. Se a Petrobras, em condições normais, já tinha dificuldades para tocar esse plano de pedigree “Brasil Grande”, agora é incapaz de mantê-lo. Não tem caixa nem crédito para isso. Não há como sustentar o modelo.

    O PT, ao reagir ao petrolão, ressuscita um discurso da década de 50 e recoloca o Brasil na situação de antes da assinatura dos contratos de risco, no governo Geisel: o petróleo era “nosso”, mas continuava debaixo da terra. Agora, do mar.”

    E agora esclarecemos o que é mesmo histórico nesse editorial, no sentido de um momento marcante. Trata-se do seguinte. Mais de uma vez, a visão de que a mídia está contra os interesses nacionais recebe o nome de paranoia, ou de mania de perseguição da esquerda. Mas nesses últimos parágrafos do editorial de O Globo no dia 24 se demonstra que a esquerda nada tem de paranoica. Ficou claro que O Globo e companhia engoliam entalados, até então, o modelo de partilha da exploração do pré-sal. Fingia de equidistante, enquanto esperava, trabalhava, apostando para o seu fracasso, assim como um inimigo na tocaia. O sol da minha terra tem dois clarões, dizia João Cabral de Melo Neto:

    “O sol em Pernambuco leva dois sóis,

    sol de dois canos, de tiro repetido;
    o primeiro dos dois. o fuzil de fogo.
    incendeia a terra: tiro de inimigo”.

    O editorial foi uma iluminação de dois sóis, de fuzil de fogo e de tiro de inimigo. Dizia ele: “Se a Petrobras, em condições normais, já tinha dificuldades para tocar esse plano de pedigree ‘Brasil Grande’”. Ouviram bem, pedigree de Brasil Grande, e nesse pedigri falam mais alto os primeiros sentidos de ascendência de cachorro, de animal de raça. E concluía o parágrafo do editorial: “Não há como sustentar o modelo”. Ora, então entreguemos de vez o pré-sal a empresas e países mais capacitados. Mas o petróleo que O Globo diz estar “no fundo do mar” já enche 700 mil barris/dia. Em resumo, o que o editorial quis dizer foi: renunciemos ao sonho impossível, a esse sonho maluco de ver o Brasil como uma pátria grande e universal. Que não foi sequer sonhada por Policarpo Quaresma, de Lima Barreto.

    Mas o que incendiou mais a terra, nesse tiro de tocaia, foi o seu momento. Pistoleiro sabe o instante preciso de atirar. Numa onda, num vagalhão de denúncias de “avarias proporcionais à dimensão da roubalheira”, para usar a expressão nada protocolar do editorial, no sistema orquestrado de noticiar a delação selecionada, montada em ligações as mais traiçoeiras, está o dia 24 de fevereiro. Nesse dia, à noite se esperava o grande encontro de defesa da Petrobras. A coincidência com a manifestação. E Lula era esperado. Havia que atirar antes da eloquência ansiada.

    Que não se fez esperar. Assim falou o cara da comunicação do Brasil, o político que sabe falar para o povo do Brasil. Falou quem melhor sabe comunicar conceitos pesados, complexos, para a compreensão de todos. Adaptando um bordão, “nunca houve, em toda a história”, um presidente que saiba falar tão bem para o povo. Ele possui o dom de extrair das estatísticas a realidade humana. E falou e disse:

    “O que estamos vendo é a criminalização da ascensão social de uma parte da sociedade brasileira. Como vimos na campanha eleitoral, para eles é ofensivo as pessoas receberem Bolsa-Família, é ofensivo as pessoas participarem do Pro-Uni. A elite não se conforma com a ascensão social dos pobres que está acontecendo neste país….

    Não precisa mais de Justiça. Se a imprensa falou está falado. Mas cheguei à Presidência [da República] duas vezes sem ela….

    Sou filho de uma mulher analfabeta. de um pai analfabeto. E o mais importante legado que minha mãe deixou foi o direito de eu andar de cabeça erguida e ninguém vai fazer eu baixar a cabeça neste país. Honestidade não é mérito, é obrigação. Eu quero paz e democracia, mas se eles querem guerra, eu sei lutar também”.

    No outro dia, desse magnífico discurso, desse grande momento, que soubemos pela grande imprensa? Na Rede Globo, tanto no Em Pauta, quanto no Bom dia Brasil (Mau dia Brasil), a notícia do encontro da defesa da Petrobras foi a briga entre “militantes”. Na imagem fixa, um camisa vermelha dava um chute num “democrata”. Na Folha de São Paulo, a mesma foto do vermelho agredindo. Mas com o seguinte olho para a notícia do discurso de Lula:

    “Manifestantes da CUT e do PT entram em confronto com grupo antigoverno do lado de fora de ato pró-Petrobras”.

    Ou seja, sobre a Petrobras, não existe noticiário. É só veneno. É só desejo, que nem se disfarça mais, de apostar todas as fichas no caos. O depois desses dois momentos históricos é agora, continua na guerra articulada contra a Petrobras e o pré-sal, que o editorial de O Globo tão bem revelou, e Lula soube melhor responder no mesmo dia.

    *Áudio na Rádio Vermelho http://www.vermelho.org.br/noticia/259664-333

  • Que isso? essa elite brasileira, não tem vergonha na cara. A resposta a eles está lá no Geribatu e Campos Neutrais, da-lhe energia neles Dilma. Vão dormir cambada de safados. Direita vocês são piores que o lixo. Faríamos picadinhos de vocês, playboizada paulista.

  • Não vamos ser idiotas ou cínicos : impeachment de uma Presidenta sem que haja qualquer culpa criminal a ela atribuída é golpe de estado!!!!!!!!! Assim, não se pode confundir queda de popularidade com “direito” a impedimento. Vivemos num Presidencialismo e não num Regime Parlamentarista, onde a queda de popularidade de um Primeiro ministro(Chefe de Governo nesse Regime Político)pode levar à sua queda, o que acaba por criar Sociedades marcadas pela instabilidade política, que só não mergulham no caos por terem instituições fortes. Foi exatamente por causa dessa instabilidade que o Brasil não adotou o Parlamentarismo(o fez num curto período de tempo, entre 61 e 62, mas aquilo foi um golpe branco contra João Goularth), que seria terrível em nosso país por não termos instituições fortes e por causa da cultura autoritária que existe no Brasil, fruto de nossa formação escravocrata e da ditadura. NO PRESIDENCIALISMO, NÃO EXISTE HIPÓTESE DE AFASTAMENTO DA PRESIDENTA POR PERDA DE POPULARIDADE. O AFASTAMENTO SÓ É POSSÍVEL SE O CHEFE DE GOVERNO E ESTADO TIVER COMETIDO UM CRIME(COMUM OU DE RESPONSABILIDADE)DEVIDAMENTE COMPROVADO. Falar de outra coisa além disso é golpe e só pode ser levado a cabo por canalhas que não tem um pingo de vergonha na cara e dizem qualquer coisa para agradar aos patrões, como Merval pereira e Marco Antônio Villa. Outra coisa, quem disse que a “Sociedade” rejeita o PT!!!!!!!????? Que Sociedade, cara pálida!!!!!!!??? A “Sociedade” da classe média que assiste ao jornal Nacional e lê a Veja!!!!!!!!????? Essa não é a única Sociedade existente no Brasil. Aliás, nem é a maior, a grande Sociedade, composta pela camadas populares que ascenderam socialmente nos últimos anos, não somente votou em Dilma, mas não está nem aí para o moralismo hipócrita dos barões da comunicação e posso garantir a você que continua apoiando Dilma, principalmente a parcela vinculada aos movimentos sociais organizados, como MST e MTST. O problema comum que detecto em algumas análises progressistas é que as pessoas esquecem que há um mundo muito grande além das fronteiras de seu condomínio e nesse mundo ninguém sabe quem é Merval Pereira ou Marco Antônio Villa, mas todos conhecem Dilma Roussef. Deu para entender? A direita sabe disso e sabe que essas pessoas podem incendiar este país se eles tentarem um golpe. Observem a convocação de Lula a João Pedro Stedile no final do discurso proferido na ABI, aquilo não foi somente retórica.

  • Eduardo, Ricardo Kotscho está nos assustando.
    Em 2009 “previu com Montenegro a eleição de Serra em 2010.
    Em 2014 chegou a dizer que Aécio estava eleito.
    Hoje diz que o Governo Dilma “acabou”.

  • Eduardo quem quer o golpe contra Dilma nao é o povo, sao os baroes da midia que nao aceitou e nao engoliu a derrota poderosa que tomou, e certa oposição no judiciário, que tenta arrebentar a economia para causar desconforto na populaçao e assim vira-la contra Dilma.
    O PMDB faz parte de todo o projeto de governo nesses 12 anos com o PT.
    Ele nao quer impeachment, nao quer golpe, mancharia sua biografia de luta e sua reputaçao democratica, ficaria sendo visto como golpista pela população, caso aceitasse o golpe.

    E nós temos que travar a luta da comunicaçao nas redes socias nas trincheiras dos golpistas, dos reaças , dos analfabetos politicos, dos manipulados por mentiras , enganados e ignorantes.

    Vá no facebook e pesquise por grupos e coloque:

    – Dilma

    -Impeachment

    – PT

    Voces vao encontras varios grupos espalhando esse odio ao governo, ao pt, e querendo empeachment, querendo a volta dos militares.

    Entre lá e comente, responda cada um, rebata as mentiras, entre no perfil de cada um deixe sua mensagem, vamos levar a luz e iluminar as trevas do desconhecimento e da ignorancia.
    Vamos la compartilhar os blogs, muita gente nao conhece e por isso assistem e acreditam nas mentiras do PIG.

    É um dever, uma missao. Vamos destruir o PIG assim, falando diretamente com cada pessoa, convence-las a conhecerem os blogs.

    • A vocês que defendem o Governo do PT! Eu só tenho a lamentar por mim mesmo… Meu sofrimento que não tenho nada a ver com isso, e sou obrigado a trabalhar pra pagar corrupção do PT.
      O que nós queremos, é uma guerra civil para dividir o Brasil, assim como teve na Coréia, e colocar o PT para governar essa cambada de Idiotas Ignorantes… Resumindo: Adicione os pontos positivos do PT e Diminua pelos negativos e me envie por Email…

  • As mentiras e verdades sobre o aumento da Gasolina!
    Veja os dados para entender:

    http://4.bp.blogspot.com/-mY0wgqBLjTY/VMfiK4plRRI/AAAAAAAAOkU/VKyZw9T3j0M/s1600/gosolina_2002-12.png

    Durante os governos Lula e Dilma, o preço da gasolina subiu bem abaixo da inflação.

    Corrigindo pela inflação o preço médio pago na bomba nos postos do Brasil em dezembro de 2002, fim do governo tucano de FHC, corresponde ao valor de R$ 4,07 o litro.

    Os dados são apurados na pesquisa de preços feita pela ANP (Agência Nacional do Petróleo) e corrigidos pelo IPC-A (IBGE). O preço é a média cobrada em milhares de postos de todo Brasil, lembrando que uns cobram mais e outros menos.

    No fim do governo Lula, em dezembro de 2010, o preço da gasolina na bomba, em dinheiro de hoje, corrigido pela inflação, corresponde a R$ 3,33, bem abaixo do padrão tucano.

    No fim do primeiro governo Dilma, em dezembro de 2014, o preço médio estava mais baixo ainda, ficando em R$ 3,03.

    Em fevereiro entrará em vigor um acréscimo de impostos de R$ 0,22 sobre a gasolina. Mesmo que os postos repassem integralmente este valor para o preço final (nem todos repassarão tudo), o preço médio ficará em cerca de R$ 3,25, ligeiramente menor do que o preço no fim do governo Lula, e bem abaixo do preço tucano de 2002.

    No momento em que precisou adotar medidas anticíclicas e manter a inflação dentro da meta, Dilma chegou a zerar a CIDE (espécie de imposto regulador sobre o preço da gasolina), que agora está sendo reposta porque em 2014 a arrecadação ficou abaixo do esperado, por diversos fatores externos ao governo, como o terrorismo econômico praticado pelo PIG (Partido da Imprensa Golpista) e por especuladores, com a consequente retração de investimentos por empresários em ano eleitoral, mesmo com as desonerações, incentivos e alguns subsídios à produção.

    Além disso, a volta da CIDE ajuda a resolver outros problemas importantes mais à frente. No curto prazo, neste ano de 2015, contribui para a queda dos juros até o final do ano, ao contribuir para o superavit primário. Também torna o preço do álcool mais competitivo com o da gasolina. Mais adiante, a arrecadação da CIDE pode ser usada para investimentos no transporte público, como proposto pelo prefeito de São Paulo, Fernando Haddad.

    Vamos ser críticos, sim, mas vamos ser justos ao avaliar as medidas como elas realmente são, e avaliar quando são necessárias e até imprescindíveis ou quando são apenas questão de escolha política.

    Ninguém gosta de aumento na gasolina, mas este não faz parte de nenhum “saco de maldades” como diz o PIG.

    http://3.bp.blogspot.com/-Jpi8cYT2xMw/VMfiLGREobI/AAAAAAAAOkY/x3Uii6o39WQ/s1600/gosolina_2010-12.png

  • FHC e o Combate a Corrupção no Brasil

    Para entender melhor a hipocrisia sobre a corrupção e a pobreza no Brasil.

    (http://www.portalmetropole.com/2015/02/vox-populi-fhc-foi-o-governo-mais.html)

    O ex. presidente Fernando Henrique Cardoso (FHC) foi tão preocupado com a corrupção que ocorria no Brasil na sua época (1995-1998 / 1999-2001) que criou a Corregedoria Geral da União (CGU), hoje controladoria Geral da União, reestruturada no governo LULA. A CGU, órgão do governo Federal que fiscaliza e supervisiona todas as contas do poder executivo com municípios e estados, foi criada e implantada em 2001 (FHC). Ocorre que a CGU sequer funcionou no governo FHC, por estar no final do seu segundo mantado, ou seja, o governante criou uma instituição muito importante para o país no final do seu última mandato de 8 anos.

    O FHC criou a CGU, e não fez funcionar, ou seja, fez como muitos governantes fazem, ou seja, criou uma instituição Federal, fez marketing forte sobre ela, divulgaram em todos os canais de TVs dizendo que estavam combatendo a corrupção.

    O FHC não se preocupou em estruturar a Política Federal, muito menos fez a Polícia Federal trabalhar em conjunto com o Ministério Público Federal, o que complicou ainda mais o funcionamento da CGU. Dá para acreditar que criaram a CGU para funcionar?

    O ex. presidente Lula entrou em 2003, reestruturou a Polícia Federal, fez o Ministério Público Federal trabalhar em conjunto com a polícia Federal e fez funcionar a Corregedoria Geral da União. Detalhe, o ex. presidente Lula reestruturou e fez tudo isso funcionar já no seu primeiro ano de mandato (2003). Qual governo afinal estava preocupado com o combate a corrupção no Brasil?

    O ex. presidente Lula melhorou a Corregedoria Geral da União, (criou o sistema de sorteios para escolher quais os municípios e estados investigaria), aumentou o número de funcionários, e acabou com o uso político da instituição na época, dando poder e status de ministério a corregedoria, depois Controladoria Geral da União.

    A corrupção no Brasil cresceu muito no período do governo do FHC, não investigavam nada, a Política Federal era partidária e o Ministério Público Federal não se encorajava a apurar, pois, os desembargadores, procuradores e juízes eram ameaçados por traficantes e bandidos do colarinho branco, que quando presos, logo eram soltos.

    Havia na república do governo FHC, e que corria direto nos bastidores do poder, os bilhetinhos enviados pelo Sen. Antônio Carlos Magalhães (ACM), através de seus assessores, para a secretária da Corregedoria, senhora Anadyr Mendonça. Diante da pressão política que ocorria por debaixo dos panos no governo FHC, as pouquíssimas denúncias enviadas para a CGU, eram arquivadas. É por isso que se ouviu falar muito pouco de corrupção na era FHC, pois, não existia um mecanismo eficiente, que trabalhasse em conjunto no combate da corrupção, e com imparcialidade como existe hoje.

    A CGU de fato foi criada no governo FHC (Finalzinho de 2001), mas com o intuito de mostrar com um marketing forte que combatem a corrupção, e não com o intuito de funcionar de verdade.

    Essa história contada acima está na internet pra todos verem e conferirem – http://pt.wikipedia.org/wiki/Controladoria-Geral_da_Uni%C3%A3o_(Brasil).

    A hipocrisia no Brasil é vendida pela mídia e acolhida pela opinião pública que é manipulada diariamente.

    Veja como as mentiras do poder são muito semelhantes e como são vendidas para a opinião pública.

    O Sen. Aécio Neves, candidato das últimas eleições para presidente da República e deputado federal na época do governo FHC trata o assunto sobre a corrupção no Brasil com hipocrisia. Ele sempre requisitou a paternidade do hoje maior programa de transferência de renda do mundo, o programa Bolsa Família (http://pt.wikipedia.org/wiki/Bolsa_Fam%C3%ADlia).

    O FHC criou a CGU, como também criou o programa de distribuição de renda Bolsa Escola. Tanto a CGU quanto o programa Bolsa Escola não funcionaram como deveriam funcionar. Criaram um marketing forte sobre os programas, divulgaram em todos os canais de TVs dizendo que estavam combatendo a corrupção e a pobreza.

    Existe muita coincidência do programa Bolsa Escola com CGU?

    A hipocrisia e a mentira sobre os fatos no Brasil têm que ser combatida, e as TVs, Jornais e Revistas não podem menosprezar a boa-fé e a lucidez de todos os brasileiros.

    Abnel Alecrim

    http://www.portalmetropole.com/2015/02/vox-populi-fhc-foi-o-governo-mais.html

  • Boa noite, estimados! Faço um complemento ao erro grave do parecer do Dr Ives Gandra sobre o impeachment da Dilma. Mesmo com elementos para tal deposição, no nosso ordenamento jurídico inexiste impedimento por ato ou omissao em mandato anterior. Encontra-se fundamentado no artigo. 86; § 4 da Constituicao Federal: ” O Presidente da República, na vigência do seu mandato, não pode ser responsabilizado por atos estranhos ao exercício de suas funções.” Quando é responsabilizado? Na vigência do seu mandato. Juristas, a imprensa, partidos de oposição, articulistas feito o Reinaldo Azevedo e escritores se uniram para não respeitar o resultado das urnas e, para isso, alardeiam a mentira da possibilidade do impeachment para conduzir o povo. “Demagogo=que conduz o povo”; fizeram juz à etnologia . Tiveram um ano pra fazer, mas foram arrogantes confiando em si mesmos e na vitoria eleitoral; bem como os parlamentares prevaricaram, e agora não aceitam que colocaram, pela segunda vez-a primeira com o Lula -, puseram o interesse pessoal acima dos interesses do País. Vergonha para o eminente tributarista Ives Gandra ao participar dessa venda de elefante branco voador com tucano de pelúcia ao povo brasileiro. Todos os corruptos merecem apodrecer na cadeia, não importa o partido de filiação, mas inexiste impeachment retroativo, agora só para os atos de 2015-2019. Por extensão, se Dilma perdesse, poderia ser deposta sem mandato? Óbvio que não, depor quem não foi reeleito? Duhhh. E se pedissem impeachment de FHC em 2019(hipótese) por ato praticado em 1999? Tambem é impossível, mas a ação judicial, se não prescreveu pelo tipo de crime, é possível sim. É o caso de Dilma e Lula. Espero ter ajudado. Com a omissao do Congresso, em especial da oposição, e findo o mandato, agora é tudo na esfera do judiciário. Não vai deixar de ser apurado, mas a responsabilização dos líderes principais será mais demorada. Paz a todos, parabéns e vamos continuar unidos a cobrar punições severas aos que afundam nosso país, seja tucano, petista ou qualquer outro! Por uma democracia em que integridade e a competência seja a regra, e não a exceção. Paz!

  • A tentativa de manipulação da opinião pública de algumas empresas de comunicação beiram o desespero, não dá pra entender, sobre tudo nós que estamos aqui embaixo, mas não é por estarmos embaixo que não temos o poder de formar ou ter opinião formada a respeito de muitos assuntos que vão desde a economia, passando por política nacional e, até mesmo o grande mar de lama que algumas instituições envolvidas diretamente com a mídia tem com certas siglas políticas do nosso país.

  • Antes que cresçam manifestações, importante seria que a blogosfera em peso escrevesse a respeito desta elite que 500 anos governaram o país e legaram isto aos trabalhistas Lula e Dilma e não será corrigido em 16 anos somente, embota (aí citar obras por obras em vídeo) (como o PHA faz)do que já consertaram neste país. Senão o golpe virá.

  • Impeachment está previsto na lei. Então, não se trata de golpe. Isso é um inverdade. Não defendo o impedimento da presidente. Mas defendo a apuração cristalina e profunda dos possíveis crimes de responsabilidade que ela teria cometido. A partir dai, cumpra-se a lei… peço muito?

  • Os partidos que denunciam corrupção nogoverno do PT, são os mesmos que não querem acabarcom ela querendo que as empresas continuem pagando as eleições. Será que são pelos lindos olhos azuis dos partidos? Quem quer dar continuidade pra essa farsa: PSDB, PMDB e o Pudler do PSDB o DEM

  • Perseguição organizada e vigilância por satélite e tortura

    Eu queria fazê lo ciente de uma situação de emergência, tecnologia de satélite é silenciosamente ligada à milhões de pessoas incluindo crianças em todo o mundo. Ela fornece a localização constante e permite a vigilância dos pensamentos. Os operadores podem literalmente ouvir o que ouvimos ver o que vemos e ler nossos pensamentos. Esta tecnologia está sendo usada como instrumento de tortura remoto invisível através da transmissão de sons inexplicáveis vozes imagens cheiros e sabores diretamente no cérebro, criando assim inúmeras dores e sensações em todo o corpo e alterar totalmente os padrões de sono. As vítimas são torturadas, atormentadas 24hs ano após ano sem terem o direito de defesa. O equipamento um software biométrico aberto num computador, um microfone, uma antena interna que se comunica com as externas de porte maior com antenas de telefonia satélite e o cérebro humano. Torno a dizer que este tipo de crime hediondo está presente à muitos anos aqui no país. Saibam mais V2K tecnologia, voice to skull, psychotronic weapons, nano implant brain radar, gang stalking, target individual, telepathy sintetica, mind control, mk ultra. Já existem inúmeras vítimas no nosso país e isto está acontecendo no mundo todo.

  • Tecnologia letal em mãos criminosas

    Remoto neural monitoramento por satélite terrorismo no Brasil

    A mente humana já não pertence a esfera privada, o cérebro humano é um transmissor e receptor bioeletromagnetico, a atividade cerebral gera sinais que podem ser captados por receptores sensíveis que funcionam de forma semelhante a um receptor de rádio ou telefone celular e estes dispositivos podem ser acessados remotamente. A voz direcionada para o crânio da vítima chama se V2K ou voice to skull é possível ouvi la através das microondas. Essa tecnologia por satélite é controlada por uma rede global de criminosos, esses adentram o cérebro humano 24 hs a conexão pode vir de várias pessoas ao mesmo tempo leitura do cortex visual através da interface cérebro computador. A leitura da mente humana e controle da mente são violações horríveis dos direitos humanos muitas pessoas são escolhidas ainda crianças aleatoriamente e são atacadas fisicamente e mentalmente durante toda a sua vida. Esse abuso tortura eletrônica e experimentação e perseguição organizada é um crime contra a humanidade e as vítimas precisam de ajuda humanitária e jurídica urgentemente.

  • SRs. O ATUAL MOMENTO DO PAÍS É COMPARADO A UMA BOMBA ATÔMICA EM CONJUNTO BOMBA DE NEUTRONS,UMA NÃO DESTRÓI COISAS, E MATA, E A OUTRA MATA E DESTRÓI, SEUS EFEITOS SÃO DANOSOS,EM AMBOS OS CASOS.
    O BRASIL TERIA TODA SORTE DO MUNDO SE MUITAS DESSAS PESSOAS , NÃO FOSSEM ELEITAS PELO POVO,QUE ENGANADO ACREDITANDO,QUE OS ELEITOS FARIAM COISAS ÚTEIS PELO POVO ,E PELO POVO, COMO DIZ A CONSTITUIÇÃO. E POR FALAR NELA ESTA SENHORA SECULAR FORA RASGADA, E ,ME PERDOEM FOI ESTUPRADA.SOU REVOLTADO,COM O QUE ALGUNS MEDÍOCRES, FAZEM E FIZERAM COM ESTE PAÍS. ESTAS PESSOAS NÃO TÊEM DIGNIDADE ALGUMA,PARA JULGAREM QUAISQUER PESSOAS ENVOLVIDAS. O JUDICIÁRIO E O POVO SIM, NÃO ESTES POLÍTICOS, QUE QUEREM O DESLIGAMENTO DA MANDATÁRIA DO PAÍS. PARA QUEREREM,SIM USUFRUIREM MAIS E MAIS DESTA NAÇÃO . SÓ O DESLIGAMENTO DESTA MANDATÁRIA pode trazer a LUCIDEZ ,E O BOM SENSO. NA REALIDADE A NAÇÃO PRECISA DE PULSO FORTE E NÃO DITADORES. ESTE CONGRESSO QUE Ai ESTA, NÃO TEM SOBREEDADE, TÊEM SIM SUA FALTA. DEVÍAMOS TODOS UNIDOS CONVOCAR NOVAS ELEIÇÕES, E MOSTRAR A ESTES QUE LÁ ESTÃO QUE NOSSA NAÇÃO É DE PESSOAS HONRADAS E JUSTAS . E QUE TEMOS VERGONHA NA CARA. E DIGO MAIS SE OS POLÍTICOS TIVESSEM QUE SE ASSUJEITAR A RECEBER SALÁRIO MINIMO,POIS O POVO TEM PORQUE NÃO AFINAL ESTE SÃO ELEITOS PELO POVO, E ESTES NÃO O RECEBEM?
    SENHORES ME PERDOEM , MAIS O AS PESSOAS HONRADAS TRABALHADORAS DESTE PAÍS, MERECEM RESPEITO E DIGNIDADE O QUE A MAIORIA DOS POLÍTICOS NÃO.
    POR MUITO MENOS UM PRESIDENTE FOI RETIRADO DO PODER,CADE O POVO QUE NAQUELA ÉPOCA FOI CAPAZ DE RETIRAR O PRESIDENTE ? SINCERAMENTE ESTE POVO MERECE NOVAMENTE SER CONVOCADO PARA FORMA O MAIOR ATO DE PROTESTO JUSTO HONRADO E PACIFICO. O POVO BRA
    SILEIRO NÃO SUPORTA MAIS,TANTA SEMVERGONHICE, TANTA FALTA DE MORAL.

    RENATO DORNELLAS

Deixe uma resposta