Golpe de 2016 tende a ficar cada vez mais parecido com o de 1964

Reportagem

social capa

A crise política exauriu a sociedade brasileira. Ninguém aguenta mais o embate interminável entre “petralhas” e “coxinhas”. Dos dois lados, muitos foram cuidar da vida e pararam de se importar – um sinal claro do analfabetismo político brasileiro, que leva pessoas a acharem que podem simplesmente deixar de se importar com quem venha a ocupar o poder.

O pior é que grande parcela da mídia corporativa e do grande empresariado, após o afastamento de Dilma, cobra “acomodação” na política, interrupção da operação Lava Jato, enfim, quer que Michel Temer permaneça na Presidência e implemente desmonte de programas sociais e valorização do emprego e do salário implementados pelo PT na última década.

Temer estar na Presidência poderá se mostrar exponencialmente pior para os mais pobres do que teria sido se Aécio Neves tivesse ganhado a eleição presidencial de 2014. O PSDB tem uma leve camada de verniz de preocupação social, até porque o partido se diz “social democrata”.

O PMDB da atualidade, não. É o partido de Eduardo Cunha e das bancadas BBB (Boi, Bala e Bíblia). É um partido que, como demonstraram deslizes verbais do ministério mutante de Temer, chega a cogitar reduzir consideravelmente o insuficiente sistema público de saúde do país, o que poderia ter resultados imprevisíveis tanto do ponto de vista da saúde dos brasileiros quando do ponto de vista da ordem pública, pois não se imagina que a população ficará passiva vendo hospitais (por exemplo) piorarem ainda mais.

Que dizer, então, dos programas sociais? Desde o ano passado, quando se começou a levar a sério a hipótese de o PMDB tomar o poder através de Temer, começaram a surgir balões de ensaio sobre cortes profundos no Bolsa Família e em outros programas sociais, cortes que, em essência, seriam iguais aos da redução do SUS proposta recentemente pelo ministro da Saúde interino.

Sabe-se perfeitamente que a coalização PMDB-PSDB que governa o país interinamente é formada por grupos políticos que não levam a sério os programas sociais e os direitos trabalhistas, ou melhor, levam a sério, isso sim, a premissa de que gastar dinheiro com pobre não ajuda a melhorar a economia e, de quebra, ainda tira recursos que deveriam financiar o empresariado e remunerar o capital via política monetária (juros).

Um bom exemplo do que vem por aí está nos programas sociais do PSDB, quando governou o Brasil (de 1995 a 2002). Para que se possa mensurar a rejeição dos tucanos a programas sociais de verdade, reportagem da Folha de São Paulo publicada pouco antes da campanha eleitoral de 2002, em que Lula venceu José Serra, revela que FHC só gastou um pouco mais com o social quatro meses antes da eleição daquele ano. Até então, os programas sociais tucanos eram cosméticos, recebiam pouquíssimos recursos.

FHC deixou simulacros de cadastro da pobreza e do programa social Bolsa Família. Contudo, os programas começaram a ganhar alguma materialidade a 4 meses da eleição presidencial de 2002, conforme matéria da Folha de São Paulo naquele ano eleitoral. Abaixo, a matéria.

social 1

Não é à toa que pesquisadores e cientistas sociais já dizem temer (com trocadilho) os efeitos do enfraquecimento do PT. Como se vê na matéria acima, enquanto que, hoje, só o Bolsa Família (entre muitos outros grandes programas sociais) consome quase 30 bilhões de reais, após oito anos de governo FHC o Brasil gastava menos de 10% disso com um ensaio de unificação de alguns programas cosméticos como o  bolsa-escola e o vale-gás, que pagava 13 reais para que uma família pudesse comprar gás de cozinha, tal era a situação de penúria dos brasileiros naquela época.

Ao lançar, recentemente, um livro sobre a desigualdade brasileira, a pesquisadora Marta Arretche deu declarações preocupantes no que diz respeito ao quadro social de um país em que ainda há graves problemas sociais e no qual chega ao poder um grupo político com discurso claro de redução de gastos com programas vitais como o Bolsa Família.

Organizadora do recém-lançado “Trajetórias da Desigualdade: Quanto o Brasil Mudou nos Últimos 50 Anos”, um inventário dessa chaga no país, a cientista política Marta Arretche diz que a profunda crise do PT põe em risco a tendência de queda da desigualdade das últimas décadas.

A “ameaça eleitoral da esquerda”, diz a pesquisadora, sempre funcionou como incentivo para que conservadores incluíssem a questão social em suas agendas. Sem a ameaça, que nos últimos 25 anos foi personificada pelo ex-presidente Lula e pelo PT, toda a agenda social seria afetada, argumenta.

Na obra, Arretche e outros 25 pesquisadores discutem aspectos das desigualdades regionais, raciais, de renda e gênero, entre outros. Argelina Figueiredo, Eduardo Marques, Fernando Limongi e Naercio Menezes Filho são alguns dos coautores.

O tom geral da obra é de preocupação com a possibilidade de uma convulsão social a partir da eventual confirmação de Temer na Presidência até 2018.

“É muito tempo”, diz professor de Ciências Sociais de uma grande universidade paulistana que prefere não se identificar. Para ele, se Temer ficar quase dois anos e meio na Presidência poderá destruir o mínimo de direitos sociais e dos trabalhadores que persistem no país.

Para ele, se houver confirmação do impeachment de Dilma, PMDB e PSDB trabalharão duro para privatizar tudo que virem pela frente e, pior, para destituírem os trabalhadores de direitos trabalhistas que a ideologia desses partidos afirma que impede a geração de empregos.

Recentemente, o chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, afirmou a uma plateia de empresários que para criar mais empregos no Brasil é preciso tirar direitos trabalhistas. Essa premissa já existia no governo FHC, no governo Collor e até no governo Sarney. Aí Lula chegou ao poder e durante mais de 11 anos o Brasil viu o salário médio do trabalhador crescer e o desemprego cair ano após ano, inclusive aumentando exponencialmente o percentual de trabalhadores com carteira assinada.

Essas teorias sobre ser necessário extinguir direitos trabalhistas para que mais empregos sejam criados está sendo apresentada como “novidade”, mas é mais velha do que andar para frente. Começou lá nos anos 1980, antes mesmo da redemocratização do país. E agora os conservadores estão tentando dar o mesmo golpe nos brasileiros.

Em alguma medida, deixar os conservadores “trabalhar” seria bom para o país. O povo foi enganado. A economia foi sabotada para que conseguissem tirar do poder partido que vinha melhorando as condições de vida do povo.

A Lava Jato e a rebelião no Congresso trabalharam como uma pinça sobre o crescimento da economia, roubando empregos e renda das pessoas. A Lava Jato tratou de paralisar o setor da economia (construção pesada) que mais movimenta dinheiro e o Congresso, ao se recusar a aprovar qualquer matéria de interesse do governo, fez consumidores e empresários paralisarem qualquer tipo de investimento.

Com demissões e redução da renda do trabalhador, programas sociais tornar-se-ão cada vez mais necessários, mas sob o discurso da ordem orçamentária tentarão eliminar tais programas.

Quem poderia se contrapor a esse tipo de sandice seria o único partido de esquerda que conseguiu se viabilizar eleitoralmente no Brasil. Até a criação do PT, nunca o Brasil teve um governo com preocupação social tão concreta e que tenha feito tantos investimentos em programas sociais.

O PT empreendeu uma luta contra a pobreza e a desigualdade que, por 11 dos 13 anos de governos petistas, vinha sendo vencida. Porém, ao não conseguir mais manter os resultados brilhantes exibidos entre 2003 e 2014, com forte criação de empregos e aumentos de salários, com redução da pobreza e da desigualdade, o partido perdeu  apoio da sociedade e, nesse momento, a direita começou a exumar propostas malucas como aquela velha história de tirar direitos do trabalhador para lhe aumentar a “empregabilidade”.

Neste momento, em milhares de grupos de discussão na internet, nos grupos de estudo nas universidades, nos partidos, nos sindicatos e até mesmo em setores da iniciativa privada já borbulha uma preocupação considerável com a tal “ordem pública”.

Não haverá estabilidade política enquanto não cessar essa opção da direita pelo aniquilamento dos adversários de esquerda. Prendem lideranças políticas petistas para combalir a resistência, mas esquecem que quase toda a esquerda já se uniu contra a coalizão golpista de direita e, assim, movimentos sociais, sindicatos e partidos de esquerda não vão deixar a temperatura política baixar.

Não se vislumbra a menor possibilidade de tirar o Brasil do atoleiro econômico enquanto persistir o acobertamento de corruptos de direita e o linchamento público de “petistas”, Lula à frente.

Por outro lado, a maioria parlamentar no Congresso e o apoio de grande parte da mídia corporativa dão a tucanos e peemedebês a sensação de que tudo podem, estimulando-os a crer no esmagamento dos adversários e fim de papo.

A direita midiática afirma que, se a esquerda se rebelar, será reprimida pelo “Exército de Caxias”. Ou seja, o golpe de 2016 tende a ficar cada vez mais parecido com o de 1964 – como se sabe, a ditadura mesmo, apesar da derrubada ilegal de Jango, baixou só em 1968, com o Ato Institucional número 5.

Foram quatro anos entre o golpe de 64 e o agravamento do golpe, em 68. Ou seja: se repetíssemos aquela história, lá por 2020 é que as coisas iriam piorar de verdade no Brasil. Ao menos do ponto de vista institucional e democrático, já que a ditadura provou que é possível o país melhorar para pouquíssimos (“milagre econômico”) enquanto a maioria se ferra.

Temos que ter em mente que mal entramos no golpe. Alguns reclamam de medidas autoritárias de Temer como as tomadas na EBC / TV Brasil. Costumo responder que é por isso que se chama “golpe”; se os golpistas adotassem medidas legais e justas não seria golpe, seria continuidade democrática.

Na verdade, o golpe nem aconteceu ainda, já que, em tese, pode ser revertido. O que se viu, até aqui, foi apenas prenúncio do que os golpistas pretendem se conseguirem derrubar Dilma sem os requisitos legais. A confirmação do impeachment, portanto, pode gerar um caos social talvez nunca visto no Brasil. E golpista não teme reprimir a indignação dos justos.

74 comments

  • Ciro Gomes tem recomendado que a gente suba a agressividade um ponto na escala, e eu confio muito no faro e na experiência política dele. A canalhice desse impeachment ilegal, das manipulações da mídia, dos semianalfabetos comprados que vem aqui e em outros escrever merda com desonestidade acima de qualquer limite aceitável, isso tudo é uma coisa tão absurda que nós realmente não podemos aceitar essa podridão, e cabe dar uma subida no tom. Ninguém está falando em violência, nisso não devemos nunca descambar, por princípio e por uma consideração prática – levaríamos a pior – mas uma subida na agressividade contra quem defende a nojeira do impeachment cabe sim, é necessária nesse momento. Não podemos deixar fácil para essa gente, é preciso questionar, partir pra cima, mostrar as contradições, a imoralidade, a canalhice.

    Além de tudo, é sempre importante pensar, ter argumentos, ter inteligência. Não dá pra repetir bobagem sem pensamento, afirmação sem argumento, argumentos toscos. É preciso recuperar a hegemonia moral e intelectual. O pessoal de esquerda que parou de ler precisa voltar a ler, argumentar, discutir com inteligência. Não dá pra ficar só repetindo discurso petista tosco.

    TODO DIREITISTA É BURRO, MAS NEM TODO BURRO É DE DIREITA.

    E vamos subir um ponto na escala da agressividade, porque a situação demanda isso. Ciro tem razão. Aliás, procurar um dos vários vídeos de palestras dele na internet é uma boa ideia no momento. O principal motivo básico da queda do PT, lá atrás no início do processo, foi a absoluta falta de consistência ideológica. A esquerda precisa se reorganizar, e dessa vez é com forte grau de consistência ideológica, não bobagem de “pena dos pobres” católica. Agora precisa de leitura.

      • Além do mais, está cada vez mais difícil convencer a um coxinha que um mais um é dois. Meu cunhado esteve aqui em casa dia desses num jantar, e ali eu vi como desonestos intelectualmente eles são. Chegamos a um ponto em que ele não me deixava terminar de dizer o que eu queria, acusando-me de ter votado no Temer e gabando-se de ter votado no Aécio. Dá pra discutir mais com uma figura dessas? Minha vontade foi de abrir-lhe o crânio
        e colocar uns livros, literalmente.

        • O PT não aceita de FORMA ALGUMA mudanças, seja de qual espectro político vier, são autoritários e tem eterna fome de poder. Além de odiar Dra. Janaína Paschoal devido a inteligência e coragem indubitável. Por outro lado infiltram por todo lado, de maneira suave e despistada para parecerem espontâneos (mas dá para descobrir: só utilizam de frases-prontas, clichês bolorentos e em mal português, como: «não vai ter golpe”, frases estereotipadas)

          Não se precisa ser sociólogo e nem ter mestrado na USP ou na Sorbonne para se saber que os fenômenos políticos e sociais não surgem da noite para o dia; tanto eles se engendram, crescem e explodem, como podem se desfazer. Não se pode também engarrafar ou conter ou congelar comportamentos sociais. São movimentos vivos que podem dar a impressão de uma certa volubilidade –o povo coroa mas pode destronar seus reis.

          Mia, bebe leite, tudo indica que é um gato; mas o PT afirma: é um cão.

      • Marcus, entendo completamente como você se sente, acredite. Ocorre que, lamentavelmente, temos que levar em conta um fator muito importante: a direita tem controle ideológico do exército, tem controle ideológico da polícia. No Brasil essas organizações estão a serviço dos interesses da elite econômica. É um absurdo, porque soldado é pobre, policial é pobre, mas eles passam por lavagem cerebral e ficam repetindo discursos completamente absurdos feitos para enganar os pobres em nome dos interesses dos ricos. Aliás, tá mais do que na hora de começar um movimento “Exército sem partido”. Enfim, essa situação significa que não temos a menor chance indo pro pau, essa é uma opção que simplesmente não é viável. Teremos que encontrar outras alternativas.

  • Os petistas corruptos que se locupletaram do dinheiro público, agora estão defendendo a mesma tese dos nazistas julgados em Nuremberg – a de que não eram culpados, de que apenas cumpriam ordens do PT. É a patifaria levada ao extremo.

    Eugênio José Alati
    26/06/2016.

    EM TEMPO I: NÃO CENSUREM PARA OS PETISTAS SE CONSCIENTIZAREM COMO SÃO PATIFES.

    • O ladrão vagabundo Eugênio José Alati, elemento ordinário, canalha da pior espécie, é um vigarista safado, estelionatário e golpista que ataca o PT por interesse partidário, pois quer enganar a população e obter votos para uma candidatura onde possa roubar à vontade, corrupto sem vergonha que é. Esse pilantra não tem a menor moral para criticar ninguém ou coisa nenhum.

      NÃO CENSUREM PARA QUE AS PESSOAS POSSAM SABER O TIPO DE BANDIDO SAFADO QUE VIVE CRITICANDO O PT.

      • Cidadão

        vc não vai mostrar a sua indignação com os corruptos petistas?

        Nadinha?

        Todas essas delações, acusações, investigações e vc não vai falar nada?

        Sua indignação é meio seletiva, né?

        corruptos são os outros!

        entendo…

        • Cidadão, você não se indigna com as mentiras dos carlos soares da vida? Esses carlos soares da vida não conseguem enxergar (ou não querem) coisas erradas e atitudes de bandidos, pois eles amam esses bandidos (ou pensam em ser iguais à eles).

          Se indigne cidadão, deixe o seu seletivismo de lado (deixe também o cinismo)!

          • DILMA (Maria-a-Louca):
            Criticou o governo.
            Criticou o Juiz Sérgio Moro.
            E autocrítica? Ela fez autocrítica? (RESPONDA ESSA.).

            Mas não somos nem BREGA e nem otários, pois:

            1.
            Sabemos quem é a mãe e o pai da falência do Estado do Rio de Janeiro.
            2.
            Da morte da onça pintada.
            3.
            Da ciclovia da morte.
            4.
            Da falta de leitos em hospitais.
            5.
            Da falta de vagas em creches.
            6.
            Da falta de escola de qualidade.
            7.
            Da falta de transporte público digno.
            8.
            Dinheiro roubado lavado na África.
            9.
            Aumento de ônibus no Brasil inteiro.
            10.
            Vontade DO PT de voltar com a CPMF.
            11.
            Chikunguya.
            12.
            Do aumento de doenças no Brasil, como a ZIKA, que apareceu do nada, por falta de saneamento básico e prevenção do Estado.

            Enquanto o povo está órfão… A corrupção tem pai e mãe.
            ¿Adivinha quem é o pai & a mãe?…

      • A estupidez é uma couraça, um mecanismo de defesa, que bloqueia qualquer luz que possa clarear as deliciosas trevas em que vivem. Acorde!

    • Em tempo: o tribunal de Nuremberg só pode ser considerado como modelo de justiça por um analfabeto ignorante como Alati. Ninguém se importou muito com a coisa porque afinal de coisa os réus eram nazistas que provocaram o pior genocídio da história, mas evidentemente que os vencedores se reunirem para julgar os vencidos não pode ser considerado a coisa mais isenta do mundo, o adequado teria sido buscar juízes entre os países neutros. Mesmíssima coisa aplica-se ao tribunal de crimes de guerra de Tóquio.

      Entre seus vários defeitos, o tribunal acabou deixando muitos criminosos de guerra impunes. Por exemplo, o Brasil se esforçou para conseguir julgar o nazista capitão de submarino Gerhard Wiebe, que havia ordenado o fuzilamento da tripulação brasileira do navio civil Antonico após sua rendição, resultando em um monte de civis brasileiros covardemente executados, um crime de guerra absurdo. Wiebe acabou jamais sendo julgado por seu ato criminoso. Esse é o modelo de “Justiça” almejado pela corja fascista representada pelo mongoloide Eugênio Alati.

    • José Aladi, podia pelo menos trocar um pouco o texto, pois a comentar alhos misturas as respostas com bugalhos. O que é isto preguiça ou burrice mesmo? O mesmo comentário que está no Tijolaço sobre educadores do passado utilizas para um texto nada a haver.
      Pergunta: És Burro? Sem noção? Ou preguiçoso?

  • “se os golpistas adotassem medidas legais e justas não seria golpe, seria continuidade democrática.”

    Por favor, aponte 1 única medida ilegal q foi tomada durante esse processo de impeachment!

    Quanto a medidas “justas”, o critério de justiça é bastante flexível… o q é “justo” pra uns, pode ser “largo” pra outros…

    Portanto, fiquemos nas coisas objetivas: 1 medida ilegal, por favor!

      • Vc q está dizendo q foi ilegal!

        A decisão de Tofoli foi em carater liminar… Nada garante q, no julgamento da ação, não seja confirmada a demissão.

        E depois, se de tudo q vcs estão dizendo, a única coisa q vcs conseguem apontar como “ilegal” for isso, então vcs estão mesmo sem argumento nenhum!

        • Seletivamente tucano, seletivamente cínico, seletivamente coxinha e trouxinha. Por isto você só quer enxergar o que convém.
          Você é a prova do golpe!

    • A quatro meses da eleição, depois de fortes críticas devido a OITO ANOS de descaso social e abandono da saúde e educação públicas e com forte agravamento das mortes por denutrição e fome crônica da população desassistida, FHC implantou quatro programas socias de fachada, que atingiam uma ínfima minoria dos necessitados e todos atrelados a caciques políticos interessados em usar esses programas para obter ganhos eleitorais, não pela melhoria das condições de vida da população, mas pela intemediação das indicações para os beneficiários dos programas.
      Esses programas foram desenhados para jamais decolarem e servirem apenas de álibi para o vergonhoso descaso social do governo tucano.

      Se é isso que os coxinhas tem para apresentar, saiba que é um tiro que sai pela culatra, pois só demonstra que o FHC realmente fez um governo entreguista, elitista e antipopular.

      • Ou seja, só a esquerda socialista pode criar programas sociais que não são usados politica e eleitoralmente. Só a esquerda socialista se sensibiliza socialmente. Certo?
        Qualquer programa social da direita ou da centro-esquerda é jogada eleitoral. Correto?
        Na eleição quando a Dilma dizia que Aécio ia acabar com o Bolsa Família, ela não estava usando esse programa eleitoralmente?
        E como diferenciar uma coisa de outra sem usar o viés ideológico??

        • Por que será que Bill Clynton deu um puxão na orelha de FHC quando esteve visitando o RJ? Se não sabe, foi porque viu o estado de miséria que o RJ se encontrava.

  • Oi, Edu, já compartilhei. Pois é, esse prenúncio de golpe não pode passar. Os movimentos sociais tiveram muito fôlego em abril e especialmente maio, mais de 400 manifestações, mas vai passando o tempo e a vida cotidiana vai se impondo, esse é o receio. Algo contundente teria que ser feito. E não sei como poderíamos reagir mais.

  • Os petistas transformaram a nação num butim, isto é, se apropriaram do Estado para saqueá-la.

    Eugênio José Alati
    26/06/2016.
    NÃO CENSUREM PARA OS PETISTAS SE CONSCIENTIZAREM DE COMO SÃO PATIFES.

    • Eugênio José Alati é um corrupto, ladrão, vigarista e pilantra que ataca o PT porque quer ficar livre para enganar e roubar o povo. Trata-se de um canalha da mais baixa escória, mais sujo que um monturo de estrume.

      NÃO CENSUREM PARA QUE AS PESSOAS SE CONCIENTIZEM SOBRE O TIPO DE LADRÃO SALAFRÁRIO QUE VIVE DIFAMANDO O PT.

    • Lendo alguns comentários dá a impressão que nosso país nunca teve corrupção. Por que será que Jânio Quadros usava como símbolo uma vassoura e cantava: VARRE, VARRE VASSOURINHA, VARRE, VARRE BANDALHEIRA, POIS O POVO ESTÁ CANSADO DE SOFRER DESTA MANEIRA…. Por que será que o povo de SP vota naquele que rouba, mas faz? Engraçado, hoje tudo é culpa do PT. Parem com hichpocrisia, com ofensas e com o velho chavão de comunistas, pois nenhum idiota esperaria 13 ou 14 anos para impor o comunismo e a indústria anticomunista implantada pelos EUA, não cola mais, pois nem URSS existe mais. E os babacas que nem sabem o que significa bolivarismo, nem sequer devem saber que Simon Bolívar queria apenas unificar a América Latina para torná-la mais forte. Mas os vira-latas só sabem ofender. Me cansaram de tanta ignorância e arrogância. Quantos que nos criticam são empresários? Parem de ter uma visão mesquinha e hipócrita, pois muitos são contra o aborto mas não são contra os que deixam as crianças nascerem para morrerem de fome. Que cristãos são esses que odeiam o pobre, que discrimina-os e que odeiam àqueles que lhes estendem a mão? Terão que serem cruxificados também para no futuro serem reconhecidos?

  • “Esquerda se rebelar”? O que quer dizer com isso?
    Vão voltar a assaltar banco? Sequestrar pessoas? Luta armada?
    Seria bom um complemento para não passar a ideia de violência.

    Ps só há um exército no Brasil, o de Caxias, e com toda a certeza a maioria esmagadora da população brasileira concorda com isso. Qualquer outra coisa é milícia, situação vedada, e que deve ser combatida com todos os meios legais.

  • No Jornal do Brasil online

    http://www.jb.com.br/sociedade-aberta/noticias/2016/06/26/corruptos-e-corruptores-fazem-acordos-e-voltam-para-as-suas-casas-bilionarias-e-o-povo/

    É assim que funciona a Lava Jato

    Hoje às 11h45 – Atualizada hoje às 12h06

    Corruptos e corruptores fazem acordos e voltam para as suas casas bilionárias. E o povo?
    Delinquentes continuam desfrutando do produto de seus roubos, enquanto o brasileiro sofre

    O que se vê nesses acordos de leniência e nesses processos da Lava Jato é o correto levantamento policial, em que corruptores e corruptos são identificados com uma rapidez que não se via na mesma polícia do passado.

    Por exemplo: nas privatizações, houve vários grampos feitos, principalmente no BNDES, entre gabinetes de ministros. E muitos trechos a imprensa divulgou na época, nos quais um falava a outros: “Não se preocupe, ‘autoridade 1’, eles não levaram a Vale, mas vão levar a Telemar.”

    Entre os supostos delinquentes do lobby se encontravam parentes de autoridades importantes. Hoje, não existe mais isso. Se descobre a autoridade, os parentes da autoridade, os corruptos e os corruptores.
    Corruptos e corruptores, desde que delatores, pelos acordos de leniência que fazem, voltam para as suas casas bilionárias construídas com dinheiro roubado

    O que se estranha é que os corruptos e corruptores, desde que delatores, pelos acordos de leniência que fazem – e o JB por várias vezes já fez este protesto – voltam para as suas casas, que não são casas, são verdadeiras mansões de valores bilionários.

    Saem da prisão que o povo paga, onde desfrutam de seus tempos de criminosos, e voltam para as suas mansões que construíram com dinheiro roubado, para passar quatro ou cinco anos em prisão domiciliar aqui no Brasil. Depois, vão gastar suas fortunas em dólar.

    Os prejudicados, que foram demitidos, perderam seus planos de saúde, perderam seus empregos porque o país quebrou, vão viver eternamente na miséria. Enquanto isso, os verdadeiros culpados, corruptos ou corruptores, vão viver eternamente na abundância do produto de seus butins aqui ou no estrangeiro. Eles, seus filhos e netos.

    Que justiça é essa?

  • A coisa tá russa, Edu! Agora todos nós estamos sabendo o motivo da visita, não agendada, que o Ministro Interino da Justiça, sr. Alexandre Moraes, fez ao juiz moro na terça-feira, dia 21: solicitar que a “metralhadora” da Lava Jato voltasse a mirar o PT. E aí tivemos na quinta-feira a deflagração da Operação Custo Brasil com a prisão do ex-Ministro do Planejamento e ex-das Comunicações no governo PT, sr. Paulo Bernardo, e mais alguns políticos do partido. Fico aqui me perguntando qual foi a moeda de troca oferecida para que juiz moro voltasse a focar o PT na Lava Jato e deixasse de lado as denúncias contra os políticos do PMDB, PSDB e demais aliados? Não ficarei nem um pouco surpresa se, diante da possibilidade do impeachment vingar e Temer continuar como presidente no lugar de Dilma até 2018 ou sabe-se lá até quando, o Ministro do STF, sr. Celso de Mello, finalmente se aposentar e juiz moro for o indicado por Temer para assumir a sua vaga. Sabe-se que era desejo do sr. Celso de Mello se aposentar após o julgamento da AP470, mas foi desestimulado a fazer isso para evitar que Dilma tivesse a prerrogativa de indicar outro Ministro para o STF. Olha, do jeito como esse juiz moro é deslumbrado e alucinado para prender o Lula, ele vai partir como um trator pra cima do PT. Tanto é que já “reativou” todos os inquéritos contra Lula, conforme li no jornal aqui de S.André, o Diário do Grande ABC. E foi patético vermos a PF de “uniformes de campanha e armas de grosso calibre” em frente à sede do PT em SP nessa Operação deflagrada na quinta-feira contra o partido. Ridículo mesmo. Pura encenação! Só para dramatizar a imagem do PT perante a opinião pública.

    • Sobre a denúncia de Paulo Bernardo ter desviado R$ 100 milhões dos contratos de consignado, não vai falar nada?

      Se a ideia do Ministro da Justiça era pedir pra Lava-Jato voltar a focar no PT, pq a prisão de Paulo Bernardo saiu de outra operação e de outro juiz?

      Seu “raciocínio” carece de lógica…

      E o mais estranho é a falta de críticas ao comportamento dos ladrões petistas!

      • “Bernardo saiu de outra operação e de outro juiz?”

        Aluno de Janaína Pascoal, a louca. É muito suspeito. Não só existe Moro de juiz tucano arbitrário que prende petistas sem provas, sem necessidade alguma. Se quiserem investigar, que investiguem, mas não ultrapassem os ditames garantistas do estado democrático de direito.

        • Hummm

          entendi!

          Agora não se trata mais do juiz Moro…

          Qualquer um q ouse mandar prender ladrão petista, deve ser agente da CIA!

          Claro, claro…

          E nem devemos esquecer dos marcianos!

          Mas…

          e da acusação de desvio de R$ 100 Milhões dos empréstimos consignados… Não vai falar nada?

          Falar o q né?

          rsrs

      • Carlos Soares, se Paulo Bernardo estiver envolvido na suposta maracutaia dos 100 milhões, ele deve ser julgado. Se for comprovado ele deve arcar com as consequências, inclusive com prisão, só que DEPOIS de condenado. Bem, isso é o lógico e o que muitos juristas consideram legal. E como explicar que Cunha, FHC, Serra, Aécio, Aloysio, Padilha, Gedel, Paulinho, TEMER, e mais meia torcida do flamengo (em número, bem intendido, os flamenguistas nada têm a ver com isso) sofreram denúncia na esfera da Lava Jato e não vieram ao caso?

        • Apenas 2 tucanos apareceram em denuncias na Lava-Jato:

          1 está morto e outro é Senador.

          Moro não pode prender nenhum dos 2…

          Minha regra é simples:

          Denunciou? Tem q investigar! Provou? Tem q prender!

          Todos e qualquer um.

          O problema de julgar políticos é a demora do STF… Até agora, NENHUM político (com mandato) foi julgado!

          E isso, não é culpa do Moro…

          Vc acha q Lula quis fugir de Mor e se esconder no STF pq?

          • Qual dos 2 está morto, Aecio ou Aloysio? Não vale o Guerra, esse está morto mesmo, que descanse. E se tem algo provado contra Bernardo, ele tem que ir a julgamento e DEPOIS, se for o caso, preso. Mas isso só num estado de direito, democrático, não num governo golpista.

  • :
    : * * * * 04:13 * * * * .:. Ouvindo As Vozes do Bra♥♥S♥♥il e postando: A grande mídia (mérdia) é composta por sabujos sujos a serviço dos ianque$ e do $ionismo de capital especulativo internacional e outras máfias (como a ma$$onaria) dos canalhas direitistas…
    .:.
    * 1 * 2 * 13 * 4
    *************
    .:.
    ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥
    * * * * * * * * * * * * *
    * * * *
    Por uma verdadeira e justa Ley de Medios Já pra antonti (anteontem. Eu muito avisei…) !!!! Lula 2018 neles !!!!
    * * * *
    * * * * * * * * * * * * *
    ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥

  • Bom dia Edu!

    A questão é o seguinte: a comunidade internacional irá ficar de bico calado com o Brasil se surgir um AI-5??? Será que os golpistas serão tão retardados a ponto de não pensar nos mais pobres quando as finanças públicas melhorarem se eles quiserem continuar no poder? Ou talvez eles na verdade realmente queiram provocar uma guerra civil para rachar o Brasil em vários países independentes?

    O poder desgasta qualquer governante com o passar do tempo se este cometer erros crassos! E os golpistas vão fazer o povo implorar pela volta da esquerda se não começarem a fazer coisas para toda a população, e caso não começarem a investir no social, vai ter convulsão social com certeza!

    • Os poderosos do Norte acabaram com vários países, principalmente, no oriente e a mídia internacional apoiou. Você acha que alguém vai se importar com o que acontece no Brasil?

  • Entre meus amigos tem um que sempre nos alerta que o Brasil ainda não teve sua guerra civil. E ele explica que todos os países considerados importantes já tiveram a sua, menos o Brasil. Ele cita França, EUA, Russia, China, Inglaterra, México, Espanha. Ele deixa fora da lista a Alemanha, dizendo não se tratou de guerra civil mas sim de guerras mesmo e que, até hoje, ainda se estuda o que realmente aconteceu com aquele país.
    Por aqui, o golpe à nossa jovem democracia preocupa. Sabemos que os, digamos, “donos do Brasil” são escravocratas, racistas e preconceituosos. Pode-se creditar essas qualificações como resultado da herança de mais de 300 anos de escravidão sendo inclusive o motivo da queda do Imperador Pedro II. Percebe-se que até hoje isso continua sem ser resolvido. Correntes conservadoras estão apostando todas as suas fichas na tentativa de retomar o controle do país sem a necessidade de eleições. Honduras e Paraguai são exemplos de golpes bem sucedidos, mas, nesses países, somente a democracia era a grande perda. Aqui não. Aqui, além da democracia, há direitos e programas sociais a serem defendidos. A população se encontra em um “beco sem saída” porque não possui representantes em quantidade suficiente para impedir a consumação do golpe. Só a classe dominante os possui e eles vão obedecer às diretrizes de quem bancou suas eleições. Não se iludam, a classe dominante odeia trabalhadores, sindicato, movimentos sociais, favelados e outros seguimentos de baixa renda. Será que terei que dar razão ao meu amigo e ver a nossa grande convulsão social? Ou será que a classe dominante vai construir senzalas e/ou campos de concentração suficientes para alojar a população que voltará a ficar desassistida?

    • Sempre pensei nisso, que no Brasil nunca houve guerra civil. Sempre pensei que no Brasil deveria ter uma queda da Bastilha, como foi, na França. Só assim o Brasil será uma nação e não o quintal de todo mundo poderoso.

  • Você escreve, escreve, escreve, gasta horas escrevendo para tentar provar que o PT tirou milhões da pobreza.

    É mentira.

    O PT mantém milhões na pobreza e seu plano é mantê-los na pobreza pelo resto de suas vidas.
    O bolsa família assim como qualquer programa social deve ter por premissa um socorro imediato aos necessitados, acompanhado de um programa de evolução da renda e criação de emprego. O PT, no entanto, não tem estes programas de evolução de renda porque é necessário manter o cidadão refém do bolsa família, o maior cabo eleitoral do PT.

    Isso já foi dito milhares de vezes, mas a petralhada mal intencionada nega, se faz de desentendido e vende a ideia de que o PT é o salvador da pobreza.

    • E a direita melhorou a vida das pessoas em 500 anos contínuos de governo??? De forma alguma meu caro coxinha burro!!! Se você for ver como melhorou o Nordeste desde 2002, iria se surpreender, antes era muito pior! E tenho certeza que você nunca fui para o sertão seu otário!!!

      • É a tática petista. O modo de ser petista. Não tem como ser diferente. Não irão desistir facilmente. Mas pragmaticamente eis o resultado:

        DILMA
        Criticou o governo.
        Criticou o Juiz Sérgio Moro.
        E autocrítica? Ela fez autocrítica? (RESPONDA ESSA.).

        Mas não somos nem BREGA e nem otários, pois:

        1.
        Sabemos quem é a mãe e o pai da falência do Estado do Rio de Janeiro.
        2.
        Da morte da onça pintada.
        3.
        Da ciclovia da morte.
        4.
        Da falta de leitos em hospitais.
        5.
        Da falta de vagas em creches.
        6.
        Da falta de escola de qualidade.
        7.
        Da falta de transporte público digno.
        8.
        Dinheiro roubado lavado na África.
        9.
        Aumento de ônibus no Brasil inteiro.
        10.
        Vontade DO PT de voltar com a CPMF.
        11.
        Chikunguya.
        12.
        Do aumento de doenças no Brasil, como a ZIKA, que apareceu do nada, por falta de saneamento básico e prevenção do Estado.

        Enquanto o povo está órfão… A corrupção tem pai e mãe.
        ¿Adivinha quem é o pai & a mãe?…

    • De bolsa família vc. não entende nada, pare de dar pitaco. Caso queira aprender sobre isso esqueça a “petralhada” e consulte uma tal de ONU.

  • O DESABAFO DE GLEISI HOFFMANN

    Gleisi: fui vítima de “espetáculo desnecessário”!
    Juízes que “protegem e retardam decisões de outros, sobre os quais há provas mais do que suficientes para uma ação contundente”

    publicado 27/06/2016

    Saiu no Blog do Esmael Morais:

    Gleisi Hoffmann: Um espetáculo desnecessário

    A senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), em sua coluna desta segunda-feira (27), denuncia o espetáculo midiático que prendeu seu marido, o ex-ministro Paulo Bernardo. Segundo ela, ele não participou nem se beneficiou de esquema de que o acusam. “Ele sabe que eu nunca o perdoaria!”, escreve a colunista. Gleisi afirma que a operação cinematográfica teve o objetivo de influenciar no Senado, onde aumentam as chances de barrar o impeachment de Dilma. Abaixo, leia, comente e compartilhe a íntegra do texto:

    Um espetáculo desnecessário

    Gleisi Hoffmann*

    A prisão de Paulo Bernardo foi um despropósito do princípio ao fim. Prisão preventiva? Prevenir o que? Um processo iniciado em meados de 2015, sem nenhuma diligência feita, nenhuma oitiva realizada, mesmo por diversas vezes ter ele solicitado para depor?

    Qual risco oferecia meu marido à ordem pública? A instrução processual? A aplicação da lei? Sempre esteve à disposição das autoridades, em endereço conhecido, há mais de dois anos não ocupa nenhum cargo público, é aposentado pelo Banco do Brasil, depois de 38 anos de contribuição previdenciária.

    Conheço o Paulo há muitos anos. Sei de suas virtudes e de seus defeitos. Sei especialmente o que não faria. E não faria uso de dinheiro alheio para benefício próprio. Não admitiria desvios de recursos públicos para sua satisfação ou da família. Tenho certeza de que não participou ou se beneficiou de um esquema como o que estão acusando-o. Ele sabe que eu nunca o perdoaria!

    O patrimônio que construímos ao longo de nossa vida nem de perto chega ao que estão acusando-o de ter se beneficiado. São dois imóveis adquiridos antes de 2004 e um, no qual moramos em Curitiba, adquirido em 2009, financiado junto ao Banco do Brasil, por 20 anos. É uma dívida, mais que do que um patrimônio, constantes das declarações de imposto de renda.

    A imprensa noticiou nosso apartamento como uma grande cobertura. O condomínio tem 160 apartamentos, com vários prédios pequenos. O que dizem ser cobertura é o último apartamento, no oitavo andar, um pouco maior que os demais. É confortável, jamais luxuoso.

    A operação montada para a busca e apreensão em nossa casa e para a prisão do Paulo foi surreal. Até helicópteros foram usados, força policial armada, muitos carros! Pra que isso, chamar atenção? Demonstração de força? Humilhação? Gasto de dinheiro público desnecessário, é isso!

    Foi uma clara tentativa de humilhar um ex-ministro nos governos Lula e Dilma, que colheu muitos elogios no exercício de seu cargo. É também uma tentativa de abalar emocionalmente o trabalho de um grupo crescente de senadores que discordam dos argumentos que ora vêm sendo usados para afastar uma presidenta, legitimamente eleita por mais de 54 milhões de votos.

    O que vemos é a mesma e repetida seletividade que vem marcando decisões do Ministério Público e de juízes que promovem carnavais midiáticos contra alguns políticos, ao mesmo tempo em que protegem e retardam decisões de outros, sobre os quais há provas mais do que suficientes para uma ação contundente, definitiva.

    Não estou aqui a reclamar o respeito como parlamentar com mandato popular e prerrogativa de foro, sobre o qual, aliás, já me manifestei contrária e assinei uma Proposta de Emenda Constitucional para extingui-lo. Mas o respeito com que qualquer mulher ou homem deve ser tratado por agentes de estado, principalmente os que exercem a função policial. Senti na própria pele o que aflige diariamente milhares de pessoas, homens e mulheres, atingidos pelo abuso do poder legal e policial.

    Nas remexidas em minha casa, sequer o computador que meu filho adolescente utiliza em seus trabalhos escolares foi poupado. Agora, é prova de processo criminal. Senti naquele momento todo o mal que pode causar o controle de segmentos do Estado sem limitações. Tentei impedir. Disseram que iriam devolvê-lo no mesmo dia. Sou uma pessoa de fé. Acreditei e liguei no final da tarde de quinta-feira porque meu guri sente falta do computador que usa para jogar e comunicar-se com os amigos. Responderam que só hoje, segunda, 26, começariam a analisar o disco rígido e não há mais data para devolvê-lo. Buscavam achar dinheiro? Cofres? Documentos que pudessem nos incriminar? Não acharam nada, nada! O que provavelmente tenha frustrado a operação espetáculo.

    Minha luta aqui e agora é pela restauração da dignidade do nome de meu companheiro, duramente atingido pelas precipitações do noticiário. Sei que é uma cruzada difícil, contrariar a onda corrente.

    Ainda não encontrei alívio para a minha dor, para a dor dos nossos filhos, apesar do testemunho de amigos e companheiros que, mesmo na adversidade, não perdem a fé e ousam falar com coragem, o melhor instrumento de combate que temos.

    Quero agradecer aqui, publicamente, minha bancada de senadores e senadoras, que na primeira hora fizeram-me uma linda nota de solidariedade. Também a todos e todas que externaram carinho, confiança e apoio através de telefonemas, e mails, mensagens.

    Muito obrigada aos que se solidarizaram comigo e com todas as pessoas da minha família. Tudo que tenho para oferecer de volta é a minha amizade e compromisso na luta por um mundo melhor. Podem contar comigo. Hoje e sempre.

  • Caro Eduardo,

    Hoje, o que eu observo é que infelizmente a presidente Dilma não terá condições de reverter esse golpe. Os discursos inflamados dos senadores que estão “julgando” a presidente já dão a senha de como será a votação do “impeachment” naquela casa parlamentar. Além disso, há uma pressão muito forte da mídia, principalmente da globo, sobre os parlamentares e a opinião pública, que tende a se tornar mais veemente, à medida que for se aproximando o dia da nefasta votação.
    Por outro lado, não vejo nenhuma manifestação dos movimentos sociais, que por sinal, estão apáticos e até estagnados diante dessa situação, justo eles, que tanto propagaram por aí, que não aceitariam esse golpe.

  • Prezado Eduardo:

    Manchene do jornal 247 , às 13:00 horas de hoje.

    PERÍCIA DO SENADO DIZ QUE DILMA NÃO PEDALOU.

    1. O que o golpe militar de 1964 tem de semelhante com o de 2016 ? ambos são fascistas, pois houve uma ruptura democrática. Os votos dados pelo povo foram desrespeitados. Os motivos alegados foram diferentes, o modus operandi tambem, mas a finalidade é a mesma. Não respeitar a vontade do povo , destituindo o governo eleito e colocar no seu lugar títeres a serviço de banqueiros, industriais e potências estrangeiras .
    2. Sugiro a um certo leitor que vá ler um pouco da história para depois opinar neste blog. Não porque eu divirjo da sua opinião mas porque ela repousa em dados falsos, inventados por aqueles que têm interesses em falsificar a história.Antes, porém devo lembrá-lo da frase de Balzac ” Há duas histórias, a oficial, mentirosa, e a secreta, em que estão as verdadeiras causas dos acontecimentos”. Lembro que recentemente uma senadora do PMDB – da comissão de orçamento – disse que não houve pedaladas coisa nenhuma, ou seja, o que houve foi golpe mesmo e a manchete citada acima confirma isso.
    Quanto ao leitor que fala sobre Nuremberg e que demonstra não conhecer a história, sugiro que leia o livro OS CONQUISTADORES DO MUNDO- Os Verdadeiros Criminosos de Guerra, do historiador húngaro chamado Louis Marschalko. O coitado é tão desprovido de argumento e de dignidade que está sempre pedindo para não ser censurado.

  • Na hipótese do golpe vir a ser sacramentado e confirmado pelo Senado, proponho formarmos um grupo para ações organizadas de resistência. Se querem reviver 64, vamos reviver 68 também, só que com mais vivência.

  • Golpe em 2016? Igual ao de 1964? Tão de brincadeira…
    Então, se for assim esqueceram de citar o “Golpe de 1992” no qual um outro presidente eleito (o primeiro depois de longos anos de ditadura) foi apeado do cargo.
    E neste caso o PT e todos os partidos de esquerda votaram a favor, participando da conspiração do Itamar que decidiu golpear o presidente legitimamente eleito por pela maioria do povo…
    Prova do crime? Uma Fiat Elba…
    https://pt.wikipedia.org/wiki/Fiat_Elba
    Se fosse por uma Ferrari ou uma Lamborghini ainda vá lá…

    • Deixa de ser burro coxinha idiota! O Collor caiu foi por causa de contas fantasmas no Uruguai (desviou milhões de dólares e tinha provas concretas contra ele) e também por ter confiscado as poupanças de todo mundo e não ter conseguido combater a inflação! A situação com a Dilma é completamente diferente!!!

      • Vc está enganado…

        Não tinha nenhuma “prova concreta” contra Collor.

        Tanto assim, q ele foi absolvido de TODAS as acusações q serviram de base para a sua deposição!

        O impeachment de Collor, assim como o de Dilma e qualquer outro, foi um julgamento POLÍTICO!

        Collor foi impeachmado pq foi acusado de um crime e, no julgamento do Congresso, perdeu as condições POLÍTICAS de permanecer na Presidência, assim como Dilma!

  • De novo, o mesmo sofisma segundo o qual a Lava a Jato paralisou a economia do Brasil? Foram tragados 60 bi, só no petrolão, e a culpa é da Lava a Jato, a que rompeu com o estigma de que cadeia é só para pobre?
    Corrupção desenfreada, desemprego, o decréscimo da economia, a inflação, o arraso a que foi reduzida a indústria nacional, o povo recebendo uma educação de nível sudanês, sistema de saúde que deixa a população ‘a mercê de endemias como malária, febre amarela, de epidemias de zika, dengue, chicungunha, e fica-se a exaltar o Bolsa Família, em vez de preparar o cidadão a vencer o analfabetismo funcional, para poder integrar-se à sociedade de forma digna, é a isso que chamamos avanços sociais da era PT, cujo castelo de cartas desabou de um sopro?

  • A verdade é que o PT soube distribuir renda quando essa jorrava de fora. Separou sua parte, e distribuiu benesses para ganhar os pobres com o bolsa família (esse sim necessário, mas que o PT usou e abusou politicamente), os ricos, com o bolsa empresário (BNDS) que custava mais que o bolsa família, para ter apoio dos empresários, e o bolsa políticos (mensalão, petrolão), para comprar maioria no congresso.
    Mas o dinheiro vindo de fora escasseou e o governo perdeu apoio mais rápido do que conseguiu com as bolsas. O desemprego explodiu, o PIB despencou e a inflação saiu do controle.
    Agora só resta aos petistas e a blogueiros sinceros como o deste blog que nunca recebeu do governo mas sempre fez parte da massa de manobra manipulável, continuar tentando provar para Deus e todo mundo que o PT sofreu um golpe por ser bonzinho e só querer o bem do povo. Um partido que batalha contra a elite, apesar de seus quadros hoje serem formados por milionários, como Lula, Zé Dirceu, Paulo Bernardo, etc.
    Com tudo isso fica difícil convencer o povo de que o PT fez um bom governo e merece apoio.
    Mas resta a quem nunca assumiu um erro, tentar provar que nunca errou.
    Difícil, mas dada a ignorância política do povo, pode até voltar a ser um partido bem votado, mas duvido que volte tão cedo ao comando do país.

  • Alguém, de preferência empresário, diga por favor quais direitos tiraria dos trabalhadores e quantos empregos estaria disposto à criar em contra-ponto.

    Vamos lá: horário de trabalho? Não justifica. A maioria das empresas prefere pagar horas extras à contratar um à mais. Férias? Conheço muita gente que “vende” as férias. Décimo terceiro? Quero ver algum comerciante defender o fim do décimo terceiro!

    Será que querem pagar salários menores que o mínimo?

  • DILMA (Maria-a-Louca):
    Criticou o governo.
    Criticou o Juiz Sérgio Moro.
    E autocrítica? Ela fez autocrítica? (RESPONDA ESSA.).

    Mas não somos nem BREGA e nem otários, pois:

    1.
    Sabemos quem é a mãe e o pai da falência do Estado do Rio de Janeiro.
    2.
    Da morte da onça pintada.
    3.
    Da ciclovia da morte.
    4.
    Da falta de leitos em hospitais.
    5.
    Da falta de vagas em creches.
    6.
    Da falta de escola de qualidade.
    7.
    Da falta de transporte público digno.
    8.
    Dinheiro roubado lavado na África.
    9.
    Aumento de ônibus no Brasil inteiro.
    10.
    Vontade DO PT de voltar com a CPMF.
    11.
    Chikunguya.
    12.
    Do aumento de doenças no Brasil, como a ZIKA, que apareceu do nada, por falta de saneamento básico e prevenção do Estado.

    Enquanto o povo está órfão… A corrupção tem pai e mãe.
    ¿Adivinha quem é o pai & a mãe?…

  • Duas coisas lindas de se ver:
    – A escumalha petista babando de raiva e se cagando de medo de perder as boquinhas definitivamente.
    – O sumiço dos patrocínios estatais (o meu, o seu dinheiro) em “blogs” como esse, alinhados ao PT.

    By the way, Lula será preso e Dilma entrará no profundo ostracismo. Com MUITO custo, será eleita Vereadora em Porto Alegre, antro de comunistas. Se eles já elegeram Manu Model D´Avila, Lu Genro, Tarso Genro, eles podem eleger a Anta suprema tb.

    Chorem mais!

Deixe uma resposta