Como vereador eu atuaria para humanizar São Paulo

Ativismo político

humaniza SP

 

Com o início da propaganda eleitoral no rádio e na televisão, começa de fato a campanha eleitoral de 2016. Até aqui, candidatos a prefeito e a vereador vinham se limitando a encaminhar suas candidaturas e organizar suas bases. Agora, é hora de cada um dizer a que veio.

Como candidato a vereador pelo PC do B de São Paulo, cumpre-me começar a dizer o que faria se recebesse a confiança da população e fosse conduzido por ela à Câmara Municipal da capital paulista.

Quando decidi ser candidato, já tinha muito claro o objetivo da candidatura que abracei: pretendo propor e/ou apoiar leis e/ou políticas públicas que atuem no sentido de humanizar São Paulo.

De fato, poucos deixarão de considerar que há décadas incontáveis que a cidade mais rica, populosa e industrializada do país vem se tornando cada dia mais fria, mais impessoal, mais indiferente e mais desumana.

Não são apenas problemas de saúde, educação, moradia, transporte ou segurança que afligem os paulistanos. Não há cidade no país que não tenha tais problemas e a capital paulista é uma das que conseguiu mais avanços nos últimos anos, com o governo Fernando Haddad.

Porém, é hora de pensarmos em políticas públicas para humanizar São Paulo de verdade. E um desses problemas é o da população em situação de rua, entre tantos outros que serão abordados daqui em diante.

Com efeito, o paulistano está deixando – ou já deixou – de gostar da sua cidade, de gostar de viver nela, de ter esperança em que melhore. E sem a autoestima como munícipes, estamos construindo uma visão destrutiva da administração pública.

A paisagem urbana de São Paulo desestimula e desanima a população por conta de problemas que existem desde sempre e que precisam de políticas públicas mais efetivas para serem equacionados.

A população em situação de rua, a população da Cracolândia, as moradias improvisadas por toda cidade, sobretudo nos baixos de viadutos, pontes etc., contribuem para a formação de uma visão estereotipada da cidade, fazendo com que não tenhamos mais prazer em viver aqui.

Nenhum programa para a crescente população de rua da capital paulista vem surtindo grandes efeitos porque, por melhores que sejam tais programas, o “morador de rua” sente-se tolhido em suas liberdades fundamentais, já que abrigos têm muitas regras, têm hora para entrar e para sair.

Como candidato, tenho propostas para humanização da cidade com vistas a criar simbolismos que façam a população sentir que vale a pena investir na questão social.

Esconder cenas de miséria é a forma como governos e políticos de direita preferem lidar com o problema. Como um candidato de esquerda, proponho que façamos essas cenas irem se reduzindo por conta de essas situações de miserabilidade estarem sendo solucionadas de verdade.

A partir da semana que entra, como candidato e como blogueiro apresentarei um conjunto de propostas para São Paulo através de reportagens, sobretudo em vídeo, sobre os problemas da cidade que impedem a população de gostar dela.

Por fim, convido os amigos a conhecerem, a partir desta postagem, as pessoas e entidades que estão apoiando a minha candidatura, começando com o apoio do prefeito Fernando Haddad, que, na última quinta-feira, declarou publicamente esse apoio.

Assista aos vídeos dos apoios

Fernando Haddad, prefeito de São Paulo

Renato Rabelo, presidente da Fundação Maurício Grabois e ex-presidente nacional do PC do B

Altamiro Borges, secretário de mídias sociais do PC do B e presidente do Centro de Estudos Barão de Itararé

Renata Mieli, coordenadora do Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação (FNDC)

  • V da Verdade

    Tu não vai fazer nada disso:

    1º) Porque tu não vai ser eleito;

    2º) Porque quem entra nesse sistema político corrompido de alto a baixo sabe no que está se metendo;

    3º) Esse sistema não permite reformas;

    4º) Quem afirma que está entrando por nobres aspirações está mentindo;

    5º) A sua candidatura é tática.

    • Armando S Marangoni

      Vixe! Apertou!

      Sério, você está propondo uma revolução ou está exibindo sua opção pela felicidade que só o caos e a generalização podem oferecer?

    • Arthur Capote Valente

      Seus votos não encherão uma Kombi.
      Vc é um comunista de oportunidade.

      • eduguim

        Acho que tudo pode acontecer. Inclusive isso. Estou preparado para qualquer cenário. Se acha que estou me achando eleito está muito enganado. Pra mim, participar dessa eleição é uma honra. Estou tomando uma atitude pra enfrentar os fascistas. Ficar só reclamando não é comigo. Tenho necessidade de agir. Sempre agi. Sempre agirei. Reclamões imobilistas não servem pra nada além de encher o saco de quem age e reage.

  • Valterlei

    Por que cada vermelhinho não pega um e leva para casa? Problema resolvido.

    • Sávio Valença

      Esta é a prova de que muitos de vcs odeiam pobres.

    • Ruy Acquaviva

      Porque os vermelhinhos pagam impostos que são roubado pelos azuizinhos ricos (que tem um monte de azuizinhos pobres como você puxando-lhes o saco atrás de alguma migalha que nunca virá) através de juros escorchantes e financiamento estatal para empresas falidas.

      Se pagamos os nossos impostos temos o direito de exigir que os recursos sejam usados para fazer justiça, não para manter a fortuna de uma elite escravocrata e insensível.

      Mas o seu comentário merece um prêmio. Se houvesse troféu para o comentário mais imbecil, obtuso, socialmente insensível e boçal, com certeza você seria premiado com ele.

  • Manoel

    O Brasil acabando e o Edu dando uma de autista!!

    • eduguim

      Manuel, vou colocar algumas ações que fiz para evitar o golpe e depois você posta as suas

      O que fiz para evitar o golpe midiático-parlamentar que está se consumando após13 anos ameçando se consumar

      2005 – Criei o Blog da Cidadania para lutar contra a primeira tentativa de golpe – o escândalo do mensalão

      2007 – Usei o Blog da Cidadania para convocar manifestacão diante da Folha contra o indiciamemento sem provas de José Dirceu, fundei a ONG Movimento dos Sem Mídia e avisei: isso vai terminar em golpe

      2008 – Impetrei representação no MPF contra Globo, Folha, Estadão, Veja e mais 32 órgãos da grande mídia por alarmismo sobre epidemia de febre amarela que fez as pessoas abusarem da vacina. 10 morreram e dezenas foram hospitalizadas por se sobre vacinarem

      2009 – convoquei manifestação contra a ditabranda da Folha de São Paulo. O jornal dissera que a ditadura brasileira foi branda por ter matado “pouca gente”. Centenas e centenas foram lá protestar

      2010 – Representei à Procuradoria Geral Eleitoral Contra Datafolha, Ibope, Sensus e Vox Populi por suspeita de fraude dos dois primeiros institutos, que diziam que Serra estava 12 pontos à frente de Dilma. A Procuradoria aceitou a representação e abriu inquérito na PF

      2013 – Escrevi dezenas de artigos dizendo que aqueles protestos iam terminar em golpe

      2014 – Processei Gilmar Mendes no STF por dizer que doações a Dirceu e Genoino para pagarem multas do mensalão eram “lavagem de dinheiro”

      2015 – Representei contra Sérgio Moro no Conselho Nacional de Justiça por abuso de poder e contra Eduardo Cunha no MPF pedindo seu afastamento do cargo e a cassação de seu mandato.

      2016 – Vou dar minha cara a tapa numa eleição dificílima para lutar contra o fascismo em São Paulo

      Houve muitas outras ações. Essas são algumas delas

      • Romanelli

        em 2006 ou 2007 faltou falar da manifestação do MASP contra a omissão e partidarização do STF..eu estava lá

        • eduguim

          Legal

          • Anisio Dalprá

            Da qual participaram trinta pessoas.

          • eduguim

            120 pessoas. Todas assinaram lista de presença

          • Ruy Acquaviva

            Eu também estava lá. Foi uma manifestação bonita, democrática e correta. Não é necessário mobilizar milhões para fazer a sua parte e o Eduardo faz muito mais do que a parte dele.

            Vale lembrar que naquela mesma época a direita não conseguia reunir nem meia dúzia de pessoas, mesmo com o apoio da mídia e com a grana de financiadores ricos.

            O mais patético é que muita gente que não faz nada cobra o Eduardo pelo que ele faz ou deixa de fazer. Até hoje não vi ninguém que tenha cobrado o Eduardo mostrando que fez mais que ele. Sempre a a turminha que critica os outros, mas não tem nenhuma realização própria.

      • Alexandre

        Qual dessas “ações” teve algum resultado efetivo ? NENHUMA !

        • eduguim

          Você que pensa

        • Valterlei

          Com essas ações, ficou conhecido como o maníaco do megafone.

          • eduguim

            Apelido dado por um general de pijama, torturador, estupradorespectivamente, sádico, um covarde como você, que diante de mim encolher-se-ia como um rato

  • José Eduardo de Camargo

    O grande problema, camarada Eduardo, é que segundo as pesquisas (pausa para rir!) parece que o tal de Russomanno deverá ser o novo (velho!) alcaide da cidade. O que é lamentável sob qualquer ponto de vista! Mas continue perseverando, pois estamos contigo e não abrimos! E, ah, depois você me explica por favor como conseguiu parar de fumar…rs. Abraço!

    • eduguim

      Decisão, companheiro. Tem que querer parar

    • Alexandre

      Acho que você deveria perguntar como o sujeito passou tanto tempo cometendo a idiotice de fumar. Só sendo idiota !

  • Raphael Dutra

    Como você reagiria se um grupo de mendigos se instalasse em barracas na calçada do teu prédio, fizesse algazarra o tempo todo, cagasse, mijasse, trepasse na frente de seus netos e não aceitasse em hipótese alguma sair de lá, pois narua podem fazer o que quiser? O que você faria?

    • eduguim

      As pessoas precisam entender que escorraçar essas pessoas não resolve. Vão continuar surgindo. Conheço programas que podem recuperar essas pessoas. Você parece querer que sejam exterminadas ou empurradas para onde seus olhos não vejam

      • Raphael Dutra

        Não, quero apenas que meus direitos sejam respeitados, que ninguém me prejudique. E você não respondeu a minha pergunta, eu sei que existem vários programas para essas pessoas, e devem existir mesmo, mas se mesmo assim se recusarem apesar de tudo a sair de lá, devem ser expulsos sim. Queria ver você numa situação dessa.

        • eduguim

          Já estive

          • Raphael Dutra

            Já esteve? Por que não diz como terminou?

          • Jorge Portugal

            Meu maior desejo é que haja, o mais rápido possível, uma guerra nuclear que extermine totalmente a raça humana, pois a cada dia que passa, aumenta a ganancia e o egoismo e a tendencia é piorar.

          • Ruy Acquaviva

            Eu já estive em uma situação dessas recentemente. Entrei em contato com o serviço social da prefeitura e solicitei a presença de um assistente social para falar com os moradores de rua. Primeiro veio uma viatura da Guarda Municipal e eu acompanhei a ação deles para ver se não iriam expulsar os moradores de rua no tapa. Os guardas municipais conversaram com eles e foram embora, depois chegou um assistente social oferecendo para eles irem para um albergue e procurando saber os motivos pelos quais eles se encontravam no local. Eles não foram de imediato com a perua da prefeitura, ficaram mais um dia e foram embora depois.
            Alguns moradores do prédio falaram como você, que deveria ser usada a violência contra aquelas pessoas, mas felizmente o bom senso prevaleceu e o diálogo foi o caminho escolhido.
            Cada morador de rua tem uma história diferente, não é tudo a mesma coisa. Nunca há uma solução fácil, mas nem por isso deixa de ser possível ter uma atitude sensata e com respeito humano.
            São seres humanos como qualquer um de nós e ninguém está livre de um dia ir parar na mesma situação. Chama-me a atenção que muitas pessoas que se dizem religiosos e cristãos com um discurso egoísta e insensível, fazendo exatamente o contrário do que o cristianismo prega. Será que essas pessoas tem conciência do tamanho da hipocrisia que estão praticando.

        • Jorge Portugal

          Rafael! E se você estivesse no lugar de uma dessas pessoas, o que você gostaria que fizessem com você para respeitar o direito que você cobra?

        • Jorge Portugal

          Infelizmente as pessoas só pensam em direitos quando acham que estão do lado certo! E o direito dos outros? Não existe?

    • Jorge Portugal

      Raphael, Você gostaria que essas pessoas defecassem e urinassem aonde? Você cederia seu banheiro para alguma delas? Vamos dizer que você está com uma dor de barriga danada, e procura um banheiro, mas ninguém lhe sede um, ai, a dor de barriga aumenta, o que você faz? Ou faz nas calças, ou caga numa moita. e você não é mendigo. Imagina um mendigo que é tratado por você e por muitos como bicho, onde ele vai cagar? Vai cagar na sua porta, na minha, na do Eduardo, ele é tratado como bicho e bicho não escolhe lugar. Agora se você o tratar como gente, deixar de pensar em seus direitos e pensar no direito dele que está assim por causa do seu egoismo, ele não vai cagar na sua porta nem na minha e nem na do Eduardo. Pense no mendigo como se ele fosse você amanha, pois tenho certeza que não passaras por isso.

      • Leo F.

        Sim!

        E é deprimente saber que ainda existem pessoas, como esse senhor (que afirma ter netos), que ainda pensam dessa forma: “Só pode existir, ter direitos, se paga impostos “.

        Ou, se não tem a aparência e as práticas de um bicho, como bem você disse.

        Pois bem, sugiro ao nobre amigo que tem netos, que vá e leve-os juntos a um lar de acolhimento a moradores de rua e jovens abandonados, caso seja do Rio de Janeiro, localizado em Jacarépaguá.
        Mantido inclusive, pela Igreja Católica.

        Fiz parte da Pastoral social durante alguns anos de minha vida, e posso lhe assegurar, que MUITOS dos que ali estavam tinham tudo para serem humanos altamente sociáveis e até profissionais competentes, se não fossem problemas psicológicos sérios que tiveram em algum momento da vida (o que gerou o abandono) ou, uma queda de padrão de vida à miséria, como é o caso de um senhor ex-funcionário de um estaleiro que fechou as portas na década de 90 e desde então, por não conseguir se realocar no mercado e manter o aluguel de seu humilde imóvel, foi parar nas ruas.

        E como debaixo de pontes, assim como nas principais vias, não existe um banheiro químico ou um box de banho, ou um bandeijão gratuito (OBVIAMENTE) o mesmo passou a viver como um animal.

        E tal qual um animal, vai fazer suas necessidades, onde achar menos exposto e quando realmente apertar.

        Por isso que concordo plenamente com o Edu ou qualquer outro indivíduo que de boa-fé, proponha humanizar a vida e o futuro destas pessoas mais excluídas das grandes metrópoles.

        Não sei ainda das propostas do blogueiro, mas apenas com um “FoodStamps” por mais essencial que seja, não conseguiremos dar a volta por cima.

        Oficinais de capacitação profissional e construção de mais moradias populares, são prioritárias.

        Afinal, não se constrói um futuro, sem ter um lugar digno para se morar, e sem ter um mínimo de apoio educacional.

        Abs

  • Maurício Santos

    Caro Edu!Se eu morasse em São Paulo com certeza meu voto seria seu.Por hora, aqui em Santos minha única escolha foi para a prefeitura, na candidatura de Carina Vitral, também do PC do B.Ainda não me decidi por nenhum vereador e acredite, por falta de ver alguém propondo algo realmente condizente com posicionamento de luta.Forte abraço, torço por vc!!!!

    • eduguim

      Grato, Maurício

    • Ricardo Jurczyk Pinheiro

      Eu tb votaria em você, Eduardo, porque te conheço e não é de hoje, e conquistaste o meu respeito. Mas eu resido na Cidade Maravilhosa, então tenho que procurar um candidato por aqui.

      Tenho q parar pra conhecer os candidatos a vereador, pra decidir o meu voto. Pra prefeito eu já decidi, meu voto é da sua correligionária. Porque agora, um partido que apoia o golpe em curso nunca mais verá o meu voto. Minha memória é boa, não esqueço fácil, e pode ter certeza, eles perderão alguns votos graças a mim.

      Minha esperança é que você seja eleito, e possa fazer um mandato sensacional na Câmara dos Vereadores de São Paulo.

      PS: Curiosamente, o fotógrafo do meu casamento também é seu correligionário e vereador no município de São Gonçalo (no grande Rio). E ele é candidato a reeleição.

  • ROBERTO SALVINO

    Caríssimo Eduardo,

    como eu gostaria de votar em São Paulo para votar em você e Haddad. Como não é possível, ficarei desde já na torcida. Um abraço fraterno.
    ROBERTO SALVINO

    • eduguim

      Grato, Roberto

  • Nigro

    Olha Eduardo.

    Você pode achar o que quiser. Mas eu gosto de você. É honesto, ainda que (perdoe-me) iludido.

    Como um vereador pode “humanizar”?

    Vereadores “nestepaiz” fazem o que!?

    aceito que nao devemos permitir coisas como as descritas na foto. Mas cotas, assistencialismo ad eternum, estadodependência…. Ou “comunismo” (ainda nao ouvi comentario sobre o comunismo do pc do b) não podem ser o cerne de uma sociedade Rica e desenvolvida. São concessões temporárias, transitórias….

    • eduguim

      Se você conhecesse o bolsa família iria mudar de idéia. Se visse as famílias que entraram no programa e depois pediram para sair, apóssea se erguerem, iria se animar

      • Zanchetta

        Pediram para sair? Opa! Opa! Opa! Tem números? Percentuais?

        • Miriam

          O fato de é de 2013, mas é inegável que pessoas saem voluntariamente do programa, veja:

          http://istoe.com.br/333863_EU+SAI+DO+BOLSA+FAMILIA+/
          http://www.revistaforum.com.br/2013/05/09/169-milhao-de-familias-abrem-mao-do-bolsa-familia/

          A primeira matéria e interessante, pois além de apresentar dados oficiais, entrevista pessoas, ou seja, casos concretos de quem abandonou o programa por ter adquirido condições de sustentar a própria família.

          • Ricardo Jurczyk Pinheiro

            Uma amiga da minha esposa trabalha na Secretaria Estadual de Educação, aqui no Rio, e ela conta de relatos maravilhosos, emocionantes: mães que guardam o valor creditado do Bolsa Família numa poupança para custear a faculdade dos filhos no futuro; gente que pede para sair do programa porque atingiu uma situação melhor e agora é a vez de outro ser socorrido; mulheres e homens que pegaram a oportunidade de estudar no SENAC (por conta do Bolsa Família) e estão mudando a sua vida para melhor. E muitos outros.

            O Brasil tem jeito, e ele começa na barulhenta, menos letrada e por vezes desorganizada classe trabalhadora. Mas entre ela e a classe mérdia no qual infelizmente faço parte, já dá para imaginar onde fico, né?

  • Gilmar Almeida

    Caro Edu, sempre fechei com você em tudo… Tudo mesmo! Seja de ordem política ou familiar… Torço para que tenha exito no seu pleito, mas acho que estamos num momento (poucos dias) que devemos nos concentrar contra o golpe. Peço que volte a campanha depois.
    De um carioca que não torce contra São Paulo… Muito pelo contrário… Torço pela democracia e liberdade!

    • eduguim

      Claro, companheiro

  • Nelson Muniz Barretto

    Terá certamente meu voto Eduardo.

    • eduguim

      Grato, Nelson

  • Cibele

    Edu, você pretende postar aqui suas inserções no horário eleitoral? Acho que não vai ter em blocos, como era antes, então será mais difícil ver. Sério que serão apenas seis segundos? Parabéns, meu voto é seu.

    • eduguim

      Arrumeio uma fala legal para os 6 segundos…rs

  • Cláudio

    :
    : * * * * 04:13 * * * * .:. Ouvindo As Vozes do Bra♥♥S♥♥il e postando: A grande mídia (mérdia) é composta por sabujos sujos a serviço dos ianque$ e do $ionismo de capital especulativo internacional e outras máfias (como a ma$$onaria) dos canalhas direitistas… …
    ..:.
    * 1 * 2 * 13 * 4
    *************
    .:.
    ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥
    * * * * * * * * * * * * *
    * * * *

    Por uma verdadeira e justa Ley de Medios Já pra antonti (anteontem. Eu muito avisei…) !!!! Lula 2018 neles !!!!

    * * * *
    * * * * * * * * * * * * *
    ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥

  • Tatiana Carneiro dos Reis

    Parabéns Eduardo pela inicaitiva. A câmara de vereadores e o povo de Sao Paulo ganham um presente com a sua candidatura.
    Felicidades!

    • eduguim

      Grato, Tatiana

  • Romanelli

    Boa sorte na iniciativa ..aguardo pelas propostas práticas pra tentar expor meu ponto de vista que, quem sabe, poderá vir a somar

    De qq forma ainda afirmo que NOSSO maior problema é a FALTA DE oferta de MORADIA popular de QUALIDADE ..as que são e/ou foram ofertadas nos últimos anos foram mais pra CLASSE B e C, quiça resvalou na D..

    ..isso pra não falar dos DESVIOS e comercializações paralelas (tipo Cingapura) ..do sequestro de parte delas dado a BANDIDOS e atravessadores que hoje ganham com aluguel ..dos projetos CAROS, irracionais (casas ao invés de aptos e, alto custo de manutenção ou acabamento, muitos conjuntos feitos longe da infra existente e longe dos centros por exemplo),

    ..a manutenção e/ou crescimento das favelas e cortiços, ou invasão de espaços públicos (beira de rios e praças, embaixo de viadutos) é uma ofensa que pega a todos ..com elas DERIVAM uma série de problemas na saúde, saneamento, educação. urbanidade, locomoção, segurança, inclusão e cidadania, PREVIDÊNCIA e assistência entre tantos

    Achar que defender movimento social é, de forma oportunista, INSTIGAR a população desamparada a INVADIR terras públicas e/ou particulares pra depois deixa-la desorientada sob LONA preta NÃO só acaba com a vida daquela gente, como tb arrebenta mais ainda com a cidade

    ..neste ato patrocinado tresloucado e patrocinado por muitos que se dizem “progressistas” é que conseguimos ver a desumanidade, a ignorância, senão o CRIME que acaba por vitimar a sociedade por inteiro (qual seja, não se faz por melhorar e AINDA acaba com o pouco que já se conseguiu)

    nota – problema aqui é que pra se construir há que se ter crédito e garantir-se RENDA/subsídio ..e isso só se tem com grana e com ação de LP de bancos ,,sendo que aqui no BR, pela SELIC placebo dada pelo Governo Federal, a maioria dos bancos quer distancia, deixando esta tarefa pro Estado que hoje esta tomado por GOLPISTAS liberalizantes ..e que até a pouco era comandado por ditos “socialistas” que acreditaram mais no CONSUMO fugaz e imediatista como redentor, ao invés do investimento que revoluciona (tipo o feito com moradia e urbanização)

  • maria josé Subtil

    Prezado Eduardo. Parabenizo pela coragem e comprometimento. Tenho aqui minhas próprias batalhas para tentar requalificar a política em PG mas saiba que estou em pensamento contigo e desejo toda sorte para que consiga fazer na câmara de SP o que tem feito no seu blog: qualificar a informação e a política. São Paulo merece um vereador como voce . Abraços

    • eduguim

      Grato, Maria José

  • marcosomag

    Meu voto já é seu, rapaz! Só o fato de enfrentar o monopólio da mídia já faz de você um candidato diferente e modernizante. Aproveitando o ensejo vou dar uma sugestão de projeto a você: excluir das compras do Município de São Paulo empresas que tentarem censurar blogueiros, diretamente ou através de prepostos. Um “observatório da liberdade na internet” em nível municipal serviria para denunciar os Kaméis da vida, usados por seus patrões para tentar intimidar por via judicial quem insiste em fazer a verdadeira imprensa livre do Brasil.

    • eduguim

      Grato, Marcos

  • Eduardo

    Caro xará, não voto em São Paulo e não votaria em você caso votasse. Daria meu voto ao Jamil Murad. Os motivos são de ordem particular desnecessários serem aqui colocados. Mas torço, e muito, para que você seja companheiro do Jamil na próxima legislatura e ajudem o “Andrade” a continuar humanizando essa cidade fantástica que é Sampa, apesar dos tucanos predadores. É suficiente ler comentários aqui postados, tipo “leve para casa”, “como reagiria se…”, “…candidatura tática…está mentindo”, para ver o quanto são necessários na Câmara.

  • FABIO FAIAD

    Eduardo, bom dia. Moro em BH, portanto votarei no PC do B aqui da minha cidade. De qualquer forma, desejo-lhe muita disposição e coragem nessa luta árdua a qual você se dispôs a participar. Já fiz contato com algumas pessoas que conheço em SP e sugeri seu nome para eles. Além disso, assim que você tiver o procedimento de doações para sua campanha (número de conta, link ou algo do tipo), por favor me informe pois quero contribuir financeiramente para esse projeto. Sou nascido em São Paulo e acho excelente que bons candidatos estejam surgindo para combater a direita fascistóide paulistana; e, em vez de apenas lamentar, decidi ajudar as pessoas de bem que querem (e têm condições para) combater esse “neofascismo” da minha cidade natal…

    Um grande abraço, Fábio Faiad.

    • eduguim

      Grande abraço, Fábio

  • Cláudio José

    Rio de Janeiro, 26 de agosto de 2016

    ONU: Direção
    SOMOS TODOS ITALIANOS

    Caros amigos (as) nesse momento triste, que está passando o povo italiano, por causa do terremoto, acho que o mundo do futebol (FIFA), deve ser solidário e fazer um minuto de silêncio na rodada de futebol, pelo mundo inteiro, e o COI na Paralimpíada poderia doar uma parte de suas receitas nos jogos com a participação de atletas italianos, para ajudar um pouco as vitimas desse triste acontecimento.

    Atenciosamente:
    Cláudio José, um amigo do povo, da paz, da ONU e um Beija-Flor da floresta do Betinho.

  • Fernando Moreno

    Prezado Eduardo, bom dia.
    Quanto a sua atuação como vereador por São Paulo, tenho certeza que será uma das melhores e mais ativas que a cidade já teve. Creio que será eleito e torço por isso, porque, se já ajudou muito o país com seu blog e suas ações? muito mais fará por São Paulo.
    Gostaria de aproveitar para saber o que você está achando do Ministro Lewandosvisk, já que foi convidado até para a sua posse. Será que está decepcionado como eu?

    • eduguim

      Companheiro, escrevi artigo recente sobre ele.

  • Juliano Santos

    Que legal Edu, apoios de peso, do Haddad inclusive. Mas pô dê um puxão de orelhas nele por ter falado que golpe é uma palavra forte. Se bem que não acredito que tenha sido bem assim.
    Vou entrar em contato com um grande amigo meu que agora mora aí em Sampa. Ele já ajudou na campanha de um candidato, de esquerda, claro. Vou ver se ele tem como se engajar na sua. Vai que vai Eduzão!

  • Miriam

    Não poderei votar em ti, infelizmente, pois moro no DF — aqui sequer temos eleições municipais, ou seja, não votarei em ninguém para vereador e prefeito.

    Não tenha pessoas próximas que morem em SP, mas para ajudar (mesmo que seja insignificante, farei o mesmo que estou fazendo com o seu xará Suplicy: defenderei e divulgarei a tua candidatura na internet.

    Abraços e espero que dê tudo certo na tua campanha, Edu! Boa sorte!

  • Marat

    Edu. Pode contar com meu voto. E eu levarei mais alguns comigo.
    Boa sorte!!!
    Lutemos todos, pois se o golpe se consumar, a briga será muito feia!

  • Conceição

    Eduardo, perdoe pelo extra texto. Estamos na reta final. É importante

    MOBILIZAÇÃO TOTAL NESTE 29 DE AGOSTO

    “O #FORATEMER É MAIS QUE UMA PALAVRA DE ORDEM, É UMA QUESTÃO DE SOBREVIVÊNCIA”.
    A PRESIDENTA DILMA ROUSSEFF FARÁ PESSOALMENTE SUA DEFESA NO SENADO FEDERAL CONTRA O PROCESSO ILEGÍTIMO DE IMPEACHMENT.
    Está previsto grande caminhada até o Senado que contará com a participação dos movimentos sociais, da CTB e CUT, além da Frente Brasil Popular e Frente Povo sem Medo.
    Pelo Brasil, a CTB também programa atos nas capitais contra o golpe e em defesa dos direitos sociais e trabalhistas.
    “Os olhos do mundo estarão voltados para o Brasil e as entidades sociais e sindicais sabem o que está em jogo. Lutaremos contra o ataque à democracia, em defesa dos direitos sociais e trabalhistas e pelo #ForaTemer”, afirmou Araújo.
    O MOMENTO É DECISIVO E A UNIDADE DAS FORÇAS SOCIAIS E TRABALHISTAS SERÁ FUNDAMENTAL NA ATUAL QUADRA.
    AS MANIFESTAÇÕES COMEÇAM ÀS 8H DE SEGUNDA-FEIRA, COM RECEPÇÃO DE DILMA, EM FRENTE AO SENADO, PELAS ENTIDADES.
    “ESTAREMOS LÁ PARA REAFIRMAR A DENÚNCIA DO GOLPE E NOSSO APOIO À PRESIDENTA ELEITA COM MAIS DE 54 MILHÕES VOTOS, DILMA ROUSSEFF”, AVISA O DIRIGENTE.
    Programação do dia 29
    8h – Recepção da presidenta Dilma Rousseff em frente ao Senado
    10h às 16h – Programação político-cultural no Acampamento em Defesa da Democracia e dos Direitos, ao lado do Ginásio Nilson Nelson (endereço: SRPN – Trecho 1- Brasília/DF)
    18h – Ato político nacional em defesa da Democracia e dos Direitos em frente ao Senado Federal

  • mario filho

    Edu , estou cercado de carros de som com candidaturas do DEM , PSDB e banda podre o PMDB aqui no Rio . Dê uma sugestão com chance de vaga para eu divulgar por favor! Grato.

  • Maria Carvalho

    Prezado Eduardo

    Acompanho você há alguns anos.
    Não gostaria de ter você como um parlamentar em SP, muito embora você possua as qualidades necessárias para o exercício do “munus” público. Não sou eleitora dessa cidade, porém, creio que você é mais útil e necessário aqui, neste espaço.
    Muito obrigada, sempre!

  • Cláudio

    :
    : * * * * 04:13 * * * * .:. Ouvindo As Vozes do Bra♥♥S♥♥il e postando: A grande mídia (mérdia) é composta por sabujos sujos a serviço dos ianque$ e do $ionismo de capital especulativo internacional e outras máfias (como a ma$$onaria) dos canalhas direitistas… …
    ..:.
    * 1 * 2 * 13 * 4
    *************
    .:.
    ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥
    * * * * * * * * * * * * *
    * * * *

    Por uma verdadeira, necessária e justa Ley de Medios Já pra antonti (anteontem. Eu muito avisei…) !!!! Lula 2018 neles !!!!

    * * * *
    * * * * * * * * * * * * *
    ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥

  • Mario

    Frase de Cazuza: “Transformar o país num puteiro, pois assim se ganha mais dinheiro”.

    Paulo Henrique Amorim entrevista o sociólogo Jessé de Souza, autor do livro A Radiografia do Golpe. Na entrevista é dada uma atenção especial ao papel desempenhado pelo Jornal Nacional na legitimação do golpe a partir das manifestações de 2013, com a classe média dividindo o seu ódio entre às conquistas sociais implementadas pelo governo Lula e as acusações de corrupção que começou a ganhar corpo a partir da operação Lava Jato, através de seus vazamentos seletivos sempre contra o PT.

    A entrevista deixa perceber porque o título do livro de Jessé de Souza é “A Radiografia do Golpe”.

    http://www.conversaafiada.com.br/brasil/jesse-a-radiografia-do-golpe

  • Geraldo

    Fora de Pauta, e cômico se não fosse trágico

    http://jornalggn.com.br/noticia/somos-os-palhacos-do-impeachment-por-luis-fernando-verissimo

    Somos os palhaços do impeachment, por Luis Fernando Veríssimo
    O Jornal de todos Brasis
    Somos os palhaços do impeachment, por Luis Fernando Veríssimo

    DOM, 28/08/2016 – 09:00
    ATUALIZADO EM 28/08/2016 – 09:02

    Jornal GGN – Luis Fernando Veríssimo escreve em O Globo deste domimdo (28), na véspera da última sessão do julgamento do impeachment de Dilma Rousseff, que não seria nenhuma surpresa se após o afastamento defitinivo da presidente reeleita em 2014 a Câmara decidisse não mais cassar o mandato de Eduardo Cunha, premiando-o com o título de “herói do impeachment”.

    Isso, para o escritor, faz sentido num cenário em que Michel Temer comete os mesmos “crimes de responsabilidade” que Dilma e nenhum jornal faz grita sobre isso; Sergio Moro, o juiz que vaza grampo presidencial, é “justiceiro” para a maioria da população, e Gilmar Mendes é o único que se levanta contra os abusos da Lava Jato. Que dose! Melhor evitar o espelho para não descobrirmos que somos os palhaços nessa história toda, diz Veríssimo.

    Por Luis Fernando Veríssimo

    Ri, palhaço

    Em O Globo

    Depois da provável cassação da Dilma pelo Senado, ainda falta um ato para que se possa dizer que la commedia è finita: a absolvição do Eduardo Cunha. Nossa situação é como a ópera “Pagliacci”, uma tragicomédia, burlesca e triste ao mesmo tempo. E acaba mal. Há dias li numa pagina interna de um grande jornal de São Paulo que o Temer está recorrendo às mesmas ginásticas fiscais que podem condenar a Dilma. O fato mereceria um destaque maior, nem que fosse só pela ironia, mas não mereceu nem uma chamada na primeira página do próprio jornal e não foi mais mencionado em lugar algum.

    A gente admira o justiceiro Sérgio Moro, mas acha perigoso alguém ter tanto poder assim, ainda mais depois da sua espantosa declaração de que provas ilícitas são admissíveis se colhidas de boa-fé, inaugurando uma novidade na nossa jurisprudência, a boa-fé presumida. Mas é brabo ter que ouvir denúncias contra o risco de prepotência dos investigadores da Lava-Jato da boca do ministro do Supremo Gilmar Mendes, o mesmo que ameaçou chamar o então presidente Lula “às falas” por um grampo no seu escritório que nunca existiu, e ficou quase um ano com um importante processo na sua gaveta sem dar satisfação a ninguém. As óperas também costumam ter figuras sombrias que se esgueiram (grande palavra) em cena.

    O Eduardo Cunha pode ganhar mais tempo antes de ser julgado, tempo para o corporativismo aflorar, e os parlamentares se darem conta do que estão fazendo, punindo o homem que, afinal, é o herói do impeachment. Foi dele que partiu o processo que está chegando ao seu fim previsível agora. Pela lógica destes dias, depois da cassação da Dilma, o passo seguinte óbvio seria condecorarem o Eduardo Cunha. Manifestantes: às ruas para pedir justiça para Eduardo Cunha!

    Contam que um pai levou um filho para ver uma ópera. O garoto não estava entendendo nada, se chateou e perguntou ao pai quando a ópera acabaria. E ouviu do pai uma lição que lhe serviria por toda a vida:

    — Só termina quando a gorda cantar.

    Nas óperas sempre há uma cantora gorda que só canta uma ária. Enquanto ela não cantar, a ópera não termina.

    Não há nenhuma cantora gorda no nosso futuro, leitor. Enquanto ela não chegar, evite olhar-se no espelho e descobrir que, nesta ópera, o palhaço somos nós.

  • Priscila Pavani

    Na sua ficha do TRE, vi que se divorciou. A política lhe custou o casamento? Isso aumenta ainda mais a minha admiração por você, porque vejo que escolheu esse árduo caminho à custa de muito sacrifício.

    • eduguim

      Não,não, isso ocorreu uma época, há muito tempo, mas foi revertido. Estamos juntos e felizes.

  • Azor de Toledo Barros

    Eduardo Guimarães,

    Conte meu meu voto e meu apoio.
    Grande abraço,

    • eduguim

      Que bom receber notícias suas, Azor