ONU diz que Venezuela supera Brasil em qualidade de vida

Reportagem

idh capa

E as polêmicas envolvendo a Venezuela só fazem crescer porque é fácil atirar em um país cercado de inimigos por todos os lados. A questão venezuelana é perfeita para governos atolados em impopularidade como o do Brasil distraírem a população de seus próprios problemas.

A guerra ideológica está espalhada pela América Latina há muito tempo, mas a direita vinha sendo surrada desde o fim do século passado. Eis que nos últimos anos, os efeitos da crise econômica internacional atingiram as economias do Terceiro Mundo após flagelarem o Primeiro Mundo.

Foi a chance para a direita se reerguer na América Latina. Vários países da região passaram a ter regimes conservadores. Na América do Sul, em particular, Argentina, Brasil e Paraguai endireitaram. Os dois últimos através de golpes.

Apesar de o Brasil ter passado às mãos da direita através de um golpe, não se pode ignorar que houve apoio popular a esse golpe, o que não o faz menos golpe, porque a lei não permite que a população derrube governos só por estar insatisfeita.

Enfim, o fato é que a direita usou e continua usando técnicas de mídia muito eficientes para enganar incautos. E incautos não faltam neste país.

Este post é produto de um surto de indignação gerado por um canal do YouTube que construiu um discurso com aparência de sério para contar uma montanha de mentiras sobre a Venezuela.

idh 1

É um canal forte. A farsa que montou já conta com mais de 200 mil visualizações. Uma legião de zumbis feitos de trouxas com dados falsos, produzidos pela rede farsante de desinformação montada pela mídia venezuelana, sempre decidida a derrubar o regime eleito pela primeira vez em 1998 e reeleito em 2015.

O espertinho só “linkou” matérias em inglês para dificultar a verificação da veracidade dos dados. Vai dar muito trabalho desmontar tantas farsas. A gente sabe que o dado é falso, mas precisa provar que é falso. Desse modo, o Blog vai desmontar essa farsa pedacinho por pedacinho, para se aprofundar bem.

Comecemos pelo primeiro link postado pelo canal enganador:

 

idh 2

 

Trata-se de uma matéria do The Guardian (Grã Bretanha). É um texto opinativo que diz que OITENTA E DOIS POR CENTO do povo venezuelano vive na pobreza.

idh 3

O autor do texto é um sujeito chamado “Reinaldo Trombetta”. Até 2007, vivia na Venezuela e trabalhava em um dos jornais que fazia – e continua fazendo – oposição cerrada a Hugo Chávez, o El Nacional. Eis que surge uma jornalista norte-americana chamada Eva Golinger afirmando que Trombetta estava sendo pago pelo Departamento de Estado norte-americano para atacar Chávez.

idh 4

A notícia foi publicada pelo diário antichavista venezuelano El Universal em 26 de maio de 2007. Segue trecho da matéria.

Periodistas comparecerán en Comisión de Medios de NA

33 comunicadores de varios medios están en la lista presentada por Gollinger

MARÍA LILIBETH DA CORTE |  DIARIO

sábado 26 de mayo de 2007  12:00 AM

MARÍA LILIBETH DA CORTE

EL UNIVERSAL

La abogada estadounidense, Eva Golinger, advirtió que no pretende “perseguir o atacar ni emprender una campaña de intimidación contra nadie”. Aclaró que s´olo busca “alertar” que los periodistas que participaron en el programa de la Oficina de Asuntos Culturales del Departamento de Estado de EEUU pasan a ser “sus empleados”, según las leyes de esa nación.

“Los objetivos del programa son obtener influencia sobre la línea editorial de los medios venezolanos y aquí, lamentablemente, a lo mejor hay periodistas que han sido manipulados por el Departamento de Estado”, agregó la también autora del libro El Código Chávez, quien informó que la lista de participantes fue “desclasificada” por el Gobierno de EEUU, dos años después de que se los solicitara, bajo la Ley de Acceso a la Información.

[…]

En la rueda de prensa, presentada por el presidente de Telesur, Andrés Izarra, Golinger mencionó a los periodistas María Fernanda Flores y Ana Karina Villalba (Globovisión), Roger Santodomingo (Noticiero Digital), Fausto Masó, Miguel Ángel Rodríguez (RCTV) y Reinaldo Trombetta, quien al momento de realizar el curso trabajaba en El Nacional y actualmente es director de Asuntos Públicos del Instituto de Artes Escénicas y Musicales del Ministerio de la Cultura.

Em 2 de agosto de 2007, o mesmo El Universal reconheceu que Trombetta era mesmo pago pelo governo norte-americano, apesar de dizer  que esses pagamentos não tinham nada que ver com suas críticas ao inimigo estadunidense Hugo Chávez.

Seja como for, no ano seguinte Reinaldo Trombetta deixou a Venezuela e foi viver na Grã Bretanha trabalhando como colunista do The Guardian e alegando que era perseguido pela “ditadura chavista” na Venezuela.

Nada disso prova, porém, que sua afirmação sobre a pobreza na Venezuela seja falsa. Porém, seu artigo, supra reproduzido diz, no título, que “Na Venezuela, 82% do povo vive na pobreza”, mas o assunto só é abordado – superficialmente – no último parágrafo de um texto de 12 parágrafos.

O Blog traduziu o trecho final, no qual o articulista “explica” a enormidade da afirmação sobre os 82% de pobres naquele país.

“(…) Mas e as dezenas de políticos e jornalistas – incluindo o líder da oposição – quem até recentemente elogiou as “conquistas” de Hugo Chávez e agora ficou quieto? Eles sempre pareciam sugerir que tinham o bem-estar do povo venezuelano no coração. Agora que 82% das famílias vivem na pobreza, elas não parecem interessadas em tudo o que está acontecendo na Venezuela. É uma pena, porque suas vozes podem realmente ser úteis, porque o mundo convida Maduro a restaurar a democracia e respeitar os direitos humanos (…)”

A gente não sabe se ri ou chora. Um texto intitulado “Na Venezuela, 82% do povo vive na pobreza” não deveria explicar melhor essa informação? Qual a fonte? Quem disse? Qual é a confiabilidade disso.

Apesar de Trombetta não ter trombeteado a fonte da informação, assim como o canal picareta lá do YouTube, o Blog foi atrás e descobriu de onde saiu essa enormidade.

idh 5

 

A pesquisa Encovi (Encuesta Sobre Condiciones de Vida em Venezuela) fundamentou o artigo de trombeta. Você pode ler o estudo na íntegra no box abaixo

[embeddoc url=”http://www.fundacionbengoa.org/noticias/2017/images/ENCOVI-2016-Pobreza.pdf” download=”all”]

A pesquisa usa uma malandragem clara. Em primeiro lugar, divide as classes sociais na Venezuela de uma forma maluca: pobres, não-pobres e pobres-extremos.

idh 6

Ou seja, não tem classe média alta, classe média baixa ou classe rica. Desse modo, se não for rico é pobre (?!).

Mas, afinal, é um estudo. Ou ao menos parece ser. Mas a pesquisa Encovi é confiável? O Blog foi saber de quem se trata. E que cada um julgue como quiser. Afinal, a inconfiabilidade dessa pesquisa não é o golpe de misericórdia que será aplicado nela nesta matéria. É apenas um golpe contundente. O nocaute virá por último.

Esse estudo foi apresentado pela mídia Venezuelana como tendo sido elaborado pelas Universidades Central, Simón Bolívar y Católica Andrés Belo, mas, na verdade, é uma publicação confeccionada sob a direção da Fundação Bengoa, do Observatório Venezuelano de Violência e outras supostas ONGs financiadas (entre outros) pelo governo norte-americano através da Agência dos Estados Unidos Para o Desenvolvimento Internacional (USAID)

A Fundação Bengoa pertence a duas instituições vinculadas à oposição Venezuelana e vinculadas à USAID: a Rede Venezuelana para Organizações de Desenvolvimento social e a Organização Venezuela Sem Limites.

 

idh 7

Se nos aprofundamos um pouco mais descobrimos que a Rede Venezuelana para Organizações Para Desenvolvimento Social (REDSOC) é uma entidade financiada pela Agência dos Estados Unidos Para o Desenvolvimento Internacional (USAID)

idh 8

Ou seja, o “estudo” foi feito por gente muito interessada em vender ao mundo essa barbaridade de que 82% dos venezuelanos são pobres. E é incrível como, no Brasil, esse conto do vigário pegou graças a uma mídia  irresponsável ao ponto de divulgar um estudo fake de uma organização sem maior respaldo e sob financiamentos suspeitos.

O malandrinho que postou no YouTube esse “estudo” fake poderia ter usado um veículo brasileiro em lugar do artigo opinativo do tal Trombetta, pois, em fevereiro, o G1 e todos os outros grandes e pequenos sites de direitas “trombetearam” essa farsa sem parar.

idh 9

A grande mídia brasileira difundir fartamente essa farsa dos 82% de pobres na Venezuela só serve para mostrar como há uma conspiração internacional contra a Venezuela, regida pelos Estados Unidos.

Porque o Estudo não faz sentido. Esses números são falsos, são absurdos. Só países miseráveis como Sudão do Sul (IDH 181), Burkina Faso (IDH 185) ou República Centro Africana (IDH 188, o último) teriam tantos pobres.

Aí é que vem o golpe de misericórdia nesse estudo criminoso que andam divulgando. Em março deste ano, o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) publicou o Relatório do Desenvolvimento Humano 2016, no qual a Venezuela se mantém como um dos países com um alto Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) no ranking de 188 países.

O IDH mede o progresso de uma nação com base na renda, saúde e educação, e vai de zero a um. Quanto mais pero do um, maior é o índice de desenvolvimento humano do país avaliado.

No relatório deste ano, a Venezuela aparece com uma pontuação de 0,767, no 71º lugar, acima do Brasil, cujo índice é 0,754 e ocupa o 79º lugar no ranking de melhores ou piores países para se viver.

Mais uma vez, o estudo foi encabeçado pela Noruega e o último colocado, como o pior país do mundo para se viver, foi a República Centro Africana, IDH 188.

No box abaixo você pode ler o estudo na íntegra. O site do PNUD só disponibiliza versão em inglês.

[embeddoc url=”http://www.br.undp.org/content/dam/brazil/docs/RelatoriosDesenvolvimento/undp-br-2016-human-development-report-2017.pdf” download=”all”]

A imprensa séria divulga os dados corretos sobre a Venezuela. Veículos como Huffpost ou BBC Brasil divulgaram boas matérias desmontando as  mentiras sobre a Venezuela.

 

idh 10

idh 11

Quem quiser entender quem é quem no mundo contemporâneo, em termos de qualidade de vida, pode acessar a integra do ranking no IDH clicando aqui

Aí vem a malandragem. Os farsantes afirmam que a pesquisa desconhecida bancada pelos inimigos do governo venezuelano é boa e o Índice de Desenvolvimento da ONU não vale nada porque o presidente Nicolás Maduro teria mandado os órgãos oficiais entregarem dados falsos ao organismo internacional.

Só uma besta quadrada poderia dar crédito a uma pesquisa fake em detrimento do maior estudo do mundo sobre as condições de vida dos países.

O IDH é vital para determinar investimentos estrangeiros, por exemplo. Se fosse tão simples fazer a ONU chancelar dados falsos, todos os países estariam em condições aceitáveis. Quem iria querer integrar os países de baixo desenvolvimento se bastasse uma mentirinha para sair bem na foto?

Porém, a mídia brasileira deu uma publicidade estratosférica a essa farsa dos 82% de pobres na Venezuela e sonegou ao público que dados internacionalmente reconhecidos, como os do IDH, dizem exatamente o oposto que esse estudo fake.

É angustiante ver essas mentiras contaminando inclusive gente decente, que, involuntariamente, junta-se a uma rede de mentiras cujo objetivo é colocar a América Latina de joelhos diante dos Estados Unidos e do grande capital transnacional.

Como sempre, esta página fez a sua parte. Agora é com você, se tiver chegado até aqui. Não deixe de divulgar a verdade dos fatos. E de usar este meio para contestar tantas informações falsas que circulam por aí. Se nos omitirmos, tornamo-nos cúmplices desses criminosos.

*

 O Blog da Cidadania vai ser modernizado com o apoio dos seus leitores, conforme foi  anunciado recentemente nesta página. Se você quiser colaborar com a construção do novo site e a manutenção do nosso trabalho – que será mais moderno, terá  muito mais conteúdo e ainda estará livre dos comentários fascistas – e puder fazer uma doação de qualquer valor, clique AQUI para doar com cartão de crédito ou boleto ou envie email para [email protected] para doar via depósito em conta corrente

56 comments

  • Parabéns pelo seu trabalho, que confesso li só uma pequena parte. Mas eu não preciso pois já sei que a briga é muito feia! Os irmãos do norte não são de brincadeira ao defender seus interesses. Infelizmente quem deveria ler, coxinhas amestrados, passam longe.

  • Se Doria foi eleito no 1º turno tem o respaldo para fazer qualquer besteira em apoio à meritocracia – individualismo exacerbado que leva à ilusão de sair do caos coletivo. Meritocracia fajuta, pois sem igualdade de condições de acessso a uma boa educação. Como explicar a eleição dele? Como é possível a desigualdade de renda das famílias brasileiras no país mais rico de planeta?
    A mídia manipula para confirmar expectativas psicológicas imanentes nas mentes e nos corações dos seres no mundo e no Brasil.
    Solidariedade insipiente x individualismo competição império da concorrência. A solidariedade almejada tema das ESQUERDAS desde o principio do planeta faz parte de evolução da humanidade.
    Solidariedade significa evolução espiritual. Só nela temos o direito de ser feliz. Só nela podemos sorrir.
    Parabéns por demonstrar a VERDADE

  • Excelente post Edu ! Análise e fontes precisas. Vou passar pra frente esse trabalho importante na luta contra a guerra mediática que se tornou o maior câncer do mundo globalizado atual.

  • US levando a mentira , a guerra, e o caos aos quatro cantos do mundo. E, com o apoio ostensivo da mídia corporativa. Nos últimos tempos passaram a utilizar os sistemas judiciais para desestabilizar e derrubar governos autônomos, e que não rezam na cartilha neoliberal —- caso do Brasil, que, após o golpe, voltou a ser brazilzinho…..

  • Parabéns pelo seu excelente trabalho. É com informações assim, sérias, trabalhosas e meticulosas que deveria nortear a imprensa ao invés do prende e arrebenta da lava-jato para que os delatores entreguem aqueles que interessam ao sistema de repressão, ao judiciário. É por isso que apoio e recomendo este blog sempre lendo atentamente e passando prá frente as informações.

  • parabéns, jornalista, pelo seu trabalho investigativo.

    eu mesmo conheço um bocada de besta quadrada.

    vou deitar e rolar pra cima desse bando de reaça de plantão.

  • Prezado Eduardo:

    “É angustiante ver essas mentiras contaminando inclusive gente decente, que, involuntariamente, junta-se a uma rede de mentiras cujo objetivo é colocar a América Latina de joelhos diante dos Estados Unidos e do grande capital transnacional.”
    O presidente John Quincy Adams explicitou em 1811 a doutrina conhecida como o “ destino manifesto” – “ todo o continente da América do Norte parece estar destinada pela divina providência a ser povoado por uma nação, falando um idioma, professando um sistema geral único de princípios religiosos e políticos e acostumada a um mesmo padrão de usos e costumes sociais”. Em 1845 essa tese foi repetida numa versão mais potente por um editor chamado John L. Sullivam, que escreveu sobre o “ cumprimento do nosso destino manifesto de nos espalharmos sobre o continente designado pela providência ao livre desenvolvimento dos nossos milhões que anualmente se multiplicam”. Meio século depois, em 1904, o presidente Theodore Roosevelt elaborou uma variante do destino manifesto. Disse ele: “ qualquer nação neste hemisfério que “ estável, ordeira e próspera pode contar com nossa calorosa amizade. “Mas, se for culpada de mau comportamento crônico, por exemplo, não pagando suas dívidas – então o colosso americano embora relutante, tem o direito de exercer um poder de polícia internacional”. “ É nossa obrigação para com os povos que vivem no barbarismo fazer com que sejam libertados de seus grilhões”
    O trecho acima nos dá condições de escrever no mínimo dez folhas de papel sobre esse assunto, no entanto, apenas pergunto:
    a) Temos que falar apenas inglês ? b)temos que seguir a religião professada nos Estados Unidos? c) Temos que ter os mesmos costumes dos estadunidenses? d)Uma nação ordeira é aquela que baixa a cabeça e diz sim senhor aos governantes estadunidense?
    Tratando especificamente sobre a Venezuela, vemos:
    Em 1998, Hugo Chavez foi eleito com 56% dos votos.Ao assumir o governo, a “corporatocracia” viu em Chavez uma ameaça, pois ajudou o presidente Kirchner com um empréstimo de 10 bilhões de dólares para que a Argentina saísse do sufoco financeiro . Destinou uma parte do dinheiro do petróleo para Cuba e este pais mandaria médicos para a Venezuela. Criou lei que consolidava os direitos dos povos indígenas. Estabeleceu um currículo afro-venezuelano nas escolas públicas. Diante de tais atitudes nacionalistas, a administração Bush apavorou-se, pois, a Venezuela era o segundo maior fornecedor de petróleo e derivados para os EUA e o quarto maior fornecedor de petróleo cru para a os EUA. Em abril de 2002 os EUA deram o famoso golpe de estado na Venezuela. Com a pressão e revolta popular, Chavez reassume o poder em 13 de abril.
    O golpe foi tramado pela casa branca e quem disse isso foi o Los Angeles Times “representante da administração Bush admitiram terça-feira haver discutido durante meses a remoção do presidente Chavez com líderes civis e militares da Venezuela.
    E aqui os nossos políticos entreguistas, corruptos, traidores, vendilhões do pais, apoiaram um golpe contra Dilma e contra a democracia e os coxinhas, batedores de panelas foram às ruas apoiarem o golpe. Hoje os coxinhas estão quietos porque muitos perderam os empregos e tiveram que vender as panelas para pagarem as suas dívidas.

  • Provavelmente uma das questões seja bem esta que destaco de teu texto, Edu Guimarães:

    “o fato é que a direita usou e continua usando técnicas de mídia muito eficientes para enganar incautos. E incautos não faltam neste país.”

    Talvez eu ousaria acrescentar que não são só incautos, a grande maioria, além de incauto é mau-caráter.

  • Ninguém fala que milhares de brasileiros estão saindo de Roraima, que por sí só já é um estado super desenvolvido, e fugindo para a Venezuela que está melhor ainda.

    Tá na cara que essas informaçoões são fajutas e parciais, nada que se compare com as pesquisas feitas pela CUT/Vox Poppuli.

    • Roraima para eles é o paraíso. Só o fato de ter comida já é mais de meio caminho andado. Me impressiona o quanto uma doutrina pode cegar cidadãos que, supõe-se, têm um bom nível de estudo e mesmo assim defendem o que está ocorrendo na Venezuela. A História julgará tudo isso.

  • Impecável. O texto demonstra que para se fazer um bom Jornalismo não é necessário falsear os fatos e faltar com verdade. Bravo, Jornalista EduGuim.

  • É um trabalho de formiguinha que temos pela frente. Esse blog está carregando uma folhinha.
    Tenho observado que o fenômeno fakenews explora o fator medo do desconhecido. Há sempre um fato futuro embutindo nele o medo por algo incógnito.
    Essa tem sido a arma do pensamento que identificamos como de direita.
    Que tal desvendarmos as estratégias que esses caras adotam?

  • Da matéria da BBC, q vc indicou como fonte…

    ” “A Venezuela é uma ditadura”: É um debate acadêmico que leva alguns anos: se na Venezuela há uma “ditadura moderna” ou um “regime híbrido”.

    Mas são poucos os especialistas, no país e no exterior, que falam de uma ditadura tradicional.

    Primeiro, eles dizem, porque há oposição, por mais que não tenha acesso a recursos que o partido governista tem – e apesar das prisões e restrições a que representantes seus tenham sido sujeitados.

    E há eleições, embora tenham removido alguns poderes da Assembleia Nacional – eleita com votos – quando ela passou a ser controlada pela oposição.”

    Bom, se o fato de haver oposição e eleições descaracteriza a Venezuela como ditadura, devemos concluir q não houve ditadura militar no Brasil!

    Q coisa, né?

    E eu q estava enganado esse tempo todo!

  • A mídia da casa grande conseguiu derrubara Dilma com as suas mentiras e tentarão derrubar Maduro pelas mentiras. O povo precisa desantenar da casa grande, ser autônomo. Viva a Venezuela e a Constituinte Democrática Bolivariana, com a presença de 8 milhões de aguerridos venezuelanos.

  • Parabens pelo post Eduardo.

    Mas gostaria de fazer um questionamento em outro nível.

    Sei que voce conhece bem a Venezuela e que já viajou para lá muitas vezes.

    Sinceramente o que acha do Governo Maduro ? Eu penso que ele é muito pior que Chavez, beira o autoritarismo com ações na suprema corte e com seu exército particular, a mílicia bilivariana.

    Claro que existe uma forçação de barra na imprensa toda contra e é evidente que os EUA estão atuando por debaixo dos panos. Sem contar essas exdrúxulas fakes news.

    Mas isso não pode servir de pretexto para apoiarmos segamento um Governo que aparenta ser disfuncional, não vai conseguir levar a Venezuela, aparentemente, para lugar algum.

    Inclusive não pega bem para a esquerda brasileira, notadamente Lula, se alias, ainda que indiretamente a um Governo tão disfuncional e decadente como Maduro.

    O que voce acha, fazendo uma análise mais ampla ?

    Abraços.

  • Edu, bom trabalho! Eu tenho postado sobre a Venezuela e lido sobre as políticas públicas bolivarianas. PHA publicou o certeiro artigo do Saturnino Braga. O Rui Costa Pimenta do PCO falou bastante sobre o assunto na análise política deste sábado.

    Há um tabu em torno desse assunto. Ninguém sabe direito o que acontece lá mas repete a mídia. Outro dia fiz uma experiência: postei uma entrevista recente do Maduro, em que ele fala sobre a Assembleia Constituinte. Mesmo na minha página no fb em que há pessoas de esquerda, todo mundo pulou esse post (se alguém viu o vídeo não curtiu nem comentou). Aqui vai o link da entrevista:

    — Maduro fala sobre a investida midiática, as dificuldades dos últimos anos, a oposição, o mecanismo constitucional que lhe permitiu chamar a constituinte, a relação pacífica e colaborativa dos governos Lula, Correa, Evo, Kirshner…

    https://www.youtube.com/watch?v=pn9kE6q8xc8

  • PMDB é direita ? Pelo trabalho …
    Se na Venezuela está melhor que aqui no Brasil , o que está acontecendo nas fronteiras ? Tem brasileiro indo viver o sonho venezuelano ? Parece mais fake news esses dados ….

  • Muito se fala que dados como estes são manipulados pelo governo da Venezuela, para “amenizar” a real situação. É difícil crer que 800% de inflação e até falta de papel higiênico os coloquem a frente do Brasil (apesar de nao concordar com a situação atual imposta pela direita brasileira).

  • Melhor que o Trombeta va´trombetar suas mentiras em outro lugar!! É mais um porco gordo da direita podre! E se auto desmascara!! Logo vão ver que é o imbecil mentiroso!!

  • Eu acredito em tudo que você postou aí,como pode o país ser tão achincalhado pela velha mídia do Brasil e o seu índice de desenvolvimento humano ser melhor do que essa Suíça em que nós vivemos comandado por uma rede de televisão golpista e seus cúmplices.

  • DEMOCRATIZAÇÃO DA MÍDIA não é só uma necessidade nacional, como também UMA NECESSIDADE INTERNACIONAL!!!

    Nossa luta por informação, por um jornalismo sério, investigativo, não deve parar aqui no Brasil, e sim atravessar fronteiras, e se estender pelo mundo…não podemos permitir QUE O IMPÉRIO NORTE AMERICANO DOMINE OS MEIOS DE COMUNICAÇÃO!!!

  • A DEMOCRATIZAÇÃO DA MÍDIA não é apenas uma necessidade nacional, mas também UMA NECESSIDADE INTERNACIONAL!!!

    Devemos estender nossa luta pelo jornalismo sério e investigativo no mundo inteiro, NÃO PODEMOS PERMITIR, QUE O IMPÉRIO NORTE AMERICANO DOMINE OS MEIOS DE COMUNICAÇÃO EM NENHUM LUGAR DO MUNDO!!!

  • Então a Venezuela vai bem e a crise é falsamente fabricada pelos EUA e outros inimigos do bolivarianismo.
    Aqueles milhares de Venezuelanos que estão fugindo para outros países então enganados. Não há fome na Venezuela.
    A inflação de 1000% esse ano é balela.
    A assembléia constituinte formada só por chavistas é democrática e vai propor legalmente que não haja eleições em 2018, pois Maduro já tem o apoio necessário do povo para continuar.
    As empresas estrangeiras saindo da Venezuela não farão falta.
    Lá não existem presos políticos. É tudo mentira.
    A queda do PIB de mais de 20% nos anos passados não afetou e nem afetará a economia Venezuelana.
    Em resumo a Venezuela tem excesso de democracia e o povo venezuelano está vivendo muito bem obrigado.
    E a maioria das nações que não apoiam Maduro, estão erradas.
    Então tá!

    PS: Vc está se tornando um ótimo bolivariano Edu. Vá em frente e trace seu caminho. Não se importe se te identificarem como apoiador de ditaduras, o que vale é a sua fidelidade à ideologia socialista/comunista.
    E censure sem medo aqueles que te criticam. Como corretamente faz Maduro.
    Boa sorte!

Deixe uma resposta para Alberto Resende Cancelar resposta