Blog da Cidadania descreveu o golpe de 2016 dois anos antes

Destaque, Reportagem, Todos os posts

Sou considerado um otimista incurável assim como já fui, por muitos anos, considerado “paranoico” por ter previsto, anos e anos antes, que a direita aproveitaria uma eventual queda de popularidade de Lula ou de Dilma para derrubá-los através de um processo de impeachment ou de alguma outra medida “legal”.

Este Blog previu várias vezes, anos antes, que bastaria cair a popularidade de Dilma que formar-se-ia uma maioria conjuntural no Congresso que acabaria por encampar a pressão da mídia contra os governos petistas e promoveria o impeachment de Dilma. Uma dessas vezes foi em novembro de 2014, quando escrevi o artigo “Direita já trama golpe “paraguaio” à luz do dia”.

Leia, abaixo, o que esta página publicou quase dois anos antes do impeachment de Dilma.

Blog da Cidadania

10 de dezembro de 2014

Direita já trama golpe “paraguaio” à luz do dia

https://blogdacidadania.com.br/2014/11/direita-ja-trama-golpe-paraguaio-a-luz-do-dia/

Duas semanas após Dilma Rousseff ter sido reeleita pela vontade de mais de 50 milhões de brasileiros, colunistas da mídia tucana já falam em “impeachment” como se estivessem falando do clima, ou seja, com a maior naturalidade.

O pior de tudo é que nem de longe há causa para sequer cogitarem uma coisa dessas. O que chega mais perto de um motivo é matéria com a qual a revista Veja tentou interferir no segundo turno da eleição presidencial e que, de tão fraca, jogou sobre a revista o peso da lei eleitoral, com multa e direito de resposta contra a publicação.

O motivo, porém, não importa. A direita midiática conseguiu ampliar sua força no Congresso e, através do maior número de congressistas, espera que a sedição no PMDB, capitaneada por Eduardo Cunha, seja suficiente para que os derrotados na recente campanha eleitoral consigam no tapetão o que o povo lhes negou nas urnas.

[…]

Infelizmente, ninguém deu bola. Este blogueiro era tratado por muitos setores da esquerda como “paranoico” e adepto de “teorias da conspiração.

O artigo que você vai ler a seguir foi escrito para rebater, essencialmente, o discurso deste blogueiro sobre o golpe iminente. É um pouco longo, mas precisa ser lido para que as pessoas entendam os erros da esquerda que nos levaram a esse estado de coisas.

Esse articulista foi um dos grandes entusiastas das tais “jornadas de junho de 2013” e do “não vai ter Copa”, que criaram clima contra o governo Dilma também na esquerda. E deu no que deu, apesar de avisos de “paranoicos” como este blogueiro.

Não, esta página não tem bola de cristal – se tivesse, acertaria na loteria. Era só usar corretamente a lógica. O golpe era visível. Porém, tanto na esquerda quanto na direita existem “oráculos” criados do nada – e por nada – que se esmeram em previsões e análises furadas e são incensados por isso.

  • Jimmy Cricket™

    ♫ Fiquei confuso. Fui pesquisar “Igor Felippe” na internet e achei uns quatro ou cinco, inclusive um que parece ser aspone do Lindbergh Farias.
    Então fui ler mais atentamente o artigo republicado e senti um forte cheiro de Libelu. Será que a Libelu ainda existe? Ainda sobrevive, enrugada e trôpega, rezando toda noite para o Trotsky?
    Bom, já que ainda existem estalinistas, por que não trotskystas, bakuninistas, maoístas e até lassalistas?
    Impressionante a tenacidade das ideias, certas ou erradas…
    Em tempo: eu também já sentia um leve aroma de golpe no ar em 2014, 2015. Mas não tinha nem com quem comentar, nesta modorrenta Guarujá. Aqui não existe inteligentsia. É tudo uma molecada que só quer surfar ou uma velharada que só pensa em jogar na loteria e tomar sua coramina on the rocks…

  • Romanelli

    tá certo ..sou testemunha desta sua epifania

    ..mas vc há de concordar que desde 2011 eu previa que o governo de DILMA seria um fracasso se insistisse em muitas das medidas erráticas que vinha tendo ..pior ainda depois de 2013 (..lembre-se que logo de cara ela sentou no sofá da HEBE, almoçou com Namaria, e confraternizou com a turma do cansei sem tomar providências sobre a ficha, foto e amante falsas que, antes dela, interessava ao BRASIL cobrar pela ética e verdade nos meios de comunicação)

    e melhor que nós todos foi Marcelo Adnet que desde 2010 já fala do golpe que viria ..veja o vídeo até o fim

    https://www.youtube.com/watch?v=pxyL3rMMcb8

    • eduguim

      Não foi um fracasso, Roma… Foi sabotado

      • Michelangelo Albuquerque de Alvarenga

        Vc pensa q isto engana….quem ?

    • Atineli

      Você tem fixações sérias em suas análises. Não consegue ver o contexto completo daquele momento de 2014 – 2015. Julga a Dilma como se você fosse especialista em política (????) quando nem sequer sabe fazer a diferença entre sabotagem e fracasso. Dilma saiu vitoriosa e inteira apesar do massacre e do fogo cruzado da casa grande. Mas você ainda não entendeu e fala como “professor fosse” de tudo e de nada. O golpe foi dado no povo brasileiro! Acorda Romance! Tua fixação com a Dilma esvazia qualquer tentativa de raciocínio inteligente. Abraços.

  • Salvador Ferreira

    Confesso que, quando li sua “premonição”, (lembro-bem), não acreditei.
    Era um feriado 15/11, estava em BH.
    Você supera-se a cada texto e pesquisas.
    Meu aplauso.

    • eduguim

      grato, companheiro

  • Patricia

    Edu
    Já fiz mea culpa com vc.
    Taí tudim.

    • eduguim

      pois Elvis

  • patrick nunes pereira

    Dilma adotou um discurso e atos pró-mercado em 2015, o que fez seus eleitores se sentirem traídos, Lula já mandou essa.
    O gande problema da esquerda é a cegueira em admitir erros e sempre realizar transferência de culpas.

    • eduguim

      O post não fala sobre erros ou acertos de Dilma, mas sobre o fato incontestável de que este Blog previu que tentariam derrubar Dilma antes mesmo de ela assumir. E o Lula não falou nada sobre discurso de Dilma, você confundiu as bolas

  • Jotage

    Me parece que você está sendo condescendente com esta esquerda.
    Na época, o que você escrevia não era premonição, e sim o resultado de indução lógica.
    Esta esquerdinha tentou surfar na onda do quanto pior melhor, achando que voltaria por cima.
    Agora, tudo desandou e comunismo, ou seja lá o que eles querem, só em 2099 ou mais, quando o capitalismo como um todo tiver sido enterrado e estivermos procurando uma outra coisa para por no lugar.

  • Atineli

    Edu, é verdade que você é mesmo afinado com o mundo real. Na verdade a matéria do tal Igor estava numa lógica aceitável. Ninguém mesmo poderia imaginar que a direita seria tão burra. Se ela tivesse seguido os passos do artigo teria tido chances de fragilizar Dilma, Lula e o PT e teria chances de ganhar em 2018. Olhando retrospectivamente você avaliou corretamenta o anseio da direita de eliminar a esquerda de vez e isso aproveitando o momento de ouro da fragilidade da Dilma. Pode até ser que a meia guinada da Dilma com o Levy tenha tido o efeito contrário pois a direita ficou ainda mais temerosa que ela conseguisse ajustar um pouco a crise econômica. Fato é que foi em agosto de 2015 que o golpe ficou claríssimo com as reuniões dos caciques PSDB em Sampa, Cunha afiando a faca e o vice temeroso mostrando sua garras de traidor. A partir daí eu tive certeza que o golpe estava bem adiantado. Você previu o inicio do ovo da serpente na cabeca do aécim. Concordo que tua previsão foi fruto de muita perspicácia.

  • Gabriel

    Em 2014 eu também já sabia que a chance de haver um golpe era muito grande. O clima criado desde 2013, com Jornadas de Junho e no ano posterior, com o “não vai ter Copa”, deixava claro para quem quisesse ver. Após a vitória apertada de Dilma, os seus adversários não tiraram o pé das eleições. Fizeram quarto, quinto turno. Estava tudo muito claro. Poucos eram o que levaram a sério essa ameaça. A maior parte da esquerda ficou batendo na Dilma, na prática ajudando a direita golpista, repetindo o roteiro da imprensa, falando de coisas irrelevantes (no dado contexto), como Joaquim Levy ou Katia Abreu. A esquerda brincou com a direita (que não brinca) e o resultado está dado.

    É muito importante analisar esses erros para não repeti-los. Mesmo que houvesse uma cegueira na esquerda, era preciso agir com prudência. Se o impeachment era um assunto real, do qual se falava com naturalidade, então era óbvio que havia a ameaça no ar. De maneira prudente, esse perigo precisava ser afastado para depois, de maneira mais consolidada, pensar no resto. O problema que também acontece é que a maior parte da esquerda é de classe média, portanto afastada dos problemas reais do país, então tendem a agir de maneira irresponsável.

    Chama também a atenção, no artigo, a arrogância do articulista. Com seus hocus pocus de sociologês, academicismos pincelados aqui e ali, e ar de “entende tudo”, falou exatamente o contràrio do que acontecia. Outros também foram nessa. Não quiseram olhar a realidade, que gritava na frente deles. A coisa foi tão grave que, em certo momento, a direita simplesmente parou de disfarçar, simplesmente porque não era necessário. Avançou com o golpe na frente de todo mundo e o fez como tomar doce de criança.

    A esquerda, até quase o fim, ficou falando em Levy disso, Katia Abreu daquilo. Isso sem falar na esquerda identitária (essa pior ainda), que resolvia comentar propaganda supostamente machista dessa ou daquela empresa, se a novela das oito falava isso ou aquilo, em posts de Facebook. Uma cegueira completa para o que era relevante no momento.

    Acompanho com atenção e cuidado os seus posts, Edu, pois sei que eles possuem ponderação e conseguem fazer uma análise precisa da realidade. É um importante farol nesses tempos. Tanto é assim que os golpistas, na hora de retaliarem um jornalista, foram direto em você. Isso mostra a sua importância. Agora, quanto ao articulista que você citou, é sempre bom tomar cuidado com esses sabe-tudo com ares intelectualoides. Se depender desses aí, a gente vai tudo para o buraco. Só faltam eles mesmo se algemarem e se entregarem para a direita, pedindo desculpas por qualquer incômodo (enquanto, é claro, escrevem outro artigo cheio de sabichonices).

    Saudações, Edu e demais comentadores, e parabéns pelo trabalho!

    • eduguim

      Grato

    • Atineli

      Gabriel, excelente comentário. Aprendi e penso como você sobre o pedantismo do Igor. Embora ache que era mesmo o consenso na época. Mas lembro ter ficado indignado de ver como Dilma era atacada pela esquerda (o que continua). E também a história da Kátia e do Levy que ficava claro que era cortina de fumaça da direita. E a esquerda sempre ajoelhada por conta da cobrança de todos os lados para que ela pedisse desculpas de seus erros. Foi bem masoquista mesmo. Força Edu, precisamos todos de sua luz certeira.

  • Carlos Dias

    Edu, não foi toda a esquerda que não acreditou. Eu quando li sua coluna em 2014 já estava muito preocupado com avisos já dados pelo PHA e outros. De fato, desde os “protestos” de 2013 ficou bem claro que havia algo muito podre no ar. Eu acredito que ali em 2013 foi o Golpe 1.0, provavelmente acreditaram que o sucesso da sabotagem dos 20 centavos bastaria para derrubar a Dilma na eleição do ano seguinte. Fracassando essa alternativa, partiram para um up grade do golpe (dessa vez tendo de fazer muita gente aparecer). O de 2013 era mais “limpo”. O de 2016 foi sujo e por isso pudemos seguir o fio da meada. Setores da justiça, Forças armadas, polícias, mídia, etc tiveram d esujar as mãos.

    • eduguim

      2013 e 2016 foram a mesma coisa. Mesmo processo

  • Cláudio

    :
    : * * * * 04:13 * * * * .:. Ouvindo As Vozes do Bra♥♥S♥♥il e postando: A grande mídia é composta de sabujo$$ sujo$$ e sabuja$$ suja$$ a serviço de ianque$$ e de $$ioni$$mo de capital e$$peculativo interna[$$]cional e outras máfia$$ (como a má-$$onaria, com dois c(h)ifrõe$$, de é$$e-é$$e neofa$$cinazi$$ta) de canalha$$ direitista$$…
    . PARA A ENÉSIMA PATIFARIA DA DIREITA :
    Foi com muito cálculo que se preparou mais essa para o PT (e/ou as esquerdas, o progressismo/trabalhismo). E, ao que parece, o partido não contava nem se preveniu para essa eventualidade. Aliás, é estranho o número de vezes que o PT (o progressismo/trabalhismo) é pego de calças curtas, desprevenido e perplexo. E, o que mais espanta, é que seus/suas inimigos/as nem parecem ser tão espertos/as assim.
    . AS MORDOMIAS DOS MARAJÁS EM PÉ DE GUERRA :
    . Os 17 mil juízes receberam em média 46,1 mil por mês em 2015;
    . Os 1,2 mil promotores e procuradores de Justiça recebem salário máximo teórico de 33,7 mil mensais;
    . Magistrados e promotores têm auxílio-moradia de 4,3 mil mensais. Se morarem juntamente com um cônjuge que também tem direito a auxílio, ambos recebem da mesma forma;
    . Todos têm 60 dias de férias por ano e, em caso de trabalho fora do local, uma diária equivalente a 1/30 da remuneração mensal;
    . Pena máxima em caso de punição disciplinar: aposentadoria compulsória com salario integral (i$$o é punição mesmo ou é premiação ?…)
    , E MAIS :
    . Os tribunais de contas e o Judiciário são a maior fonte de corrupção
    . O Judiciário do Brasil é o mais caro do mundo
    . O juiz é um servidor público como o faxineiro, só que o Judiciário decide em causa própria
    . Os juízes dizem “na minha vara” – a vara não é dele!
    . A reforma de Previdência não vai atrás de juiz que recebe aposentadoria de R$ 100 mil: vai atrás dos pobres
    . O Judiciário é uma ditadura de classe – e ditadura conservadora
    .

    Poesia contra a distopia (Distopia = Ideia ou descrição de um país ou de uma sociedade imaginários em que tudo está organizado de uma forma opressiva, assustadora ou totalitária, por oposição à utopia. “Distopia”, in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa 2008-2013, [consultado em 01-10-2016].)

    .:.
    Poema acróstico para o maior e melhor brasileiro de todos os tempos :

    L ouvemos quem bem merece o mais pleno louvor
    U m homem simples como as coisas boas da vida
    Í ntimo camarada, nosso irmão e amigo de valor
    Z elando sempre pelo bem da humanidade querida

    I nimigo dos maus, amigo dos bons, trabalhador
    N ascido do povo que muito o ama e admira
    Á rvore de bons frutos, os de melhor sabor
    C onsciência plena de tudo que no mundo gira
    I magem perfeita do homem de si senhor
    O humano defensor de humana lira

    L uz de nossa gente, lutador incansável
    U m verdadeiro herói do povo brasileiro
    L úcido e consciente do mais admirável
    A mor pelo ser humano e verdadeiro

    D igno e sincero, fraterno e muito humano
    A migo do povo, honesto e sempre lhano

    S eja o meu/nosso canto para te louvar
    I sso que a voz do povo já disse várias vezes
    L ula, o BraSil vive mais feliz só por te amar
    V itória da melhor sorte no número treze
    A fazer do brasileiro a humanidade a se ampliar.
    ::.:.::
    Autor: Cláudio Carvalho Fernandes ( poeta anarcoexistencialista )
    .:.
    L uz do povo brasileiro
    U m digno e fiel lutador
    L astreando com real valor
    A honra do BraSil inteiro.
    .:.
    L ula livrou 36 milhões da pobreza
    U m feito memorável sem precedentes
    L utando contra a mídia venal, teve a certeza
    A bsoluta de estar ao lado dos brasileiros conscientes
    .:.
    L ivrando da miséria extrema 36 milhões de brasileiros
    U m feito sem igual que por si só já bastaria
    L ula segue sendo no mundo um dos primeiros
    A fazer de seu povo a eterna rima rica de sua poesia
    .:.
    .:.
    NÓS

    A tv me promete
    o leite da moça,
    o prazer em pó,
    líquido,
    instantâneo,
    integral…

    Que faremos de nossos olhos,
    de nossas mãos?

    …………….……………………………. ( Cláudio Carvalho Fernandes )
    .:.

    B……………………………A
    …I………………………I
    …….S………………C
    ………..T………N
    …………….Â
    tele……………………..visão

    tele……………………..vazão

    tele……………………..vazio

    ………………………………………………. (Cláudio Carvalho Fernandes)
    .:.
    ::
    ReXistência

    Não deixe que aluguem o seu pensamento:
    Simplesmente mude de canal ou desligue a TV
    : Diga “NãO” à Rede Goebbels

    ………………………..………………. ( Cláudio Carvalho Fernandes )
    .:.
    ::
    Globo

    PATRÃO
    PADRÃO
    LADRÃO

    …………..………………. ( Cláudio Carvalho Fernandes )
    .:.
    ::
    Mídia cínica, mercenária, demagógica e corruta.
    .
    “Com o tempo, uma imprensa [mídia] cínica, mercenária, demagógica e corruta formará um público tão vil como ela mesma”.
    . ………..………………………………. ( Joseph Pulitzer )
    .:.
    Se você não for cuidadoso / cuidadosa
    .
    “Se você não for cuidadoso / cuidadosa, os jornais [a mídia] farão [fará] você odiar as pessoas que estão sendo oprimidas e amar as [‘]pesso[nh]as[’] que estão oprimindo”.
    . ……..………………………………. ( Malcolm X )
    .:.
    ( En la lucha de clases )
    .
    En la lucha de clases
    Todas las armas son buenas

    Piedras
    Noches
    Poemas
    . ………………………….( Paulo Leminski )
    .:.
    ( Não é a beleza )
    .
    Não é a beleza
    Mas sim a humanidade
    O objetivo da literatura
    . …………………………….( Salamah Mussa )
    .:.
    A existência precede a essência.
    . …………………………………….( Jean-Paul Sartre )
    .:.
    ::
    * 1 * 2 * 13 * 4
    ::
    .:.
    ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥
    * * * * * * * * * * * * *
    * * * *

    Por uma verdadeira e justa Ley de Medios Já pra antonti (anteontem. Eu muito avisei…) !!!! Lul(inh)a Paz e Amor (mas sem vaselina, ou seja: sem contemporizações indevidas) 2018 neles/as (que já perderam DE QUATRO nas 4 últimas eleições presidenciais no BraSil) !!!!

    * * * *
    * * * * * * * * * * * * *
    ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥

  • Jorge Neto

    Pois eu quase acredito que não foi golpe: foi acordo ! Burrice tem limite; cretinice tem limite; cegueira tem limite. Ainda mais de um partido em que os vários dirigentes tem um mínimo de cérebro!
    Salvamento de globo, artigo prá folha, programa de ana maria braga e sei lá mais o que, é dose!
    Obs: Não falei da incapacidade ou insistência em nomear adversários ou inimigos para os diversos ministérios e cargos.

  • Maria Aparecida

    Eduguim,

    Confesso que eu tive a mesma análise do autor deste texto, Sr. Igor Felippe. Antes e até mesmo agora, não consigo ver um golpe naquela ocasião como a melhor estratégia da direita burguesa, pois a melhor estratégia seria mesmo desgastar Dilma, jogando seu governo a cometer erros, sabotando, até alcançar sua morte política, e por conseguinte, indiretamente, o fim do PT e incluindo do Lula, que indicou Dilma para a presidência da república.
    Mas não, os plutocratas decidiram por um golpe, e um golpe branco!!! Pois a razão não era só tomar o poder, mas sim, e principalmente, “estancar essa sangria”!!!

    O erro da esquerda continua sendo falta de crítica! Não sei como pessoas da esquerda, que costumam ser politizadas, e principalmente os petistas, não sabem fazer críticas! É porque eu não gosto, é porque eu não quero…desde quando, não quero, não gosto, é crítica?!

    Não houve uma análise de todo o momento político em que o governo Dilma estava passando!…é porque eu não gosto do Joaquim Levy! Se a Dilma não tivesse escolhido governar mais a direita, talvez a sua queda tivesse sido mais rápida! Ela resistiu, ao contrário de muitos que a acusam de não dialogar, de não saber fazer alianças, ela cansou de dialogar e de fazer alianças, quando percebeu que não tinha diálogo com os congressistas partiu para dialogar com os governadores dos Estados.

    É por falta de análise crítica é que levou muitos socialistas a “Jornada de Junho de 2013” e também ao “Não vai ter Copa”.

    O GOLPE DE 2016 FOI UM ERRO, FOI UM ERRO DOS PLUTOCRATAS!!! E isso podemos constatar na próxima matéria deste mesmo blog: “Estudo sugere que esquerda vencerá eleições de 2018”.

    Um grande abraço a todos!

    • Atineli

      Infelizmente concordo contigo e vou além. Acredito que o nível crítico da maioria dos brasileiros de todas as classes sociais é formatado e permeado pela cultura das novelas onde a fofoca impera e a hipocrisia resulta em likes. Uma população assim acrítica estará sempre correndo atrás do próprio rabo.

  • Martinho Nunes da Costa

    Praticamente nada do que aconteceu no Brasil, para pior, na política, na economia, na soberania, desde a 2ª Grande Guerra até a nossa era, deixou de ser planejado pela plutocracia nacional em consórcio com o governo dos EUA e magnatas da plutocracia de lá. Em outubro de 1945, o embaixador dos EUA, Adolf Berle (factotum de Nelson Rockefeller), no Rio, contribuiu fortemente com o golpe para a derrubada de Vargas (vide “Seja Feita a Vossa Vontade”, de Gerard Colby e Charlotte Dennett). Desde início do governo Kennedy até o golpe de abril de 1964, o embaixador Lincoln Gordon, em Brasília, quase que comandou diretamente o golpe para derrubar Goulart; ao ponto de à época, alguém desabafar: “Basta de intermediários, Lincoln Gordon para presidente!” (a respeito da conspiração, vide a obra-prima do uruguaio-brasileiro, René Armand Dreifuss: “1964: A Conquista do Estado”). Quanto ao Brasil de hoje, podemos citar a obra, recém-lançada, do professor e jurista Fábio Konder Comparato, “A Oligarquia Brasileira – Visão Histórica”; um excelente ensaio que, historicamente explica, a partir de Portugal, as peripécias e os desmandos da classe dominante para jungir o Brasil ao estado de desgraça em que estamos mergulhados.

  • Pablo

    Está certo Edu,mas agora deveria alertar para um possível Golpe militar,o que já deram a entender os próprios militares,mas que a esquerda nega que possa acontecer e nem fala sobre o assunto.