Ideólogo do antipetismo “avisa” sobre força crescente de Lula

Todos os posts, Últimas notícias

É preciso reconhecer que Reinaldo Azevedo é um dos melhores analistas políticos do país, apesar de dedicar seu português castiço e sua visão objetiva e realista dos fatos a encher a bola da elite vampiresca brasileira e a combater os alvos que ela lhe indica.

Nesse aspecto, vale notar que Reinaldo confirma o que todos sabemos, que Lula caminha para se tornar uma força eleitoral imbatível que só poderá ser anulada através da violência judicial, já que a violência física, pelo menos até o momento, é improvável…

A leitura de Azevedo deveria abrir os olhos dos bolsomínions idiotas que acham que vão conseguir eleger presidente um sujeito que prega genocídios, golpes militares e espancamento de crianças “suspeitas” de ser homossexuais, entre outras atrocidades.

Mas, pensando bem, é bom que essa turma que baixa todo santo dia neste Blog pra dizer que Lula vai ser preso “amanhã” continue prisioneira desse happy wishful thinking idiótico sobre o ex-presidente. Leia Reinaldo Azevedo. Ele vai animá-lo (a).

 

E Lula, quem diria? — eu disse! —, já é influente até nas escolhas de opositores. Um desastre!

Doria propôs uma aliança de todos os partidos de centro contra Lula. É precoce cuidar agora desse assunto. Só fortalece o petista

Por: Reinaldo Azevedo

Publicada: 01/11/2017 – 7:38

O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), propôs nesta terça a união de todos os partidos de centro e de centro-direita para enfrentar as candidaturas de Lula, pelo PT, e de Jair Bolsonaro, sabe-se lá por onde. Assim, haveria uma conjuração do centro contra os extremos, sempre notando que é razoável considerar Bolsonaro de extrema direita, ainda que ele possa não saber direito o nome do que pratica, mas não é correto classificar o PT de extrema esquerda — não com o governo que fez. Se fosse um extremista, teria cometido ainda mais erros, deixo claro.

Doria não fala em nome de todas as siglas que compõem esse tal “centro”. A rigor, não o faz nem mesmo em nome do PSDB, mais dividido do que nunca. Mas é claro que é hoje uma figura importante na legenda e reflete, em muitos aspectos, o debate interno e o que vai pelos bastidores da política. A proposta revela o estado miserável, já afirmei aqui, a que foi reduzida a política brasileira. Uma observação de saída, antes que prossiga.

A proposta já nasce morta porque, ainda que se pudessem juntar todas as siglas que não se identificam com o PT— e que estariam, pois, do centro para a direita moderada —, expressões eleitorais hoje importantes, dada a fragmentação que temos, ficariam fora do arco. A principal figura é Marina Silva. O exército de Brancaleone da Rede, hoje, no Congresso tem uma atuação que está muito à esquerda do PT, mas não há a menor possibilidade de a candidata da clorofila se juntar à testosterona de Lula. Ao contrário do que afirma Ciro Gomes (PDT), ela será candidata. Há simulações em que aparece em segundo lugar, em empate com Bolsonaro, quando Lula está na lista. Sem o petista, disputa o primeiro. No Datafolha, venceria todos os possíveis opositores num segundo turno, exceção feita apenas ao petista.

Ela não disputaria por quê? Assim, inexiste, de saída, esse Fla X Flu que se traduziria por “Lula X J.P.Fernandes”, para empregar o nome-enigma de um poema de Drummond. Lula está muito forte, sim, como se vê, mas a disputa, no primeiro turno, não vai se resumir a “PT X Anti-PT”, grupo esse que, suponho, na imaginação de Doria, atrairia a turma, ou a turba, de Jair Bolsonaro. Isso também não vai acontecer.

De resto, certos cuidados se fazem importantes. Será que é conveniente, a esta altura do campeonato, transformar Lula no elemento de clivagem da política ou no redutor de todas as diferenças, de maneira que será ele a decidir não apenas quem será o candidato da esquerda (sempre a depender da Justiça, claro!), mas também o que se dará no campo adversário? Então o chefão petista voltou a ser de tal sorte poderoso que tem papel capital no destino do seu partido e satélites vermelhos, mas também na sorte de seus opositores?

Todos sabemos que Lula dificilmente disputará a eleição do ano que vem, embora isso não seja solução, mas um problema a mais. Aquele que hoje tem 35% das intenções de voto, 26% de respostas espontâneas (segundo o Ibope) e que bateria com relativa folga todos os seus adversários deve ficar fora do certame por decisão da Justiça. Já se sabe que é muito alto, ainda que mais baixo do que já foi, o seu potencial para levar um seu ungido para o segundo turno.

Ora, uma precoce união “contra Lula e o PT” pode forçar uma também união no terreno da esquerda. Erram feio os que imaginam que cessaram as possibilidades de entendimento entre Ciro Gomes e o PT. Como esquecer o Ciro que ameaçava o país com o caos, em 2002, e que, em 2003, já estava aboletado num ministério? E cumpre não esquecer o Lula pragmático: ele fará aliança com o diabo, seja candidato ou não, para tentar depor as forças da “coalizão conservadora” que está no poder, como a chamam os intelectuais de seu partido.

Ademais, convenham: uma união, como a propõe Doria, só poderia ser hegemonizada pelo PSDB, certo? Ou o partido flertaria com a ideia de ter um nome ligado ao PMDB? Não creio. Ocorre que os tucanos estão em pé de guerra. O PSDB conseguiu sair da Lava Jato, como se vê, mais destrambelhado e desestruturado do que o próprio PT. É claro que as diatribes da holding “JJ&F” — Janot, Joesley e Fachin — contaram para isso. Mas a quantidade de erros que o partido acumulou nos últimos tempos é de estarrecer.

Respondam, leitores: vocês se deixariam guiar hoje por tucanos? Bem, a sua primeira pergunta seria: “Mas por quais?” Ora, ninguém sabe. Fatia substancial do partido — mesmo asfixiado pela Lava Jato e por Rodrigo Janot com ilegalidades óbvias — atuou para derrubar Michel Temer. Pior: não conseguiu fazer a defesa do Estado legalista nem mesmo quando as arbitrariedades colheram seu presidente. Essa união do centro e da centro-direita abriga, suponho, o PMDB — que vem a ser a legenda que Temer presidiu por muitos anos.

Tendo a achar que isso não vai acontecer. E penso mais: acredito que o presidente ainda terá um candidato para fazer a defesa de seu governo em 2018. E, hoje ao menos, tudo leva a crer que não será um tucano.

Pois é… A Lava Jato e os quadros conservadores que não souberam ler a realidade ressuscitaram Lula. E agora pensam no que fazer com ele. Como se ele, por sua vez, ficasse parado, esperando a decisão de adversários. O PSDB precisa primeiro vencer a si mesmo se pretende vencer adversários.

Não está fácil.

32 comments

  • Ler o reibosta não é fácil. Só o faço pelo respeito ao Edu que é ético e inspira respeito. Lido e cuspido ! Reibosta não acrescenta nada além de sua eterna lambeção de botas de gente tipo o cheirador AhéSim. Mesmo quando critica os caras só provoca Asco !

  • O reinaldinho tá nervoso e luta em duas frentes.
    Uma contra a esquerda – e a Historia.
    E ainda se acha no papel de domador de todo o espetro da xucrocracia anti petista nacional…
    E tá com medo do Lulão: ‘ele não vai ficar parado’.
    Nao vai dar para CasaGrande excluir o Lulão sem cair sua máscara e nao vai dar pra impedir uma união subsequente da esquerda.

  • 3 registros sobre o texto

    1. eu apontei aqui em posts anteriores a percepção de que a DIREITA, com receio de LULA e de Bolssosauro, já ensaia movimentos pra unificar uma candidatura ..no caso eu falava do Geraldo

    2. noutra colocação, comentando pesquisa do IBOPE, eu dizia da hipótese da desistência de CIRO GOMES que, com seus votos, definiria a eleição pró LULA já no 1o turno

    ..até aqui tudo bem

    O 3o ponto trata da minha surpresa pela certeza deste REACIONÁRIO GOLPISTA ter por eventual inviabilização do LULA via Justiça – contrariando impressões trazidas aqui pelo missivista do BLOG – aonde o TRF4 não só condenaria LULA sem provas cabais, como tb não haveria chance de recursos para o líder

    Então como ficamos ..ou Reinaldo esta melhor informado e os “consultores da esquerda” estão enganados, ou ..bem

    Fato é que os EUA não perdem tempo, e diante dum enfraquecimento inexorável da imagem do JUIZ de Curitiba, tratam logo de incensa-lo a paladino que gravitaria acima de qq suspeita..

    ..independente dele ter engavetado e fracassado no caso Banestado, e de ter cometido toda sorte de ilicitudes na tal Lava Jato

    ..sei lá ..vai ver os EUA pensam mesmo em unificar a tal direita com a candidatura, não do Geraldo, mas deste Mal-gistrado

    ..e em sendo assim, levando todo e qq ensaio trazido até aqui pela mídia brasileira como se sendo apenas dissimulações estratégicas para o que realmente já se tem como estratégia, vinda dos EUA, para o futuro do país

    http://www.gazetadopovo.com.br/politica/republica/moro-recebe-premio-internacional-e-crava-era-dos-baroes-ladroes-esta-terminando-35vn7c5vzaocqtv2cxyf4pcyf

    ..portanto ..até aqui NADA demais

  • O Rola-Bosta, bom analista político?! O cara fala que a Lava Jato “ressuscitou” o Lula e o PT, atribuindo o alto índice de intenção de voto de Lula aos abusos que ele e seu partido sofreram e sofrem nas mãos de Moro, Dallagnol e companhia!
    Que tipo de analista sério diz que perseguição jurídica-midiático-policial é benéfica para quem a sofre?!

    O Rola-Bosta não faz nada além de constatar a óbvia liderança de Lula, mas se “esquece” de dizer que tal liderança é fruto de 8 anos do governo que tirou o Brasil do mapa da fome e promoveu a maior inclusão social da história do país. Lula deixou a presidência com 80% de aprovação, e é a identificação que o povo faz entre o ex-presidente e uma melhora substancial em sua condição de vida que explica a alta intenção de voto no petista.
    Reinaldo Azevedo sequer é analista político, nem bom nem ruim. É só um porta-voz de Gilmar Mendes, José Serra e Michel Temer, de quem ele puxa o saco três vezes por dia.

  • O PT não deverá contar com os chamados partidos de esquerda como PSOL, REDE, PCO e PSTU. Todos eles darão apoio aos adversários do PT como vem acontecendo.
    Com o apoio ao PT, têm medo de nunca crescerem.
    Optam continuarem pequenos, junto ao capital.

  • Estou aqui tomando o meu café, lendo esse artigo do RA e pensado: a direita, se soubesse da enrascada que iria entrar com o golpe e a perseguição a Lula jamais teria empenha energia, gasto dinheiro e perdido tempo em tal empreitada. É o que deixa evidente o RA na sua lamentação. Ele não perdeu nada, ao contrário, ganhou muito dinheiro alugando sua caneta para a direita e agora está fazendo o lento movimento de retirar o c* fora do ponto.

    • O problema não é de inteligencia, é questão de caráter e ética. O tal do Azevedo é zero nessas questões, assim ele pode escrever o que quiser que será sempre um grande canalha.

  • Sim, Reinaldo está certíssimo em observar que Lula é a referência. Há os que são contra ele, e há os a favor. Com isso, Lula se fortalece ainda mais.
    O Doria, por exemplo, burro como uma porta, se deixou levar pela capa idiota da IstoÉ, que dizia: “nasce o anti-Lula”. Ou seja, não é um candidato com propostas, mas sim um candidato “anti”. Isso só atrai paneleiros, mas causa repulsa ao povo.

  • Não reconheço Reinaldo com mestre em política. Olha, discutir aliança de centro esquerda para fazer um confronto com Lula é de estarrecer. O centro a muito tempo já se definiu contra a lava jato. Veja alguns : Requião, Ciro, setores da Rede, setores do PSB. Isso sem contar com a esquerda que detém governos estaduais importantes: Ceará, Maranhão, Bahia e Minas Gerais.
    Mais hilário é dizer que o PSDB saiu mais destrambelhado da lava jato que o PT. O PT vem crescendo desde sua criação, houve alguns momentos de turbulência, mas o crescimento é contínuo. O Brasil está todo mobilizado, só não vê quem fica nos escritórios fazendo leitura política através da mídia. Vá paras ruas, viaje para o interior ou visite uma favela. Salta aos olhos o repúdio a direita.
    O golpe foi muito mal feito. Estão sem saída e aí é que temo, pois a saída é o que Dilma falou recentemente que é a próxima etapa do golpe: Impedir a eleição. Se não for assim e a esquerda ganhar, muita gente vai para cadeia e agora é serio.
    Veja, se Lula ganhar, como compartilhar com os maiores devedores do INSS, da RF, multas ambientais e trabalhista. Haverá complacência?
    Pois é edu. Temo pelo pior.
    Um abraço

    • PENSO QUE PARA OS GOLPISTAS VÃO TENTAR IMPEDIR LULA NA JUSTIÇA OU SE ALGUÉM QUE ELE INDICAR TIVER BEM NAS PESQUISAS E TER CONDIÇÕES PARA GANHAR AS ELEIÇÕES, ELES VÃO PARTIR PARA O PLANO B QUE É TORNAR O PAÍS PARLAMENTARISTA. LEVARAM O PAÍS NO FUNDO DO POÇO PARA RETIRAR DILMA PARA DEPOIS ENTREGAR O PAÍS DE NOVO AO PT.

  • Pobre povo esse que tem como sua fonte e informação e parâmetro para decisões que podem piorar ou melhorar sua vidas uma imprensa vendida e dependentes das contas publicitárias e outras malandragens em todas as épocas e com todos os governos que já se apossaram do poder, sendo o mais notório deles, a coligação PT/PMDB.
    Pobre povo que ama mais siglas partidárias e ideologias historicamente falidas do que o rico pais em que nasceram, mas mais pobres ainda são aqueles que acreditam que suas vidas vão melhorar com a volta de um notório bandido e um partido traidor ao poder central. LASTIMÁVEL.

  • Caro Eduardo,
    Embora o Reinaldo Azevedo venha admitindo com uma certa frequência a força do ex-presidente Lula, é bom salientar que ele, também, vem dizendo com frequência que o Lula não participará do próximo pleito eleitoral. Há poucos dias, ele disse categoricamente que o TRF4 irá condenar o ex-presidente, inviabilizando-o de participar das eleições do ano que vem. Azevedo, provavelmente não faz previsões, mas, por ser um homem muito inteligente, certamente sabe o que vem pela frente.

  • Excelente texto.
    Não cabe comentário desse acanhado leitor.
    O texto é auto explicativo e super bem em sua análise.
    Somente um ponto, direi: Com toda covardia e safadeza dos acusadores em seus interesses
    escusos, Lula continuará crescer.

  • Pais do absurdo…onde um condenado..e disparado primeiro lugar nas pesquisas eleicoes presidenciais..para daqui a 1 ano..isto por atos ilicitos e provas de corrupcao de seus opositores e acusadores…que deram 2 tiros nos 2 proprios pes..

  • A pior coisa que a direita fez foi querer através deste golpe liderado pela Globo, que uniu todas as mídias golpistas, empresariado de canalhas mesquinhos e um judiciário corrupto concurseiro de classe média alta foi fortalecer a visão de que este golpe é para tirar direitos da classe trabalhadora. Quando a ditadura deu o golpe tivemos uma classe média conservadora que apoiou, mas ao longo do tempo o desgaste foi crescente e não suportou manter mais aquela ditadura, devido a perda de apoio em vários segmentos da sociedade, sendo necessário fazer as aberturas democráticas para evitar um maior desgaste continuo de perda de apoio. O mesmo irá acontecer com este golpe jurídico/midiático, que fará com que a população perceba que a “justiça” só está sendo feita contra os partidos de esquerda. Hoje as togas substituem as fardas e utilizam os processos como forma de intimidação e condenação. Mesmo que a tirania golpista midiática/jurídica tire o Lula das eleições ficará evidente para uma grande parte da população que esse jogo é para que o Lula não seja vitorioso ou candidato nas próximas eleições,e que os direitos perdidos jamais sejam revertidos. Acontece que um golpe terá que ser completo em todas as instâncias e lugares. O Brasil tem 26 estados e mais de 5000 municípios. Queiram ou não haverá eleições estaduais e municipais, e é aí que a esquerda poderá usar o discurso da perda de direitos da classe trabalhadora. Com ou sem Lula nas próximas eleições a esquerda tem grande chance de governar vários estados e municípios do Brasil. Diferentemente da abertura lenta, gradual e “democrática” feita pelos militares a situação hoje é diferente devido a velocidade da informação via rede sociais. A coisa já terá resultados na próxima eleição e, creio, a direita não será vitoriosa.

  • Cachorro que já encurralou gato sabe a fria que entrou ao sair com o focinho arranhado. A direita, pelo visto nas críticas dos “especialistas” tem duas opções: prende o Lula ou prende o Lula. Sempre fui de opinião que não haverá eleições em 2018 ou que ela será um simulacro, uma farsa, bem ao gosto e ao hábito dos protagonistas do golpe. Mas para não sair com o bico grande e amarelo arranhado, uma saída é estimular o Lula àquilo que ele mais gosta: cooptá-lo, compor com a direita, fazer declarações de que tudo vai ficar bem e que ele vai se comportar direito com a direita e o capital. Como aliás, ele sempre fez. Para tudo continuar como sempre.

  • Entendo o que o Edu quer dizer, mas quero que leiam um outro texto muito importante:

    Reinaldo Azevedo e Cristovam Buarque: a covardia intelectual tem seu preço e não é barato. Por Carlos Fernandes

    Na arte de pensar, nada é mais natural e salutar do que mudar de opinião. Rever seus próprios conceitos acerca dos mais variados temas é, por natureza, um dos mais corajosos exercícios de aprendizagem e organização do conhecimento.
    Pautado na correção moral e na fidelidade de seus valores mais inegociáveis, mudar de opinião pode representar um poderoso instrumento de evolução pessoal na incessante necessidade de nos renovarmos.
    O problema surge, no entanto, quando a intenção é motivada exclusivamente por nossas inclinações pessoais. Nada possui menor valor moral do que fazer o certo por motivos errados.
    E no conturbado cenário político e social que vive o país, ninguém representa melhor esse tipo de falso moralismo forjado à conveniência das situações do que Reinaldo Azevedo e Cristovam Buarque.
    Ambos, respectivamente, outrora representavam com precisão os valores mais arraigados da corrente à direita e à esquerda do campo político.
    Enquanto Reinaldo — um conservador xiita incapaz de enxergar além do que permitia as viseiras de sua ortodoxia — primava em desqualificar e criminalizar tudo e todos que não coadunavam com a sua forma de pensar, Cristovam brilhava com a sua tolerância à pluralidade de ideias.
    Hoje, nas imprevisíveis voltas que o mundo dá, temos um Buarque tão obtuso e visceralmente ligado ao proselitismo de direita que, na prática parlamentar, de pouco a nada difere de um brucutu como Jair Bolsonaro.
    Por outro lado vemos Azevedo, um até então vigoroso defensor da Lava Jato, no momento às voltas para denunciar os abusos e ilegalidades inegavelmente cometidos pelo conchavo de Curitiba (isso agora que a operação chegou aos seus).
    Nem um nem outro, nas atuais personagens que as circunstâncias assim os exigiram, merecem absolutamente qualquer credibilidade.
    Por mais conservador e defensor da direita que você possa ser, não há nenhuma razão para levar a sério um homem que mudou tão radicalmente de posição exclusivamente por rancor e mágoa.
    Cristovam Buarque foi incapaz de superar sua demissão por Lula e hoje, cego pelos sentimentos mais medíocres, nega tudo o que um dia defendeu.
    Da mesma forma, chega a ser uma infantilidade da esquerda brasileira querer exaltar Reinaldo Azevedo pelas recentes defesas que fez à manutenção do Estado Democrático de Direito.
    Como já dito, não existe nobreza em atos certos motivados por razões erradas.
    Reinaldo é um dos grandes responsáveis pelo clima de ódio que se formou por uma elite burra e preconceituosa em torno de Lula e do PT.
    Nada, absolutamente nada no atual discurso de Reinaldo representa alguma novidade para o que sempre a esquerda defendeu.
    O que ele hoje defende, por puro oportunismo e exclusivamente em benefício da corja que o alimenta como Aécio Neves e Michel Temer, já foi mais e melhor defendido por inúmeros artistas, intelectuais, juristas e políticos comprometidos com a legalidade nas ações judiciais.
    A sua defesa por um verdadeiro Estado Democrático de Direita, à luz do que historicamente sempre desejou para os seus inimigos, é simplesmente um acinte.
    À esquerda e à direita, Reinaldo Azevedo e Cristovam Buarque, respectivamente, não passam de uma farsa. Ao negarem os seus valores por motivos quase que bestiais, ignoram que não possuem respaldo algum na defesa de suas “novas” bandeiras.
    Da mesma forma que não aconselho ninguém de direita dar ouvidos a um sujeito que só compartilha de seus princípios em função de ter sido corrompido pela invídia, considero uma insensatez a esquerda abraçar um inquisidor que finge-se um democrata.
    Reinaldo Azevedo e Cristovam Buarque são hoje estranhos no ninho. Ao cruzarem fronteiras ideológicas que nunca compartilharam por pura conveniência política, encontram-se simbolicamente no meio de uma pinguela onde não é possível avançar nem retroceder.
    Da mesma forma que não são aceitos na nova seara, também não são perdoados pelos seus antigos convivas. Ironicamente, seres tão diferentes caminham abraçados para a incredulidade e para o esquecimento.
    A covardia do intelecto tem o seu preço. E normalmente, costuma ser caro.

    • Eder, concordo com essa excelente e brilhante critica/análise do Carlos Fernandes. Nunca entendi os elogios e o respeito que pessoas de esquerda ainda têm pelo Reibosta. O cara é ridículo e profundamente maléfico. O outro (Buarque) é um ressentido, meio doido, mas Reinaldo é do mal mesmo, é da turma da banalidade do mal.

  • Quando Lula estava morto? Lula esteve sempre vivo e está mais vivo do que nunca! Rola-bosta só fala obviedades, nenhuma novidade, porta voz da direita. Reconhecer Lula como o grande adversário a ser enfrentado em 2018 é também reconhecer os governos petistas, é também reconhecer o PT e sua militância e eles reconhecem porquê para estão contra o muro, perdidos, não sabem o que fazer, pelo menos por ora, eles não vão querer perder novamente mais uma eleição para Lula e o PT e a esquerda como um todo. Mas qual é a alternativa deles? O Chuchu? o Dória? o Huck? A Marina? Vão querer o Bolsonazi? A direita está neste momento perguntando: “quem poderá nos salvar?” Mas se fizeram o que fizeram para tirar o PT do poder, imaginem o que farão para continuarem lá? Vem chumbo grosso aí.

  • Cada vez mais a história de Lula se parece com Joana D’arc, iletrados mas iluminados deram aos seus povos dignidade esperança e vitórias, e que a elite invejosa e entreguista os condenaram .

  • Buarque e Reinaldo vão desaparecer e não vai demorar. O mundo dá voltas e será através de Lula que o Brasil vai poder se recuperar desse assalto e desses seres nefastos. .

Deixe uma resposta