Racistas se protegem protegendo William Waack

Destaque, Opinião do blog, Todos os posts

Pretendia escrever um longo post sobre as defesas repugnantes que Augusto Nunes, da Veja, Raquel Sheherazade, do SBT, e Reinaldo Azevedo, da Rede TV, fizeram da agressão criminosa (lei 7716/89) que o ex-âncora da Globo William Waack assacou contra, segundo o IBGE, 54% dos brasileiros. Porém, achei que barbaridades como a que essa gente disse merecia resposta à altura. Eis por que aí vai minha resposta EM VÍDEO a esse surto de corporativismo racista.

Abaixo, o vídeo. Em seguida, uma notícia preocupante sobre esse caso

 

Homem que divulgou vídeo de W. Waack fala sobre chuva de ataques

“Fico chocado, porque tem muita gente defendendo ele”, diz Diego Rocha Pereira, ex-funcionário da Globo que vazou o vídeo.

Essa semana o Brasil inteiro parou para assistir ao vídeo que colocou em xeque a reputação de William Waack, um dos jornalistas mais importantes da Rede Globo. Nas imagens, ele aparece fazendo um comentário racista, enquanto achava que as câmeras ainda não estavam ligadas.

“É coisa de preto”, diz ele, depois de reclamar das buzinas que ouvia na rua, momentos antes de ir ao ar para falar das eleições americanas. Gravado em novembro de 2016, o vídeo só caiu na rede nessa terça-feira (7) e culminou no afastamento do jornalista.

Na última quinta-feira (9), o operador de VT Diego Rocha Pereira e o designer gráfico Robson Cordeiro Ramos vieram a público para esclarecer que foram eles os responsáveis pela divulgação das imagens. Diego trabalhava na Globo na época em que a filmagem aconteceu e ficou pasmo ao ver o comentário racista de Waack. Aí decidiu gravar o trecho no celular.

Na época, ele enviou o vídeo a Robson, mas ao ter o celular roubado, Diego achava que o material havia se perdido. Dias atrás, eles acabaram achando o vídeo no aparelho de Robson e resolveram divulgá-lo.

Do dia para a noite, os dois tornaram-se figuras públicas e a repercussão do caso está gerando reações de todo o tipo. Se, por um lado, eles vêm sendo elogiados pela coragem, também estão sofrendo muitos ataques.

A gente vive num país onde, infelizmente, a culpa é da vítima. Sempre vão preferir que você fique em silêncio, ao invés de expor esse tipo de coisa – assim como nos assédios morais e sexuais que a gente vê por aí. Não deve expor, tem que sofrer quieto e fingir que não aconteceu“, diz Diego.

Além da enxurrada de comentários nos posts feitos por portais de notícia, ele conta que as pessoas também o atacam em seu Facebook pessoal. “Pessoas com o mesmo pensamento que ele ficam ofendidas. Porque você está expondo o que é errado. A maioria das pessoas que estão criticando o vazamento do vídeo, é porque compactuam com ele [William Waack]“.

Apesar de saber o quanto o racismo ainda é forte no Brasil, Diego diz que está pasmo em ver que diversas pessoas são abertamente à favor do jornalista. “Fico chocado, porque tem muita gente defendendo ele. As pessoas estão me chamando de oportunista, mau-caráter, petralha… estão confundindo tudo. Está uma loucura isso”.

Por fim, Diego mostra-se indignado com quem ainda acredita que comentários ofensivos como o de Waack deveriam ser encarados apenas como algo sem importância. “As pessoas tentam mascarar o racismo, dizendo que é opinião. Racismo não é opinião, é crime“.

  • Trazibulo Zibinho Meireles

    Este é o Brasil atual do Alexandre Frota a Sherazade.

    • eduguim

      tragédia

    • Jimmy Cricket™

      ♫ “Frota” não; o correto é “Fruta”. Alexandre Fruta.

  • Leon Dalaedovick

    Excelente trabalho, companheiro Eduardo. No tocante ao que você diz, “de que talvez uma reparação financeira aos afrodescendentes seja impossível”, eu acredito, e sei que você acredita também, que essa reparação pecuniária pode ser feita de diversas formas. A politica de cotas é uma delas. Apoio financeiro, com liberação de linhas de crédito especial para pequenos negócios é outra. Enfim, há tantas e tantas formas de repararmos as injustiças sociais para com os afrodescendentes, e para com os índios também, em que toda a sociedade ganha, tanto em termos de justiça social como desenvolvimento cultural e humano. O que não podemos aceitar em hipótese alguma é essa violência preconceituosa da Casa Grande e de seus lambe-botas. Parabéns, mais uma vez.

    • eduguim

      muito bem observado, Leon

  • Salvador Ferreira

    Caro: Racismo não é opinião, é crime.
    Se é crime, que o criminoso pague o que deve.

  • Rodrigo

    aos 9:56 uma correção Eduardo, é Rede TV, não Manchete. Aliás que saudades da Manchete….

  • Atineli

    Essas três figuras não valem nada Edu. São seres profundamente hipócritas e reacionários. Também acho que os três cairão e beberão do próprio veneno num futuro próximo.

  • Belmiro Machado Filho

    Precisão cirúrgica! Você os desnudou e trouxe à luz o quanto são patéticos tentando defender um RACISTA assumido.

    • eduguim

      grato

  • Ronaldo R Freitas

    Eduardo você disse o que tava engasgado aqui na minha garganta como resposta a esses pulhas que defendem o racismo de um racista. Obrigado.

    • eduguim

      valeu

  • Helena/S.André SP

    Lamentável tudo isso que está acontecendo. Mais lamentável ainda é ver esses pseudojornalistas defendendo o indefensável: o claro racismo do sr. William Waack. Em compensação essa Sheherazade foi detonada nas redes sociais por ter defendido William Waack, conforme post publicado na Revista Forum: https://www.revistaforum.com.br/2017/11/10/sheherazade-reaparece-e-e-detonada-nas-redes-por-defender-william-waack/
    E parabéns aos jovens Diego e Robson por mostrar esse vídeo envolvendo o sr. William Waack. Pena que demoraram um ano para divulgá-lo. E lamento que estejam sendo criticados por divulgarem o vídeo. Racismo é crime e tem que ser denunciado!

  • joao barbosa

    Parabéns para os dois pela coragem, vocês nem imaginam o bem que estão fazendo para a sociedade, este canalha não é só racista, ele é mesmo é um nazista.

  • Lukas

    Edu, assim como Paulo Henrique Amorim, você acha que se Heraldo Pereira substituir William Waack será só porque ele é um negro de alma branca?

    • eduguim

      Eu não gosto dessa expressão, mas acho que o Heraldo, por muito tempo, não ligou para o fato de que era um dos raríssimos negros no jornalismo da Globo. Sua pegadinha é fraca como você

      • Lukas

        Há poucos jornalistas negros. Ponto. Não apenas na Globo. Quantos blogueiros progressistas negros há? Você, Azenha e PHA os impedem de existir? Há poucos jornalistas negros na Globo porque há poucos jornalistas negros, porque há poucos estudantes negros de jornalismo nas universidades, porque poucos negros conseguem fazer o curso superior.

        E você, branco, pare de querer ensinar ao Heraldo Pereira, um negro, como deve agir como negro. Nenhum negro te diz como você deve agir como branco.

        • eduguim

          Me comparar com a Globo foi a maior idiotice que li hoje. Vocês não pensam no que dizem

        • Leon Dalaedovick

          Senhor Lukas, o fato de haver poucos jornalistas negros na Globo, e em outros canais de comunicação, não se deve aos “poucos estudantes negros nas universidades de jornalismo”. Acredito que, apesar da baixa presença de negros nas universidades de jornalismo ( e em outras também), existam mais do que dois ou três jornalistas negros no país, e capacitados para exercerem as funções de apresentadores de telejornais.. Esse discurso falacioso que o senhor apresenta para justificar o injustificável, só tende a contribuir para a prática do racismo, pois dá a entender que não há racismo deliberado na Globo. E se há pucos jornalistas negros lá e em outros telejornais isso se deve à carência de profissionais no mercado de trabalho. O que não é verdade. Aceitar esse discurso é minimizar a prática do racismo na televisão brasileira, principalmente na Globo, em que aos negros são reservados os papéis subalternos nas telenovelas, nos programas de auditório e até mesmo nos postos da administração. Nessas áreas também não há profissionais negros capacitados no mercado de trabalho? E não sou eu quem está a dizer isso da boca para fora. Não sei se o senhor sabe, mas há estudos acadêmicos sérios que dão conta de que a ausência de negros no telejornalismo brasileiro – e em outros setores também –
          não se deve à falta de profissionais negros no mercado. Se deve, sobretudo, ao racismo congênito que permeia as relações sociais e de trabalho no Brasil. Desculpa-me mas o seu argumento é falacioso, caso contrário a Globo e outros canais de comunicação não se posicionariam contra a política de cotas raciais nas universidades, justamente para suprir a necessidade de negros e índios em funções até então reservadas aos “brancos bem nascidos”. Em tempo: o racismo brasileiro é tão perverso quanto mais ele se apresenta ( ou busca se apresentar) como não racismo, porém como coisa da “cultura nacional”, e se justifica ( ou pretende se justificar) como piada sem importância ( como os defensores do Waac estão a vociferar). Ou justificar terceirizando o problema, como essa sua fala.

      • Carlos

        Ele quer ser processado por racismo ao ficar falando essa frase sobre Heraldo, fazendo pegadinhas.

        • eduguim

          é um idiota fundamental

    • Atineli

      “Negro de alma branca” é RACISMO. Por favor tente se instruir um pouco antes de escrever frases preconceituosas.
      Leia o Negro Belchior:
      https://www.brasil247.com/pt/blog/paulomoreiraleite/326675/%E2%80%9CGlobo-maquia-racismo%E2%80%9D-acusa-Negro-Belchior.htm

    • Bernardo

      PHA cometeu crime e pagou por isso. Dizem que trata muito bem as mulheres.

  • Lukas

    Você é o Augusto Nunes com o sinal trocado, capaz de defender o indefensável.

    • eduguim

      Você defende o racismo e eu que defendo o indefensável?

  • Rodrigo SB

    Algumas coisas precisam ser analisadas:

    1) Se o jornalista racista tinha certeza de que era uma pessoa negra quem estava buzinando, ao xingá-la antes de dizer que era “coisa de preto”, ele expressa um ódio desmedido.

    2) Se os dois rapazes decidiram gravar o racista falando, é porque isso vinha acontecendo. E na frente de funcionários negros.

    3) Como a direita radicalizou, a ponto de seu exército achar que a Globo é de esquerda por ter novelas com personagens homossexuais, vários líderes fascistas estão jogando para quem os segue a falsa informação de que o jornalista racista seria de esquerda. É o fim da picada!

  • Romanelli

    Não me surpreende serem todos membros da mesma MATILHA …Shererazade, Augusto Nunes, Waak, Reinaldo Azevedo, Demétrio Magnolio e et caterva

    dito isso ..RACISMO é crime …venha de quem vier ..NÃO existe DISCRIMINAÇÃO do BEM

    No mais, penso que EDUARDO ERRA GRAVEMENTE e deliberadamente ao centrar como racismo somente o cometido de “branco contra preto” ..isso é um equivoco PREMEDITADO (vindo de gente inteligente como ele) ..e se me permite, uma DEMAGOGIA suicida ..EDUARDO GUIMARÃES, aqui também, se porta como RACISTA

    Aliás, é o mesmo que dizerem que entre umbandistas, evangélicos, muçulmanos, católicos ou evangélicos só veremos o preconceito partir dum destes grupos e não de múltiplas direções objetivando diversos alvos

    A SOCIEDADE sabe muito bem o que é racismo (principalmente a da periferia) ..sabe sim que os negros são em MUITO MAIOR número, e são as MAIORES vítimas ..alias, negros não, mais do que eles, os POBRES de todos os tons..

    ..e isso não da o direito a NINGUÉM de intuir que sinônimo de racismo seria só o partido de branco contra negro ..deixando de fora os indígenas, amarelos, carcamanos etc

    COTA RACIAL também é uma ato de racismo ..de discriminação ..do olho por olho ..é SIM um instrumento de PERPETUAÇÃO do ódio e da INFÂMIA em se diferenciar os seres humanos por critérios abjetos ..pra mim, mesmo sendo legal, esta cópia PORCA feita por instrumentos dos EUA e Africa do SUL, trazida aqui pelos TUCANOS e adotada pela esquerdopatia, é um CRIME perpetuado no BRASIL !!!!

    Tivesse o país MERGULHADO NAS COTAS SOCIAIS aliada a reserva de vagas em escolas;universidades públicas proporcional a procura de alunos vindos de escola publica x particular (aonde pobre concorreria com pobre e rico contra rico) ..todos os pobres (e evidente. a maioria de negros) estariam hoje em maior número fazendo medicina ..claro que se acompanhado de ajuda de custo (fies, cursinho publico, currículo nacional etc) isso seria derradeiro

    Em tempo, hoje no BRASIL 30% dos magistrados são NEGROS ..uma realidade que já vinha dum período sem cota

    ..mas não, os que se dizem “pogreÇistas” (tipo os que defendem o ABJETO feminicídio e agora o idosicídio ..negando-nos o 5o artigo Constitucional ) resolveram se colocar primeiro na fila ao se contentarem com 10 a 15 % esmolados de vagas por critérios OPACOS e discricionários..

    ..ou PIOR, conseguiram até de reservas em CONCURSO PUBLICO, aonde a proficiência e a CAPACIDADE do indivíduo, pra construção dum Estado mais eficiente e altivo, é questão FUNDAMENTAL a BRASIL que PRECISAMOS construir

    NADA JUSTIFICA este racismo IRREFREADO que REFLUIU no BRASIL e que hoje já contamina – graças SIM aos ditos pogreÇitas – a INSTITUCIONALIDADE do país ..pau que da em Chico da em Francisco ..ser é diferente de ESTAR (e é aqui que devemos cuidar)..

    ..racismo como os dos NAZISTAS (que pegou sexo, religião, etnia e cor), racismo dos que se dizendo todos vitimas inocentes, se pedem por reparo a INOCENTES, e que escolhem a quem resgatar primeiro (só aos seus) ..PIOR, aonde por critérios relativistas, até vivaldinos vivos se valem do sofrimento de vitimados já mortos pra se darem bem.

    NÃO !! ..ou o BRASIL parte do hoje pra frente, ou este embate CRETINO de COTISTAS RACISTAS e de RACISTAS PRISTAS vai nos deixar eternamente com esta ferida aberta

    EM TEMPO ..aproveito aqui pra parabenizar pela coragem os CIDADÃOS que denunciaram este ANIMAL que, do que se sabe, de há muito aterrorizava com a sua zombaria, humilhação e empáfia, os bastidores daquela televisão

  • Pablo

    Demetrio Magnoli na Folha de hoje também defendendo Waak.
    Os coxinhas dizem que foi “linchado” porque é de direita,mas de fato só os direitistas que defendem o racista,simplesmente porque são racistas.

  • O JUIZ

    Pelo que me consta, a prática do racismo é crime.
    Assim sendo, direta ou indiretamente, as “celebridades” que aparecem nessa foto são criminosos, quer seja por suas ações jornalisticas ou por protegerem um criminoso pego em flagrante.
    Percebe-se que todos possuem esse elemento fascista em seu DNA.
    É só perder um pouco de tempo, e digo “perder”, para constatar isso assistindo ou ouvindo os comentários desse lixo travestido de jornalista.
    Essas são as pessoas diretamente responsáveis pela onda de ódio que se instalou no País, com o apoio incondicional da globo.
    E lamentavelmente constatamos que esse quadro não tem volta.
    As ruas fervem de ódio e está ficando perigoso sairmos de casa.
    Uma mídia sem regulação tem facilidade para produzir esse tipo de criminoso.
    Deus nos guarde.

  • Wilson dos Santos

    Parabéns pelos comentários!!!

    • eduguim

      grato, Wilson

  • Juliano Santos

    Fico aqui imaginando quantas “piadas” racistas o babaca Nunes já cometeu. E como o sujeito é arrogante não deve ser dificil pegá-lo no flagra.
    Só há um jeito de combater o racismo, Edu, já que essas figuras jamais vão ter a decência de admitir o que são, e humildemente tentar melhorar como ser humano.
    Só a exposição dos podres dessa gente como fizeram os rapazes, para que sofram as consequências, que deveria ser não apenas profissionalmente, mas também na justiça.
    Só quando figuras como o babaca Nunes e outros sofrerem na pele é que o Brasil vai começar a ser um país civilizado. O Waak, para azar dele, servirá como exemplo. Quem mandou ser um racista descuidado?
    PS: Médico negro aqui no Brasil só os cubanos do “mais médicos”. Por isso o ódio dos coxinhas foi duplo

    • eduguim

      Isso é comum pelo menos aqui em São Paulo. No meu bairro, região da avenida Paulista, qualquer reunião social da classe média é regada a muito racismo

  • Patrick

    Lula disse que Pelotas era exportadora de VEADOS. É brincadeirinha ou homofobia?

    • eduguim

      Foi um péssimo comentário, feito há muito tempo, em uma época diferente. Qual o garoto que não cresceu com esse tipo de brincadeira? Quem nunca ouviu de um pai ou tio a tese de que homossexualidade era falta de porrada. Mas seu governo foi o que mais apoiou a causa LGBT. Combateu a homofobia como nunca. Homofobia não é crime – e acho que deveria ser. Mas querer que esse deslize compense o crime de racismo de William Waack, é burrice. Arrume outra. Não vai conseguir justificar o racismo de vocês com essa estratégia. Racista é criminoso e tem que ser execrado. E menos mal que as Sheherazades da vida estão tirando as máscaras

    • Bernardo

      Homofobia!Se fosse crime, teria sido condenado à epoca.

  • patrick nunes pereira

    Moro em um bairro de classe alta em Campinas e ninguém faz reunião social regada a racismo. O blogueiro precisa frequentar lugares menos ruins.

    • eduguim

      Alfabetize-se urgentemente

      • J Fernando

        Eduardo, esse tipo de comentário é o que mais entristece!! Pois percebemos que grande parte das pessoas que se prontificam a comentar em quase todas as redes sociais, não interpretam corretamente um texto. Ou leem uma parte e se fixam nisto. Infelizmente, são estas pessoas as que mais compartilham matérias fake, que espertamente misturam em uma notícia verdadeira, dados falsos.
        Provavelmente o comentarista sequer entendeu a sua resposta.

  • Anônimo

    Buzinar é inútil e muito errado. Seja quem for.

  • Fernando Aquino

    O corporativismo desta turma nos mostra o quanto a direita é capaz de se manter unida na consolidação /continuidade do golpe. E pode ser que a grande mídia ainda saia “lucrando” com isto. Os holofotes nos atraem para esta provável tática diversionista enquanto os operadores do butim vendem as almas dos nossos Índios num leilão.

  • George

    Eduardo, o crime (foi CRIME) pode ter sido cometido nos EUA. O William Waack não estava nos EUA?!? Em território norte-americano? Sei não, acho que esse crime pode ter a ver com a legislação dos EUA.

    • eduguim

      Então, houve denuncia ao MP. Acho que por ter sido divulgado no Brasil e a pessoa ser brasileira.

  • patrick nunes pereira

    Lula pode usar termos como “mulheres de grelo duro”, “Pelotas exportadora de VEADOS”, ou ” falar que Clara Ant, acordou achando que era “presente de Deus” quando cinco homens entraram em sua casa – até descobrir que eram policiais federais.”
    Quando PHA disse que Everaldo era “preto com alma branca “, não vi esse blog progressista fazer escarcéu.
    O grande problema de qualquer ideologia é o fundamentalismo. Meu amigo pode tudo, meu inimigo não pode nada.

    • Bernardo

      Isso se chama parcialidade.Igual caetano veloso quando se relacionou há alguns anos com sua atual mulher.Ninguém comentou.

  • Liduina

    Não são só os pseudos jornalistas que tentam transformar o cara da rede golpe em vítima, alguns frequentadores do blog também.

  • Ricardo Jurczyk Pinheiro

    E minha mãe, filha de poloneses, conservadora, evangélica (como eu) hoje ao comentar o que o William Vaack falou, me disse: “O que ele falou é muito grave, ele mereceu ser suspenso. Todos nós somos iguais, ninguém é como melhor ou pior do que ninguém”.

    Assino embaixo.

    PS: O povo evangélico, na sua maioria, tem a cabeça mais arejada e menos mofada do que muitas das lideranças. É um dos tópicos que me traz esperança para o futuro do Brasil.