Site ligado a Aécio Neves lamenta aumento do apoio político a Lula

Destaque, Reportagem, Últimas notícias

O site Antagonista, criado com o apoio financeiro do governo tucano de Aécio Neves e Antonio Anastasia em Minas Gerais (20014) e porta-voz oficioso da Lava Jato, pôs-se a lamentar hoje a romaria de grupos políticos que estão aderindo à candidatura Lula devido à sua inevitável que o apoio popular está gerando.

Vale qualificar esse site.

Em abril deste ano, durante depoimento de Marcelo Odebrecht, o site Antagonista transmitiu a sessão sigilosa. Ao vivo. Um advogado de Lula, presente ao depoimento, protestou e exigiu que os celulares de todos fossem verificados. Moro negou.

Os presentes ofereceram celulares voluntariamente, mas, certamente, algum deles escondeu o celular que transmitiu a sessão. Isso foi possível porque Moro dispensou obrigatoriedade da entrega dos aparelhos.

Segundo matéria do Estadão, ficou por isso mesmo, como se um fantasma tivesse transmitido o depoimento. Moro, sem perícia, disse que nenhum dos aparelhos transmitiu e não exigiu revista dos presentes para saber se portavam algum aparelho que não apresentaram.

Voltando às lamúrias do Antagonista.

Está cada dia mais claro para os golpistas que a candidatura Lula é inevitável e que as provas contra o ex-presidente teimam em não surgir, dificultando muito uma sentença fajuta contra Lula no TRF4, apesar de que o presidente daquela Corte prometeu publicamente aos adversários de Lula que vai tentar condená-lo para impedir que o povo vote no ex-presidente.

O problema é um só: o povo. O Apoio ao ex-presidente está explodindo no país. O povo e os grupos políticos em Brasília já se dão conta de como o Brasil só colhia vitórias e avanços sociais e econômicos com o ex-presidente enquanto que, com os “super-heróis” da Lava Jato e do antipetismo, o país só colhe derrotas, sofrimento, penúria.

Abaixo, a lamentação do site criado de forma obscura, com recursos de origem duvidosa.

19 comments

  • Não há nada mais estúpido do que apostar na generalização usando frase tão clichê como “Nenhum Político Presta”. Quem aposta nisso deveria certamente cuidar do próprio nariz!

  • ♫ As próximas pesquisas de intenção de voto devem indicar maior crescimento ainda do voto em Lula. Se os que pretendem votar nele ultrapassarem 40%, haverá possivelmente o estouro da boiada, prenunciando uma vitória já no primeiro turno. Aí descerá um manto de silêncio sobre os resultados de outras pesquisas, mormente aquelas encomendadas pelas porcarias patronais; desse silêncio se erguerá apenas a palavra do Vox Populi, que imediatamente será soterrada sob uma catadupa de impropérios.
    Os lacaios do golpe encontarão milhares de pelos em ovo e chifres em cabeça de cavalo. E o resultado disso será pior para eles. O ronco surdo dos que enxergam realmente as coisas se transformará em um brado de vitória, transformando a revolta latente em exultação e celebração.
    Como se vê, estou em um processo acelerado de transformar meu desânimo e apatia em novo alento. Que querem? Minha atitude perante o rodar da carruagem é tão ou mais lábil que a política. Mas lá no fundo, como alicerce, está minha profunda crença no ser humano e na solidariedade dos justos.

    • Dá-lhe, Jimmy!
      É isso aí! Pirulito prá cima!
      Otimista por natureza, também ando desanimado, não sei que birita você tomou, mas estou precisando de uma dose…

  • Tenho percebido, no meu meio, que muitos defensores do golpe contra. Dilma, hoje estão arrependidos. A tendência da cândida Lula e crescer cada vez mais, à medida que o cidadão comum, percebe que se ferrou. Podem me chamar de sonhador, mas sou contra o apoio desses gatunos da política à candidatura Lula. Pragmatismo sim; adesismo puro e simples com esses canalhas, não!

  • Como atento observador da cena política de nosso tempo, me aborrece a reiterada choradeira suscitada pela mídia oligopolizante, e, por isto mesmo, maior dos instrumentos de dominação de nossa porca elite, de qualquer tentativa de composição dos grupos políticos mais conscientes, mais à esquerda, com os setores mais centristas (ou mesmo mais à direita) do espectro político, notadamente com o PMDB. E toca de listar suas falcatruas, suas falsidades e a não confiabilidade de seus políticos, “esquecendo-se” propositadamente que é o que ela sempre faz e sempre se dispôs a fazer: lembremos do governo de FHC e sua composição prioritária com o PFL (atual DEM) e com as mesmas figuras que atacam hoje indiscriminadamente, dentro do PMDB, Sarney (se não me engano, chegou a ser seu líder no Congresso), Jader, Eunício, Renan (também, se não me engano – pasmem!), foi ministro da Justiça) e outros nomes que agora me fogem à memória. No triste momento atual que estamos vivendo, hipocritamente, o governo deste mesmo PMDB, tem sua sustentação garantida pelo grupo político preferencial dos setores sociais dominantes, o PSDB. Observem também o que revela tal choradeira: a tentativa de evitar de todas as formas que se torne avassaladora a já impossível de não ser notada vantagem que Lula apresenta se forem mantidos o processo político e o próximo pleito presidencial, que, com a provável vitória de Lula e sob uma larga margem de votos, acarretará, por outro lado, a eleição de um bom número de políticos comprometidos com os nossos pontos de vista, sejam eles do PDT, do PC do B, do PSOL, do PCO ou mesmo dentro da REDE, do PSB e até no PMDB (vejam o exemplo do Requião). Portanto, não se enganem, o que querem mesmo é o PMDB solto para que possam eles fazerem uso do potencial de votos desta legenda, que, obviamente, neste momento estão enxergando o papel que eles lhe destinaram: o chamado “boi de piranha”.

    • Eles não vivem no Brasil. Não tem recuperação econômica nenhuma. Estão sendo criados subempregos sem carteira assinada e a reforma trabalhista vai empobrecer o país.

    • Ja diminuiu em mais de 1 milhão o número de desempregados, herança maldita do pt.Fora os beneficiários do bolsa familia que só fez crescer no governo petista a despeito do “milagre economico e social” petista, somando 50 milhões de miseráveis.

  • Eunício Oliveira, Jader Barbalho, Renan Calheiros. “Perdão foi feito prá gente pedir”, diz a música, e o Lula perdoa e acolhe os “golpistas”, segundo o artigo acima. E, quanto à economia, a hecatombe dilmista já foi superada, e a recuperação segue plena, para desgosto dos “golpeados”.

Deixe uma resposta