Brasil obteve “grau de investimento” com Lula sem destruir Previdência

Destaque, Reportagem, Todos os posts

Após novo rebaixamento da nota de crédito do Brasil pela agência de classificação de risco Standard & Poor’s, a mídia e o governo Temer desandaram a fazer chantagem com o país dizendo que o país está sendo considerado mau pagador em potencial por não estar tirando dos brasileiros a possibilidade de se aposentarem um dia, enquanto estiverem vivos.

A reportagem contida na reportagem acima diz que a agência de avaliação de risco Standard & Poor’s rebaixou a nota de crédito da dívida do Brasil de “BB” para “BB-” devido a “atraso nas reformas [ como a da Previdência] e as incertezas sobre a eleição presidenciável [sic] deste ano”.

Ou seja, a extinção da CLT pela “reforma trabalhista” de Michel Temer e do PSDB, que acabou com os direitos dos trabalhadores, não serviu para agradar os tubarões das finanças internacionais.

Podem reformar a Previdência o quanto quiserem que não vão obter nada dessas agências de classificação de risco porque elas não querem que o Brasil tire direitos do povo, querem a economia sólida e, como se sabe, a tal “melhora da economia” que a mídia diz que Temer logrou não passa de balela.

Não fosse assim, não haveria rebaixamento da nota de crédito do país.

Prova disso é que em abril 2008 o Brasil foi classificado pela primeira vez com o grau de bom pagador passando da categoria de especulação (BB+) para grau de investimento (BBB-) pela S&P, seguido pela Fitch Ratings, em março do mesmo ano e, em setembro de 2009, pela Moody’s.

O Brasil começou a perder o grau de investimento durante crise política intensificada no governo Dilma, em 2015, sete anos depois de ter atingido o grau de investimento.

Perdemos a avaliação de bons pagadores devido à sabotagem da Lava Jato e do Congresso à economia com vistas a minar o apoio da população a Dilma e criar o clima para o impeachment dela.

O grau de investimento nas três grandes agências de classificação e risco obtido entre 2008 e 2009 foi obtido sem tirar um só direito do trabalhador, com ascensão do emprego formal, sobretudo porque o Brasil tinha conseguido, com Lula, o feito inédito de acumular centenas de bilhões de dólares de reservas cambiais, o que jamais tinha conseguido em toda a sua história.

Esse “rebaixamento” por falta de extinção da Previdência dos brasileiros é conversa mole. Do contrário não teríamos obtido o grau de investimento durante o governo Lula sem tirar a previdência e os direitos trabalhistas dos brasileiros.

Aliás, durante 11 dos 13 anos de governos do PT o Brasil atingiu o pleno emprego e salários altos como jamais ocorrera sem tirar um só direito trabalhista, como fizeram Temer e o PSDB no ano passado, acabando com a CLT para agradar empresários que mandaram seus deputados comprados votarem contra autorização da Câmara para o STF processar o presidente golpista.

UM MINUTO DA SUA ATENÇÃO

Apoie o Blog da Cidadania. O site tem custos – equipe técnica, hospedagem, cobertura (telefonemas, deslocamentos). Assinar um dos primeiros blogs políticos do país, que já existe há 13 anos, é forma de militância política. Há várias formas de assinar. Confira, abaixo. E obrigado pelo apoio. 

PARA ASSINAR VIA CARTÃO DE CRÉDITO MENSALMENTE, CLIQUE NO LINK https://www.mercadopago.com/mlb/debits/new?preapproval_plan_id=282c035437934f48bb0e0e40940950bfAQUI 

PARA ASSINAR VIA CARTÃO DE CRÉDITO UMA SÓ VEZ, CLIQUE NO LINK https://www.vakinha.com.br/vaquinha/financie-o-jornalismo-do-blog-da-cidadania

PARA FAZER DEPÓSITO EM CONTA, ENVIE E-MAIL PARA [email protected]

*

VEJA, ABAIXO, COMO RECEBER NOTIFICAÇÕES QUANDO O BLOG PUBLICAR NOVO POST. ACIONE O SININHO