Para musa do MBL, Lula pode voltar ao poder

Destaque, Reportagem, Todos os posts

Recebo de um leitor do Blog link de uma transmissão ao vivo feita pela atual (já houve tantas) musa do fascismo brasileiro, ligada ao MBL, ao prefeito paulistano, João Doria, mas que tem um pezinho na canoa de Jair Bolsonaro.

Essa mulher trabalha – ou trabalhou? – na Veja e atua como youtuber e também como comentarista da rádio Jovem Pan. Trata-se de Joice Hasselmann, que protagonizou um divertidíssimo barraco com o ex-colunista da Veja Reinaldo Azevedo. E puxou o tapete dele naquela rádio.

Normalmente, não perderia tempo com esse tipo de arrivista, com gente que mente para pobre de direita otário e que não engana ricaços espertalhões que sabem que ela mente, mas que apoiam suas mentiras porque os favorecem. Contudo, vou falar sobre um discurso que essa senhora fez porque, além de divertido, serve para que as pessoas percebam que a direita está apavorada com o crescimento exponencial da candidatura Lula, apesar das manobras do Partido do Judiciário.

Quero reproduzir trecho do comentário dessa mulher em transmissão ao vivo que ela fez no YouTube, quando explicou à legião de idiotas e/ou espertalhões que a seguem por que Lula não está acabado coisa nenhuma e pode voltar a governar o Brasil, sim.

Confira, abaixo, o trecho em tela.

“(…) 2018 é o ano em que nós corremos um grande risco. E, aí, muita gente me diz: mas veja, não tem risco nenhum, porque o Lula tá acabado…

Não, gente, não é assim. Lamentavelmente, não funciona assim. Eles são capazes de qualquer coisa. Eles são capazes do golpe, eles são capazes de fraude na eleição.

Então, há risco. É um risco gigantesco? Não, mas é um risco. E qualquer risco que envolva o PT, qualquer risco que envolva a possibilidade de Lula voltar à Presidência da República é algo que o Brasil não pode tolerar, não pode suportar (…)

A gente tem um candidato correndo de um lado, aqui, que é o Jair Bolsonaro, que cresceu, tá fazendo bonito na eleição, mas que também tem uma taxa alta de rejeição e nós temos o outro candidato que tá, também, ali, liderando as pesquisas, que é o Lula (…) que pode encontrar um meio jurídico de que, mesmo se condenado, sair candidato.

Já imaginou a ‘zona” (…) que ia virar a nossa eleição? E se, Deus nos livre, né, esse corrupto consegue se eleger… Vocês acham que mesmo que (…) o TSE vai cassá-lo, depois? (…)”

Essa mulher está mais do que certa. Seja qual for a decisão do TRF4 em 24 de janeiro, há uma infinidade de recursos que ele pode interpor na Justiça e que podem lhe garantir o direito de disputar a eleição.

Vamos ver, passo a passo, então, o que pode acontecer.

Todos sabem que o TRF4 vai condenar Lula. O presidente do Tribunal veio a público elogiar a sentença de Sergio Moro contra o ex-presidente, de modo que é praticamente certo que os três desembargadores daquele tribunal que julgarão Lula vão ser influenciados.

No caso de os três desembargadores da oitava turma do TRF4 condenarem Lula por unanimidade, a situação fica mais difícil para Lula. A condenação unânime facilitaria a prisão do ex-presidente. Contudo, Lula pode conseguir um habeas corpus no Superior Tribunal de Justiça e, se lá não conseguir, poderá consegui-lo no STF.

Livre até que se esgotem os recursos, Lula poderá pleitear ao TSE liminar que lhe permita concorrer, diante do fato de que restarão recursos a cortes superiores. E se o TSE negar, Lula poderá pedir a liminar ao STF.

Mas se algum dos três desembargadores do TRF4 não condenar Lula, aí a prisão estará praticamente afastada e a Lula será muito mais fácil, tanto para evitar a prisão quanto para ele poder disputar a eleição.

A mídia está fazendo pressão sobre os tribunais superiores. Ao noticiar que STJ e STF podem garantir liberdade a Lula e direito de disputar a eleição, a mídia tenta coagir esses tribunais diante da pressão da elite, já que a Justiça brasileira não está nem aí para a maioria esmagadora dos brasileiros que exige o direito de votar no presidente que a favoreceu.

Seja como for, a tal Joice tem contatos e sabe que Lula pode, sim, não só continuar livre como disputar a eleição. E o mais irônico é que ela, nessa locução citada, sabe que se ele disputar a eleição, vai vencer.

A situação neste país é digna de um romance dos grandes mestres da literatura. A dita “justiça” de um país marcado pela injustiça social atuando como capacho de uma microscópica elite racista para impedir que a vontade política do povo seja feita.

Mas externo todo meu apoio a Joice Hasselmann ESPECIFICAMENTE nessa sua teoria sobre o “risco” de Lula conseguir disputar a eleição presidencial de 2018. E de vencê-la. Esse “risco” não só existe como é, inclusive, muito, mas muito maior do que ela pensa.

*

Assista, abaixo, a reportagem em vídeo e, em seguida, peço que leia mensagem do Blog aos leitores

MENSAGEM AOS LEITORES 

Os leitores financiaram o novo site. Está modernizado. Implantamos sistema de notificações de leitores, sistema de comentários à prova de fascistas e muito mais virá. Porém, precisamos de sua ajuda. O site tem agora uma pequena equipe para pagar e custos com seu jornalismo. Há várias formas de assinar o Blog da Cidadania.

PARA DOAR VIA CARTÃO DE CRÉDITO MENSALMENTE, CLIQUE AQUI

PARA DOAR VIA CARTÃO DE CRÉDITO UMA SÓ VEZ, CLIQUE AQUI

PARA FAZER DEPÓSITO EM CONTA, ENVIE E-MAIL PARA [email protected]

Com seu apoio, vamos continuar melhorando o site e nos prepararemos melhor para a guerra eleitoral de 2018

*

VEJA COMO RECEBER NOTIFICAÇÕES QUANDO O BLOG PUBLICAR NOVO POST ACIONE O SININHO