A você que fala merda sobre a Venezuela

denúncia, Destaque, Reportagem, Todos os posts

O debate sobre a Venezuela nas Américas está entre as coisas mais irritantes da face da Terra devido à miríade de mentiras que os antichavistas contam e que, no mais das vezes, deriva da mais absoluta DESINFORMAÇÃO.

Eu posso falar sobre a Venezuela porque conheço MUITO BEM a Venezuela. Estive DEZENAS de vezes naquele país, mas tenho que ler e ouvir a ENXURRADA de ASNEIRAS que as pessoas espalham e endossam sobre a realidade daquele país simplesmente porque acreditam – ou querem acreditar –, sem questionar, o que diz um dos lados da disputa política por lá através dos aliados desse lado na mídia brasileira e nas mídias de todo o resto do continente.

Por que escrevo “do nada” sobre a Venezuela? Simplesmente porque está passando batido um episódio estarrecedor da questão venezuelana, mas que aconteceu aqui mesmo, no Brasil, nas páginas de um dos jornais que sustentaram e serviram a versão tupiniquim das ditaduras militares que os EUA instalaram na América latina no século passado.

Na Folha de São Paulo da última quarta-feira, um sujeito chamado Ricardo Haussman, ex-ministro do Planejamento da Venezuela (1992-1993), ex-economista-chefe do Banco Interamericano de Desenvolvimento e diretor do Centro para Desenvolvimento Internacional da Universidade Harvard, publicou matéria em que faz uma proposta pública de cair o queixo, quase tão espantosa quanto a iniciativa do jornal paulista de publicar aquela barbaridade.

Vou publicar só um trechinho da avalanche de sandices que esse sujeito escreveu:

Conforme pioram as condições na Venezuela, as soluções que agora devem ser consideradas incluem o que antes era inconcebível. Uma transição política negociada continua sendo a opção preferida, mas a intervenção militar por uma coalizão de forças regionais talvez seja o único meio de pôr fim à penúria causada pelo homem que ameaça a vida de milhões de venezuelanos

Sim, você leu direito. Mas se não entendeu direito, explico: Haussman usou eufemismos para propor que forças estrangeiras promovam uma invasão militar da Venezuela, derrubem o governo Maduro e instalem um governo ao gosto da oposição venezuelana.

No texto, o ex-ministro venezuelano reconhece que, na Venezuela, os militares são legalistas e apoiam o governo eleito pelo povo desde que, em 2002, a oposição venezuelana tentou derrubar o governo Hugo Chávez, sequestrando-o, e fechando o Congresso além de destituir o Poder Judiciário. O golpe fracassou após centenas de milhares de venezuelanos cercarem o Palácio Miraflores, sede do governo, e exigirem a volta do presidente que o povo elegera.

Como a oposição golpista da Venezuela não pode contar com os militares de lá, quer que potências estrangeiras declarem GUERRA ao país invadindo-o militarmente, com todo ônus humanitário que acarretaria uma loucura como essa, pois os militares venezuelanos defenderiam o país de uma invasão estrangeira e, assim, com bombas sendo atiradas dos dois lados, milhares, talvez milhões morreriam só para a oposição voltar a controlar os cofres públicos e levar os recursos para Miami como fazia no tempo do chefe de Haussman.

Carlos Andrés Pérez governou a Venezuela de 1974 a 1979 e de 1989 a 1993. O sujeito que propõe que seja declarada guerra ao seu próprio país e contra seu próprio povo foi ministro de Pérez de 1992 a 1993.

Em 1989, poucos dias após assumir o cargo de presidente, Carlos Andrés Pérez baixou um plano de austeridade fiscal que foi duramente contestado pela população venezuelana, especialmente a de Caracas.

O “Caracaço” (em espanhol, Caracazo) foi uma explosão social espontânea, de grandes proporções, ocorrida em Caracas, na Venezuela, no dia 27 de fevereiro de 1989, em repúdio a pacote de medidas econômicas imposto pelo governo de Carlos Andrés Pérez, chefe de Ricardo Haussman e o aumento das passagens de ônibus.

O governo mandou a polícia e a guarda nacional reprimirem o protesto e o saldo foi de TRÊS MIL MORTES de cidadãos que exerciam seu direito de manifestação.

http://internacional.estadao.com.br/blogs/radar-global/acervo-o-caracazo-na-venezuela/

Hugo Chávez nasceu do Caracazo. O Tenente-coronel Hugo Chávez Frías comandou a reação do povo ao genocídio ordenado pelo chefe do sujeito que escreveu aquela loucura na Folha de São Paulo e, ali, tornou-se um herói venezuelano exaltado até hoje e para sempre pela maioria esmagadora daquele povo.

Mas falemos do articulista venezuelano ao qual a Folha de São Paulo deu espaço.

Eis o autor da proposta de invasão militar e mortandade do povo do seu próprio país no âmbito de uma guerra de potências estrangeiras contra a Venezuela, que seria rechaçada pelas forças armadas locais, com bombardeios e tudo mais que uma guerra impõe.

É esse tipo de vigarista que convenceu um monte de gente que nada sabe sobre a Venezuela a repetir mentiras que, na Europa, colam menos do que por aqui, como mostra aula que o parlamentar britânico George Galloway, do Partido Respeito – Coalizão Sindicalista e Socialista, deu a um coxinha que vomitava bobagens sobre Hugo Chávez.

Se você quer entender alguma coisa sobre a Venezuela, assista o vídeo com a aula de Galloway sobre a Venezuela. Em seguida, leia mensagem do Blog da Cidadania aos leitores

MENSAGEM AOS LEITORES 

Os leitores financiaram o novo site. Está modernizado. Implantamos sistema de notificações de leitores, sistema de comentários à prova de fascistas e muito mais virá. Porém, precisamos de sua ajuda. O site tem agora uma pequena equipe para pagar e custos com seu jornalismo. Há várias formas de assinar o Blog da Cidadania.

PARA DOAR VIA CARTÃO DE CRÉDITO MENSALMENTE, CLIQUE AQUI

PARA DOAR VIA CARTÃO DE CRÉDITO UMA SÓ VEZ, CLIQUE AQUI

PARA FAZER DEPÓSITO EM CONTA, ENVIE E-MAIL PARA [email protected]

Com seu apoio, vamos continuar melhorando o site e nos prepararemos melhor para a guerra eleitoral de 2018

*

VEJA COMO RECEBER NOTIFICAÇÕES QUANDO O BLOG PUBLICAR NOVO POST. ACIONE O SININHO 

  • Andre Luis Costa

    É em noticiários como esse que me assustam. Pessoas serem defensoras da Venezuela e Hugo Chávez é mais que loucura. Conheço pessoas que fugiram de Cuba e Venezuela, e como é triste dizer que pessoas passam fome enquanto o governo se auto-intitula herói do povo.

    Obs: uma fralda na Venezuela custa mais de 1 salário mínimo.

    Facebook? Twitter? YouTube? Não precisa, as mídias sociais são bloqueadas, mas temos a TV chavista 24h. divulgando notícias de Chaves(não aquele programa do SBT)

    Falar atrás de socialismo, com iPhone e Rolex é fácil. Quero ver padecer com o povo escravo.

  • Romanelli

    A cada dia que passa fica evidente que o GOLPE dado em DILMA não foi por acaso ..o desmonte das fontes pras nossas Forças Armadas (satélite, cabos submarinos, Alcântara, submarino, ind. naval, nuclear e Embraer), do nosso parque tecnológico e propulsor de tecnologia de ponta, o sucateamento da Petrobrás e a entrada forçada na pré sal, tudo faz parte..

    Foi coisa orquestrada dos EUA, por expatriados mancomunados com a mídia, parte da elite local e do judiciário que contaram, no mínimo, com a omissão dos Militares (um papel que ainda não esta muito claro)

    Pra mim a estratégia reside na necessidade dos americanos retomarem o lugar que perderam, o seu quintal geoestratégico ..mais de 300 milhões de consumidores perpétuos e dependentes

    A ENERGIA pra eles é tudo ..vital ..Brasil, México, Equador e Venezuela são fornecedores naturais ..a desestabilização regional não é obra do acaso ..contam ainda com a Argentina como grande produtora de grãos e de reserva de óleo tb

    Toda região sofre com a pressão (Argentina, Paraguai, México, Equador, Chile e Peru tb ..já já Bolívia entra na roda)

  • Felipe

    Olha não sou a favor de intervenção militar em lugar nenhum mas aquele governo autoritário e desumano é tão ruim Qt um militar. vai a Roraima que vc verá a desgraça humanitária que o chavismo causo ou vc chora para onde olha ou fecha os olhos defender aquilo na minha pequena opinião da no mesmo que defender intervenção militar

    • Romanelli

      Problema Felipe é que aquilo td foi proposital ..não é ao acaso ..agora é interessante ..veja a hipocrisia ..os que ajudaram a incendiar e a desestabilizar, vem do outro lado – posando de paladinos – pra propor INVADIR e tomar conta ..não seria isso uma forma de golpe ?

      Colega, quer enganar a quem ? Não basta o que ocorreu aqui com DILMA ?

      ..evidente que como aqui o governo de la errou, foi IMPREVIDENTE (1), mas que os erros foram transformados em TRAGÉDIA pro intervenção externa e da oposição, disso não tenha duvida ..ou você tem ?

      (1) peço a vc pra refletir sobre a grande crise de 74/78 a do Petróleo ..Israel invade Jerusalém ..vem a guerra ..os árabes puxam o preço do petróleo ..americanos revidam e aumentam o JUROS a nível estratosférico ..resultado ..quebrou o mundo e toda America Latina que ficou refém do FMI por quase 30 anos

      e o que tem a ver com hoje ?! ..oras ..hoje os árabes jogaram o preço do petróleo pra baixo pra evitar a concorrência de fontes alternativas (gás de xisto, solar, eólica etc) ..e países que tinham receitas com o óleo, tipo(Russia, Brasil c/Petrobrás, Venezuela, Irã e outros ..pagam o preço

      em tempo – o petróleo caiu de máximo US$ 140 pra mínimo em US$ 25 em 2013-14 ..hoje esta em US$ 65

    • Estreptomicildo Márcio Vargas

      Quanta bobagem Felipe….
      Você sequer sabe prá que lados fica Boa Vista… E muito menos a Venezuela.

      • Felipe

        Não só sei onde fica a Venezuela como moro em boa vista desinformado! vejo TDS os dias a desgraça provocada pelo chavismo como a escalada da violência em boa vista pessoas roubando comida já vi ouvi e li ok bobagem quem disse foi vc.So pra vc ficar sabendo morei alguns meses em Pacaraima pesquisa aí desinformado onde fica em Roraima

    • Robson

      é mesmo???? se o governo chavista fosse tão ruim, ele não teria 8 milhões de votos na eleição da Assembleia Constituinte daquele pais, se liga!!! https://uploads.disquscdn.com/images/1463d44f50cb4395d22f9d3a822d868c80253ad58792aeed05dcf428927d31c3.jpg

  • PAULO ALBERTO

    Povo que não tem sequer papel higiênico, mercados com prateleiras vazias, gente catando lixo nas ruas pra saciar a fome, falta medicamentos em farmácias e hospitais. Esta é a realidade, meu caro. Não tua “versão” falsa

  • totonho

    Chavez politizou o povo venezuelano. Presidente eleito democraticamente, Maduro tem as Forças Armadas ao seu lado. A maioria das TVs faz campanha escancarada contra o governo. Então não se pode dizer que o povo venezuelano é doutrinado. Ele tem capacidade para raciocinar politicamente, historicamente. No Brasil é bem diferente. País continental, escravocrata, doutrinado por um oligopólio das comunicações. Não fosse o bloqueio dos EUA, a oposição sistemática, Cuba e Venezuela estariam brilhando na fita, fazendo inveja a todos os vizinhos, inclusive os EUA. Povo politizado, povo estudado ( Cuba ) é outra realidade. Mas um dia haveremos de ser também um país de povo estudado, consequentemente politizado ( um estudo de História traz luz nas consciências ) e o resultado será uma sociedade sem extremos de desigualdade social.

  • Charles Marlow
  • Valdir-Ba

    Prezado Eduardo:
    As bandeiras americana para enganar os trouxas e assaltar os paises da periferia são: Transparência, Livre Mercado e Democracia. Onde está a transparência nas negociações americanas? Por livre mercado entenda-se eles poderem comprar empresas de outros países, mas não deixam empresários de outros paises comprarem empresas consideradas estratégicas. O presidente Trump vetou a venda de uma empresa de semicondutores para os chineses, alegando questão de segurança nacional( o nome da empresa é LATTICE).Quanto a democracia , eles vendem fumaça e os trouxa acreditam que sejam a democracia( assistir os filmes de Hollywood, beber coca-cola, comer hamburger numa pizzaria franquiada . É só ver a democracia que eles levaram para a Ucrânia, para a Coreia do Sul e estão querendo levar para a Líbia, Síria, Iraque. Aí do pais que não aceitar a sua democracia. Estive há pouco tempo em Belgrado e ví a destruição democrática que eles fizeram lá. O golpe que estamos vivendo no Brasil que teve origem lá no norte está começando a mostrar a nova ordem democrática que está se implantando no nosso país. Destruição dos direitos trabalhistas, desemprego em ritmo acelerado, perseguição a movimentos sociais e futuro sem perspectiva. Fala-se que uma fralda na Venezuela custa um salário e quando o povo não tinha o que comer, ninguem fala daquela época. Antes de LULA o nordestino morria de fome , como em outros lugares do Brasil e eram feitas campanhas para salvar o nordeste. LULA acabou com a fome no nordeste e a direita raivosa e fascista vive a perseguí-lo e muita gente “boa” apoiando essa onda fascista pois a lavagem cerebral que vem sendo feita há mais de vinte anos na população tem dado o resultado que as classes dominantes esperavam

  • Renato

    Então a Venezuela não tem preso político, não tem crianças morrendo de fome nos hospitais, um país de primeiro mundo como Cuba e Coréia do Norte.

  • Hermes Sanchez

    A situação da Venezuela ultrapassou todos os limites do tolerável, com matança de mais de 100 opositores, alem da manutenção de mais de 300 presos de consciência, submetidos a toda sorte de privações e tortura. Isso sem falar do povo, mergulhado na miséria provocada por um regime similar às mais cruentas ditaduras do Universo. Quem quiser conhecer mais sobre o caráter do chavismo e de seu inspirador, recomenda-se a leitura de “Comandante: a Venezuela de Hugo Chavez” de Rory Carrol.

  • Geraldo Capanema da Silva

    Porque as pessoas fogem sempre dos paraísos?!?! Fogem de Cuba, fogem da Venezuela, fogem da Bolívia, já fugiram da Alemanha Oriental no passado? Será que não sabem o quanto o comunismo é bom? Melhor que isso só as ditaduras do Oriente Médio, como a Síria…

  • Pedro Accioli

    Me desculpe mas não dá para defender o governo da Venezuela! Imaturo é um governante muito mais incompetente que a Dilma em administrar o país (não é a toa que lá está tendo hiperinflação), e ao mesmo tempo muito competente em se manter no poder! Mas também discordo em tirar ele do poder antes do mandato dele acabar! Simples assim!

  • Robson