reprodução

Presidente do CCJ ofende Maria do Rosário

Todos os posts, Últimas notícias
reprodução
reprodução

O presidente da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara, Felipe Francischini (PSL-PR), e a deputada Maria do Rosário (PT-RS) protagonizaram bate-boca nesta 3ª feira (15.out.2019). A discussão ocorreu durante reunião extraordinária convocada para avançar com uma PEC (Proposta de Emenda à Constituição) sobre a prisão em 2ª instância.

A oposição estava em processo de obstrução, que é legítimo segundo o regimento, e questionava um requerimento que não teria sido apreciado pelo presidente. Francischini seguiu em frente e concedeu a palavra ao deputado Ivan Valente (Psol-SP), e em seguida, ouviria uma questão de ordem de outro deputado. Foi quando a congressista disse que a situação seria machista.

Após sua fala, o presidente da comissão deu um minuto de direito de resposta a Maria do Rosário, que afirmou que ele teria aprendido a agir dessa forma com o presidente Jair Bolsonaro.

“Vossa Excelência aprendeu de forma tão ruim com o canalha que está na Presidência da República. Vossa Excelência aprendeu com aqueles que batem em professores, com aqueles que jogam cachorros em educadores. Vossa Excelência aprendeu com aqueles que torturam. Vossa Excelência aprendeu com quem a ser projeto de ditador?”, disparou a petista.

Francischini retrucou dizendo que Maria do Rosário é “muito chata“. “Você é chata demais deputada. Por favor, por favor. Tudo é machismo. Porque toda hora é acusação que eu sou machista, que eu sou homofóbico, que não sei o que. Por favor. Vocês só sabem gritar, ganhem no argumento, ganhem no regimento”, retrucou.

A reunião, que ainda estava analisando um pedido de retirada de pauta do projeto que trata da prisão em 2ª instância, foi suspensa devido ao início da ordem do dia no plenário da Casa. O tema também está na pauta do STF (Supremo Tribunal Federal) para esta 5ª feira (17.out.2019).

De Poder 360