Bolsonaro reconduz Aras à PGR para frustrar aposta nele para o STF

Todos os posts, Últimas notícias

Foto: Pablo Jacob

A decisão de Bolsonaro de indicar Augusto Aras para seu segundo mantado como procurador-geral da República diz mais sobre quem assumirá a próxima vaga no Supremo Tribunal da Federal (STF) do que sobre o comando do Ministério Público Federal. No xadrez político, a jogada do presidente feita dois meses antes do fim da gestão de Aras foi vista por senadores e ministros do Supremo como uma forma de acelerar o processo de indicação de André Mendonça para a corte.

Isso porque a recondução de Aras precisa passar, obrigatoriamente, pelo crivo da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), hoje presidida pelo senador Davi Alcolumbre (DEM-AP). É pública e notória e defesa que Alcolumbre vinha fazendo para que Aras fosse o escolhido para a vaga no STF deixada por Marco Aurélio Mello. O parlamentar ainda não deu previsão para pautar a sabatina de Mendonça no colegiado.

O que Bolsonaro faz agora é colocar dois nomes de peso na fila de Alcolumbre para serem submetidos à comissão. Na avaliação de senadores e ministros, vai ficar muito ruim para Alcolumbre ignorar a indicação feita há nove dias por Bolsonaro ao STF e dar andamento ao processo de recondução de Aras.

Senadores descontentes com o governo vinham discutindo a possibilidade de não pautar a indicação de Mendonça e deixar o escolhido de Bolsonaro em “banho-maria”. Via de regra, não há prazo para que essa avaliação ocorra. A leitura é que a jogada de Bolsonaro tenta evitar esse cenário, já que boa parte dos parlamentares tem interesse em apoiar a recondução de Aras como PGR.

O Globo

 

Assinatura
CARTA AO LEITOR

O Blog da Cidadania é um dos mais antigos blogs políticos do país. Fundado em março de 2005, este espaço acolheu grandes lutas contra os grupos de mídia e chegou a ser alvo dos golpistas de 2016, ou do braço armado deles, o juiz Sergio Moro e a Operação Lava jato.

No alvorecer de 2017, o blogueiro Eduardo Guimarães foi alvo de operação da Polícia Federal não por ter cometido qualquer tipo de crime, mas por ter feito jornalismo publicando neste Blog matéria sobre a 24a fase da Operação Lava Jato, que focava no ex-presidente Lula.

O Blog da Cidadania representou contra grandes grupos de mídia na Justiça e no Ministério Público por práticas abusivas contra o consumidor, representou contra autoridades do judiciário e do Legislativo, como o ministro Gilmar Mendes, o juiz Sergio Moro e o ex-deputado Eduardo Cunha.

O trabalho do Blog da Cidadania sempre foi feito às expensas do editor da página, Eduardo Guimarães. Porém, com a perseguição que o blogueiro sofreu não tem mais como custear o Blog, o qual, agora, dependerá de você para continuar existindo. Apoie financeiramente o Blog

FORMAS DE DOAÇÃO

1 – Para fazer um depósito via PIX, a chave é edu.guim@uol.com.br

2 – Abaixo, duas opções de contribuição via cartão de crédito. Na primeira, você contribui mensalmente com o valor que quiser; na segunda opção, você pode contribuir uma só vez também com o valor que quiser. Clique na frase escrita em vermelho (abaixo) Doação Mensal ou na frase em vermelho (abaixo) Doação Única

DOAÇÃO MENSAL – CLIQUE NO LINK ABAIXO
https://www.mercadopago.com.br/subscriptions/checkout?preapproval_plan_id=282c035437934f48bb0e0e40940950bf

DOAÇÃO ÚNICA – CLIQUE NO LINK ABAIXO
https://www.mercadopago.com.br/subscriptions/checkout?preapproval_plan_id=282c035437934f48bb0e0e40940950bf