Zimbábue: milhões à beira da fome

As pessoas começaram a fazer fila desde cedo, na esperança de comprar farinha de milho subsidiada no depósito do Conselho de Comércio de Grãos, administrado pelo governo, em Harare, a preços que ainda tinham condições de pagar. Depois de três horas, um guarda anunciou que o milho do depósito estava deteriorado, e portanto, não poderia ser vendido naquele dia. A multidão de 150 pessoas reagiu com desconfiança e ira.

No DF, refugiados vencem a fome mas sofrem com desemprego

Os números da Agência da Organização das Nações Unidas para Refugiados (Acnur) apontam que, no último ano, chegou a 89 mil o montante de imigrantes fugidos da Venezuela e que desembarcaram em território brasileiro. Do total, a agência atesta já ter realocado pelo menos 5 mil deles em 17 diferentes estados e no Distrito Federal. Outros 64 mil receberam assistência jurídica para se registrarem e requererem refúgio no Brasil.