Lideranças da esquerda apontam arbitrariedades em nova fase da Lava-Jato

Para eles, a decisão pode ser uma “cortina de fumaça” para tirar as atenções de medidas impopulares e contornar a queda de popularidade do presidente Jair Bolsonaro. Alguns acreditam que seja uma retaliação do ministro da Justiça, Sergio Moro, contra as críticas feitas a ele nesta quarta-feira (20/3) pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Procurador admite que falta de humildade e autocrítica foi erro brutal da Lava-Jato

Sob o título “Lava Jato perdeu conexão com estratégia”, o artigo a seguir é de autoria do procurador da República Celso Antonio Três, do Rio Grande do Sul. Três atuou no início do caso Banestado, divergiu da força-tarefa da Lava Jato, condenou a divulgação de delações premiadas e criticou em documento as “10 Medidas de Combate à Corrupção”.