Juíza de Moro não vê que visita a Lula é decisão da Câmara, não do PT

A decisão da juíza da 12ª vara federal de Curitiba Carolina Lebbos de “proibir” uma Comissão Externa da Câmara dos Deputados de visitar o ex-presidente Lula revela estarrecedor desconhecimento da jovem magistrada sobre a organização do Estado brasileiro. A comissão externa da Câmara dos Deputados que visitará Lula é uma decisão do presidente daquela Casa Legislativa, uma decisão que a Constituição Federal faculta que seja tomada

Frente de centro-esquerda pode vencer eleição e libertar Lula

A imprensa está dando conta de um possível entendimento político que causa arrepios em grande parte da esquerda e em toda a direita, da menos à mais bestial. Trata-se de conversas preliminares que estão ocorrendo entre Ciro Gomes (PDT) e Fernando Haddad (PT) com o possível beneplácito do ex-presidente Lula, quem, recentemente, manifestou desejo de conversar com Ciro Gomes.

Economia pior no Norte-Nordeste favorece Lula, diz colunista

Aos poucos, a mídia corporativa vai entendendo o que veículos como o Blog da Cidadania diziam, que o empobrecimento acelerado dos brasileiros devido a políticas anti trabalhistas dos golpistas temerários iria favorecer a esquerda na eleição deste ano. Aliás, sobretudo Lula será favorecido. Análise em grande jornal revela essa “epifania” midiática. Leitura imprescindível.  

Câmara irá ao STF exigir que juíza aceite visita a Lula

A juíza Carolina Lebbos é uma espécie de “teleguiada” de Sergio Moro – advogados dizem que toma “benção” dele o tempo todo. Essa juíza proibiu visita da Comissão da Câmara dos Deputados a Lula. O Blog da Cidadania entrevistou o deputado Paulo Pimenta (PT-SP) e ele explicou que o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, exigirá que o STF mande a juíza de Moro permitir imediatamente a visita a Lula.

Presidenciável do MBL quer rifar banco público vital para o país

Flávio Rocha, dono da Riachuelo, tem histórico de corrupção e é um dos candidatos do MBL à Presidência – o movimento de estelionatários e vigaristas tem o pé em várias canoas. Rocha, que foi sustentado pelo pai até os 36 anos, ameaça privatizar a Caixa Econômica Federal, se eleito. A Caixa é o principal banco para programas sociais do governo e, se for privatizada, não se sabe quem operaria um FGTS sem cobrar, por exemplo