DENUNCIA: TSE dificultará voto de eleitores de esquerda em 2018

É preocupante normativa do TSE que parece destinada a barrar nas urnas eleitores mais humildes e menos informados. 5 milhões de eleitores ainda não fizeram cadastramento biométrico na Justiça Eleitoral e correm risco de não votar este ano porque, estranhamente, o TSE não quer permitir outra forma de voto. Esses eleitores são potencialmente de esquerda. É bom que os partidos de esquerda comecem a se preocupar e a denunciar o TSE enquanto é tempo

Casuísmo do TSE contra Lula imita ditadura militar

Casuísmo era um termo muito usado durante a ditadura militar. Mudava-se a lei eleitoral para a ditadura se manter no poder. A má notícia é que a turma que deu o golpe em 2016 anda querendo imitar a ditadura militar. Está mudando leis eleitorais para prejudicar a oposição. E o capataz nessa questão é o ministro do STF Luiz Fux, que assumiu a presidência do TSE querendo tornar a candidatura de Lula

Como preso político, Lula viraria imortal

ASSISTA – A história registrará a saga de um homem perseguido por dar esperança e dignidade ao seu povo. Tiraram-lhe a paz, os bens, a vida da esposa e querem lhe tirar a liberdade. Mas não poderão tirar o espírito indomável de Luiz Inácio Lula da Silva. Esta mensagem se dirige a ele e a um povo que, sob seu comando, responderá nas urnas à ditadura que roubou direitos e, agora, tenta roubar a esperança do povo.

Decisões de Fux e do STF contra Lula eram esperadas e podem cair

A mídia antipetista está comemorando a fala do ministro Luiz Fux contra essa Corte dar liminar para que Lula possa disputar a eleição. Além disso, comemora a vitória na terça (6), na primeira turma do STF. da prisão após condenação em segunda instância. Essa comemoração é precipitada. Esses dois fatos, a rigor, não configuram decisões irreversíveis. Todos sabiam que seriam assim. E todos sabem que podem mudar.

Lei garante pré-candidatura de Lula, diz especialista em lei eleitoral

Especialista em Direito eleitoral diz que até 15 de agosto Lula pode se dizer pré-candidato e fazer o pedido de registro de sua candidatura, realizando todos os atos de campanha eleitoral, usando o horário eleitoral gratuito, fazendo comícios, passeatas etc. Depois de 15 de agosto, a Justiça Eleitoral terá que se pronunciar sobre sua possível inelegibilidade.

Direita não quer mais se arriscar a tirar Temer e pôr FHC

Mesmo que a pressão por diretas já não crescesse esmagadoramente se Temer caísse – e cresceria -, regra estabelecida na minirreforma eleitoral de 2015 diz que eleição para substituir presidente que cair no terceiro ano de mandato só será indireta se o registro da chapa for cassado nos últimos seis meses desse mandato. A direita não arriscará eleição direta agora. Sabe que Lula pode ganhar e não daria tempo de a Lava Jato impedi-lo. Aliás, quem disse isso foram Elio Gaspari e Reinaldo Azevedo. Não eu, mas concordo.