Mesmo levando 3 ministérios, DEM não aprova apoio a Bolsonaro

Mesmo com filiados a frente de três ministérios importantes e tendo conquistado as presidências da Câmara e do Senado com apoio do PSL , o DEM reuniu sua Executiva nesta quarta-feira e não conseguiu deliberar sobre um apoio ao governo Jair Bolsonaro. O tema não constava na pauta da reunião e houve constrangimento quando o governador de Goiás, Ronaldo Caiado, um dos principais apoiadores do presidente na legenda, cobrou uma posição. Assessores foram retirados da sala e o tema não chegou a ser deliberado.