Tijolaço: turma dos 20 centavos não deu mais as caras

Agora também o blog “Tijolaço” reconhece claramente que as tais “jornadas de junho” de 2013, pretextadas pelo aumento de 20 centavos na tarifa dos ônibus de São Paulo, nos primeiros seis meses da gestão Fernando Haddad, foram uma tramoia. O governo Haddad nunca se recuperou daquele movimento e acabou tendo seu governo comprometido por ter tido que subsidiar os ônibus nos anos seguintes, o que gerou a eleição de “João Dólar”. Isso sem falar que ali nasceu o golpe, como cansei de avisar na época.

De um lado a direita hidrófoba, de outro a esquerda desmiolada

O Congresso está para aprovar a precarização extrema do trabalho (terceirização); o superlotado sistema carcerário está ameaçado de receber adolescentes ainda sem formação biológica completa; os brasileiros estão ameaçados de ver juros explodirem com a proposta tucana de Banco Central independente. Em meio a esse avanço assustador da direita, esperava-se a formação de uma frente de esquerda. Vã esperança.

Por que o Brasil deve comprar o Rafale F3

Independentemente de qual seja a melhor escolha, como a mídia só dá espaço a argumentos em favor dos caças americano e sueco (sendo que este leva equipamento americano), é importante o comentário que o capitão-aviador Artur da Costa Gomes, do 1º Grupo de Defesa Aérea, enviou a este blog em favor da opção do Brasil pelo caça Rafale F3, da indústria francesa Dassault-Renault.