No Dia do Direito à Verdade, deputados de esquerda pedem respeito à democracia

Representantes de entidades da sociedade civil, do Ministério Público Federal e de movimentos sociais afirmaram nesta segunda-feira (25) que o Brasil precisa conhecer a verdade sobre as atrocidades históricas cometidas no País, principalmente durante a ditadura militar, para evitar novos ataques à democracia e aos direitos humanos do povo brasileiro. O alerta foi dado durante a realização da sessão solene pelo Dia Internacional do Direito à Verdade, no plenário da Câmara. A deputada Erika Kokay (PT-DF) presidiu a sessão de homenagem e foi uma das autoras do requerimento que viabilizou o encontro, ao lado da deputada Luiza Erundina (PSOL-SP), que não pode comparecer por motivo de saúde.

Marielle e outras 4 mulheres são homenageadas com medalha Mietta Santiago

A Câmara dos Deputados homenageou, nesta terça-feira (19), com a Medalha Mietta Santiago, cinco mulheres com história de luta, resistência e que prestaram relevantes serviços ao País relacionados aos direitos das mulheres. Três das cinco agraciadas – Gabriela Barreto Lemos, Gina Vieira e Marielle Franco (in memorian) foram indicadas pelas deputadas da Bancada do Partido dos Trabalhadores Margarida Salomão (MG) e Erika Kokay (DF), e pela ex-deputada Ana Perugini (SP), respectivamente.

Deputados petistas defendem unidade contra retrocessos ambientais

O deputado Nilto Tatto (PT-SP), coordenador do Núcleo Agrário da Bancada do PT na Câmara, defendeu nesta quarta-feira (27) a articulação de um grande movimento, envolvendo entidades ambientais, movimentos sociais e povos tradicionais com o objetivo de impedir retrocessos na legislação de proteção ao meio ambiente. A declaração aconteceu durante o relançamento da Frente Parlamentar Ambientalista, no auditório Nereu Ramos, da Câmara dos Deputados. O parlamentar, também ex-presidente da Comissão de Meio Ambiente da Câmara, representou a Bancada do PT na mesa diretora do evento.

Joice Hasselmann diz que ‘o negócio esta feio’ para base governista

A deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) afirmou, nesta terça-feira, que a bancada do PSL não pode deixar que o “entrevero” entre o presidente Jair Bolsonaro e o ex-ministro Gustavo Bebianno “possa prejudicar eventualmente o andamento da reforma da Previdência”, cuja perspectiva é de enfrentar uma dura oposição na Câmara dos Deputados, na sua opinião.