Condenação de Lula indigna renomado professor de Direito argentino

Professor de Direito da Universidade de Buenos Aires, Eugenio Raúl Zaffaroni leu a condenação de Lula por Moro e ficou perplexo e indignado. Critica a premissa da Lava Jato de que é preciso “flexibilizar” garantias constitucionais para condenar corruptos. Diz que todo regime autoritário, a começar pelo nazismo, sempre invocou a “necessidade” de violar a lei para condenar “inimigos do Estado”

Abusos da Lava Jato criam indústria da impunidade

Em um pouco mais de tempo, vai se tornar quase impossível combater a corrupção no Brasil. Tudo porque um bando de garotos egocêntricos de classe média alta de Curitiba decidiu acabar com o grupo político do qual seu entorno social não gostava e acabaram acreditando que o que faziam era “combate à corrupção”. Veja como a Lava Jato vai aumentar a corrupção no Brasil

Político que não defender internet livre não se elege

Trump acabou com a internet livre nos EUA. Agora, os americanos vão ter que pagar muito mais caro para poder acessar SÓ alguns conteúdos. Se não quiser que o mesmo aconteça no Brasil, comece a se mexer JÁ. Há um jeito muito simples de impedir que Temer venda seu pescoço. De novo! Clique na imagem, leia a matéria e divulgue até não poder mais. Enquanto dá tempo.

Mineiro consegue que Senado vote lei contra mulheres

Tramita no Senado projeto de lei quer retirar o termo “feminicídio” do código penal. De acordo com dados do 11º Anuário Brasileiro de Segurança Pública, uma mulher foi assassinada a cada duas horas em 2016, totalizando 4.657 homicídios no ano. O autor da ideia chama-se Felipe Medina e pilota o site “Liber News”, que tenta equiparar violências de mulher contra homem à violência de homem contra mulheres

Lava Jato foi acusada de extorquir delatores!

A investigação feita pelos deputados federais Wadih Damous (PT-RJ) e Paulo Pimenta (PT-RS) na Espanha em nome da CPMI do Congresso Nacional sobre JBS trouxe uma situação política nova em relação à Lava Jato. Agora, a dita “República de Curitiba” está sendo formalmente investigada por suspeita de extorquir delatores para fazer acordos de delação premiada. Por que não nos espantamos com isso, não é mesmo?