Moro pode ser obrigado a absolver Lula no 2º processo

Está desMOROnando o segundo processo contra Lula que o juiz Sergio Moro terá que julgar em breve. O juiz e o MPF precisam, desesperadamente, de uma condenação menos fraca contra Lula. Seguramente não será essa da guerra dos recibos… As teses da acusação estão caindo uma a uma. O magistrado cometerá um crime se condenar Lula com o que tem nas mãos.

Rejeição a Doria em SP começou pelos mais pobres e chegou aos ricos

O fenômeno é inversamente parecido com o da eleição presidencial de 2006, quando as classes sociais mais pobres empurraram as classes mais ricas na direção de Lula; agora, em Sampa, pobres empurram ricos, só que contra e não a favor. Contra Doria, claro. Como se vê, dinheiro e instrução formal não impedem ninguém de ser burro como uma porta.

Datafolha diz que quase metade dos brasileiros quer Lula absolvido

Segundo o instituto Datafolha, o ex-presidente Lula foi do céu ao inferno entre domingo (1/10) e 2a-feira (2/10), pois, no domingo, apareceu como presidente virtualmente eleito se a eleição presidencial fosse agora, e, no dia seguinte, segundo a pesquisa, 54% o querem preso. Trata-se de uma pegadinha do Grupo Folha. Sugiro fortemente que quem quer que a verdade prevaleça dê uma olhada nesta matéria e a divulgue o quanto puder.

Datafolha confirma que maioria vê perseguição a Lula

A recém-divulgada pesquisa Datafolha não trouxe novidades além do fato de que o Grupo Folha finalmente decidiu aceitar o fato de que Lula vem se fortalecendo eleitoralmente a despeito da difamação contra si. E ao colocar Sergio Moro como oponente de Lula, a pesquisa apenas confirma o que já se sabia: que a maioria do eleitorado enxerga perseguição ao ex-presidente .

Exigem recibos, Lula apresenta e, aí, não servem mais?!!

Moro pede recibos de aluguel a Lula e insinua que ele não os tem. A mídia endossa a versão de Moro e afirma que ele finalmente pegou o petista. De repente, uma bomba cai na cabeça de Moro e da Mídia: Lula apresenta recibos que afirmaram que não tinha. Aí começam a dizer que são falsos. Mas, como não acham uma versão crível, ficam inventando várias para caracterizar a pretensa falsificação dos documentos