Assista o programa Quarto Poder, no Brasil 247, com Eduardo Guimarães

Nesta semana, Eduardo Guimarães, do Blog da Cidadania, e Leonardo Attuch, do Brasil 247, discutem o candidato da mídia (Globo) em 2018 revisitando a história da grande imprensa brasileira de aderir a grupos políticos de direita como forma de esses empresários manterem poder de influência em políticas públicas incompatível com o exercício de uma atividade privada

Brasileiros rejeitaram 4 vezes as “reformas” de Temer

Político que se gaba de ser impopular, como Michel Temer, contraria o princípio da democracia, que exige que o povo aprove o que um político fez e o que ele diz que fará se for eleito. Temer e o PSDB dizem que “popularidade é uma prisão”. Não sabem o que é democracia. Só político popular recebe mandato popular. Por isso a direita vai perder a eleição de 2018. Porque ninguém lhe deu mandato para tirar direitos do povo

Após Collor e Aécio, Veja lança candidatura de Luciano Huck à Presidência

O lançamento da candidatura presidencial de Luciano Huck é o melhor dos mundos para a esquerda porque divide a direita entre Bolsonaro, Alckmin, Huck e, talvez, Doria, se sair do PSDB para obter legenda para disputar a Presidência. Além disso, a tentativa de pintar Lula como “perigo desconhecido” após ele governar 8 anos e sair com 80% de aprovação, mostra como a direita está perdida no espaço

Impeachment de Dilma não será aceito como o de Collor

O consórcio golpista não poderia estar mais enganado ao apostar que, consumado o golpe, será digerido rapidamente. Movimentos sociais, sindicatos, artistas, intelectuais, parlamentares, partidos e parte da comunidade e da imprensa internacionais rejeitam o impeachment. Certo está o jornal DE DIREITA britânico Financial Times ao dizer que o impeachment vai jogar o Brasil no caos e afundar de vez a economia. Dilma não é Collor; não renunciou, como Collor; não está sozinha como Collor estava. A direita deveria prestar mais atenção a seu jornal favorito. Ele sabe o que diz.

Impeachment não é golpe, o golpe está na forma como querem usá-lo

O golpistas estão usando o mote dos antigolpistas de que “não vai ter golpe” para vender a ideia de que o impeachment de Dilma não seria “golpe” porque querem derrubá-la por meio de um instrumento legal. Nada mais falso. O golpe não está em usar o instituto do impeachment, mas na forma como estão querendo usá-lo – sem que Dilma tenha cometido crime como, por exemplo, ocorreu com Fernando Collor.

Folha inventa que Lula é chefe de quadrilha e acusado pela Procuradoria

Senhoras e senhores, é muito grave o que fez a Folha de São Paulo em sua edição desta quarta-feira, 13 de janeiro de 2016. Nas páginas A4 e A5 do jornal, matérias afirmam que Lula foi acusado pelo procurador-geral da República e que é o cabeça, o investigado número 1 da Lava Jato por ter recebido propina. Essa segunda matéria ainda sugere que Lula é chefe de quadrilha. Essa versão vai se espalhar como fogo por aí. Tomara que Lula processe esse jornal calhorda.