2018 será ano de luta (eleitoral) de classes. Prepare-se

A boa notícia é que o povo está percebendo que Dilma foi sabotada para que, saindo do poder, os golpistas pudessem retomar tudo o que os governos petistas deram em termos de distribuição de renda. A má notícia é a de que essa elite (mídia, capital, Judiciário e esse Congresso) usará o poder de Estado para impedir a redemocratização do país. Produzi um vídeo para explicar a tese. 

Lula será eleito porque reencarnou a esperança popular

Sabe quais são os únicos candidatos a presidente que estão se fortalecendo eleitoralmente no Brasil? Lula e Bolsonaro. Por que? Porque são os que prometem estancar o empobrecimento que Temer e os tucanos terão gerado. Só que Bolsonaro quer tirar do pobre e dar ao rico e Lula quer tirar do rico e dar ao pobre – não existe almoço grátis: para um grupo ganhar, o outro tem que perder. Essa será a disputa em 2018.

Dilma já pode processar Veja por calúnia na véspera do 2º turno

Se Yousseff tivesse mesmo acusado Dilma e Lula, como disse Veja na véspera do 2º turno, o ex-presidente teria começado a ser investigado muito antes e a presidente teria aparecido na lista do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que o Supremo Tribunal Federal divulgou na noite desta sexta-feira, 6 de março. A presidente prometeu, em 24 de outubro do ano passado, processar Veja. Agora já pode cumprir a promessa.

Eduardo Cunha é a chave da privataria na Petrobrás

A “solução” para que a mídia e uma meia dúzia de expoentes do PSDB possam enriquecer de forma inimaginável com uma eventual privataria também na Petrobrás, é uma só: há que derrubar Dilma Rousseff e estraçalhar politicamente o PT. Aí estará aberto o caminho para o maior saque ao patrimônio público da história do Brasil. Veja também, no post, como a mídia que quer derrubar a presidente da República lucrou com a primeira privataria tucana – Eduardo Cunha é a chave da segunda…