Guedes não diz de onde virá dinheiro para bancar reajuste do mínimo

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta terça-feira, após anúncio de que o salário mínimo seria reajustado para R$ 1.045,00, que os recursos para bancar as despesas extras com esse aumento devem vir de uma receita extra de R$ 8 bilhões que o governo pretende anunciar nos próximos dias. Caso essa renda extra não se concretize, no entanto, é possível que haja contingenciamento de recursos no início do ano.