Acusado de ganhar R$30 milhões em propina, Kassab recebe solidariedade de Doria

Em uma das ocasiões, Kassab teria recebido R$ 30 milhões por meio de mesadas de R$ 350 mil pagas pela JBF ao ex-prefeito de São Paulo entre 2010 e 2016 por meio de contratos de serviços fictícios prestados, como aluguel de caminhões, das empresas Yape Transportes e Yape Consultoria, ambas ligadas à Kassab, que, por sua vez, teriam emitido notas fiscais falsas.