William Waack perde segunda palestra após polêmica

É vital que se dê ampla publicidade ao que o ex-âncora da Globo William Waack está colhendo por conta de seu racismo. É preciso que os muitos racistas deste país vejam que essa verdadeira filosofia de vida (calcada no preconceito), se não for abandonada por ética, que seja por medo. O importante é obrigar essa gente a RESPEITAR a maioria dos brasileiros, que é afrodescendente

Polícia suspeita que ataques a Taís Araújo e Majú visaram atingir o PT

A polícia carioca tem em seu poder postagens do grupo “QLC The Return”, responsável por orquestrar ataques racistas contra atrizes globais. Como mostra a imagem acima, o grupo combinou de tentar jogar no PT a culpa pelos ataques a Majú e a Taís Araújo. A estratégia era dizer que Majú e Taís contrataram “petistas” para atacá-las e, assim, vitimizarem-se e ganharem a simpatia do público. E como elas não pagaram esses “petistas”, eles promoveram a onda de ataques.

Caso Taís Araújo tem potencial para conter racismo no país

Há um diferencial do caso Taís Araújo para outros casos de racismo notórios que acabaram não danto em nada. Graças à arrogância de um dos criminosos (já identificado), foi descoberta uma ampla quadrilha racista que atua na internet. É muito cedo para dizer que o caso dará em alguma coisa. Porém, se essa quadrilha for desbaratada o Brasil poderá assistir à primeira punição de verdade ao racismo em toda a sua história – sim, por incrível que pareça não há notícia de alguém ter ido parar na cadeia por crimes racistas, apesar de o crime ser tipificado em lei e ocorrer com grande frequência no país