Veja o que o golpe fez com o seu país

Um ano e meio após o golpe parlamentar de 2016, o saldo é desolador. Jornalistas sendo perseguidos por grupos fascistas, censura, ataques de fanáticos religiosos à cultura, propostas de abolir lei contra o assassinato de mulheres, trabalho escravo sendo incentivado pelo governo, leis trabalhistas revogadas em prol de abusos de empregadores… Assista comentário em vídeo de Eduardo Guimarães

STF libertou os escravos de Temer e Gilmar Mendes

Em meio a tanta abominação que tem prevalecido neste país, a terça-feira, 24 de outubro, nos deu motivo para comemorar a vitória da Justiça. O principal motivo é que a ministra do STF Rosa Weber suspendeu portaria do governo Temer que, na prática, reinstituiria a escravidão no Brasil. O prejuízo de imagem do nosso país diante do mundo permanece, mas, pelo menos, os futuros escravos de Temer e Gilmar Mendes foram libertados. Sem falar que Eleonora Menicucci derrotou aquele animal…

Temer agora quer “aprimorar” medida pró trabalho escravo

Após – e só após – a ministra do STF Rosa Weber conceder liminar suspendendo portaria do governo Temer que, na prática, facilitava o trabalho escravo no país, o Ministério do Trabalho passou a dizer que “já havia decidido aceitar as sugestões da Procuradoria-Geral da República e ‘aprimorar’ sua medida”. Contudo, até a decisão do STF o governo se recusava a aceitar críticas.

“Temer queria trocar votos por escravos”, diz Molon

O deputado federal Alessandro Molon comentou liminar concedida pela ministra Rosa Weber, do STF, que anula modificações que o presidente Michel Temer fez nas normas de combate ao trabalho escravo dificultando denúncias e abrindo as portas para aumento da escravidão. Para ele, Temer queria trocar votos a seu favor na votação de denúncia do STF contra si e a liminar enfraquece o presidente na votação.