Diretor do Datafolha contesta o Blog

Aviso

Mauro Paulino, diretor do Datafolha

Recebo e-mail do diretor do Datafolha, Mauro Paulino, contestando informações que veiculei neste blog sobre declarações dele relativas ao instituto de pesquisas da Folha de São Paulo. O título da mensagem: “A difícil arte de ser honesto”.

Caro Eduardo,

Não tenho tido tempo disponível para ler todos os blogs e publicações como costumo e gosto de fazer. Mas fui informado sobre sua afirmação, reproduzida abaixo:

“O segundo fator de alento aos petistas e de frustração para tucanos é o de que o Datafolha tem uma metodologia marcadamente ineficiente para apurar o voto dos setores mais humildes e residentes em regiões mais afastadas, fato esse que me foi reconhecido pelo próprio diretor do instituto quando conversei com ele em evento de sua empresa há alguns dias – e que noticiei aqui”.

Confio em sua honestidade com base em sua coerência e dedicação à causa que defende, mesmo discordando de suas convicções. Prefiro acreditar que você foi traído pela memória ou pela criatividade do inconsciente. Tal reconhecimento é completamente falso e inverossímil.

O Datafolha apura com precisão o voto de todas as camadas da população há 26 anos.

Acredito que discordâncias alimentam a democracia. Mentiras como essa, mesmo que involuntárias, a empobrecem. Sei que não é esse o seu desejo.

Cordialmente,

Mauro Paulino

Primeiro, relatarei o que me lembro do que conversamos na noite de 30 de agosto, durante palestra que ele proferiu e à qual assisti, quando pude lhe manifestar meus pontos de vista.

Questionei Paulino sobre o fato de que as sondagens de Sensus e Vox Populi revelam que acertaram mais do que o Datafolha e perguntei se não seria devido à metodologia do seu instituto de colher as amostras em “pontos de fluxo” em vez de ir às casas das pessoas, o que geraria distorções sobre a população rural.

A resposta que obtive do diretor do Datafolha foi a de que as metodologias dos concorrentes podem ter lhes permitido captar alguma coisa que o seu instituto não captou.

O fato é que Paulino não deu, explicitamente, a informação que veiculei. Não posso, portanto, deixar de reconhecer que não deixei isso perfeitamente claro, o que é um erro como os que o grupo empresarial para o qual ele trabalha comete sem parar.

Caberá ao leitor julgar se o que relatei sobre a conversa com o diretor do Datafolha me autorizaria ou não a escrever o que escrevi. E como estou em dúvida, vejo-me na obrigação de pedir desculpas.

Este blogueiro jamais agiria como a Folha no caso da ficha falsa da Dilma, quando o jornal, confrontado com laudos que atestavam a falsidade do documento, disse que não poderia confirmar ou negar a sua veracidade.

Como se vê, ser honesto não é uma “arte” tão difícil assim.

  • Adilson

    Explêndido!!
    Sua resposta foi de quem é democrático e na dúvida, humilde!. Assim é formada uma sociedade de homens de valor.
    Quanto ao título da mensagem enviada pelo nobre Paulino: "A difícil arte de ser honesto", devo comentar que ainda não nos esquecemos de quando o Vox e Sensus davam Dilma empatada ou levemente à frente e o Datafolha dava Serra com 10% de vantagem, até hj não se sabe como essa vantagem sumiu de uma hora pra outra, sem nenhum fato relevante!!.
    A verdade Sr. Paulino é que o DAtafolha foi o último instituto a mostrar a tendência de crescimento de Dilma e até agora o que mais errou, sempre beneficiando o Sr. Serra dentro da margem de erro como agora para simular um segundo turno!!. É bom trabalhar para recuperar a credibilidade indiscutivelmente perdida!!.

  • Glecio_Tavares

    Para eles , eles querem todos os pingos nos is. Quando se trata de descrever nosso movimento fazem de conta que nem conhecem o alfabeto. O problema de sermos honestos e integros é que se apegam a uma frase e deixam de contextualizar o sentido das afirmações. Edu, mesmo que voce ache que deva voltar atrás, eu diria que isso só mostra que o diretor do datafolha não conhece o proprio instituto que preside. Aproveita e manda para ele um email com a curva de queda do Alckmin e subida do Merca nesta pagina, quem sabe ele toma tino. http://ultimosegundo.ig.com.br/eleicoes/vox+popul

  • Parabéns pela honestidade e pela resposta Eduardo! Para o "Grupo" Folha ser honesto é difícil.

  • Edu,

    Como foi comprovado que a notícia da Folha sobre a morte de Romeu Tuma não foi um balão de ensaio para favorecer o amigo de Serra que concorre ao senado por SP e, sim, uma barriga, que tal uma moção de apoio e de respeito à honestidade, à humildade e ao imenso apuro que a repórter Vera Magalhães está passando via MSM?

    Afinal de contas, o MSM quer jornalismo ético e justo doa a quem doer, mostrando de que lado está a mídia corporativa brasileira, mas que ela faça jornalismo com apuração, provas e ouvindo fontes antagônicas. Cas essa senhora seja demitida, isso seria uma injustiça enorme.

    E o fato de o MSM apoiar e desse apoio repercutir em muitos blogs pelo país e pelo exterior afora demonstraria que não somos contra jornalistas e, sim, contra os "colonistas" e contra a cúpula do PIG, pra mostrar que não são todos os que trabalham lá que se sujam no mar de lama proposto por seus chefes e por seus patrocinadores.

    []'s,
    Hélio

    • Eduardo Guimarães

      Helio, não estou sabendo do caso direito… E não sei se entendi o que você propõe

      • Edu,

        Respondi acima ao Lula Miranda mais ou menos como se deu a repercussão da "barriga" da morte de Tuma a partir do site da Folha Online, do desespero da @veramagalhaes no Twitter, da execração pública e das hipóteses de teorias da conspiração até chegar na informação de outros jornalistas bem mais confiáveis do que os "colonistas" de plantão apontando que a moça cometeu um erro sem segundas intenções.

        O PIG não seria um partido nem golpista caso lhe fosse possível como um todo fazer jornalismo de qualidade. Por falar nisso, obtive um material bastante interessante para a blogosfera, que vai de encontro ao que o Azenha falou no #blogprog sobre o nosso campo ideológico precisar aprender a fazer jornalismo.

        Assisti online a uma palestra do @adrianosilva29 , editor do @gizmodobr na #campusparty . O Adriano disse que não importa quem o faça (se diplomados ou não), o que falta na web brasileira (em especial na blogosfera independente) é BOM JORNALISMO. Ele citou um pequeno manual que o @pnogueira56 elaborou com aquilo que considera um conjunto de boas práticas jornalísticas.

        Após uma troca de e-mails, o Adriano me mandou o manualzinho do Paulo Nogueira e eu publiquei no meu blog: http://heliopaz.com/2010/02/09/como-escrever-um-b

        []'s,
        Hélio

    • Lula Miranda

      Suponho que o Helio esteja flertando com a ironia (cinismo talvez?).

      Primeiro que não está comprovado que não foi um balão de ensaio. Comprovado por quem?

      Em segundo lugar se ela deu uma “barrigada” dessas que assuma as conseqüências. O MSM não tem que sair em seu socorro, não. Uma “barriga” dessas noticiando a morte de alguém é INACREDITÁVEL, de extrema gravidade. Uma notícia dessas a gente checa antes. E é fundamental fazê-lo, e extremamente simples. Beira o non sense. Imagine o susto e aflição que os familiares, amigos, eleitores e correligionários do senador não passaram.

      Porém o Helio está certo quando diz que nem todos os jornalistas que trabalham na grande imprensa são escroques ou vendidos. A jornalista em tela, porém, está longe de ser uma exceção a essa “regra”.

      Lula Miranda

      • Lula,

        Não fui irônico e não soi ingênuo. Na minha interpretação, o desespero da moça foi muito grande no Twitter. Além disso, vários jornalistas políticos respeitáveis (dentre eles o Alon) trataram de dizer que foi um erro não-inencional. Ela confiou na palavra de alguém que se disse médico e, depois, essa fonte teria tirado o corpo fora. Faltou apuração. Foi um erro técnico.

        Muita gente brincou no Twitter com céu e inferno, deus e o diabo, achincalharam o nome da família… Enfim… Eu acho que não é o caso de misturar o fato de que Romeu Tuma foi do DOPS e que seu filho também é um delegado com o trabalho de cunho social que a informação correta deve ter: gostando ou não, concordando ou não com Tuma, com o DEM ou com as intenções do tucanato, do PIG e de seus patrocinadores, creio que o mais importante é evitar fofoca e conclusões precipitadas.

        Caso a mídia corporativa nacional fosse descentralizada e explicitasse o lado que defende, teríamos muito mais ética e confiabilidade até mesmo vindas da direita. Como a esquerda não é suficientemente organizada e não conta com capital próprio e nem com o apoio simbólico de setores abastados da indústria, do comércio e de serviços, ela também peca muitas vezes pelo proselitismo, que é, atualmente, aceitável em função da falta de espaço e de voz.

        Futuramente, em um país econômica e socialmente mais equilibrado e mais próspero, até mesmo a forma de a esquerda se expressar em todas as mídias terá que ser mais programática e mais distanciada de si mesma. Hoje, ela raramente dá uma de advogada do diabo porque daria munição ao bandido. Mas é essa a tendência para quando atingirmos aquilo que o Edu chama de estado civilizatório mais avançado.

        Isso inclui uma direita muito menos raivosa. E, de parte a parte, denúncias mais responsáveis e mais bem apuradas.

        []'s,
        Hélio

  • MARCIO BASTOS

    Tenho percepção que Data folha esta inflando a Candidatura do Sr Geraldo Alkimin, pois Vox divulgou sua pesquisa estaduais…inclusive no Estado de SP ….Geraldo Alkimin 40 , Mercadante 28 , a diferença de uma pesquisa para outra e de +- 14 pontos, alguma coisa não bate…

  • Maridalva Vilela

    Eduardo faz como dona Berta…………..

  • Thomas Marinho

    Parabéns! É assim que se ganha autoridade para criticar: dando o exemplo!

  • Trazíbulo Meireles

    Sinceramente não confio em nada que venha da folha. Acho que esse diretor deveria colocar a sua viola no saco. Eles não estão com tanta credibilidade como querem crer.

  • Claudio de SP

    Se houver segundo turno para o governo de São Paulo entre PSDB E PT, vai pegar muito mal para o DATA FOLHA.

    • Aristharco

      Pegou mal para o Data Folha + uma vez… insistiu no erro em desespero de causa o homem do opus dei vai ter que encarar o Mercadante, como ele diz olhando nos olhos… acachapante.

  • Ary Nunes

    Primeiro que é uma mentira da grossa dizer que o DATAFOLHA apura com precisão os votos de todas as camadas. Pesquisa nenhuma apura votos com precisão. Fosse assim não precisava a tal margem de erro.

    E parabéns EDU,pela humildade. Realmente,se a conversa ocorreu conforme acima relatada,acho que o que aconteceu foi um erro de interpretação. Nada,porém,que o desabone e coloque em dúvidas a sua honestidade. O texto do senhor Paulino tendo vindo com esse título,é infeliz.

    Pelo que dá a entender aí,então,é que o senhor Paulino queria dizer que o DATAFOLHA estava certo e os outros é que estavam errados em suas metodologias.

    Ao dizer que o DATAFOLHA apura com precisão os votos de todas as camadas e tendo afirmado antes que “poderia haver uma diferença de metodologia entre os institutos”,conclue-se que ele acredita que os outros estão errados em suas metodologias que levaram a outros resultados e logo não captaram os votos de todas as camadas com precisão.

    OCORRE que a metodologia do DATAFOLHA de pesquisar em trânsito é muito mais potencialmente passível de imprecisão do que a dos demais, por motivos já expostos antes por você. E ainda tem o agravante de que nas pesquisas do DATAFOLHA requer linha telefônica do entrevistado,excluindo assim as classes daqueles que não possuem telefone.

  • Edu, muito nobre a sua atitude. Vc dá um belo exemplo de honestidade e ética para um grupo que, como vc mesmo frisou, publica uma ficha falsa na capa do jornal e, provada a falsidade, ainda se recusa a pedir desculpas.

    Mas, no fundo, o importante disso tudo é comprovar que a blogosfera REALMENTE está incomodando os ex-donos da formação de opinião no país.

    O Datafolha perdeu totalmente a credibilidade. No meio político e empresarial o Datafolha hoje é motivo de piada. E eles sabem disso.

    Como diz o ditado: A fama dura quinze minutos. Já a infamia dura muito mais…

    Abraços e força na sua luta!

    André

  • Rorigo Carvalho

    IBOPE DATAFOLHA, não acredito. O MSN é outro do PIG…as manchetes, manipulações…as no0tícias vêm direto do Estadão…há tempos já fechei a conta do e-mail e o resto e vou largar mais um do PIG.

    Que me perdoem os bons jornalistas, mas a profissão está virando motivo de gozação.

  • Adilton Jorge Ferreira Cruz

    Caro Edu.
    Em primeiro lugar, honestidade, para mim, não é questão arte, é questão de caráter, e isso lhe sobra, como fica bem demonstrado nessa sua atitude. Em segundo lugar, isso é bem característico desse pessoal da Folha e afins: diz que não disse, mas não diz o que disse. Quer saber: ´honestidade por honestidade, acredito infinitamente mais no que você (desculpe-me a ousadia desse tratamento) disse com toda a sua dúvida do que no que ele afirma com toda a certeza. Simples assim.
    Abraços.

  • Paulo Fontes

    Tudo ok, Eduardo, democracia ( realmente) é isso que vc fez. Agora, que o Datafolha não apura pesquisas nas comunidades rurais e faz pesquisas em locais públicos e não na casa dos pesquisados, isso é bastante claro e já sabido. E desta vez, na última pesquisa, ainda fazia perguntas "extras" sobre os "escândalos" para, digamos, "informar" o pesquisado. Depois querem ser levados a sério…

  • José Medeiros

    O sr. Paulino poderá dizer o que quiser, porém a Folha é um jornal faccioso, tem lado nas eleições e sonega a verdade. As manchetes mentirosas já desmoralizaram de vez o panfleto ordinário que adotou a linha política contra o resto do país e a favor de quem representa o Brasil ultrapassado, em que o paulistismo dava a tônica. Tampouco acredito no sr. Paulino e no seu DataFalha. Trabalham para agradar o patrão deles e só. Alguém tinha dúvidas que José Serra, sem carisma, sem propostas, flagrantemente inimigo de tudo que o Lula, o maior presidente deste país, queria fazer pelo povo, jamais teve a popularidade que o DataFalha lhe conferia artificialmente? O sr. Paulino é quem tem que se desculpar ante os brasileiros e à população de S. Paulo, repetidamente enganada e desinformada ao longo dos anos por esta mídia nojenta que eles representam, jamais você Edu teria que pedir-lhes desculpas. Chega do golpismo do DataFalha e da Falha de S. Paulo que escamoteiam as conquistas que o governo Lula fez em prol do povo, ao passo que favorecem um Putin, o dos falsos dossiês, perseguidor de Jornalistas , de professores, de mendigos, dos pobres, nordestinos e por aí vai.

  • Fernando Oliveira

    Isso é mais uma “pegadinha” do Grupo Folha?… Fala sério, véi… É pra rir, ou pra chorar?… Com que autoridade ética e moral, esse vassalo do cretinismo golpista, do verdadeiro estelionato informativo chamado Folha De São Paulo, se atreve a invadir essa verdadeiro oásis de excelente e honesta informação, com esse odor de falso-ofendido, de hipócrita indignação, para cobrar o que quer que seja do “nosso” honrado, admirável e ilustre Cidadão Eduardo Guimarães?… Esses esbirros PIGuianos, enlouqueceram de vez?… Se eu fosse listar todos os equívocos pseudo-informativos, todos os cinísmos noticiosos, todos os factóides canalhas, todas as ululantes manipulações numéricas, com as quais esse cidadão, afirmo eu, convive diariamente, e com as quais, isso sim, deveria ele se preocupar, de certo que não caberia nem em todo o estoque de papel daquele vexame que ele chama de Instiituto de Pesquisa, tão pouco nas páginas daquela fossa, que certamente ele chama de Jornal… Vai procurar a tua turma, pela-saco!…

  • Juliano Santos

    Você deu uma lição de democracia ao funcionário do Otavinho. Colocar o e-mail dele foi corretíssimo, (ah se o pig tivesse a vergnha na cara de fazer isso).
    Mas não acho que deva desculpas a ele não. Pois se o Datafalha demora para captar o que a Vox e o Sensus mostra (o que ele adimite), é exatamente porque os pesquisados que ela não abrange satisfatóriamente, são os que demoraram a se decidir pela Dilma, por desconhecer ser ela o candidato do Lula. Eles são "os setores mais humildes e residentes em regiões mais afastadas," .Portanto o que você afirmou é uma conclusão lógica do que ele disse.
    Ele sabe disso, mas é o Mauro (cara de) Paulino ora bolas!

  • Maria Lucia

    Estamos sabendo bem sobre essas pesquisas do datafraude.
    A hora é de levar informação de qualidade para o povo, com calma e entusiasmo. Indicar os blogs progressistas.Divulgar ao máximo essa matéria: http://www.istoe.com.br/reportagens/102658_A+ONDA
    Vamos correr atrás do prejuízo real causado pelas baixarias intensas do Serra e do PIG na última quinzena. Vamos divulgar ao máximo o que significou a ida de Lula ontem à Bolsa de Valores de São Paulo: http://www.tijolaco.com/27322
    Vamos construir VITÓRIA, com positividade e esperança ! Concentremo-nos na campanha e deixa o PIG zurrar!

  • Campineiro

    Vc não pede desculpas por ser honesto, e sim pq cometeu um erro grave que poderia lhe render uma bela ação.
    Precavendo-se preferiu se retratar.

    É assim quando vcs são confrontados com as pessoas que vcs atacam todos os dias, sem parar.

    Vcs não resistem a 1/2 CPI

    • Eduardo Guimarães

      Agora você mostrou sua verdadeira cara. Um sujeito que ataca desse jeito e se esconde com nome falso, vem fazer acusações à honra das pessoas. Você é um covarde e um mau-caráter. E burro. Belo de um processo por isso? Paulino jamais me processaria por isso por que não há base, sua anta.

      • Flávio Furtado de Farias

        .

        Ah, a ignorância. A ignorância e o anta.

        .

        Edu, veja só como é que são as coisas. O cara aí não entende que as pessoas possam ser verdadeiramente honestos, como você é e demonstra ao relatar o fato como ocorreu. Prefere atribuir isto ao medo.

        .

        ah, o medo. O medo e o anta.

        mas medo e ignorância andam juntos, anta.

        .

    • Gil Teixeira

      Ô, ignorante! Você é covarde! Já te disse isso? Disse sim! COVARDE!

    • priscila presotto

      Campineiro ,meu filho,vá visitar a ala infantil no Hospital do Câncer,procure ouvir doentes terminais ,depois vá estudar um pouco da História Política Brasileira,qdo vc se tornar "gente",volte para argumentar com respeito.
      A retratação é algo digno do ser humano que o faz.
      O que dizer deste lixo que é a velha mídia ,que assassina reputações todos os dias?Ela se retrata?
      Please,com todo o respeito,recolha-se a sua ignorância.

  • nancy lima

    eles tuitaram por volta das 19 h. a morte do senador Romeu Tuma no Folha Poder,depois pedem desculpas na maior cara de pau e não citam fonte,não citam nada,e aí seu Paulino,vc sabia Edu?

  • nancy lima

    mas o datafolha vive de baixaria,neste final de noite a coluna do Poder da folha matou o senador Romeu Tuma e depois foi desmentir na maior cara de pau,tenha paciência seu Paulino.

  • Ernesto

    Bom dia Eduardo,
    Que bom que ele confia na sua honestidade, pois na dele, é difícil de acreditar.

    E os indecisos? No Vox são 10%, no Data e Ibope 5%. Justamente esses são os pontos distribuídos para o Serra e Marina, e que permitiram o oba-oba da queda da diferença da Dilma para a soma dos demais.

    Já foram melhores!

    • Juliano Santos

      Acho que esses 5% que no Vox são indecisos, vão para o Serra/Marina no Ibope e Datafraude, exatamente porque o questionário destes últimos os indus a isso. Só que na hora de votar não vai ter nenhum pesquisador do Datafraude/Globope na cabine eleitoral. É o eleitor soberano, sozinho com sua consiência

  • Eduardo, na minha forma de ver, a declaração "…as metodologias dos concorrentes podem ter lhes permitido captar alguma coisa que o seu instituto não captou" lhe permite fazer tal inferência. O que pode estar ocorrendo é que o Sr. Paulino está se precavendo, no sentido de evitar o diz-que-diz-que que poderia irritar seus patrões. Imagino que numa empresa como essa na qual ele trabalha, o patrulhamento ideológico deve ser muito forte e o menor escorregão deve ameaçar a estabilidade profissional de qualquer funcionário… Evidência disso é que o Sr. Paulino faz questão de frisar que "…discorda(ndo) de suas convicções". Ele parece ser uma pessoa bem intencionada; mas a empresa para a qual trabalha… Blerghhh!!! (interjeição indicando náusea, nojo, asco, repulsa e por aí vai…)

    • Ernesto

      Ora, muito simples. Que peça demissão.

      • Caro Ernesto, sejamos realistas: por mais que você não coadune com a empresa onde trabalha (não sei se é esse o caso do Sr. Paulino), não é assim tão fácil deixar a segurança de um emprego que te dá um salário líquido e certo todo mês… Muita gente prefere engolir alguns sapos e manter a segurança de seu provento mensal…

        • leo pinto

          Concordo, mas isso transcende a questão trabalhista. Se quer continuar no cargo de quem informa, deve seguir primeiro a ética, aquela coisa bem interior, depois, sim, se for possível, o patrão. Mas reconheço ser difícil deixar a segurança de um "bom" emprego. Ser verdadeiro consigo e com os outros é a melhor saída (ou entrada).

  • .
    Parabéns, Edu. Por manter o blog aberto ao contraditório e assim garantir o direito de resposta e de expressão.
    Isto demonstra a honestidade e seriedade com que trata os valores que nos são tão caros na democracia.
    .

  • Valmir Stronzake

    Porq o Datafolha não reconhece q sempre erra a favor dos tucanos??

    São os maiores mentirosos deste ano, e ainda tem a cara de pau de apontar o dedo para outros??

  • Nora Cúneo

    Parabéns, Edu. Sinceramente, não tenho certeza se o que vc escutou dele te autorizava a escrever o que foi escrito. Porém, uma certeza eu tenho: "Como se vê, ser honesto não é uma “arte” tão difícil assim."
    Abraços, beijos a Victoria.

  • ANTONIO MOREIRA

    A folha perdeu a credibilidade que tinha depois da ficha falsa de Dilma, dos 67 milhões de infectados pela gripe suina, das pesquisas que apontavam uma frente de Serra que nunca existiu. Parabéns, Eduardo, você é 10.

  • iamoraes

    "ser honesto não é uma “arte” tão difícil assim": pra falha de SP eh…

    (Edu, voce deixa claro mais uma vez que ser honesto nao eh "arte" e muito menos dificil.)

  • Carlos.

    Não podemos dizer que a metodologia do Datafolha provoque imprecisão de resultados, mas também não podemos afirmar que ela não provoque. Ooops! Já não teríamos lido algo parecido em algum jornal a respeito da publicação de material fraudulento contra uma ministra?

  • Gil Teixeira

    "Acredito que discordâncias alimentam a democracia. Mentiras como essa, mesmo que involuntárias, a empobrecem. Sei que não é esse o seu desejo."

    Tudo que disser poderá e será usado contra você!

    nada como um dia após o outro!
    Atenção folha, viu o que é ouvir o outro lado? O texto aí em cima chama-se caráter, e um belo exemplo de 'direito de resposta'!

    Bravo, Edu! Bravíssimo!!

  • Jouber

    (……) Confio em sua honestidade com base em sua coerência e dedicação à causa que defende, mesmo discordando de suas convicções.
    Então as convicções dele não coadunam com as tuas. Normal em uma democracia, mas porque ele não externa as suas? Ficou clara para mim sua, digamos assim, preferência!!

  • Vera Pereira

    Publicar a contestação do diretor do Datafolha é corretíssimo de sua parte. Ah! se o jornal fizesse isso. Mas, sinceramente, não vi contradição alguma entre o que você escreveu e o que o Paulino diz que disse. Se a metodologia do seu instituto sabidamente trabalha com pontos de fluxo urbanos, e com pessoas que têm um telefone, e as outras fazem entrevistas domiciliares, com pessoas que tenham ou não um telefone qualquer, e abrangem também amostras rurais, o que as diferencia é esta abrangência, pois. Se as outras podem captar alguma coisa que o Datafolha não captou, essa "alguma coisa" proviria de quê? Do ponto de vista metodlógica, do tipo de amostra, ou o quê então? Bobagem desse Paulino. Deve estar é querendo preservar sua autoimagem para evitar processos. Vamos em frente que atrás tem gente, pois.

    • Douglas Quina

      Quando fui "pesquiseiro" nos anos 80, tínhamos bases e regras claríssimas, tais como, sorteio da região, pulos de domicílios, respeito ao "cluster" e acima de tudo, verificações posteriores. Para evitar sabem o que: Fraudes!
      Douglas Quina
      Mogi Guaçu – SP

  • Ronaldo

    Alo Eduardo: Sobre o fato do Datafolha usar a metodologia de fazer pesquisas só em pontos de fluxo e não pesquisar em areas rurais, li em vários blogs que é realmente como eles fazem. Alem disso, pelo que li, inclusive no blog do Nassif eles perguntam às pessoas se elas tem telefone fixo para poderem confirmar mais tarde as informações, se não tem eles descartam esses eleitores da pesquisa. Abraços.

  • Douglas O. Tôrres

    O PHA ja disse em seu blog,sempre de maneira "jocosa" que pesquisa do Datafolha é sessão de tortura.Perguntam se voçe sabe ou ficou sabendo da quebra de sigilo da filha do Serra,e se isso influenciou seu voto,depois prosseguem perguntando se voçe sabia ou ficou sabendo do caso de corrupção na casa civil,e se isto influenciou seu voto.Quer dizer ,não é pesquisa,é indução ou influencia ao voto do entrevistado.
    Isto é bem coisa do sr. Otavinho.

  • Eugênio Almeida

    Eduardo,
    Belo exemplo de direito de resposta. Tivesse a FSP o mesmo comportamento, a credibilidade do jornal do Otavinho não estaria tão deteriorada.
    Todo mundo pode ter seu dia de “Folha”, mas os dias de Eduardo Guimarães são para poucos.
    Abraços,
    Eugênio

  • Heloisa Guimarães

    Parabéns, Edu, pela sua dignidade… embora dignidade devesse ser obrigação de todos nós, não é o que vemos por aí… seu exemplo deveria ser seguido pela "grande" imprensa… direito de resposta… ei, imprensa golpista, atenção, DIREITO DE RESPOSTA!

  • Heidi Maria

    Edu,
    Retirei do blo ANISTIA essa pérola e você poderia enviar para o diretor FEARFULL da Folha
    Em rompante de nostalgia, Folha saúda o regime militar
    Quando o próprio Departamento de Estado dos EUA e vários jornais conservadores norte-americanos consideram e reconhecem o caráter popular-democrático dos processos em curso na Venezuela, Bolívia e Equador, o jornal tucano-serrista Folha de S. Paulo – o mesmo que emprestava veículos da sua frota para operações inconfessadas dos órgãos de repressão da ditadura civil-militar de 1964-85 – continua insistindo com a sua cruzada contra Hugo Chávez e outros governantes sul-americanos que estão cortando os laços do Estado com as oligarquias locais. [Cristóvão Feil]

  • Cláudio

    Quando criança e jovem, tinha um sonho de ser um grande meia-armador de futebol, como o Gerson ou o Rivelino. A ficha do meu pouco talento para o esporte bretão caiu aí pelos 14 ou 15 anos; alguns anos depois escrevi uma medíocre crônica que intitulei "A difícil arte de ser meia-armador". Nunca consegui ser meia-armador. Talvez tenha gente que nunca conseguirá ser honesta, ainda que possa intitular posts como "a difícil arte de ser honesto". Vade retro, Datafalha.

  • Estanislau

    De fato, a honestidade de Paulino não pode ser confirmada, mas também não pode ser descartada.

  • LuisCPPrudente

    Que credibilidade tem um diretor de um instituto que faz pesquisa que convém ao candidato dos poderosos, que tenta colocar na cabeça do eleitor que Dilma sempre foi e sempre será corrupta e incompetente e que seu adversário, o Zé Pedágio, é o melhor, o mais ético e preparado para administrar o Brasil?

    A credibilidade do instituto DataFalha é zero.

  • Parabéns Edu,pela retidão com a qual veicula as informações.
    Independente do direcionamento político,caráter é o básico que um ser humano deve ter.
    Ou menos,deveria…
    É triste termos que constatar que algo que era para ser básico,acabe sendo raridade.
    Um grande abraço!!

  • Gerson S.

    Grande atitude Eduardo, este direito de resposta. Justamente o que não se vê nos blogs limpinhos e no PIG em geral. Mas eu fico satisfeito pelo fato de que pessoas da direita, que acreditam nos golpistas, acessam e lêem os posts deste grande blogueiro. Que bom que é assim. Sua batalha diária contra a desinformação e contra o golpe das elites é digna dos grandes brasileiros. Abraços

  • Salvado J. Ferreira

    A folha perdeu tudo que restava da sua credibilidade.
    Quem nela trabalha e defende sua conduta, idem.

  • Wilson Alves

    Eduardo… Simplesmente não dá pra acreditar numa pessoa que, logo no primeiro parágrafo de sua missiva, comete dois erros crassos:
    PRIMEIRO – Demonstra soberba quando diz que não lê o que você, lídimo representante do blog Cidadania e do MSM, escreve.
    SEGUNDO – Mente descaradamente, porque, nós sabemos que o senhor Paulino não perde nada do que se diz aqui, tanto que deu um jeito em suas pesquisas rapidinho, assim que você desmascarou o Datafolha.

    • eduguim

      Só um reparo: Paulino já me disse,anteriormente, que é leitor deste blog. O que ele está dizendo, no texto que reproduzi, é que andou sem tempo de ler, mas que foi alertado por alguém.

      • Wilson Alves

        Eduardo… Da mesma forma que você dúvida da lisura do Datafolha eu duvido da declaração de seu diretor, senhor Paulino.
        O que deve ter havido é que o diretor do Datafolha pode ter sido cobrado pelo que disse, ou que deu a entender, assim, tentou safar-se dá melhor forma que encontrou, aliás, nada original, já que reacionários costumam, mesmo, colocar no colo dos outros os seus rebentos.

  • Marcos Leonel

    Endosso o texto de Eduardo e os comentários, do Sr. Adilson.

  • milton freitas

    Quanto a morte do Romeu,não foi barrigada foi campanha politica mesmo afinal o Romeu estava morto e agora a folha o ressuscitou e todos falam nele.
    Quanto ao diretor da folha, o texto poderia constar que tendo todos acompanhado o conteúdo da Folha ,sabemos o valor da palavra e caráter de seus colaboradores.

  • valdecir

    Caro Eduardo, você mostrou que honestidade não é "uma arte", mas uma atitude. Para o Datafolha dever ser "difícil" mesmo. Alguém já falou em Databranda…

  • José Eduardo

    Resposta de HOMEM, nãp de rato!!!

  • sitelhp

    Vê se aprende.. Mauro Paulino.. é assim que se faz..

  • MARCIO BASTOS

    Olha vou ser neste comentário, ser um pouco radical, acho que às vezes temos que oxigenar os parâmetros do bom senso, Mas o que acontece com os jornais brasileiros e ate mundial, sendo mais flagrante desses sintomas e o Jornal Folha de SP, cujo dono desse impresso, de pai para filho, Sr. Otavio Frias Filho, A INFORMAÇÃO X COMERCIAL, OU SEJA JORNAIS VIVEM CRISE DE IDENTIDADE COM SEUS LEITORES E COM CREDIBILIDADE DA INFORMAÇAO …FATO, SÃO MUITO ERROS EM APENAS UM MÊS DE COBERTURA NESSAS ELEIÇOES… TIRO NO ESCURO NESSE DESESPERO DE CRIAR SITUAÇOES OU FACTOIDES, PARA DE FORMA INDIRETA ALAVANCAR SEU CANDIDATO DO PSDB, Sr.ª JOSE SERRA NAS PESQUISAS ELEITORAIS, SENDO PARA ISSO ATROPELAR O MANUAL DE REDAÇÃO DO JORNALISMO BRASILEIRO… FATO, A SAIDA? FATO RENOVADOR DE TUDO ISSO E A BLOGOSFERA, QUE ALIAS PHA (CONVERÇA AFIADA) E O AZENHA DIVULGARAM O ELEVAÇAO DE SUA AUDIENCIAS. (ACESSO) TAMBEM, FATO.

  • MirabeauBLeal

    .
    Pode até ser que o Data3F (Fraude da Folha do Frias),

    há 15 ou 20 anos atrás, tenha tido alguma precisão.

    Mas, nesta eleição, precisão é a única coisa não tem.
    .

  • Antonio Valadão

    Tudo que voce escreveu, eu já havia lido a mais ou menos tres semanas atrás no blog do Ricardo Kotscho. Um detalhe, Ricardo Kotscho disse que sua mulher foi uma das fundadoras do Data Folha.

  • MARCIO BASTOS

    Carlos José Aregedo
    Gente, o presidente disse alguma besteira? O Brasil é um país diferente mesmo: a imprensa acha que pode tudo, que ninguém pode criticá-la, que ela é o bastião da democracia, etc, etc. Conversa mole sô. Alguém dúvida, até aí tudo bem, que A Folha, Estadão, Globo, Editora Abril, luta em favor de uma candidatura bicuda e sem graça? Só não venham com aquela cara lavada falando de imparcialidade. Por que tanto medo? Abram o jogo ¹ Êta turminha covarde e hipócrita sô.

    Flávio Luiz Santos
    Criticar também é exercício da liberdade de expressão. Por que não se pode criticar a imprensa no Brasil? Ela é Deus? A imprensa é tão livre no Brasil que falar mal dela parece heresia, a pessoa é crucificada e queimada. O Lula pode criticar a imprensa, como qualquer cidadão brasileiro. E convenhamos… é verdade que os principais órgãos de imprensa estão sendo parciais nestas eleições e não me venham negar este fato. Todo mundo está vendo. Será que no Governo FHC a imprensa era tão dura com o governo? Será que o caso de compra de votos da reeleição do FHC mereceu a devida atenção da imprensa, dada a gravidade da denúncia? Tudo que ocorre de errado no governo Lula é escancarado pela imprensa. Ora… O Lula tem toda a razão quando diz que a imprensa brasileira é a mais livre do mundo, essa de autoritarismo não cola mesmo… Parem com isso… vcs falam o que querem o tempo todo. É a imprensa que está censurando o Lula.

    Durval Castro
    Alguns órgãos da imprensa brasileira tomaram partido contra o governo e a liberdade de imprensa assegura que eles podem fazer isso. O governo tem o direito de responder às acusações e os cidadãos têm o direito de manifestar sua opinião em relação a essa imprensa. Tudo isso faz parte da democracia. O absurdo é que esses órgãos da imprensa se julgarem acima da crítica e quererem impedir que os cidadãos se manifestem contra a atitude deles. A imprensa não tem o direito de impor censura à sociedade!
    Estadão declara amanhã apoio a Serra
    O jornal O Estado de S. Paulo publica amanhã, domingo, editorial intitulado "O mal a evitar" no qual vai declarar seu apoio ao candidato do PSDB à Presidência da República, José Serra.

    UMA ATITUDE LOUVAVEL….ISSO E DEMOGRACIA E RESPEITO AO SEUS LEITORES.

    • Nora Cúneo

      "É a imprensa que está censurando o Lula". Esta sua frase é perfeita, Marcio. Deveria circular pela rede. Abraço.

  • Haroldo M. Cunha

    Nós estamos muito mal acustumados mesmo. Ser honesto e honestidade NÃO são ADJETIVOS, mas sim SUBSTANTIVOS, se é que me entenderam (alguns, poucos, não conseguiram, é claro!)

  • Andrea Serpa

    Eduardo, comecei a acompanhar o seu blog durante esta campanha eleitoral. Durante este tempo seus textos me acalentaram, emociomaram, motivaram, foram meus estímulos nos momentos de desânimo e raiva. Meu domínio nesse veículo é muito restrito se limitando a ler (muito) e postar (pouco) em alguns blogs. Gostaria de agradecer e parabenizar você por seu trabalho tão importantante e altruísta, sacrificando sua vida pessoal que emociona os seus leitores.
    Conhecendo você por suas lutas e pela forma limpa de batalhar, senti-me obrigada a escrever por considerar o título do e-mail desse senhor o cúmulo do cinismo e da hipocrisia. Aproveitando para manifestar o meu desejo de ajudar a quem muito me ajudou mesmo sem saber. Reforço a minha dificuldade de utilizar a internet. Abraços. Andrea

    • eduguim

      Andrea, depois me perguntam por que faço este blog ao custo de tudo que você bem descreveu. É por você e por todos os que esta sua manifestação representa.

  • José Eduard Dyonisio

    Primeiramente parabéns pela sua postura. Perfeita. Democrática. Transparente. Em relação ao que aconteceu ,parece uma coisa grotesca o grau de melindre que afeta a direita quando são questionados. Sabem que nossa maior arma é a crediblidade e colocam uma vírgula que acrescentamos como motivo de sermos desonestos. Agora, quando são questionados tiram do baú as frases surradas que de tanto martelarem dia e noite justificam suas atitudes desonestas. Se o diretor do datafolha não aceita aquela justificativa para os erros grosseiros que o instituto comete, como comprovam as pesquisas do Sensus e Vox Populi, ele agora tem a obrigação de apresentar uma justificativa que não substime a nossa inteligência, sob risco de ficar desacreditado.

  • Daniel

    O Manual de Redação de Jornalismo que esta Midia Podre usa é esse descrito no link abaixo:

    Fwww.maleficence.hpgvip.ig.com.br%2Fpsiao.doc&rct=j&q=os%20protocolos%20dos%20s%C3%A1bios%20de%20si%C3%A3o&ei=VgqeTOebGYL78Abu3MnLDw&usg=AFQjCNGqCxS4ttcOe3sqe2bjsNbgj5ax-g&cad=rja” target=”_blank”>http://www.google.com.br/url?sa=t&source=web&…” target=”_blank”>Fwww.maleficence.hpgvip.ig.com.br%2Fpsiao.doc&rct=j&q=os%20protocolos%20dos%20s%C3%A1bios%20de%20si%C3%A3o&ei=VgqeTOebGYL78Abu3MnLDw&usg=AFQjCNGqCxS4ttcOe3sqe2bjsNbgj5ax-g&cad=rja

  • Carlos Henrique

    Você não tem que pedir desculpa nenhuma a esse sujeitinho(que acha que ser honesto é uma "arte difícil". Só se for para ele e sua "thurminha" da ditadura midiática). Quanto ao fato, PARA QUALQUER PESSOA QUE SAIBA FALAR PORTUGUÊS, SE VOCÊ COMENTA COM PAULINO QUE VOX POPULI E SENSUS VÊM ACERTANDO MAIS DO QUE O INSTITUTO DA FOLHA E QUE TALVEZ ISSO OCORRA PORQUE OS DOIS PRIMEIROS INSTITUTOS CITADOS COLHEM AMOSTRAS NAS CASAS DAS PESSOAS, DIFERENTEMENTE DO DATAFOLHA, QUE AS COLHE EM "PONTOS DE FLUXO", O QUE LIMITA O ACESSO DO INSTITUTO ÀS PESSOAS DAS ÁREAS MAIS DISTANTES, COMO AS DA ZONA RURAL(EVIDENTEMENTE PORQUE É MENOR O NÚMERO DESSAS PESSOAS NESSES LOCAIS, JÁ QUE MORAM LONGE). E SE, AO CABO DE SUA AFIRMAÇÃO, OUVE DE PAULINO QUE DE FATO(ISTO É, REALMENTE, VERDADEIRAMENTE)O "AS METODOLOGIAS DOS CONCORRENTES PODEM TER LHES PERMITIDO CAPTAREM ALGO QUE O DATAFOLHA NÃO CAPTOU"; VOCÊ, SEM DÚVIDA NENHUMA, TEVE COMO RESPOSTA DE PULINO UM RECONHECIMENTO DE QUE SENSUS E VOX POPULI SÃO MAIS PRECISOS DO QUE O DATAOLHA. Continua…

    • Scan

      Carlos Henrique, voce escreve coisas interessantes, mas extremamente cansativas para se ler devido à utilização de caixa alta.
      Agradeceria se voce as suprimisse em seus textos. Entendo que voce queira dar ênfase (imagino) nas partes grifadas, mas, acredite, fica muito difícil de ler.
      Um abraço.

      • Henrique

        Não adianta. Já falaram isso dezenas de vezes com ele, até o próprio Eduardo. Ele não só não muda como ainda te responderá de forma grosseira. Faça como eu: nem leia.

  • costa

    SO FALTA A GLOBO ASUMIR QUE TEM LADO "" O DE SERRA" ..O ESTADÃO FEZ ISSO ..OLHA ABAIXO O EDITORIAL DO JORNAL DE HOJE…

    Editorial: O mal a evitar

    25 de setembro de 2010 | 17h 02

    A acusação do presidente da República de que a Imprensa "se comporta como um partido político" é obviamente extensiva a este jornal. Lula, que tem o mau hábito de perder a compostura quando é contrariado, tem também todo o direito de não estar gostando da cobertura que o Estado, como quase todos os órgãos de imprensa, tem dado à escandalosa deterioração moral do governo que preside. E muito menos lhe serão agradáveis as opiniões sobre esse assunto diariamente manifestadas nesta página editorial. Mas ele está enganado. Há uma enorme diferença entre "se comportar como um partido político" e tomar partido numa disputa eleitoral em que estão em jogo valores essenciais ao aprimoramento se não à própria sobrevivência da democracia neste país.
    Com todo o peso da responsabilidade à qual nunca se subtraiu em 135 anos de lutas, O ESTADO APOIA A CANDIDATURA de JOSÉ SERRA à Presidência da República, e não apenas pelos méritos do candidato, por seu currículo exemplar de homem público e pelo que ele pode representar para a recondução do País ao desenvolvimento econômico e social pautado por valores éticos. O apoio deve-se também à convicção de que o candidato Serra é o que tem melhor possibilidade de evitar um grande mal para o País…

    PERGUNTO EU QUE MAL DEVE SER?????

  • Carlos Henrique

    Continuação : O MÁXIMO, que Paulino poderia reclamar(E OLHA QUE ESTOU SENDO GENEROSO, EMBORA ELE E SUA "THURMINHA" NÃO MEREÇAM)era exigir que você citasse que sua afirmação foi proferida como uma possibilidade("podem ter lhes permitido")e não como uma certeza absoluta. Embora muitas vezes, a utilização desse "podem" em nosso vernáculo não indique dúvida, mas receio. Todavia, não entremos no campo da subjetividade,vamos nos ater aos fatos concretos, COISA A QUE OS PATRÕES DE PAULINO, DA FOLHA DE SÃO PAULO, NUNCA SE ATÊM. FINALIZANDO, PAULINO ADMITE, AINDA QUE PROBABILISTICAMENTE, QUE SENSUS E VOX POPULI SÃO MAIS PRECISOS QUE O DATAFOLHA. Você não foi em nada leviano ao escrever o que escreveu e Paulino(tirando a exigência do "podem")não tinha nada o que reclamar(aliás, se reclamasse por uma ressalva, mostraria o quanto está assustado). Só lamento que você não tenha questionado Paulino sobre as FANTÁSTICAS "MANOBRAS" DO INSTITUTO COM A MARGEM DE ERRO(A QUE JÁ REFERI-ME INÚMERAS VEZES).Continua…

  • Carlos Henrique

    Continuação : Ou ainda tivesse interrogado Paulino sobre suas AMOSTRAS "ATÍPICAS". Gostaria de saber se, fora do período eleitoral, numa Pesquisa de Mercado, por exemplo, voltada ao lançamento nacional de um produto, o Datafolha também DESPREZA A DISTRIBUIÇÃO DA POPULAÇÃO BRASILEIRA, FEITA PELO IBGE, E UTILIZADA POR TODOS OS OUTROS INSTITUTOS EM SUAS PESQUISAS(NÃO APENAS ELEITORAIS, MAS EMRPESARIAIS, CIENTÍFICAS). Adoraraia que Paulino respondesse se o seu instituto também utilizaria nessas pesquisas, destinadas a descobrir o gosto do consumidor BRASILEIRO, uma amostra onde São Paulo tem uma representação percentual, em relação ao Brasil, muito maior do que a real. SERÁ QUE A EMPRESA QUE ENCOMENDAR O TRABALHO, E QUE GASTARÁ MILHÕES PARA LANÇAR O PRODUTO, ACEITARIA OS RESULTADOS DESSA "PESQUISA ATÍPICA"? DUVIDO. PAULINO DEVERIA PREOCUPAR-SE EM MODIFICAR O SEU INSTITUTO(OU ARRUMAR UM NOVO EMPREGO E TRABALHAR NUM LUGAR SÉRIO, ISTO É, SE PAUTA SUA VIDA PELA ÉTICA)E NÃO EM FICAR AMOLANDO OS OUTROS COM PICUINHAS.

  • José Lucena

    A data dura para a dita FOLHA será 03/10/10.
    VEJA que alegria!
    ÉPOCA de mesmos e novos caminhos, desenvolvimento.
    O ESTADÃO brasileiro cada vez mais respeitado
    RECORDes sendo batidos na produção.
    BAND, deixa pra lá.
    ISTO É! Ainda mais! teremos Lula reconhecido GLOBALMENTE como um grande Estadista.
    Será DILMAis!

  • Dimas

    Caro Eduardo, faz pouco tempo que tomei contato, e gosto, pelos blogs "sujos" no qual o seu se inclui. Navegando por alguns outros blogs ligados ao PiG, sobre a reunião do dia 23/09 no sindicato dos jornalistas em São Paulo, deparei com muitas críticas, obviamente, pois eles falam de imprensa livre mais pensam em "empresa"livre, e dentre outras citavam um "maluco do megafone"…. seria você? Sendo você ou não, vindo de quem tem o oficio de informar achei uma grande falta de respeito, muito contrário a sua postura de conceder espaço para o tal de Paulino e sua pataquada toda. Não leio folha, Estadão, Veja e recomendo aos alunos que também não leiam. O que eles tentam fazer é alienação mental e isto não é muito saudável. Quem sabe se o desespero deles é porque estão a beira de perder a boquinha e deixarem de faturar milhões de reais com as publicacões de quinta categoria que vendem para as escolas nos estados comandados pelos tucanos? Vai saber?

    • Eduardo Guimarães

      hehehe… sou eu mesmo. Qualquer dia dê uma olhada no meu nome em vídeos do Google ou You Tube e descobrirá por que. Isso tudo veio dos \”nazistas\” de Santa Catarina. É uma turma que logo, logo receberá um banho de luz do sol. Deixa eles.

  • Fábio

    Pela tom de resposta, pode ser verdade mesmo. Parece que ele te contou algo como se confessasse a um padre e que não deverias ter divulgado. Acredito que seja verdade, pois antes não fazia diferença porque o discurso era único, que era o da mídia. Pobre e rico pensavam iguais, o que passava na TV.

    Mudando de assunto, como a direita está democrática. Todos da direita estão abraçando o discurso da democracia. O cidadão democrático tem que votar na oposição para haver democracia. Como é patético. Se fosse uma disputa entre a Dilma, o Roberto Requião ou o Ciro Gomes, o discurso funcionaria. Entretanto, com o Serra na disputa, é demagogia. E agora a Heloisa Helena verde, a Marina, se mostrando como opção. Será que ela não percebe que tem tucano pousado na árvore e que crescimento dela significa Serra no segundo turno. E teremos mais duas semanas de baixaria na mídia.

    Saúde para a filha, força na luta e sucesso na vida.

  • Caetano Greco Junior

    "A difícil arte de ser honesto." Acredito que honestidade não é uma arte, é uma obrigação. E não é nada difícil, basta ter caráter. Portanto há um ato falho nos escritos do diretor do DataFolha. Mas, mais do que ato falho, há um ato verdadeiro: é, para ele, muito difícil ser honesto.

    • Miguel Oliveira

      Tem que considerar que o jornalistado pig que for realmente honesto perde o emprego logo, logo .

  • Miron

    Vc só errou num ponto: pedir desculpas [INSULTO PESSOAL RETIRADO]. O título da resposta dele já é uma afronta, uma velhacaria, típica dos arautos do PIG. Um abraço.

  • aurica_sp

    Parabéns pelo BLOG ***SUJO***. E viva a INTERNET!!! E viva a LIBERDADE de EXPRESSÃO que só a INTERNET nos dias de hoje pode nos dar.

  • Fernandes

    Eduardo, eu também sou fâ desse seu trabalho voltado para a democracia, por esse seu despojamento à causa.
    O Sr. Paulino, em certo trecho disse:
    "Confio em sua honestidade com base em sua coerência e dedicação à causa que defende, mesmo discordando de suas convicções."
    Creio que voce não possa se dirigir a ele da mesma forma. Para uns, ser honesto é muito complicado pois como diz uma musica de Luiz Gonzaga: "Pau que nasce torto, não tem jeito, morre torto".

    • José Carlos

      Sómente pessoas honestas tomam a atitude que você tomou.
      E sómente profissionais com ética pedem desculpas sem mesmo ter certeza que erraram.
      Você ganhou mais um leitor.
      Siga em frente com a mesma postura.
      Abraços,
      José Carlos

  • Alonso Muchon

    A folha não sabe se a ficha falsa da Dilma é falsa ou verdadeira; a Madame Currô não divulga o nome do "cidadão anônimo!!!" que pediu vistas à Carta Capital; a veja mata a cobra e não mostra o pau; e o datafalha não pesquisa as periferias. Eles se merecem.

  • Daniel ROCKS.

  • xanthor

    Veja que interessante, o povo aceita tudo que o governo lhe impõe. Na parada gay falam em três milhões e meio de pessoas na av. Paulista e nessa passeata falam em 65 mil pessoas também na Paulista. Como eles conseguem colocar três milhões ou 4 milhões de pessoas em um espaço de 48 m de largura, que é a largura da paulista, por um quilometro de comprimento pois, do cine gazeta num 900 até a rua Augusta 2073 que é o conjunto nacional, são exatos 1 quilometro mais 100 metros ou seja , uma área quadrada de aproximadamente 50 mil m². Como colocar 70 ( eu disse setenta ) pessoas por m2 para dar 3.500.000 pessoas????????? Isso fere a minha inteligência. Percebe-se nitidamente a manipulação de números que esse tal data folha e não sei quem mais, (viu sr Datena e rede globo ) está fazendo. Como pode uma passeata que se dividiu em três, subiu a Faria Lima, a brigadeiro Luiz Antônio e virou na Paulista, ter apenas 65.000 pessoas. Eu estava lá e pude conferir. Eu enxerguei apenas os que subiram a brigadeiro e os que foram para a av Paulista e sem sombra de dúvidas, tinha aproximadamente 400.000 pessoas sem contar os que foram para o Morumbi . E esse número é o que tinha na penúltima parada gay. Parece que na última parada gay foram bem menos e eles ( o P T ) falaram que foi 1 milhão. Só para conferir, em São Paulo, cada número da rua representa um metro ou seja, se você quiser saber quanto você andou em uma rua, é só marcar o número de saída e verificar o número de chegada e aí você saberá quanto andou. Por isso sei que na Paulista, a àrea de protesto, é um quilometro de extensão, a partir da esquina da Joaquim Eugenio de Lima até a rua Augusta, por 48 metros de largura segundo a prefeitura. É do interesse do PT e de dona Marta Suplício, dizerem que na passeata gay, teve esse número absurdo de pessoas e na passeata do povo eles dizerem esse outro absurdo de 65 mil. O parque do Ibirapuera tem 800 mil m2 incluindo todo espaço do ginásio de esportes, o botânico e o espaço dos militares. Também o lago. Se você pegar todo esse espaço e colocar 5 pessoas por m2, o que já é bem apertado, você terá então 4 milhões de pessoas. Agora, colocar 3 milhões de pessoas na av Paulista…VALHA-ME DEUS. ESSES POLÍTICOS PENSAM REALMENTE QUE NÓS SOMOS IDIOTAS. ACORDA BRASIL