Colunista da Veja já afirmou que um negro teria “alma branca”

Análise

Após a notícia de que o apresentador da TV Record Paulo Henrique Amorim fez acordo judicial com o apresentador da Rede Globo Heraldo Pereira no qual se comprometeu a se retratar por críticas que lhe fizera, o blogueiro da revista Veja Reinaldo Azevedo criticou PHA por uso da expressão “negro de alma branca”.

Todavia, o mesmo jornalista da Veja já fez crítica a um negro dizendo ter este a mesma “alma branca” que o apresentador da Record atribuiu ao da Globo, conforme pode ser visto na imagem acima – clique na imagem para ir ao texto original do jornalista da Veja.

Nenhum dos jornalistas que usou a expressão polêmica foi condenado por seu uso. No caso de Azevedo, nem houve processo. Mas Amorim tampouco foi condenado, pois no acordo judicial que fez com Pereira este reconheceu que o uso da expressão não foi produto de racismo.

Os dois jornalistas usaram uma expressão inadequada. A única diferença entre eles é a de que Amorim reconheceu o excesso e agiu para repará-lo (contanto que o ofendido reconhecesse que  não houve racismo em sua frase sobre “negro de alma branca”), enquanto que Azevedo atacou o desafeto por fazer o mesmo que já fizera.

Errar é humano e aceitável desde que a reparação seja possível, como foi no caso de Paulo Henrique Amorim em sua frase infeliz sobre o colega jornalista da Globo. Já persistir no erro e ainda acusar a outro pelo que já fez, como é o caso do jornalista da Veja, o leitor que decida o que é.

—–

Juiz de Direito critica Justiça no caso PHA

Caro Eduardo Guimarães,

Veja a Nota abaixo que enviei para a Associão dos Magistrados do Estado do Rio de Janeiro (AMAERJ), da qual sou membro, mesmo como Juiz de Direito Aposentado do TJ/RJ.

NOTA DO BLOG DO SARAIVA:

Depois de postar a matéria acima, li um e-mail que me foi enviado hoje ( recebo todos os dias ) da AMAERJ, nossa Associação, com a Nota e minha resposta que segue abaixo:

Sr. Presidente,

Como Juiz de Direito do TJ/RJ e membro da AMAERJ, estou envergonhado com a notícia equivocada “Jornalista é condenado por ofensa”.

Vejo com tristeza que atual presidência está tomando o mesmo rumo da AMB, da qual também sou associado, por enquanto, repetindo como verdadeiros papagaios, notícias equivocadas ou mentirosas de Portais de Sites com legações com a Rede Globo, ou da própria Rede Globo.

Aliás, para ganhar espaço nas páginas de Globo, Folha, etc., além de bajular Gilmar Mendes e Marcos Aurélio de Mello, a AMB faz qualquer coisa para aparecer e ao que tudo indicar a nossa AMAERJ, que até o ano passado era bem presidida, agora parece estar seguindo um rumo desastroso.

Pergunto: Desde quando fazer um acordo de R$ 30.000, 00 para em 6 parcelas de R$ 5.0000 para ser entregue a uma instituição de caridade, numa ação com o valor de pedido de R$ 300.000,00, com a condição de que o AUTOR reconheça que a expressão ” negro de alma branca”, no caso não foi racista nem utilizada com intenção de ofender, É UMA CONDENAÇÃO?

Ao assumir a presidência da AMAERJ o Juiz ou Desembargador não pode esquecer O DIREITO que aprendeu e aplicou por tantos anos, salvo melhor julgamento.

Atenciosamente,

CARLOS ALBERTO SARAIVA DA SILVA
MATRÍCULA 9657

107 comments

  • Longe de mim que me confundem com uma reinaldete – poucos odeiam esse palhaço mais do que eu – mas, se não me engano, era uma ironia em relação a uma frase do Lula, que se não me engano havia culpado os “brancos loiros de olhos azuis” pela crise econômica.

      • Mesmo assim, essas expressões devem ser condenadas, tanto a crise dos ‘loiros de olhos azuais’, quanto falar de negro de alma branca. De qualquer forma, é bom acabar com a hipocrisia do blogueiro da Veja e vê que o racismo tipicamente brasileiro é tão dificil de combater.

        • E pq deveríamos condenar algo que é verdadeiro e real? Como, exatamente, essa condenação serviria para diminuir ou combater o racismo?

          A desigualdade racial existe há séculos. Provavelmente milênios. O fato de que, hoje, a imensa maioria dos ricos do planeta são “brancos e de olhos azuis” deriva dessa desigualdade.

          Deixar de apontar esse fato, de reconhecê-lo, não serve, apenas, para aprofundar e esconder essa realidade? Não é exatamente a negação dessa realidade histórica, dessa desigualdade, que municia os racistas e os que querem manter a sociedade assim em seu proveito próprio?

          Da mesma forma, não é fingir que não existem “negros de alma branca”, aqueles que renegam as próprias origens, negam a margilnalização de sua raça e não se indentificam com seu sofrimento apenas e tão somente por terem, por acaso, alcançado uma situação confortável, uma forma de fortalecê-los?

          Não, enquanto houver desigualdade racial, essas expressões apenas refletem a realidade. E se submetermos a realidade aos nossos conceitos, à ideologia – que é sempre uma ilusão -, terminaremos em uma terra de faz-de-conta, iludidos e divorciados da realidade, negando a existência da desigualdade, a necessidade de repará-la, etc.

          Terminaremos dizendo que “não somos racistas”, pois banimos essas expressões, enquanto banimos os membros de uma raça da oportunidade de prosperar.

          Eu sou a favor do politicamente correto, mas apenas enquanto a realidade não é distorcida e esquecida por isso. Dizer que os brancos perseguiram e marginalizaram os negros, e ainda o fazem, e por isso mesmo, detêm melhores posições sociais e financeiras na sociedade, NÃO é racismo em nenhuma hipótese.

          É apenas verdade. O fato dela doer não deve nos deter.

    • E daí? A pele do cara tem que ver o que com o caso? Usou a pele do negro contra ele. Ou você acha que o PH cometeria racismo por escrito, à vista dos inimigos? Também fez ironia, ora bolas.

  • O Rei do Esgoto chamava o ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, de “nanico”, uma evidente discriminação às pessoas de baixa estatura física. Depois que Celso Amorim tornou-se ministro da Defesa, o valente Rei deixou de mencionar o apodo, pois sente uma estranha fascinação por coturnos e fardas em geral. Contra as mulheres suas agressões são diárias. E quanto aos negros, ele deixa por conta de seus comentaristas – como orgulha-se de censurar qualquer divergência, as ofensas racistas (vide o caso Orlando Silva) feitas por seus camaradas de falange são assumidas por ele.
    Engraçado será ver a turma da veja fazendo um programa na TV Cultura de SP, emissora que eles sempre chamaram de um poço de dinheiro jogado fora, e de ter “traço” no Ibope. Quem sabe o Rei do Esgoto, aquele deus grego, conseguirá fazer a Cultura vencer a Globo…
    (Edú, assumo total responsabilidade por meus comentários mais críticos, que assino com meu nome real. Quando me refiro ao elemento citado, o Reinaldo Azevedo, uso a linguagem que ele usa contra a Presidenta da República e contra qualquer cidadão pensante. Se ele sentir-se ofendido, forneço todos os meus dados para eventuais efeitos jurídicos, dos quais, desde já, isento o dono do blog, meu amigo e grande cidadão Eduardo Guimarães).

    • corre uma reportagem na internet que certa vez hackearam o blog dele e descobriram que 90% dos comentários tinham o IP da rede da Veja……não há comprovação que seja veridica, mas…

  • Não sei porque dão tanta trela para o que esse lacaio da Veja escreve. O cara não vale o peido de uma jia. Pra mim, o que esse mané escreve ou deixa de escrever não vale um centavo.

  • paulo henrique amorim eu leio.
    eduardo guimarães eu também leio.
    todos os dias.
    leio também muitos outros.
    agora,
    reinaldinho, eu não leio.
    é muita manipulação, ódio, e arrogância por centímetro quadrado.

  • Fingem ignorar o PHA, que ele não existe, quando não, o chamam de idiota e tudo mais, mas montam sentinela à espreita de um ato falho dele. Daí não se fala em outra coisa. Igual o tratamento dado ao Lula: falam tanto mal do Lula e sobrevivem de falar sobre o Lula, até livros escrevem.

  • Existe uma diferença clara no contexto de cada ironia. O PHA foi agressivo com o HP numa afirmação destranbelhada,que dependendo do ponto de vista pode ser considerada racismo, provavelmente foi esse o motivo pelo qual a juiza exigiu que fosse feita a reparação.

    Agora, é óbvio que não há “dolo” nesse racismo, foi involuntário, o PHA não pode ser chamado de “racista” por isso. Ele foi, como sabemos, destranbelhado e fez besteira.

    • Juiz nenhum exigiu nada de PHA. Não sei de onde você tirou isso. E ambos fizeram ironia com a ideia de “negro de alma branca”. Nem Paulo nem Azevedo acreditam que um negro tenha alma branca, pois alma não tem cor, se é que existe. Ambos utilizaram a imagem com fim de ironia, o que é de mau gosto mas não é racismo nem em um caso, nem no outro

      • Eu sequer vi mau gosto algum. O PHA simplesmente disse que o infeliz da Globo era considerado pela casa grande da mesma forma que os traidores da raça eram, nos séculos passados.

        Não há mau gosto algum nisso. Só a verdade.

        O problema dele é que ele precisava se livrar do processo criminal por injúria, já que não poderia provar a verdade, e a “justiça” paulista é pautada pela Veja (a ponto de alguns “juízes” considerarem o que se escreve por lá como “prova”). Só por isso acordou, creio.

        Mau gosto é chamar petistas de “petralhas”, pobres de “vagabundos”, sem teto de “criminosos” e viciados de “traficantes”. Mau gosto e discriminação explícita.

  • Só de olhar a fotografia desse lambe botas me da nojo e uma enorme ânsia de vômito,imagine se eu por um azar do destino encontrar pessoalmente com esse sujeitinho.Ô sujeitinho xexelento.

  • Isso não é nada. Ele cansou de chamar os beneficiários do BF de vagabundos, os membros do PT de criminosos (e chamar de “petralha” é exatamente isso), de ofender Lula por ser “analfabeto”, e por aí vai.

    E olha que eu só leio o que ele escreve quando alguém copia e cola em algum lugar, e foi o suficiente pra testemunhar todas essas injúrias. Imagina só quantas mais encontraríamos se fôssemos verificar cada post do infeliz?

    Como toda a direita, o tio sukita é um imenso hipócrita. Mas quem o lê fielmente é, naturalmente, acrítico. É incapaz de pensar e, por isso mesmo, incapaz de perceber essa hipocrisia – é exataqmente por isso que ele censura toda e qualquer mensagem que possa revelar a esses pobres-coitados a hipocrisia insuperável de seu tiozinho.

    Os raros que a percebem, deixam de criticá-lo pelo simples motivo dele estar “do seu lado”, e a crítica os prejudicaria.

    E os demais simplesmente concordam e acreditam, piamente, que são privilegiados e acima das regras que atingem os pobres mortais. Aos inimigos, a lei, pensam. Eles e seu tiozinho podem ser hipócritas pq os fins justificam os meios, e as fezes deles não cheiram.

    No final das contas, é só isso. Fingem indignação seletivamente, o que é pior do que simplesmente fingí-la em todos os casos.

    E acabam por ver racismo naquilo que condena o racismo.

  • Caro Eduardo Guimarães,
    Veja a Nota abaixo que enviei para a Associão dos Magistrados do Estado do Rio de Janeiro (AMAERJ), da qual sou membro, mesmo como Juiz de Direito Aposentado do TJ/RJ.
    NOTA DO BLOG DO SARAIVA:

    Depois de postar a matéria acima, li um e-mail que me foi enviado hoje ( recebo todos os dias ) da AMAERJ, nossa Associação, com a Nota e minha resposta que segue abaixo:

    Sr. Presidente,

    Como Juiz de Direito do TJ/RJ e membro da AMAERJ, estou envergonhado com a notícia equivocada “Jornalista é condenado por ofensa”.
    Vejo com tristeza que atual presidência está tomando o mesmo rumo da AMB, da qual também sou associado, por enquanto, repetindo como verdadeiros papagaios, notícias equivocadas ou mentirosas de Portais de Sites com legações com a Rede Globo, ou da própria Rede Globo.
    Aliás, para ganhar espaço nas páginas de Globo, Folha, etc., além de bajular Gilmar Mendes e Marcos Aurélio de Mello, a AMB faz qualquer coisa para aparecer e ao que tudo indicar a nossa AMAERJ, que até o ano passado era bem presidida, agora parece estar seguindo um rumo desastroso.
    Pergunto: Desde quando fazer um acordo de R$ 30.000, 00 para em 6 parcelas de R$ 5.0000 para ser entregue a uma instituição de caridade, numa ação com o valor de pedido de R$ 300.000,00, com a condição de que o AUTOR reconheça que a expressão ” negro de alma branca”, no caso não foi racista nem utilizada com intenção de ofender É UMA CONDENAÇÃO?
    Ao assumir a presidência da AMAERJ o Juiz ou Desembargador não pode esquecer O DIREITO que aprendeu e aplicou por tantos anos, salvo melhor julgamento.

    Atenciosamente,

    CARLOS ALBERTO SARAIVA DA SILVA
    MATRÍCULA 9657

  • Eu me recuso a ler qualquer coisa que venha da lavra de RA que é a figura mais asquerosa da midia golpista e vagabunda.Um individuo que não tem a minima estatura moral para falar de quem quer que seja,principalmente de Paulo Henrique.Como eu conheço o sujeito,ele só é o bonzão no blog dele,porque RA é covarde,não tem carater.Não tem coragem de enfrentar o Paulo Henrique frente a frente.Como RA não passa de um rato de esgoto e dos mais imundos ele sempre irá fugir de qualquer confronto com pessoas honradas como PH.Eu sei muito bem o que estou falando porque conheço RA muito bem.Ele foi da Liberdade e Luta depois fez parte da Convergencia socialista e o hoje é um dos baluartes da extrema direita.Ocorre que da mesma forma que RA não tem carater,ele tambem não tem ideologia.Sempre foi um oportunista,portanto a ideologia dele é e sempre foi o oportunismo ou a ideologia de quem lhe possa pagar mais.Isto posto,dá para perceber que se trata de uma pessoa que não possui vestigios de coluna vertebral,é um invertebrado moral,pronto a trair qualquer um,desde que ele possa se sair bem.RA reune em si tudo aquilo que pode ser considerado repulsivo em qualquer pessoa.

  • Se foi condenado ou não é irrelevante (particularmente). Por mim a justiça errou em obrigar a retratação,etc., que no meu entendimento é “condenação”.

    Reinaldo Azevedo? Este tem posição ideológica definida,é astuto e dele não se espera nada além do que produz delineado e restrito ao que é.

    Minha maior crítica ao Paulo Henrique Amorim é sua submissão ao governo. Nunca consegui ver no seu espaço o que se poderia chamar de “independência”.

    Exaltar os feitos , ótimo. Mas e as críticas? Ele exagera no espaço em combater o “inimigo” e “se esquece” das gritantes falhas governistas. Pior, não costuma abrir comentários aos que anseiam por desabafar suas decepções. Isso é fatal para qualquer um com boas intenções que já tenha ousado comentar no espaço dele.

    Aqui mesmo me sinto mais à vontade se quiser criticar o governo. No “Vi o Mundo”, também. Mas muitas vezes fui cortado no site dele, o suficiente para descartar erro do sistema.

    Enfim, não acredito que isso seja construtivo. Dizer amém a tudo que venha do governo é ,no mínimo , bobagem.

    • Já li várias críticas do PHA ao Governo anterior e a este, cito apenas duas: a ausência da Lei de Mídia e a exoneração do antigo Diretor da Polícia Federal, na época da Satiagraha. Agora, se tem mais notícia boa do que ruim, fazer o quê??

    • Que que é isso Companheiro?!? Não fale uma coisa dessas…. Não sou contratado para fazer a defesa de ninguém, nem advogado sou, mas lembro que caso ‘palocci’, quando todos defendiam a permanência do ministro atacado por todos os lados pelo PiG, o PH foi o único que defendeu a rua degola desde o início. Eu mesmo fiquei na dúvida. Mas o tempo mostrou que ele estava certo, o palocci é um canalha, que foi necessário para fazer a transição do neoliberalismo tucano para o lulismo, agora é dispensável. Ademais, pessoalmente, penso que as ações do governo são todas corretas, o que podemos questionar é o tempo de sua atualização, como a queda da SELIC por exemplo. Abs.

      VIVA O BRASIL!

      “O BRASIL PARA TODOS não passa na glObo – O que passa na glObo é um braZil para TOLOS”

  • Edu,

    O único problema do PHA é não pertencer ao TUCANISTÃO.
    Assim sendo, ele não mata o carnaval, não atropela bebês com jet-sky, não desparafusa cadeiras de parque de diversão, não invade Pinheirinho, não afoga carros na Marginal e não faz parte da Privataria tucana.

  • Prezado Eduardo, não se esqueça que o blogueiro da veja também citou a expressão “negro de alma branca” ostensivamente nos último dois dias… acho que li isso escrito umas dez vezes, que absurdo! Por que ninguém o processa?

  • O fato é que o PHA é um homem íntegro e de caráter. Absolutamente não é racista.
    A PiGagem que fizerem é típica dos arapuqueiros hipócritas de plantão.
    A rede de solidariedade na blogsfera diz tudo.
    Viva PHA! Viva os grandes homens que ajudam a construir uma sociedade mais justa.

  • Chega de nos importarmos com os ‘ilustres ” jornalistas noblat,azevedo ,hipolito ,catanhede etc ….nós os pautamos ! os blogs sujos sao realidade, chega de nos sentirmos inferiores somos uma realidade e ponto.
    Lula se reelegeu ,Dilma esta ai apesar das imensas materias,capas de revistas comentarios na tv mentiras ,manipulaçao e etc eles perderam .

  • Não considero a expressão utilizada pelo PH, inadequada. Pelo contrário, é corretíssima!! o Herraldo é como um capitão-do-mato dos tempos da escravidão. Trabalhando para o patrão banco manter a escravidão de seus próprios irmãos negros e posando de superior frente a estes. A negritude, no caso do Herraldo, é uma infâmia, uma ofensa. Dizê-lo Negro de Alma Branca é ainda muito suave. Essa expressão é utilizada correntemente em qualquer boteco de esquina onde hajam brancos e negrosreunidos. O engraçado é que a maioria dos negros,de forma servil e submissa, gosta da referência quando é o alvo. Penso que o PH não devia fazer acordo nenhum e levar o caso até o fim para fazer este ser abominável se retratar, por acionar a Justiça com denúncia vazia, e ainda indenizá-lo por calúnia. FORA HERRALDO, PAU MANDADO e CAPITÃO-DO-MATO da gloeBBBels!! VIVA O PH!!

    “O BRASIL PARA TODOS não passa na glObo – O que passa na glObo é um braZil para TOLOS”

  • Chamar PHA de rascista, preconceituoso por causa disso ai, é a mesma coisa que chamar Elefante de Coelhinho. O que denota, com toda certeza, aquilo que já foi amplamente discutido: O DESESPERO, O MEDO, A PAURA, da globo/veja e asseclas aboletados PELO NOSSO AVANÇO PROFUNDO NA SOCIEDADE. Eles não sabem mais o que fazer. Sabiam, retro referidos, que causariam discussões amplas, em toda Internete, com este fato.Fazendo com que retrocedessemos, ou se acalmaria um pouco, no fustigamento diario e constante que temos perpetrado aos nossos inimigos. Eles estão nervosos. Estão desorientados. Nosso exercito avança. PHA continua, neste caso, inatacavel e todos nós juntos caminhamos. Assim, na Comissão de Direitos Humanos do Senado, Senador Suplicy deu um banho de democracia nos vagabundos, calhordas, assassinos da direita NAZI, no caso do MASSACRE DO PINHEIRINHO. Coragem senador aluisio nunes do psdb, voces são o lixo do lixo.

  • PelamordeDeus, Reinaldo não. Isso não “ecxiiiiiiste”… Agora como os PIGnolentos não têm nada pra falar do governo federal, estão mudando o front. A coisa está feia por aquelas paragens. Buscar coerência naquela “thurma” é como procurar achar pelo em ovo. É pura perda de tempo. E dizem que o Estadão está a venda faz muito tempo. E a “Zóia” também está pra ser vendida ou não?

  • Todos sabemos que PHA é defensor da inclusão social, das cotas para negros nas universidades e da melhoria que o governo Lula/Dilma trouxe para o povo em geral. É uma conversa sem sentido debater o que ele disse, o tom jamais foi de discriminação contra o Heraldo, porque PHA não é assim. Mas todos sabemos muito bem o que a tucanagem e seus asseclas ( como esse colonista da veja ) pensam do povo, de pobres e negros como os moradores de Pinheirinho, por exemplo.

  • MOMENTO DE ÓDIO: Reparem o tamanho da cabeçinha do RA, o crápula… Isso não é cabeça é um abcesso!! Quando criança a mãe devia usar o bonézinho do garoto para fazer a feira, e ainda passava na padaria e trazia algumas encomendas para as vizinhas. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK…

    “O BRASIL PARA TODOS não passa na glObo – O que passa na glObo é um braZil para TOLOS”

  • PHA exagerou mas agiu bem ao retratar-se. Senso de dignidade que falta, por exemplo, aos blogueiros daquele lixo semanal. E nem vale a pena mencionar aquele outro que perdeu a condição de primário e fugiu do país. Desde quando essa figura abjeta se converteu à guardião da moral e bons costumes? Só pode ser piada.

  • O Reinaldo Azevedo tem outra famosa postagem, em que ele fala de Obama, dizendo algo assim como “não há nenhum homem branco para enfrentá-lo?”
    É uma parte do texto do Nassif sobre o caso Veja:

    “Por Reinaldo

    Bem, meus caros, como vocês sabem, escreve alguém que não caiu na chamada “Obamamania”. Deixei a exaltação do “corpo moreno, cheiroso e gostoso, da cor do pecado” de Obama para Marcelo Coelho e para a desinibida Amber Lee. Acho Obama um picareta de estilo terceiro-mundista que irrompe na política americana. Mas, até aí, convenham, é questão de gosto.

    (…) Que diabo se passa com o Partido Democrata americano, que tem como favoritos uma mulher e um negro com sobrenome islâmico e nenhum homem branco para enfrentá-los? (…) ”
    ——————————
    A postagem inteira, em que ele começa se auto-desculpando pelo possível racismo, mas nao consegue, na minha opiniao.

    “07/01/2008 às 15:51
    Cadê o “homem branco” democrata?

    Vamos lá. Vou percorrer caminhos um tanto perigosos, especialmente porque haverá os detratores de sempre, às margens da pista, com pedras e ovos nas mãos, dispostos a atacar antes mesmo de ouvir os argumentos. Mas é preciso correr algum risco nessa profissão também se não se quer apenas repisar — PISAR DE NOVO — as trilhas habitualmente percorridas.
    Que diabo se passa com o Partido Democrata americano, que tem como favoritos uma mulher e um negro com sobrenome islâmico e nenhum homem branco para enfrentá-los?

    “Machista!”
    “Racista!”
    “Machista e racista!”
    “Joguem pedras de bons sentimentos no Reinaldo, este preconceituoso!”

    Besteira! O meu “político” predileto da segunda metade do século 20 é uma mulher, Margaret Thatcher. Ela, definitivamente, fez a boa diferença. Há até uma quase-piada tornada célebre, quando Ronald Reagan, o rei da gafe — até ser superado por George W. Bush —, a chamou de “o melhor homem da Inglaterra”. É evidente que haver um negro e uma mulher como candidatos viáveis dos democratas é uma demonstração das virtudes da democracia americana. Mas não haver um “homem branco”, enquanto encarnação dupla do establishment, na disputa é sintoma de algum mal-estar. Ou melhor, há um: John Edwards. Ocorre que ele grita, um tanto histericamente, contra as corporações e o statu quo americanos de um modo que as moças e os negros já não fazem. O “homem branco” dos democratas é a prova de que não há homens brancos entre os democratas…

    Para bom entendedor: tomo o par “homem branco” como apelo simbólico à tradição e à conservação de um modelo que, inegavelmente, deu certo e fez a maior, mais importante e mais rica democracia do mundo, que venceu, por exemplo, o embate civilizatório com o comunismo. Esse sistema pode — e, quem sabe?, deve — ser renovado por mulheres, negros, islâmicos, sei lá o quê? Acho que sim. Mas quem encarna, no Partido Democrata, a reiteração da tradição e da conservação? A que chega mais perto desse figurino é Hillary — e parece, vejam só, ser essa a sua fragilidade maior.

    Há nisso tudo, curiosamente, um possível efeito Bush. O atual presidente dos EUA levou tão longe a agenda dita conservadora, que seus adversários não criaram um espaço de diálogo e interlocução com os republicanos, mas apenas de rompimento. Quem tem uma agenda que parece conciliar as duas Américas, a da renovação e a da tradição são dois republicanos não-comprometidos com Bush: John McCain e Rudy Giuliani, dois “homens brancos”.

    Vamos ver como as coisas se dão. Dado o fim um tanto melancólico do governo Bush, o jogo jamais esteve tão favorável aos democratas como agora. O que me pergunto é se o partido saberá aproveitar a fantástica oportunidade que se abre. Talvez não. Não existe renovação virtuosa se há a desconfiança de que ninguém vela pela tradição.

    Por Reinaldo Azevedo”

  • Caro Eduardo
    Muito digna a sua atitude de sair na defesa do PHA.
    Sou negro e não vi nada de errado no que o PHA disse sobre HP.
    Também detesto negros de alma branca.
    Aliás, o que o PHA escreveu no blog dele se defendendo é uma peça memorável de coerência,decência e dignidade.Que ninguém deixe de ir no Conversa Afiada ler.
    http://www.conversaafiada.com.br/brasil/2012/02/24/gilmar-heraldo-e-a-globo-quem-processa-pha/
    Todos os negros que conheço estão com PHA. E acham que foi uma palhaçada esse processo. Pura ma fé.

  • Fora de pauta.

    Presidente do PSDB de Suzano é o dono do Jet Sky que matou menina de 3 anos – está explicado o silêncio da imprensa e da polícia, “SÓ” 5 dias para divulgar os nomes…PSDB de São Paulo – pode esperar tudo.

    Foram 5 dias para que a polícia e a imprensa divulgassem o nome dos pais do moleque que atropelou e matou uma menina de 3 anos em Bertioga, detalhe que mostra o caráter dessa família é que sequer prestaram socorro e fugiram da cidade. O dono do Jet Sky é O PRESIDENTE DO PSDB de Suzano, os responsáveis pela morte da menina (família simples, a menina estava muito feliz – vide vídeo – em conhecer o mar) são graúdos e relacionados com o PSDB e em se tratando de São Paulo é mais complicado.
    http://dilma13.blogspot.com/2012/02/presidente-do-psdb-de-suzano-e-o-dono.html

  • EDUARDO,
    SE O QUE ESCREVEU O PH É RACISMO, ESSA NOJEIRA DO SR. MOACIR JAPIASSU AQUI EMBAIXO É O QUE?

    ISSO SIM PODEMOS CONSIDERAR RACISMO!

    UM “ARTIGO” INFELIZ E RACISTA, PASSÍVEL DE PROCESSO PENAL PELA LEI Nº 7716 QUE DEFINE OS CRIMES RESULTANTES DE PRECONCEITO DE RAÇA OU DE COR.

    Nos meus inocentes anos de estudante de jornalismo assinava uma revista que achava, funcionava como uma informal corregedoria de imprensa, era a “REVISTA IMPRENSA”. Uma das seções que eu e meus colegas mais liam era a “Perdão Leitores”, onde o jornalista Moacir Japiassu descorria, com sagaz humor sobre os infinitos “assassinatos” diários de nossa língua portuguesa que jornais espalhados pelo país cometiam. Pura inocência a minha achar que este senhor, paraibano de ficha extensa e respeitada nos meios de comunicação, fosse imune ao vírus da imbecilidade humana. Não é que hoje, no portal “COMUNIQUE-SE” – auto-intitulado “a maior rede social de jornalistas e profissionais de comunicação” – me deparo com um artigo prá lá de racista deste mesmo senhor, que outrora foi respeitado pelo aqui, inocente estudante de jornalismo.
    Agradeço aos céus ter de nadar contra a corrente, “Hay que endurecerse, pero sin perder la ternura jamás!”

    ABAIXO O LAMENTÁVEL EXERCÍCIO DE JORNALISMO DE ESGOTO…

    LINKS (se ainda não tiraram do ar…)

    .http://portal.comunique-se.com.br/index.php/editorias/41-jornal-imprenca-por-japiassu/68047-nota-zero-para-a-carnavalesca-transmissao-de-boxe.html
    .http://portal.comunique-se.com.br/index.php

    O TEXTO E O EMAIL DE SEU LAMENTÁVEL EXECUTOR:
    ______________________________________________________

    Nota zero para a carnavalesca transmissão de boxe

    Moacir Japiassu (*)

    Como era sábado de carnaval, a ESPN resolveu transmitir uma fantasiosa noitada de boxe promovida em Munique, Alemanha. Tratava-se do encontro entre um campeão mundial de verdade e um negão do Zimbábue travestido de pugilista, apresentado como “britânico”, certamente para deleite de Sua Majestade Elizabeth II; atrás das câmeras, um supositício (não confundir com supositório) “comentarista” que conhecemos de outros carnavais, chamado Eduardo Ohata.
    O folguedo durou intermináveis 12 assaltos de uma “luta” horrorosa, já amundiçada pelo gorilão, que em gestos tribais agrediu com tapa e cusparada o campeão Vitali Klitschko e o irmão deste, o também campeão Wladimir Klitschko. Não apareceu ninguém para, em contrapartida, lhe chutar a bunda, infelizmente.
    Vitali Klitschko é um senhor campeão de 40 anos; lutou 44 vezes, ganhou 42; o gorilão, de 28 anos, saiu da jaula para entrar nos ringues por 18 vezes; foi surrado em três. Na acareação do sábado de carnaval, o campeão manteve uma atitude altiva e dominou aquele lixo à sua frente com a claridade que ofusca muitos, como ofuscou novamente o contumaz Eduardo Ohata.
    Ohata achou maravilhosos aqueles 12 penosos assaltos, encontrou qualidades jamais observadas no gorilaço e temeu pela sorte do campeão, pois este, na opinião do “comentarista”, poderia cair de cansaço ou entrar em depressão sob os poderosos golpes do outro…
    Ao final, o “comentarista” concedeu um pontinho de vantagem a Klitschko, porém achou que o empate seria mais justo. Todavia, o campeão lutava “em casa” e poderia ser favorecido pelos jurados. Estes, que conhecem boxe e não conhecem Ohata, deram vitória unânime ao ucraniano: 118 a 110, 118 a 110, e 119 a 111. Quem gosta e entende de boxe adorou.

    [email protected].
    (*) Paraibano, 69 anos de idade e 49 de profissão, é jornalista, escritor e torcedor do Vasco. Trabalhou, entre outros, no Correio de Minas, Última Hora, Jornal do Brasil, Pais&Filhos, Jornal da Tarde, Istoé, Veja, Placar, Elle. E foi editor-chefe do Fantástico. Criou os prêmios Líbero Badaró e Claudio Abramo. Também escreveu nove livros (dos quais três romances) e o mais recente é a seleção de crônicas intitulada “Carta a Uma Paixão Definitiva”.
    ________________________________________________________

  • Enquanto estamos distraídos por esta agressão ao Paulo Henriqwue Amorim, o deputado Marco está arquivando a CPI da Privataria Tucana!
    Vamos agir, pô, na direção correta?
    Escreva já seus e-mails para o Marco Maia, para suas bases em Canoas-RS, e para todo deputado que vc conheça em seu Estado.
    Estamos bobeando, ou somos cúmplices do abafamento da CPI mais importante deste século?

  • Sou negro. Acrerdito que o tal do Haraldo Pereira, nunca fez 1% pela raça do que o PHA faz.
    O cinismo é uma das caracteristcas do racismo implantado no Brasil. É angustiante vê todas essa
    gente (Gilmar, Heraldo, Globo) tentando se valer de uma situação para (a frase mal colocada, talvez) para
    colocar uma das pessoas que mais tem contribuido com todas as questões importantes para o povo brasileiro nos ultimos tempos

  • Edu,

    A mesma régua que mede a mão pesada do PHA, deveria ser utilizada para medir as injúrias, calúnias, difamações, blasfêmas e todo tipo de assassinato de reputação cometido pela impren$$$a cotidianamente.
    A metáfora usada pelo PHA não tem nada haver com racismo, na verdade a expressão foi utilizada para expressar a realidade dos fatos, quais sejam: o jornalista Heraldo só se mantém no cargo porque não tem coragem de se insurgir contra o racismo reinante no PIG, ou alguém tem dúvidas de que Heraldo Pereira é um capacho, um menino de recados dos seus patrões?
    EM TEMPO: sou afrodescente, portanto reconheço a distância um racista. Deixemos de hipocrisia.

  • você diz:

    “a unica diferença entre eles…”

    quer saber? quer saber?

    pois eu acho que nem isso ..penso mais, acho que eles tem mais pontos e hábitos em comum do que muitos pensam, ao menos o suficiente para que esta “pequena diferença” por vc citada quase nem seja notada, por ex:

    o jogo e a luta pelo poder ..a CENSURA do comentário crítico ..a violência e distribuição de palavras ofensivas, violentas, degenerativas, sem chance de defesa a quem se opõe a seus pensamentos ..a disputa inaudita e escondida de seus interesses ..a manipulação forçada de muitas versões e fatos ..a escolha de inimigos e TEMAS ..a falta e resistência a confluências e ao debate civilizado e cívico, imparcial e ético, ao debate CIDADÃO

    inclusive suas afinidades vão ao ponto de ambos já terem defendido, e AINDA defenderem e prestarem “bons” serviços, ajudando a grande imprensa e a seus patrões/patrocinadores a MANIPULAREM e crescerem de acordo com seus conjunturais interesses (Abril, Globo, Band, partidos etc), mesmo que SEM SEREM eleitos e por insistirem em disputar o poder com a democracia constituída na base da manipulação, do tráfico e pressão da influência (refiro-me ao poder destes caras em conduzir a opinião pública)

    http://www.youtube.com/watch?v=Pp8HEmD1Vxg

  • UM POBRE DE ALMA INCOLOR, vitima do MASSACRE DO PINHEIRINHO, esta preso na FUNDAÇÃO CASA de são paulo. Após e é claro, ter apanhado, apanhado, apanhado e apanhado da GESTAPO DO PSDB. Esses GORILAS SEM COR, da DIREITA COR DE ENXOFRE DE LUCIFER, estavam com vontade de ver o SANGUE VERMELHO, correr pelos poros dos POBRES, DE ALMA INCOLOR, do PINHEIRINHO. E a GLOBO COR DE VOMITO, acobertando, acobertando e acobertando os crimes dessa DIREITA COR DE ENXOFRE DE LUCIFER. No entanto, UM MENOR RICO, COR DE LAMA, assassino do JET ESQUI, ESTA SOLTO.

  • Edu, não tinha visto seu post, comecei a divulgar mais essa hipocrisia da mídia golpista com toda força. Isso me causa asco… tenho vontade de vomitar diante de tratamentos adversos para idêntica situação! Estou no twitter!
    Valeu!!!

  • Edu, creio que o texto que reproduzo a seguir vai colocar a cereja do bolo no centro do debate, talvez voc^}e já tenha conhecimento via Maria Fro pois a autora militante do movimento negro se dirige aos blogueiros progressistas:

    Uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa!

    Por: Sueli Carneiro, Geledés
    24/02/2012

    Caros blogueiros progressistas nas eleições de 1996 para a prefeitura de São Paulo a candidata de nosso coração Luiza Erundina em discurso inflamado contra o seu adversário Celso Pitta, bradou que Pitta era um negro de alma branca e que ela era a verdadeira representante do movimento negro posto que as bandeiras que ela representava eram as que contemplavam as necessidades e interesses dos negros de São Paulo. Essa velha militante negra que vos fala veio a público para contestar a então candidata lembrando-a de que uma das dimensões do racismo é negar a plena humanidade das pessoas e por plena humanidade entendemos a possibilidade de sermos, brancos e negros, do bem ou do mal. Assim são os seres humanos. Existiam, na época, razões políticas de sobra para criticar a candidatura de Celso Pitta, a única imprópria era tratá-lo de “negro de alma branca” por seu pertencimento ao campo ideológico adversário e seu comprometimento com suas práticas políticas e administrativas deletérias que são de conhecimento público. Um negro pode ser corrupto, se posicionar contra os interesses de sua gente etc…, o que podemos fazer diante disso é lamentar e combatê-lo politicamente jamais atribuir essa característica à sua condição racial. Aí mora o racismo, ao tentar encontrar a razão da “falha” na negritude da pessoa ou na suposta ausência dessa negritude em [email protected] [email protected] como propõe a frase, negro de alma branca.

    Há também incontáveis razões para criticar a Rede Globo e muitos de seus funcionários más, isso não autoriza ninguém a supor, sugerir ou inferir que um negro global tenha a “alma branca” por jogar o jogo da emissora.

    Paulo Henrique Amorin errou em relação a Heraldo Pereira, ele sabe disso, deve pagar! Nenhuma pessoa negra que tenha dignidade aceita ver qualquer [email protected] ser tachado de “negro de alma branca” ou por qualquer outro pejorativo relativo à sua raça. Ser progressista, de esquerda não é, necessariamente, antídoto contra o racismo; nem um cheque em branco para desvios dessa natureza. Assim como votei em Erundina por saber que o projeto político que ela encarnava era o que atendia aos anseios da cidadania negra, vou continuar a ler Paulo Henrique Amorim pelo que ele significa na defesa da cidadania brasileira confiante que o ocorrido seja pedagógico especialmente para o nosso campo.

    fonte: http://mariafro.com/

    Como descendente de negros me deu muito o que pensar, às vezes falamos coisas sem ter noção da profundidade de seus significados, como o termo judiar que vem do judeu, ou a famosa frase que todos já ouvimos quandocriança?: “Pára de fazer arte, menino!”, como se Arte fosse algo de ruim!
    Vale pela reflexão e, como bem colocou a comentarista do blog é de uma honestidade intelectual a toda prova.

    Abraços

    • Discordo completamente dela.

      A expressão “negro de alma branca” não sugere, em momento algum, que existam “negros bons” e “ruins”, os de “alma negra” e os de “alma branca”.

      É apenas uma referência ao fato histórico (ou será que devemos esquecer da história tbm?) de que era assim que os opressores brancos escravagistas chamamvam aqueles que aceitavam de braços abertos a opressão e exploração e com elas colaboravam.

      O que a expressão diz, explicitamente, é que existe esse tipo de gente, que vende o sofrimento dos outros em troca de migalhas dos opressores. Gente que não tem dignidade.

      Isso não significa, de forma alguma, que apenas os que lutam contra a opressão são dignos, pois não existe apenas dois tipos de gente. Mas esses, em especial, são indignos.

      Não por escolha filosófica ou ideologia, mas por seus atos, colaborando com uma opressão que existe objetiva e historicamente.

      No fundo, quem assume que existe apenas dois tipos de gente, é que enxerga nessa expressão uma discriminação, ou algum conteúdo racista.

      Combater o racismo é uma coisa, negar a realidade histórica é outra. Não se pode fazer a segunda sem condenar a primeira. É preciso, sim, apontar a existência desses seres indignos – tão indignos quanto os brancos opressores.

      Da mesma forma, uma coisa é ser militante da causa negra, outra coisa é não sê-lo e ser neutro em relação a ela, mas algo completamente diferente é ser CONTRA essa causa. É combatê-la a troco de migalhas. É esse, e somente esse, o sentido dessa expressão.

      A questão é que, no fundo, somos todos negros. E somos todos brancos. E amarelos. E vermelhos. E temos almas de todas as cores. Fingir o contrário não ajuda em absolutamente nada.

  • Não foi a frase infeliz do PHA que incomodou. É o próprio PHA quem incomoda, ou seja, ele e toda a “Blogosfera Suja” incomoda.
    Depois que surgiram os “Blogs Sujos”, a chamada grande(?) Imprensa tenta esconder o bico, mas o enorme rabo de palha tucano está irremedialvelmente exposto perante a opinião pública.
    PS: “Os inimigos dos meus inimigos são meus amigos”. Rei Davi (Record), está golpeando a “gigante” golias, digo, Globo. Jamais morrerei de amores pela Record, mas…kkkkk!!!!!

  • Ate parece!… esse empenho publicamente antiracista nos salões mais exclusivos da casagrande vira racismo escancarado que coleciona “fatos”: “negros são mais capacitados pra música & esportes que pra ciência”; preconceitos: religiões compartidas x primitivas; e reproduções / reafirmações: as piadas mortalmente racistas cumplicemente trocadas entre risadas.
    Quem publicamente se limita pra ser fino, particularmente é grosseiro com gosto.

  • O problema não é ser “negro de alma branca ou de olhos azuis”, o problema é perder-se tempo e dar espaço a um sujeito menor, que não acrescenta nada ao debate, que vive de agredir o contrário, sustentado e utilizado explicitamente, como “bucha de privada”, pela libertária mídia famigliar brasileira.

    Qual o proveito de trazer esse fedor para cá?

  • Até poderia haver uma ligeira diferença entre os dois casos se o colunista da Veja tivesse escrito a expressão – alma branca e de olhos azuis – entre aspas. Mas nem isso.

  • O problema não é ser “negro de alma branca ou de olhos azuis”, o problema é perder-se tempo e dar espaço a um sujeito menor, que não acrescenta nada ao debate, que vive de agredir o contrário, sustentado e utilizado explicitamente, como “bucha de privada”, pela libertária mídia famigliar brasileira.
    Qual o proveito de trazer esse fedor para cá?

  • Hipocrisia. É disso que se trata a maneira de agir do sr. Reinaldo. A mesma hipocrisia que levou a sra. Verônica Serra a acusar a então candidata Dilma Rouseff de “matar criancinhas” ao ser a favor do aborto, sendo que ela, Verônica, foi desmascarada por ter praticado aborto no Chile. É a hipocrisia humana, velha de guerra.

  • Uma coisa é certa: como foi comentado acima, o PIG está de olhos e ouvidos atentos a PHA, Eduardo Guimarães, Azenha, Luís Nassif, Rodrigo Vianna, e outros. São como hienas esperando que algum elefante mais distraído da manada tropece numa raiz e perca o equilíbrio. Aí pulam no pescoço dele.

  • Heraldo faz um triste papel. Renega sua cultura e suas origens para submeter-se aos desígnios da Casa Grande, esperando ser aceito por ela. Por isso associou-se ao Ali Kamel e ao “coroné” Gilmar Dantas (o dono da cidade de Diamantina).

    • Você não percebe (ou finge não perceber) o quanto sua afirmação é preconceituosa? Quem você acha que é para dizer com quem os “negros” devem se associar?

      • Quer dizer que ter posição a favor do reestabelecimento da igualdade racial é “preconceito” agora? É “autoritarismo” achar que quem age contra os direitos dos negros está errado e não deveria fazê-lo, ESPECIALMENTE sendo, ele mesmo, negro?

        Haja sofisma pra chegar nisso. E haja vontade de distorcer e disfarçar o óbvio!

        Ê tukkkanada!

    • Seres humanos honestos, sejam eles brancos, negros, azuis ou verdes, não deveriam se associar com sujeitos como o “coroné” Gilmar Dantas, Herr Ali Kamel, Herr Boris Casoy e outros. Essa gente só sobrevive porque sempre há um bando de fracos que se associa a eles para ver se leva alguma vantagem.

      “O mundo não está ameaçado pelos que fazem o mal, mas pelos que permitem que o mal seja feito”. Albert Einstein

      • Mas para você “seres humanos honestos” podem se associar a José Sarney, Marcos Valério, Paulo Henrique Amorim, Romero Jucá, Alfredo Nascimento…Triste papel é quem pratica a hipocrisia e o cinismo por pragmatismo. E acha que pode delimitar o convívio social de alguém por sua cor de pele, traindo seu preconceito.

        “Época triste a nossa, em que é mais fácil quebrar um átomo do que um preconceito”. Alberto Einstein.

        • Pois é,senhor Ronaldo,tem gente que se indigna com uma simples expressão utilizada por PH,que é plenamente justificavel tendo em vista o contexto em que foi proferida,mas tem gente tambem que não se indigna um segundo sequer com as atrocidades,a selvageria,o massacre de que foi vitima mulheres,crianças e idosos em Pinheirinho.E outra coisa,senhor Ronaldo,quer dizer que só o governo do presidente Lula contou com apoio das pessoas citadas pelo senhor,como por exemplo, Sarney?E o seu presidente do coração,FHC,tambem não contou com o apoio alem de Sarney,do senador de triste memoria ACM e do nazifascista senador Bornhausen?Até as pedras das calçadas de Brasilia estão cansadas de saber que a direita é profundamente hipocrita e o senhor Ronaldo Seixas com suas duas manifestações nesse blog,veio confirmar essa ideia.

          • Dimas, e onde foi que afirmei que FHC “é meu presidente do coração”? De onde você tirou isso? Só existem dois partidos no Brasil? O mundo para você é preto ou branco? Que reducionismo! É a típica lógica binária que lembra George W. Bush: “Se você não está conosco, está contra nós!”

        • “delimitar o convívio social”?

          Caraca, vcs não se cansam de distorcer as coisa pra fazê-la caber em seus dogmas furados?

          A associação referida não é convívio social, meu caro. É associação criminosa mesmo, conspiratória, de interesses. Não é aliança política como o outro tukkkano mencionou. É conluio feito na calada da noite.

          Haja má-fé de vcs pra defender o indefensável!

        • Senhor Ronaldo Seixas,não admito em hipotese nenhuma que o senhor tenha liberdades com minha pessoa,para o senhor,senhor Ronaldo Seixas eu não sou Dimas,mas senhor Dimas,entendido?E não me venha com esse bla bla bla de que o senhor não tem lado,de que o FHC não é seu presidente do coração,porque o senhor é tucano,o senhor tem lado,portanto,alem do que um reacionario de carteirinha.E suas manifestações neste blog feitas no dia de hoje deixam bem claro isso.É quase certo que o senhor Ronaldo Seixas é um daqueles cidadãos que aprovou sem reparos as ações truculentas da guarda pretoriana do governador de São Paulo,Geraldo Alckmin,contra populações indefesas tanto em Pinheirinho quanto na Cracolandia;É quase certo tambem que o senhor Ronaldo Seixas é um daqueles que tambem acham que a megatrambiqueira Eliane Tranchesi morreu por culpa do Lula e que José Serra é o mais preparado.A direitalha pensa que engana e a propria maneira de o senhor Ronaldo Seixas tentar refutar a minha opinião de que FHC é o presidente do seu coração o entrega,como se eu não conhecesse um tucano de longe.

          • Que argumentos mais pueris, “Sr”. Dimas! Não tente jogar verde para colher maduro! Eu que não admito em hipótese nenhuma fazerem ilações a respeito de minhas supostas posições políticas. É um reducionismo rasteiro, típico de quem possui pensamento binário. É a tática do “boneco de palha” – construir um simulacro do adversário para melhor “destruí-lo”, já que você demonstrou não possuir argumentos factíveis para rebater. Essa tática é bem ao gosto de olavetes – mostra de que não são tão diferentes assim. Aliás quanto mais dizem combater a direita, mais parecidos ficam com ela. Para sua decepção, o mundo não é preto e branco. E a verdade e justiça não tem lado.

        • O senhor Ronaldo Seixas ou é imbecil ou se faz de imbecil ou quer que pensem que ele é imbecil,o que daria na mesma.Para o senhor Ronaldo Seixas reacionario de carteirinha,tucano de coração,ha necessidade de ser neutro,não tomar posição,ficar em cima de muro.Atitudes tipicas de um tucano quando se encontra numa situação que o coloca numa sinuca de bico e não sabe que rumo tomar.O senhor Ronaldo Seixas tem lado?Claro que o senhor Ronaldo Seixas tem lado,porque não existe imparcialidade e nem neutralidade possivel no mundo em que vivemos,principalmente na quadra historica que passamos,que é do completo fracasso do modelo neoliberal e de busca de um novo paradigma economico e principalmente politico.Como ser neutro num momento como esse?Ou bem se é preto ou bem se é branco,porque não ha em hipotese nenhuma espaço para o cinza.Em outras palavras,ou se é a favor do ser humano ou contra o ser humano e Pinheirinho é o exemplo eloquente de que lado estão os tucanos e seu aparato midiatico(Folha de São Paulo,Veja,Estadão e Globo,incluindo o senhor Heraldo Pereira que é reporter da Globo).Ter lado não é ser reducionista.Ter lado é simplesmente ter posição convicta sobre determinados assuntos.O senhor Ronaldo Seixas poderia alegar que se encontra do lado da verdade.Os que assassinaram Cesar em pleno Senado Romano tambem diziam estar do lado da verdade e esse ato jogou Roma numa sangrenta guerra civil,embora Cesar fosse um tirano,mas o povo amava Cesar,em que pese tudo aquilo que seus inimigos diziam,pois o povo de Roma se lembrava dos muitos beneficios que Cesar tinha feito a ele,povo de Roma.Vindo para tempos mais recentes,mas nem tanto,os que se diziam salvadores da patria e que foram responsaveis pelo Golpe de Estado de 64,tambem diziam estar ao lado da verdade e no entanto jogaram o Brasil em vinte anos de obscurantismo e terror.Sim,é plausivel mesmo que o senhor Ronaldo Seixas alegue ter lado e que o seu lado seja a verdade.Mas é preciso saber antes de mais nada que tipo de verdade.Aquela que foi imposta pelo PIG,de que no Brasil ninguem é racista ou de que o governo Lula foi o governo mais corrupto da historia republicana ou a verdade que não é aquela do PIG,mas a do mundo real e que é radicalmente oposta.

          • Não, Dimas, acho que você é que se faz de trouxa! Não existem somente duas alternativas, isso é, mais uma vez, um reducionismo grosseiro! Repito: “boneco de palha” comigo não! Você quer que eu seja tucano porque isso se ajusta à sua limitada concepção de mundo que não admite oposição. És mais um manipulado que acha que é progressista mas transparece o que realmente é: um chauvinista!

        • Para o senhor Ronaldo Seixas,não existem so duas alternativas.Pelo visto essa é a logica do indiferente,daquele que tanto faz a alternativa,porque ha milhares de opções.Durante 502 anos,portanto,até o final de 2002 o Brasil tinha bem essa caracteristica,porque naquela epoca e eu me lembro muito bem,para algumas pessoas tanto fazia Serra ou Lula ou qualquer outro.O Brasil devia continuar de joelhos diante das grandes potencias se possivel falando baixo.Muita gente votou no Lula apostando que ele seria um completo fiasco.Naquele momento existiam inumeras opções mais comodas e convenientes e todas eram danosas para os interesses de um pais que se pretenda soberano.Lula tinha duas opções ou continuar a politica de espoliação dos direitos da maioria da população do seu antecessor ou romper com esse modelo perverso que sempre trouxe enormes beneficios para a elite colonizada do Brasil,que é racista,que é truculenta,que é preconceituosa,que é sanguinaria.Lula escolheu a segunda opção e como premio ganhou o ódio eterno de uma elite que sempre desprezou o povo e o pais.Diante de duas alternativas como a alternativa entre Consenso ou Confronto e o senhor Ronaldo Seixas sabe muito bem do que estou falando porque era essa dicotomia que se encontrava por tras das eleições de 2002 principalmente.sou muito mais favoravel ao confronto.E se ser favoravel ao confronto é ser chauvinista,ponto,sou chauvinista.Porque fora o consenso ou o confronto não ha uma terceira alternativa.

      • Roberto Locatelli. Estás pleno de razão. O problema está ligado diretamente às ligações espúrias. A rede globo já não mais é um meio confiável, pois se transformou num antro, um covil, um ambiente de gusanos famintos por depredar a dignidade dos semelhantes. Não vejo nas suas palavras nenhuma nota preconceituosa, porque eu também não me misturo com cafajestes, arquitetos da desgraça social, implantadores do caos, apologistas de crimes variados. Ferro nessa gente, que tenta transferir suas culpas pela prática de crimes, como se transferisse multas de trânsito. O jornalismo brasileiro, partido da grande imprensa, envergonha-me!

  • Touché!!

    Perfect Edu, direto no fígado. O rapaz se estrebuchou para tentar se defender dessa e provar que uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa. Mission fail.

    São as mesmíssimas coisas. Assim como PHA usou de uma ironia para se referir ao Heraldo Pereira o lambe-botas dos Civitas também assim o fez.

    O diabo é que na sua defesa o cara continua dizendo que PHA cometeu racismo e ele não.

    Mistura racismo com opinião sobre políticas públicas de cotas raciais o que é livre. Cada um defende o lado que acha certo sem incorrer em racismo de forma alguma.

    Faz uma sopa indigesta na vã tentativa de se defender pra manter os leitores cachorros loucos que o seguem como se isso fosse mesmo necessário.

    Então ele acusa PHA de racismo porque, diz, PHA vê em Heraldo Pereira um negro que deveria fazer mais pelos…negros. Mistura assim liberdade de expressão com aquilo que seria um crime. Ora, o que há de errado e onde está o racismo em PHA achar que Heraldo deveria fazer mais pelos negros???

    Poderia ele acusar o PHA de querer aprisionar o Heraldo numa pauta, mas aí entraria no campo da ideologia e da liberdade de expressão e não no racismo, que é crime.

    Na minha opinião, dados os contextos em que os dois disseram essa frase “negro de alma branca”, não há nada de racismo implícito nem explícito. Mas não há diferença nenhuma entre elas. Só ideologias diferentes.

    • Diante da prova aqui publicada de que já usou a mesmíssima expressão, o “valente” do Esgoto fez como sempre faz quando os FATOS o esmagam: fugiu do assunto.
      A covardia maior (entre muitas) do Rei do Esgoto foi com relação a Honduras. Ele passou dois meses escrevendo que não tinha havido golpe naquele país, proclamando que era o único jornalista do mundo que havia lido a Constituição hondurenha, e outras parvoices.
      Quando os golpistas disseram publicamente que haviam sim dado um golpe de Estado armado, o valente enfiou o rabo entre as pernas e nunca mais tocou no assunto, como se os seus leitores da TFP e do Opus Dei fossem mais idiotas do que de fato são.
      Ele chamava o então chanceler Celso Amorim (um dos seis formuladores da geopolítica mundial neste século, segundo a mídia internacional) de “nanico” e outras ofensas piores. Bastou Amorim assumir a Defesa, e o “valente” esqueceu-se de sua existência: Reinaldo tem um fetiche por coturnos, fardas, em geral. Ou seja, “nanico” armado vira gigante para o covarde…

  • É engraçado como a direta reaça sempre reclama de “patrulhamento ideológico” da esquerda, mas pratica esse tipo de patrulhamento semântico.

    E é semântico mesmo, já que o contexto da expressão sequer é considerado. Bastou usá-la e aqueles sedentos por criticar qualquer coisa nos adversários, independentemente de ser justo ou não, mas apenas para aprofundar seus interesses e preconceitos, pulam no vagão e querem impor uma interpretação não apenas injusta, mas canalha.

    Como se dizer “noite negra” ou “dia escuro” fosse racismo!

    Racismo e discriminação de uma RAÇA e não de uma cor, caraca! Expressões racistas são aquelas que desmerecem, denigrem (olha aí outra pra patrulha, “denegrir” ou “pintar de negro”), discriminam, desvalorizam, ofendem, ridicularizam, etc uma RAÇA e todos os seres humanos dela, como um grupo, de forma genérica e preconceituosa.

    O racismo está na intenção, no contexto, e não nas palavras em si. Dizer “negro de alma branca” é racista apenas quando seu uso sugere a ideia de que todos os negros são “ruins” e apenas aqueles de “alma branca” são “bons”. Apenas quando espelha a visão da casa grande.

    Exatamente a intenção contrária, oposta, de PHA, revelada pelo contexto, sob qualquer ótica, qualquer interpretação.

    Não se pode ficar com medo de usar uma palavra pq alguém pode ver uma relação qualquer, puramente acidental e profundamente arbitrária entre ela e a cor de pele de uma raça. É exagero, pura e simplesmente. É uma condenação arbitrária, infantil, maliciosa. De quem não tem mais do que reclamar, mas PRECISA fazê-lo pra satisfazer seus anseios mais inconfessáveis, e USAM das legítimas aspirações de uma raça espoliada, de seu sofrimento e seus anseios, com os quais jamais se identificaram ou defenderam, pra atacar um desafeto.

    É hipocrisia em último grau.

    Simples assim.

  • Ou seja, assim como no caso idêntico do Azevedo, o PHa foi racista em sua declaração. O que não quer dizer que o PHa SEJA racista (jásobre o Azevedo tenho lá minahs dúvidas!)… Mas então porque tanta vontade de tapar o sol com a peneira e dizer que a frase não foi racista? Foi sim. Que se admita e se desculpe e ponto. A vida continua. Vivemos em uma sociedade machista, racista, e é normal que cometamos deslizes. O correto, no entanto, é assumir o erro e buscar corrigí-lo.

  • ele fez o mesmo comentário, mas a diferença é que Reinaldo é direitalha, portanto tem imunidade midiática…mas o dia dele chegará e terá de fugir pra itália igual ao pitbull que ocupava o lugar dele antes

  • Se o jornalista Heraldo Pereira tivesse agido só e em seu próprio nome por ter se sentido ofendido eu defenderia o seu direito de cidadão de ir à justiça buscar a retratação que presumia merecer, porém o que ficou claro, inclusive por ter arrolado como sua testemunha o Gilmar Mendes, é que se trata de uma ação orquestrada por Ali Kamel e o próprio Gilmar Mendes que já tentaram de várias formas calar o PHA e viram nesta ação uma boa oportunidade, neste caso sim, pode-se dizer que houve uma associação do jornalista com o que há de mais nefasto em nosso país, assim como fica claro no comentário do Ronaldo Seixas que ele é FHC roxo ou do contrário não arranjaria um jeitinho de enfiar a política no assunto que nada tem a ver, o Rafael Tsavkko expõe em seu comentário uma opinião interessante e até muito parecida com a minha, pois acho que não é negando o preconceito que vamos combatê-lo, na minha opinião o simples fato de estarmos sempre mencionando a cor das pessoas quando são negras já se configura um modo racista de nos referirmos a elas, haja vista que quando não são negras nunca nos referimos à cor ou é comum nos referirmos a um japonês como “o amarelo”, a um alemão como “o branco”… a expressão “preto (negro) de alma branca” data da escravidão e era uma forma aceita como elogio que os senhores de escravos se referiam aos seus “melhores” escravos, na verdade era mais uma forma de manter seus fiéis servidores ainda mais fiéis com pequenos “afagos” que os faziam se sentirem importantes, privilegiados, com o tempo foi assumindo sua verdadeira conotação, mas, ainda hoje tem gente que a usa por pura ignorância, não é o caso do PHA que quis dar a ela a conotação de “traidor dos negros”, ora, não é porque um sujeito é negro que ele deve viver brigando contra brancos, o Heraldo Pereira tem todo o direito de trabalhar onde bem entender e se temos alguma crítica ao seu trabalho ou a sua pessoa que a façamos sem nos importamos com a sua cor, assim como criticamos o Willian Boner e a Miriam Leitão sem sequer nos preocuparmos com a sua cor.

  • Nada de novo. O Pig sempre foi um deformador de opinão. Quem tem o prazer e a honra de ler o Conversa Afiada sabe que o PHA defende as minorias, vibra com as políticas de Governo que reconhecem essas minorias. Jornalista igual o PHA são poucos no Brasil. Só compra briga com os poderosos (Pig, torturadores, o pai dos Habeas Corpus cangurú….). Não é do tipo que fala grosso com a Bolívia… Diferentemente de alguém da direita que esteve no poder por oito anos (fora os quinhentos anos anteriores) e não fez nada a favor das minorias! Tudo o que PHA escreveu, ele assume. Não pede pra esquecerem o que ele escreveu!

  • Se PHA foi racista,Reinaldo Azedo também o foi.Agora,esperar que ele entenda isso ,é esperar demais,para quem apenas aluga o cérebro.Quanto a PHA,sei que não é e nunca foi preconceituoso ou racista.Já o Rei,lendo os comentários que seus “brilhantes” fazem encima dos textos que escalpelam a luz,temo que não possa pensar o mesmo.

  • Com relação a expressao ‘negro de alma branca’ não consigo enxergá-la como uma calunia racista. São fatos da vida que seres humanos são opressores e exploradores de seus iguais. Ninguém esquecerá que na época da escravidao os negros foram contrabandeados por outros negros, que o feitor da senzala era um negro. Não é racista dizer que um fazendeiro branco em pleno sec 21 que tenha escravos trabalhando em suas colheitas é opressor, assim como o dono ‘sei la de que cor’ das fornecedoras de confeccao da Zara. Caso fosse correto, PHA esta sendo duplamente racista: contra o branco e o negro. Enfim tal é a lógica das indagações dessa discussão, quase imponderável, para nao dizer alienante, se nao fosse esse episodio com o PHA. Sim a Globo é exploradora da má educação brasileira, sim o branco tanto como o negro por meio da logica (ou ideologia) capitalista nao se importa com os meios que obtem sua riqueza. Tal é a realidade da vida. É claro que a turma da globo veja etc aproveita para manipular demagogicamente a opiniao publica.
    brasileira professora

  • Já havia notado que varios blogs e autores nao publicam crítica a posições defendidas em seus textos. Isso para mim é indice da desonestidade do autor/blogueiro quanto a sua “abertura” para a discussão, para o “desenvolvimento humano”, quanto a sua “honestidade intelectual” e por aí vai… Enfim queria deixar registrado que escrevi praticamente o mesmo post “negro de alma branca” nos blogs do Reinaldo Azevedo e do Idelber Avelar ontem por volta das 22h sem nada ser publicado. Como disse a tal ana maria gonçalves são “os demonios de cada um de nós”….. Sinceramente, ela escreveu um comentario em que diz que ha muito pouco tempo se interessa por politica e pela “causa negra” apesar de soar como a pontifice dos movimentos negros. Na verdade começo a desconfiar qual a intenção de tais posições e de uma influencia de terras americanas. Desconheço qualquer trabalho reconhecido de Ana Maria mas conheço a qualidade do trabalho de pha e sua capacidade critica. O chato é ser julgado por gente que parece querer se aproveitar para ganhar visibilidade com o caso …..Ana Maria tira diversas questoes sobre o racismo da manga para liga-los ao “racismo” de pha pobremente… ou entao o nivel intelectual das discussoes dos “ativistas negros” anda de mal a pior…. de oprimidos estao gozando no papel de opressores..

  • A ENORME DIFERENÇA QUE EXISTE ENTRE PHA E O “ESTRANHO” DA VEJA ESTÁ NO FATO DE QUE AMORIM SERVE ÀS FORÇAS POPULARES EM SUA LUTA POR UMA COMUNICAÇÃO PLURAL E DEMOCRÁTICA, ENQUANTO A ABERRAÇÃO SERVE AOS OPRESSORES, À OLIGARQUIA QUE CONTROLA AS COMUNICAÇÕES NESTE PAÍS, TRANSFORMANDO-AS NUMA ARMA MEDIEVAL A SERVIÇO DE SEUS INTERESSES ATRAVÉS DA IMPOSIÇÃO DE UMA ÚNICA VISÃO DE MUNDO, TRANSFORMADA EM FATO, E DA CENSURA A TODAS AQUELES QUE DIVERGEM DOS PSUDODOGMAS QUE IMPÕEM AOS BRASILEIROS. POR ISSO PHA É PERSEGUIDO POR TODOS OS CANALHAS E OPRESSORES QUE CRITICA E DENUNCIA EM SEU BLOG, INCLUINDO-SE OS CANALHAS SERVIÇAIS, AQUELES QUE MESMO ORIUNDO DE GRUPOS OPRIMIDOS, TRAEM SEU POVO E RENEGAM O SOFRIMENTO DE SUA RAÇA, VOLTANDO-SE PARA O LADO DOS CRIMINOSOS E LADRÕES QUE MATAM E EXPLORAM MILHÕES DE NEGROS NESTE PAÍS, OU SEJA, OS VERMES DA LAIA DE HERALDO PEREIRA, NEGRO QUE SERVE AOS BRANCOS OU PSEUDOBRANCOS ASSSASSINOS E EXPLORADORES DE SUA RAÇA; ENQUANTO O “ESTRANHO” PODE DIZER AS ASNEIRAS QUE QUISER IMPUNEMENTE. ASSIM VEMOS NESTE “FENÔMENO” MAIS UMA DAS MISERÁVEIS CARACTERÍTICAS DA NOSSA DEPRIMENTE ESPÉCIE HUMANA, AQUELES QUE SÃO HONTRADOS E DEFENDEM O CERTO, COMO PHA, SÃO PERSEGUIDOS, ENQUANTO OS CANALHAS, DO TIPO DA AMEBA QUE SERVE À VEJA, SÃO PROTEGIDOS PELOS DE SUA LAIA PARA CONTINUAREM A PERPETRAR SEUS CRIMES.

Deixe uma resposta