A escalada do ódio político no Brasil

Crônica

 

“Cinquenta (…) anos atrás [1957], um jovem fotógrafo do Arkansas Democrat (…) foi cobrir o primeiro dia de aula de um grupo de estudantes negros na maior e melhor escola média de Little Rock [Arkansas, EUA]. Esse pedaço de história ficou gravado no negativo de número 15.

Eram apenas nove os jovens negros selecionados pela direção do principal colégio da cidade, o Central High School, para cumprir a ordem judicial de integração racial no país. Segundo David Margolick, autor do recém-publicado Elizabeth and Hazel: Two Women of Little Rock (ainda inédito no Brasil), a peneira foi cautelosa. A busca se concentrou em colegiais que moravam perto da escola, tinham rendimento acadêmico ótimo, eram fortes o bastante para sobreviver à provação, dóceis o bastante para não chamar a atenção e estoicos o suficiente para não revidar a agressões. Como conjunto, também deveria ser esquálido, para minimizar a objeção dos 2 mil estudantes brancos que os afrontariam.

Assim nasceu o grupo que entraria na história dos direitos civis americanos como ‘Os Nove de Little Rock’. Eram todos adolescentes bem-comportados, com sólidos laços familiares, filhos de funcionários públicos e integrantes da ainda incipiente classe média negra sulista. Entre eles, a reservada Elizabeth Eckford, de 15 anos.

Os pais dos nove pioneiros foram instruídos a não acompanharem os filhos naquele 4 de setembro de 1957, pois as autoridades temiam que a presença de negros adultos inflamasse ainda mais os ânimos. Por isso, os escolhidos agruparam-se na casa de uma ativista dos direitos civis e de lá seguiram juntos para o grande teste de suas vidas. Menos Elizabeth, que não recebera o aviso para se encontrar com os demais e partiu sozinha rumo a seu destino.

De longe ela avistou a massa de alunos brancos passando desimpedidos pelo cordão de isolamento montado pela Guarda Nacional do Arkansas. Ao tentar fazer o mesmo, foi barrada por três soldados que ergueram seus rifles. Elizabeth recuou, procurou passar pela barreira de soldados em outro lugar da caminhada e a cena se repetiu. Alguém, de longe, gritou ‘Não a deixem entrar’ e uma pequena multidão começou a se formar às suas costas. Foi quando Elizabeth se lembra de ter começado a tremer. Com a majestosa fachada da escola à sua frente, ela ainda fez uma terceira tentativa de atravessar o bloqueio em outro ponto do cordão de isolamento.

Como pano de fundo, começou a ouvir invectivas de ‘Vamos linchá-la!’, ‘Dá o fora, macaca’, ‘Volta pro teu lugar’, frases proferidas por vozes adultas e jovens. Atordoada, dirigiu-se a uma senhorinha branca – a mãe lhe ensinara que em caso de apuro era melhor procurar ajuda entre idosos. A senhorinha, porém, lhe cuspiu no rosto.

Como não conseguisse chegar à escola, a adolescente então tomou duas decisões: não correr (temeu cair se o fizesse) e andar um quarteirão até o ponto de ônibus mais próximo. Um aglomerado de cidadãos brancos passou a seguir cada passo seu. Imediatamente às suas costas vinha um trio de adolescentes, alunas do colégio. Entre elas, Hazel Bryan: “Vai pra casa, negona! Volta para a África!’.

 Segundo o autor do livro centrado no episódio, foi este o instante em que a câmera de Will Counts captou a imagem que se tornaria histórica [vide foto no alto da página]. Hazel, de quinze anos e meio, não carregava qualquer livro escolar. Apenas uma bolsa e um inexplicável jornal. Ela não planejara nada para aquela manhã. Vestira-se com o esmero que era sua marca – roupas e maquiagem ousadas para uma adolescente daquela época – e arvorou-se de audácia ao ver tantos fotógrafos e soldados da Guarda Nacional. Nada além disso. O resto pode ser debitado à formação que recebera em casa – família de origem rural, ideário fundamentalista cristão, atitude racial aprendida com o pai (…)”

O relato acima foi escrito pela jornalista brasileira Dorrit Harazim, que já trabalhou na Veja, no Jornal do Brasil e na revista Piauí, que, em sua edição 62, publicou o artigo “Ódio Revisitado”, do qual você acaba de ler um trecho.

Em princípio, pode-se dizer que um artigo sobre ódio “racial” contra negros em um país de maioria branca não nos diz respeito. Contudo, a causa do ódio nunca é o mais importante. O ódio precisa de uma causa, qualquer causa…

Porém, basta que o leitor substitua ódio “racial” por ódio religioso, de classe social, político ou ideológico para ver que o mecanismo é sempre o mesmo. Começa com a formação de turbas incomodadas com portadores de diferença de “raça”, religião, classe social, naturalidade ou nacionalidade, opinião política ou ideologia.

O segundo passo das escaladas de ódio consiste na generalização contra portadores de diferenças como as exemplificadas acima. Todo negro, judeu, cristão, muçulmano, espírita, pobre, rico, nordestino, petista ou comunista passa a ser previamente definido com base em estereótipos.

O terceiro passo começa com a segregação voluntária dessas tribos conflitantes, que se distanciam conforme vão apurando a “razão” para não coexistir com quem não divide crenças, características físicas, estrato social ou posição geográfica.

O quarto passo do crescimento do ódio entre grupos é sua chegada aos meios de comunicação – antes impressos e depois eletrônicos. Provocações surgem entre grupos que controlam os grandes meios e os que não têm mídia – ou que, hoje, têm pequenas mídias graças à internet.

O quarto passo é o transbordamento para o mundo real do ódio virtual que se espalhou pelos meios de comunicação com a ascensão de líderes e figuras-símbolo a encarnar centenas, milhares, muitas vezes milhões ou dezenas de milhões de contrários. Esse ódio passa a se traduzir em trocas públicas de insultos.

O quinto passo começa tímido e, se não for interrompido, pode chegar ao sexto. Insultos e provocações já produzem agressões físicas aqui e ali. Incialmente tidas como fatos isolados, muitas vezes adquirem proporções epidêmicas, como vem ocorrendo há mais de uma década na Venezuela, onde, mais recentemente, dezenas perderam a vida em confrontos entre grupos políticos pró e contra o governo.

Abaixo, um dos exemplos dessa exacerbação do ódio que o Blog colheu no Facebook horas antes de publicar este post.

No Brasil, a escalada do ódio cresce há 500 anos por conta da assimetria de renda em um país consumista ao extremo, no qual, sem dinheiro, o cidadão torna-se um pária, um símbolo de fracasso pessoal premeditado. Mas como tudo que é ruim pode – ou tende a –   piorar, eis que o ódio passa a decorrer da mais perigosa das divisões, a divisão político-religiosa-ideológica, origem majoritária das guerras.

O grande problema do brasileiro, neste momento, é assumirmos, cada um, nosso quinhão de responsabilidade por uma escalada do ódio que, para alguns, em lugar de ameaça representa prova de seu poder de contaminação da sociedade, a ser comemorado.

Outro jornalista brasileiro que deixou a Editora Abril é Fred Di Giacomo, que hoje toca um site chamado Gluck Project. Di Giacomo, recentemente, escreveu “A história do Ódio no Brasil”. Trecho do texto ilustra a tese deste post.

‘Achamos que somos um bando de gente pacífica cercados por pessoas violentas’. A frase que bem define o brasileiro e o ódio no qual estamos imersos é do historiador Leandro Karnal. A ideia de que nós, nossas famílias ou nossa cidade são um poço de civilidade em meio a um país bárbaro é comum no Brasil (…)”

Poucos de nós são responsáveis pelo ódio político que tanto cresceu no país, mas boa parte de nossa sociedade é responsável por ter aderido a ele. Vale para o que espalha provocações na internet, vale para o que se deixa contaminar por elas e responde à altura.

Nos ambientes minimamente adequados ao debate político, vá lá que as coisas acabem esquentando. O problema é quando o ódio político ultrapassa qualquer limite aceitável e passa a ser espargido onde é, no mínimo, inaceitável que exista.

Mais de uma dezena de horas antes de compor o texto abaixo, seu autor teve uma experiência pessoal – e assustadora – com o crescimento do ódio político que fatores variados – e mais adiante elencados – produziram no país. O texto a seguir foi publicado por este que escreve em sua página no Facebook.

Nunca vou parar de me surpreender com o potencial desolador da ignorância. Minha mulher participava de uma “comunidade” virtual de mães de meninas com síndrome de Rett (doença de [minha filha] Victoria) e essas mulheres começaram a postar sem parar acusações ao PT de ser responsável pela morte de Eduardo Campos por o partido ter o número 13 e o falecimento ter ocorrido num dia 13.

Minha mulher protestou contra esse absurdo e recebeu de volta uma saraivada de insultos. Mas o que é mais impressionante é que mães de meninas com doença igual à de minha filha começaram a atacar a menina perguntando se ela também “é petista” e dizendo que até imaginam que “tipo de mãe” minha mulher deve ser, sendo “petista”.

A que ponto chegamos? Conseguiram envenenar este país ao impensável. Essas mesmas mulheres xingavam Dilma furiosamente e apelando para insultos que são sempre usados contra mulheres usando a própria condição femina – puta, vaca, vadia, vagabunda, prostituta, sapatão etc., etc., etc.

Ver mães de crianças especiais atacando crianças especiais por política, ver mulheres usando o mais vil recurso do machismo contra mulheres, tudo por causa de política, dá vontade de chutar tudo pro alto e fugir pro outro lado do mundo, bem longe dessa loucura que essa direita assassina, que jogou o país em 20 anos de ditadura, trouxe de volta para a nação

O desabafo (justificável pelo que relata), porém, não deixa de ser uma pitada de combustível na escalada do ódio ao debitar a um grupo ideológico (a direita) o comportamento espantoso de seus personagens. Mesmo sendo verdade, poderia ter feito o desabafo sem aumentar o potencial de conflagração que encerra naturalmente? Reflito que poderia, sim…

Para não acusar a terceiros, o blogueiro acusa a si mesmo na esperança de que cada um faça o mesmo, caso enxergue o crescimento do ódio no país.

Alguns dirão, com propriedade, que a grande imprensa, ao tomar partido político, levou a situação a esse ponto. Não há dúvida de que é culpada por exacerbar o ódio político no Brasil desde o advento da República, mas não se constrói uma casa sem tijolos. Se a mídia é construtora, quem são os tijolos dessa escadaria do ódio que estão edificando?

Em outras palavras, a mídia não poderia edificar essa escalada do ódio no Brasil se não tivesse farta matéria-prima. O mais dramático é que há tanta dessa matéria-prima espalhada por aí que não se sabe mais como recolhê-la em quantidade suficiente para que falte aos entusiasmados construtores do ódio. Nesse aspecto, sugestões serão mais do que bem-vindas. 

  • João Paulo Ferreira de Assis

    Eduardo hoje eu tive uma prova de como esse ódio age. Cheguei de viagem e passei na banca de jornais aqui da cidade. Uma moça comentou que seu candidato havia morrido, e ela irá votar em Marina, e disse:

    A DILMA TEM QUE PERDER. POR CAUSA DELA É QUE EU NÃO ESTOU ESTUDANDO DE TARDE, agora tenho de levantar cedo, com todo esse frio, para ir a aula.

    Eu disse a ela, que quem mandou tirar o turno da tarde das escolas com menos alunos, foi o governo de Minas, apoiador do Aécio. A Presidente Dilma não tem culpa dela ter de estudar de manhã, até porque a escola onde essa moça estuda é a EE Galdino Ananias de Santana. Aí outra colega falou no PRONATEC, que funcionará a tarde na escola. E essa moça falou em fazer faculdade. Lembrei a elas que PROUNI e PRONATEC são marcas do governo do PT. Se a Dilma perder isso tudo acaba.

    • Zanchetta

      “Se a Dilma perder tudo isso acaba…”

      Nossa! parece a Regina Duarte….

      • El Cid

        incomodado com o que poder acontecer, menino? é compreensível…

    • Valbelo

      João,

      sou morador de Varginha, sul de Minas, onde o prefeito Corujinha do PT deixou uma dívida milionária. Minha filha estuda em escola estadual e continua no período da tarde independente do efetivo, e ainda temos o período noturno para os que trabalham.

      Quanto as ameaças é lamentável, tenho poucos amigos petistas pois aqui no sul do estado o governo Aécio fez um trabalho bem feito e os petistas aqui são raros.

      Não podemos generalizar conforme o blog insinua.

      Att Valbelo Comunian

      • João Paulo Ferreira de Assis

        O governo Aécio fez um trabalho tão bem feito que construiu um aeroporto particular com dinheiro público, gastando 14 milhões, quase o preço de um aeroporto de verdade. Além do mais, ele deixou de pavimentar uma estrada importantíssima para a agricultura mineira, a MG 275, entre Carandaí e Lagoa Dourada, sendo que Carandaí é o primeiro produtor de hortifrutigranjeiros do Estado, e todas as suas unidades produtivas ficam ao longo dessa rodovia. Em Resende Costa, município próximo a Lagoa Dourada passa a Ferrovia do Aço, que poderia ter um pátio de manobra para receber a produção. E a própria terra do Aécio, São João del-Rei poderia ter tido uma mega unidade da CEASA, o que faria a economia do Campo das Vertentes, uma das regiões mais decadentes de Minas ter um salto de qualidade.
        E isto sem contar o que ele e os seus asseclas fizeram com os professores. A Profissão de professor em Minas é uma profissão em extinção. Já virou bico de muitos estudantes de engenharia, que se inscrevem para lecionar Matemática, e quando conseguem um emprego, simplesmente abandonam o cargo.

        • Zanchetta

          Pelo menos ele construiu no Brasil e não em Cuba…

    • Eva

      Quanta falta de informação. Experimenta perguntar à um desses que se dizem apolíticos: o que é política? Me divirto muito explicando. Quando reclamam do governo, pergunto: qual governo? Explico e dou exemplos. Acho que os pobres ouvem e querem entender. A arma contra esse ódio ainda é a informação.

      • El Cid

        exatamente Eva !!

  • jose marcos

    Isto tudo acontece no chamado país mais Cristão do mundo. Meu Deus, tenho muito medo. Os nazistas mataram milhões de pessoas usando este ódio e como dizia um amigo meu, o holocausto acontece diariamente com qualquer grupo étnico/social.

  • Carlos

    Este boçal do jayme não pode ser processado por alguma coisa assim como aquela boçal que pregou ódio contra Nordestinos quando Dilma ganhou a eleição? Em relação ao que você disse sobre a existência de “matéria prima” do qual mídia e outros se aproveitam, não custa lembrar do que aconteceu na Alemanha na década de 30. O grupo de hitler identificou a “matéria prima” que era o anti-semitismo e trabalhou sobre ela. Deu no que deu. Também não custa pescar exemplos na ficção: no 1984, Orwell cita como a classe dirigente inventa inimigos, insufla ódio contra eles e, usando a mídia, manipula as pessoas. A diferença entre nossa realidade e aquela do livro é que a mídia está nas mãos de grandes grupos privados, mas é usada da mesmíssima maneira. Nada é mais urgente PARA O MUNDO TODO do que Leys de Medios em todos os países.

    • El Cid

      se serviu para a Mayara Petruso, servirá para ele também.

      • Rafael Wuthrich

        Essa aí se arrependeu amargamente. Responde a processo criminal, perdeu o emprego, teve que mudar de cidade e abandonou a faculdade. De direito. Às vezes o peixe morre pela boca, já dizia o ditado.

  • Leonardo

    Edu,dps que vi gente desejando que filhas de postulantes á cargos eletivos fossem estupradas,levassem uma boa surra de ”rola”,esses foram os termos,eu não desacredito em mais nada.

    O pior foi ver que a msg era compartilhada,curtida por inúmeras pessoas,inclusive mulheres.O futuro é desanimador.

  • Cláudio José

    Não deveriam confundir adversários políticos, com inimigos políticos. Vamos pregar sempre a paz,, e viva o profeta Gentileza, pois gentileza, gera gentileza, e é isso que o Brasil precisa,

  • Luiz Henrique

    Eduardo, força!

    • eduguim

      Valeu…

  • El Cid

    Artigo esclarecedor, Eduardo… e sincero, pois você convida a todos nós a fazermos uma mea-culpa, assim como o fez. Quanto ao sujeito acima em sua postagem no Facebook (e depois verifiquei seu histórico na linha do tempo), é lamentável a postura dele. Por mais que as redes sociais são livres para que cada indivíduo exponha o que quiser, da forma que quiser e protegido pela tela do seu computador, tem a facilitação da exposição do que há de pior no ser humano, de forma anônima ou não. E alguns dele contam com a certeza da impunidade.

    • eduguim

      Valeu

  • Oi, Eduardo, tudo bem? Fico feliz que você tenha citado meu texto na matéria, mas queria fazer uma pequena correção: nunca trabalhei na revista Veja. Trabalhei na Editora Abril em marcas como Superinteressante e Guia do Estudante. Se você puder mudar a informação, eu agradeço

    • eduguim

      Legal, Fred… Feito

  • NALDO

    Sr. Eduardo, por isso que não tenho facebook, twiiter ou qualquer outra que chama de “redes sociais”, escolho os sites que visito e me informo, e o seu é um deles; por curiosidade não participo mas acompanho um forum de servidores publicos federais, de pessoas bem informadas e com grau de instrução elevado, o que leio por lá é de deixar qualquer um estarrecido, tem gente ali que necessita urgentemente de tratamento psiquiatrico; os doutos ainda estão nos devendo uma tese a respeito de como pessoas normais se transformam atrás de um teclado.

    • jose marcos

      Caro Naldo, as pessoas não se transformam, na verdade se revelam..

      • Wilsoleaks Alves

        Oi José Marcos.

        Com o passar do tempo todos nos transformamos. É a lei. Lei de Evolução.

        Todos querem uma sociedade mais igualitária, pelo menos os progressistas querem, contudo, precisamos ter consciência de que não somos iguais, aliás, na mais das vezes somos muito, muito diferentes.

        Grande abraço.

      • Carlos

        Matou a pau!

    • El Cid

      nas redes sociais estamos encontrando certas pessoas o perfil “Dr. Jekyll e Mr. Hyde”:

      “Os amigos do médico começam a desconfiar de que ele seja vítima de chantagem. Empenhados em ajudar Dr. Jekyll, começam a investigar os vínculos entre os dois homens. Essa, no entanto, é apenas a dimensão superficial deste clássico do horror psicológico. Há algo que torna a história mais assustadora: a sua dimensão alegórica, que faz ver a maldade até mesmo no seio da bondade, e o monstruoso surgir da mais plácida aparência humana.”

  • Emília

    A matéria prima, amigo Eduardo, é a ganância, o egoísmo e a arrogância humana presentes tanto em ricos, quanto em pobres, mas principalmente naqueles que nem é uma coisa e nem outra.

  • Osvaldo

    Quero crer que apenas a ignorância possa explicar essa resistência em enxergar que um mundo menos desigual seria mais confortável para todos. Se não for por ignorância, o que explicaria isso?

    Tenho medo de pensar em outra resposta.

    Ana Lucia Sorrentino

    Sobre Cristãos, a esquerda, o bolsa-família e o ódio ao PT:

    http://www.rogeriocorreia.com.br/noticia/sobre-cristaos-a-esquerda-o-bolsa-familia-e-o-odio-ao-pt/

  • El Cid

    o desabafo de Luciano Pires em seu perfil no Facebook:

    “É impressionante a quantidade de bobagens, cretinices e absurdos que estou lendo nas mídias sociais nos últimos dias. Sobre o acidente de Eduardo Campos, a coisa extrapola. Gente fazendo piada, gente desejando que fossem outros os mortos, gente com teorias da conspiração. Ontem apaguei uns 12 comentários nos posts que trataram do acidente.

    No post sobre o suicídio de Robin Williams, li coisas como “já vai tarde”…

    Poucos dias atrás o ator Fausto Fanti (que fazia o humorístico Hermes e Renato) suicidou-se. Em nota publicada no Facebook, sua esposa Karla escreveu:

    “A Nina (filha dela com Fausto, de 8 anos de idade) já está ciente da perda do pai e sabemos que não estamos sozinhas. Nossa gratidão eterna. Aos que usam as redes sociais para agredir, criticar e faltar com respeito, peço consideração em nome da minha filha e família”.

    Que absurdo. É a esse ponto que precisa chegar? A pessoa que perde um ente querido ter que pedir respeito?

    Juro que às vezes me dá vontade de parar com isto aqui. Só não paro por ter certeza que a estupidez vem de uma minoria barulhenta, que não sabe como lidar com a liberdade de expressão.

    Cresçam, porra!”

    • Helena/S.André SP

      É isso aí, El Cid. É lamentável o nível de consciência de alguns que desconhecem o significado da palavra solidariedade.

  • Estamos vendo o que a mídia golpista Tucana fez na cabeça dessas pessoas, é estarrecedor, no caso do Pastor Daniel Vieira é ainda mais estarrecedor, os Lobos vestidos de Cordeiros, se revelam, se mostram com toda sua arrogância e desrespeito. A Globo, Veja, Estadão e Folha, deveriam responder por todo esse estado de violência, por insuflar esses ignorantes a desejar a morte da Presidenta Dilma.

    • Araujo Silva

      A entrevista do Bonner com o Arrocho foi bem tucana, demonstrou toda a parcialidade dele…

    • Márcio Vieira

      Até parece que estamos voltando a “Los Años Del Lobo” – Operación Cóndor, de Stella Calloni,- Pe/ Peña Lillo – Ediciones Continente – Biblioteca del Pensamiento Nacional.

  • VANDA CORREA NUNES

    Espero que essa turma do ódio fique apenas no verbo, pois se avançarem o sinal a coisa pode ficar complicada. Desejo p/ vc. e familha Edu força porque vamos vencer tudo isso.

  • Guilherme

    Prezado Eduardo, já perdi a paciência com os coxinhas. Não espalho o ódio que eles sentem por nós, pelo contrário, mas também não fico mais quieto. Eles nos insultam dia e noite, 365 dias por ano. Desculpe. Vamos à luta. Grande abraço.

  • Manoel R.de Mello Jr

    Caro Edu, um texto para refletir,só que para alguns não serve:

    Nesses momentos a gente vê o que há de melhor em alguns e o que há de pior em outros.
    Piadas em relação à morte de Eduardo Campos, ou o desejo de que outros morressem também, não vão mudar o mundo pra melhor.
    O ódio nunca foi um bom conselheiro, nem na vida pessoal e nem na política.
    E é isso que me difere de alguns. Eu sempre acreditei na política como um instrumento para transformar o mundo. E é através da política que diversas mudanças foram feitas.
    Há muita gente boa na política e há muita gente ruim. E no mundo também é assim.
    Portanto, quem faz “piadas” com uma tragédia dessas e escreve coisas carregadas de rancor e ódio, alinham-se com o que há de pior na política e no mundo.
    Vcs não se diferem em nada daqueles que dizem combater. Infelizmente!

    • Wilsoleaks Alves

      É mesmo, mané?

      Só o fato de você poder vir aqui no Blog da Cidadania dizer suas merdas já nos faz bastante diferentes de vocês. Lá no esgoto de onde você veio nunca consegui comentar nada, por mais educado que fosse.

  • Aroeira

    A direita quer tocar literalmente fogo no país. Como se não bastasse os incêndios nas favelas de São Paulo, temos um agora na prefeitura de Cláudio, MG, município onde fica o Aeroporto do Aécio Neves. Queima de arquivos?

    “Incêndio na prefeitura de Cláudio (MG) queima arquivos e computadores”
    Postado em 14 de agosto de 2014 às 9:40 am

    http://www.diariodocentrodomundo.com.br/essencial/incendio-na-prefeitura-de-claudio-onde-fica-aeroporto-de-tio-de-aecio-queima-arquivos-e-computadores/

    Um incêndio foi registrado em um lote vago na noite dessa segunda-feira (11) e atingiu um galpão da Prefeitura de Cláudio, que fica ao lado. De acordo com o Corpo de Bombeiros, as chamas ficaram confinadas em um cômodo de aproximadamente 9 m² no segundo andar.

    As chamas destruíram uma sala onde ficavam arquivos, computadores, materiais de escritório e tecidos. Apesar disso, ninguém ficou ferido”.

    Segundo a corporação, o fogo foi controlado antes da chegada dos bombeiros com a ajuda de um caminhão-pipa da Prefeitura e moradores vizinhos ao prédio. Ainda de acordo com os bombeiros, foi realizado o rescaldo no local e não foram registrados danos na estrutura da edificação.

  • André Lima

    O discurso do medo é o que estimula ainda mais os opositores à democracia.
    A praxis é a melhor resposta aos ataques que nos são feitos.
    É um desperdício ficar de bate boca, em geral estas pessoas são pouco afeitas a ações coletivas,
    são por demais individualistas, agem como grupo apenas para atacar os outros.
    O objeto de ódio deles pode ser agora um partido, um comportamento, mas assim que se livram destes,
    procuram outros e logo logo estarão se engalfinhando entre si e se destruindo, pois o ódio
    e a raiva é o que os alimenta.

  • Fabio Martins

    Há dias, na TV Brasil, a senhora, líder das Mães de Maio Brasileiras, no heróico batalhar contra o estermínio de jovens, sobretudo negros ou pobres, informou ter sido premiada. E que recebeu o prêmio bastante constrangida. Pois quem o entregou foi, na expressão dela, “O MINISTRO DA INJUSTIÇA”. Tomarei aqui o titulo legal dessa função e cargo, um dos principais após ode Chefe de uma Nação. Urge coletar assinaturas e entregar-las o mais rápído possivel ao cidadão que está nesse Ministério. Não dá mais de protelar voz e eco estrondoso de exigir do Ministro providências concretas diante da violência e ódio, no boca a boca, em recurso midiáticos, em e-mails “familiares”, em toques subliminares, vigentes por toda a parte no Braasil. De nada adianta lançar normas com classificação de faixas etárias, para liberar ou vetar assistência de filmes pela televisão. Importa. Urge. É questão de Vida, de sobrevivência e Defesa dos deveres básicos, essencias de cada um, de grupos e da socidade toda manter comportamento saudável, enquanto seres humanos, aliás, obrigados que somos a cumprir as normas universais de respeitar o próximo, tanto quanto a si mesmo. E isto num País católico, tal se afirma ser o Brasil, temente a Deus, onde individuos por tais valores decoram os “Dez Mandamentos” do Todo Poderoso, entre os quais parece que um determina: NÃO MATARÁS.

  • ADILSON SANTOS

    Seja voce mesmo em qualquer lugar e com qualquer clima .

    Quando a escória nazista percebe que voce os enfrenta em qualquer campo , eles choram e correm como covardes que são .

    Este é o meu jeito de ser .

    O medo e a omissão dos que suportam a súcia fascista são o combustível que alimenta a audácia desta Corja .

    Não tem moleza pra Fascista .

    Nunca !!

  • Mariá

    UMA PERGUNTINHA

    Por que a Polícia Federal não manda prender esse tal de Jayme Rêgo Barros?

  • Alice Maria

    A revista veja semeia ódio envenenando o povo contra o PT e a Presidenta Dilma com seus textos pobres, incitando intolerância racial, religiosa e política. É mentirosa e manipuladora, mas poucos se dão conta disso. Essa revista não visa informar, mas, sim manipular e gerar todas as formas de preconceitos. Felizmente há aqueles que combate esse tipo de aberração. E você Eduardo, é um deles!

  • Márcio Vieira

    É eleição ou guerra? O barro não está do rego do Jayme, mas na cara.

  • E historia, aconteceu em Little Rock , arkansas.
    Mas ai o fildiégua governador de Arkansas convocou a guarda nacional de Arkansas para continuar impedindo a integraçao dos estudantes negros.
    Mas vai dai, o irmao do presidente, Robert Kennedy que era min da Justiça enviou a Guarda Nacional mesmo para garantir a entrada e assim foi feito.
    Infelizemente AQUI no brasil nao vai ter essa chance porque os constituintes de 1988 deram mao livre para os satrapas governadores dos EStados. Jamais pode entrar uma força federal autonoma neles, sem pedir a bençao dos sátrapas.
    E ja no ano passado, nos desdobramentos de junho olhe que precisava.

  • Joel Miranda

    Edu, creio que tudo isto se deva ao capitalismo imperial que grassa no mundo, os valores não são as pessoas, mas os bens!
    Na busca destes, vale tudo!
    A mídia é o farol neste caminho!

  • Delano

    O poder judicíario prestou um grande serviço para alimentar esse odio virulento, quando o STF na AP470 ignorou fartas provas condenou injustamente o PT por corrupçao em um julgamento claramente politico e de exceçao, é um fato a ser considerado como motivador desse preconceito e odio ao PT e a esquerda. É so assistir o voto de cada Ministros ali que nao agiram com juizes, foi odioso ataque politico contra o PT e contra a politica, seguindo a criminalizaçao e pre julgamento da grande midia que queria porque queria ver nao so o PT condenado mas dar um recado claro para todos as pessoas para que nao apoiem e simpatizizem com o PT com o governo e com a esquerda trabalhista. Falo do PT como exemplo, porque ele é o alvo principal dessa campanha de odio que a midia tenta a todo custo provocar na populaçao.

  • Miron

    É o desespero total da direita pelo fato de não terem votos para vencer eleições, pena que haja tanta gente que se deixa contaminar.
    De ontem para hoje ouvi falas de pessoas que organizaram suas vidas nos governos do PT com declarações tipo:
    “Deveria ter sido aquela Dilma, mas, vaso ruim não quebra”;
    “Com certeza ela colocou uma bomba no avião de Eduardo”;
    “Ela quem deveria ter morrido”;
    “Odeio aquela mulher, odeio o PT, morte para eles”.
    E na CBN (a rádio que troca a notícia), um tal de especialista em acidentes de avião:
    “Se houve explosão não foi acidente, a investigação não pode ser feita pelo governo e sim…..PELA MÍDIA, tem que deixar a mídia investigar, filmar, noticiar, comandar as investigações”.
    É mole ?.

    Remetendo ao acidente com o avião da TAM, o PIG chamou Lula de assassino imediatamente ao acidente, nem mesmo deixaram as chamas do avião serem apagadas. Um abraço Edu, não vamos desanimar, o mal jamais venceu o bem.

    “Uma imprensa vil e mercenária………………..” (Pulitzer)

  • Vários internautas denunciaram esse sujeito. Agora, saindo em seu blog, certamente o criminoso terá que se ver com os tribunais. A Mayara Petruso se deu muito mal. Esse incitador ao crime seguirá o mesmo caminho.

    • El Cid

      caro Roberto, o tal do jayme sentiu o peso de suas postagens lá no Facebook e retirou as que faziam apologia ao assassinato de Dilma e de Lula, assassinato aos militantes petistas e a acusação idiota de que o Governo Federal está por trás da morte de Eduardo Campos… mas ele não contava com uma coisa: foi feito uma captura de imagens na tela, antes da retirada das postagens… se por acaso ele for denunciado e a Justiça convocá-lo para esclarecimentos, isso poderá ser usado contra ele como prova !!

  • Yarus

    Tem milhares destes “MALUCOS” soltos por aí…

  • Eduardo, você nos pede sugestões.

    Infelizmente sinto-me incapaz de sugerir qualquer medida.

    Principalmente depois desse episódio que você relatou envolvendo sua esposa e outras mães de crianças com o

    mesmo problema de sua filha Victoria.

    Só consigo pensar que as pessoas que ainda têm um mínimo de discernimento devem comunicar-se mais umas

    com as outras e, sempre que for possível, ao assistir a manifestações de boçalidade e intolerância como as que

    você enumerou, que procurem chamar esses manifestantes à razão.

    Se bem que mexer com criaturas tão irracionais pode até ser perigoso.

  • José Eduardo Dyonisio

    Nas últimas 24hs tenho conversando com várias pessoas que acusam o PT

    pela morte do Eduardo Campos.

    O pior é que não adianta argumentar demonstrando que o PT saiu perdendo

    com isso.

    Os caras parecem um bando de zumbi teleguiado.

    A minha cota de responsabilidade fica por conta de humilhar o sujeito com tanto

    argumento pro esquerda, enquanto que o sujeito de direita, invariavelmente, não

    consegue articular um argumento, só sabe fazer discurso e frases de efeito!

  • quando vejo pastores criando ódio espalhando pelo meio social, vejo Hitler nestas pessoas, Hitler era religioso ao extremo, e quantas pessoas não mataram em nome de DEUS, até hoje brigam por causa de pontos doutrinários uma denominação com a outra, muito triste isto observe o mala falha espalhando ódio contra a Dilma, dizem o Brasil esta alinhado a Russia, pô os EUA e a Europa fazem comercio compram e vendem a Russia, porque não o Brasil, tenho a leve impressão que tem gente ganhando dinheiro da CIA as escondida

  • Pablo Furii

    Há um clássico desenho animado do Pateta que se transforma quando pega um volante. A Disney bem que poderia atualizar para um teclado. As pessoas se transformam (ou se mostram de fato) com as duas ferramentas.
    Eu realmente estou preocupado. Os mal informados estão sendo levados para um confronto social, sem nem perceberem.
    Precisamos muito ajuda-los a entender. Eis o desafio.

    Excelente texto.

    • El Cid

      aquele desenho fez alusão a “Dr. Jekyll e Mr. Hyde”

  • Wilsoleaks Alves

    A agressora de Elizabeth, Hazel, de quinze anos e meio, não carregava qualquer livro escolar. Apenas uma bolsa e um inexplicável jornal.

    Inexplicável?! Como assim… inexplicável?

    Será que uma pessoa já não pode mais portar seu papel higiênico, enquanto defeca oralmente, sem causar algum tipo de estranhamento?

  • Rogerio

    So para entender? Quando se divulga uma imagem forjada de uma suástica numa bandeira de um mascarado, isso não é incitação?

    Quando o ex-jornalista PHA ridiculariza os seus adversários ideológicos com apelidos jocosos (para dizer o mínimo), tudo bem? Quando se comparava Eduardo Campos a Henrique Caprilles, que era deliberadamente pró-golpe na Venezuela (!!!), tudo bem? Chamá-lo de “traíra” não é incitação?

    Não é só na direita e na extrema direita que se planta esse tipo de cultura, de ódio ao inimigo….

    “O inferno são os outros”…..

    • El Cid

      Rogério, concordo contigo quanto a esta postura do PHA… mas isso justifica a falta de respeito com a família de Eduardo Campos?

  • saul athayde

    Boa noite Eduardo.
    Este cara é um cretino e quem lhe der ouvidos, cretino e imbecil.
    O que este acéfalo esta pregando, é crime.
    Aos criminosos os rigores da Lei.

  • Antonio

    Ódio gera ódio.
    Por isso sou fã do Mahatma Gandhi.
    Pregava a “não violência”.
    Acho que tudo vem prá bem.
    Esses fatos revelam quem somos – isso é bom.

  • O ser humano é um centauro de anjo e demônio. Salvo exceções, o que nos molda é o meio-ambiente. Coloque-se uma criança em ambiente racista e haverá forte probabilidade de que ela seja racista. Crie-se essa mesma criança ensinando tolerância e haverá grandes chances dela ser um ser humano melhor.

    Nessa atual fase da evolução (?) humana, quase todas as formas de ódio têm, como fundo, o ódio de classe. Guerras “religiosas” são, quase sempre, guerras por território.

    Os EUA vivem inventando guerras do outro lado do Atlântico, no Oriente Médio. A justificativa é o nobre ideal de implantar a democracia naqueles países — e tem gente que acredita — mas, na realidade, são guerras pelo petróleo. Os EUA fomentam o ódio em seus filmes. Ódio contra comunistas, contra árabes, etc. E nossa gloriosa classe média mimetiza muito bem essa ideologia.

    Quanto mais um governo se direcionar para a ampla maioria pobre da população, tanto maior será o ódio que uma parte da classe média devotará contra esse governo. Dou um exemplo simples: as faixas exclusivas de ônibus implantadas pelo prefeito Fernando Haddad. Os hipnotizados pela mídia odeiam furiosamente essas faixas. Mas 68% dos paulistanos andam de ônibus e, para eles, a vida melhorou muito.

  • Caro Guima,
    é sempre um prazer acompanhar seus textos e este em relação a sentimentos está um primor, eu quando me defronto em angustia por causa de pessoas abjetas, como as que você cita, lanço mão do pensamento: posso conviver com qualquer defeito em mim existente, mas nunca serei refém da intolerância humana. Pense nisso quando ofenderem sua família e aqueles a quem ama, pois neles achará amparo e força para prosseguir. Fique na paz.

  • Giba PE

    O ódio no Brasil está crescendo, é verdade.Deve-se isso ao PT, com seus líderes divulgando a tese do “nós” contra “eles”, que inclusive está na estratégia de marketing para essa campanha.Franklin Martins prega isso abertamente, mostrando seu viés fascista. Lula e Dilma não param de apontar mesmo caminho.
    Isso dá espaço para imbecis como esse cara mostrado acima e do outro que ameaçou de morte o ministro Joaquim Barbosa.

  • Sidnei Brito

    “ ‘Achamos que somos um bando de gente pacífica cercados por pessoas violentas’. A frase que bem define o brasileiro e o ódio no qual estamos imersos é do historiador Leandro Karnal. A ideia de que nós, nossas famílias ou nossa cidade são um poço de civilidade em meio a um país bárbaro é comum no Brasil (…)”

    Frase do Karnal absolutamente sensacional.

    O Eduardo Gianetti uma vez falou algo interessante nesse sentido, parafraseando Sartre: “para nós, brasileiro é o outro!”. Pura verdade: quantas vezes já não vimos, ou melhor, não nos vimos dizendo “o brasileiro é isso, brasileiro é aquilo, o brasileiro é fogo etc”? Ora, brasileiros somos nós!

    E aquelas pesquisas que, se questionam se no Brasil há racism,o dá quase 90% de “sim”; mas, se perguntam “você é racista?”, dá quase 100% de não! Conta difícil de fechar!

    Em suma, você atingiu o alvo com o texto, Eduardo. O importante é cada um olhar pra si mesmo, com sinceridade, e ver o quanto está ajudando ou atrapalhando nesse debate.

    Parabéns pelo texto e pela pauta.

    • eduguim

      Grato

  • Vitorio dos Santos

    Vc le os comentários postados em seu Blog???

    Isto sim é ódio político!!!

    • El Cid

      você tem razão: os reaças quando veem aqui demonstram puro ódio político mesmo…

      espero que você não seja da turma deles…

  • Jbmartins

    Amigos, é coisa séria, este ódio colocado em pessoas que foram manipuladas, a culpa todos nós sabemos que são a turma da direita que perdeu a teta que anos mamaram, mesmo na época da ditadura, o Brasil nunca teve um período tão grande de crescimento e de democracia com o Povo no poder, esta é a diferença, se um dia a direita retornar o poder esta violência ficará com a repressão da PM.

  • Marco

    Excelente artigo!!! Se não fizermos nada agora, ficaremos no futuro completamente reféns do ódio.

  • O JUIZ

    Tenho certeza de que, se esse marginal tivesse proferido essas palavras contra qualquer Tucano, já estaria na cadeia.
    E não sairia de lá tão cedo.

    • El Cid

      Fato !!

  • Nádia

    Aquela que aparece na foto com uma cara feia, deve estar morrendo de vergonha hoje se ainda estiver viva. Como o espírito se mostra na cara. Estamos em tempo muito crucial, mas, está mais fácil selecionar os amigos, aqueles que se vê ódio nos olhos, não vale à pena, são espíritos ainda atrasados na escala da evolução, por isso sentem ódio, sentimento que se sintoniza com o mais baixo astral, não fazem bem para nós, é bom evitá-los. Evitar também em se informar em mídias que todos sabemos para quem servem, e procurar as mídias alternativas. E elevarmos nosso pensamento para que as entidades superiores tenham força para trabalhar em favor à evolução. Quanto ao Jayme, deve denunciá-lo à polícia, pois, ele cometeu crime.

  • Carlos Cwb

    Impressionado (mal) com a carrada de impropérios nos comentários desse post no 24/7. Incrível o ódio declarado de setores desta sociedade, que também acredito, foi fomentado e fermentado pela midia apodrecida deste país.
    Estou com você, Eduardo!

    • eduguim

      Obrigado

  • Eduardo CPQ

    Caro Xará,
    durante a leitura do seu precioso e corajoso texto, subiu à minha memória um artigo escrito pelo Físico e mui erudito Rogério Cezar de Cerqueira Leite, a discorrer sobre o tema Preconceito.
    Publicado, salvo engano, na Folha, e há boas décadas, ele desenvolve a tese de que algum preconceito é necessário ostentarmos, caso contrário sofreríamos e vacilaríamos ao termos que tomar decisões, até as mais simples. Não vou me alongar, falta-me competência, mas a tese dele tem sentido. Imaginemos o desespero que seria analisarmos, a partir do zero, se deveríamos dar ou negar esmola a um pedinte de rua!
    Ninguém é isento de preconceitos, Cerqueira Leite considera-os necessários à nossa sanidade mental.
    Talvez a questão seja de grau. E há o ponto de que muitos de nós preferimos ser guiados, conduzidos a ter ideias e iniciativas próprias. Com maldade, há quem diga que, para estes, pensar dói!
    Assim, os tais poderosos “formadores de opinião” sempre terão tijolos para catalisar, multiplicar e dar corpo à sua argamassa. A questão estaria mais em quanto mexer e remexer o barro para cimentar os elementos da construção do ódio.
    E quanto tempo faz que nossa mídia, com o poder de penetração e convencimento agigantado pela TV, vem batendo na tecla do ódio, ódio político/social fortemente concentrado num alvo, o que sucedeu ao comunismo por aqui e acolá? E, pior, arrostou o status quo e venceu, ainda que com a perda de muito brilho e cor?
    De outro ângulo, estamos os brazucas contribuindo com nosso quinhão para o que está se projetando no mundo.
    Infelizmente, vejo nuvens cada vez mais negras. Vejo o ódio grassar, não no éter e no papel, mas nas ruas, nas rodas, nas barbearias e botequins, nas bancas e nas esperas em bancos…
    Que eu esteja errado.

  • Marino Stringare

    Seu blog publica comentários onde Aécio é chamado de aébrio, aócio, aécio do pó e Eduardo Campos de traíra. Isso é ódio ideológico ou apenas brincadeirinha ?

    • El Cid

      ok meu caro, entendo sua opinião… então todos vamos fazer mea-culpa agora? você está disposto a isso?

  • Eliseu Leão

    A Associated Press divulgou a existência do Zunzuneo, espécie de Twitter desenhado especialmente para influenciar na situação política interna de Cuba usando mensagens de celular. Alcançaram cerca de 40 mil pessoas dentro da ilha. O plano consistia em enviar informações interessantes, mas politicamente inócuas para ganhar credibilidade em um público ao qual, posteriormente, seriam levados materiais com a finalidade de influir na situação interna cubana com o fim de “promover a democracia”. A administração do Baback Obama infiltrou grupos de jovens latino-americanos para fomentar a oposição. Fizeram isso escondido, sob a fachada de programas de saúde. Os falsos cooperantes eram um bom negócio porque o salário dado a eles era ínfimo e, se fossem presos, não se transformariam num problema para a Casa Branca. Melhor ainda, criaria conflitos entre Havana e os governos da região. (Carta Maior)

    Pra mim não existe distinção entre esse Jaime Rego Matos e o estúpido e debochado Luiz Eduardo Rocha Paiva, general, ex-chefe da Escola de Comando do Estado-Maior, ex-secretário-geral do Exército e um dos intimidadores da Comissão da Verdade. Li que esse insubordinado pago pelo contribuinte, diz merda nos jornais contra a Presidenta da República, Senhora Dilma Rouseff e continua solto, recebendo salário integral. Pergunto aos leitores do Cidadania: o que mais indigna: a ”merda estúpida” do Jaime Rego Matos ou a nota do ministro Celso Amorim afirmando que não houve torturas e assassinatos nas instalações militares durante o periodo da ditadura militar? A degradação da nossa humanidade é o resultado direto do mando de uma classe dominante usurpadora e malvada que tanto o gen. Paiva como o min. Amorim bem representam. A violência dessa ”elite” não tem somente o objetivo de garantir a submissão das massas; insiste em desumanizá-la e quem resiste, deve morrer; quem cede, degradar-se e deixar de ser humano; a vergonha e o temor vão ofender-lhe o caráter, desintegrar-lhe a personalidade. Talvez seja esse o caso do Jaime…

    Basta olhar com atenção na cara de um Armínio Fraga pra intuir o caráter dessa ”elite”. Fraga Armínio, capacho do George Soros, é peso pesado da direita que tenta voltar ao poder. Pra ele, detonar o PT faria a Bolsa de Valores recuperar o que foi perdido (pra curriola dele) com os programas do governo Dilma (que beneficiaram o Brasil inteiro). Não vamos permitir que destruam o que resta da nossa humanidade; vamos votar na Dilma e tentar recuperar fudidos como o Jaimes Rego da vida.

  • Hildermes José Medeiros

    É verdade. Há um ódio ideológico por aí. A meu ver são todos com uma visão de direita, muitos que serviram ou se beneficiaram do período da ditadura, grande parte encastelada nos estamentos militares e policiais. Quem tem parentes e amigos dessas áreas sabe muito bem. Nada a ver com as relações familiares e entre amigos. É quase impossível discutir qualquer coisa sobre política. Não dá. Desanda para altercação. Costumam desfilar um monte de acusações ultrapassadas, muitas já provadas mentirosas e até mesmo inverossímeis, acompanhadas de baixo calão de toda ordem, principalmente contra os personagens do Governo e aliados, em especial Dilma e os petistas envolvido no dito mensalão, com destaque o Ex-Presidente Lula. Também e principalmente na internet. Incomoda muito, mas não temo nada, porque confio que estamos em plena vigência do Estado Democrático de Direito, e percebo que os métodos de que se utilizam são tão contrários à Democracia, tão chulos e desligados da realidade (o mesmo nesse aspecto faz a mídia), que não têm muitas chances de prosperar, tendendo a ficar circulando entre eles mesmos, cada vez menos numerosos. Seus métodos e objetivos políticos só poderão ter curso através de uma ditadura. E a esta somente poderão chegar através de um golpe de estado, cada vez mais inviável de ser conduzido no Brasil da atualidade, pelo porte econômico atingido pelo país, seu peso internacional, seja na política, seja na economia. E principalmente por falta de financiadores com poder para suportar o custo da empreitada, que a todos atingirá. Ficarão perdendo seus tempos nessa loucura de odiar, o pior dos sentimentos que mais atinge quem odeia, com condições quase nulas de serem escutados e seguidos, limitados a, se tanto, uns vinte por cento do eleitorado. De vez enquanto se prejudicam por participações sesastradas em manifestação. Agora, que incomodam, incomodam. São barulhentos e sem modos. Sem a pretensão de ser melhor do que ninguém, na realidade os acho ridículos.

    • Maria José Fernandes de Aquino

      Edu sem palavras, perplexa. Misericórdia Senhor.

  • emerson57

    Importante post Eduardo.
    Com a sua licença enviei o link para meus amigos.
    Esse ódio reinante, principalmente quando se trata de política, parece um estouro de boiada.
    Ninguém pensa. São muitos e o bando é poderoso e furioso. Os instrumentos e ferramentas modernos como smartfones e computadores só fez aflorar o que eles tem de pior.
    A turba é tangida pela mídia PIG e corre para onde ela manda.
    Não dá para esperar autocrítica de bois em desabalada correria.
    O pior é que esse ódio extrapolou da política para as torcidas esportivas, por ex.
    Pior, como esquecer do recente linchamento até a morte de uma mãe de família na cidade do Guarujá ocasionado por uma suspeita de bruxaria levada ao ar por um irresponsável locutor da rádio local?
    …muitos pensam que são evoluídos e elite mas na verdade vivem no pior da idade média.

  • Valdo Vieira

    De acordo com documentos que falam da Primeira Guerra Mundial que consegui recolher e examinar no Escritório de Guerra em Whitehall Londres, parece que o Royal Institute for International Affairs foi incumbido pelo Comitê dos 300 de fazer um estudo sobre manipulação de informação de guerra. Esta tarefa foi dada ao Lord Northcliffe e ao Lord Rothmere e Arnold Toynbee, que era agente M16 no RIIA. A família de Lord Rothmere era dona de um jornal que estava acostumado a apoiar diversas posturas do governo, por isso considerou-se que o jornal poderia alterar a percepção do público, principalmente entre o número cada vez maior de pessoas que eram contra a guerra.

    O projeto foi sediado na Wellington House. Especialistas americanos convocados para ajudar Lord Rothmere e Northcliffe foram Edward Bemays e Walter Lippman. O grupo teve sessões “quebrando a cabeça” para desenvolverem técnicas de mobilização de apoio em massa para a guerra, principalmente entre a classe operária cujos filhos, esperava-se, seriam mandados em massa para os campos de chacina de Flanders.

    Através do jornal de Lord Rothmere, experimentaram-se novas técnicas de manipulação e, depois de um período de seis meses, ficou óbvio que tinham obtido êxito. Os pesquisadores descobriram que apenas um pequeno grupo de pessoas conseguia raciocinar e tinha a capacidade de analisar o problema, ao passo que o resto apenas expressava a sua opinião. Segundo Lord Rothmere, foi assim que 87% do povo britânico reagiu à guerra, simplesmente expressando suas opiniões sem entenderem a realidade subjacente. Ele teorizou que o mesmo princípio se aplicava não só à guerra, mas a todo problema possível e imaginário na sociedade. Sendo assim, se a opinião do povo pode ser moldada e manipulada, então pode-se controlar o povo.

    Desta forma, a irracionalidade foi levada a um nível alto na consciência do povo. Os manipuladores então usaram isto para minar e distrair a idéia de realidade em relação a qualquer situação e, quanto mais complexo se tornaram os problemas de uma sociedade moderna industrial, mais fácil se tomou causar distrações cada vez maiores para o povo, de modo que no final, opiniões absolutamente inconseqüentes da massa do povo, criadas por peritos em manipulação, assumiram a posição de um fato científico.

    Quando os manipuladores depararam com essa conclusão tão significativa, eles experimentaram isso vez após vez durante a guerra, de modo que, apesar de centenas de milhares de jovens britânicos estarem sendo chacinados nos campos de batalha da França, não se levantava praticamente nenhuma oposição àquela guerra sangrenta. Os registros daquela época mostram que até o ano de 1917, logo antes dos Estados Unidos começarem a participar da guerra, 94% da classe operária britânica que estava agüentando todo o sofrimento e as conseqüências da guerra, não tinha a mínima idéia do objetivo da guerra, a não ser aquela imagem criada pelos manipuladores da imprensa de que os alemães eram urna raça horrível que queria destruir a monarquia e o país deles e que por isso tinham que ser aniquilados da face da terra.

    Logicamente nada mudou, porque em 1991 aconteceu a mesmíssima situação criada pelos órgãos noticiosos, que permitiu que o presidente Bush violasse flagrantemente a Constituição travando uma guerra de genocídio contra a nação do Iraque com o consentimento de 87% do povo americano.

    Em 1928, o Compatriota de Lippman, Edward Bernay, escreveu um livro intitulado “Como Cristalizar a Opinião Pública” (Crystallizing Public Opinion), e em 1928 um segundo livro dele, intitulado simplesmente Propaganda, foi publicado. Nesse livro Bernay descreveu suas experiências em Wellington House:

    “Agora que a civilização está ficando mais complexa e que fica mais óbvia a necessidade de um governo invisível, inventaram-se técnicas e foram também criados meios através dos quais a opinião pública pode ser moldada à vontade. Com a existência da máquina impressora e do jornal, telefone, telégrafo, rádio e av

  • Carlos Henrique

    Cadeia! A única saída para se combater bandido de verdade; que é do que podemos chamar esse animal que relinchou no facebook e também as loucas que atacaram sua esposa; é essa. Por sinal, combateremos marginais característicos, pois ao contrário daqueles vitimados pela exclusão social, esses dedicaram-se à violência e ao ódio exclusivamente por causa de suas naturezas deformadas, devidamente exploradas pela mídia ainda mais degenerada que eles, mas que só conseguiu atingir plenamente seus objetivos nesses doentes, não atingindo-os em muitas outras pessoas, por encontrar nas “naturezas” deles o solo adequado para o que existe de pior. SINTO MUITO SE CHOCO VOCÊ POR NÃO ADERIR A NENHUMA SOLUÇÃO DO TIPO MAHATMA GANDHI, MAS NÃO ACREDITO EM SOLUÇÕES MAHATMA GANDHI. POR SINAL, GANDHI CONSEGUIU COM SEU PACIFISMO QUE A ÍNDIA NÃO SE LIBERTASSE DO COLONIALISMO INGLÊS E OBTIVESSE UMA “INDEPENDÊNCIA” SEMELHANTE AS QUE OCORRERAM NA AMÉRICA LATINA, SÓ DE DIREITO, MAS NÃO DE FATO, DA QUAL O PAÍS INICIA LIBERTAR-SE SOMENTE AGORA. SÓ SE COMBATE VIOLÊNCIA COM VIOLÊNCIA. O CONTRÁRIO, O “PACIFISMO” BONZINHO É DESCULPA PARA A COVARDIA E SÓ ESTIMULA OS MALVADOS A TORNAREM-SE AINDA MAIS BÁRBAROS. Quantas “pessoas”, se é que podem ser chamadas assim, você não conhece que possuem naturezas tão depravadas que, se percebem a fraqueza e a ausência de resistência em outro, o destroem da forma mais cruel? Garanto que conhece muitas, como todos nós conhecemos, e tenho certeza que sabe que a única coisa que as mantém adestradas é o medo da punição. Schoppenhauer já dizia que as pessoas têm uma natureza tão doente que por mais que tenhamos qualidades intelectuais e morais para nos admirarem, a única coisa que enxergarão para nos respeitarem é o medo. Portanto, não vamos começar com esse papo cabeça, na verdade papo frouxura, que a esquerda adora adotar quando é atacada. Já chega de aguentá-lo nos “textos” dementes que defendem os fascistas mauricinhos que tentaram derrubar Dilma nas “manifestações” reacionárias de junho; por sinal são os mesmos que agora mandam assassiná-la no facebook. Ao invés de aproveitar o momento para esmagar quem não hesitaria nem por um momento em esquartejá-la, a esquerda recupera sua vocação “mulher de malandro” e fica “preocupada” com Sininho e seus badalos. QUERO PARA SININHO E TODOS OS FILHINHOS DE PAPAI QUE PROMOVERAM AQUELA REEDIÇÃO PATÉTICA DA TFP DE 64, OU DAS MARCHAS DA JUVENTUDE HITLERISTA, O MESMO QUE DESEJO PARA OS “JORNALISTAS” AMESTRADOS QUE OFENDEM A ESQUERDA NO PIG, PARA ESSE MARGINAL QUE ESCREVEU MERDA NO FACEBOOK OU PARA AS DEPRAVADAS QUE OFENDERAM SUA ESPOSA E FILHINHA : QUE APODREÇAM NA CADEIA PELO QUE FIZERAM. Desejo e lutarei por isso como cidadão, para que o ódio que a mídia fabricou no Brasil a partir das naturezas deformadas de vários doentes que aqui existem, seja destruído através da punição legal dos que o difundem e praticam, pois sei que esse é o único caminho para curá-lo e se não o fizer, amanhã poderão bater na minha porta para tentarem derramar seu ódio contra mais um petista. Por isso, clamo a todos que assim hajam, denunciando essa gente à polícia, coisa que o Cidadania poderia começar fazendo com esses psicopatas citados no texto, e também em relação à série de outros que conhecemos.

    • Maria José Fernandes de Aquino

      É nessas horas que sou favorável a pena de morte.

    • Zanchetta

      Como é bom ler um comentário de quem só tem o AMOR no coração, né Edu?

  • Fernando Moreno

    Prezado Eduardo, boa noite.
    Em primeiro lugar, quero me solidarizar com sua família pelo constrangimento por que passou sua esposa. Tenho um filho com síndrome de down e quando nos deparamos com uma família que tem um filho com a síndrome, automaticamente estabelecemos com essa família uma afeição maior, sabedores que passamos por experiências semelhantes. Quando li o que aconteceu com sua esposa, sinceramente me deu uma tristeza e uma sensação de impotência imensas. Quando procuramos um pouco de conforto, como na comunidade virtual citada por você, e somos escrachados, dá vontade de desistir de tudo mesmo. Sou espírita e há tempo tento entender o que vem acontecendo em nosso país que está gerando tanto ódio nas almas brasileiras. Segundo a doutrina, estamos passando por uma fase de transição, mas a sensação que temos é de que o ser humano perdeu todos os atributos de solidariedade e respeito ao próximo. Não sei se você reparou, mas em todo ano de eleição presidencial acontece uma catástrofe, e acredito que elas provêm da grande emanação de energia gerada pelo ódio das pessoas, capaz até mesmo de produzir tragédias. As razões desse ódio são muitas, como o preconceito que cada pessoa traz consigo há milhares de anos, mas a disseminação dessa situação é sem dúvida realizada por parte da imprensa. Que Deus abençoe sua família, bem como as das vítimas da queda do avião em Santos, e nos dê paz, força e humildade para continuarmos na batalha para fazer desse país um lugar onde a solidariedade entre as pessoas seja uma constante. Desculpe por falar um pouco de religião, mas era apena pare expor minha visão sobre a atual conjuntura do país.

  • Marivaldo

    Pessoas do tipo Jayme Rêgo e Pr. Daniel Vieira podem ser que evoluíram no intelectual mas a sua evolução moral ainda estão no solado dos seus pés!

    • El Cid

      Marivaldo, na minha opinião, intelectuais tinham que tem o senso de moral. Portanto, os dois que vocês citou acima não tem um pingo de intelectualidade !! e o mais pior: sabem o que estão fazendo…

  • Regina Fe

    Muitas dessas pessoas que destilam ódio o fazem por despeito, frustração ou mesmo por desvio de caráter. Há pessoas assim no meu trabalho, mas as ignoro e apresento-me sempre de bom humor, pos faço questão de demonstrar a elas que não me atingem. Também encontro pessoas que respeitam as diferenças, inclusive jovens, quando então renovo minha fé no progresso da humanidade Dos que destilam ódio, tenho pena, pois vão envelhecer sem perceber que não viveram plenamente, que desperdiçaram o tempo.

  • Giba PE

    Eduardo, , vocês acham que pessoas como eu estão absolutamente equivocadas, e eu acho que vocês não estão enxergando o que se passa atualmente no Brasil,
    No entanto, ao contrário de outros blogs, você não censura minhas opiniões divergentes e eu lhe parabenizo por isso.

    • Luiz Henrique

      Caro Giba, há erros de paralaxe diversos, mas uma coisa é certa: há, no Brasil, uma carência gigantesca de informações confiáveis para a população e ela realmente tem sérias dificuldades em fazer uma análise isenta sobre a atuação dos partidos. Daí, vota muito às cegas. Veja:

      1) De um lado, temos uma mídia partidarizada e anti-petista até a medula, com grandes interesses financeiros na retomada do poder pelo PSDB, um partido que quando esteve no poder, governou claramente para os mais abastados.

      2) De outro lado, um governo ruim de comunicação, que faz coisas muito boas e também algumas grandes bobagens, mas que está longe de ser o horror pregado pela mídia. Porém, esse governo tem uma péssima comunicação e uma presidente que não gosta de se comunicar. Ficou quatro anos apanhando da mídia se defendendo pouco.

      3) E entre esses dois lados, há uma boa parte da elite econômica (por que culturalmente, esse pessoal é pobre) que tem horror a pobre melhorando de vida. Ao lado dessa parte da elite, há uma parte da classe média que “se acha”, pensa que também é elite, mas que quando vem a crise, perde o trabalho/emprego e fica na pior.

      Não considero o PT e sua base aliada “uma bastemp”, mas ao que tudo indica, é o menos ruim que temos. Sem eles, o que resta aos menos favorecidos e às pessoas que entendem que é legítimo a outros melhorarem de vida? Aécio Neves? Marina Silva? Pobreza total de opções.

      • Guerson

        Outra coisa: tem uma parcela da sociedade que tem até 30 anos que desconhece a carestia, não viveu o período entre a abertura democrática em 1985 e os tristes anos de FHC e seus privatistas. Essas pessoas são ignorantes, no sentido literal da palavra, e pensam que vivem num inferno, ainda mais dando eco ao que diz a grande mídia e o “deus” mercado. Mal sabem eles que, se lhes dissessem quem representa o dito “deus”, se arrependeriam de ter tido a iniciativa de iniciar discussões violentas e posts de baixaria tamanha que coraria até o Papa. Pior de tudo, são levados a essas atitudes pela iniciativa dos trolls da direita, disfarçados de cidadãos preocupados com os rumos do país, como muitos comentaristas aqui neste blog. A propósito Edu, sugiro uma filtragem maior nos comentários, pois seu espaço a todas as opiniões é louvável mas acho que tem de ter limites, para impedir a proliferação de baixarias e também para terminar com discussões que não levam a lugar nenhum, servem só para exacerbações e xingamentos. Até porque a direita tem outros lugares para postar, junto aos que lhe são semelhantes, por exemplo o rola-bosta, na Veja, magnificamente apelidado por Leonardo Boff.

    • Gerson

      E o que se passa atualmente na tua opinião??? O Brasil está com índice de desemprego elevado do tipo Espanha (20% – entre jovens chega a 50%); a inflação (do tomate do JN) está descontrolada? Existe uma crise de economia de energia do tipo que aconteceu com FHC? Ou crise de água como em SP? Diga aí o que está acontecendo…

  • Roseli Carvalho

    Eduardo, ontem, quando eu e meu marido fomos almoçar num restaurante aqui no nosso bairro, o proprietário também nos disse que era o PT que estava por trás daquela tragédia com o Eduardo Campos. Meu marido tentou argumentar mas o sujeito era um coxinha daqueles e então percebemos que perderíamos nosso tempo tentando contrapor nossa opinião. Assim, viemos para casa arrasados. Além da tristeza por causa do acidente em que várias pessoas perderam a vida ainda temos que conviver com esse tipo de atitude. Aqui vai minha solidariedade a você, à sua esposa e filha que, com certeza, nem imaginariam que teriam que passar por tudo isso.
    Com relação ao comentário odioso lá no Facebook, isso não seria um caso de polícia?

    • eduguim

      Com certeza, Roseli

  • PTlhão

    Esse sujeito merece é cadeia, que o Ministério Publico o faça pagar por seu crime.

    Eles precisam aprender que existem sim lei neste país, por mais que ficamos com a pulga atrás da orelha.

    A natureza a fatalidade matou Eduardo Campos, e eu como Petista não desejei e nem desejaria a morte dele, na verdade de nenhum dos candidatos.

    Abraços.

    • Museusp Batista

      E como ficam as leis se as mais altas autoridades do judiciário desse país já demonstraram claramente recentemente que para eles as leis não passam de uma simples “quimera”?

    • flavio jose

      Talvez algumas pessoas do Ministério Publico não saibam!

  • TRAZIBULO MEIRELES DE SOUZA

    Não há outro caminho a não ser a regulamentação da mídia. Sheherazade do SBT simboliza bem esse momento, também o Jabor. Outra figura pública importante que ajudou nesse processo de violência foi o Joaquim Barbosa, o próprio Serra naquela campanha de 2010…

  • Denise

    Por isso, infelizmente, a Dilma errou ao dizer que o controle da mídia era o controle remoto. Ela que foi torturada na ditadura, não poderia deixar de saber a que ponto chegam os que odeiam por causa de ideologias diferentes.

  • Pedro Soto

    Mas tudo isso já era assim na época de Getulio Vargas, Jango, Brizola. Não tem nenhuma novidade. É uma mera repetição.

  • Vera Delerue

    O pior de tudo isso é saber que este ódio, estampado em posters como o do indivíduo acima e outros com fotos ainda mais agressivas, pode e será acentuado e disseminado por 9mil robos.

  • O maior disseminador do ódio na política brasileira tem nome: Partido dos Trabalhadores. Os adversários serem foram tratados como inimigos a serem destruídos e não adversários a serem eleitoralmente derrotados. Aliás vai além, como recentemente a que se diz filosofa, a tal da camarada Marxilena, foi delirantemente aplaudida ao babar todo o seu ódio pela “classe média”. Utilizando adjetivos raivosos numa pregação de absoluta violência incentivando a luta de classes. Não vi o camarada Guimarães tecer comentários sobre as diatribes da delirante musa decadente do complexo pucuspE.

    Também tivemos o inominável camarada líder Lulenin exsudando venenos por todos os poros e liberando perdigotos contaminados ao dizer para a camarada Rousseff que “eles não sabem, eles não sabem do que nós seremos capazes de fazer” para que ela seja reeleita. Na mesma fala deixa claro que as suas derrotas anteriores ou a da camarada búlgara neste ano não é mera questão político-eleitoral, no seu modo de dizer fica claro que isso seria inadmissível. Como se o PT possuísse o direito de se manter no governo mesmo que minoritário eleitoralmente.

    Camarada Guimarães: após o final da ditadura militar existe uma escalada de ódio na política brasileira tendo como maior responsável o PT, os seus ideólogos e a sua liderança. No partido que pretende substituir o Estado brasileiro o apelo à violência é institucional, no entanto vocês pescam comentários isolados de debiloides na internet e tentam se passar por vítimas de uma conspiração orquestrada.

    Os movimentos sociais treinados e financiados pela esquerda no Brasil, principalmente os mantidos pelo PC do B e pelo PT em nada diferem dos grupos de assalto fascistas na Europa dos anos 1930. Ali a violência vai muito além da retórica. Então tovarisch deixe o discurso de vítima de uma conspiração de lado, não ligo se denunciar os tolos bravateiros, mas em termos de ódio e violência os membros públicos e ocultos do Foro de São Paulo são especialistas. Como las avispas negras que já estão voando pelo Brasil.

    • eduguim

      Impressiona que um direitista apoiador da ditadura escreva acusações ao PT. Em que planeta você vive? Já viu o que a direita tucana faz nas redes sociais? É muita cara-de-pau. Veja a foto do seu coleguinha, acima

      • Das acusações que fiz pelo menos duas existem em vídeo. Existem vários no Youtube. Quanto a ser defensor da ditadura militar não lembro de nenhuma apologia explícita ou defesa concreta, agora se ao dizer que os terroristas de esquerda não lutavam por democracia e sim por outra tirania, só que ainda mais cruel e violenta, significa apoio aos porões depende da interpretação de cada um. O sujeito acima não é meu coleguinha, jamais defendi o uso da violência na política. Faço comentários muitas vezes ácidos ou de ironia corrosiva, mas nunca disse que A ou B deveria ser fisicamente atacado. Como chamar o Alckmin de ladrão da água, dizer que os cães são mais dignos que o marquês de Vargas Llosa, acusar o Juan Manoel Santos de quinta coluna ou de repugnante o pessoal da tal terceira via (FHC, Blair, Clinton, Lagos, etc.). Aliás uso mais “vitríolo gramático” contra a CNBB do que o PT.

        Assumo-me como direitista, mas por ser ela o oposto da esquerda. Porém como no bloco socialista a direita também possui muitas divisões. Felizmente de tucano não posso ser chamado, até porque o de bico grande e emplumado não é da direita, no máximo defende o liberalismo econômico. Coisa que em muitos aspectos considero um erro.

        Antes que me esqueça. No ano passado defendi o impeachment da Dilma por ter cedido a soberania do Brasil à FIFA. Coisa que o Moralles (do blog do Nassif) não me deixa esquecer.

        • El Cid

          a diferença sua e a do jayme, é que você tenta ser mais sutil, sabia?

        • Cacá Oliveira

          Rebolla,
          Poucas vezes vi tanta sandice em um único post. Triste é verificar que a direita credita-se o “direito” natural de provocar, espancar, desaparecer, matar e manter sob o tacão da miséria e da ignorância todo o “resto” do povo brasileiro (e mundial), ao passo que mensura tudo o que é contrário às suas “ideias” como degradante e vil. Vilania são suas palavras e sua postura, tentando acuar o Eduardo Guimarães chamando-o de “camarada” como se isso fosse depreciativo.
          Não sou petista e tenho até algumas ressalvas políticas e ideológicas ao PT. Mas admiro a enorme capacidade administrativa que eles demonstraram em todos os lugares (nos quais eu vivi: BH, Brasília e Brasil) em que estiveram à frente da gestão. São muito bons em administrar para o povo e eu desejo que o povo tenha, ao menos, aquilo que eu tenho. Isso faz de mim o quê? Uma comunista perigosa? Que bom! Esse seria o maior elogio que eu poderia receber.
          Não me admira que pessoas como você façam leituras tão rasteiras do que diz o Grande Lula (uma das maiores cabeças políticas deste país). Como professora, não consigo me furtar a explicar. Quando Lula diz: “não sabem do que somos capazes”, ele quer dizer: “No PT existe compromisso da militância que, mesmo sob o fogo cerrado da mídia direitista e da direita raivosa, vai para a rua e faz campanha, gratuitamente”. Talvez por isso a direita insufle e ataque o PT tão furiosamente. Eles tem o que vocês nunca terão: compromisso da militância e o respeito do povo (que ao término e ao fim, é só o que interessa ao trabalhismo).
          Ah, sim! Antes que você comece a tecer “elaboradas” concepções sobre minha incapacidade intelectual, eu me apresento: sou professora da rede pública (concursada), com três graduações (letras, pedagogia e direito); quatro especializações (Gestão Pública, educomunicação, arteduca e educação para os direitos humanos); um mestrado (Direitos Humanos e Cidadania) e me preparo para o doutorado em Educação. Portanto, de acordo com a escala de valoração que a direita adota (escolarização como principal credencial), eu estou bem lá em cima.
          Cacá Oliveira

          • Wilsoleaks Alves

            Parabéns, professora Cacá por seu excelente comentário.
            Confesso, lavou-me a alma.
            Grande abraço, querida Mestra

          • Vamos diferenciar educação formal de inteligência. Para que a segunda seja utilizada em sua plenitude é recomendável a primeira, mas nada impede que o próprio indivíduo supere por si mesmo as limitações do meio com o autodidatismo.

            Quanto a militância petista tem muito tempo que não a vejo. Lembro-me dos meus tempos de simpatizante do partido, com camiseta e estrela, de preferência de metal esmaltado em vermelho, compradas para ajudar o caixa. Ainda devo ter algumas perdidas em alguma gaveta.

            Como interpretar “eles têm que apanhar nas ruas e nas urnas”, famoso dito do condenado Zé Dirceu.

      • El Cid

        essa figurinha acima Eduardo já é conhecida em outros blogs progressistas… veio aqui pra defender os vômitos da laia dele… previsível demais !!

      • Existe o ódio generalizado, em ambos os lados. Existem anti-petitas raivosos e petistas raivosos tb. Existe uma intolerância raivosa ao adversário que gera todos os “tijolos” citados no texto original mas nunca vemos a nossa participação, a culpa sempre é dos outros, no nosso ponto de vista. Isso foi citado no texto e acabou sendo esquecido pelo próprio texto e só foi retomado nesse comentário, que já sofreu ataques raivosos, por ironia.

        Coxinhas, petistas, classe média, grande mídia, comunistas, direitistas… cada qual tem destilado ódio na medida do possível e isso não é só no Brasil.

      • Juliano Santos

        Edu, vou começar já o que voce sugere. Para baixar a temperatura do ódio ideológico, pensei duas vezes, respirei e resolvi não comentar o post do sujeito aí de cima. Nem sequer farei piada com seu nome, Rebolla. Passo batido, mesmo porque ele é um conhecido disseminador de ódio ao PT na internet. Arroz de festa do ante-petismo insandecido. A diferença dele para o tal Jayme é que tem mais lastro intelectual. Além de ser mais esperto para não cometer apologia ao crime, que é tipificado no código penal

    • Guerson

      Ei, Jorge, o que você acha das ideias do Olavo de Carvalho? Só por curiosidade mesmo.

      • Depende da questão. Muitas subscrevo algumas não. Diria que tenho uma concordância de 70%/80% com as posições dele.

        • Guerson

          Hummmmm!… Tá explicado! Muito obrigado por sua resposta, foi esclarecedora!

    • Helena/S.André SP

      O sr. Jorge Rebolla deve ser eleitor da Daniela Schwery, candidata do PSDB a deputada estadual, que vive despejando seu ódio ao PT, contra os nordestinos e os pobres nas redes sociais. Infelizmente essa dita cuja tem seguidores como vc Rebolla.

  • Elza

    Pra mim, não existe coincidência, nem acaso e sim sincronicidade. Hj (14) mesmo fui agredida na pg do Face de uma pessoa o qual faz parte do meu ciclo de amizade. O mesmo publicou um texto, o qual falava coisas horrorosas que aconteceria caso o a presidente Dilma não ganhasse as eleições, cliquei no link e fui ler o mesmo era um texto de janeiro 2014 atualizado apenas a data, pois todos os comentários e aí voltei para a pg do face e comentei qua a matéria era antiga e que eu ñ acreditava no que ali estava escrito. Então o dono da pag respondeu da forma que é acostumada sempre com mentiras contra Lula e o PT e sai, dai outro da relação de amizade dele, que ñ é meu amigo fez um comentário daquele jeito, q acredito todos daqui estão acostumado a ver por aí nas redes sociais. Eu respondi dizendo, que ele procurasse outra pessoa p fazer terrorismo psicológico, q comigo ñ iria colar e q eu sairia da sintonia dele. O mesmo faz uma tréplica, mas deixei pra lá. Foi aí que entrou outro na conversa por nome de Vilson Todero e fez o seguinte comentário: Vilson Todero – “Alex Alex não discuta ou perca seu tempo com Ellza Beserrra olhe sua pagina é petista fanática, não jogue perolas aos porcos, eles nunca entenderiam” pra vcs verem como eles são, eu nem respondi, pois já há algum tempo decide, que ñ mais discutiria com esses odiosos, reacionários. Ele foi na minha pagina e viu meus posts, que ñ são exclusivos sobre o PT é bem diversificada, agora a dele são posts de pessoas tipo Bolsonaro, Malafaia, a Raquel Sherazade e por aí vai. Então Eduardo, quando vi o título do seu texto e fui lê-lo lembrei deste ocorrido comigo hj à tarde. Por isto comecei o meu comentário com a questão da sincronicidade. É que hoje à noite ainda pensei dar uma resposta para o sr Vilson, mas achei q ñ valeria a pena em gastar minhas energias c reaças e aí acho este belíssimo texto, apesar de triste, de uma situação, que ocorreu há 57 anos, mas que parece que aconteceu hoje, esta sincronicidade só me tranquiliza, que porcos são eles, que inventam mentiras, que se vestem de seres iluminados para terem seguidores e poder espalhar o ódio.

  • Abel Botelho

    Não dá para não dizer que foi o PT um dos grandes instigadores desse ódio, sob o pretexto de “luta de classes”. Concordo com sr. quando diz que nunca o ódio foi tão propagado como agora, mas na política foi o PT quem exacerbou, no Brasil, o “se não está comigo e não me apóia é meu inimigo”. Esse maniqueísmo terceiromundistacubano foi inoculado no Brasil pelo PT.

    Quer uma prova? Procure no youtube o vídeo da sra. Marilena Chaui execrando a classe média diante de um sorridente Lula, que fora das platéias em que é tratado como Deus bate no peito dizendo que colocou milhões de pobres na classe média! Aquilo naquele vídeo é ódio em estado puro…uma miserável daquela no poder seria capaz de mandar “enforcar o último padre com as tripas do ultimo nobre”, como os radicais da revolução francesa…

    • ramiza

      Exatamente. Também lembrei do vídeo.

    • Museusp Batista

      Vc propos uma prova em certo video em certo lugar. Leia e observe as pesquisas em torno do MANCHETOMETRO e perceba que são MILHÕES de distorções e deformações distribuidas para MILHÕES de pessoas por centenas de meios de comunicação de MASSAS que causam milhões de vezes mais deformações na percepção das pessoas e criam e dissimulam e disseminam SIM o ódio entre aos mais pobres. E, lhe digo, que a única forma de enfrentar esse ódio que cresce se espalha é ensinar ao povo o conceito da “luta de classes” que tantos tanto temem com razão porque para cada um que cair haverá milhões para levantar e carregar a bandeira. Eh isso que vcs querem? Talvez seja isso que estamos precisando para realmente fazer algumas mudanças no país. Continuem tentando e conseguirão!

    • El Cid

      nossa, estou comovido demais por vocês da direita serem as vítimas injustiçadas nesse sistema… estou em prantos aqui… como vocês são provocados, inocentes diante dessa barbárie instalada em nosso país…

      me sinto indignado com a situação de miséria e desrespeito com o sofrimento de sua turma…

      hunf…

      • ramiza

        Traduza ´por favor. O que o seu comentário tem a ver com a referência ao vídeo que mostra todo o ódio expelido em público pela professora Marilena Chauí? Aliás, aquilo, além de ódio, é desequilíbrio emocional.

    • O cacete, botelho.
      A direita, media ou alta nao esta sendo perseguida nem xingada pela onipresente midia, todos os dias quase 24 hs..
      O outro lado está.
      Desde 2005, sem discussão. E lembre-se de warren buffet, a frase lapidar dele.
      Se nao reagisse, e se nao atingisse o outro como “classe’ entao seria santo.
      Esta o contrario, isto é, nao suportam mais a passividade de nosso governo na area comunicacional.

    • Glub

      Tem toda razão.
      Promover ascensão social de dezenas de milhões de elementos da ralé só pode ter como objetivo ofender a classe média nacional, guardiã da tradição, família e propriedade.

    • Juliano Santos

      O mesmo para o Botelho, cujo nome não será objeto do meu sarcasmo. Só digo que a luta de classes não precisa de pretexto. Ela é consequência inevitável do capitalismo. E seu equívoco em relação ao PT, e principalmente ao Lula, é não ver que este foi a opção democrática da esquerda brasileira. O projeto lulista é de conciliação de classes. Foi ele quem fez o verdadeiro pacto social no Brasil. Pacto esse que a direita quer reverter. Só aceita “pacto” do tipo “obedeça que eu mando”.
      Prova disso que o PT e Lula é tão ou mais odiado pela extrema-esquerda do que por voces. Essa esquerda é a alternativa ao PT, pois a injustiça social no país é insustentável. Essa esquerda, ela sim, é que quer botar para quebrar em cima de voces. Marilena Chauí é pinto

    • Abel Botelho

      como sempre, falaram, falaram, xingaram, mas não enfrentaram o mérito da questão: a filosofia do PT ‘e ou não ‘e “se n`ao est`ao comigo est`ao contra mim”? o mencionado discurso da Marilena Chaui NA PRESENÇA DE UM RISONHO LULA foi ou n`ao uma demonstra;ao de ódio?

  • Guerson

    Edu, situações extremas exigem medidas extremas. Ou seja, processo judicial por calúnia, difamação, preconceito, incitação ao ódio de classe, ameaça de morte, e tudo o mais. Sou contra a violência e é exatamente por isto que sugiro estas ações: motivo tem de sobra e deve-se evitar que haja a consumação das ameaças. Desejo sorte a ti que já enfrenta uma “barra pesada” na vida e ainda escolheu a luta política através das letras para ajudar a sociedade a avançar como um todo, para todos. Não desista. Como você, somos maioria e jamais seremos vencidos, se tomarmos as medidas necessárias para “colocar os pingos nos is” e voltarmos a nos relacionar com o mínimo de respeito de uns para com os outros.

    • eduguim

      Não desisto

  • Rodrigo SB

    Eu só não entendo porque as pessoas ainda não saíram para matar. Pode ser por causa de uma de duas características do brasileiro ou das duas juntas:

    – Somos covardes (como esse Jayme Rêgo)
    – Somos fanfarrões (como esse Jayme Rêgo)

    Sorte nossa.

  • jose carlos lima

    Fico só observando no JN as carpideiras da oposição na telinha do noticiário sobre o velório do morto. Algo mórbido ver essa direita moribunda precisando da morte de uma liderança tão importante e respeitável para ver se desempaca e olha lá que a mídia amiga e rentistas já tentaram de tudo: Derrubada da CPMF, operação derruba ministro levada a cabo por Cachoeira e Veja, demonização da Copa, quem sabe agora, com a morte de Campos, a coisa vai

  • Carlos

    A direita querer se colocar de vítima. Era só o que faltava. As agressões contra o PT são milhões de vezes maiores. E o que a gente mais reclama aqui é que o PT não reage, não rebate as calúnias. Faça uma comparação para ver quem fez mais pelo pobre e o necessitado. Vai-se verificar que os governos trabalhistas foram os que mais se empenharam para mudar a vida das pessoas. Veja a CLT com Getúlio. O PT ficou 20 anos sendo impedido de ganhar o poder. Eram tantas tramoias, tantas mentiras atribuídas a ele. Quando entrou, mudou a vida de quase 100 milhões de pessoas. Agora o que me deixa mais perplexo é ver os antes mais oprimidos serem contaminados pelo discurso raivoso da direita. Antes não tinham universidades, cotas, Prouni, Pronatec, escolas técnicas(quase triplicaram), carros, motos(antes 3.5 milhões, hoje 23 milhões), casas, empregos(22 milhões com carteira assinada, mais uns 6 milhões sem carteira), uma melhoria de vida enfim. Não foi o governo do PT que lhes negou isso. Essas pessoas mudaram de vida sim. PS: Se você visitar o famigerado facebook, verá páginas, e muitas assim: “Eu odeio o PT.” E olha que isso vai caminhando para 10 anos.

  • Eduardo,

    acredito que por trás da escalada do ódio estejam os grupos de extrema-direita que atuaram na ditadura e outros grupos que atuam nas sombras e comungam a mesma paranoia anticomunista, com domínio de várias técnicas de ataque violento, paramilitares – com possível influência de CIA e congêneres. A extrema-direita brazuca não consegue colocar muita gente na rua, vide o fracasso da Marcha pela Família com Deus em março deste ano. Aparentemente tentaram mobilizar as pessoas nas capitais no dia da final da copa com um enojante vídeo distribuído pelo Whatsapp, e também não deu certo. Esta é a razão pela qual eles, sozinhos, não vão levar a escalada de violência para as ruas. Vão precisar do insuflamento do terrorismo midiático.

    Mas, enquanto isso, já conseguiram envenenar as cabeças de milhões de pessoas e seu ódio contamina as redes sociais. Assim, é necessário atuar nelas. Acho as ideias de processo válidas, mas seria ainda melhor ir isolando e diminuindo este veneno nas próprias redes e substituindo por algo construtivo. Vamos ter que aprender fazendo. E acho que a primeira coisa é não deixar o moral abaixar

  • Roberto

    Eduardo, post bastante pertinente e que traz à tona, de novo, uma discussão que deveria ser obrigatória por quem preza pela democracia do país e pelo campo progressista (e de esquerda) do mesmo. Há bastante tempo venho criticando o Lula por adotar esse tom “paz e amor” desde 2002 e que não largou mais dele ignorando a realidade que nos circunda há alguns anos, há algo de estranho no ar, há um clima de guerra civil instigado pela direita e que não ocorreu porque parte da população está desarmando ao extremo mesmo sem ter consciência exata do que significa politicamente essas eleições. A banca neoliberal quer pôr abaixo um governo popular pra continuar seu projeto de entrega do Brasil a estrangeiros e privatizar suas riquezas (terminar o serviço de FHC e deixar o país no caos novamente e dessa vez sem horizonte positivo à vista).

    Já vi gente que apoia e vota no PT ser agredido verbalmente ou fisicamente nas ruas por portar algum objeto que lembre o partido. Você que tem algum contato com o Lula e gente do partido poderia tocar/bater mais nessa tecla de que esse discursinho “paz e amor” do Lula ao contrário de desarmar essa direita insana, está alimentando ainda mais o ódio desse bando de irracionais insuflados principalmente por aquele Pasquim Venenoso (versão brasileira do Der Sturmer nazi) que é a Veja. Credito uns 70% ou mais desse ódio a esse entulho da editora Abril e a Globo sob a batuta do Kamel. O Lula ainda alimenta a crença de que esse discurso “conciliador” funciona e não funciona mais, há bastante tempo.

    Já estamos vivendo, vide o seu próprio relato acima das agressões que sua esposa sofreu por esse bando de insanos insuflados pela mídia, uma situação diferente política, não podemos mais andar nas ruas com broches, bandeiras e camisas como a gente andava normalmente em 1989 na eleição de presidente ou mesmo em 2002 (mais recentemente). Ou o PT para com essa política frouxa de usar esse discurso conciliador achando que vai trazer pra junto essa classe média irracional, ou temo pelo futuro político do país num futuro não tão distante, pois a menos que o partido reaja e a Dilma (ela pare de dar bolas a esses assessores bananas dela), a gente não enfrentará só uma direita raivosa querendo o poder de volta e sim que eles começarão uma caçada futuramente a quem apoiar e votar na esquerda tal qual fizeram ao longo do século XX perseguindo gente de esquerda e instaurando estado de exceção. Parece que a cúpula do PT perdeu totalmente a noção do quadro político do país e vive num transe de “triunfalismo” que só existe na cabeça deles, ignoram até o sufoco que passamos com a campanha anti-Copa recente, só desmontada pela mídia estrangeira.

    O cúmulo que eu soube é que pretendem colocar uma “homenagem” a Campos no próximo guia eleitoral, uma atitude infeliz pois se eles tivessem ideia do que a direita em Pernambuco (sou pernambucano e apesar da manipulação da mídia, não há comoção nas ruas com Campos mas a grande mídia dará um jeito de mostrar uma “comoção” artificial na TV pra quem não conhece a política do Estado) anda pregando já contra o PT eles nem pensariam em fazer uma bobagem dessas pois soa como demagogia barata. Estou fazendo uma crítica, mas pertinente, em cima do texto que você lucidamente fez e tremendamente oportuno. Estamos todos no mesmo barco, cercados e recebendo agressões de todo tipo, as verbais são as menores, pior é o medo de sair a rua usando o direito de expressar em quem vota e não poder mais sob pena de agressão física, e isso que vivo num estado onde a maior parte do eleitorado do Recife e região metropolitana do Recife é de centro-esquerda e vota em peso no PT, imagino a situação em centros onde não existe essa proporção favorável como vocês aí em São Paulo com o tucanistão de Alckmin.

  • João Batista

    Prezado Edu

    Estou profundamente indignado e decepcionado com a letargia das autoridades policiais e judiciárias desse país, que não tomam nenhuma atitude contra os criminosos que estão se utilizando das redes sociais para cometer uma série de crimes, confrontando abertamente contra o ordenamento juridico vigente.

    Esses criminososo, facínoras e maníacos deveriam estar na cadeia, isolados da sociedade.

    Também estou decepcionado com a direção do Partido dos Trabalhadores que não toma nenhuma medida legal para conter esses ataques diários contra seus militantes e simpatizantes.

    Nas décadas de 80 e 90 eu não tinha receio nenhum de colocar um adesivo no carro ou uma bandeira, um banner na minha casa com candidatos do PT. Hoje, não faço mais isso porque estou com medo de sofrer um atentato à minha vida ou de alguém de minha familia.

    Sou contrário de combater a violência com violência. Não é essa a solução. Mas não irei aceitar ameaças de vagabundos e maníacos. Vou reagir à altura…..

  • Romanelli

    Então, depois que alguns IRRESPONSÁVEIS andaram plantando o vento, finalmente chegou a hora da tempestade..

    ..a surpresa da minha parte é em perceber que SÓ AGORA alguns se deram conta do estrago..

    ..embora ainda tema que estes mesmos insistam em se passarem por VÍTIMAS que buscam no outro a culpa pela CENSURA, patrulhamento, incitamento e ofensa praticadas.

    Política não é guerra fratricida, muito menos PELEJA futebolística.

    IGNORÂNCIA, desconhecimento, despreparo, TRAUMAS PESSOAIS de líderes que levaram seus fantasmas consigo em suas políticas e ações publicas..

    Conflito de interesses imediatistas, medo, falta de perspectiva, sensação de abandono e esquecimento, busca por uma explicação que descamba na ESCOLHA aleatória de pseudo culpados e de sofríveis inocentes por suas sinas, tudo isso também ajuda a temperar a alma das pessoas.

    A exploração RASA de marqueteiros que veem no dualismo e no sectarismo a unica forma de sua corrente se diferenciar e prevalecer, esta então, talvez o pior dos ingredientes pois invariavelmente se vale da mídia.

    Verdade é que não é de hoje que digo que desde Collor, passando por THC, LULA e Dilma, não houve nenhum desses líderes que resolveram governar para o país como um todo.

    Todos sempre foram “partidos”, auto proclamados “diferentes”, “o novo”

    De início, todos os que hoje comandam, ignorando a própria história, ainda insistem em culpar os MILITARES por todos os males do país (ignorando inclusive o que eles fizeram de bom …e que não foi pouco não ).

    Depois tivemos os Colloridos que, camuflados de povo, ejectavam-se como redentores e detentores duma política higienizadora que provocaria a vitória “dos de pés descalços contra os Marajás”.

    Demorou nada e tivemos a era de THC que exaltava o MERCADO em detrimento do Estado Intervencionista cravejado dum funcionalismo corrupto, corporativista e vagabundo. (este que, guardadas a falta de CAPACIDADE para apresentar soluções duradouras e verdadeiras, ainda insistem em sobreviver).

    Passado mais um tempo, ascendeu-se ao Poder um SINDICALISMO tacanha que, se apoderando dum ESTADO fraquejado, sem meios, nem metas ou métodos (e sem lhe cobrar da devida eficiência) passou a jogar irmãos contra irmão, culpando num primeiro momento uma tal elite branca, paulista e de olhos azuis por todas as nossas faltas e falhas ..corrente esta, a LULISTA, que enfaticamente escolhia, OU FABRICAVA inocentes em detrimento de pseudo culpados, mesmo que pra tanto tenha nos INTERNADO um racismo Institucional que de quase UM século orgulhávamos em reconhecer que já o tínhamos BANIDO e enterrado.

    Como desgraça pouca é bobagem, sucedeu-o uma outra corrente SEM ALMA nem ambição, a Dilmista, uma corrente que por VOCAÇÃO e TRAUMA de VIDA, pelas experiências sofridas, encontrou na sua líder e no oportunismo barato de marqueteiros, a bandeira do SEXISMO como prioridade de governo.

    deu no que deu ..e hoje, passados 30 anos do fim da Dita-dura alguns intelectuais HIBERNADOS ainda buscam por culpados, enquanto lideranças políticas DEFORMADAS insistem em rotular e ofender quem pensa e propõem o contrário, ao invés de dialogar e buscar a convergência por pontos em comum.

    O BRASIL não é só de uns.

    tamo fu ..ainda mais se pensarmos que uma pequena e frágil chama que poderia representar a tal esperada distensão, acaba de falecer.

    https://www.youtube.com/watch?v=1ZNNUU_AbXs

  • Wilsoleaks Alves

    Quem acompanhou as discussões entre o escritor Marcelo Rubens Paiva e Roger da Banda Ultraje a Rigor tem a noção exata do que é discutir com reacionários.

    Gente como esse Roger, que destila seu ódio na rede e na rua, são os “black blocs” da democracia e do estado de direito. São mentirosos, inconsequentes e burros, muito burros.

    Aqui mesmo nesse post tem um comentário, acho que é do Rogério, que diz ser violência dos progressistas forjar uma suástica na bandeira de um mascarado. Ora, como ele sabe que foi um progressista que forjou o símbolo nazista na bandeira do crianção mimado? Pode ter sido qualquer um, até ele mesmo. E será que um mascarado pode reclamar de ter sido provocado por um anônimo, agindo, ele próprio, às sombras?

    O mesmo comentarista diz que as ironias de PHA são violências praticadas contra a direita, pois é, pelo princípio da reciprocidade se recebêssemos de volta apenas ironias, a violência, poderia aí estar estancada.

    Grande abraço a todos, menos nos reacionários, desses quero distancia, muuuuita distancia.

  • Romanelli

    ECONOMIA não é EXPERIMENTO, nem COPY COLA, muito menos exercício de SADISMO ou MASOQUISMO ..quanto menos terreno pra que se pregue o MEDO, o CAOS e a pratica TERRORISTA.

    Evidente que o governo DILMA pecou pela falta de originalidade, de ambição, de personalidade. Claro que ela deixou de atacar problemas centrais de nossos males como a indexação ANUAL de preços e salários.

    Na economia, mesmo ignorando experiências recentes (de THC por exemplo) ela insistiu pelo uso de velhas fórmulas pra obtenção de duvidosos e temporários resultados, como com a sobrevalorização do CAMBIO e o represamento dos preços administrados (tarifas, combustíveis etc).

    Claro ainda que o ESTADO no governo “progressistas” exagerou na ambição, nos gastos e comprometimento de receitas e pouco, nada, ou mesmo chegou a retroagiu, na eficiência e na produtividade ambicionadas e necessárias.

    Não restam duvidas que novamente, em mais um governo, o país deixou de apresentar importantes avanços em reformas tidas como essenciais de idos tempos (fiscal, tributária, política e jurídica por exemplo).

    Agora, nada, nada, nada indica que estamos diante de uma tragédia iminente caso estes pontos não venham a ser examinados logo mais a frente.

    A COMEÇAR pelo tentativa de PÂNICO que alguns economistas ligados ao PSDB e tb ao grupo da MARINA estão tentando fazer, penso que NÃO há o menor, NÃO há o menor risco do país enfrentar uma crise CAMBIAL no CP, esta que varreu o país nos anos dos militares, de Sarney, Collor, Itamar e THC..

    ..basta para tanto, apesar de estarmos sofrendo com o desaquecimento, a desindustrialização e o desalinhamento do balanço de pagamentos, basta lembrarmos que o país possui hoje US$ 400 bi em reservas ..novos parceiros comerciais ..e uma nova composição e inter – dependência internacionais.

    Claro que a busca pelo equilíbrio e comedimento nos nos gatos públicos é necessário ..não tenham duvidas de que a pratica de tarifas públicas alinhadas fazem parte do desenvolvimento de uma economia integrada e saudável..

    ..mas andar apregoando que se tudo isso não se fizer do dia pra noite, ou se comprometendo de que seus grupos, se eleitos, o farão a toque de caixa, sobre risco de se não, o país SURTAR e quebrar, isso é de uma irresponsabilidade que beira a feitura dum CRIME contra o país.

    http://estadao.br.msn.com/ultimas-noticias/para-economista-marina-%C3%A9-candidata-natural

    via DILMA ?! Viu a fria que o seu “governo calcinha” provocou ? ..francamente, pensei que já tínhamos superado o discurso dessa gente

  • Avelino

    Caro Eduardo e demais
    A melhora que alterou a vida nas classes C,D e E, é o motivo do ódio.
    Em nada diferente, no Brasil colonial, em se defender o fim da escravidão.
    Ou mesmo o governo de SP, com os grevistas.
    A casa grande trabalha isso diariamente, 48 horas por dia.E segmentos do povo acabam assimilando esse ódio.
    Não é diferente, dos capitães de mato.
    Sinto isso na pele.
    E vai aumentar mais ainda, com a vitória da Dilma no 1º turno.
    Os mesmos grupos que sentem ódio do PT, não suporta o Hamas, os rebeldes da Líbia,do Iraque, entre outros.
    Saudações

  • Romanelli

    HABEMUS PAPAM

    Lamentável vivermos numa democracia frágil, representativa, avessa à participação direta e ao debate ..uma democracia fundamentada em FEUDOS, OLIGARQUIAS, em homens, e não em idéias e em cidadania.

    Bastou Eduardo falecer pra parte da sociedade já começar a fabricar-nos um líder, nem que regional ..quem sabe pra daqui 20-30 anos ?

    Acho que isso remonta o nosso “gene” grupal, nossa cultura tribal, nossa veia caciquenta e/ou monarquia ..só pode ser…

    http://ultimosegundo.ig.com.br/politica/2014-08-15/joao-henrique-20-anos-o-sucessor-politico-e-de-sangue-de-eduardo-campos.html

    https://www.youtube.com/watch?v=FnQ0Cf87gyU

  • Romanelli

    Docinho docinho

    Docinho vem cá …Fala verdade, não seria muito mais ÉTICO e produtivo, leal à sociedade, que um ocupante de cargo público só se permitisse se lançar à reeleição se, e somente SE, se ele tivesse cumprido X % das suas promessas para o 1o mandato ?

    docinho, vem cá … Não seria muito mais respeitoso que, então, antes, as promessas dos candidatos fossem registradas, avaliadas e levadas mais a sério ? ..ao contrário de hoje, deste Vale Tudo propagandístico a que estamos metidos ?

    claro que o “recall” conta ..o medo do novo ..mas isso é honesto para com o povo ?

    então docinho ..digo, DILMA ..se assim fosse, vc acha que o seu governo passaria no teste de qualidade ?

    https://www.youtube.com/watch?v=K9eeHXb9KTw

    • Romanelli

      ..mas do que eu estou falando ?

      Garotinho esta liderando no RIO

      ..e ARRUDA, gavado e filmado, condenado e impedido, ainda tem 35% de apoio em Brasilia.

      PQP ..ôh povo ..é o povo

      Agora, cá entre nós, pros brasilienses estarem preferindo um BANDIDO ASSUMIDO e confessado, imagine a qualidade do governo petista que ali se instalou, não ?

      e pensar que outro mato que não ARRUDA, o TIRIRICA, dizia que “pior do que está, não fica” …fiiiiiiica, fica sim !!!!

      https://www.youtube.com/watch?v=EfUSdMARkO8

      • Romanelli

        Collor, o Collor ..tb lidera ..e até o Serra ganha por WO

  • Daniel

    Eduardo, o nosso país têm tantas, mas tantas coisas erradas e quebradas que algumas vezes eu me pergunto como ele consegue seguir adiante. Veja só:

    1) Estamos atrasados culturalmente mais de 500 anos em relação aos demais países “civilizados”. Considere que estamos praticamente ainda na Idade Média, e quando os europeus estavam na Idade Média nós estávamos literalmente na Idade da Pedra.

    2) O ser humano “padrão” é realmente estúpido e odeia qualquer coisa que seja diferente de si próprio, praticamente por puro instinto. São poucos os que pensam por si próprios, a ampla maioria prefere seguir as ordens de um “líder” de matilha independente deste “líder” ser bom ou ruim.

    3) Os sociopatas que dominam os postos de poder sabem muito bem sobre o meu ponto 2 e se aproveitam disso, manipulando as massas feito gado para que se matem e que matem para atender os desejos dos sociopatas no controle. E a pior parte é que essa manipulação é ridiculamente fácil, especialmente no nosso país dados os pontos 1 e 2.

    4) E finalmente, os sociopatas que nos dominam são eles mesmos incompetentes e estúpidos, seguindo caninamente as ordens dos sociopatas dos países dominantes como por exemplo os EUA. Isso reflete no famoso “entreguismo” que vemos sempre que a nossa dita “elite” está no poder, pois eles respondem à ordens vindas de fora e estas ordens não têm o menor interesse em beneficiar a colônia (nós).

    Concluindo, como consertar isso? As opções que eu vejo são deixar continuar assim até acabar no confronto sangrento que irá definir em definitivo o rumo do país (se seremos um país de verdade ou uma colônia oficial, e todos os grandes países passaram por isso. Menos nós, que ainda não chegamos lá), esperar mais 500 anos para TALVEZ o povo brasileiro evoluir culturalmente para o mundo moderno, ou abandonar o país e procurar um lugar mais sério para morar.

  • Cláudio RJ

    Existem alguns temas que deveriam ser discutidos com mais profundidade. Essa chamada “luta de classes” acredito que seja um deles. A movimentação para um patamar mais elevado na pirâmide social, através de vários mecanismos, incluindo aí diversos programas sociais, de um grande contingente populacional, não foi realizada de forma belicosa. Os programas foram gestados e nasceram à luz da democracia, de forma mais clara do que outras intervenções econômicas implantadas de forma abruta, como o Plano Collor. O ódio não foi disseminado pelo PT mas pelo pensamento antagônico daqueles que não aceitaram e ainda não aceitam a ascensão social ou mesmo material de categorias profissionais ou estratos sociais que historicamente sempre foram marginalizados. Uma parte da mídia ajudou a semear esse ódio, através de comentaristas conservadores estrategicamente localizados em veículos de comunicação amplamente conceituados, vendendo o ódio disfarçado de opinião. Tentaram e tentam associar tudo de ruim que acontece no país ao PT. Esse acidente de avião não foi o primeiro, tentaram com o TAM em Congonhas e com o da GOL, no choque com o Legacy pilotado pelos americanos. Associam o PT a fracassos mesmo antes dos eventos, como foi o caso da Copa e das Olimpíadas, demonizam partidos e políticos aliados ao PT que historicamente já se aliaram a outros partidos que ocuparam o poder central, sem que, naquele momento, houvesse qualquer tipo de objeção a essas alianças. O que vejo é um casuísmo e oportunismo enormes liderados como sempre pela mídia conservadora, que sempre esteve contra movimentos que pudessem, de alguma forma, trazer algum tipo de avanço para a população mais necessitada deste país. Se fingem de benfeitores, de independentes e apartidários apenas para parecer estar do lado no povo, mas sempre foram contra tudo que pudesse beneficiar as camadas mais pobres da população. Veja “O Globo” por exemplo: foi contra o 13º salário, apoiou a ditadura, foi contra o ensino em tempo integral e os CIEPs de Brizola, tentou bombardear o Sambódromo do RJ, foi um dos últimos a entrar nas manifestações a favor da redemocratização. Isso só lembrando rapidamente. Esses sim incentivam a guerra de classes. Incentivam silenciosamente, em reuniões de pauta em redações ou em salões dos endinheirados que pensam nos movimentos do poder como se estivessem em frente a um tabuleiro de xadrez. Hoje eles estão esperneando porque já não é tão mais fácil ganhar as partidas por xeque mate.

  • Heitor

    Moro em São José do Rio Preto, interior de SP. Coloquei um adesivo da Dilma no carro, mas to morrendo de medo de quebrarem meu vidro. Pois como um velho amigo falecido dizia: “Heitor, Rio Preto é um sítio que cresceu”. Nada contra sitiantes; eles é que são felizes e estão certos. Mas serve para representar o espírito interiorano que odeia o PT e ainda elege Alckmin. To com medo mas seguirei na minha campanha solitária.

  • Antonio Lopes

    Não é ódio contra a política, é ódio contra o PT pois este comanda o país. Essas pessoas sempre existiram , elas só colocaram as asinhas de fora após e durante a campanha de serra. São realmente os herdeiros da ditadura e agora eles não tem mais vergonha de bravejar …….

  • alirio cesar

    Eduardo, desculpe o fora de pauta. Mas tem “notícia quente” no “O Cafezinho”
    Vazou todo o processo contra a Globo!

    http://www.ocafezinho.com/2014/08/15/vazou-tudo-sonegacao-da-globo-esta-na-web/

    Um abraço. Estamos contigo na luta.

  • Romu

    Entendo a preocupação do Edu mas não tem outro jeito. Toda vez na história da humanidade, desde a Roma dos irmãos Graco, que ocorre ascensão social dos menos favorecidos, aqueles que detém (ou julgam deter) privilégios se sentem ameaçados e reagem com ódio. E é ilusão achar de forma simplista que não podemos “jogar este jogo”. Assim, como diriam os romanos, “a sorte está lançada”. Ou seja, é um caminho sem volta e quem recuar sucumbe. No mais, como dizia o velho Marx: “a violência é a parteira da história” e é para isso que caminhamos. Querendo ou não, não há nada que irá demover os setores reacionários de quererem recuperar o status quo (ou, a ilusão deste status quo). Não levará a nada, as camadas populares ou sua liderança adotar um discurso de apaziguamento. Devemos, outrossim, é nos preparar para escalada dos confrontos que inevitavelmente virão.

  • Glub

    A pessoa tem o direito de dizer que gostaria que Lula e Dilma estivessem no avião que caiu.

    O que ela não pode é conclamar a rede a tomar ações criminosas com Dilma.

    É incitação ao crime.

    Art. 286 do Código Penal.

    Esse palhaço aí que você citou como exemplo deveria ser convidado a dar explicação ao MP.

    Se fizesse um troço desses contra o Obama, já estaria na sala de interrogatórios do FBI.

  • Cláudio José

    Rio de Janeiro, 15 de agosto de 2014

    PROJETO : NAVEGANDO PELA SAÚDE

    Caros amigos (as) já fiquei internado em um hospital e sei como é difícil o tempo passar. Pensando nisso, gostaria de sugerir um projeto, O NAVEGANDO PELA SAÚDE onde o acesso a internet seria de grátis no interior dos hospitais de todo o Brasil, todo hospitalizado teria acesso a internet, onde seria disponibilizado notebooks, para que não tem, o acamado teria direito de usar, pelo menos por uma hora por dia. Amigos (as) com um pouco de criatividade e boa vontade nós podemos amenizar esse sofrimento de isolamento e até ajudar na sua recuperação, penso primeiramente no sofrimento de milhares de crianças, que estão internadas sem nada para fazer. Os críticos vão falar que faltam coisas mais básicas na saúde, mas tudo é um começo, esse projeto poderia ter apoio da inciativa privada, que colocaria a sua marca nos computadores.

    Atenciosamente:
    Cláudio José, uma amigo do povo e da paz.

    • Ernando Peluso

      Taí Cláudio uma excelente idéia.

      • Cláudio José

        Obrigado!

  • Marco

    Não há ódio politico no Brasil. Existe ódio politico em determinados grupos de classe média que “se educam” pela velha mídia brasileira.
    Nada mais do que isso.
    O brasileiro comum e a imensa maioria nem gosta de falar sobre politica. Muito menos debater isso com alguém conhecido ou desconhecido.
    O Brasil não está nas redes sociais. E dos que estão, uma ínfima minoria se preocupa c/ candidatos, eleições ou votos.

  • Fabio Faiad

    Eduardo, bom dia. Após ler seu post, confesso realmente não saber o que dizer. Esse ódio de algumas (muitas) pessoas é muito estranho e dá até medo…

    Quero registrar aqui minha solidariedade à sua esposa pelo que ela teve de aguentar na tal “comunidade” virtual. Ninguém merece isso!

    Um grande abraço, Fábio Faiad.

  • Martha silva

    Estou ficando isolada em meu meio social, no que não lamento.O convívio com pessoas em sua maioria contaminadas por um sedentarismo intelectual absurdo e um analfabetismo político sem igual, não existe condição de qualquer dialogo mais aprofundado sobre qualquer assunto.E um tal de falar de banalidades.Me cansa.

  • Juliano Santos

    Edu, custo a acreditar. Essa reação da mães de crianças especiais passa de qualquer limite. Diante disso, nem sei o que falar.
    A unica coisa que eu tentaria dizer para essas senhoras é que associar o 13 do dia da morte ao número do PT é um ofensa ao Eduardo Campos, muito mais que ao PT. Ele morreu no mesmo dia que o avô, Miguel Arraes, sua inspiração de vida. Essa é a homenagem que se deve fazer a ele, seja voce de qual partido for.
    Quanto às sugestões, eu proponho que se faça uma acusação formal aos incitadores do ódio, como esse Jayme. Junto com outro de sinal invertido, um petista que incorra no mesmo crime. Os dois na mesma ação

  • Juliano Santos

    Só mais uma coisa, Edu. Esses coxinhas irracionais deveriam saber que a Dilma e principalmente o Lula, são apoiados pela camada mais pobre do país. Se estes descobrirem que o ódio ao PT é o ódio a eles. E que estão querendo tirar a melhoria de vida que vem tendo, podem reagir. São em maior número, não tão muito o que perder, e last but not least, os milicos não estão dispostos a se meter nessa encrenca

  • francisco martins dos anjos filho

    o perfil desse coxinha é falso, nao existe no facebook, possivelmente foto tb é falsa, é mais um irresponsavel fazendo troll, cabe á policia federal, se quiser e o ze da justiça mandar, investigar o endereço de IP.

  • Aderaldo

    Uma ótima crônica Edu. Postei na minha comunidade. Aproveito para convidar você e os amigos para curtir a página.

    Olhar Contemporâneo

    https://www.facebook.com/deralversant?ref=hl

    • eduguim

      grato, Aderaldo

  • José Medeiros

    “Em outras palavras, a mídia não poderia edificar essa escalada do ódio no Brasil se não tivesse farta matéria-prima. O mais dramático é que há tanta dessa matéria-prima espalhada por aí que não se sabe mais como recolhê-la em quantidade suficiente para que falte aos entusiasmados construtores do ódio. Nesse aspecto, sugestões serão mais do que bem-vindas.”

    Não há efeito sem causa ou ação sem reação. A mídia é portavoz de uma elite que não aceita a mudança dos tempos e o fim da Casa Grande minúscula, espoliadora de uma Senzala gigantesca. A elite reacionária e a sua mídia difusora do ódio semeiam ventos e colherão tempestades, ciclones, tufões e, quiça terremotos. Não há como frear os ventos da evolução. Não subjugarão a maioria de oprimidos por tempo indeterminado. Haverá dores, sofrimentos e a mídia que aí está, passados alguns anos, terá que se desculpar de ter apoiado todos os malfeitos dos quais se aproveitou para deixar os seus donos multibilionários. Será tarde demais. Todos os genocidas não passarão impunes. A história demonstra isto, é uma questão de tempo. E a elite brasileira, em certo sentido, age como tal, com o apoio do seu portavoz, a grande mídia.
    Solidarizo-me com a sua esposa Edu. Você sabe que temos uma criança com PC. O desespero destas pessoas é típico de quem teme a derrota nas urnas. Se tivessem votos o suficiente não partiriam para a agressão .e a estupidez. As leis dos direitos civis se impuseram nos EUA não por concessão mas pela força das correntes evolutivas e as leis de diminuição da desigualdade social se imporão em nosso país, cedo ou tarde, gostem ou não as minorias privilegiadas e irracionais.

  • Ernando Peluso

    Caro Eduardo minha solidariedade à sua mulher, sua filha e a você. De fato não é possível que pessoas continuem a reproduzir o ódio de maneira irracional. O caso desse Jayme é de polícia. A polícia federal deve investigar essa pessoa pois o que ele faz é crime: incitar crime, com agravante de ser contra a Presidenta da República. Será que não estamos deixando passar fatos graves sem responsabilizar o autor de tal absurdo?
    A luta continua.

    • eduguim

      Grato, Ernando

  • Afonso Braga

    Como já escrevi no FB, repito aqui: – Falta pouco para chegar ao “o único petista bom é o petista morto”, a intolerância política não está distante do texto que você escreveu. No facebook basta declarar que sou petista ou que vou votar em Dilma, acabou o respeito pela minha escolha. É difícil explicar mas as pessoas não entendem que tenho uma cultura de partido, portanto voto no meu partido e não na pessoa que está se candidatando. E não existindo uma cultura de partido neste país o resultado é este que todos presenciamos.

    Abraço [ ] !!!!!1

  • El Cid

    pois é Jayme Rêgo Martins: parece que antes de deletar suas postagens no Facebook,
    alguém as capturou através de um vídeo, e colocou disponível para download… e agora?

    https://mega.co.nz/#!o502BAIC!WKwtGWkitmK_-GgQ_bTeO6_8oxMF2nG2mb6ftFotrFw

  • Newton

    Estas mulheres tem ódio de serem mães de meninas especiais e transferem este ódio para um partido. Neste caso o PT, provavelmente por uma questão de classe social.A transferência é um caso clássico da psicologia. Esta mulheres precisam de tratamento psicológico intensivo

  • Celso Moreira

    A incitação do ódio contra governos e governantes sempre existiu e continuará existindo. Se hoje tem gente raivosa que quer matar a Dilma e o Lula, no passado haviam os que queriam matar o FHC, o Itamar e o Color…

    Ou será que existiu algum governante que conseguiu 100% de aprovação?

    • Raimundo

      Esta certa sua afirmação, porem isso não significa que deveremos deixar de combater o ódio.

    • Heráclito Marciano

      O PT, Lula, Dilma e o Congresso têm sua cota de responsabilidade neste ódio todo por não enquadrarem a imprensa nos limites da ética, da responsabilidade, do compromisso com a verdade dos fatos, do distanciamento partidário o que em hipótese alguma significa censurar.
      Mas acredito que ainda da tempo.

  • Toucans Burned

    Edu estou extremamente preocupado com a repercussão do caso EC nas Redes Sociais. Quase todos meus familiares estão recebendo posts no FB ou e-mail com o teor abaixo. Não há como confrontar isso porque não temos um contraponto. O fato de o PT não ter uma página oficial anti mentiras na internet colabora para que essas sandices se propaguem feito fogo na pólvora. Hoje cedo na lanchonete onde tomo café as pessoas estavam repercutindo isso e dizendo que o governo Dilma está escondendo a verdade do povo. E você e eu sabemos que quem conta um conto sempre aumenta um ponto. Então a versão hoje era que o avião chocou-se contra um helicóptero do exército e o governo está abafando. Leia a mensagem que um familiar meu passou a pouco. Outro receberam esta ou variações dela :

    “Achei coerente… Os motivos pelos quais não vou aceitar o argumento de acidente aéreo para a tragédia com a aeronave Cessna 560-XL:

    1 – a aeronave era relativamente nova, sendo fabricada em 2010;
    2 – ela tinha todas as revisões em dia, com inspeção anual válida até o ano que vem e ao contrário do que chegou a ser veiculado, não apresentou falha alguma em seu histórico de vôos;
    3 – as condições de adversidades climáticas encontradas na região na data hora e no local informado, não produziriam efeitos para o que se viu com as evidências de explosões antes de tocar as moradias, não estava chovendo e não havia nenhuma tempestade, estava garoando;
    4 – não há histórico de aeronaves que tenham arremetido e em razão da manobra tenham produzido efeitos para causarem explosão repentina de modo a não sobrar pedaço algum muito maior que vinte centímetros;
    5 – o piloto e a torre de controle mantiveram contato e na conversa gravada a que uma emissora de TV conseguiu ter acesso, não havia nenhuma anormalidade e houve um diálogo sob aparente normalidade, mas a mesma conversa apresentada não expõe até o final, ou seja, não apresenta até onde pode ter havido uma explosão;
    6 – mesmo em tragédias como as da Tam ou da Gol que foram as maiores já registradas no país, nunca houve um episódio em que os corpos das vítimas fossem despedaçados como foram os sete corpos dos sete ocupantes da aeronave;
    7 – Eduardo Campos se apresentava como uma opção entre Dilma e Aécio Neves, onde figurava como um candidato que causava desconforto para o PT porque poderia conquistar votos importantes no Nordeste brasileiro e incomodar a candidatura petista.
    8 – A aeronave sofreu duas explosões, uma que ocorreu na cabine do piloto, motivando a queda e fazendo a aeronave cair, motivo da inclinação repentina, seguida de outra maior que despedaçou os corpos e toda a aeronave, as explosões aconteceram de dentro para fora, haja vista que a porta da aeronave foi lançada para longe e tanto a aeronave como seus ocupantes foram despedaçados.
    9 – acidentes acontecem, aeronaves caem, mas aeronaves como esta que é considerada segura se despedaçar a ponto de não sobrar pedaços maiores é algo muito diferente do normal, não haver uma grande parte da aeronave inteira como é convencional, isso foge e muito da normalidade. Vejam os episódios do avião da Tam, ele pegou fogo sim, mas a aeronave se dividiu em grandes partes, esse avião se despedaçou por uma grande explosão.
    10 – vítimas de acidentes aéreos morrem com seus corpos queimados, não morrem com seus corpos despedaçados como foi o caso deste suposto acidente. Os corpos foram tão despedaçados que obriga exame por DNA e arcada dentária, já que não há como definir os pedaços dos corpos de cada ocupante sem os exames.
    Quando falo na candidatura petista, estou falando em uma candidata que no passado foi terrorista, empunhava armas pesadas, fuzis e metralhadoras.
    Quando falo em uma candidata terrorista, também falo no partido que produziu efeitos terríveis para alguns dos seus membros que não concordaram com os esquemas de corrupção que beneficiavam e beneficiam líderes de seu partido e de seus sindicatos.
    Quando falo em líderes deste partido e destes sindicatos, falo em membros que realizaram manobras durante os protestos realizados em todo o país, criando grupos de depredação para desestabilizar e remover a legitimidade dos protestos.
    Quando falo em remover a legitimidade dos protestos, também falo nos assessores do gabinete da presidência da República que pagaram para que membros do MST e do MTST fossem para as proximidades do Estádio Mané Garrincha durante a Copa das Confederações para queimar pneus simulando um protesto, que na verdade era organizado pelo próprio governo federal.
    O suposto acidente na verdade foi um atentado que tinha como propósito retirar da corrida eleitoral os nomes de Eduardo Campos e Marina Silva, que por sinal estaria no vôo, mas por conta de sua agenda mudou seu destino na última hora.
    Não foi acidente…”

    Se puder fale com o pessoal do PT e alerte-os que a pior coisa agora é ter postura de avestruz.
    Depois que esse câncer se espalhar não vai ter mais como segurar…

    Abraço,

    TB

    • eduguim

      Outro

      • Cícero

        Interessante, o único candidato beneficiado na morte do Campos é o do PSDB. A Dilma estva na frente antes do acidente, com possibilidade de ganhar no primeiro turno.

        A análise acima carece de lógica!

  • Nigro

    Interessante texto.
    Quanto à autocrítica- de ter atribuído à “direita” o ódio, a ditadura, enfim o “mal” concordo. Basta uma rapida olhadela nos comentários do blogue e verificamos “chorda”, “canalhas”, ” assassinos”, entreniutros impropérios, escritos por pessoas até bastante intelectualizadas. Críticas sempre pessoais, tal qual aqueles que xingam Dilma de vagabunda.

  • Eduardo CPQ

    Caro Xará,

    deixei ontem um comentário aqui.

    Tentei recuperá-lo hoje, mas qual, ele não está mais na primeira página e não descobri como alcançar as anteriores.

    Pode me ajudar?

    Grato

    • eduguim

      No fim da página tem o link “comentários antigos”

  • Luis Durante

    Edu, bom artigo!
    Quem vive em SP e que transita junto a classe média entende muito bem o que o Eduardo está dizendo. Basta ir num bar, participar de eventos sociais, até familiares pra ver a gravidade.
    Eu creio que SP é de fato o atraso cultural civilizatório do Brasil. Sem sombra de dúvidas, é o ente federativo que mais cultiva o preconceito com as minorias de toda sorte. Que desqualifica brasileiros dos estados do norte e nordeste e que tem a soberba própria dos detentores do poder, a quem admiram. Este SP é referência nacional na contraposição de governos e ações inclusão, de igualdade e de soberania nacional. Não por acaso Getúlio foi seu maior inimigo. Não por acaso aqui tivemos um general que traiu Jango um dia depois de jurar fidelidade a ele e a Constituição.Onde tínhamos os piores senhores de escravos? Onde existiu a maior resistência a implantação de direitos trabalhistas? Onde uma polícia civil coloca camisetas de petistas em sequestradores para influir em eleição, senão aqui ou então que um coronel aconselha a manifestantes incluírem em suas pautas de reivindicações a ação penal 470?
    Eu não sei ao certo o que e até onde podemos fazer pra combater isso. Acho que algo abrangente tem necessariamente que passar pelo congresso, mas de antemão pra já, medidas podem ser tomadas e uma delas é em relação a internet. Este espaço não pode estar blindado da lei, pela razão simples de que os danos ali produzidos são os mesmos ou maiores do que os praticados por outros meios de comunicação. É inaceitável que se incite o preconceito e até o assassinato de pessoas e fique tudo …não existe no meio dessa turma toda ao menos alguém dos MPs da vida e do judiciário pra fazer algo minimamente sério?

    • eduguim

      Grato, Luis

    • Luciano Bastiani

      Vem aqui em SC bater um papo sobre política e ‘experimenta’ dizer que aprova as políticas do PT, pra ver que doce é o tratamento dos ‘europeus’ de origem….

  • plínio

    Há 82 anos, a “elite paulista” e a imprensa a seu serviço semeou o ódio (contra Getúlio, contra os gaúchos, cariocas, nordestinos, etc. etc.) a ponto de levar São Paulo a declarar guerra contra o Brasil. A história só se repete como farsa, mas as farsas também podem ser trágicas.

  • Cláudio

    ****:D:D . . . . ‘Tá chegando o Dia D: Dia De votar bem, para o Brasil continuar melhorando!!!! ****:L:L:D:D ****:D:D . . . . Vote consciente e de forma unitária para o seu/nosso partido ter mais força política, com maioria segura. . . . . ****:L:L:D:D . . . . Lei de Mídias Já!!!! ****:L:L:D:D ****:D:D … “Com o tempo, uma imprensa [mídia] cínica, mercenária, demagógica e corruta formará um público tão vil como ela mesma” *** * Joseph Pulitzer. ****:D:D … … “Se você não for cuidadoso(a), os jornais [mídias] farão você odiar as pessoas que estão sendo oprimidas, e amar as pessoas que estão oprimindo” *** * Malcolm X. … … … Ley de Medios Já ! ! ! . . . … … … …:L:L:D:D

  • jose carlos lima
  • victor

    A Melhor resposta pra esses revoltados é ignorar…

  • Valéria PE

    Em meu trabalho tenho sido vítima desse ódio por apoiar o PT . Chega a ser irracional a atitude de alguns .

  • Flavio Queiroz

    Estive acompanhando a página do Sr Jayme Rego Barros e parece que ele está arrependido. O que você acha Edu? Vou colar a retratação dele.

    Jayme Rêgo Barros
    NÃO ALIMENTE O MAL.

    É HORA DE ACORDAR, É HORA DE MUDAR!!! (GUERRA DA INFORMAÇÃO) · Sábado às 17:51 ·
    Ver no tamanho original · Enviar como mensagem · Denunciar foto

    Jayme Rêgo Barros
    “Recentemente, durante uma diarreia mental, escrevi uma grande bobagem aqui no Facebook, uma coisa semelhante à idéia representada na ilustração ao lado. Nunca mais farei isso na minha vida, estou revendo meus verdadeiros valores e me tornando mais sensato. Infelizmente, quem curte e recebe postagens de páginas assim termina, mais cedo ou mais tarde, sendo influenciado pelos pensamentos e idéias totalmente negativos divulgados por elas. Pior ainda: torna-se um divulgador automático e inconsciente de coisas irresponsáveis como essa. Não vou ajudar a disseminar o ódio político entre as classes, o meu papel não é esse, NUNCA foi e JAMAIS SERÁ. Eu sou um homem ético, reconheço meu erro e não o repetirei, mas existem pessoas que não pensam assim. A consequência, aqui no Facebook, da minha postagem infantil e tola, foi ser duramente criticado por ativistas do PT e até agradeço a eles por isso porque as críticas deles me fizeram um bem enorme, me fizeram ser enxergado através dos outros e EU NÃO GOSTEI DO QUE VI. A imagem refletida no espelho dos pensamentos alheios estava distorcida e equivocada, imediatamente eu acordei e pensei: ESSE NÃO SOU EU. As minhas verdades são nobres, superiores, respeitosas e não tem nada a ver com o que essas pessoas estão pensando sobre mim. Fui mal interpretado e compreendo isso. Muitos ficaram com medo achando que eu sou algum tipo de psicopata, terrorista, atirador maluco ou coisas do tipo. Eu não sou nada disso, eu sou apenas um imbecil que, durante um momento impensado e inconsequente, escreveu uma grande bobagem. Agradeço a Deus pela oportunidade de ter aprendido e amadurecido MUITO através disso. Nunca é tarde para mudar de mentalidade e alterar seu próprio estado de consciência para um nível melhor. Devo afirmar que idéias ERRADAS como essas são defendidas em várias páginas daqui do Facebook e eu NÃO CONCORDO COM ISSO. Acredito agora que até faz mal frequentá-las, elas transmitem idéias negativas e ruins. Quem me conhece sabe que eu não sou radical, não sou pregador de nenhuma ideologia do ódio e não incentivo a violência entre as pessoas. Sei muito bem que incitar a violência é algo ERRADO e dirigir ameaças a qualquer chefe de Estado também. Aí vai o meu conselho: Não curtam páginas que alimentam o ódio, mesmo que seja em tom irônico ou por brincadeira. Elas podem ser nocivas e tem muito cabeça de vento por aí alienado pela mídia, pelas redes sociais, por pessoas mal intencionadas na Internet que fazem postagens desse tipo, mas nem a cara mostram. A minha vida está aberta, eu não tenho o que esconder. Eu nunca usei de métodos violentos para resolver nada na minha vida, nunca briguei com ninguém, não tenho nem mesmo um estilingue para matar um passarinho (e mesmo se tivesse não o faria), nunca participei de baderna, de atos de vandalismo, depredação ou coisa parecida. Sou uma pessoa civilizada e sem antecedentes criminais. O meu passado é limpo e o meu futuro sempre será porque eu acredito na democracia brasileira, sou defensor da liberdade de expressão usada com responsabilidade e maturidade, sou contra as injustiças e as desigualdades sociais, sou a favor de um Brasil melhor e mais justo para todos, acredito que o povo deve ter o direito sagrado de escolher os seus representantes e não odeio a Dilma Rousseff. Por ironia, foi exatamente nela que eu votei para presidente. Um abraço a todos.”

    • Flavio Queiroz

      Tem esse outro post que me parece que agora ele deve estar no caminho certo. Acho que valeu a pena o puxão de orelha. Veja abaixo:

      Jayme Rêgo Barros com Samir Abou Hana II e outras 19 pessoas

      Aviso: “Estou mudando a minha política de postagens aqui nessa rede social. Antes de postar qualquer merda aqui no Facebook envolvendo acontecimentos políticos e principalmente os próprios políticos, passarei no mínimo uns 2 meses pesquisando a veracidade da informação. Durante esse tempo talvez até me esqueça do que estava fazendo e, no final das contas, termine não postando mais nada. Melhor assim. Não serei mais otário de ficar postando qualquer coisa, sem nenhum critério de avaliação, e também submeterei a postagem a uma rigorosa análise crítica através de sucessivas linhas de interpretação e um caleidoscópio de raciocínios. Notícias vindas de blogs sensacionalistas e tendenciosos serão sumariamente descartadas. Só fontes OFICIAIS terão vez na minha timeline. Um abraço a todos”

  • WALTER VASCONCELOS DE AMORIM

    OS PLANOS DIABÓLICOS DA CIA PELO MUNDO.
    FALEI AQUI E VOU REPETIR: A CIA, QUE ESTÁ COM UMA GRANA ALTA NESSA ELEIÇÃO, SABE QUE O AÉCIO NÃO VAI DERROTAR A DILMA. ENTÃO O QUE ELA FAZ? TIRA O EDUARDO DA DISPUTA (QUE NÃO ERA CONFIÁVEL PARA UM ACORDO COM OS PLANOS DELA POR CAUSA DO SEU “ESQUERDISMO,” ENTÃO COLOCOU A MARINA QUE É BASTANTE AMBICIOSA, PORTANTO CONFIÁVEL PARA OS PLANOS PARA VENCER A DILMA NAS ELEIÇÕES. NAS DÉCADAS DE 50/60 A CIA (QUEM É QUE NESSE MUNDO QUE NÃO QUERIA TER UMA CIA EM SEU PAÍS), ACONTECEU ASSIM: O CANDIDATO ANTI-AMERICANO ESTAVA COM 50% DAS INTENÇÕES PARA GANHAR E O CANDIDATO DA CIA COM 20% E DUAS SEMANAS ANTES DAS ELEIÇÕE ASSASSINARAM O CANDIDATO DA CIA, AÍ COM MUITA GRANA NA ELEIÇÃO E A IMPRENSA NA SUA MÃO, ACUSARAM OS PARTIDÁRIOS DO ASSASSINADO (ARRANJARAM E PRENDERAM ATÉ UM “CRIMINOSO” “CONFESSO”) E TODO O POVO LOCAL FICOU REVOLTADO COM O CRIME E VOTARAM MACISSAMENTE NO CANDIDATO DA CIA QUE VENCEU AS ELEIÇÕES COM MAIS DE 80% DOS ELEITORES! OS VELHOS ESCLARECIDOS SABE DO QUE ESTOU FALANDO…
    O PSB ESTÁ MUITO CERTO DE QUERER UMA INVESTIGAÇÃO PROFUNDA PORQUE OS SEUS PARTICIPANTES SABEM DO QUE ESTOU FALANDO. É O PIOR QUADRO É QUE OS PERITOS QUE VÃO INVESTIGAR A QUEDA DO AVIÃO EM QUE EDUARDO ESTAVA, VIERAM DOS EUA E SÃO AMERICANOS… É BOM LEMBRAR A QUEDA DO AVIÃO DO MARCOS FREIRE E SUA MORTE COM OS TRIPULANTES. MARCOS FREIRE ESTAVA RESOLVIDO A FAZER A REFORMA AGRÁRIA DE QUALQUER JEITO E TINHA UMA OPOSIÇÃO ODIOSA DOS FAZENDEIROS E DOS MILITARES… E MORREU OU FOI ASSASSINADO?

  • WALTER VASCONCELOS DE AMORIM

    CORREÇÃO:

    …ACUSARAM OS PARTIDÁRIOS DOS OPOSITORES DO ASSASSINADO (ARRANJARAM E PRENDERAM ATÉ UM “CRIMINOSO” “CONFESSO”) E TODO O POVO LOCAL FICOU REVOLTADO COM O CRIME E VOTARAM MACISSAMENTE NO CANDIDATO DA CIA QUE VENCEU AS ELEIÇÕES COM MAIS DE 80% DOS ELEITORES

  • MAAR

    Parabéns pelos textos iluminadores. Tanto aquele postado no facistbook quanto o original deste post e os de autoria de outros pensadores. Concordo plenamente com a tese de que somos todos responsáveis pelo dever de transformar a realidade em algo melhor para toda a humanidade. Muito precisa e elucidativa a ponderação de que o papel deletério da mídia na promoção do ódio generalizado só encontra espaço para perverter a sociedade em razão da existência de tantos indivíduos que fazem do ato de odiar sua prática cotidiana. E espero também adquirir a capacidade essencial de contribuir para o combate ao ódio, através da construção de uma lucidez que saiba prezar a tolerância, a igualdade de direitos e a dignidade humana.

    • eduguim

      Valeu………

  • WALTER VASCONCELOS DE AMORIM

    A MARINA, UMA MULHER DITA DE ESQUERDA, USANDO A LINGUAGEM DOS MILICOS DE HOJE E DOS REACIONÁRIOS DE SEMPRE. TODOS SAUDOSISTAS DA DITADURA MILITAR. CHAMA OS GOVERNOS DO LULA E DA DILMA DE “REPÚBLICA BOLIVARIANA SE REFERINDO AO GOVERNO DA VENEZUELA DO HUGO CHAVES. VOCÊ, MARINA, GOVERNAR O BRASIL HOJE É BEM MAIS FÁCIL, PORQUE O LULA, LIMPOU A CASA E A DEIXOU BEM LIMPA PARA A DILMA INICIAR O SEU MANDATO. LULA RECEBEU DO IRRESPONSÁVEL E TRAIDOR DA PÁTRIA, FHC, UM BRASIL FALIDO E DESACREDITADO INTERNACIONALMENTE E SOUBE ERGUER ESSA NOSSA QUERIDA E AMADA PÁTRIA, JUNTAMENTE COM A DILMA, AO PONTO QUE ESTAMOS HOJE. AS SUAS CALÚNIAS E DOS ETERNOS VENDILHÕES DA PÁTRIA, NÃO VÃO FAZER A DILMA CAIR NAS PESQUISAS. AINDA MAIS AGORA COM O HORÁRIO ELEITORAL A SUA DISPOSIÇÃO. A DILMA VAI PODER MOSTRAR AS SUAS OBRAS QUE A REDE GLOBO E A IMPRENSA BRASILEIRA NÃO DIVULGAM E EM SEU LUGAR VEM SÓ CALÚNIAS, COVARDIAS, BAIXARIAS E ETC. A NOSSA LUTA TEM COMO FATOR PRIMORDIAL, O BEM ESTAR DO POVO BRASILEIRO, PRINCIPALMENTE DOS MAIS POBRES E A SOBERANIA DESSE NOSSO QUERIDO BRASIL!!!
    OBS. O LULA E A DILMA NÃO DEVEM VIAJAR NO MESMO AVIÃO. A CIA É CAPAZ DE TUDO E É MESTRE NESSES TIPOS DE ACIDENTES OU ASSASSINATOS… VALHAM-TE DEUS LULA E DILMA!