Agressão a Mantega: ou petistas reagem ou param de ir a redutos de rico casca-grossa

Opinião do blog

fascismo

 

Em cerca de uma semana, dois ex-ministros dos governos Lula e Dilma foram alvos de baixarias em restaurantes: Alexandre Padilha, ex-ministro da Saúde de Dilma e ministro-chefe da Secretaria de Relações Institucionais de Lula, e Guido Mantega, ministro do Planejamento de Lula e ministro da Fazenda de Dilma até o ano passado.

Mantega já fora vítima de agressão verbal em público em fevereiro, quando foi ao hospital Albert Einstein visitar um amigo doente. Padilha foi agredido verbalmente na semana retrasada no restaurante Varanda Grill, no bairro paulistano do Itaim Bibi.

As agressões físicas e morais em público por razões políticas não estão ocorrendo somente contra petistas de carteirinha ou membros de governos petistas. Cidadãos comuns vêm sendo agredidos mesmo que não tenham preferência pelo PT. Basta usarem alguma peça de roupa vermelha e passarem ao lado de grupos radicais de extrema-direita que deram de fazer ponto em bairros “nobres” de São Paulo com a finalidade de promoverem essas agressões contra qualquer um que seja “suspeito” de ser petista.

Desta vez, Mantega foi agredido em um restaurante, segundo reportagem da Folha de São Paulo:

“(…) Ao ouvir as primeiras provocações, o petista parou e perguntou quem havia falado com ele. Um senhor assumiu a autoria do comentário e disse que só não falaria mais em ‘respeito’ à mulher de Mantega. O ex-ministro tentou responder, mas foi interrompido por vaias. Dois clientes saíram em defesa do petista, pedindo ‘educação’ aos demais. O primeiro pediu que Mantega voltasse ao restaurante e o cumprimentou. O ex-ministro foi vaiado novamente e então deixou o local. Em seguida, uma senhora pediu que parassem com a provocação (…)”

Qualquer semelhança com o que aconteceu com judeus e comunistas durante a ascensão do nazismo não é mera coincidência. Trata-se do mesmo processo de envenenamento social que desencadeou um dos maiores horrores da história da humanidade.

Porém, aqui vamos nos ater a agressões a pessoas públicas que participaram de governos petistas, como Mantega e Padilha.

Durante as duas agressões a Mantega e a agressão a Padilha, a reação dos agredidos foi pífia ou não existiu. Padilha ainda respondeu alguma coisa, porém de forma absolutamente contida, como mostra o vídeo da agressão que sofreu por parte de um ricaço paulistano há poucos dias. Já Mantega, nas duas oportunidades em que foi agredido, não reagiu.

Esses ataques a homens públicos petistas só ocorrem em São Paulo e em locais frequentados por uma classe média alta ou rica que é bastante conhecida dos paulistanos. Este que escreve, assim como qualquer paulistano, sabe muito bem que esse tipo de gente está sempre por aí fazendo barraco.

Os endinheirados da capital paulista adoram fazer barraco em locais públicos. Maltratam garçons, funcionários do comércio e até uns aos outros. São pessoas grandiloquentes, cheias de “razão” que acham lindo incomodarem as pessoas ao redor com seus discursos furiosos quando se veem contrariados de alguma maneira.

Particularmente, eu reagiria. Gente que começa a dar “piti” em um restaurante está incomodando as outras pessoas. É gente mal-educada que não sabe qual é a opinião dos outros no entorno, mas que acha que sua opinião tem que prevalecer e, assim, não se peja em abusar dos ambientes em que está inserida. Essa gente tem que ser enfrentada, a meu ver.

Tanto em uma situação como a que enfrentou Padilha quanto nas que enfrentou Mantega, eu responderia à altura. Ao agressor de Padilha, diria que é deprimente alguém que está almoçando em um restaurante tão caro ser contra um programa que permite que pessoas pobres tenham médico. Aos agressores de Mantega eu exigiria que respeitassem pessoas que estavam no local e que não concordavam com eles ou mesmo as que concordavam mas não se sentiam bem com baixaria em público.

No caso de Mantega, por visivelmente ser uma pessoa educada e sóbria nas duas agressões que sofreu acabou dando vitória aos agressores ao sair com o rabo entre as pernas, apesar de ter sido defendido por pessoas civilizadas que estavam no local da segunda agressão. No caso de Padilha, sua frase sobre o programa Mais Médicos atender 64 milhões de brasileiros foi claramente insuficiente.

Há pessoas que não têm condições de se meter em bate-bocas públicos. Claro que é extremamente desagradável e estressante. Porém, deixar que esses fascistas atinjam seu objetivo é estimular novas agressões. Um homem público tem que pensar na coletividade e ao coonestar atitudes como essa ao não reagir, está sendo cúmplice de seus agressores.

Uma outra alternativa aos petistas eminentes, que podem ser reconhecidos e agredidos em restaurantes chiques e outros redutos da elite é deixarem de frequentar esses lugares.

Não foi revelado qual foi o restaurante em que Mantega foi agredido no último sábado, mas parece bastante verossímil que tenha sido em um restaurante sofisticado de algum bairro nobre de São Paulo.

Muitas vezes, vale mais a pena ir a um bom restaurante – no sentido gastronômico – em regiões mais populares da cidade do que frequentar esses espaços gourmet e sair aborrecido, caso não haja disposição para enfrentamentos. O que não dá para fazer é insistir em ir a esses lugares e, uma vez agredido, sair com o rabo entre as pernas.

Na Alemanha dos anos 1920, os setores daquela sociedade que eram fustigados nas ruas pelos nazifascistas optaram por suportarem calados as agressões. No início, em vez de comunistas e judeus se organizarem e reagirem, deixaram que o processo de ascensão de intolerância germinasse. Deu no que deu. O Brasil não pode cometer o mesmo erro.

228 comments

  • A melhor solução é não frequentar os ambientes onde esses fascistas pululam. Se por ventura não houver opção de frequência, a saída é o enfrentamento. Mas esses fascistas, pelo visto, estão se organizando pra agirem dessa forma. e depois serem repercutidas na grande mídia e nas redes sociais , e assim retroalimentarem a propaganda anti PT.

  • Ainda hoje comentei numa publicação no face, que é preciso reagir.
    Por que não fazer um B O por assédio moral?
    Não entendo de leis, mas não caberia esse recurso?
    Estou farta de ver tantas agressões e nenhuma reação.
    Às vezes parece que o PT está deitado em berço explêndido e em sono profundo.
    Meu receio é que acorde tarde demais.
    Sou petista desde a fundação do partido e nunca me senti tão desanimada como venho me sentindo ultimamente.

  • A rede Globo trabalhou para isto e continua a faze-lo impunemente com os seus agregados e semelhados. É uma vergonha!
    Mas, a filosofia do controle remoto não funcionou. Quando o governo Dilma teve bem mais força, no primeiro mandato, resolveu deixar a rede golpista, escravista, elitista solta para caluniar e distorcer a informação. O Bernardo pôs o rabo entre as pernas e resolveu tratar mal blogueiro aliado. Os agressores, antes assustados com as mudanças sociais, começam a botar as manguinhas de fora.Eles estão com medo, pois os pretensos ricos são minoria e são covardes. Quando os muitos se derem conta de que são bem mais fortes e que são temidos pela minoria que os oprime, aí as coisas mudam de figura. Até lá os opressores contam com a polícia constituída de pobres que espancam pobres e com a justiça da Casa Grande para prender os 4Ps. E a continuar assim, ninguém mais topa ser ministro. Assisti ao vídeo da agressão ao Padilha. Simplesmente nojenta a atitude do.safado do coxinha e a sua argumentação rasteira. O que foi feito pelo povo brasileiro é espetacular, ao possibilitar atendimento aos mais pobres com aqueles médicos que vão para onde não querem ir os da porca elite.

    • Pois é.

      Moro aqui em Aracaju, e fiz um teste.

      Indo para o trabalho de carro, tive o desprazer de me forçar a escutar o “argh”!!! alexandre garcia (assim mesmo com minúsculas, por favor) durante toda a semana passada e mais esta, em uma rádio (Liberdade FM) de propriedade um ex-candidato ao Senado perdedor (PSB). O mau caráter, desancou o PT (e só o PT) durante toda a semana passada, ontem e hoje resolve após falar mal da presidenta e do PT como sempre, comentar os assédios ao Padilha e ao Mantega, e o sacripanta responsabiliza quem? ao Padilha por ter perdido a disputa ao governo de SP e estar secretário do Governo Haddad. É impressionante, quantas vezes isso já ocorreu com o PSDB em SP, Serra x Alckimin x Skaff e toda curriola, etc…quando não são secretários um do outro, estão presidente, diretores ou conselheiros de empresas pertencentes ao governo paulista, idem ocorre no Paraná e demais estados (des)governados por eles.

      Se fosse honesto, deveria dizer. A culpa é minha e de meus colegas da globo, trabalhamos contra o PT todos os dias porque diminuíram a grana de meus patrões e agora nosso trabalho está surtindo efeito, fui e vou ser regiamente remunerado por isso abocanhando uma parte da verba da SECOM, ou seja do próprio governo em que eu taco pedras todos os dias.

      Saúde para Vitória

      Sds.

  • temos que evitar que essa “semente” do nazifacismo prospere no Brasil, se deixarmos crescer e vigorar será tarde demais, um germem disto já está se alastrando pela internet no video denúncia que acabei de postar a pouco Eduardo Guimarães, espero que veja e reflita o quão “assanhados” estes golpistas estão, disseminando o desejo de rasgar a CF/88 especificamente no Art: 5º inciso 44.

    https://www.facebook.com/senador.mauricio/videos/927608793972940/

  • O Pastor Luterano Martin Niemöller, que foi preso em campo de concentração pelos nazistas, de um deles sobreviveu e, baseado num poema de Maiakovski, escreveu este:

    “Quando os nazistas levaram os comunistas, eu calei-me, porque, afinal, eu não era comunista. Quando eles prenderam os sociais-democratas, eu calei-me, porque, afinal, eu não era socialdemocrata. Quando eles levaram os sindicalistas, eu não protestei, porque, afinal, eu não era sindicalista. Quando levaram os judeus, eu não protestei, porque, afinal, eu não era judeu. Quando eles me levaram, não havia mais quem protestasse”.

  • Edu, você fala em não frequentar esses lugares ou reagir. Devemos também deixar de usar roupas , carros e tudo o mais que tem a cor vermelha?
    Sinceramente, Edu, descobri, com a chegada do PT ao poder, que a maior parte das pessoas que conheço é racista , burra, cega, má. E já disse isso aqui. Além de parentes, nordestinos e negros, a maioria esmagadora é descendente dos países do eixo. É um horror.
    Muitas vezes me perguntei :Onde foi que nós erramos?

    Claro que vale a pena ter os Mantegas, Minos, Gushikens e tantos e tantos outros em nosso Brasil.
    Mas sabe o que eu fiz com os descendentes dos países do eixo que mostraram a veia fascista ?
    Tirei-os de perto de mim. Dar o troco na mesma moeda não é justo.
    Mas nós estamos ficando de saco cheio.

  • Interessante é que a filha de Mantega, Marina, adora (va?) a companhia dessa gente phynna. Ela agora pode ver do que essa malta é capaz. Lamentável.
    Mas que fique bem claro: isso é em São Paulo, esse enclave da soberba dentro do Brasil.
    Eu fico horrorizado com o comportamento do paulista médio e rico: arrogantes, prepotentes, metidos a superiores, mas provincianos ao extremo. Semana passada, estive no Rio. Andando na Av. Nossa Senhora de Copacabana avistei um grupo de homens gordos, altos; mulheres todas loiras, saltos altíssimos, roupas iguais; crianças em profusão, enfim, uma família. Estavam aos gritos, fazendo comparações entre RJ e SP, falando mal do Rio, obviamente, uma coisa horrível. Com o sotaque horroroso.
    Em Roma, fiquei em hotel repleto de japoneses, como sempre muito educados. Tinha também um grupo de mulheres brasileiras de meia-idade. Paulistas. Uma delas sabia uma saudação em japonês e repetia, repetia e repetia, às gargalhadas – na cara das senhoras japonesas – aquele texto que era algo como “tudo bem com você?”. Eu, “reles baiano” conforme a visão torpe desse tipo de paulista, não aguentei mais a vergonha alheia e repreendi as bem-nascidas paulistas. Estávamos outros brasileiros no hotel – baianos, brasilienses, mineiros, gaúchos e pernambucanos. Nenhum se comportava como os paulistas.
    Em Salzburgo, na Áustria, um deles – empresário de seus 42 anos, que adorava ostentar – apalpou as frutas em uma banca. Foi repreendido pelo dono do local. O cara não falava nada além do português, então fiz questão de traduzir a reprimenda. O que ele fez? Comprou um saco de frutas, abriu ali para mostrar que podia e…jogou os caroços em um chão limpíssimo, sem um pedaço sequer de papel. O quitandeiro ficou horrorizado com a cena e não teve ação. O que o paulista rico ainda fez? Jogou as frutas que restavam no saco no chão, cuspiu o último caroço que tinha na boca e deu as costas.
    Aqui em Salvador, “esse lugar do submundo”, esse tipo de cena patética – do paulista superior – é corriqueira.
    A última notícia, para mim uma monstruosidade preconceituosa de São Paulo, é que os paulistas não aceitam o “sotaque e o jeito” da jornalista sergipana, Renata Alves, que passou a apresentar, na TV Record, o programa matutino “Hoje em Dia”, na companhia dos sulistas/sudestinos, Anna Hickman e César Filho. Alguém de poder na TV estaria tentando segurar a moça (super talentosa, inclusive), mas parece que não está conseguindo, porque ela já sumiu da apresentação do programa. Está na reportagem. Ou na “cozinha”. Um horror! Uma vergonha!
    O paulista é tão provinciano, que pintar faixa para moto parar no sinal de trânsito vira notícia para todo o país, como vi no jornal matinal da paulistíssima e provincianíssima TV Band, medida essa apresentada como algo inédito no país. Ridículo, porque existe vida no “resto” do Brasil.
    Eu acho que tem de reagir são os paulistas de bem, os inteligentes, as pessoas democratas, brasileiras acima de tudo. E abrir os olhos do povo de São Paulo enquanto AINDA não é tarde.

  • Desculpe Eduardo Guimarães, mas a Alemanha dos anos 20 do séc. passado, foi marcada por inúmeras rebeliões, brigas de rua, revoltas… os espartaquistas de origem comunista se envolveram em dezenas, talvez centenas de brigas contra os nazistas. O “clima” nas ruas das grandes cidades, era de guerra mesmo! A perseguição aos judeus só começou, pra valer, em 1935 com a aprovação de leis anti semitas! Não podemos ignorar o fato de que nos anos 20 vários empresários, industriais judeus deram dinheiro para os nazistas, por acreditarem que eles iriam garantir a ordem! Além disso haviam judeus não praticantes até na alta cúpula do nazismo. O General Milch tinha a mãe ou a avó (não me lembro bem!!!) judia. E o nº 2 das SS, Heidrich era de origem judia misturado com cristão. Infelizmente o que aconteceu durante a guerra e antes dela são interpretados muitas vezes com o olhar do mundo do pos guerra, ou apenas com o discurso dos aliados ocidentais. Vc tem razão em dizer que o problema é a maioria se calar diante da barbárie… por concordar com ela ou por pura e pecaminosa covardia. Leitura apaixonante sobre o assunto, “As origens do totalitarismo” da escritora judia Hanna Arendt. Abç

  • Estas pessoas acham que todos estão com eles e contam as pessoas que se calam como aliadas, pois quem cala consente, precisamos gritar ao mundo e ir para o debate, nosso silencio nos condena.
    Nunca aceitarei quieto, falou vai ter que escutar…

  • De fato, quem representa um lado precisa estar ciente que sua ações e postura reflete, atinge aos seus representados.
    Como poderemos defender um governo que não se defende?
    Aliás, o problema é maior, como está dito no texto. Mesmo não nos representando, certas atitudes não podem ser aceitas passivamente por homens públicos e em ambientes coletivos ( público ), pois estimulam e naturalizam comportamentos preconceituosos, excludentes…, chegando as vias de tornar aquele que reage a tais agressões o “culpado”, “doente”, “estranho”, ……; Em breve, como já vem acontecendo, outras diferenças contrárias ao poder estabecido ( elite tradicional ) serão obrigadas a aceitarem qualquer ataque sem o direito a defesa.
    Aconteceu juridicamente e o PT não reagiu ( a população pobre já passa por isso há muito tempo )! Está acontecendo verbalmente, e não estão reagindo! …..assim seguirá…., até onde?

    Vc está certo, Edu

    Um forte abraço!!

  • Edu, o PT tem feito isso todos esses anos ( fugir com o rabo entre as pernas), numa situação dessa não tem controle remoto que de jeito, não é ? Apanha calado , nunca reage e continua patrocinando….e o pior é que nada vai mudar, eu acho que exite algum acordo com a mídia , não é possível, é ser muito masoquista ou covarde mesmo…

  • Edu, esse fenômeno parece restrito, nessa intensidade toda, ao estado de São Paulo. Aqui no Paraná o governador do PSDB também foi reeleito em primeiro turno e, francamente, fez nada diferente do que já fizeram Mário Covas e Alckmin – descer o cacete em professor, saquear a poupança de servidores, mega tarifaços em impostos e taxas estaduais.

    E se tornou um leproso político, abandonado por todos, apenas seis meses depois de ter sido reeleito. Um recorde.

    Você tem uma teoria para o porque dessa passividade extrema do paulista médio? Por que o pessoal de São Paulo tem essa disposição de, com o perdão da expressão, comer merda de colherinha e achar bom?

    Sou paulista de nascença mas está impossível ver qualquer coisa de positivo no estado. E eu me esforço pra isso, mas não dá.

  • Caro, Eduardo, cabe aos da classe média que estão loteados dentro do PT e/ou em entidades ideologicamente ligadas ao partido, muitos ganhando um bom salário, ir às rua defender o partido e seus membros. Conheço muita gente nessa situação que não está nem aí. Já eu, pobre militante e desempregado, tenho feito a minha parte. Mas confesso que já não estou me sentindo a vontade para, ao defender o partido, está defendendo também os classe-média alta afugentados no partido.

  • O Ministério da Saúde Adverte: São Paulo faz mal à saúde!
    Já passei dos setenta, e por conta de uma fratura no pé, ainda uso bengala. Não hesitaria em quebrar a bengala no crânio de um imbecil desses, numa situação dessas.

    • ♫ Estou chegando aos 70, não quebrei o pé e não uso bengala. Mas levo um taco de beisebol no carro e carrego um canivete automático com lâmina que mede quase um palmo. E não vacilarei em usar qualquer um dos dois, caso seja agredido por um desses coxinhas abusados.
      A coisa aqui em Guarujá é tranquila, mas pode mudar. Se mudar, reagirei na base do olho por olho, dente por dente; se acabarmos todos cegos, paciência. Fazer omelete exige partir os ovos; e temos que quebrar os ovos dessa macacada que se tem no conta de gorilada. Na verdade, são todos uns cagões de marca maior…

  • Também penso que os petistas deveriam deixar de frequentar esses lugares. Vejam bem, existem bons e ótimos restaurantes pela metade do preço, em regiões onde a playboyzada já não frequenta, por achar pouco para seu “podrão de vida”. Não tem tanta “gente bunita”, sabe? Quem é de fora talvez não saiba, mas esses lugares na zona centro-sul da cidade não são caros, são proibitivos! E existem muitas opções além deles. Acho que o melhor a fazer é se afastar dessa “gente”. Vocês não sabem o quanto desprezamos os ricos daqui, não tem ideia do que sentimos quando somos obrigados a ir aos bairros deles.

  • Você tem toda a razão.

    Nas circunstâncias atuais, com essa guerra de extermínio imposta ao PT pela direita fascista, não pode haver lugar para frouxos e covardes.

    Eles querem uma guerra de extermínio. Pois bem, os petistas devem aceitá-la, e , dar a eles, sua guerra de extermínio!….

    Avante!….

  • Sou filiado desde o inicio.
    Hoje não tem mais petista idealista.
    Tem sim… Um monte de oportunistas.
    Covardes… bundões… fisiologistas… etc.
    Queria Eu um dia encontrar com um destes.
    Bate um desânimo!!!

  • Oi, Eduardo!

    Enquanto a mídia estiver fazendo uma cobertura política baseada em intrigas com o PT , essas atitudes baixas só tendem a aumentar.
    Eduardo, sei que a postagem é sobre outro assunto, mas aproveitando a oportunidade, como vai a representação contra Moro, alguma novidade?

    Att

  • O filme Meninos do Brasil, quem diria? está super atual. Vi um comentário que falava o seguinte sobre o filme: “Quando Os Meninos do Brasil estava sendo produzido o verdadeiro Dr. Josef Mengele ainda estava vivo e morando em São Paulo. Mengele faleceu em 1979, poucos meses após o lançamento do filme.” Mas a culpa ultrapassa o original nazista Dr Mengele> Não seria inapropriado ter uma versão atualizada que tanto poderia ser Os meninos de FHC ou Os meninos do Serra. Preferindo uma coisa mais latina e mais ligada aos USA também poderia ser Os órfãos de Aécio. A cobra já está criada.

  • Essa prática não está circunscrita apenas a São Paulo e às figuras públicas como Mantega e Padilha, outro dia fui agredido verbalmente por um senhor da minha cidade, por saber que tenho fortes laços com o PT… Está desse jeito, infelizmente a mídia golpista estimulou em nosso país esse comportamento, está acabando o clima de respeito que reinava por essa maravilhosa terra, as diferenças políticas estão se transformando em intolerância.

  • Edu, uma noite após um dia cansativo de trabalho, voltava eu para o aconchego de meu lar, e quando consegui um trem da Supervia que dispusesse de assentos vagos acomodei-me já cançado e meio que embriagado pelo sono, já durante a viagem, que dura em média 25 min., fui dispertado por um sujeito que aparentava uns 45 anos e sentado a meu lado teimava em puxar conversa com uma senhora tambem sentada e essa conversa girava em elogios ao Aébrio e críticas ao Lula, apesar de não concordar com o que era falado pela fanfarrão mantive-me alheio aos comentários!” Vendo que a senhora escolhida não lhe dava trela o tal sujeito passou a puxar conversa comigo sobre o mesmo assunto, inclusive me cutucando com o cotovelo, então fui obrigado a dizer-lhe que discordava de tudo aquilo que ele estava ruminando a meu lado, pedi-lhe que fizesse leitura não só dos jornalões mais tambem de outras fontes issentas para que tivesse conhecimento dos fatos pelos dois lados, após muito reclamar, resmungar que eu era um desinformado e que fosse me informar mais, o tal sujeito levantou-se para desembarcar! Resolvi tambem fazer o mesmo e disse a ele, então voce vai me informar lá fora do eu devo ser informado. O cara ficou mais branco do que já era, ele desceu e eu fui atrás. Já na passagem sob os trilhos, coloquei-me à sua frente e questionei o porque de eu não poder discordar dos pensamentos dele e pedi-lhe que me desse as informações que ele julgasse necessárias para que eu ficasse bem informado, então o sujeito disse que não era nada daquilo e tentou apertar minha mão! Peguei a mão dele com tanta força e torcendo para trás fazendo-o ajoelhar-se, então pedi que ele se levantase e “Comí um Coxinha” de porrada! Ninguem ali entendeu nada, só deu pra ver um coxinha em disparada sem olhar para trás…!, saí de lá com a alma lavada, paguei outra passagem e fui até meu destino pensando: “Coxinha de sorte esse, pois se eu não tivesse meus atuais 63 anos provavelmente ainda teria dado uma boa corrida atras dele”De alguma forma : Precisamos REAGIR!!!

  • Concordo que o PT e petistas reajam a altura, se é baixaria ou não, não importa, o que importa é não deixar este tipo de comportamento não se alastre. Contudo, uma boa parte do PT contribui para isso. Em quase 13 anos no governo, por coincidência o seu número “13”, o PT não fez nenhuma reforma estruturante na constituição e que poderia estar evitando este tipo de reação da direita. Em seus governo o PT preferiu dormir com o inimigo e, isso sempre não acaba bem. Até o Jó Soares que é um legítimo tucano, agora pode ser mandado embora da Globo por ter encontrado com a Dilma na semana passada. A coisa está se tornando arriscada demais. E a esquerda tem por obrigação, não permitir estes absurdos antidemocráticos.

  • Enquanto isso…’Sinto muito pelo acidente com aquele rapazinho, Kim Kataguiri, que vive desancando o Estado e louvando o império da iniciativa privada. Ainda bem, porém que ele foi bem atendido – tal como aconteceu com a família de Luciano Huck forçado de seu avião -por serviços público do SUS, o mesmo SUS que, sempre que puderam fizeram questão de desancar.’

    Paulo Moreira Leite afirma que o bom atendimento recebido pelos apresentadores da TV Globo, Angélica e Luciano Huck, seus três filhos e duas babás, na rede pública de saúde, em Mato Grosso do Sul, após um acidente de avião, no domingo (24), “criou uma oportunidade rara para se debater o Sistema Único de Saúde e as responsabilidades de cada um na solução dos problemas que afligem a maioria dos brasileiros”; “Depois de receber um atendimento tão especial, nossos apresentadores poderiam fazer o possível para que mais brasileiros pudessem ser atendidos nas mesmas enfermarias, pelos mesmos profissionais, com a mesma atenção, que eles receberam no Mato Grosso. Poderiam assumir uma campanha pelo retorno da CPMF, que está na base de tudo. Seria uma grande homenagem para a equipe médica, para os enfermeiros, para o pessoal da limpeza. Acima de tudo, seria um gesto de solidariedade para ajudar milhões de brasileiros a ter um atendimento digno. Eles também querem falar bem do SUS”, defende.
    Ou seja, como pode ser visto nos 2 exemplos transcritos acima, os coxinhas que não sabem perder, que não se conformam com os resultados das urnas, que não querem aceitar a regra do jogo e qje sempre podem metem a lenha no governo petista, não fazem cerimônia quando o mesmo governo que eles criticam lhes servem. Sei que é obrigação do Governo atender qualquer um, inclusive os seus críticos, mas também é dever dos críticos ter um mínimo de consciência social e recusar benesses do governo, como recebeu o reacionário Lobão.

    • Todos sabem que o atendimento médico realizado pelo SUS, com raras e honrosas exceções, é uma lástima, no país inteiro. Não é por outra razão que ele tem sido chamado de SUSTO e que figurões da nossa carcomida política, como Lula da Silva e outros, correm para o Sírio-Libanês e afins à menor dor de barriga, ainda que cantem, em prosa, e verso as glórias do atendimento público,

      Em tempo, espero que todos os que venham a precisar de atendimento de urgência na rede pública de Mato Grosso do Sul tenham a mesma acolhida que foi dispensada à família dos apresentadores da Globo. Confio nisto, aliás, e parabenizo os profissionais que nela trabalham, pois devem enfrentar as mesmas
      dificuldades que o total descaso dos governos petistas com a saúde acarreta no país inteiro.

      • Com todas as falhas que o SUS possui, ele ainda é várias vezes superior ao modelo norte-americano. E sabe porque? Nos EUA a saúde é privada, não existe um sistema público de saúde. O que significa que se você tiver um problema e não tiver dinheiro para pagar (e MUITO dinheiro em vários casos), você está literalmente morto. Ou talvez você dê sorte e o hospital para aonde te levaram faça o atendimento sem primeiro perguntar pelo seu cartão de crédito, mas neste caso você provavelmente passará o resto da vida pagando a conta.

      • Aqui na Bahia, com o novo Hospital do Subúrbio, que opera em regime de PPP, a coisa melhorou muito. O hospital ganhou prêmios e possui o certificado nível 2 em acreditação – isto é um tipo de certificação hospitalar que mede a qualidade. Além disto, foi construída na última gestão – 8 anos de Jaques Wagner -, que é do PT, mais 4 hospitais. Nas gestões anteriores, que foram do DEM, foi construído apenas 1. Na nova gestão, que é do PT, há a previsão de ser construído mais 7 hospitais públicos.

        Pergunta: de quem é o descaso na saúde pública?

  • A reação não pode e não deve vir de um ato solitário. É imenso o risco de se tornar pretexto para novas agressões, físicas inclusive. A força para a reação estará na união.
    O que eu vejo é que o PT, com todos os seus erros e acertos, é constituído em sua imensa maioria, por pessoas democráticas, republicanas e civilizadas, porém firmes em suas opiniões. Está muito adiante do seu tempo!
    Eu, com 52 anos e vivendo em bairros/escolas nobres da capital de SP, não conheci, pelo próprio destino, um petista sequer. TODAS as pessoas/familiares namoradas e amigos que tive/tenho odeiam o PT, votaram em malufs da vida e idolatram psdb/alckmin e o estado.
    Voces imaginam o apartheid político que vivo a vida inteira… Me sinto um judeu vivendo num estado nazista, onde sequer posso manifestar minhas convicções políticas. As pessoas que para cá vem ou se sentem atraídas, são, em sua imensa maioria, egoístas, preconceituosas e materialistas. E tudo isto aparece nestas atitudes deploráveis.

    • Já eu, que tenho, por força das minhas atividades, contato com bairros nobres de algumas das grandes cidades de São Paulo e de outras impostantes cidades do país, conheço, sim, muitos petistas que neles residem. Não poucos, por sinal, passaram a morar nessas regiões depois que arranjaram alguma boquinha assegurada pelo partido. A maior parte é composta por sindicalistas. Se o sr Sérgio olhar, de fato, à sua volta, deparará com eles, desfilando nos seus reluzentes carrões.

      Isso não deveria causar nenhuma surpresa, uma vez que a ascensão do lulopetismo ao poder teve, como consequência, a criação de uma nova classe social, a luloburguesia, constituída pelos apadrinhados do partido, e que infestam, hoje, a administração pública, no maior aparelhamento da máquina que o país já sofreu em toda a sua história. Sem contar, é claro, com a nomenklatura petista, composta por verdadeiros nababos que pairam muito além de nós, simples mortais. São “dirigentes”, “palestrantes”, “consultores”, ” traficantes” de influência nacionais e internacionais”, e tutti quanti. O Petrolão que o diga!

      Portanto, se o sr. Sérgio se encontra, hoje, em algum tipo de apartheid, este se deve exclusivamente ao desprezo crescente que a população vem demonstrando em relação aos petistas, que passaram a ser vistos como inocentes-úteis, não tão inocentes-úteis ou, mesmo, cúmplices de um partido que, no poder, abrigou verdadeiras organizações criminosas especializadas em assaltar os cofres públicos e fraudar a democracia..Assim, sendo, que ele – que parece ser um homem inocente – deixe esse gueto de imoralidade e corrupção em que se transformou o lulopetismo, e logo será cercado por gente de bem, disposta a iniciar árdua tarefa de reconstrução do país.

      • lulopetismo, boquinha, aparelhamento, luloburguesia, nomenklatura, Petrolão…

        Tudo isso aí cê aprendeu no “manual de trollagem tucana”, fornecido junto com a cesta básica que lhe pagam pra encher o saco aqui e em outros lugares?

        Quando vc frequenta lugares cheios de petistas ricos, vc está em que condição?

        De rico também ou de penetra?

        Cara, suas sustentações para este ódio são tão fraquinhas….

    • Sergio, eu também nasci e fui criado em berço de ouro, mais que no andar de cima, na cobertura. Mas, a certa altura, a náusea estava me acabando, e mudei de lado. É um mergulho difícil mas, dá para encarar, experimente.

  • Caro Eduardo e demais
    Mesmo com a pauleira que o PT recebe 72 horas por dia, esta notícia vai na contra mão de tudo o que rola por ai.
    O PT é o partido que tem o maio número de filiados
    O material jornalístico produzido pelo Estadão é protegido por lei. Para compartilhar este conteúdo, utilize o link:http://politica.estadao.com.br/noticias/geral,apesar-da-crise-pt-tem-aumento-no-numero-de-filiados,1693271
    O massacre diário, que tem efeito sobre setores da classe média, falo com conhecimento de causa, não atinge a todos.
    Outra coisa, o blogue deu pau várias vezes.
    Saudações

  • “Há pessoas que não têm condições de se meter em bate-bocas públicos. Claro que é extremamente desagradável e estressante. Porém, deixar que esses fascistas atinjam seu objetivo é estimular novas agressões. Um homem público tem que pensar na coletividade e ao coonestar atitudes como essa ao não reagir, estão sendo cúmplices de seus agressores.”

    Edu, perfeito, irretocável. E é por essa postura que eu sempre condenei a desculpa esfarrapada do PT, ou da cúpula do PT (porque é uma desculpa) com o termo que “cunharam” (sem trocadilho com o Cunha) de “republicanismo”, que é o nome que eles dão para a não-reação, um pacifismo suicida que levou a esse estado de coisas no país, criando um clima que colocam em risco o próprio regime democrático (com todos os defeitos que possui e herança maldita da ditadura, a pior delas é a Globo) e a integridade física das pessoas.

    Uma hora um pirado desses atacará de fato alguém, fisicamente, e aí, o que o Sr. Ministro da Justiça que sabotou por mais de 4 anos o governo com a inépcia dele virá a público dizer? “Calma, senhores, paz e amor, bicho!”?

    Por isso que desde que comento no blog sou enfático quanto ao papel desmoralizador do atual Ministro da Justiça e dessa demência que começou ainda no governo Lula em não revidar os ataques da direita, com uma política de conciliação que beira a idiotia pois a direita brasileira não quer mais saber disso. Alguns da cúpula do PT não reagem por medo e outros por petulância (prepotência em se achar moralmente superior a esses seres rasos da direita) e falta de reflexão, pois subestimam a capacidade de ódio e agressão dessa direita tresloucada do país e o que já causaram no Brasil e no mundo com isso.

    Veja que você se coloca em risco fazendo uma queixa contra um juiz federal (a qual damos suporte, é o mínimo que se pode fazer, mas não fiz por conta do PT e sim por uma questão de justiça e pela preservação do Estado democrático do país, que está ameaçado com essa operata golpista da mídia, congresso e parte do judiciário) pra cúpula do PT continuar com o comportamento zumbi de “não é comigo”, somos “republicanos” e bla bla bla, como se ser republicano fosse sinônimo de pacifismo e não de quem é a favor da República.

    Só pra citar como exemplo, os Republicanos (partido) nos EUA não são nada pacatos, os republicanos espanhóis entraram numa guerra civil com Franco, ou seja, esse termo não tem, nunca teve o significado que o PT deu pra justificar a covardia em encarar a direita brasileira e a ofensiva da mesma. É, inclusive, uma deturpação do significado do termo pra servir de uso a covardia.

    E há que se fazer essa crítica pesada e dura, a coisa chegou num limite, o problema citado no post vai além do PT (há bastante tempo por sinal), não se restringe só ao PT os ataques e sim a qualquer cidadão, democrata, que não concorde com esse bando de bestas feras soltos nas ruas, e uma hora vai ter uma desgraça, quer por ataque deles ou revide mais pesado de quem sofra agressão.

    Eu assisti, bestificado, o vídeo de agressão ao filho do Noblat com um bebê a tira-colo. O cara parece ser um sujeito pacífico, que mesmo que não estivesse com o bebê, não revidaria de forma mais agressiva, mas eu confesso que não tenho esse temperamento, eu não toleraria um milímetro das ofensas que ele recebeu e tomaria satisfação ou partiria pruma atitude mais dura (aí entra o temperamento arisco do lado belicoso pernambucano, que não é flor que se cheire quando provocado, e não é retórica).

    Você andou recentemente por alguns estados da região e deve ter notado que não há esse clima de ódio, pelo menos nas ruas, nas cidades. Mas isso não surgiu do nada, é fruto de longas lutas também internas e não por conta de apoio do governo federal como a coxinhada fala pra incitar briga regional. Embora o apoio do governo ajudou sim a sepultar pesado algumas oligarquias em estados mais fracos da região onde a sociedade civil não é tão forte ou organizada, principalmente no interior dos estados que é onde o problema é mais visível.

    A situação citada no post é suprapartidária, a reação deve ser suprapartidária, o que esses imbecis protofascistas fazem (pois nem na acepção do termo fascista dá pra enquadrá-los pois são entreguistas radicais de direita, fascistas italianos ou alemães não costumavam ser capachos dos EUA como esses são) é uma afronta e um ataque à liberdade e democracia do país e à integridade física e moral das pessoas. Não se deve tolerar, em hipótese alguma, esse tipo de postura sob pena de motivá-los a ficarem mais agressivos.

    Eu comento isso que relatei acima mesmo antes de 2010, que a coisa iria piorar com essa postura “paz e amor”, a tal despolitização que todo mundo fala, e não deu outra. Estamos em 2015 e veja o que aconteceu, por desleixo e descaso da cúpula do PT os radicais de direita hoje se sentem à vontade pra atacar qualquer pessoa que eles julguem ser um “perigo à sociedade”. Apesar de que o fenômeno está de fato mais circunscrito à São Paulo capital, mas pode vir a contaminar outros estados dependendo da conjuntura, apesar da maioria estar isolando esses radicais em Sp.

    O PT é um completo desastre na questão cultural e da comunicação (redundante citar isso aqui), pois são áreas que dizem muito sobre o post, partido de esquerda que trata de questões culturais (filme, memória, deocumentário) e de comunicação como algo menor é algo sui generis no mundo, como se tudo se resumisse ao discurso econômico.

    Fora ter um Ministro da Justiça que faz mais estrago que os inimigos propriamente ditos como quando não usou o aparato do Estado pra identificar e mostrar quem estava financiando e articulando os Black Blocs que desmoralizaram o governo em 2013. O Sr. Cardozo precisa dar satisfações por suas omissões, isso não está mais circunscrito ao que a presidente acha dele ou não, pois o descaso dele põe em risco a vida e integridade física de todo mundo aqui e ele não tem direito de agir dessa forma sem que não haja sequer cobrança sobre o descaso.

    Mas pra não me estender, mais do que já me estendi, essa agressão não é típica só de SP capital, embora hoje seja mais comum pelo aparelhamento que o PSDB-Opus Dei fez em SP, mais a mídia incitando o ódio todo dia e bairrismo. O ex-prefeito do Recife, João Paulo (foi reeleito e governou 8 anos, primeiro prefeito do PT no Recife) teve 2 ou 4 costelas quebradas (perfurou um pulmão) pela PM num governo do PFL (de Joaquim Francisco, que se alojou no PSB e se aproximou do PT na era Lula, é a mutação da direita fisiológica, e o PT de PE aceitou isso e hoje paga o preço disso) quando era deputado.

    Digamos que quebrar de pau, pela PM, um deputado do PT é um comportamento até mais violento que os citados, e isso lá pelos idos de 1992 (chutando). Tinha uma foto do caso, mas como tem citação a Eduardo Campos, prefiro não colocar o link (não parece o Campos na foto e os arquivos na rede sobre isso são ridículos, embora já tenha visto a cena). Veja que tivemos em PE uma situação de poder quase absoluto do PFL/DEM/Arena e isso foi derrotado, ao ponto de hoje esses reaças quase se esconderem com medo do povo, eles sentem mesmo medo de expressar publicamente que odeiam o PT, mas isso não se deu porque o povo ficou mais esquerdista e sim por uma ruptura cultural com esse jeito arcaico do DEM/PFL ser, que é o que espero que ocorra em SP com o PSDB. Uma hora essa ditadura tucana-Opus Dei terá que ruir, e nessa hora partam pra cima.

    Estudei com a filha desse ex-desgovernador de PE citado acima e a cidadã era insuportável. Não falava com ninguém e só andava com outra perua na sala, retrato típico das ‘zelites’ made in Brazil, mas nesse caso a gente pegava pesado e até zombava ,pois o pai dela tem um sotaque horroroso (ridículo) e uma postura bem jeca, e a sinhazinha era truculenta até o talo e desaforada, mas não ficava sem resposta nunca. Se ela abusasse tomava de volta, verbalmente pois não se chegou ao extremo de confronto físico ou algo parecido.

    Confrontar os liberal-fascistas é preciso, ou isso ou tchau pra democracia e os avanços sociais do país e projeto de nação.

    • O problema é que o brasileiro “médio” é com o perdão da palavra um “cagão”. Ele é doutrinado desde os tempos do Império a obedecer as “autoridades” como se estas fossem “Deus na Terra” e também à JAMAIS reagir por mais que a vida dele esteja em risco, o perfeito escravo domesticado. Mais de uma vez quando eu quis reagir contra algum absurdo vi mais de uma pessoa se levantar enfurecida para criticar A MIM ao invés de criticar o sujeito praticante do absurdo, como se reagir fosse um crime hediondo. Somos uma nação de ovelhas, e isso se reflete nos nossos governantes.

      • Daniel, vc traçou um diagnóstico preciso do problema. Eu já notei isso. Quando a gente reage, o povo (uma parte) em vez de te apoiar, fica com pena do agressor. É algo doentio pois vc está no seu direito de contra-atacar quando é atacado, dentro da legalidade. Eles assumem passivamente que o discurso do agressor contém alguma verdade e ficam recebendo insultos e agressões sem revide, nem em forma de retórica mostrando o que os tucanos são. Todo aquele discurso politizado dos anos 90 contra o neoliberalismo parece não fazer sentido pra esse pessoal.

        Eles não criticam o agressor ou os que abusam da cituação criada pela mídia que favorece um grupo a vir atacar e sim vc se for contra-atacar.

        Critico com frequência esse comportamento religioso de apoiadores do PT, até pq o PT, infelizmente, é altamente influenciado e conta com apoio de uma base ligada à Igreja Católica e aquela Teologia da Libertação, com forte teor moralista no discurso (foi isso que pariu os Arruda Sampaio, Helio Bicudo, Heloisa Helena etc, bando de udenistas) e esse pessoal é muito tacanho, não só pra reagir (adotam aquela postura de ovelha pra ir pro abate ou ser pregado na cruz como “mártir”) como são apoiadores de um conservadorismo religioso insuportável, o mesmo que cria histerias quando se fala em descriminalização da maconha e afins.

        Já vi apoiador desses defendendo o governo da Indonésia na pena de morte àqueles brasileiros por lá (independente da questão dos crimes, que eles deveriam pagar pelo que cometeram mas sem pena de morte). Daí vc tira como é difícil a convivência com esse pessoal. Esse pessoal com esse cordeirismo minou as forças do partido por dentro, é mais ou menos a crise que o PT vive hoje com uma “militância” conservadora que adentrou o PT nos dois governos Lula e no atual.

  • Eduardo, no meu sentir o caso a seguir transcrito, encaixam nos casos dos ex-ministros Mantega e Padiola, pois o estabelecimento comercial se omitiu, configurando prestação de serviço defeituoso, conforme preconiza o artigo 14 do CDC, in verbis:

    “Consumidora será indenizada por agressão sofrida no interior de supermercado

    É manifesta a falha do serviço prestado pelo estabelecimento comercial ao não garantir ao consumidor a segurança legitimamente esperada de realizar compras sem ser agredido. Com base nesse entendimento, a 3ª Turma Recursal do TJDFT confirmou a condenação imposta pelo 2º Juizado Especial de Samambaia ao supermercado Tatico. 

    A autora ingressou com pedido de indenização por dano moral em face na inércia do estabelecimento comercial quanto à prestação do serviço de segurança, diante das agressões que lhe foram desferidas por terceiro no interior do estabelecimento. Embora o supermercado alegue intervenção de funcionários, preposto da empresa e testemunha confirmaram que o estabelecimento não possui seguranças, mas tão somente fiscais. 

    Na sentença monocrática, a juíza cita decisão do STJ, a qual assenta que “a prestação de segurança aos bens e à integridade física do consumidor é inerente a atividade comercial desenvolvida pelo supermercado e pelo shopping Center, porquanto a principal diferença existente entre esses estabelecimentos e os centro comerciais tradicionais reside justamente na criação de uma ambiente seguro para a realização de compras e afins capaz de conduzir o consumidor a tais praças privilegiadas, de forma a incrementar o volume de compras”. 

    A juíza destaca documentos juntados aos autos que confirmam as lesões sofridas pela autora, inclusive com fratura de escafóide. Assim, concluiu que os fatos vivenciados extrapolaram o simples aborrecimento, uma vez que gerou dor, sofrimento e angústia, além do normal, a ensejar indenização pelo dano moral sofrido, sendo certo que a parte requerida (supermercado) responde civilmente em face da má prestação dos serviços. 

    A Turma Recursal lembra, ainda, que o artigo 14, §1º, da Lei 8.078/90 atribui ao fornecedor responsabilidade objetiva pelos danos que causar decorrentes da prestação defeituosa dos seus serviços. E chama a atenção para “a marcante omissão dos empregados do estabelecimento comercial” diante da violenta agressão física sofrida pela consumidora por terceiro que estava no supermercado, a tornar evidente a configuração do dano moral, passível, portanto, de indenização. 

  • Digo: Padilha…
    PS: A transcrição foi feita do site do TJDFT.
    PS: A consumidora sofreu agressão física, já os ex ministros sofreram agressão moral.

  • Não é apenas neste caso que o PT precisa reagir. O que o Moro vem fazendo contra, por exemplo o tesoureiro do partido é inaceitável em todos os aspectos. Há a necessidade de uma resposta e reação forte que não vem, infelizmente.

    • Fico muito preocupado com o discurso oficial tanto da presidenta quanto do ministro da justiça que quando perguntados sobre esta operação, apenas dizem que a pf e as instituições jurídicas em geral, tem liberdade total de ação. Nunca vi um contraditório. Todos os petistas que foram presos/condenados, nunca foram defendidos pela cúpula do partido. Isto é o que? O que dizer do tratamento ao Vaccari e/ou ao Dirceu?
      A reação não deve ser apenas nas mesas de restaurantes, em eventos esportivos ou que valha, tem que ser geral e institucional. Será que ninguém conhece história no governo e no partido dos trabalhadores?
      Moro no conservador interior do estado de são paulo, e quando falo que voto no pt, o mínimo que falam, é que eu recebo lavagem cerebral.
      A oposição e a direita institucional e midiática sabe o que estão fazendo. Aumentam a temperatura a cada dia contra o governo e quando surgir uma fagulha, tipo um pedido de impedimento (mesmo que fraco), o incêndio tomara conta do sistema. Edu, o governo tem que se sensibilizar com isto. Não é apenas a economia…..

  • Particularmente eu meteria a mão na cara desses safados! Essa estória só vai acabar quando os petistas agredidos lavrarem um Boletim de Ocorrência e iniciarem um processo cível exigindo uma indenização por danos morais! Só assim, sentindo as consequências da sua calhordice, esses vermes começarão a recuar, pois como todo covarde, eles têm medo do confronto e só o exercem quando estão em situação confortável, vantajosa, já que além de estarem acostumados com a moleza dos petistas, sabem que num ambiente fascista como o que estão, receberão o apoio da maioria, o que acreditam que inibirá qualquer reação. Queria ver essa valentia se encontrassem o petista num local isolado, sozinhos e sem pessoas para protegerem esses animais. ISSO TEM QUE ACABAR ANTES QUE DESANDE PARA COISA PIOR E, SE OCORREREM ATOS MAIS EXTREMOS, OS ATACADOS ANTERIORMENTE TERÃO RESPONSABILIDADE, JÁ QUE SUA OMISSÃO ESTIMULOU OS ANIMAIS DA CLASSE MÉDIA. VIOLÊNCIA SÓ SE COMBATE COM MAIS VIOLÊNCIA, NUNCA VI NÃO REAÇÃO LEVAR AO FIM DE ALGUM ATAQUE. Esses animais precisam ser detidos imediatamente, aliás esse espécime agressiva de fascista só existe em São Paulo(por enquanto), por isso é melhor que ela seja enjaulada antes que se reproduza em outros lugares. Sugiro que iniciemos uma campanha estimulando os petistas a reagirem, levando esses casos para a Lei, obrigando a polícia e a Justiça a agirem e colocando esses animais no lugar deles antes que sintam-se ainda maios afoitos

  • Novamente é o “nós somos vítimas”, o “nós contra eles” ..isso nunca colou, e não vai ser agora que vai

    EVIDENTE que o povo que confiou e apoiou, que hoje se sente traído, assustado e ESTARRECIDO, esta de saco cheio e IMPACIENTE.

    Claro que MANTEGA não é inocente, que não deveria ser comparado, COISA nenhuma, a judeus e vítimas indefesas mas, quem sabe, por ser ele ex dirigente de alta patente, comparado sim a um líder traquina que até bem pouco dispunha de autoridade e transito como poucos nesta República, ele que hoje, como um líder CAÍDO e em desgraça, deveria mais é ser comparado a um Mussolini, Ceausesco, Kadafi e Sadam por exemplo.

    FATO, as Instituições e Homens públicos NÃO prestam conta por seus desvios e exageros, e quando SIMULAM fazer, levam um tempo danado, uma eternidade.

    MANTEGA, garoto esperto, mentiu até aonde o maior dos imprevidentes dizia: CHEGA, pelo amor de deus, chega !!!!

    Pessoas, famílias inteiras, empresários e empregados fizeram planos, sonharam, hoje, muitos se encontram desesperados e desesperançados, endividados, pressionados, e a maioria, com medo e com razão, sabe muito bem o que é, e devido a quem se originou tal situação.

    NÃO preciso dizer que é um ato reprovável, lamentável, sem justificativa, mas plenamente explicável e que portanto deveria ser tratado com equilíbrio, SABEDORIA.

    ..e por tudo isso ..pela PENÚRIA que atravessa o país, este que teve as suas contas explodidas e que foi colocado NOVAMENTE de joelhos..

    ..inclusive pelo fato deste personagem ter desempenhado um papel só menos ativo do que a presidente Dilma, ele que foi ministro da fazenda por mais tempo, que comandou a RECEITA, o BNDES, boa parte da Petrobrás, do CARF e do COAF, todos órgãos partícipes e/ou CO responsáveis solidariamente por muitos dos escândalos que hoje assistimos..

    ..bem, por tudo isso, não querer entender o fenômeno e ainda por cima BRAVATEAR por uma retaliação marginal e intempestiva, sem apoio do povo e das Instituições que já não lhes dão qualquer tipo de crédito e apoio, muito menos garantia, este é mais um tipo de raciocínio que penso ser torto e irresponsável, ingênuo, um que só pode partir de gente que não bate muito bem da cachola ou que, a esta altura da vida, acha que não tem nada a perder.

    • Locatelli, eles não reagiram e não reagem até hoje. Muitos dos que escolheram viver neste país de índios e negros mostraram a veia fascista com a eleição do PT. Repito que não são todos, nem a maioria. Mas eles têm dois grandes poderes do lado deles: a justiça e a imprensa.

  • A intolerância e o desrespeito ao pensamento e convicção política dos outros é uma desgraça que precisa ser extirpada. Não só através de leis penais mas também de conscientização das pessoas para evitar que as desgraças do passado (e ainda no presente) não voltem.
    E se o nazismo matou milhões de pessoas o comunismo foi ainda pior. Milhões de pessoas foram mortas por discordar dos grandes ditadores comunistas: 65 milhões na China, 20 milhões na URSS, 2 milhões na Coreia do Norte e Camboja, etc.
    Milhões foram mortos por serem considerados “burgueses” ou “coxinhas” pelos “vermelhinhos” que impuseram seu pensamento único de seu partido único.

  • Caro Eduardo, recebi um email em teu nome, falando da representação que foi feita e que agora tu terias uma proposta para lidar com essas situações que Padilha e Mantega tem passado. Não abri os links pois fiquei com receio de ser vírus. O email é do blog ou é vírus? Grata, abraço, Anita

  • SP é a África do Sul do Brasil, antes do fim do apartheid.

    Se houvesse contraponto ao PIG, em proporções matematicamente equivalentes, a história seria outra.

  • mas de que vai adiantar isso?
    vão infiltrar baderneiros (ou “repórteres”) igual fizeram no churrascão da cidadania e tentarem algo no mesmo nível.
    lembra que fui te falar da “abordagem” no banheiro do churrasco por um “repórter” que saiu correndo?
    creio que tínhamos que ir em busca dos redutos de certos políticos e lá dentro (ou fora, haja visto que não teríamos cacife para adentrar tais palacetes) organizar a paga na mesma moeda.
    inclusive com troco na mesma moeda do tipo: “ei fhc, vai tomar no c…”
    cada vez mais preocupado com os rumos desse ódio, a ponto de já querer combater fogo com fogo, bala com bala, ataques com mais ataques…
    algo tem que ser feito…

  • Vai ser difícil os políticos petistas deixarem de que frequentar os caríssimos restaurantes de São Paulo; afinal eles são socialistas mas não são bobos, né! e como dizia Joãzinho trinta, “quem gosta de miséria é intelectual”! Daqui a pouco os petistas só farão as refeições por entrega em domicílio !

  • Infelizmente o PT como partido está morto e a Dilma como presidenta está encarcerada.
    A tendencia é piorar mais e mais Edu.
    Sou do interior de SP e aqui se alguem falar que é petista corre sério risco de ser agredido.

  • Eduardo, quem se comporta como animal deve ser tratado como animal. Porquê não é possível argumentar com um animal, ele late e rosna quando você tenta argumentar. O que se deve fazer com esse tipo de gente é surrá-los de uma forma tão completa e brutal que eles lembrem para o resto da vida o que aconteceu quando eles se comportaram como animais, é a única “linguagem” que eles conseguem entender.

  • Eduardo, tudo bem? Sou a favor de que os petistas parem de frequentar esses restaurantes “chiques” de São Paulo. Como dito acima, há numerosos restaurantes em Sampa que não são “chiques” mas têm ótima comida e (o melhor de tudo) não são frequentados por “riquinhos-coxinhas-imbecis”. Abs, Fábio Faiad.

    • Concordo com o Fabio. Há um ranço de ostentação em alguns dirigentes do PT em quererem ser vistos em restaurantes chiques frequentados por coxinhas. Como bem diz meu avô – lado de lá, lado de lá, lado de cá, lado de cá. Para que adentrar no território do inimigo? Duvido que estes restaurantes chiques ofereçam uma bisteca tão saborosa como a do Sujinho. Lá, tenho certeza, serão bem recebidos, com direito até a selfies…rsrsrrs

      • Discordo, fraternalmente, de ti, Paulo!
        Acho que devemos ir onde bem entendermos. Ninguém tem o direito de decidir pelos outros que lugar frequentar. Cada um pode sentir-se confortável em determinado lugar e desconfortável em outro, mas isso é pessoal. Ninguém pode impôr ao outro sua preferência, sua escolha ou seu desejo.

    • Infelizmente a batalha está perdida. Esses mal educados só fazem essas baixarias porque têm plateia. Sabem que a audiência é 80 ou 90% como eles. Sinto por todos aqueles que lutam por um Brasil melhor, por condições de vida mais dignas para a população. O Lula não foi a nenhum jogo da Copa que ele trouxe para o Brasil e a Dilma foi xingada de uma forma abjeta.
      A Globo e a Veja venceram. O Mailson é consultor milionário, o Malan recebe milhões de salário de um banco, o Pedro Lara tem a adega mais elogiada de SP e o Agripino Maia faz passeata contra a corrupção. São todos maravilhosos para esses imbecis.
      Não há nada a ser feito. Mude de restaurante, sua saúde agradece.

      • Acho que não, Flávio!
        Achas que devemos “nos entregar”? Não podemos evitar mais o golpe? Porque desistir é isso. O objetivo deles é depôr o PT , a Dilma, do governo. Essa batalha só vai estar perdida, se nós deixarmos, exatamente, como sugeriu o autor do texto.
        Eu não acho que nós (Brasileiros) vamos nos acovardar e deixar o fascismo tomar conta. Eu, com certeza, não vou!

    • Os petistas ou autoridades de governos do PT tem que contestar no ato essas provocações baratas e idiotas desses ignorantes políticos, se não for na base do diálogo, aplique-se a lei, afinal ninguém pode ser molestado em sua paz e tranquilidade em locais públicos ou de acesso ao publico como bares, restaurantes, hospitais, etc….

      Vários desses constrangimentos podem ser enquadrados como crimes previstos no código penal, como injúria, difamação, constrangimento ilegal, etc..,..

      Já que essas pessoas parecem não ter limites, tem que lhes colocar os limites da lei, chama um Delegado de Polícia e faz um Boletim de Ocorrência.

      • E depois do Boletim de Ocorrência, mete-lhes um processo judicial criminal nas fuças e um pedido de indenização por danos morais, acaba a valentia, garanto.

        • Tem que responsabilizar a direção do restaurante que permite este tipo de situação, chamar a policia, fazer boletim de ocorrencia, constrager o mau educado e a direção do restaurante afinal eles tem obrigação de selar por seus clientes…se voce guspir no chão, beber demais e incomodar os outros frequentadores no minimo vc sera convidado a se retirar do local, nada muito diferente do que aconteceu com mantega…

        • Acredito que o conceito chave para tudo o que está acontecendo em matéria de abusos contra petistas, o governo federal e autoridades e ex-autoridades do PT é o uso incorreto, absurdo e indevido do conceito e do termo ‘ republicanismo ” primeiro pelo governo Lula e agora no governo Dilma pelo desastrado e incompetente Ministro da Justiça José Eduardo Cardoso.

          Para qualquer abuso ou ilegalidade praticados pela oposição, MP, mídia ou judiciário, o governo do PT e o ministro da justiça imediatamente sacam de seus coletes a palavra : “este é um governo republicano”, entenda-se, é a dica para dizer que está aberta a temporada de caça livre a petistas e criminalização do PT,podem sacanear a vontade, que não vamos mover uma palha para nos defender com os instrumentos legais existentes, é isso que parece.

          Foi assim que o PT acreditou no “republicanismo do STF” acossado pela mídia partidária desde 2005 e teve seus dirigentes julgados e condenados sem provas, com base numa teoria jurídica criada nos tempos do nazismo, a famigerada ” teoria do domínio do fato “. Já julgar o mensalão tucano, que é anterior ao do PT, nem em sonhos e o processo caminha para a prescrição no judiciário de Minas Gerais, aparelhado pelos tucanos de Aécio Neves.

          A farsa se repete agora, na famigerada operação lava jato, que a pretexto de investigar corrupção na Petrobrás, além de politizar o processo, vazar dados em sigilo e investigar de um lado só, o do PT, também está quebrando todas as grandes empreiteiras nacionais e abrindo nosso mercado interno para as “éticas empreiteiras norte-americanas, espanholas e chinesas, etc..” e até servindo para tentativas lesa-pátrias como a do senador tucano josé serra, que quer acabar com o regime de partilha na exploração do pré-sal e abrir essa imensa riqueza dos brasileiros para as petroleiras internacionais, já apresentou até projeto de lei no senado para isso.

          O tal republicanismo provinciano e canhestro do ministro da justiça zé, que ninguém respeita e do governo Lula/Dilma, permitiu que delegados federais da operação lava jato fizessem proselitismo político via internet as vésperas do segundo turno da eleição presidencial do ano passado, atacando a candidata Dilma e fazendo propaganda e proselitismo político para o candidatao tucano Aécio Neves e nada disso foi investigado e os responsáveis punidos na forma da lei.

          Resumo da história: O PT e o governo federal apanham dia e noite, mas infelizmente tem culpa no cartório por esse clima de macarthismo e fascismo que domina nosso pais neste momento, foram no mínimo lenientes em pedir a aplicação da lei aos crimes, desmandos e abusos de toda sorte e grau que sofrem.

  • Edu,

    Fica bem claro que para a burguesia casca-grossa, encalacrada no cartão de crédito , que há uma luta de classes e que os de benz não gostam de quem os igualou ao povo. Afinal era tão bom no tempo em que nao tinham o dissabor de cruzar com os pobres

  • A Alemanha de Hitler tinha menos de 1% de Judeus se muito e diziam que eram culpados por todas as mazelas, tragedias, má sorte, etc… alguma coicidencia com o Brasil do PT????

      • Ou até mais: não foram parar nos “campos de concentração” porque foram praticamente todos exterminados antes, na famosa “noite das machadadas”…

      • Os nazistas perseguiam (e exterminavam) Judeus, Comunistas, Ciganos, prostitutas, homosexuais, deficientes fisicos e mentais e qualquer um que podia “sujar” a raça pura e superior. Estamos numa situação semelhante no Brasil. Aqui a eugenia é para separar por ideologia e por classe.

      • Não tem jeito, hein Edu…sempre censurando….sabe muito bem que Stalin matou mais soviéticos que o próprio Hitler.

        E afirmar isso não me torna partidário do Hitler, assim como ser contrário ao PT não me torna tucano….

  • Eu considero o fato muito preocupante. Como aconselhar um cidadão a deixar de ir onde quer para não sofrer agressão? Então a nossa tão falada democracia acabou? O que fariam com o Lula numa mesma situação?

    • Maria Líbia, realmente é trágico recomendar que alguém que abra mão do direito de ir aonde quiser, mas propus uma alternativa: enfrentar os agressores. Se for para ir aonde pode ser agredida, a pessoa tem que fazer valer seus direitos. Se não fizer isso, se for para ir aos redutos da ultradireita endinheirada só para sair com o rabo entre as pernas após ser escorraçado, melhor não ir

      • Eduardo, entendo a sua indignação, a vontade é meter bala na fuça destes coxinhas, mas se fizermos isso, estaremos criando mártires. O melhor é deixar de frequentar tais lugares. Sugiro que se crie um adesivo em formato de coxinha e que se colem nas paredes destes estabelecimentos para evitar outros incidentes.

        • Caros Eduardo, Paulo e,
          outros colegas que concordam com a ideia do Eduardo de que os petistas deveriam deixar de frequentar lugares considerados de elite para que não sejam importunados. Não sei se vocês percebem a gravidade dessa sugestão. Como é que pessoas que durante suas vidas inteiras que lutaram pela democracia podem deixar de fazer uso dela por conta dos grunhidos de um rebanho de mal-educados raivosos e apenas porque não pensam iguais a eles?! E ademais os petistas, até agora agredidos são na sua maioria paulistas, com exceção do Lula, nascidos e criados em São Paulo e da classe média — iguaizinhos aos insultadores. Você Eduardo que é paulista. Imagine alguém chegar para você e lhe dizer que deixe de ser paulista? Somos todos brasileiros, mas temos nossa identidade que é construída e consolidada em nossos estados, se expande para regiões e se completa com a cidadania nacional. Só a hipótese de que isso possa ser levado a sério me dar arrepios! Os judeus não são culpados pelos seus extermínios durante o nazismo — mesmo porque as razões que deram início a segunda guerra mundial têm vários outros fatores e eles entraram apenas como o maior dos bodes expiatórios de sustentação para a justificativa da raça pura do nefasto Hitller — mas demoraram a perceber que estavam sendo expurgados, pelo fato de que se sentiam alemães tanto quanto qualquer outro alemão nativo. Ajudaram a construir a Alemanha. Contribuíram não só economicamente, como também, e de modo quase que total, com a cultura e intelectualidade alemã: Walter Benjamin, Einstein, hannah Arendt, Mendelssohn, Richard Wagner, Nietzsche, Freud, Carl Menger, Ernst Cassirer, Karl Marx, Engels, Theodor Adorno. Daria para ficar horas citando nomes de uma infinidade de gênios de ascendência judaica. De que modo aceitar e fugir de sua própria identidade?! Se os petistas não pararem de fugir e reagir, serão engolidos pela ignorância acintosa dos paulistas fascistas. Sou mulher, mas no dia em que eu precisar fugir de minha liberdade de ir e vir é porque não tenho o direito de continuar viva. E aí, sinceramente, me matarei. E como eu prefiro matar o outro, me tornarei criminosa!
          Maria Antônia

      • Concordo, ou se aprende a dar a resposta certa, nem que seja pela via judicial:calúnia e difamação, ou é melhor ir onde a pessoa será bem recebida.

  • O pastor deputado Feliciano, ano passado se não me engano, apareceu em um video sendo insultado durante um voo de carreira.

    A cubana Yoani Sanchez foi devidamente perseguida por grupos contrários a si, durante quase toda sua visita ao Brasil.

    O Maluf, na época de disputa com Tancredo, foi vaiado e ofendido quando se dispos a ir ao INCOR para visitar o adversário enfermo.

    Goste-se ou não dos personagens acima, foram situações que se assemelham à que ora é debatida, mas que não chegaram a despertar indignação equivalente à que aqui se manifesta

    • Foram episódios isolados. Contra petistas há uma armação. Um processo crônico destinado a intimidar a muitos. Inclusive cidadãos que apenas têm simpatia pelo PT

      • De acordo. Mas, sem uma vírgula de discordância com a sua indignação, penso que nós também precisamos ser educados. No caso do MALUF, p.ex., havia uma histeria coletiva, criada inclusive pela Globo, sabe-se lá porque razão “tática”. No caso do Pastor Feliciano e da “blogueira”, o melhor seria a indiferença – saber-se anônimo ou irrelevante (no ostracismo, portanto), já é uma punição. Não vejo necessidade de agressão…
        Saravá!

      • Para entender a lógica deles:
        Aluizio Amorim disse…
        Caro Carlos Germani.
        O Olavo de Carvalho tem toda a razão. Tem de usar a linguagem comumente utilizada pela bandalha do PT. Aliás, é esse o linguajar que eles entendem, já que vivem vegetando no esgoto.
        abraço.

    • Não confunda as coisas, meu caro Sanchez. No caso da moça cubana, financiada, teúda e manteúda pelo governo americano e acompanhada pela oposição brasileira, ela estava fazendo campanha paga contra o governo cubano e, por tabela, contra o governo brasileiro. Os ex-ministros do Partido dos Trabalhadores estavam simplesmente jantando, às suas expensas, em restaurante aberto para todos.

  • Infelizmente, tanto o governo quanto a direção do PT, estão acantonados e acuados. Para alguns petistas, esses ataques são normais e que sempre foram vitimas de perseguições.

    Integrantes do governo federal são atacados diariamente em redes sociais; nas redações de jornais; nas rádios e tvs e ninguém reage. Tudo fica por isso mesmo.

    No próprio governo há integrantes nos órgãos de segurança que debocham das autoridades; da presidenta e do ex-presidente Lula. Tudo fica por isso mesmo.

    Há grupos de direita fascista que pregam golpe, atacando a Constituição. Tudo fica por isso mesmo.

    Inverdades e mentiras inundam as redes sociais. Tudo fica por isso mesmo.

    Será incompetência? medo? ou burrice?

  • O que os abastados brasileiros querem é que o estado volte a existir exclusivamente para financiá-los. Muitos são fornecedores do governo, ou funcionários públicos, ou já pegaram dinheiro a juros camaradas em bancos públicos, ou compraram empresas públicas saneadas com dinheiro público, etc. Mas quando se fala em programas de inclusão social viram apologistas do estado mínimo.

  • Então Edu, na boa, daqui a pouco todos vão ter que evitar ao máximo de dizer que é petista ou simpatiza pelo PT, tamanho nojo que esses coxinhas estão demonstrando. Sem mais!

  • É preciso expor estes descendentes de italianos, aqueles que vieram para o Brasil com passagem paga pelo governo brasileiro, substituir os negros que ficaram livres do trabalho escravo e foram lançados a própria sorte pelo estado brasileiro, depois de gerar a riqueza financiou a industrialização de São Paulo.
    O que os descendentes destes italianos não perdoam nestes ministros é inclusão social que o governo do qual eles fazem parte proporcionou.

    • Viva.

      A Celi achou os grandes culpados. Somos nós, os descendentes de italianos.

      Olha pessoal. Antes de enviar um comentário deem uma olhada para ver se não escreveram alguma tolice como essa da Celi.

      O bom senso agradece.

  • Qualquer semelhança com o “1984” não é mera coincidência, também. Como a classe dominante mantém a população sob controle, no romance? Usando a mídia de que dispõe e criando inimigos a serem odiados. A repressão só é empregada quando um pentelho qualquer, do tipo do Winston Smith, começa a se dar conta da realidade. Mas não basta elimina-lo, é preciso que ele seja exposto publicamente.
    A tática atual de fabricar vilões apenas copia o que acontecia no começo das telenovelas, quando as pessoas confundiam atores com personagens e os hostilizavam nas ruas. O que a direita que comanda a mídia faz apenas copia o que governos totalitários já fizeram. jornal nacional, veja, folha e estragão em conjunto formam o “Pravda” ou qualquer agência oficial de qualquer governo totalitário.
    Maluf não caiu em desgraça por causa de seus maus feitos, mas por causa da perseguição que a mídia sempre moveu contra ele. Se a mídia fosse tão dura com tucanos quanto com seus adversários, será mesmo que este partido ainda teria alguma representatividade? A receita “faça um vilão para cada ocasião” pode ser aplicada a qualquer pessoa. Se os barões desejarem, são capazes de transformar até o Papa Francisco em vilão…
    O adubo que fez florescer com força todo este fascismo que vivia enrustido em muitos, especialmente de SP, foi despejado ao longo de todo o tempo que o PT está no governo federal. Depois de 15 anos de exposição a todo este “esterco” que sai das bocas dos apresentadores ou comentaristas de telejornal e da manipulação das informações e escândalos pela mídia impressa, este é o fruto que os golpistas estão colhendo. Não foi falta de muita gente alertar que a mídia deveria ser enfrentada. Que fique a lição para os bocós dos partidinhos de esquerda que se deixam deslumbrar por holofotes no momento em que é conveniente para a direita.

  • Eduardo. Só para retificar. Ok, comentários funcionando. Quando aparece página de erro, há possibilidade de voltar a página e efetuar o comentário.

  • Outras dicas para as autoridades e ex-autoridades governamentais fugirem desses constrangimentos públicos em situações gatronômicas: reabilitar os almoços dominicais na casa da nona, cercados por entes queridos, e talvez reviver aquele churrasquinho aloprado entre os amici.

  • Cada um reage à sua maneira, depende do temperamento e da circunstância. Em qualquer caso eu chamaria a polícia, avisaria amigos pelo telefone e faria um escândalo tão grande que o dono ou gerente do estabelecimento jamais permitiria novamente a entrada daqueles imbecis. Ficar calado ou retirar-se é a pior opção, pois esses animais ficam achando que ganharam uma grande batalha, os pobres de espírito.

    • Concordo! Tem que fazer barulho! Isso não pode continuar. Felizmente aqui no Rio, não tenho conhecimento de fatos vergonhosos e medievais como os dos paneleiros de São Paulo. Aqui podemos usar vermelho a vontade. São Paulo regrediu. Um estado de mal informados que se deixaram pautar pela mídia. Dá impressão que foram lobotomizados e não conseguem viver a realidade.

  • Segundo Altamiro Borges, Mantega não foi ao hospital visitar um amigo.
    Está lá no Blog do Miro:
    “Em fevereiro passado, numa cena ainda mais detestável e macabra, ele sofreu provocações quando levava a sua esposa para um sessão de tratamento do câncer no Hospital Albert Einstein, na capital paulista. Alguns fascistóides gritaram “vai para o SUS” e “vai para Cuba”, fazendo o casal deixar o local para evitar mais traumas. Na ocasião, nada foi investigado e ninguém foi punido pelo gesto odioso.

    • Na ocasião, o próprio Mantega declarou que tinha ido com a esposa visitar um amigo lá internado – embora de fato ela faça tratamento lá também. Mas não importa o motivo: esse tipo de assédio moral e ofensivo tem de cessar, sob pena de um retrocesso civilizatório bestial para toda cidadania brasileira.
      Fico aqui me perguntando: que medidas eficazes e pacíficas os cidadãos civilizados, conscientes e de bom senso poderiam adotar para entocar esse monstro fascista de volta à caverna nojenta da qual jamais deveria ter saído. Ou a paz nesse caso já teria se tornado impossível?
      O Edu aponta uma medida com a qual eu concordo: não leve desaforo para casa. Mas e se os desaforos se avolumarem? Teremos de nos nos esconder o tempo todo? Ou ficar batendo boca com imbecis o tempo todo? Chamar a polícia o tempo todo?
      Talvez seja preciso uma lista negra dos estabelecimentos em que esse tipo de assédio tenha ocorrido sem uma reação enérgica de seus gerentes ou proprietários a favor das pessoas atacadas. E divulgar bem essa lista. Fazer manifestações na frente desses estabelecimentos e da residência dos ofensores também poderia ajudar. O pessoal da UJS é craque nesse tipo de ação.

  • O pior é que parece haver conivência dos donos desses estabelecimentos. A principal razão é que dependem desse público. Outra razão oculta pode ser a PTfobia, mas não sei se é o caso.

  • “DESPERTAR É PRECISO”
    “Na primeira noite eles aproximam-se e colhem uma flor do nosso jardim e não dizemos nada.
    Na segunda noite, já não se escondem; pisam as flores, matam o nosso cão, e não dizemos nada.
    Até que um dia o mais frágil deles entra sozinho em nossa casa, rouba-nos a lua e, conhecendo o nosso medo, arranca-nos a voz da garganta. E porque não dissemos nada, já não podemos dizer nada”.

  • Nos sempre dissemos: Não se faz mais PeTistas como antigamente. Quem muito se abaixa o fundilho aparece. Quem diz o que quer,tem que ouvir o quê não quer. Chega de covardia,só porque eles tem dinheiro podem fazer o que querem? Nessas horas é que sentimos falta do Zé Dirceu,que não se cala,não abaixa a cabeça,não se vende ,não se rende pra ninguém,pode ter dinheiro na PQP. Concordo com o Antônio Barbosa Filho e sugiro que a partir de agora os PeTistas tomem essa decisão.

  • A tendência e aumentar esta agressões a medida que o governo não reaja ao contento,o Ministro da justiça só irá se manifestar quando alguns petistas reagir e causar uma tragédia já anunciada e ignorada pelo poder constituído,sabendo que toda estas agressões a Petista ou a pessoas que simplesmente usam uma camiseta vermelha tem no próprio governo parcela grande de responsabilidade por não ter tido coragem de nestes doze anos não ter regulamentado a imprensa,que teve tempo de sobra para propagar todo seu ódio de classe,que infelizmente tende a agravar-se.

  • Não é por nada não, sei que aqui todos estão mantendo a classe, mas se acontecer d’eu ser ofendido vai ter réplica a altura e se for necessário parto para vias de fato. Não vou admitir um desconhecido me xingar ou ofender.

    • Fernando, por isso eu evito muita coisa, sou muito ignorante nesse aspecto, não consigo bater boca, parto logo para agressão física, não tenho paciência.

  • Lendo sobre esses fatos, lembrando a vergonha do ”Dilma vai tomar no…” nas TVs do cinco continentes e considerando que os ricos brasileiros tiveram origem na periferia da periferia do capital internacional e existem para servir os ricos da America do norte, achei interessante postar trechos do perfil que o Chris Hedges traçou dos ricos estadunidenses.

    ”A família branca rica tem excepcional aptidão para o crime. Membros de famílias brancas ricas comandam corporações falidas (pensem nos Irmãos Lehman), fraudam acionistas e investidores, vendem hipotecas podres como se fossem investimentos dourados a fundos de pensão, comunidades e escolas e quando a coisa toda explode, ainda saqueiam o Tesouro dos EUA.

    Roubam centenas de milhões de dólares em Wall Street mediante fraude e assaltos, pagam poucos impostos ou nenhum, praticamente jamais vão para a cadeia, escrevem as leis e regulações que legalizam seus próprios crimes e, depois, são convidados a participar da direção das universidades de elite, ou tomam assento nos boards das grandes empresas privadas. Inventam fundações e são admirados como filantropos. E se acabam por meter-se em coisa realmente grave, têm os advogados mais caros e todos os seus ‘contatos’ nas elites políticas, para se safarem.

    Isso é preciso reconhecer, nas famílias brancas ricas: roubam com muito mais finesse que qualquer outra família. Se você é adolescente negro pobre e salta de uma caminhonete com algumas vidros de shampoo que acabou de roubar, o mais provável é que seja assassinado a tiros, pelas costas, ali mesmo na calçada ou, então, é condenado a anos de cadeia.

    Se houvesse Olímpiadas de crime, as famílias brancas ricas levariam todas as medalhas; as famílias negras pobres teriam sorte se ficassem menos de cem metros atrás do último classificado. Nem sei por que há negros que tentam competir com os brancos, no setor “crime”. Comparados aos criminosos brancos, os criminosos negros são lastimáveis fracassos. Os monarcas do crime são gente branca, que chafurdam na própria riqueza, enquanto vão trancafiando nas prisões porcentagem enorme de homens pobres negros.

    Famílias brancas ricas são também os matadores mais eficientes que há no planeta. É verdade há já 500 anos, começando na conquista da América e no genocídio contra os povos nativos norte-americanos, e continuando hoje, nas guerras dos EUA no Oriente Médio. As famílias brancas ricas não matam com as próprias mãos. Não precisam arriscar o próprio pescoço nas ruas das cidades nos EUA ou no Iraque. Mas contratam gente, quase sempre pobres, para matar por elas. Famílias brancas ricas queriam o petróleo do Iraque, ergueram bandeiras e entoaram slogans patrióticos, e assim arregimentaram legiões de crianças pobres para guerrear em nome delas e passar a mão nos poços de petróleo do Iraque.”

    ”Os ricos que tratam os pobres como refugo humano são a causa de todos os problemas. Camadas superpostas de racismo institucionalizado – os tribunais, as escolas, a polícia, os oficiais de condicional, os bancos, o acesso fácil às drogas, o desemprego endêmico e o subemprego, as estruturas em colapso e o sistema prisional – tudo efetivamente sempre conspirou para assegurar que os pobres permanecessem pobres. 

    Drogas, crime, famílias em desintegração são resultado da pobreza, não da cor da pele. Vê-se o mesmo quadro também entre brancos pobres. Tire todas as oportunidades, encha a vida dos pobres de desespero e desesperança, e o resultado é o mesmo, entre brancos ou entre negros. Mas aí está exatamente o que famílias brancas ricas não querem que ninguém saiba. Se se soubesse de tudo isso, os ricos teriam de ser responsabilizados.”

    Chris Hedges

      • Voce fez muito bem, Nádia.

        Segue a primeira parte do texto que recebi traduzido e o link do original em ingles.
        Abraço.

        Truthdig
http://www.truthdig.com/report/item/the_pathology_of_the_rich_white_family_20150517

        
Chris Hedges
        EUA-2105: Patologia da família branca rica

        
A patologia da família branca rica é das mais perigosas nos EUA. A família branca rica é amaldiçoada com excesso de dinheiro e privilégios. Não conhece nenhuma empatia, resultado de gerações e gerações de privilegiados. Tem mínimo senso de lealdade, e é incapaz de autossacrifício. A definição de amizade na família branca rica está reduzida a “O que você pode fazer por mim?” A família branca rica é possuída por insaciável ambição de aumentar sempre a própria fortuna e o próprio poder. Acredita que riqueza e privilégio conferem a ela inteligência e virtude superiores. É presa dos mais impenetráveis hedonismo e narcisismo.

        

E, por tudo isso, a família branca rica interpreta a realidade através de lentes de autoadulação e cobiça que reduzem a realidade a alguma espécie de fantasia distante. A família branca rica é uma perigosa ameaça que vive dentro dos EUA. As doenças dos pobres, se comparadas às doenças dos norte-americanos brancos ricos, são pequena vela ao lado do sol.



        Não faltam propagandistas e elogiadores às famílias norte-americanas brancas ricas. Dominam as ondas de rádio e TV em todo o país. Culpam a patologia das famílias negras pobres pela miséria, pela falência da sociedade, pela violência urbana, pelo consumo de drogas, pela violência doméstica – como se não conhecessem algum desses itens. Dizem que as famílias negras pobres estão em desintegração por causa de algum defeito inerente –, o que implica dizer que veem os brancos como melhores que os negros–, defeito que essas famílias pobres devem tratar de consertar.



        Colete e regurgite todo esse lixo simplista racista, e você estará qualificado para assinar coluna no The New York Times. Bajular famílias brancas ricas sempre é bem negócio nos EUA. 



        Se você é negro, e papagueia as mesmas pirações racistas dos brancos ricos, os brancos ricos enlouquecem de alegria. São capazes de cometer o desatino de oferecer-lhe palanques. Você pode até vir a ser presidente ou juiz da Suprema Corte. Dão-lhe programa de entrevistas na televisão, ou emprego bem remunerado numa universidade. Você receberá dinheiro para a sua fundação. Você pode publicar livros de autoajuda. Aparecerá dinheiro para fazer seus filmes. Pode acontecer até de você ser contratado para presidir uma empresa.

        

As famílias brancas, dizem os seus elogiadores profissionais, muito tentaram ajudar. As famílias brancas ricas deram incontáveis recursos aos pobres, muitos programas governamentais para erguê-los acima da pobreza. Muita, muita caridade, a mais generosa. Mas os negros, dizem eles, assim como outros pobres de cor, deixam-se derrotar pelas próprias atitudes e pelo próprio comportamento autodestrutivo. Programas governamentais são, pois, desperdiçados, com essa gente irresponsável. 



        As famílias pobres, dizem os bajuladores de brancos ricos, nunca serão redimidas, se não se autorredimirem. Nós queremos ajudar, dizem os brancos ricos, mas os negros pobres têm vestir as calças, ficar na escola, dar jeito de se educarem, encontrar um emprego, dizer “Não às drogas” e respeitar a autoridade constituída. Se não fazem isso… merecem o que têm. E o que a família negra média consegue em termos econômicos é um níquel para cada dólar embolsado pela família branca média.

        

Desde os dez anos, bolsista de uma escola de elite em New England, tive de aprender a conhecer a patologia das famílias brancas ricas. Não é experiência que eu recomende a alguém. Anos depois, por decisão pessoal, mudei-me para Rosbury, Boston, quando estava no seminário. Vivi do outro lado da rua de um dos projetos de moradia mais pobres da cidade, e era responsável por uma pequena igreja no centro do projeto, por quase três anos. Eu já tinha um sentimento de profundo desprezo contra famílias brancas ricas, e ele só aumentou depois de ver o que eles faziam contra os mais pobres. Gente branca rica, concluí depois da minha infância e dos meus anos em Roxbury, são sociopatas.



        A miséria e o colapso da família e da comunidade em Roxbury não eram causados por alguma patologia inerente das famílias negras. Os ricos que tratavam os pobres como refugo humano eram a causa de todos os problemas. Camadas superpostas de racismo institucionalizado – os tribunais, as escolas, a polícia, os oficiais de condicional, os bancos, o acesso fácil às drogas, o desemprego endêmico e o subemprego, as estruturas em colapso e o sistema prisional – tudo efetivamente sempre conspirou para assegurar que os pobres permanecessem pobres. Drogas, crime, famílias em desintegração são resultado da pobreza, não da cor da pele. Vê-se o mesmo quadro também entre brancos pobres. Tire todas as oportunidades, encha a vida dos pobres de desespero e desesperança, e o resultado é o mesmo, entre brancos ou entre negros. Mas aí está exatamente o que famílias brancas ricas não querem que ninguém saiba. Se se soubesse de tudo isso, os ricos teriam de ser responsabilizados.



        Michael Kraus, Paul Piff and Dacher Keltner, cientistas sociais da University of California, completaram uma pesquisa que os levou a concluiu que os pobres têm mais empatia que os ricos. Os pobres, dizem eles, não conseguem dominar o ambiente em que vivem. Têm de construir relacionamentos com outros, para sobreviver. É coisa que só é possível se os pobres aprenderem a ler as emoções à sua volta e responder adequadamente a elas. Para isso, é indispensável que os pobres se olhem, uns os outros. Com isso se tornam mais sensíveis ao próximo. Os ricos, que podem dominar o ambiente em que vivem, não têm de se incomodar com o que outros sintam ou pensem. Estão no comando. Conseguem o que querem. O que querem que seja feito é feito. E quanto mais vivem no centro do próprio universo estanque, mais duros, mais insensíveis e mais cruéis se tornam.

      • Fernando, é verdade. Uma vez me interessei em conhecer a origem da grana das famílias ricas. O dinheiro de algumas tinha origem nada digna. Com a origem das corporações, vamos descobrir a mesma coisa.

        O que me preocupa com relação ao assunto levantado pelo Edu é onde foi parar a postura aguerrida do PT.
        Como representantes de um pensamento e visão de mundo, não teriam que denunciar ali mesmo, no ato, o fascismo? Ou chamar a polícia em função do constrangimento? Sei não, eles precisam vir cá pro chão de novo.

        Dá a impressão que ficaram constrangidos por terem sido agredidos pelos seus pares em poder aquisitivo e por isso não reagiram à altura. Ou ficaram preocupados com a “educação” num ambiente tão bacana.

        • Renata,
          Seja lá qual for o motivo na maneira com a qual os petistas têm se comportado quando são agredidos, nada, absolutamente nada, justifica seus comportamentos. Um homem ou mulher de esquerda têm que está preparados para esse tipo de situação, principalmente aqueles que estiveram e combateram uma ditadura. Será que estão tão agarrados à vida material que são incapazes de fazer uso do raciocínio lógico para argumentar?! Se o argumento não resolver, parte para a ignorância! Já disse em outra ocasião e repito: sensatez em demasia leva à inação. A inação causa desânimo! Vê o ex-ministro Guido Mantega se retirar, é simplesmente deprimente. Nem mil cachorros raivosos me tirariam de um local no qual eu quereria está. O dono do restaurante que se preocupasse em qualificar sua clientela. E os outros clientes que decidissem se iam querer se alimentar com jumentos relinchando! Eu iria me sentar — e como dizem aqui em Salvador — fazer cara de paisagem!
          Abraços
          Maria Antônia

          • É isso mesmo, não reagir à altura é quase como ser conivente, e não dá para ser conivente com o que está acontecendo.

  • As agressões a pessoas ligadas ao governo, ao PT ou simpatizantes do governo, tem sido feitas por pessoas que usam o que chamam de “desmandos” para justificar suas ações. As justificativas que temos visto nos filmes que registraram as diversas agressões são típicas de cretinos que usam a boca como aparelho excretor, parodiando o Levy Fidelix. Esses cretinos sempre estiveram por ai, estavam adormecidos.
    Nossa imprensa, principalmente a Folha de São Paulo, Globo e Veja com colunistas com o Merval e o Azevedo despertaram esses energúmenos.
    A responsabilidade da imprensa é total quanto a esse despertar, mas não é só dela.
    Infelizmente considero nosso ministro da justiça, pusilânime com relação a isso. Tenho visto alguns vídeos na Internet que dariam margem a processos criminais.
    A imprensa é a grande responsável por isso, mas ela não poderia fazer se os flancos não tivessem sido abertos pelos próprios membros do PT que ocuparam e ocupam cargos relevantes nesses últimos governos.
    A começar pelo José Dirceu cujos méritos para formar o PT e eleger o Lula, são inegáveis.
    Infelizmente quando o PT chegou ao poder, muitos dos seus membros se mostraram iguais ou piores do que aqueles que tanto criticavam.
    Citando alguns que lembro rapidamente: o Palocci com seu molho com ervilhas enquanto prefeito de Ribeirão Preto e outras maracutaias quando ministro; Vicente Cândido com suas ligações com Del Nero (na juventude esse era do CCC) e o Marin, na câmara torpedeou todas as iniciativas para minimamente moralizar nosso futebol; José Mentor metido até o pescoço no escândalo BANESTADO e por isso não conseguiu levar avante sua proposta de mudar os extintores dos automóveis (quanto recebeu para isso); do João Paulo Cunha, hoje dono muitos imóveis em Osasco alugados à prefeitura, que envergonhou a todos por receber um troco de R$ 50 mil como Presidente da Câmara Federal, não só isso mentiu descaradamente à frente de câmeras de TV dizendo que sua mulher havia ido pagar um carnê.
    Esses e outros sacatrapas da pior espécie se locupletaram do poder.
    Hipócritas que pregavam mudanças e honestidade na forma de fazer política e que foram abrigados pelo comando do PT que até há pouco abrigava a Marta com tudo que ela fazia e dizia contra o governo.
    Paspalhões como o Eduardo Suplicy com sua voz alterada enquanto senador em um claro jogo de marketing, nas suas aulas ou fora das câmeras, sua fala era normal. Esse paspalho é responsável por termos hoje José Serra no Senado. O que ele fez no Senado?
    Todos abrigados pela direção do partido que agiu e continua agindo de forma pusilânime para manterem-se no comando do partido. Aceitaram durante muito tempo a Marta atirando para todo lado porque ela tinha voto, ou achavam que tinha.
    Reconheço que José Genoíno seja o único ou um dos poucos que não se deixou levar pela cupidez.
    José Dirceu fez muito pelo Brasil e pelo progresso e melhorias obtidas com Lula na presidência, mas José Dirceu deve muito ao Brasil pelo que fez.
    Ele não poderia ter feito!
    Por vias indiretas foi punido. Se não havia provas e não há do seu envolvimento com o que chamam de mensalão ao menos, pro vias indiretas, pagou parte do que deve à nação.
    Todos sabem que ele montou um feudo para seu filho no Paraná, é público e notório.
    No episódio do mensalão pediu doações, conheço várias pessoas que doaram a ele.
    Agora sabemos que sua empresa de “consultoria” lucrou milhões de reais.
    Estando fora do poder, jamais negaria ou nego a ele o direito de trabalhar.
    Era necessário prestar consultorias para construtoras ligadas a negócios com o governo quando até as pedras sabem que nossas construtoras não resistem a uma pequena auditoria que seja feita com seriedade?
    Era necessário montar o feudo que montou no Paraná?
    Se no início, ainda na Maria Antonia, pregava e lutava por um Brasil mais justo no poder mostrou-se igual ou pior.
    Pergunto: Lutava por um Brasil melhor ou para melhorar sua própria vida e a dos seus descendentes, exatamente igual a todos os demais que criticava?
    Ele, os que citei e outros abriram os flancos que são usados pela imprensa mais canalha do mundo. São esses flancos que permitem atacar o governo, talvez apeá-lo do poder ou no mínimo obrigar a presidente a mutilar seu programa de governo. além, é claro, insuflar os cretinos e os radicais de todo tipo.
    Na crise que vivemos, hoje José Dirceu com sua verve seria muito necessário, está quieto quase que dizendo:
    – Esqueçam de mim! Defender José Dirceu hoje é obra para fanáticos, não para pessoas racionais.
    Atravessamos um momento muito difícil na vida da nação, radicalismos afloraram e pessoas ligadas ou simpatizantes do governo correm risco. A qualquer momento um cretino desses parte para agressão física ou algo mais.
    Não acredito que a reação física seja a solução, mas penso que os agredidos poderiam abrir BO’s para processar os agressores. Acovardar-se também não é o caminho.
    Penso que o momento seja de reflexão.
    Repasso um artigo extraído do JB On Line.
    Reflitam!

    Leonardo Boff
    Filósofo, ecologista e escritor.

    Nem toda crise, nem todo caos são necessariamente ruins. A crise acrisola, funciona como um crisol que purifica o ouro das gangas e o libera para um novo uso. O caos não é só caótico; ele pode ser generativo. É caótico porque destrói certa ordem que não atende mais as demandas de um povo; é generativo porque a
    partir de um novo rearranjo dos fatores, instaura uma nova ordem que faz a vida do povo melhor. Dizem cosmólogos que a vida surgiu do caos. Este organizou internamente os elementos de alta complexidade que desta complexidade fez eclodir a vida na Terra e mais tarde a nossa vida consciente (Prigogine, Swimme,
    Morin e outros).
    A atual crise política e o caos social obedecem à lógica descrita acima. Oferecem uma oportunidade de refundação da ordem social a partir do caos social e dos elementos depurados da crise. Como no Brasil fazemos tudo pela metade e não concluímos quase nenhum projeto (independência, abolição da escravatura, a república, a democracia representativa, a nova democracia pós-ditadura militar, a anistia) há o risco de que percamos novamente a oportunidade atual de fazermos algo realmente profundo e cabal ou continuaremos com a costumeira ilusão de que colocando esparadrapos curamos a ferida que gangrena a vida
    social já por tanto tempo.
    Antes de qualquer iniciativa nova, o PT que hegemonizou o processo novo na política brasileira, deve fazer o que até agora nunca fez: uma autocrítica pública e humilde dos erros cometidos, de não ter sabido usar do poder realmente como instrumento de mudanças e não de vantagens corporativas e de ter perdido a
    conexão orgânica com os movimentos sociais. Sabemos que a direita farisaicamente explorará o fato, mas eu creio na força intrínseca da verdade e da sinceridade. O povo o entenderá. Precisa fazer o seu mea-culpa porque alguns com poder traíram milhões de filiados e por ter maculado e rasgado sua principal bandeira: a moralidade pública e a transparência em tudo o que faria.
    Aquele pequeno punhado de corruptos e de ladrões do dinheiro público, dentro da Petrobrás, que atraiçoaram os mais de um milhão de filiados do PT e envergonharam a nação deverão ser banidos da memória.
    Cito Frei Betto que esteve dentro do poder central e que ideou a Fome Zero. Ao perceber os desvios, deixou o governo comentando: ”O PT em 12 anos, não promoveu nenhuma reforma da estrutura, nem agrária, nem tributária, nem política. Havia alternativa para o PT? Sim, se não houvesse jogado a sua garantia de governabilidade nos braços do mercado e do Congresso; se tivesse promovido a reforma agrária, de modo a tornar o Brasil menos dependente da exportação de commodities e favorecido mais o mercado interno; se ousasse fazer a reforma tributária recomendada por Piketty, priorizando a produção e não a especulação; se houvesse enfim assegurado a governabilidade prioritariamente pelo apoio dos movimentos sociais, como fez Evo Morales na Bolívia… Se o governo não voltar a beber na sua fonte de origem – os movimento sociais e as propostas originais do PT – as forças conservadoras voltarão a ocupar o Planalto”.
    E agora concluo eu: temos posto a perder a revolução pacífica e popular feita a partir de 2003 quando ocorreu não a troca do poder, mas a troca da base social que sustenta o Estado: o povo organizado, antes à margem e agora colocado no centro. O PT pode suportar a rejeição dos poderosos. O que não pode é defraudar o povo e os humildes que tanta confiança e esperança colocaram nele. E muitos, como eu e Frei Betto que nunca nos inscrevemos no PT (preferimos o todo e não a parte que é o partido) mas sempre apoiamos sua causa, por vê-la justa e afim às propostas sociais da Igreja da Libertação, sentimos abatimento e decepção. Não precisava ser assim. E foi pela imoralidade, pela falta de amor ao povo e pela ausência de conexão orgânica com os movimento sociais.
    Nem por isso desistiremos. No espectro político atual não vemos nenhum projeto que fuja da submissão ao capitalismo neoliberal, que faça a sociedade menos malvada e que apresente lideranças confiáveis que tornem melhor a vida do povo. A vida nos ensina e as Escrituras cristãs não se cansam de repetir: quem caiu sempre pode se levantar; quem pecou sempre pode se redimir depois de clara conversão para o primeiro amor. Até se diz que quem estava morto, pode ser ressuscitado, como Lázaro e o jovem de Naim.
    O PT tem que recomeçar lá em baixo, humilde e aberto a aprender dos erros e da sabedoria do povo trabalhador. Valem ainda os ideais primeiros: inclusão social de milhões de marginalizados, desenvolvimento social com distribuição de renda e redistribuição da riqueza nacional, cuidado para com a natureza com seus bens e serviços ameaçados e a sempre ansiada justiça social. Mas tudo isso não terá sustentabilidade se não vier acompanhado por uma reforma política, tributária e pesado investimento na agroecologia.
    Paraque isso ocorra, precisamos acreditar na justeza desta causa; fortalecer-se face à batalha que será travada contra o PT por aqueles que vivem batendo panelas cheias porque nunca querem mudanças por medo de perder benefícios; mas jamais usar as armas que eles usam – mentiras e distorções – mas usar aquelas que eles não podem usar: a verdade, a transparência, a humildade de reconhecer os erros e a vontade de melhorar dia a dia, de querer um Brasil soberano e um povo feliz porque justo, não mais destinado a penar nas periferias existenciais mas a brilhar.
    Vale o que Dom Quixote sentenciou, Não devemos aceitar as derrotas sem antes dar as batalhas.

  • Tudo isso começou com a mídia. A mídia é a grande responsável. Seus colunistas sempre incentivaram tal procedimento. Quando você lê trechos diários desses elementos, só enxerga ódio, incitação à violência, desrespeito às autoridades inimigas, intrigas, mentiras e vai por aí afora.

    • Com certeza! Mais especificamente após junho de 2013, a mídia, começou com uma intensa lavagem cerebral e pegou muitos incautos e fez a alegria dos que seguem os desatinados que fazem parte da oposição. Juntou a fome com a vontade de comer.

  • Eduardo, boa tarde!

    Realmente esse episódio com o ex-ministro Guido Mantega ultrapassou todos os limites não só da civilidade, mas principalmente da miséria intelectual dos nossos dias.

    O que leva um cidadão a se julgar no direito de agredir um ex-ministro que, sob sua gestão logrou ao país um crescimento médio de quase 4% a.a. (mesmo no curso da maior crise econômica mundial desde 1929), uma das menores taxas de desemprego (se não a menor) da nossa história, isso tudo sem descumprir os limites das metas inflacionárias?

    Enquanto isso:
    Maílson da Nóbrega, o ex-ministro da inflação de 80% a.m., almoça tranquilo entre uma consultoria e um artigo de jornal onde ensina o que não soube fazer.
    Zélia Cardoso de Mello, a ex-ministra que deu a maior “tunga” na poupança dos brasileiros, almoça sem ser incomodada fora do país.
    Rubens Ricúpero, o ex-ministro da ilusória e perversa paridade do real=dólar, almoça em paz enquanto “sem escrúpulos, fatura o que é bom e esconde o que é ruim”.
    Pedro Malan, o ex-ministro que quebrou o País três vezes e por três vezes o colocou de joelhos diante do FMI, almoça candidamente entre uma reunião do Conselho Consultivo do Itaú e alguns artigos para o Instituo Millenium.

    Isso sem falar de outros personagens que exerceram grande influência sobre a política econômica do Brasil prestando seus “serviços” em outros cargos de governo:
    Armínio Fraga, o ex-presidente do Banco Central da Selic de 45% e inflação de 12,53 a.a. (2002), almoça tranquilamente enquanto planeja alguma “especulaçãozinha” contra a moeda de algum país.
    André Lara Resende, ex-diretor do BC e ex-presidente do BNDES que virou “banqueiro” após sair do governo, almoça candidamente enquanto seus cavalos de corrida viajam de avião para Londres.
    Pérsio Arida, o ex-presidente do Banco Central que logo virou sócio do controvertido Daniel Dantas em seu Fundo Opportunity, almoça sem perturbação enquanto administra seu “banco de investimento”, o BTG-Pactual.

    E olha que os personagens acima não encerram a lista, quem quiser pode colaborar acrescentando novos nomes e informações.

    Abraços!

    • Não se esqueça de citar q Mailson é um dos mais conceituados economistas do Brasil, e é um dos poucos que diz abertamente que o PT não vai conseguir deestruir o País,

      Importante também frisar que o Armínio 12.53% pegou uma inflação perto de 2500% (quero dizer, FHC pegou em 1993, ainda como Ministro).

      Juros de 45% eram em outra realidade economica, não se pode comparar a economia em momentos tão distintos, o mérito de Lula em 2003 decorreu em muito da derrubada da inflação feita antes

      • Isso é piada. FHC legou inflação de dois dígitos, desemprego de dois dígitos, dezenas de milhares de falências por ano, concentração de renda subindo, um país falido, sem reservas cambiais e sem crédito no mercado internacional. Você está se desdizendo. Basta ver o que dizia antes e o que diz agora.

        • Caro Edu,

          FHC assumiu o Min de Itamar em Maio de 1993, imediatamente ele chamou Bacha, Malan e Fraga (acho q esses 3) e implantou a URV, naquele ano a inflacao fechou bem perto de 2500%

          No ano seguinte, a URV virou R$, a inflação fechou em 916% e ele se elegeu Presidente. 9 anos depois dele implantar a URV, FHC passou o governo pro Lula com inflação em 12.53%.

          Estes dados não são a minha opinião, estão no site do IBGE. Port isso q Lula fez um EXCELENTE governo, pois pegou a inflação abaixada por FHC.

          Um abraço

          • E desde quando 12,53% de inflação é baixa? Para você saber, FHC foi escolhido por Itamar Franco para dar uma cara política a um plano de Itamar. Você mudou de discurso sobre FHC. Resta saber por que.

          • Um pouco de honestidade intelectual é bom.
            Realmente 12% é inflação alta!!! Assim como 8%, apesar de menos alta, é alta!
            Agora, não dá pra negar que baixar de 2500 para 12% foi um grande feito!
            Na verdade o plano Real baixou de 2500% para 1,65% em 1998, que voltou a subir até por volta dos mesmos 8% que temos hoje até um ano antes das eleições que elegeram Lula.
            Em 2002, ano das eleições, chegou aos 12,53%.
            É isso!

        • Eduardo, bom dia!

          Bastante ilustrativo o comentário do Sr. Wilsoleaks Alves sobre a miséria intelectual de nossos dias da qual falei no início da mensagem original. É uma briga constante para fazer com que os fatos caibam na sua (lá dele) interpretação.
          Minha intenção tinha sido tão somente demonstrar que o ex-ministro Guido Mantega não só obteve muitos méritos em sua gestão na Fazenda Pública (e olha que fiquei só no pib, desemprego, meta inflacionária, pois poderia ter citado reservas internacionais, relação dívida pública/pib, distribuição de renda, etc…). Além disso, até o momento pelo menos, não se valeu do cargo exercido para entrar na promiscuidade da famigerada “porta giratória”, em que o sujeito depois de “servir” ao governo, saí dali “banqueiro”. Assim, não foi vítima tão somente de um gesto de incivilidade, mas de total e completa injustiça.

          Mas só para não fugir ao debate devo registrar:

          Maílson “conceituado economista” é juízo de valor estritamente subjetivo. O fato é que tudo aquilo que ele diz ou escreve não mantém coerência com os resultados práticos da política econômica que implementou.

          Armínio fraga herdou uma inflação de 7,67% (2001) e a entregou em 12,53% (2002). Os juros de 45% se deram em 1999, portanto após 06 anos de política econômica “efeagaciana”, logo “o momento” ou o contexto em que ocorreu foi criado por essa política.

          O grande mérito da derrubada da inflação (mais de Itamar do que de FHC), não pode esconder o total fracasso da continuidade dada ao processo de estabilização (explosão da dívida pública e da carga tributária, alienação inconsequente do patrimônio da Nação, desmonste de estruturas governamentais fundamentais à soberania nacional, volta do processo inflacionário em 2002).
          Aliás, Lula só teve as portas eleitorais abertas para fazer seu excelente governo, em função direta do total fracasso da política econômica “efeagaciana”, pois tivesse tido todo o sucesso que o aludido comentarista lhe confere, teria eleito com facilidade seu sucessor.

          Abraços!

          • Tentar reduzir a importancia de FHC para a estabilização da moeda é improdutivo, pode-se discutir política, mas não pode-se reesecrever a história.

            Itamar, FHC, Bacha, Malan, Fraga e o grupo deles abaixou a inflação de 2500% para 12.53% em 9 anos, é claro que a dívida subiu, etc e tal, há vários efeitos colaterais negativos.

            Por isso, e tão somente por isso, Lula fez um EXCELENTE governo, pois pegou inflação BAIXA SIM em 12.53%.

            Agora, a Dilma está colocandio tudo a perder, para ela, 8.3% é um retumbante fracasso,

            abraço,

          • A história não será escrita pelos jornais e revistas que você lê.

            Não foram apenas efeitos “colaterais negativos”, foi um “envenenamento” profundo que comprometeu a economia do País por várias gerações: multiplicação da dívida pública, devastação de setores motrizes da economia, ruína completa do mercado de trabalho, desarticulação dos poderes públicos, entrega do patrimônio nacional a troco de nada (a dívida aumentou, os recursos para saúde e educação minguaram, investimentos produtivos não vieram).

            Às vezes chego a pensar que o controle inflacionário é que foi o verdadeiro “efeito colateral”. Explico: para realizar a maior transferência de renda/patrimônio da nossa história, sugando-os da economia produtiva e alimentando fartamente o insaciável capital especulativo nacional e internacional, tiveram que deter o processo inflacionário.

            Lula fez um excelente governo porque também controlou a inflação, não asfixiou a economia produtiva (pelo contrário) e, de sobra, distribuiu renda como “nunca dantes”.

            Também não se pode escrever a história por antecipação (isso se chama torcida). Que Dilma continue escrevendo a dela.

            Por fim, que as divergências não nos façam perder o foco desta postagem: o ex-ministro Guido Mantega NÃO PODE e NÃO MERECE ser agredido onde quer que seja.

            Abraços!

  • É estarrecedor o que Reinaldo Azevedo e Joice Hasselman fizeram ontem a noite com a Presidente ! Caramba !!! Isso estimula ainda mais a coxinhada a esculachar os petistas,

    Por outro lado, o Levy a cada dia desmoraliza mais o Mantega ao fazer tudo exatamente ao contrário do que ele fazia, e ao encontrar apoio da Presidente, esta mostra que esta mais perdida do que cego em tiroteio, totalmente desnorteada !

    • Vocês não acertam UMA. Os chineses assinaram contratos para investir 200 bilhões de dólares no Brasil (melhor que comprar os papéis podres dos americanos). Desse dinheiro, boa parte vai pra Petrobrás.

      • Almir, não sei o que voce quer dizer ao falar “vocês”…????

        Além disso, o assunto do post e consequente do meu comentário nada tem a ver com a PETROBRAS, porque você cita este assunto ?

        abração,

  • Edu, o que está acontecendo é um tremendo absurdo. Os eleitores do PSDB estão tirando o direito de ir e vir dos petistas, assim deve responder processos e ser condenado para que sirva de lição aos outros. Depois os tucanos reclamam por não terem votos e vão perder cada vez mais se continuar hostilizando os petistas, pois isso aos olhos de pessoas de bem e educadas é repugnante, mostra a agressividade dos eleitores tucanos. Se uma pessoa não tem condições em aceitar opiniões, não sabem se comportar em público, são agressivos não podem viver em sociedade.

  • Eduardo,
    sempre aprendi em minha vida que a melhor defesa é o ataque. E é assim que devemos nos comportar, a cada agressão, retrucamos com outra, a cada falta de respeito, devolvemos com duas. Não devemos nada a esses oligarcas, então, respeito, respondemos com respeito, agressão com outra.

    • Analisemos o cenário da tal reação:

      Inflação de 8.5%
      Recessão de 1.5%
      Cerveró condenado
      Vaccari a ponto de abrir o bico
      Todos os empresários coxinhas citando o Vaccari
      O tucano Levy a ponto de abandonar o barco e naufragar o q restou do Brasil

      Será que dá pra reagir ??

  • Enquanto isto no congresso, a reforma politica é relatada em plenário por um deputado do DEM (hoje quase um partido nanico).
    Presidido pelo EC, relatada pelo DEM. Onde está mesmo o governo?

  • Imagino o quanto não foi constrangedor para pessoas tão educadas quanto os ex-ministros esta violência sofrida nos restaurantes. Ao contrário do Eduardo, entendo perfeitamente que não tenham refutado seus agressores. Aquele não era o local, nem o momento, para discutir a importância do Mais Médicos ou defender a política econômica do governo. Com cães raivosos não se discute. Está classe está habituada a mandar e ser obedecida. Não ouve argumentos. Para nós, em que pese o constrangimento dos ex-ministros, estes latidos soam como música. Eles só estão ladrando porque estão sentindo no bolso, único ponto em que têm sentimentos. Está ira contra o PT deve-se ao sucesso, por exemplo, do Mais Médicos. Como diz Lula, só ladram contra os nossos acertos. Lamento pelos ex-ministros, mas, felizmente, a luta continua. Eles ladram, mas a caravana vem passando.

  • Eu sou a favor de reagir. Não vou afinar nunca. Sou constantemente assediado no meu trabalho, sempre em tom de brincadeira, mas nunca perdem a oportunidade de mencionar o fato de eu ter votado e ter defendido abertamente minha opção. Trabalho no Judiciário Federal aqui é 95% são antipetistas e os poucos que eu sei que simpatizam e votaram na Dilma preferem se manter quietos. Somente eu mais 3 colegas, num total de duzentas pessoas se manifestam abertamente. Não vou me deixar intimidar nunca.

  • Todos do PT na Câmara votaram contra a terceirização (precarização) do Trabalho. Vemos que eles estão afinados com o povo.
    Enquanto os outros partidos (mais à direita) racharam entre o “SIM” e o “NÃO” .

  • Nem o mandato de senadora da Marta Suplicy que saiu do PT, por livre e espontânea vontade e, por isso, o partido tem todo direito tomá-lo, o PT, teve a coragem de fazer. Então, se defender das agressões que recebe, diariamente, nem pensar!

  • Já que os proprietários dos restaurantes não defendem seus clientes desses infortúnios, vamos começar a divulgar o nome dos lugares onde isso acontece, assim só irão neles pessoas de esquerda que quiserem ser ofendidas. Quem sabe com a queda da clientela, eles não comecem a cuidar para um ambiente civilizado e de respeito.

  • Às vezes penso que se o Brasil não tiver a coragem de definitivamente enfrentar o horror da sua história recente, essa situação não vai mudar. A ditadura foi civil-militar com apoio das empresas de comunicação, dos oligarcas e de setores da classe média. Nos faltou uma Comissão da Verdade pra valer, o julgamento e punição dos criminosos. Se aceitamos sem passar a limpo tudo isso, porque não aceitaríamos a escalada do fascismo?

  • Acompanho este blog e de vez em quando arrisco-me a dar meus pitacos por aqui, quando soube da nova agressão sofrida pelo ex-ministro Mantega me recordei que até um cadeirante foi agredido por estar usando camiseta do PT. lembro-me também que alguns diretórios do PT foram atacados por bombas, como o de Jundiaí. Os casos de intolerância à petistas se tornaram corriqueiros. o ator Gregório Duvivier entre tantos outros também já experimentou a ira dos discípulos de Olavo de Carvalho, Villa, Azevedo e tantos outros. A mando dos patrões e bem pagos para isso, fomentam o ódio em mentes fragilizadas intelectualmente, porém cheios de certezas. obviamente a certeza dos estúpidos. Não importa se o que é publicado pela Veja ou qualquer outro veículo das seis famílias seja factoide. Se é contra o PT passa a ser verdade absoluta por mais absurda e sem fundamentação que seja. Exemplos não faltam, lembram-se da famigerada capa da Veja nas vésperas da eleição, ou os posts nas redes sociais sobre a “fortuna” do filho do Lula. Não me recordo na história recente do Brasil, pessoas ou grupos com orientação política de esquerda hostilizarem indivíduos que acreditam no ideal liberal tucano com tamanha desfaçatez como tem ocorrido com petistas ou simpatizantes do partido. como disse o Lula, e senão me engano foi aqui mesmo neste blog, a direita é implacável.

  • Você não muda de assunto, virou vítima, até parece que o petistas na oposição eram uns cavalheiros. O MST invade, destrói pesquisas de anos e vocês se calam. Mude de assunto, a rejeição do PT não esta só ” nos lugares de rico casca grossa” está disseminada em todas as classes sociais, é só ver as pesquisas.

    • Pesquisas não agridem cadeirantes ou idosas por serem suspeitos de ser petistas. Estamos falando aqui de milícias fascistas que atacam qualquer um que estiver em um local público sem que essa pessoa incomodem ninguém, com base na suspeição de que sejam petistas. E agora era o que faltava, uma fascista vir aqui querer mandar no que eu escrevo. Os delírios de poder de vocês estão chegando ao impensável. Acham que já podem sair pela internet dando ordens para que as pessoas se calem. Aqui quem vai se calar é você. Já lhe dei espaço demais.

    • Marcita/Ramiza,
      Na grande maioria das vezes em que discordo é pensando em debate honesto. No entanto, não deixa de ser contraditório, uma vez que, de que modo eu posso pensar em debate honesto, se vocês se recusam a ser honestos?! Que adjetivo se pode usar para qualificar alguém que cretinamente, faz comparação de cães latindo até o limite da babadeira, por puro gosto de tentar morder e violentar um humano desassemelhado, a um movimento com objetivos claros e definidos como o MST?! Se fossem decentes — e você se tivesse intimidade com a decência — discordaria dos objetivos do movimento, mas jamais o colocaria na mesma sopa. CRETINOS? É pouco. Vocês são abjetos, inescrupulosos, pusilâmines, vis. São a escória humana que pensa que pensa bem só porque covardemente se encondem atrás de um computador e têm todas as garantias de estarem do lado de um partido político que é protegido em todos os seus atos criminosos há décadas. Protegido pelo judiciário. Protegido pela mídia de negócios e protegido pela incapacidade de seus eleitores, penso que, em sua grande maioria, perceberem o que realmente são. Não resistem a um questionamento. E não os respondem porque não têm capacidade de juntar logicamente lé com cré. A mentira e a falta de compromisso com a verdade, fogem do enfrentamento direto tanto quanto o seu partido e vocês fogem do povo. São tão sórdidos que por não terem capacidade de reconhecer a própria imbecilidade, de fazer leitura sobre os próprios atos, de se enxergar como realmente são, transferem suas estupidez crassas para os desafetos. Vocês estão emburrecendo e não percebem! Há poucos meses os movimentos ditos apartidários, apolíticos, diziam que estavam lutando pelo Brasil. Não resistiram a uma desilusão de apoio — porque o momento não era propício para afazê-lo — para se desmascararem e mostrar de que lado estão e sempre estiveram. O senador Aécio Neves esteve hoje discursando na tribuna e chamando a presidenta de irresponsável. Fiquei me perguntando — em que país um político imoral, corrupto, nepotista, incitador de violência, antidemocrático teria coragem de cobrar de um outro político um comportamento que ele comprovadamente não tem?! Somente porque tem a certeza da proteção da justiça e dos meios de comunicação. O tesoureiro do PT continua preso. Onde estão os tesoureiros do PSDB, PMDB e dos outros partidos? Como conseguiram dinheiro para as campanhas de seus partidos? Se fossem decentes se fariam esses questionamentos. Não, preferem a tática do discurso falacioso porque imbecilmente pensam que vão poder manter a mentira por longo tempo. Quando uma sociedade não consegue ser equânime na verdade, na decência, na honestidade ela se iguala na violência!
      Maria Antônia

      • Marcita desconhece a função social da terra e pensa que o MST conseguiria a reforma agrária sendo gentil e cortês como ela. Desconhece a história da terra no Brasil. Nada sabe sobre o MST, movimento reconhecido no mundo todo. 100 mil jovens estudam nas escolas dos assentamentos, há 100 cooperativas, 96 agroindústrias. Conseguiu a façanha de produzir arroz orgânico em grande extensão de terra. Quer ter uma produção diversificada e saudável que leve à soberania alimentar do brasileiro. Conduz estudos agroecológicos, promove redes de produção agroecológica, cooperativas e agroindústrias. Marcita continua no seu mundo fechado, mesquinho.

  • :

    Ouvindo A Voz do Bra♥S♥il e postando:

    * 1 * 2 * 13 * 4

    *************

    Um poema (acróstico) para Dilma Rousseff, a depenadora de tucanus :

    .

    D ilma, coração valente,
    I magem de todo o bem em que se sente
    L ivre o amor maior pela brasileira gente
    M uito humana e inteligente
    A PresidentA do nosso Lula 2018 de novo Presidente

    .:.

    D uas vezes contra o espectro atro
    I nscreveu já seu nome na história
    L utando contra mídia venal & Cia e seu teatro
    M ulher forte de mais uma vitória
    A deixar tucanus na ó-posição de quatro ! ! ! ! de quatro ! ! ! ! de quatro ! ! ! ! DE QUATRO ! ! ! !

    * * * * * * * * * * * * *
    Ley de Medios Já ! ! ! !
    ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥

  • Trata-se de um sentimento de impunidade de parcela dessa alta classe média imbecilizada, que se julga no direito de ofender as pessoas nas ruas, como se fossem os donos do Brasil. A arrogância é alimentada por esta mídia golpista, que promove diariamente um covarde ataque ao PT, ao governo federal, sem qualquer direito de resposta. Estes lobotomizados fazem no cotidiano o que a mídia faz diariamente: agride, bate, zomba, ironiza, sem qualquer direito ao contraditório. Criaram monstros no Brasil, à semelhança da mídia com seu exército de colunistas e comentaristas bem pagos para representarem a vontade dos barões da mídia que estão a serviço das elites dominantes. No final das contas é isso: hordas de lobotomizados, frustrados com as derrotas eleitorais para a presidência da república e com as políticas sociais que provocam melhorias na vida daqueles que eles queriam que se mantivessem escravos. Discutir o quê com essa gente? Melhor mesmo é frequentar bares e restaurantes populares, onde as pessoas se respeitam e respeitam a diversidade de pensamento e de opinião. Deixemos que eles continuem batendo as panelas nas varandas gourmet. O que não podemos é deixar de falar diretamente para os de baixo, intimidados com esses babacas. Nossa fala, nossa ação e nosso programa tem público, que certamente não é essa gente infeliz e frustrada.

  • Após ler todos os comentários, muitas coisas passam na cabeça da gente. Nem sempre conseguimos expressar adequadamente o que estamos pensando. Continuo achando que os políticos do PT, os mais conhecidos, deveriam evitar esse tipo de lugar. Não é covardia, não, é só uma estratégia para o momento. Não é pregar o fim da liberdade de ir e vir, Deus do céu, nunca! Além disso, uns 90% da população JÁ ESTÁ previamente impedida de frequentá-los, certo? Porém, concordo que deveria ter havido uma reação por parte do ministro. O que me espanta um pouco é o fato de não termos frieza suficiente, de alguns amigos aqui do blog pregando reação violenta. Isso só daria a eles o que mais desejam neste momento. Calma, gente! Como já disse, em um certo país aqui da nossa América, morreram mais de 40 pessoas, quase todas partidárias do governo. No entanto, o povo soube resistir sem essa ideia de olho por olho, dente por dente. Agora, antes que a coisa fique assim por aqui, é preciso haver reação institucional, sem sombra de dúvida. Energias positivas para todos!

  • O ódio anticomunista promovido pelo nazismo na 2ª Guerra Mundial matou mais de 25 milhões de soviéticos. A URSS, dentre todos que participaram da guerra, foi o país com mais baixas, inclusive em grande parte na população civil. Isso não impediu o Exército Vermelho de invadir Berlim e acabar com o búnquer de Hitler e toda sua cúpula. Há um sem número de filmes que reproduzem o flagelo contra os judeus. Ainda é pouco para mostrar às gerações futuras as atrocidades cometidas pelo nazismo. Mas há também de se levar aos cinemas toda fúria mentecapta dos nazistas contra os comunistas. Hollywood parece não considerar o tema relevante. Infelizmente. Nunca é tarde.

    Quanto ao que estamos vivendo, mais precisamente em São Paulo, concordo que nenhuma pessoa seja ofendida gratuitamente por imbecis que se consideram donos da razão. E creio também que o “tomou, levou” (ao menos verbalmente) deve ser praticado pelos ofendidos. Do contrário corre-se o risco de viver algo parecido com o trecho de um poema: “Na primeira noite, eles se aproximam e roubam uma flor do nosso jardim: não dizemos nada. Na segunda, já não se escondem. Pisam as flores, matam o nosso cão e não dizemos nada. Até que um dia o mais frágil deles entra sozinho em nossa casa, rouba-nos a luz e, conhecendo o nosso medo, arranca-nos a voz da garganta. E já não podemos dizer nada.” Autor: Eduardo Alves da Costa, brasileiro de Niterói. Por um equívoco atribui-se à autoria a vários autores…Vladimir Maikovski…Bertold Brecht…Gabriel García Márquez…entre outros.

  • Pessoas que lutam pela liberdade devem ir a todos os lugares.
    Inclusive na prisão, levar cigarros para quem é contra a liberdade!
    Eles por conta disto, tem mais obrigações com o POVO BRASILEIRO.
    Devem levar estes a processos protegidos por leis..avante.
    Nossa LIBERDADE tem preço..TEM LEI…

  • No nordeste não tem esse abuso, por que homem lá responde pelo que fala…com todo o respeito, manda esses coxinhas de São Paulo e região tomar no meio do olho do c$ que eles param de tirar onda em espaço publico. Desrespeito desmedido dos derrotados nas urnas e na vida.

  • Tem toda razão Eduardo, isso vem desde de a época do “Lulinha Paz e Amor” o que ganhamos com isso? o resultado está aí… Ou a gente se levanta ou ainda vai acontecer uma desgraça maior… A começar por usar meios jurídicos pra coibir as difamações. Nisso eu questiono nosso querido Lula. Ele não é mais presidente, pq não processar seus caluniadores? São muitos e são imorais, indecentes, gente da pior espécie. Uma dúzia de processos em cima de gente com dinheiro, mexer no bolso deles, onde dói mais… Sinceramente eu ando de saco cheio dessa perseguição, e olha que eu estou longe, o que acompanho é só pela internet.

  • São crianças mimadas. A maioria nunca teve contrariedades na vida. Os poucos que vieram da pobreza sentem ódio dos tempos de “trocados” e querem distância dos que foram seus iguais no infortúnio. No meu caso, não garanto que não daria uma lição física em qualquer “palhaço” que viesse me afrontar. Ainda mais na hora da comida, sagrada! A conivência da polícia paulista com tais atos de intolerância não pode deixar de ser registrada. Os intolerantes deveriam ser presos.

  • Interessante a analogia com o nazi-fascismo, grupo sócio daquela revista no meio e outros conglomerados de mídia, instilando ódio hidrofóbico e intolerante na sociedade. Engraçado é que se dizem democratas!!!

  • BELO TEXTO E ESCLARECEDOR… MAS ACHO QUE QUEM SOFRE ESSE TIPO DE AGRESSÃO NÃO PODE E NEM DEVE FICAR CALADO …..PORQUE SENÃO ESSE PESSOAL DA ELITE MAL EDUCADA E REACIONÁRIA CONTINUARÃO A AFRONTAR ÀQUELES QUE NÃO COMUNGAM DE SUA CARTILHA….ALGO PRECISA SER FEITO…..O SILÊNCIO DÁ MAIS FORÇA PARA ESSA GENTE SEM ESCRÚPULOS CONTINUAREM COM ESSAS OFENSAS GRATUITAS……SÃO PAULO TRANSFORMOU-SE NO CENTRO DO REACIONARISMO NAZIFASCISTA DESSE PAÍS……LAMENTÁVEL…..VERONHOSO….

  • Eu iria até mais longe: porque lideranças do PT tem que morar logo em São Paulo? Eu nem passaria perto, deixa o resto do Brasil crescer e reduzir SP à sua insignificância……

  • A politica da corrente lulista no PT está permitindo essa desgraceira, não reagindo quando a AP 470 condenou as lideranças históricas do PT. Será que foi uma ação premeditada do Lula, com o objetivo de tornar-se a única liderança petista e hegemônica?

  • Esses tipos fascistas contam com a conivencia e apoio dos orgaos publicos partidarizados e pessoas publicas. O pior exemplo foi a abertura das catracas pelo governador para a passeata do odio, atitude da qual ele jamais se livrarah. A maioria dos entes e pessoas publicas perdeu a compostura. O envolvimento de funcionarios publicos com a Fifa eh mais um exemplo. Se quisermos um pais melhor devemos exigir o fim dos cargos de confianca e limpa total via leis do formato administrativo de todos os orgaos publucos constituindo novos vodigos de etica publica, pois o que temos visto sao aberracoes publicas.

  • mantega nao é aquele petralha que presidiu o conselho da petrobras, quebrando a empresa com o petrolao? devia estar preso e nao em restaurante chique…

Deixe uma resposta