“Devolvam Meu País”, a música que deveria ser tema da eleição de 2018

Destaque, entrevista, Todos os posts

Recentemente, Ernesto José de Carvalho escreveu uma belíssima crônica em que respondeu ao cantor Zezé de Camargo sobre uma bobagem que disse sobre a ditadura militar. Vale reproduzir aquele texto antes de continuar.

Carta Aberta ao Zezé de Camargo.

Caro Mirosmar, mais conhecido como Zezé de Camargo.

Acordei hoje e de cara recebi com tristeza sua entrevista, onde o Sr afirma que não houve Ditadura e sim uma ¨liberdade vigiada¨, deixe me lhe contar uma historia.

Meu pai assim como você e milhões de brasileiras e brasileiros veio pra São Paulo atrás de uma vida melhor, também vindo do interior do país, no caso do meu pai e seus quatro irmãos e uma irmã saíram de Muriaé-MG, nos anos 50, todos com idade abaixo de 15 anos, também trabalharam na roça pra ajudar no sustento da família (ouvi dizer que também foi seu caso) ao chegar a São Paulo, período da ainda industrialização, passaram a trabalhar no pesado, meu pai Devanir trabalhava como louco de dia e a noite fazia curso para se tornar torneiro mecânico, meus tios Jairo e Joel, gráficos, e o Daniel e Derly, metalúrgicos.

A história deles se confunde com a sua e a de milhões de retirantes até aqui, só até aqui. Diferentemente de você todos eles passaram a se indignar com o sofrimento vivido pela grande maioria de seus semelhantes, que viviam em condições de extrema pobreza causada pela enorme desigualdade social, imposta por uma política escravagista, excludente, elitista e cruel. No inicio dos anos 60, todos eles já estavam comprometidos com a construção de uma resistência constitucional¨ via sindicatos de classe, movimentos sociais e partidos políticos assim como deve ser num estado democrático.

A eleição de 1960 levou a presidência pelo voto direto o Sr. Janio Quadros e seu Vice João Goulart, com a renuncia de Janio (forças ocultas, lembra?), João Goulart assumiria a presidência em 1961, propondo as reformas de ¨base¨, Educacional, Política, Agrária e Fiscal, que atenderiam a demanda da população mais vulnerável e desprotegida economicamente. Por essa razão, unicamente por ela, setores da elite econômica, se alinharam aos militares, digo alguns setores do exercito brasileiro, e passaram a conspirar para que o Vice-Presidente não assumisse o cargo.

Entre 1961 a 31 de Março de 1964, o que se viu no país, foi uma sequencia de um jogo antidemocrático, criando uma tensão política no Brasil insustentável. Na noite de 31 de Março de 64, tiraram nosso presidente à força do cargo. A partir daí, para manter o status quo, os militares implementaram uma das mais sanguinárias ditaduras do mundo, caro Zezé.

Perseguiram e mataram seus opositores políticos como o Deputado Rubens Paiva, preso e morto nos porões da Ditadura, jornalistas como Wladimir Herzog, preso e morto nos porões da ditadura, artistas de varias linguagens presos, torturados, banidos do país e muitos assassinados, também nos porões da ditadura. Muita gente, mas muita mesmo de diversos setores da sociedade resistiu à violência do estado, muitos camponeses assim como meu pai e tios, também resistiram, diferentes de você que virou as costas aos seus contemporâneos à sua gente simples, da roça, que carregam em seus semblantes a pele marcada pelo sol forte do trabalho duro do campo, resistiram.

Essa gente nunca se esqueceu das belas paisagens do campo, da simplicidade do interior, da solidariedade dos vizinhos, da confiança entre homens e mulheres e acima de tudo nunca perderam a dignidade. Meu pai Devanir José de Carvalho foi preso e torturado até a morte em 5 de Abril de 1971 aos 28 anos, minha mãe presa e banida do país aos 25 anos, meu tio Jairo José de Carvalho, preso, torturado e banido do país aos dezessete anos, meu tio Derly José de Carvalho, preso, torturado e banido do país aos 30 anos, meu tio Daniel José de Carvalho capturado aos 26 anos, nunca encontramos seu corpo, meu tio Joel José de Carvalho capturado aos 25 anos, nunca encontramos seu corpo, eu aos três anos de idade sai do Brasil clandestinamente com minha mãe, vagando por vários países, fugindo de outras ditaduras e do pavor de sermos capturados pelos senhores que ¨vigiavam¨ a sociedade brasileira.

Desculpe caro Mirosmar, a ditadura existiu, e foi uma das mais sanguinárias da história recente da humanidade.

Ernesto José de Carvalho

11 de Setembro 2017

Salve Allende!

Agora, Ernesto lançou uma música magnífica, “Devolvam meu país”, que bem poderia ser a trilha da campanha eleitoral do ano que vem. Entrevistei o Ernesto e, ao fim da entrevista, ele canta sua música para nós.

38 comments

  • ♫ Essa coisa gosmenta que adotou o apelido “Zezé de Camargo”, para escapar do horrendo “Mirosmar”, é um montículo de bosta alçado às alturas pela mediocridade total de uma parcela considerável do público, auxiliada por um marketing sem dúvida eficiente. Um dos grandes responsáveis pela transformação da música sertaneja em música breganeja.
    Mesmo não sendo grande fã dessa música, presenciei entristecido a rápida degradação da autêntica verve musical caipira, manifestação tanto da melancolia quanto da alegria do sertanejo.
    Fica aqui o meu aplauso ao Ernesto José de Carvalho, à Inezita Barroso e a todos os autores e intérpretes autênticos da verdadeira música sertaneja. Salve até o Rolando Boldrim, que, apesar de reacionário, valoriza o gênero verdadeiro.

  • :
    : * * * * 04:13 * * * * .:. Ouvindo As Vozes do Bra♥♥S♥♥il e postando: A grande mídia (mérdia) é composta de sabujos sujos e sabujas sujas a serviço dos ianque$ e do $ionismo de capital especulativo internacional e outras máfias (como a ma$$onaria, com dois c(h)ifrões, de $$ neonazista) dos e das canalhas direitistas…
    .

    PARA A ENÉSIMA PUTifARIA ( patifaria + putaria ) DA DIREITA:

    Foi com muito cálculo que se preparou mais essa para o PT (e/ou as esquerdas, o progressismo/trabalhismo). E, ao que parece, o partido não contava nem se preveniu para essa eventualidade. Aliás, é estranho o número de vezes que o PT (o progressimo/trabalhismo) é pego de calças curtas, desprevenido e perplexo. E, o que mais espanta, é que seus inimigos nem parecem ser tão espertos assim.
    .

    AS MORDOMIAS DOS MARAJÁS EM PÉ DE GUERRA:
    .
    Os 17 mil juízes receberam em média 46,1 mil por mês em 2015;
    .
    Os 1,2 mil promotores e procuradores de Justiça recebem salário máximo teórico de 33,7 mil mensais;
    .
    Magistrados e promotores têm auxílio-moradia de 4,3 mil mensais. Se morarem juntamente com um cônjuge que também tem direito a auxílio, ambos recebem da mesma forma;
    .
    Todos têm 60 dias de férias por ano e, em caso de trabalho fora do local, uma diária equivalente a 1/30 da remuneração mensal;
    .
    Pena máxima em caso de punição disciplinar: aposentadoria compulsória com salario integral (i$$o é punição mesmo ou é premiação ?…)
    ,

    E MAIS :

    Os tribunais de contas e o Judiciário são a maior fonte de corrupção

    O Judiciário do Brasil é o mais caro do mundo

    O juiz é um servidor público como o faxineiro, só que o Judiciário decide em causa própria

    Os juízes dizem “na minha vara” – a vara não é dele!

    A reforma de Previdência não vai atrás de juiz que recebe aposentadoria de R$ 100 mil: vai atrás dos pobres

    O Judiciário é uma ditadura de classe – e ditadura conservadora

    .

    Poesia contra a distopia (Distopia = Ideia ou descrição de um país ou de uma sociedade imaginários em que tudo está organizado de uma forma opressiva, assustadora ou totalitária, por oposição à utopia. “Distopia”, in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, http://www.priberam.pt/dlpo/distopia [consultado em 01-10-2016].)

    .:.

    Poema acróstico para o maior e melhor brasileiro de todos os tempos :

    L ouvemos quem bem merece o mais pleno louvor
    U m homem simples como as coisas boas da vida
    Í ntimo camarada, nosso irmão e amigo de valor
    Z elando sempre pelo bem da humanidade querida

    I nimigo dos maus, amigo dos bons, trabalhador
    N ascido do povo que muito o ama e admira
    Á rvore de bons frutos, os de melhor sabor
    C onsciência plena de tudo que no mundo gira
    I magem perfeita do homem de si senhor
    O humano defensor de humana lira

    L uz de nossa gente, lutador incansável
    U m verdadeiro herói do povo brasileiro
    L úcido e consciente do mais admirável
    A mor pelo ser humano e verdadeiro

    D igno e sincero, fraterno e muito humano
    A migo do povo, honesto e sempre lhano

    S eja o meu/nosso canto para te louvar
    I sso que a voz do povo já disse várias vezes
    L ula, o BraSil vive mais feliz só por te amar
    V itória da melhor sorte no número treze
    A fazer do brasileiro a humanidade a se ampliar.

    Autor: Cláudio Carvalho Fernandes ( poeta anarcoexistencialista )

    .:.

    L uz do povo brasileiro
    U m digno e fiel lutador
    L astreando com real valor
    A honra do BraSil inteiro.

    .:.

    L ula livrou 36 milhões da pobreza
    U m feito memorável sem precedentes
    L utando contra a mídia venal, teve a certeza
    A bsoluta de estar ao lado dos brasileiros conscientes

    .:.

    L ivrando da miséria extrema 36 milhões de brasileiros
    U m feito sem igual que por si só já bastaria
    L ula segue sendo no mundo um dos primeiros
    A fazer de seu povo a eterna rima rica de sua poesia

    .:.

    .:.

    NÓS

    A tv me promete
    o leite da moça,
    o prazer em pó,
    líquido,
    instantâneo,
    integral…

    Que faremos de nossos olhos,
    de nossas mãos?

    ………………….……………………………. ( Cláudio Carvalho Fernandes )

    .:.

    B……………………………A
    …I………………………I
    …….S………………C
    ………..T………N
    …………….Â
    tele……………………..visão

    tele……………………..vazão

    tele……………………..vazio

    ………………………………………………………. (Cláudio Carvalho Fernandes)

    .:.

    ReXistência

    Não deixe que aluguem o seu pensamento:
    Simplesmente mude de canal ou desligue a TV
    :
    Diga “NãO” à Rede Goebbels

    ……………………………..………………. ( Cláudio Carvalho Fernandes )

    .:.

    Globo

    PATRÃO
    PADRÃO
    LADRÃO

    ……………………………..………………. ( Cláudio Carvalho Fernandes )

    .:.

    Mídia cínica, mercenária, demagógica e corruta.
    .
    “Com o tempo, uma imprensa [mídia] cínica, mercenária, demagógica e corruta formará um público tão vil como ela mesma”.
    .
    …………………..………………………………. ( Joseph Pulitzer )

    .:.

    Se você não for cuidadoso / cuidadosa
    .
    “Se você não for cuidadoso / cuidadosa, os jornais [a mídia] farão [fará] você odiar as pessoas que estão sendo oprimidas e amar as [‘]pesso[nh]as[’] que estão oprimindo”.
    .
    …………………..………………………………. ( Malcolm X )

    .:.

    ( En la lucha de clases )
    .
    En la lucha de clases
    Todas las armas son buenas
    Piedras
    Noches
    Poemas
    .
    …………………………………………….( Paulo Leminski )

    .:.

    ( Não é a beleza )
    .
    Não é a beleza
    Mas sim a humanidade
    O objetivo da literatura
    .
    …………………………………………….( Salamah Mussa )

    .:.

    A existência precede a essência.
    .
    …………………………………………….( Jean-Paul Sartre )

    .:.

    * 1 * 2 * 13 * 4

    .:.

    ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥
    * * * * * * * * * * * * *
    * * * *

    Por uma verdadeira e justa Ley de Medios Já pra antonti (anteontem. Eu muito avisei…) !!!! Lul(inh)a Paz e Amor (mas sem vaselina) 2018 neles (que já tomaram DE QUATRO no PSDBosta) !!!!

    * * * *
    * * * * * * * * * * * * *
    ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥

  • Ola’ Edu,

    Parabens pelo novo sitio. A nova pagina esta’ bem charmosa e objetiva.
    Vou checar a material, que mostra o gigante acordando, para ver se o guilherme santos deixou o endereço eletronico dele, para que eu pudesse continuar lembrando a ele, quao pequena é a sua(dele) pessoa.

  • Caro Eduardo
    Pessoas como Zezé de Camargo, não se interessam por histórias, mas no saldo bancário.
    Basta ver alguns escrotos que rodeiam por aqui, pior ainda, são lacaios dos lacaios e felizes por isso.
    Gostei do aumento das letras e como também ficaram mais escuras.
    Quanto ao calendário, que tal colocar em destaque o dia em questão?
    Saudações

  • Senhor Eduardo Guimarães, obrigado por esse maravilhoso trabalho, realmente de primeira qualidade! Desejo realmente que essa nova fase traga-lhe muito sucesso. Estou encantada com o novo blog, é como se o sol fosse o convidado de honra. Vida longa ao Blog da Cidadania!

    Essa musica de Ernesto José de Carvalho é muuuito massa e com certeza se tornara um hino para a luta que travamos todos os dias contra os traidores da patria.

  • Pensei que era o filho do Chê! Ele andou aqui pelo Brasil. O cara pegou o espírito da coisa. Devolvam meu país é o que eu sinto. Acho que todos, até os coxinhas!
    PS: Edu, cadê os links para os blogs?

    • Tenho que pedir para o webmaster colocar, Juliano. Tenho que arrumar espaço.Ele argumentou que outros blogs tiraram. Mas vou ver o que faço. Atualmente, entre os blogs conhecidos, só o meu mantinha…

  • Parabéns Edu! O blog ficou show demais. Vamos em frente na resistência ao golpe. O povo brasileiro superará mais esta maldade das elites. Felicidades! Abraços.

  • Não gostei da música. É dúbia em termos políticos. Ela dá brecha pra discurso coxinha e até militarista. Faz lembrar o “Não desistimos do Brasil” que parte dos coxinhas gritaram.

  • Seu blog é meu guia.Aprendo tudo aqui.Como posso adquirir , como gravar a musica? Tenho meio de toca-la para os que passam em miniha rua onde tenho um jornal de porta de rua.Posso mandar uma foto paara voce/ Cousa simples de idealista velha

  • Cara! Linda canção! Dá até arrepio, saber que neste país ,tem gente que PENSA! Não só porque compartilhamos ,na maioria, as mesmas idéias, até porque acredito que há divergências sim! Mas por que PENSAM! Muito diferente de medíocres que nem se dão ao trabalho de pensar,preferem o ódio.Um grande abraço a todas as pessoas que PENSAM!

  • Perfeita para a desgraceira que mi e bilionários e seus empregadinhos das privadas e públicas empresas e órgãos nos puseram.
    Há 3 meses ouvi a canção “Manda Chamar”, Roberto Mendes. Ele manda chamar o povo e o Rei…

    “Manda chamar os índios
    Manda chamar os negros
    Manda chamar os brancos
    Manda chamar meu povo
    Para o rei Brasil renascer
    Renascer de novo.

    Manda chamar os bichos
    Manda chamar a mata
    Manda chamar a água
    A terra, o ar e o fogo
    Para o rei Brasil renascer
    Renascer de novo.

    Manda chamar Tupã
    Manda chamar Olorum
    Chamar o Deus do povo.
    Para o rei Brasil renascer
    Renascer de novo…”

Deixe uma resposta