Acusado de matar Marielle tinha “singular obsessão” por Freixo, aponta investigação

A investigação da Polícia Civil aponta “singular obsessão” do sargento reformado Ronnie Lessa, acusado de matar Marielle e Anderson, pelo deputado federal Marcelo Freixo (PSOL). O parlamentar afirmou nesta quarta-feira em entrevista à “CBN” que foi informado há cerca de um mês a respeito das pesquisas que o PM fez sobre a vida de Freixo e familiares. O suspeito fez buscas sobre a vida do político e também sobre a esposa de Freixo, utilizando termos como “morte+de+marcelo+freixo” e “marcelo freixo enforcado”.

Suspeito de assassinar Marielle tinha obsessão por militantes de esquerda

A Polícia Civil do Rio de Janeiro afirmou que o policial militar reformado Ronnie Lessa, suspeito de ser o autor dos disparos que mataram Marielle Franco (PSOL) e o motorista Anderson Gomes, fez pesquisas sobre personalidades de esquerda, entre elas, a vereadora carioca. Os investigadores identificaram, a partir de uma análise telemática, que Lessa tinha “obsessão” por militantes de esquerda.