Doria silencia sobre propina recebida por Kassab, Casa Civil de seu governo

Aliado de primeira ordem de Doria, Kassab foi o responsável por montar a coligação que deu sustentação política à vitoria do tucano na eleição. A licença tirada no momento da posse se deve a investigações relacionadas à Operação Lava Jato. Kassab diz que precisa se dedicar à sua defesa – ele é suspeito de ter recebido R$ 58 milhões do grupo J&F e nega qualquer irregularidade.

Acusado de ganhar R$30 milhões em propina, Kassab recebe solidariedade de Doria

Em uma das ocasiões, Kassab teria recebido R$ 30 milhões por meio de mesadas de R$ 350 mil pagas pela JBF ao ex-prefeito de São Paulo entre 2010 e 2016 por meio de contratos de serviços fictícios prestados, como aluguel de caminhões, das empresas Yape Transportes e Yape Consultoria, ambas ligadas à Kassab, que, por sua vez, teriam emitido notas fiscais falsas.

Alckmin viola lei e sonega dados sobre programa “Recomeço”

Há quase 40 dias o governo do Estado de São Paulo recebeu pedido para dar informações sobre o programa estadual de tratamento de dependentes químicos, o “recomeço”. A Lei de Acesso à informação obriga o Estado a responder em até 30 dias, mas de forma muito suspeita o governo Alckmin se nega a dar informações sobre esse programa fracassado para tratar dependentes de crack. Aí tem, e nós vamos descobrir o que é que tem.