Aberração inédita: decisão de juíza no rolo bilionário MPF-Petrobras

Gabriela Hardt, juíza substituta da 13ª Vara Federal de Curitiba, destina metade da multa que a Petrobras pagou no Brasil para financiar uma fundação de direito privado. Ela diz que medida atende ao interesse público e alega a carência de recursos como uma das motivações para dar a autorização. Mas, importante, exime-me de qualquer compromisso legal