Procuradoria pede condenação do “homem da mala” de Temer

Rocha Loures foi denunciado supostamente agir em nome de Temer e na condição de “homem de confiança” do presidente para interceder junto à diretoria do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) – órgão antitruste do governo federal – em benefício da JBS. Delatores da JBS dizem que foi prometida uma “aposentadoria” de R$ 500 mil semanais durante 20 anos ao peemedebista e ao presidente Temer.

Por que casos de Anastasia e Collor são mais graves

O ministro Teori Zavascki dividiu em três tópicos a divulgação das petições de cada um dos indiciados após denúncia do procurador-geral da República. O primeiro tópico é dos que tiveram processos arquivados, o segundo dos que foram indiciados mas precisam de mais diligências para instauração de inquérito, e o terceiro dos que já têm inquérito instaurado devido à solidez das provas contra si. Nesse último tópico só figuram dois nomes, o de Fernando Collor e Antonio Anastasia. Para entender por que, clique no link abaixo