Datafolha prevê crise sem Lula na eleição 2018

O esforço descomunal da “justiça” para impedir que Lula tenha contatos políticos deriva do medo irracional que a direita acalenta de que o ex-presidente siga forte nas pesquisas. Se isso ocorrer e ele não disputar a eleição ou não indicar sucessor, o Brasil pode sofrer uma cataclísmica crise institucional que aprofundará a crise econômica e tocará fogo no país. Eis a força de Lula

Para Reinaldo Azevedo, ataque a Lula fez da Caravana “um sucesso”

O jornalista Reinaldo Azevedo, criador do termo “petralha”, antipetista “de raiz”, viu o tiro no pé dado pelos energúmenos que cercaram de violência o exercício dos direitos constitucionais de liberdade de expressão e de ir e vir do ex-presidente e de sua comitiva. O golpe de 2016 ficou mais evidente diante do mundo, sobretudo por conta da atitude das autoridades e da mídia brasileiras.

Datafolha: povo dá banana a TRF4 e exige Lula!

O consórcio midiático-judicial preparou um festim diabólico para comemorar o golpe de misericórdia que pretendia que pesquisa Datafolha recém-divulgada desse em Lula ao mostrar abalo no apoio do povo ao maior líder político da história do país e, assim, estaria “autorizada” a consumação da tramoia judicial contra ele. O tiro, porém, saiu pela culatra. O infame consórcio anti Lula brinca com fogo!

Criador do termo “petralha” diz que Judiciário faz política contra Lula

A distância que separa Azevedo do PT e de Lula é maior do que a que separa o Sol da estrela vizinha mais próxima, Nova Centauri. Isso não impede que ele estremeça ao ver a provocação que o establishment está fazendo ao povo ao planejar encarcerar o maior líder popular da história brasileira para impedir que seja eleito com um pé nas costas, como mostra a pesquisa Datafolha recém publicada.

Caso William Waack pode conter surto racista no país

Estudo recentíssimo (outubro) mostra que dispararam os casos de racismo no Brasil. Até o mês de outubro, já foram computados 41 casos. Aumento de 64% sobre 2016. O que vem estimulando os ataques racistas é a impunidade, dizem os especialistas. A destruição moral e profissional de William Waack pode frear esse surto alarmante de racismo em um país de maioria negra como o Brasil

Racistas se protegem protegendo William Waack

Pretendia escrever um longo post sobre as defesas repugnantes que Augusto Nunes, da Veja, Raquel Sheherazade, do SBT, e Reinaldo Azevedo, da Rede TV, fizeram da agressão infame que o ex-âncora da Globo William Waack assacou contra, segundo o IBGE, 54% dos brasileiros. Porém, achei que barbaridades como a que essa gente disse merece uma resposta sonora, vívida, contundente. Eis porque aí vai minha resposta EM VÍDEO a esse surto de corporativismo racista.