Lula vence juíza de Moro e ganha contato político

Foi uma vitória surpreendente porque saiu exatamente de onde jamais se esperava que saísse. Há cerca de 24 horas, o ex-presidente Lula derrotou a juíza teleguiada por Sergio Moro em decisão proferida pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região. A partir de agora, cai proibição absurda da juíza Carolina Lebbos que tentou amordaçar o ex-presidente visando a campanha eleitoral

Datafolha prevê crise sem Lula na eleição 2018

O esforço descomunal da “justiça” para impedir que Lula tenha contatos políticos deriva do medo irracional que a direita acalenta de que o ex-presidente siga forte nas pesquisas. Se isso ocorrer e ele não disputar a eleição ou não indicar sucessor, o Brasil pode sofrer uma cataclísmica crise institucional que aprofundará a crise econômica e tocará fogo no país. Eis a força de Lula

Lula entrará na sua casa durante a eleição

Na semana que finda, o PT representou ao Tribunal Superior Eleitoral contra Folha, UOL e SBT para que permitissem que um representante de Lula participasse dos debates que esses veículos farão com candidatos à Presidência. Como era previsto, o TSE negou. Foi uma estratégia da mídia para enfraquecer o PT excluindo-o do debate. Porém, não vai adiantar nada. Lula entrará na sua, na minha, em todas as casas nesta eleição.

Juíza teleguiada de Moro é denunciada por torturar Lula

Uma das formas mais cruéis de tortura é a mental. Os seres vivos têm mecanismos de defesa contra a dor física: ao atingir um certo limite, o indivíduo perde a consciência. O sofrimento mental é pior porque a mente não apaga. Sergio Moro nomeou uma torturadora para supliciar Lula: Carolina Lebbos se esmera em aprofundar o isolamento do ex-presidente. Agora, porém, a torturadora foi denunciada. Ela irá responder por seus crimes. Cedo ou tarde.

ONU e Nobel da Paz para Lula agitarão eleição 2018

Os próximos meses prometem ser ingratos para os que encarceraram Lula para tirá-lo da eleição presidencial de 2018. Enquanto o Brasil dorme em berço esplendido, anestesiado por um partido político disfarçado de “imprensa” e ludibriado por um conclave de leões-de-chácara disfarçados de “juízes”, o mundo se horroriza e protesta contra o fim da democracia brasileira e se prepara para uma mega denúncia internacional…